1 colegial-3-bimestre-2009

2,229 views
1,993 views

Published on

Published in: Technology
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
2,229
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
15
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

1 colegial-3-bimestre-2009

  1. 1. BIOQUÍMICA <ul><li>Componentes da matéria viva: </li></ul><ul><li>- 98% -> carbono, hidrogênio, oxigênio, nitrogênio, fósforo e enxofre -> componentes das moléculas essenciais -> proteínas, ácidos nucléicos, lipídios, carboidratos </li></ul><ul><li>2% -> sais minerais </li></ul><ul><li>-> vitaminas </li></ul>
  2. 2. SAIS MINERAIS Água: solvente universal; reações de hidrólise; reações de desidratação Principais: - Ca : participa da coagulação do sangue,da contração muscular, da formação dos ossos. Sua falta pode provocar tremores, osteoporose, raquitismo, coagulação deficiente, ossos frágeis, etc -K: principal cátion intracelular. Controla a pressão arterial e a atividade dos nervos. Sua falta pode provocar câimbras, atrofia muscular, hipertensão, etc - Na: principal cátion extracelular. Controla o balanço dos líquidos do corpo e a condução do impulso nervoso. Sua falta pode provocar a cidez, depressão mental, endurecimento das artérias, sonolência, tristeza, vertigens, vômitos. - Fe : componente da hemoglobina, fundamental para respiração celular. Sua falta causa anemia. - I: O iodo é um elemento químico essencial. A glândula tireóide fabrica os hormônios tiroxina e triodotironina, que contém iodo. O déficit de iodo conduz ao Hipotiroidismo de que resultam o bócio e mixedema.
  3. 3. VITAMINAS <ul><li>As vitaminas são divididas em dois grupos de acordo com a sua solubilidade: </li></ul><ul><li>Solúveis em gorduras = Vitaminas Lipossolúveis </li></ul><ul><li>Solúveis em água = Vitaminas Hidrossolúveis </li></ul>As Vitaminas Lipossolúveis são absorvidas quando há presença de lipídeos (gordura), bile e suco pancreático. Após a absorção no intestino, estas são armazenadas nos tecidos. A, D, E e K Absorção junto à da gordura Vitaminas Lipossolúveis Vitaminas do complexo B (B1 B2 B6 B12), Ácido Fólico e Vitamina C Absorção junto à água Vitaminas Hidrossolúveis
  4. 4. VITAMINA B1 A vitamina B1 é encontrada diversos alimentos na natureza, porém em quantidades pequenas. Beribéri é o nome da doença referente à deficiência de B1, levando a complicações neurológicas e cardíacas. Suas principais funções são: Atua no metabolismo dos carboidratos Os sinais e sintomas da doença resultante da deficiência de vitamina B1 variam, dependendo da idade, duração e gravidade da deficiência. O Beribéri ocorre em alcoólatras e idosos, gerando desgaste dos músculos e desordens neurológicas. Podem ocorrer distúrbios mentais, cansaço e perda de peso. Dependendo do grau de evolução da doença podem surgir sintomas como disfunção cardíaca e edema. As principais fontes são Farelo de trigo Cereais integrais e castanhas
  5. 5. VITAMINA B2 (RIBOFLAVINA) As principais funções da vitamina B2 são: Função no metabolismo dos carboidratos Ainda em estudo sua atuação no sistema nervoso As principais fontes de Vitamina B2 são: Cereais em grãos (arroz, lentilha, aveia, cevada, trigo, levedo de cerveja) Leite, Ovos, Fígado, Ervilhas, Couve, Repolho, Agrião Os sintomas de carência de vitamina B2 são inflamações de língua, rachaduras nos cantos da boca, nariz, estomatite, coceira e ardor nos olhos e dermatites. Não há manifestações de excesso , mesmo em altas quantidades, já que a quantidade não absorvida no organismo é excretada pelos rins.
  6. 6. VITAMINA B5 (ÁCIDO PANTOTÊNICO) Suas principais funções da Vitamina B5 são: Atua no metabolismo da maioria das células Atua na produção de energia das células Atua na produção de hormônios Suas principais fontes da Vitamina B5 são: Fígado, rins, coração, Ovos, Leite, Vegetais, Cereais integrais Casos de deficiência desta vitamina são raros, já que está presente em muitos alimentos. Os sintomas são cansaço, distúrbios do equilíbrio e do sono, câimbras e distúrbios gastrintestinais. O excesso de vitamina B5 no organismo pode causar diarréia. Por ser uma vitamina hidrossolúvel seu excesso é eliminado pela urina.
  7. 7. VITAMINA B6 A vitamina B6 é importante, principalmente na gestação onde o excesso ou a carência desta vitamina pode gerar má formação fetal, parto prematuro, entre outros. Suas principais funções da Vitamina B6 são: Atua no metabolismo das proteínas e gorduras Participa da fase de crescimento Auxilia no processo de respiração celular Suas principais fontes da Vitamina B6 são: Cereais integrais, Carnes, Frutas e verduras, Germe de trigo, Batata, Banana, Leite, Atum Os sintomas de deficiência de vitamina B6 são lesões na área dos olhos, nariz e boca. Pode causar convulsões, náuseas e nervosismo, distúrbios de crescimento e anemia.
  8. 8. VITAMINA C (ÁCIDO ASCÓRBICO) A vitamina C é uma vitamina hidrossolúvel não sintetizada pelos humanos, devendo obtê-la através da alimentação. Suas principais funções são: Ação antioxidante Produção e manutenção do colágeno Aumenta a absorção de ferro pelo intestino Proteção no desenvolvimento de doenças coronarianas Participa do processo de cicatrização Sintomas de deficiência de vitamina C: Amolecimento e perda de dentes (ESCORBUTO) Inchaço nas gengivas Perda de cabelo Secura de boca e olhos Pele seca Dores musculares As principais fontes são: Frutas e verduras frescas A ingestão de vitamina C acima do recomendado é excretada pela urina, porém pode ocorrer formação cálculos. Portanto, a suplementação de vitamina C deve ser feita somente com acompanhamento médico/nutricional
  9. 9. VITAMINA D A vitamina D presente no organismo é proveniente dos alimentos fontes, mas também é sintetizada pelo organismo ativada pela ação dos raios ultravioletas na pele. Suas principais funções são: Age na regulação do cálcio dos ossos e sangue As principais fontes são: Fígado Óleos de peixes Gema de ovo Produtos lácteos enriquecidos com vitamina D As manifestações de carência de vitamina D provocam raquitismo nas crianças e nos adultos osteomalácea (amolecimento dos ossos). Em idosos leva a osteoporose. Por isso é importante incentivar os idosos e crianças a tomarem sol, pois estimula a produção de vitamina D que auxilia na fixação do cálcio nos ossos. O excesso da ingestão de vitamina D provoca aumento do cálcio no sangue (hipercalcemia), favorecendo o deposito de cálcio nos vasos e eliminação aumentada de cálcio na urina, sendo maior a probabilidade de formação de cálculos urinários. Altas concentrações de cálcio no sangue podem alterar as funções do coração e dos nervos.
  10. 10. VITAMINA E A Vitamina E é uma vitamina lipossolúvel com poderosa ação antioxidante. Suas principais funções são: Diminuição de reflexos Diminuição da sensibilidade vibratória Pode provocar retinopatia Age como antioxidante, protege as células de fatores nocivos e substâncias tóxicas Atua como protetor contra câncer, arteriosclerose, inflamações articulares e complicações de diabetes As principais fontes são: Azeites vegetais Cereais Verduras frescas As manifestações de excesso, mesmo em altas doses não é tida como tóxica, mas, se ingerida em excesso, pode, eventualmente, competir na absorção e reduzir a disponibilidade das outras vitaminas lipossolúveis e do ferro dos alimentos, e assim, colaborar para o desencadeamento de anemias. As manifestações de carência são distúrbios de coordenação e reflexos dos tecidos musculares, visão e fala. Pode ocorrer deficiência de crescimento e alterações na pele.
  11. 11. VITAMINA K A vitamina K é uma vitamina lipossolúvel, essencial no processo de coagulação sangüínea. As principais funções são: Atua na produção de protombina, fator importante na coagulação do sangue Atua na prevenção de osteoporose em idosos e mulheres após a menopausa. As principais fontes são: Folhas verdes (repolho, brócolis, nabo, couve, alface) Gema de ovo Queijos Fígado As manifestações de carência de vitamina K ocorrem em adultos que possam ter alterações nas funções do fígado, má absorção intestinal, alterações da flora intestinal ou desnutrição. O sintoma é o sangramento. As manifestações de excesso são raras e pode evoluir com anemia e lesões no fígado.
  12. 12. VITAMINA A (RETINOL) Suas principais funções da Vitamina A são: Importante para as funções da retira (visão noturna) Atua no sistema imunológico Participa do processo de formação dos ossos, pele, cabelos e unhas Importante no desenvolvimento embrionário As principais fontes da Vitamina A são: Fígado,Leite ,Ovos ,Queijo ,Margarina ,Cenoura ,Pimentão, Tomate,Alface,Manga ,Mamão As manifestações de excesso de vitamina A são comuns em pessoas que ingerem vitaminas sem prescrição médica/nutricional. O excesso desta vitamina no organismo é tóxica e podem surgir sintomas como pele seca, áspera e descamativa, fissuras nos lábios, dores ósseas e articulares, dores de cabeça, tonturas e náuseas, queda de cabelos, cãibras, lesões no fígado e diminuição do crescimento. Podem surgir também falta de apetite, edema, cansaço, irritabilidade e sangramentos.
  13. 13. PROTEÍNAS O são? Polímeros de aminoácidos. Aminoácido: molécula orgânica formada por um grupo amino, um grupo carboxílico e uma cadeia lateral típica de cada aminoácido.
  14. 14. Ligação Peptídica: a ligação entre dois aminoácidos vizinhos por uma reação de desidratação, formando peptídeos. *polipeptído: proteína
  15. 15. Arquitetura das proteínas Estrutura Primária: definida pela seqüência de aminoácidos na cadeia polipeptídica Estrutura Secundária: enrolamento da cadeia resultante da interação de determinados aminoácidos Estrutura Terciária: segundo nível de enrolamento. Interação de diferentes partes da estrutura secundária da cadeia. Estrutura Quaternária (algumas proteínas): terceiro nível de enrolamento. Interação entre partes diferentes da estrutura terciária da cadeia
  16. 16. A conformação da proteína depende do meio em que ela está! FUNÇÕES DAS PROTEÍNAS A Função de uma proteína está diretamente relacionada com sua arquitetura. Todas as funções vitais dependem da atividade de proteínas. Principais atividades: -enzimas -co-enzimas -estrutura celular (membrana celular, citoesqueleto, citoplasma) Alterações no meio natural da proteína, como mudança de pH, de concentração de sais e de temperatura, pode modificar a arquitetura da proteína inativando-a (desnaturação, PERMANECE APENAS A ESTRUTURA PRIMÁRIA)
  17. 17. ENZIMAS O que são? São catalisadores biológicos, isto é, acelera as reações bioquímicas. A proteína enzimática possui um centro ativo responsável pelo encaixe à molécula sobre a qual irá atuar, chamada de substrato enzimático . A nomenclatura das enzimas utiliza o nome do substrato + ase Ex: lipase (enzima que digere lipídios), protease, maltase As proteínas são altamente específicas , isto é, se encaixam perfeitamente aos seus substratos como “chave e fechadura”.
  18. 19. LIPÍDIOS O que são? Moléculas formadas por moléculas apolares, e portanto, insolúveis em água. Classificação: -Glicerídios -Ceras -Esteróides -Fosfolipídeos -Carotenóides
  19. 20. GLICERÍDEOS Uma molécula de glicerol + moléculas de ácidos graxos. Os ácidos graxos podem ser -saturados: ligações simples entre os carbonos (sólidos). Gordura animal. -insaturados: com uma ou mais ligações duplas ou triplas (líquidos). Óleos vegetais Gordura trans: a estrutura trans de certos lipídios favorecem sua deposição na parede das artérias, com perda da sua elasticidade. Isso pode acarretar, doenças cardiovasculares e derrames.
  20. 21. CERAS São formadas por uma molécula de álcool + moléculas de ácidos graxos. Por serem altamente insolúveis, são encontradas nas superfícies de folhas e de insetos. ESTERÓIDES Formados por anéis carbônicos. Ex: colesterol e hormônios (testosterona, progesterona, estrógeno) testosterona colesterol
  21. 22. FOSFOLIPÍDEOS São compostos por glicerídio + fosfato. Formam as membranas celulares. Lecitina (fosfolipídio) ->parte polar ->parte apolar
  22. 23. CARBOIDRATOS Principal fonte de energia para os seres vivos. Arquitetura corporal (celulose, quitina, ácidos nucléicos, ATP)
  23. 24. Carboidratos no ácido nucléico *RNA: ribose no lugar da desoxirribose
  24. 25. Carboidratos no ATP ATP -> ADP + P + ENERGIA
  25. 26. AVES Sistema de revestimento : penas Sistema digestório : bico –>esôfago->papo->moela->intestino->cloaca (abertura do sistema excretor, reprodutor e digestório) e glandulas anexas.
  26. 27. Sistema circulatório: fechado, 2 átrios e 2 ventrículos; aorta para direita. Átrios Ventriculos
  27. 28. Sistema excretor : 2 rins que excretam ácido úrico (uricotélicos) Sistema respiratório : 2 pulmões Sistema reprodutor : dióicos. Pênis e cloaca. Fecundação interna com cópula. Desenvolvimento direto. Anexos embrionários do ovo de uma ave: -âmnio: líquido que protege contra dessecação e choques mecânicos -saco vitelínico: digere o vitelo e passa aos vasos sanguíneos do embrião -alantóide: armazena as excretas -cório: bolsa que envolve o embrião e todos os anexos embrionários
  28. 29. MAMÍFEROS Sistema de revestimento : pele com pêlos Os mamíferos que se caracterizam pela presença de glândulas mamárias nas fêmeas, que produzem leite para alimentação dos filhotes (ou crias), e a presença de pêlos ou cabelos . São animais homeotérmicos , (ou seja, de temperatura constante, também conhecidos como &quot;animais de sangue quente&quot;). O cérebro controla a temperatura corporal e o sistema circulatório , incluindo o coração (com quatro câmaras). CLASSES Placentários: desenvolvimento do embrião todo dentro da mãe. A placenta realiza as trocas de nutrientes entre o feto e a mãe Marsupiais:desenvolvimento parcialmente dentro da mãe; completa-se numa bolsa chamada marsúpio Monotremados: embriões desenvolvem-se em ovos, mas as fêmeas possuem glândulas mamárias e todos possuem pêlos.
  29. 30. Sistema circulatório: fechado, 2 atrios e 2 ventriculos. Aorta para esquerda.
  30. 31. ANEXOS EMBRIONÁRIOS Os mamíferos possuem vesícula vitelina reduzida, pois nesses animais como regra geral, os ovos são pobres em vitelo. A vesícula vitelina não tem, portanto, significado no processo de nutrição da maioria dos mamíferos.

×