• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Press Release 3 T01   Tele Celular Sul
 

Press Release 3 T01 Tele Celular Sul

on

  • 371 views

 

Statistics

Views

Total Views
371
Views on SlideShare
371
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Press Release 3 T01   Tele Celular Sul Press Release 3 T01 Tele Celular Sul Document Transcript

    • TELE CELULAR SUL PARTICIPAÇÕES S.A. Contatos Ruggero Caterini Diretor de Finanças e de Relações com Investidores Joana Dark Fonseca Serafim Relações com Investidores (41) 312-6862 Jserafim@timsul.com.br Rafael J. Caron Bosio Relações com Investidores (41) 312-6623 rbosio@timsul.com.br Website http://www.timsul.com.br/tcf TELE CELULAR SUL PARTICIPAÇÕES S.A. DIVULGA OS RESULTADOS CONSOLIDADOS DO TERCEIRO TRIMESTRE DE 2001 Curitiba, 7 de novembro de 2001 – A Tele Celular Sul Participações S.A. (BOVESPA: TCLS3 e TCLS4; NYSE: TSU), Empresa que controla a Telepar Celular S.A., Telesc Celular S.A. e CTMR Celular S.A., operadoras líderes na prestação de serviço móvel celular no Sul do Brasil, anuncia os resultados referentes ao 3º trimestre de 2001. Destaques do 3º Trimestre de 2001 Relacionamento com o Cliente A qualidade e o bom relacionamento com o cliente são marcas da Tele Celular Sul. Ao longo do trimestre, além de manter o foco na fidelização dos seus clientes, a Companhia também intensificou os investimentos neste diferencial. A Tele Celular Sul modernizou sua Central de Atendimento, ampliou o leque de serviços aos clientes através da internet e desenvolveu novo design para as faturas telefônicas. No mercado consumidor, criou e consolidou o segmento especial, programa de relacionamento com os clientes top deste segmento, que proporciona atendimento diferenciado e um leque de ofertas exclusivas. No mercado corporativo, implementou novos produtos e serviços buscando atender de forma cada vez mais abrangente às necessidades, tanto de grandes corporações como “small business”. Tele Celular Sul cumpre metas da Anatel Durante o terceiro trimestre, a Companhia cumpriu todas as nove metas estabelecidas pela Agência Nacional de Telecomunicações – Anatel. Cabe ressaltar, que os indicadores demonstram acentuado declínio nos níveis de reclamações dos clientes, de forma a confirmar a eficácia da política da Companhia em buscar a satisfação do cliente em seu esforço de conquista e manutenção de mercado. 1
    • A Administração “A Tele Celular Sul registra no terceiro trimestre uma margem EBITDA de 49% sobre a receita líquida de serviços, a qual contempla uma política mais intensa de retenção de clientes”. Em R$ mil 3º Trim/01 3º Trim/00 2º Trim/01 Acum. até Acum. Set/01 até Set/00 Receita Bruta de Venda de Aparelhos 34.816 9.951 15.098 57.653 71.431 Receita Bruta de Serviços 216.851 208.230 223.454 704.992 620.392 Receita Operacional Bruta 251.667 217.821 238.552 762.645 691.823 Receita Líquida Total 196.235 171.829 180.091 564.097 539.582 EBITDA 84.435 44.824 80.845 241.649 151.334 Margem EBITDA 43% 26% 45% 43% 28% Margem EBITDA (sem 49% 27% 48% 46% 32% vendas de aparelhos) Lucro / (Prejuízo) Líquido 10.878 (3.944) 17.587 43.038 7.122 Lucro/(Prejuízo) por 1000 0,03 (0,01) 0,05 0,13 0,02 ações – R$ Market Share O Market Share estimado da Tele Celular Sul no segundo trimestre de 2001 foi de 68%. A taxa de penetração total na área de concessão foi de aproximadamente 15%. Em 30 de Setembro de 2001, a Companhia possuía 1,53 milhões de clientes, dos quais 59% são usuários do serviço pré-pago. No trimestre foram cancelados 34 mil assinantes da base total, com o objetivo de manter a base depurada dos efeitos da inadimplência. Receita Operacional Em R$ mil Acum.até Acum. até 3º Trim./01 3º Trim./00 2º Trim./01 Set/01 Set./00 Receita Líquida de Serviços 173.369 163.615 167.333 522.395 477.844 Receita Líquida de Vendas 22.866 8.214 12.758 41.702 61.738 Receita Líquida Total 196.235 171.829 180.091 564.097 539.582 A Receita Líquida Total do trimestre foi de R$ 196,2 milhões, representando o crescimento de 14% e 9%, em relação ao 3º A Companhia trimestre/2000 e 2º trimestre/2001. passa a comercializar e distribuir A Receita Líquida resultante da vendas de aparelhos celulares foi celulares entre de R$ 22,9 milhões. O incremento de 79% em relação ao 2º suas revendas. trim./2001 é atribuido ao fato de a Companhia estar assumindo as atividades de comercialização e distribuição de aparelhos celulares à suas revendas credenciadas, atividades estas que anteriormente estavam terceirizadas. 2
    • Com relação aos aspectos qualitativos, cabe ressaltar que a Receita ao longo dos três últimos trimestre vem sendo acompanhada por níveis de inadimplência inferiores aos apresentados em anos anteriores. As despesas com inadimplência acumuladas até o 3º trimestre representam 3% da receita líquida de serviços, quando em igual período no ano anterior atingiram 12%. Composição da Receita Bruta Receita Bruta Operacional Total Receita Bruta Operacional Total 3º Trim./2001 - R$ 251,7 milhões 3º Trim./2000 - R$ 217,8 milhões Vendas de Vendas de Outras Aparelhos Aparelhos Interconexão 1 34,8 9,5 64,3 74,5 Interconexão 1 45,5 95,9 Outras 99,4 43,6 Assinatura Utilização Utilização Assinatura Custos e Despesas Operacionais Em R$ mil 3º Trim./01 3º Trim./00 2º Trim./01 Acum. Até Acum. até Set/01 Set/00 Custo de Serviços e Mercadorias 101.970 106.716 83.150 280.869 315.280 Custos dos Serviços 70.737 83.253 65.942 214.053 228.368 Custos de Mercadorias 31.233 23.463 17.208 66.816 86.912 Despesas Comerciais 45.268 45.077 39.077 132.016 138.668 Despesas Gerais e Administrativas 15.127 12.926 16.788 48.393 36.602 TOTAL 162.365 164.719 139.015 461.278 490.550 Despesas com Provisão para Créditos de 6.481 17.047 3.611 15.452 57.278 Liquidação Duvidosa e Perdas - PCLD1 Nota: (1) Estão inclusas nas despesas comerciais: a) as despesas com Inadimplência (PCLD); e b) a taxa fistel a partir de 2001. Nos períodos anteriores estavam alocados em "custos dos serviços". (2) Em 2001 alguns items de "custos dos serviços" estão sendo reclassificados como "despesas G&A". Os Custos e Despesas Operacionais totalizaram R$ 162,4 milhões Incremento das despesas no trimestre, representando o acréscimo de 17% em relação ao 2º de retenção. trim./2001. No trimestre, a Companhia passou a realizar as atividades de comercialização e distribuição de aparelhos celulares para as suas revendas credenciadas, incrementando desta forma a receita oriunda da venda de aparelhos celulares e consequentemente, o custo atrelado às mesmas. Adicionalmente, também houve o incremento nas despesas relacionadas ao programa de retenção de clientes. As despesas com inadimplência do período foram de R$ 6,5 milhões, e o incremento do período esta relacionado basicamente a provisões de valores que estão sendo negociados com outras empresas do setor, sendo que os níveis de arrecadação têm se mantido constantes. Cabe destacar, que as despesas de 3
    • inadimplência do período representam o declínio de 62% em relação ao 3º trim./2000. O Custo de Aquisição por Assinante (SAC) do 3º trimestre/2001 foi SAC de R$ 181,00 (R$ 127,00 no 3º trimestre/2000) e de R$ 185,00 no de R$181,00 acumulado dos nove meses de 2001, refletindo o aumento nos gastos comerciais, e principalmente, o impacto da desvalorização do real frente ao dólar nos preços dos aparelhos celulares. As Despesas com Depreciação e Amortização do trimestre foram de R$ 51,4 milhões (incluindo a amortização do ágio), comparada com R$ 47,5 milhões e R$ 43,5 milhões no 2º trim./2001 e 3º trim./2000, respectivamente. EBITDA O EBITDA no trimestre foi de R$ 84,4 milhões, representando EBITDA de R$ 241,6 acréscimo de 88% e 4% em relação ao 3º trimestre/2000 e 2º milhões no trimestre/2001. A Margem EBITDA no período foi de 43% e a acumulado até redução em relação ao 2º trimestre/2001 é atribuída principalmente Setembro/01 ao incremento das despesas comerciais. 100 44,9% 50% 41,0% 43,0% 30,3% 38,0% Margem 80 84,4 40% 31,5% 84,4 EBITDA de 80,8 60 76,8 30% 49% sobre a 26,1% 67,4 receita líquida 40 61,1 52,1 20% de serviços 45,4 20 10% 0 0% 1T00 2T00 3T00 4T00 1T01 2T01 3T01 EBITDA Margem EBITDA (%) Lucro Líquido 3ºTrim/01 3ºTrim/00 2ºTrim/01 Acum. até Acum. até Set/01 Set/00 Lucro (Prejuízo) Líquido - 10.878 (3.944) 17.587 43.038 7.122 R$ mil Lucro (Prejuízo) Líquido 0,03 (0,01) 0,05 0,13 0,02 por 1.000 ações – R$ Lucro de No trimestre a Companhia obteve o lucro líquido de R$10,8 milhões, R$ 10,8 comparado ao prejuízo de R$ 3,9 milhões e o lucro de R$ 17,6 milhões no 3º Trim./01 milhões no 3º trimestre de 2000 e 2º trimestre de 2001, respectivamente. A redução em relação ao trimestre anterior esta relacionada ao incremento das despesas comerciais, bem como, dos gastos com depreciação. 4
    • Investimentos e Financiamentos No trimestre a Companhia investiu R$ 35,0 milhões (R$ 102,0 milhões acumulados até setembro/01), através de suas empresas controladas, na ampliação de sua rede celular. Ao final do trimestre a dívida total da Companhia era de R$ 344,6 milhões, resultando no endividamento líquido de R$ 224,2 milhões. Do total da dívida, o montante de R$ 58,9 milhões representam empréstimos e financiamentos em dólar, os quais foram totalmente cobertos por operações de hedge, como forma de proteção da forte oscilação cambial. Adicionalmente, uma parcela específica do empréstimo junto ao BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), correspondente a R$ 20,4 milhões, esta sujeita a uma taxa de juros atrelada a “cesta de moedas” do BNDES, a qual inclui o dólar. Para este caso específico, não há nenhum instrumento de hedge. ___________________________________________________________________ “Este comunicado contém declarações de previsão e/ou estimativas futuras. Tais expectativas são baseadas em uma série de suposições. Estas expectativas estão sujeitas a riscos e incertezas inerentes às projeções e/ou estimativas futuras. Os resultados poderão diferir materialmente das expectativas expressadas nas declarações de previsão e/ou estimativa futuras se um ou mais das suposições e expectativas provarem ser inexatas ou não realizadas.” 5
    • Dados Selecionados Acum. Acum. 1º Trim./01 2º Trim./01 3º Trim./01 3º Trim./00 Set/01 Set/00 Assinantes Total 1.486.673 1.508.071 1.534.566 1.284.520 1.534.566 1.284.520 Pós-pago 736.534 669.992 625.022 783.250 625.022 783.250 Pré-pago 750.139 838.079 909.544 501.270 909.544 501.270 População estimada da região (milhões) 14,7 14,8 14,8 14,7 14,8 14,7 Municípios Atendidos 219 220 220 218 220 218 Penetração Total estimada 14% 14% 15% 11% 15% 11% Market share 73% 71% 68% 80% 68% 80% 1 ARPU TOTAL R$42 R$38 R$37 R$44 R$39 R$46 MOU TOTAL 119 111 104 125 114 130 SAC R$200 R$172 R$181 R$127 R$185 R$141 Investimentos (milhões) R$30 R$37 R$35 R$59 R$102 R$116 Adições Líquidas 70.189 21.398 26.495 79.177 26.495 79.177 Churn 3% 3% 3% 4% 9% 11% 2 - 6% 5% - 14% - Churn (com clean up) Cancelamentos (clean up) - 39.949 34.176 - 74.125 - Pontos de vendas (incluso lojas próprias) 722 751 825 672 825 672 Empregados Totais 1.286 1.286 1.243 1.264 1.243 1.264 Notas: (1) Receita média por assinante. (2) Calculado sobre a base média de assinantes. Cálculo do EBITDA Em R$ mil 3ºTrim./01 3º Trim./00 2ºTrim./01 Acum. até Acum. até Set/01 Set./00 Receita operacional líquida 196.235 171.829 180.091 564.097 539.582 Lucro (prejuízo) operacional 14.357 (14.225) 25.102 59.618 (1.201) Depreciação 44.630 38.450 40.766 126.128 100.251 Amortização do ágio 6.745 5.072 6.736 20.217 7.560 Receitas financeiras (15.460) (7.268) (13.295) (39.540) (18.845) Despesas financeiras 34.163 22.795 21.536 75.226 63.569 EBITDA 84.435 44.824 80.845 241.649 151.334 Margem EBITDA (%) 43% 26% 45% 43% 28% Receita Operacional Em R$ mil 3º Trim./01 3º Trim./00 2º Trim./01 Acum. até Acum. até Set./01 Set./00 Vendas de Aparelhos 34.816 9.591 15.098 57.653 71.431 Utilização 95.954 99.454 101.841 340.936 304.344 Assinatura 45.480 43.596 44.977 133.323 139.079 Uso da Rede (Interconexâo) 74.453 64.352 73.766 226.281 175.627 Outras 964 828 2.870 4.452 1.342 Receita Operacional Bruta 251.667 217.821 238.552 762.645 691.823 Tributos e outras Deduções (55.432) (45.992) (58.461) (198.548) (152.241) Receita Operacional Líquida 196.235 171.829 180.091 564.097 539.582 Receita Operac. Líquida de Serviços 173.369 163.615 167.333 522.395 477.844 Receita Operacional Líquida de Vendas 22.866 8.214 12.758 41.702 61.738 xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx 6
    • TELE CELULAR SUL PARTICIPAÇÕES S.A. Balanço Patrimonial Informações Trimestrais do período findo em 30.09.2001 e 30.06.2001 (Em milhares de reais) Controladora Consolidado 30.09.2001 30.06.2001 30.09.2001 30.06.2001 Ativo Circulante Disponibilidades 3.604 2.468 5.280 4.988 Títulos e valores mobiliários 3.074 - 115.066 67.555 Contas a receber de clientes - - 123.037 120.786 Estoques - - 22.787 20.176 Empréstimos empresas coligadas - - 7.342 22.510 Tributos diferidos e a recuperar 2.552 2.529 43.582 41.571 Dividendos a receber - - - - Juros sobre o capital próprio a receber - - - - Contas a receber por alienação de bens - - - - Outros ativos 1.841 1.281 31.919 42.668 11.071 6.278 349.013 320.254 Realizável em longo prazo Sociedades controladas 3.135 8.713 - - Tributos diferidos e a recuperar 842 807 241.744 243.777 Depósitos judiciais - - 10.839 10.775 Outros ativos 14 6 1.995 2.278 3.991 9.526 254.578 256.830 Ativo permanente Investimentos 799.365 788.140 15.620 15.620 Imobilizado 99 103 774.484 812.661 Diferido 15.402 15.830 77.306 48.676 814.866 804.073 867.410 876.957 Total 829.928 819.877 1.471.001 1.454.041 xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx 7
    • TELE CELULAR SUL PARTICIPAÇÕES S.A. E Balanço Patrimonial Informações Trimestrais do período findo em 30.09.2001 e 30.06.2001 (Em milhares de reais) Controladora Consolidado 30.09.2001 30.06.2001 30.09.2001 30.06.2001 Passivo e patrimônio líquido Circulante Fornecedores 997 2.087 58.050 62.885 Empréstimos e financiamentos - - 37.875 29.056 Salários e encargos sociais 7.061 6.026 8.949 8.076 Impostos e contribuições a recolher 26 20 21.751 28.365 Participação dos empregados 1.431 936 1.925 1.270 Juros sobre o capital próprio 2.779 2.813 5.467 5.546 Dividendos a pagar 938 961 1.225 1.258 Sociedades controladas e ligadas - - - - Outras obrigações 837 2.343 5.767 3.963 14.069 15.186 141.009 140.419 Exigível a longo prazo Empréstimos e financiamentos - - 306.704 310.077 Impostos e contribuições a recolher - - 53.615 47.217 Complementação de aposentadoria 2.475 2.375 2.475 2.375 Provisão para contingências 190 - 3.127 2.577 Outras obrigações 75 75 75 75 2.740 2.450 365.996 362.321 Participações minoritárias - - 150.877 149.060 Patrimônio líquido Capital social 245.033 245.033 245.033 245.033 Reserva de capital 195.695 195.695 195.695 195.695 Reservas de lucros 111.740 111.740 111.740 111.740 Lucros acumulados 260.651 249.773 260.651 249.773 813.119 802.241 813.119 802.241 Total 829.928 819.877 1.471.001 1.454.041 xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx 8
    • TELE CELULAR SUL PARTICIPAÇÕES S.A. Demonstração do Resultado Informações Trimestrais do período findo em 30.09.2001 e 30.06.2001 (Em milhares de reais) Controladora Consolidado Consolidado Controladora Acum. Acum. Acum. Acum. 3T01 3T00 3T01 3T00 Set/01 Set/00 Set/01 Set/00 Receita operacional bruta - - 251.667 217.821 - - 762.645 691.823 Deduções da receita bruta - - (55.432) (45.992) - - (198.548) (152.241) Receita operacional líquida - - 196.235 171.829 - - 564.097 539.582 Custo dos serviços e das mercadorias vendidas - - (101.970) (106.716) - - (280.869) (315.280) Lucro bruto - - 94.265 65.113 - - 283.228 224.302 Comercialização - - (45.268) (45.077) - - (132.016) (138.668) Gerais e administrativas (625) (761) (15.127) (12.926) (2.014) (2.316) (48.393) (36.602) Particip. em soc.controladas 11.224 (8.177) - - 44.350 (2.001) - - Outras receitas (despesas) operacionais líquidas 167 127 (810) (5.808) (1.078) (2.077) (7.515) (5.509) Receitas (despesas) operacionais 10.766 (8.811) (61.205) (63.811) 41.258 (6.394) (187.924) (180.779) Lucro operacional antes dos resultados financeiros 10.766 (8.811) 33.060 1.302 41.258 (6.394) 95.304 43.523 Receitas financeiras 1.192 4.465 15.460 7.268 5.007 16.655 39.540 18.845 Despesas financeiras (583) 73 (34.163) (22.795) (1.228) (1.775) (75.226) (63.569) Lucro operacional 11.375 (4.273) 14.357 (14.225) 45.037 8.486 59.618 (1.201) Receitas (despesas) não operacionais, líquidas - 2.130 (2) 2.123 (256) 2.130 (80) 2.154 Lucro antes dos tributos e das participações 11.375 (2.143) 14.355 (12.102) 44.781 10.616 59.538 953 IR e contribuição social (1) (1.426) (1.003) 7.282 (83) (2.437) (6.579) 3.536 Particip. dos empregados (496) (375) (656) (529) (1.660) (1.057) (2.151) (1.641) Participações minoritárias - - (1.818) 1.405 - - (7.770) 4.274 Lucro líquido do exercício 10.878 (3.944) 10.878 (3.944) 43.038 7.122 43.038 7.122 Lucro líquido por lote de mil ações (R$) 0,03 (0,01) 0,03 (0,01) 0,13 0,02 0,13 0,02 xxxxxxxxxxxxxxxxxx 9