PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE


                10 10 10
                QUESTIONS   DEVELOPERS   AGENT...
PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE


              10 10 10
              QUESTIONS   DEVELOPERS   AGENTS   ...
PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE


              10 10 10
              QUESTIONS   DEVELOPERS   AGENTS   ...
PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE


              10 10 10
              QUESTIONS   DEVELOPERS   AGENTS   ...
PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE


              10 10 10
              QUESTIONS   DEVELOPERS   AGENTS
  ...
PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE


              10 10 10
              QUESTIONS   DEVELOPERS    AGENTS
 ...
PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE
                                                           4 ‐ MERCADOS Q...
PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE


              10 10 10
              QUESTIONS   DEVELOPERS   AGENTS   ...
PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE


              10 10 10
              QUESTIONS   DEVELOPERS   AGENTS
  ...
PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE


              10 10 10
              QUESTIONS   DEVELOPERS   AGENTS   ...
PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE


              10 10 10
              QUESTIONS   DEVELOPERS   AGENTS   ...
PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE


              10 10 10
              QUESTIONS   DEVELOPERS   AGENTS   ...
PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE


                  10 10 10
                  QUESTIONS   DEVELOPERS   A...
PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE


              10 10 10
              QUESTIONS   DEVELOPERS   AGENTS
  ...
PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE


              10 10 10
              QUESTIONS   DEVELOPERS   AGENTS   ...
PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE


              10 10 10
              QUESTIONS   DEVELOPERS   AGENTS
  ...
PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE


              10 10 10
              QUESTIONS   DEVELOPERS   AGENTS
  ...
PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE


              10 10 10
              QUESTIONS   DEVELOPERS   AGENTS
  ...
PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE


                10 10 10
                QUESTIONS   DEVELOPERS   AGENT...
PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE


              10 10 10
              QUESTIONS   DEVELOPERS   AGENTS
  ...
PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE
                                                        7 ‐ MEDIDAS DE MA...
PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE
                                                        7 ‐ MEDIDAS DE MA...
PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE


               10 10 10
               QUESTIONS   DEVELOPERS   AGENTS ...
PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE


               10 10 10
               QUESTIONS   DEVELOPERS   AGENTS ...
PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE


              10 10 10
              QUESTIONS   DEVELOPERS   AGENTS
  ...
TOURISm2 = ASSETS + TERRITORY + ENV VIRONMENT + AUTHENTICITY + TRAVELERS + COMPETITION + TRENDS +
                        ...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

10 10 10 Analise De Confianca Do Mercado ImobiliáRio Turistico 2º Trimestre Final Portugues

1,039
-1

Published on

Desenvolvido pela ILM Advisory, o 10-10-10 consiste numa análise barómetro, de carácter trimestral, que tem por objectivo avaliar a confiança no mercado imobiliário turístico nacional, monitorizando a performance e as tendências do sector.

O 10-10-10 enquadra-se no conjunto de iniciativas que a ILM Advisory está a desenvolver sob uma mesma marca umbrella - “Portugal Residential Tourism Market Intelligence”, com o objectivo comum de fornecer informação mercado, recolhendo informação actualizada e pormenorizada no âmbito do Turismo Residencial.

Para o desenvolvimento da presente análise foram realizadas 10 perguntas a 10 promotores/investidores a operar em Portugal e a 8 agentes imobiliários, a saber:

10 Promotores:
Norte Golfe Promoções Turísticas e Imobiliárias, S.A. - Porto
Bom Sucesso - Óbidos Empreendimentos Turísticos, S.A. - Óbidos
ORIZON CAMPOREAL S.A. - Óbidos
MSF - TUR.IM, SGPS, S.A. - Lisboa
Newlyn Portugal - Algarve
Pestana Imobiliária - Algarve
Vale do Lobo, Resort Turístico de Luxo, S. A. - Algarve
Grupo Oceânico – Oeste e Algarve
Aquapura – Porto e Norte
Grupo Duarte - Algarve

8 Agentes Imobiliários:
Abacus Savills – Lisboa
Atlantic Estates - Algarve, Lisboa e Costa de Prata;
Garvetur - Sociedade de Mediação Imobiliária S.A. – Algarve
IRG International Reality Group – Oeste, Lisboa, Algarve, Madeira
Sadlers Mediação Imobiliária - Knight Frank – Algarve
Winkworth – Algarve e Oeste
Consultan – Alentejo Litoral
Engel and Volkers - Oeste

Published in: Travel, Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,039
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
22
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

10 10 10 Analise De Confianca Do Mercado ImobiliáRio Turistico 2º Trimestre Final Portugues

  1. 1. PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE 10 10 10 QUESTIONS DEVELOPERS AGENTS Q U A R T E R L Y M O N I T O R PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE 2º TRIMESTRE 10 10 10 QUESTIONS DEVELOPERS AGENTS 2009 Q U A R T E R L Y M O N I T O R ANÁLISE TRIMESTRAL DE CONFIANÇA DO MERCADO IMOBILIÁRIO TURISTICO 2º TRIMESTRE DE 2009 vs 1º TRIMESTRE DE 2009 associates ASSOCIATES 1
  2. 2. PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE 10 10 10 QUESTIONS DEVELOPERS AGENTS ÍNDICE Q U A R T E R L Y M O N I T O R Introdução 3 1 ‐ Confiança do mercado imobiliário turístico  4 2 ‐ Interesse do mercado nas regiões Porto, Oeste, Lisboa e Algarve 5 3 ‐ Ranking de factores determinantes para a decisão de compra no 1º trimestre de 2009 6 4 ‐ Mercados que no 1º trimestre de 2009 representaram uma ameaça competitiva para Portugal 7 5 – Vendas ‐ Nível de actividade  8 5.1 – Vendas ‐ 5 1  Vendas  Peso das vendas por tipologia e preço por m2 9 5.2 ‐ Vendas ‐ Interesse do mercado no 1º trimestre de 2009 por país de origem  13 5.3 – Vendas – Confiança para o 3º trimestre de 2009 14 6  ‐ Arrendamento de férias ‐ Nível de actividade  15 6.1 – Arrendamento para férias  ‐ Peso do arrendamento de férias por tipologia 16 6.2 – Arrendamento para férias  ‐ Interesse do mercado no 1º trimestre de 2009 por país de origem  19 6.3 – Arrendamento para férias  ‐ Confiança para o 3º trimestre de 2009 20 7 ‐ Medidas de marketing que as entidades estão a considerar implementar 21 8 ‐ 8  Conclusões  ILM Advisory 23 ASSOCIATES
  3. 3. PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE 10 10 10 QUESTIONS DEVELOPERS AGENTS INTRODUÇÃO Q U A R T E R L Y M O N I T O R Desenvolvido pela ILM Advisory, o 10‐10‐10 consiste numa análise barómetro, de carácter trimestral, que tem por objectivo avaliar a confiança no mercado imobiliário turístico nacional, monitorizando a performance e as tendências do sector. p O 10‐10‐10 enquadra‐se no conjunto de iniciativas que a ILM Advisory está a desenvolver sob uma mesma marca umbrella ‐ “Portugal Residential Tourism Market Intelligence”, com o objectivo comum de fornecer informação mercado, recolhendo informação actualizada e pormenorizada no âmbito do Turismo Residencial. Para o desenvolvimento da presente análise foram realizadas 10 perguntas a 10 promotores/investidores a operar em Portugal e a 8 agentes imobiliários, a saber: 10 Promotores: 8 Agentes Imobiliários: •Norte Golfe Promoções Turísticas e Imobiliárias, S.A. ‐ Porto • Abacus Savills – Lisboa Bom Sucesso ‐ ÓÓbidos Empreendimentos Turísticos, S.A. ‐ Ó Óbidos •Atlantic Estates ‐ Algarve, Lisboa e Costa de Prata; ORIZON CAMPOREAL S.A. ‐ Óbidos •Garvetur ‐ Sociedade de Mediação Imobiliária S.A. – Algarve MSF ‐ TUR.IM, SGPS, S.A. ‐ Lisboa • IRG International Reality Group – Oeste, Lisboa, Algarve, Newlyn Portugal ‐ Algarve Madeira Pestana Imobiliária ‐ Algarve •Sadlers Mediação Imobiliária ‐ Knight Frank – Algarve ç g g Vale do Lobo, Resort T í ti d L V l d L b R t Turístico de Luxo, S A ‐ Al S. A. Algarve • Winkworth – Algarve e Oeste Grupo Oceânico – Oeste e Algarve •Consultan – Alentejo Litoral Aquapura – Porto e Norte •Engel and Volkers ‐ Oeste Grupo Duarte ‐ Algarve ASSOCIATES 3
  4. 4. PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE 10 10 10 QUESTIONS DEVELOPERS AGENTS 1 ‐ CONFIANÇA DO MERCADO IMOBILIÁRIO TURÍSTICO Q U A R T E R L Y M O N I T O R 2º Trimestre 2009  vs 1º Trimestre 2009 Comparando o 2º trimestre d 2009 d de CONFIANÇA com o 1º trimestre de 2009, 39% dos participantes na análise classificaram a confiança no mercado de média baixa, 50% média e 11% média alta. ,5 50% De salientar que na perspectiva dos MÉDIA agentes imobiliários a confiança do mercado se verifica ligeiramente superior comparativamente com a dos promotores. Comentários qualitativos: Promotores: “Hesitante mas a estabilizar.” “Igual, apesar de ser esperado um maior interesse por parte dos compradores.” “ Continuidade na dificuldade de obtenção de financiamento bancário ”  Continuidade na dificuldade de obtenção de financiamento bancário. Agentes Imobiliários: “O mercado denuncia ainda uma grande falta de confiança, tende a ser ultrapassada, embora com muita  timidez”. Mais positivo que o 1  trimestre. Com mais transacções. “Mais positivo que o 1º trimestre. Com mais transacções.” “O mercado português continuará estável.” “Se as propriedades forem bem localizadas e com bom preço, o interesse é bom. No caso das propriedades over  priced o interesse é fraco.” ASSOCIATES 4
  5. 5. PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE 10 10 10 QUESTIONS DEVELOPERS AGENTS 2 ‐ INTERESSE DO MERCADO NAS REGIÕES  OESTE, LISBOA , ALGARVE E PORTO , , Q U A R T E R L Y M O N I T O R performance 1º Trimestre de 2009 e tendência para o 2º trimestre de 2009 INTERESSE LIGEIRAMENTE MAIS FORTE COM TENDÊNCIA PARA SE PORTO MANTER OU AUMENTAR. INTERESSE LIGEIRAMENTE MAIS FRACO COM TENDÊNCIA PARA SE MANTER OU AUMENTAR. LISBOA INTERESSE LIGEIRAMENTE MAIS FORTE COM TENDÊNCIA PARA MANTER OU AUMENTAR INTERESSE FRACO COM TENDÊNCIA PARA AUMENTAR AUMENTAR. ASSOCIATES 5
  6. 6. PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE 10 10 10 QUESTIONS DEVELOPERS AGENTS 3 ‐ RANKING DE FACTORES DETERMINANTES PARA A  DECISÃO DE COMPRA NO 1  TRIMESTRE DE 2009 DECISÃO DE COMPRA NO 1º TRIMESTRE DE 2009 Q U A R T E R L Y M O N I T O R RANKING Agentes  Promotores e Agentes  Promotores Imobiliários Imobiliários Factores Média Ranking Média Ranking Média Ranking 1. CONFIANÇA NO MERCADO Preço do produto 8 2 6 2 7,1 2 2. PREÇO DO PRODUTO Confiança geral no mercado 9 1 7 1 8 1 3. VARIAÇÕES CAMBIAIS Variações cambiais 5 4 6 2 5,8 3 Valor do imobiliário no mercado  3. SEGURANÇA emissor 5 4 6 2 5,2 6 4. CLIMA Variedade de oferta de produtos  residenciais  5 4 6 2 5,3 5 5. VARIEDADE NA OFERTA Facilidade de acesso ao aeroporto  6. VALOR DO IMOBILIÁRIO NO MERCADO  internacional mais próximo 5 4 5 3 5.2 6 EMISSOR Acessibilidade ao local 5 4 5 3 5 7 6. PROXIMIDADE AO AEROPORTO Clima 6 3 5 3 5,5 55 4 Segurança 5 4 7 1 5,8 3 7. FACILIDADE DE ACESSO AO LOCAL Outro(s) 4 5 1 4 2,6 8 8. OUTROS Outros factores mencionados foram: ‐ Serviços e infra‐estruturas disponibilizadas para os residentes ‐ Localização da propriedade ‐ distância da praia, do golfe, etc ‐ Qualidade ASSOCIATES 6
  7. 7. PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE 4 ‐ MERCADOS QUE NO PRIMEIRO TRIMESTRE DE 2009  10 10 10 QUESTIONS DEVELOPERS AGENTS REPRESENTARAM UMA AMEAÇA COMPETITIVA  Q U A R T E R L Y M O N I T O R PARA PORTUGAL Mercados Tradicionais Total Média  Ranking Espanha 79 4,9 2 RANKING França 60 4 7 Itália 65 4,3 5 1. TURQUIA 2. ESPANHA Mercados Emergentes Total Média  Ranking 3. GRÉCIA Chipre 57 4,4 4 Turquia 61 5,1 1 4. CHIPRE  Grécia 57 4,8 48 3 5. ITÁLIA Bulgária 42 3,8 8 6. MARROCOS E NORTE DE ÁFRICA Malta 41 3,7 9 7. FRANÇA, EUA E CARAÍBAS 8. BULGÁRIA  Outros mercados Total Média  Ranking 9. MALTA Marrocos e Norte de África 46 4,2 6 10. DUBAI EUA e Caraíbas 48 4 7 PALOP's 21 2,3 11 11. PALOP’S Dubai D b i 21 3,5 10 ASSOCIATES 7
  8. 8. PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE 10 10 10 QUESTIONS DEVELOPERS AGENTS 5‐ VENDAS ‐ NÍVEL DE ACTIVIDADE Q U A R T E R L Y M O N I T O R 4º Trimestre 2008 vs 1º Trimestre 2009 Para a maioria dos Promotores o nível VENDAS no 1º VENDAS de ti id d do gó i d actividade d negócio nas vendas, trimestre de d 2009 comparativamente com o 4º trimestre de 2008, verificou‐se inferior a 5%, enquanto que para os Agentes 60% Imobiliários o nível de actividade verificou maior oscilação com AUMENTOU  aumentos de actividade superiores a MAIS DE 5% 10% na maioria dos casos. O Algarve foi a região onde se verificaram maiores aumentos de actividade. Comentários Qualitativos: Promotores: “Pessimismo parece começar a ter sinais de não continuar a aumentar, pelo que esperamos que a tendência se  comece a inverter.” “O mercado Britânico parece estar a subir. O mercado Irlandês continua a cair.” “Similar, mas são esperadas vendas no 2º trimestre.” Agentes Imobiliários: biliá i “Acreditamos não haver flutuações no mercado nacional no próximo trimestre de 2009.” “Definitivamente mais pedidos e mais decisões de compra.” ASSOCIATES 8
  9. 9. PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE 10 10 10 QUESTIONS DEVELOPERS AGENTS 5.1 VENDAS – PESO MÉDIO POR TIPOLOGIA NO   TOTAL DA ACTIVIDADE E PREÇO MÉDIO DO M2 Q U A R T E R L Y M O N I T O R 1º Trimestre 2009 Os apartamentos e as villas são as propriedades com maior peso na i d d i actividade dos agentes e promotores. O preço médio do m2 varia entre os 2.800€ e os 3.269€ para os agentes, e entre os 3.119€ e os 3.296€ para os promotores nas diferentes propriedades. Relativamente à tendência do posicionamento de preços para o 2º 2 trimestre de 2009 os promotores mostram‐se mais confiantes na sua estabilização ou mesmo aumento. Comentários Qualitativos: Promotores: “Poderá sempre sofrer alterações positivas no que diz respeito às  propriedades partilhadas.” Agentes Imobiliários: “Alertamos para o facto de o Algarve ter grandes disparidades de  preços, variando em função da zona.” “No geral as ofertas são entre 20% a 25% mais baixas que o preço  p pedido, chegando normalmente a acordos entre os 10% e os 15% mais  , g 5 abaixo que o preço pedido.” ASSOCIATES 9
  10. 10. PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE 10 10 10 QUESTIONS DEVELOPERS AGENTS 5.1.1 ‐ VENDAS ‐ PESO POR TIPOLOGIA ‐ APARTAMENTOS Q U A R T E R L Y M O N I T O R Actividade de vendas no 1º Trimestre de 2009 A procura por apartamentos de tipologias T4 e superiores verifica‐se baixa. Tendo a maior parte das vendas de apartamentos se verificado a nível dos T2 com 36,4% do total dos apartamentos vendidos, seguida pelas tipologias inferiores a T2 e os T3, ambos com 22,7% do total da actividade do negócio . Comparando os Promotores com os Agentes Imobiliários, notam‐se algumas diferenças, nomeadamente na tipologia T4, como se verifica no gráfico. De acordo com os participantes a tendência da venda de participantes, enda apartamentos será manter (67%) ou aumentar (27%). Comentários qualitativos: “Em geral é crescente a procura de apartamentos, pelo valor médio de venda ou mais baixo.” “Registamos um claro interesse pelas tipologias mais altas assim como pelas melhores zonas.  Acreditamos que vai continuar a haver um interesse claro pelos produtos de qualidade.” ASSOCIATES 10
  11. 11. PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE 10 10 10 QUESTIONS DEVELOPERS AGENTS 5.1.2 ‐ VENDAS ‐ PESO POR TIPOLOGIA ‐ TOWNHOUSES Q U A R T E R L Y M O N I T O R Actividade de vendas no 1º Trimestre de 2009 Em termos genéricos a procura por townhouses está concentrada na tipologia 3 quartos. Assumindo a tipologia 2 quartos apenas importância no nível de actividade dos agentes imobiliários, com um peso de 40% do volume total de actividade. Tanto na perspectiva dos promotores como dos agentes imobiliários a tendência é, maioritariamente para manter (67%). ASSOCIATES 11
  12. 12. PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE 10 10 10 QUESTIONS DEVELOPERS AGENTS 5.1.3 ‐ VENDAS ‐ PESO POR TIPOLOGIA ‐ VILLAS Q U A R T E R L Y M O N I T O R Actividade de vendas no 1º Trimestre de 2009 As villas verificam uma procura por tipologia mais variada ainda que concentrada na tipologia 4 quartos e superior. A variedade mencionada é suportada pelo nível de actividade reportado pelos agentes imobiliários consultados onde a tipologia 2 quartos assume 11,1% do volume total de negócio. De salientar que o tipo de unidade villas é aquele que verifica a maior procura pelas tipologias superiores. Tanto na perspectiva dos promotores como dos agentes p p p g imobiliários a tendência é para manter (82%) ou aumentar (18%). ASSOCIATES 12
  13. 13. PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE 10 10 10 QUESTIONS DEVELOPERS AGENTS 5.2 VENDAS ‐ INTERESSE DO MERCADO NO 1º TRIMESTRE DE  2009 POR PAÍS DE ORIGEM Q U A R T E R L Y M O N I T O R PORTUGAL INGLATERRA IRLANDA ESPANHA ESCANDINÁVIA ALEMANHA BENELUX INTERESSE  INTERESSE  INTERESSE  INTERESSE  INTERESSE  INTERESSE INTERESSE SIMILAR A  FRACO COM  FRACO COM  ENTRE O  SIMILAR COM  SIMILAR COM ENTRE O FORTE COM  TENDÊNCIA  TENDÊNCIA  SIMILAR E O  TENDÊNCIA PARA  TENDÊNCIA SIMILAR E TENDÊNCIA  PARA SE  PARA DIMINUIR. FRACO COM  MANTER. PARA FORTE COM PARA SE  MANTER OU  TENDÊNCIA  MANTER. TENDÊNCIA MANTER OU  MESMO  PARA MANTER  PARA MESMO  AUMENTAR. OU MESMO  MANTER. AUMENTAR AUMENTAR. O interesse do mercado revelado por França, países da Europa do Leste e Rússia durante o 1º trimestre de 2009 variou entre o fraco e o similar e a tendência do mesmo no 2º trimestre de 2009 é para manter. OUTROS PAÍSES E REGIÕES APONTADAS COM INTERESSE PELA AQUISIÇÃO DE PROPRIEDADES EM PORTUGAL: MÉDIO ORIENTE, CANADÁ, ÁFRICA DO SUL. ASSOCIATES 13
  14. 14. PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE 10 10 10 QUESTIONS DEVELOPERS AGENTS 5.3 ‐ VENDAS ‐ CONFIANÇA DO MERCADO PARA O 3º  TRIMESTRE DE 2009 Q U A R T E R L Y M O N I T O R CONFIANÇA  VENDAS Ç 3º TRIMESTRE 2009 56% DOS INQUIRIDOS  CLASSIFICAM O NÍVEL DE  CONFIANÇA  NO MERCADO  IMOBILIÁRIO DE VENDAS  PARA O 3º TRIMESTRE  DE  2009 DE MÉDIO Comentários qualitativos: “Ligeiro aumento devido à recuperação do mercado Britânico.” “Estamos preparados para que o ano seja todo bastante negativo em termos de vendas.” Pela grande incerteza e falta de confiança prevê se a continuidade da deterioração do valor dos produtos  “Pela grande incerteza e falta de confiança prevê‐se a continuidade da deterioração do valor dos produtos  imobiliários.” “Melhoria lenta mas significativa.” ASSOCIATES “Irá aumentando gradualmente.” “Não vai mais diminuir, irá aumentar devagar.” 14
  15. 15. PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE 10 10 10 QUESTIONS DEVELOPERS AGENTS 6. ARRENDAMENTO PARA FÉRIAS ‐ NÍVEL DE ACTIVIDADE Q U A R T E R L Y M O N I T O R 1º Trimestre 2009 vs 4º Trimestre 2008 O arrendamento só se aplica a 8 das ARRENDAMENTO entidades participantes e 25% das mesmas consideram que o nível de actividade aumentou. Sendo que a região do Algarve é onde se verificam 87,5% os maiores aumentos d actividade. i de i id d AUMENTOU  Na opinião de 80% Promotores, o nível de actividade do negócio de MAIS DE 5% arrendamento aumentou entre os 5% e 0s 20% enquanto que para a 20%, totalidade dos agentes imobiliários este aumento foi de 10% ou superior. Comentários qualitativos: “Aumento da procura com a época alta.” “As pessoas não estão a querer sacrificar as suas férias.” “Mais reservas directas.” “Os clientes tendem a reservar as suas férias no período a seguir à passagem de ano o que justifica o aumento” ASSOCIATES 15
  16. 16. PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE 10 10 10 QUESTIONS DEVELOPERS AGENTS 6.1 ARRENDAMENTO PARA FÉRIAS – PESO MÉDIO POR  TIPOLOGIA DO NO  TOTAL DA ACTIVIDADE Q U A R T E R L Y M O N I T O R 1º Trimestre 2009 Para os promotores o negócio d ó de arrendamento para férias está muito concentrado na procura por apartamentos (37,8%) Os agentes imobiliários verificam um volume de negócio por tipo de propriedade mais disperso, assumindo as villas e os apartamentos o maior peso no volume total com total, 18,8% e 16,2% respectivamente. ASSOCIATES 16
  17. 17. PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE 10 10 10 QUESTIONS DEVELOPERS AGENTS 6.1.1 ‐ ARRENDAMENTO DE FÉRIAS ‐ PESO DO POR TIPOLOGIA ‐ Q U A R T E R L Y M O N I T O R APARTAMENTOS 1º Trimestre 2009 vs 4º Trimestre 2008 As tipologias de apartamentos mais procuradas para arrendamento de férias variam bastante. A procura de tipologias inferiores a T2 é feita maioritariamente através do promotor, e a procura por tipologia superiores a T4 se verifica unicamente através do agente. A tendência do arrendamento de apartamentos para férias divide‐se entre o manter (50%) ou aumentar (50%). Comentários qualitativos: “A tendência de aumento reflecte o bom preço dos apartamentos, caindo aproximadamente 10% ao ano. As moradias são percepcionadas como mais caras.” ASSOCIATES 17
  18. 18. PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE 10 10 10 QUESTIONS DEVELOPERS AGENTS 6.1.2 ‐ ARRENDAMENTO DE FÉRIAS ‐ PESO DO POR TIPOLOGIA ‐ Q U A R T E R L Y M O N I T O R VILLAS 1º Trimestre 2009 vs 4º Trimestre 2008 À semelhança do verificado com os apartamentos, no arrendamento de villas para férias são os agentes imobiliários que verificam maior negócio nas tipologias superiores a 4 quartos, tipologia esta que representa para estes 66,7% do negócio total. A totalidade do negócio de arrendamento de villas por parte dos promotores está concentrada na tipologia 3 quartos. A tendência do arrendamento de villas para férias divide‐ se entre o manter (40%) o a mentar (40%) ou aumentar (40%). ASSOCIATES 18
  19. 19. PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE 10 10 10 QUESTIONS DEVELOPERS AGENTS 6.2 ‐ ARRENDAMENTO PARA FÉRIAS ‐ INTERESSE DO  MERCADO NO 1  TRIMESTRE DE 2009 POR PAÍS DE  MERCADO NO 1º TRIMESTRE DE 2009 POR PAÍS DE  Q U A R T E R L Y M O N I T O R ORIGEM PORTUGAL INGLATERRA IRLANDA ESPANHA ESCANDINÁVIA ALEMANHA BENELUX INTERESSE  INTERESSE  INTERESSE  INTERESSE  INTERESSE  INTERESSE  INTERESSE  ENTRE O  ENTRE O  SIMILAR COM  ENTRE O  SIMILAR COM  SIMILAR  E O  ENTRE O  SIMILAR E O  SIMILAR E O  TENDÊNCIA PARA  SIMILAR E O  TENDÊNCIA PARA  FORTE  SIMILAR E O  FORTE COM  O O FORTE COM  MANTER  FORTE COM  MANTER OU  TENDÊNCIA  FORTE COM  TENDÊNCIA TENDÊNCIA  TENDÊNCIA  AUMENTAR PARA MANTER  TENDÊNCIA  PARA MANTER  PARA  MANTER  PARA MANTER  OU AUMENTAR. PARA  OU AUMENTAR OU AUMENTAR OU AUMENTAR MANTER. O interesse do mercado pelos países da Europa do Leste durante o 1º trimestre de 2009 manteve‐se e a tendência do mesmo no 2º trimestre de 2009 é para manter ou diminuir. O interesse do mercado revelado por França durante o 1º trimestre de 2009 manteve‐se e a tendência do mesmo no 2º trimestre de 2009 é para manter. Oi t interesse d mercado revelado pela Rú i d do d l d l Rússia durante o 1º t i t trimestre d 2009 verificou‐se entre o similar e o f t e a t dê i d mesmo no 2º t de ifi t i il forte tendência do trimestre de 2009 é para manter ou aumentar. ASSOCIATES 19
  20. 20. PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE 10 10 10 QUESTIONS DEVELOPERS AGENTS 6.3 ‐ ARRENDAMENTO PARA FÉRIAS ‐ CONFIANÇA DO  MERCADO PARA O 3  TRIMESTRE DE 2009 MERCADO PARA O 3º TRIMESTRE DE 2009 Q U A R T E R L Y M O N I T O R CONFIANÇA  ARRENDAMENTO Ç 3º TRIMESTRE 2009 70% DOS INQUIRIDOS  % DOS INQUIRIDOS  CLASSIFICAM O NÍVEL  DE CONFIANÇA  NO  MERCADO IMOBILIÁRIO  DE ARRENDAMENTO  PARA O 3º TRIMESTRE   DE 2009 MÉDIO ALTO Comentários qualitativos: “Reservas feitas mais tarde este ano e procura da melhor relação qualidade/preço.” ASSOCIATES “Ano mais forte para ao arrendamento, com especial procura dos portugueses.” 20
  21. 21. PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE 7 ‐ MEDIDAS DE MARKETING QUE AS ENTIDADES ESTÃO  10 10 10 QUESTIONS DEVELOPERS AGENTS A CONSIDERAR IMPLEMENTAR Q U A R T E R L Y M O N I T O R Promotores: “Presença institucional em feiras ” Presença institucional em feiras. “Continuamos a privilegiar acções de relações públicas e apresentações a clientes. Estamos a abrir os mercados alemão e angolano.” “Aposta no produto fractional.” “Promoção de pacotes completos de actividades (golfe, escola de futebol para crianças, etc.) e planos de pagamento.” “Arranjar negócio sem gastar dinheiro.” “Apostar no mercado do golfe.” “Presença na Feira Imobiliária, campanha de imprensa em jornais de grande circulação, campanha na internet e email‐marketing, eventos  no local do empreendimento.”  l l d   di ” “Minimizar despesas de marketing e vendas, estar atento e analisar a evolução do mercado em Portugal, redefinir o plano de marketing e  vendas para o Reino Unido e Irlanda, avaliar gama de produtos, preço e condições de pagamento.” ç p p g q ,p q “Acções personalizadas e direccionadas a clientes seleccionados pelas agências com quem trabalhamos, parcerias com entidades que tenham clientes comuns para conseguir uma comunicação assertiva, aproveitar o interesse dos clientes do hotel para este tipo de  produtos e comunicação em meios chave e que se adequem à nossa estratégia.” “Acções locais, acções por mercado alvo, visitas, parcerias, reforço dos recursos humanos comerciais e apresentações ao público alvo  através de parceiros.” “Vamos concentrar‐nos nos turistas que já estão no Algarve, pois consideramos que estes já são potenciais compradores qualificados.” ASSOCIATES 21
  22. 22. PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE 7 ‐ MEDIDAS DE MARKETING QUE AS ENTIDADES ESTÃO  10 10 10 QUESTIONS DEVELOPERS AGENTS A CONSIDERAR IMPLEMENTAR Q U A R T E R L Y M O N I T O R Agentes Imobiliários: “Apenas acções de presença one to one, onde se possa abordar cliente a cliente e vender o nosso produto directamente. Consideramos  evitar campanhas fortes de media e usar muito mais e‐marketing.” “Net‐marketing, relações com a imprensa, acções de networking e lançamento do programa de fidelização de clientes.” “N t k ti g   l õ      i   õ  d   t ki g  l t  d   g  d  fid li ã  d   li t ” “Estamos a manter os media britânicos e parámos a publicidade nacional.” “O Google e o website ainda são elementos chave para a geração de pedidos. Media local para criar brand awareness e gerar listings . Maior  ç o ênfase nas relações públicas especialmente nos mercados alvo, por exemplo Reino Unido, Benelux, Escandinávia, Médio Oriente.  Promoção junto das agências parceiras nos outros países através de comunicação electrónica e networking.” “Web‐marketing e parcerias com agentes imobiliários.” “Mais actividades de cross selling.” “Participação em eventos.” ASSOCIATES 22
  23. 23. PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE 10 10 10 QUESTIONS DEVELOPERS AGENTS 8. CONCLUSÃO Q U A R T E R L Y M O N I T O R Depois de um período de confiança muito baixa o mercado poderá ter estabilizando, indicam alguns dos promotores e agentes imobiliários consultados consultados. As entidades que na análise 10-10-10 anterior apontavam para uma recuperação da confiança no 4º trimestre de 2009 visível já no 2º trimestre (Abril a Junho), mantêm as previsões com 50% a classificar o nível de confiança no mercado de médio. Destinos turísticos mais consolidados onde a oferta é mais vasta tendem a denunciar um interesse mais consolidados, vasta, fraco do mercado, isto num período em que o factor preço assume particular relevância por parte de quem procura e compra uma unidade de imobiliário, assumindo o “value for money” e a confiança no mercado posições determinantes na decisão de compra. No topo do ranking de mercados que, no primeiro trimestre de 2009, representaram uma maior ameaça competitiva para Portugal aparece a Turquia, ultrapassando a Espanha – tradicionalmente o maior mercado receptor de turismo residencial, facto explicável pelo impacte catastrófico que a actual crise económica PARA O 3º provocou no destino vizinho tanto a nível da deterioração dos preços como do produto em venda e em TRIMESTRE construção. A posição da Turquia é por certo resultante do esforço comercial e promocional que tem feito O 2º TRIMESTRE DE 2009 para se afirmar como destino de turismo residencial. DE 2009 DEVE PERSPECTIVA-SE APRESENTAR UMA MELHORIA UMA LIGEIRA VENDAS SIGNIFICATIVA MELHORIA COMPARANDO Relativamente ao nível de actividade das vendas, o aumento ligeiro das vendas e pedidos de contacto resulta no aumento da confiança. Tendo sido a este nível o Algarve o destino onde se verificaram maiores indícios de ç g COMPARANDO COM O 2º aumento de actividade, explicados talvez com os sinais de regresso do mercado britânico. TRIMESTRE COM O 1º TRIMESTRE ASSOCIATES 23
  24. 24. PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE 10 10 10 QUESTIONS DEVELOPERS AGENTS 8. CONCLUSÃO Q U A R T E R L Y M O N I T O R VENDAS (cont.) Tanto para os promotores como agentes imobiliários consultados os apartamentos e villas são as propriedades com maior peso na actividade global reportada, variando os preços médios por m2 entre os 2.800 euros e os 3.296 euros para os agentes imobiliários, e os 3.196 euros e os 3.296 euros para os promotores. De concluir que a diferença entre os valores de venda por m2 apontados resultam, por certo, do facto de a carteira de imóveis de um agente imobiliário ser mais diversificada do que a do promotor. É curioso verificar que em termos de tendência de posicionamento de preços para o 2º trimestre de 2009, os promotores mostram-se mais confiantes na estabilização dos mesmos ou mesmo aumento. No que diz respeito ao interesse de mercado por país de origem é de salientar o interesse similar a forte com tendência para aumentar por parte do mercado nacional; o interesse, que apesar de ainda fraco já verifica tendência de estabilização ou mesmo recuperação verificado por parte do mercado inglês; e o interesse recuperação, fraco mas com alguma tendência para aumentar por parte do mercado espanhol. O mercado irlandês que até PARA O 3º 2008 foi dos mercados mais fortes continua a verificar um interesse fraco com tendência para diminuir. TRIMESTRE ARRENDAMENTO O 2º TRIMESTRE DE 2009 DE 2009 DEVE Não obstante o arrendamento para férias ser uma actividade apenas desenvolvida por 8 das entidades PERSPECTIVA-SE consultadas, o volume de negócios aumentou significativamente relativamente ao 1º trimestre de 2009, APRESENTAR UMA MELHORIA resultante do factor sazonalidade. Em termos de mix de oferta a procura verifica-se ao nível dos UMA LIGEIRA SIGNIFICATIVA apartamentos e villas sendo que o arrendamento de villas assumiu maior relevância no volume de actividade MELHORIA COMPARANDO dos agentes imobiliários. A tendência do arrendamento para férias em apartamentos ou villas será para manter ou mesmo aumentar. Portugal, Inglaterra, Espanha e Alemanha verificam um interesse de mercado g , g , p COMPARANDO COM O 2º entre o similar e o forte com tendência para aumentar. Para o trimestre que se avizinha (Julho, Agosto e TRIMESTRE COM O 1º Setembro) o nível de confiança do mercado de arrendamento para férias foi classificado de Médio Alto. TRIMESTRE ASSOCIATES 24
  25. 25. PORTUGAL RESIDENTIAL TOURISM MARKET INTELLIGENCE 10 10 10 QUESTIONS DEVELOPERS AGENTS Q U A R T E R L Y M O N I T O R A ILM, que este ano celebra os seus 10 anos de crescimento consolidado, foi fundada em 1999 por Andrew Coutts com o objectivo de prestar serviços de assessoria estratégica em turismo, hotelaria e lazer no mercado nacional. Nestes 10 anos de experiência, a ILM cresceu organicamente e evoluiu ao ponto de actualmente ocupar uma posição de topo em consultadoria de turismo. Orientada pelo mercado e pela inovação a missão da ILM é contribuir activamente para o desenvolvimento sustentado do sector turístico e hoteleiro nacional, sendo a ILM Advisory a única consultora independente especialista no desenvolvimento e implementação de projectos de Turismo p p p ç p j Residencial. Pelas mãos da ILM nasceram em Portugal projectos estruturantes, entre os quais a Identificação e “Business Planning” dos 10 Produtos Estratégicos definidos no PENT, e projectos qualificadores do destino turístico nacional, como por exemplo o Praia Del Rey Marriott Resort Hilton Vilamoura o Conrad Quinta do Lago ou o Corte Velho by Resort, Vilamoura, Six Senses. ASSOCIATES 25
  26. 26. TOURISm2 = ASSETS + TERRITORY + ENV VIRONMENT + AUTHENTICITY + TRAVELERS + COMPETITION + TRENDS + A C CONCEPTS + INNOVATION + STRATEGY + INVESTMENT + HOTELS + RESO S N ORTS + LEISURE FACIILITIES + FE EASIBILITY + O SERVICE + EXPERIENCES + EXCELLENCE + OUR CLIENTS DREAM. (+351) ( 351) Praça Duque de Saldanha • Ed. Atrium Saldanha 10º J • 1050-094 Lisboa • Portugal WHERE TO FIND US Tel.: ( 351) 213 145 481 • Fax: (+351) 213 145 482 • e-mail: info@ilm portugal.com e mail: info@ilm-portugal.com www.ilm-portugal.com
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×