Uploaded on

 

More in: Business , Education
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
248
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
1
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Banco Santander (Brasil) S.A. Resultados 1T11 em IFRS 28 de Abril de 2011
  • 2. 2Índice Idéias Básicas Cenário Macroeconômico Estratégia Negócios Resultado Conclusões
  • 3. 3 Idéias Básicas – Resultados 1T111 Expansão Comercial:  Crescimento de 614 mil contas correntes em doze meses  Abertura de 141 agências em doze meses  Passamos de 51.747 a 54.375 funcionários em doze meses2 Integração concluída. Contamos agora com uma Organização e uma Plataforma Tecnológica voltada para o cliente3 Volume de negócios com crescimento anual de dois dígitos:  Crédito Carteira Ampliada: 22%  Captação de Clientes¹: 26%4 Melhora da qualidade da margem financeira:  Aumento dos spreads e da proporção da margem de clientes5 Despesas Gerais² cresceram 12,1% em doze meses e caíram -0,1% no trimestre  Captura de sinergias para expansão dos negócios6 Lucro Líquido de R$ 2,1 bi no 1T11 (17,5% maior que 1T10 e 8,0% maior que 4T10)1.Não considera fundos.2.Inclui Depreciação e Amortização.
  • 4. 4Índice Idéias Básicas Cenário Macroeconômico Estratégia Negócios Resultado Conclusões
  • 5. 5 Cenário Macroeconômico PIB (Crescimento Real anual %) Taxa de Juros – Selic (Final %) 7,5 6,1 13,75 13,00 5,2 11,25 10,75 3,7 8,75 -0,6 2007 2008 2009 2010 2011(e) 2007 2008 2009 2010 2011(e) Inflação (IPCA %) Taxa de Câmbio – (R$/US$) 5,9 5,9 6,1 4,5 4,3 2,34 1,77 1,74 1,67 1,55 2007 2008 2009 2010 2011(e) 2007 2008 2009 2010 2011(e)Fonte: Banco Central do Brasil, IBGE. Projeções Santander Research
  • 6. 6Medidas Macroprudenciais 1 Aumento em depósitos compulsórios: Retirou R$ 70 Bi Liquidez do Mercado 2 Aumentou a exigência de Capital Dobrando a exigência para operações de longo prazo em Crédito Consignado e Veiculos INFLAÇÃO & APRECIAÇÃO 3 DA MOEDA Aumentou os impostos IOF sobre as operações de crédito com PF 4 Restrição ao fluxo externo de capital de curto prazo, aumentando o IOF e impondo compulsórios sobre operações vendidas de câmbio Neste cenário, a Fitch aumentou o Rating do Brasil de BBB- para BBB
  • 7. 7Índice Idéias Básicas Cenário Macroeconômico Estratégia Negócios Resultado Conclusões
  • 8. 8 Franquia Estamos ampliando nossa capilaridade e solidificando nossa plataforma de distribuição... Participação de Mercado Em número de agências Brasil Somos o 3º banco privado em ativos... Março/2011  2.232 Agências ... com ampla diversidade geográfica e escala  +141 em um ano Norte (5% do PIB)  +31 no trimestre global para competir e crescer...  33 Agências Participação: 12%  +2 em um ano  Participação: 5% Nordeste (13% do PIB) 2.232 1.471 18.099  186 Agências Agências PAB’s ATM’s  +10 em um ano  Participação: 7% Centro-Oeste  90 Agências (9% do PIB) 9,3 milhões contas correntes¹,  +18 em um ano +614 mil contas correntes em doze meses  Participação: 6% Sudeste (56% do PIB)  1.625 Agências  +92 em um ano  Participação: 16% ... Estamos crescendo e alcançando reconhecimento Sul (17% do PIB)  298 Agências  +19 em um ano  Participação: 9%1. Clientes com movimentação de depósito à vista no período de 30 dias, de acordo com o BACEN. A partir do 1T11 alteramos ocritério de informação ao Banco Central. Em função disto alteramos a dado para o 1T10 e o 4T10 para melhor comparabilidade.
  • 9. 9 Processo de Integração Com a conclusão do processo de integração, estamos prontos para seguir rumo às nossas aspirações... + 1.700 projetos Gestão, Modelos, Políticas implantados e Plataforma de Sistemas 1,6 milhão de horas de capacitação Unificados Visitas a mais de 2.600 clientes PJ Foram migrados: Cerca de 20.000 38 milhões de contas, funcionários envolvidos9 milhões de clientes ativos. Aumento dos canais de atendimento100% dos clientes já operam União das melhores práticas 800 pessoas adicionais na nova plataforma de no call center Novos Produtos e Serviços sistemas. 6 MM de horas de desenvolvimentos Uma só Marca: Santander de Tecnologia, (R$ 1,1 Bilhão) ...Adequamos nossa estrutura focando na melhoria da qualidade dos serviços e do atendimento aos nossos clientes
  • 10. 10 Parcerias e produtos Maior volume de negócios Maior volume de negócios Santader Adquirência Parceria em Seguros Realizado Objetivo até 1T11 2012 (%)¹ + Estabelecimentos 126,7 300 42,2% A Operação visa fortalecer a atuação do Credenciados (Mil) Santander Brasil no mercado de seguros Novas contas (Mil) 32,0 150 21,3% Maior oferta de produtos, abrangendo clientes atualmente não explorados e alavancando a Santander Acquiring 2010 1T11 capacidade de distribuição do Santander Brasil A Operação gerou um ganho de capital de 21%  1.249  1.035 para o Banco Santander Brasil CRÉDITO 12,3  9,8 Em três meses já atingimos  740  617 Seguros DÉBITO 83% do  14,4  11,9 faturamento de 2010  1.990  1.653 TOTAL  26,8  21,7 Distribuição Underwritting (70% Resultados) (30% Resultados)  Faturamento (R$ MM)  Qtd de Transações (MM)1. Percentual alcançado em relação ao objetivo
  • 11. 11Índice Idéias Básicas Cenário Macroeconômico Estratégia Negócios Resultado Conclusões
  • 12. 12 Carteira de Crédito Gerencial – IFRS¹ R$ bilhões 21,9% 3,2% R$ milhões Mar.11 Mar.10 Var. 12M Var. 3M 163,9 172,4 178,0 Pessoa Física 53.456 43.992 21,5% 4,9% 146,0 155,6 8,5% 6,6% Financiamento ao 5,4% 5,2% 26.939 25.509 5,6% -0,1% 6,5% consumo 3,2% 4,5% Pequenas e Médias 1,5% 39.176 30.681 27,7% 2,6% 2,5% Empresas 0,5% -1,5% Grandes Empresas 45.026 39.728 13,3% 1,3% mar.10 jun.10 set.10 dez.10 mar.11 Carteira de Crédito Ampliada² Total IFRS 164.598 139.910 17,6% 2,5% Var. 3M Outras operações² 13.355 6.064 120,2% 12,5% Grandes Empresas Pessoa Física Carteira de 27% 33% 177.953 145.974 21,9% 3,2% Crédito Ampliada² Pequenas e Financiamento Média empresas ao consumo 24% 16%1. Os saldos de crédito referentes ao ano de 2010 foram reclassificados para fins de comparabilidade com o período atual, devido a re-segmentação de clientes ocorrida no 1T112. Considera outras operações com risco de crédito (debêntures, FDIC, CRI, promissórias de colocação no exterior e Notas Promissórias) e carteira adquirida de outros bancos com saldo total em balanço de R$ 4.105 MM em Mar/11 e R$ 2.535 MM em Mar/10
  • 13. 13 Carteira de Crédito Gerencial - BR GAAP¹ R$ bilhões 21,3% 3,5% 173,1 179,2 156,4 164,6 147,7 R$ milhões Mar.11 Mar.10 Var. 12M Var. 3M 8,4% 6,0% 5,2% 5,1% 6,4% Pessoa Física 57.343 46.440 23,5% 4,1% 3,5% 4,4% 1,7% Financiamento ao 2,4% 30.249 27.842 8,6% 1,5% consumo 0,4% -1,6% Pequenas e mar.10 jun.10 set.10 dez.10 mar.11 39.176 30.681 27,7% 2,6% Médias Empresas Carteira de Crédito Ampliada² Grandes Var. 3M 43.142 39.161 10,2% 2,0% Empresas Var. anual consistente em PMEs e PF Total BR GAAP 169.910 144.124 17,9% 2,7% 27,7% Outras operações 9.251 3.530 162,1% 20,5% 23,5% c/ riscos de crédito² 12,3% Carteira de Crédito 179.161 147.653 21,3% 3,5% Ampliada² BR GAAP -7,1% mar.10 jun.10 set.10 dez.10 mar.11 PF PMEs1. a) A carteira no critério BR GAAP é maior que a carteira em IFRS porque inclui saldos de crédito adquiridos de outros bancos e consolida a carteira de parcerias da financeira Aymoré b) Os saldos de crédito referentes ao ano de 2010 foram reclassificados para fins de comparabilidade com o período atual, devido a re-segmentação de clientes ocorrida no 1T112. Inclui outras operações com risco de crédito (debêntures, FDIC, CRI, promissórias de colocação no exterior e Notas Promissórias)
  • 14. 14 Crédito por Produtos - IFRS Consignado, Imobiliário e Cartões são destaques entre os produtos Consignado Total¹ Veículos PF R$ milhões R$ milhões 34,6% 5,4% 14.305 24.291 10.628 23.054 Mar.10 Mar.11 Mar.10 Mar.11 Cartões PF Imobiliário Total R$ milhões R$ milhões 28,7% 32,2% 12.809 10.758 9.689 31,8% 8.357 5.700 4.324 7.109 32,5% 5.365 Mar.10 Mar.11 Mar.10 Mar.11 Pessoa Física Pessoa Jurídica1. Considera carteira adquirida de outros bancos com saldo total em balanço de R$ 2.535 MM em Mar/10 e R$ 4.105 MM em Mar/11
  • 15. 15 Captação Total R$ bilhões 18,0% 4,6% 271,2 283,6 245,7 256,0 R$ milhões Mar.11 Mar.10 Var. 12M Var. 3M 240,3 111,3 115,4 Vista 15.343 13.699 12,0% -4,9% 106,6 109,5 107,3 Poupança 30.195 25.781 17,1% -0,4% 133,8 136,3 148,7 159,9 168,2 Prazo 73.482 68.252 7,7% 6,6% mar.10 jun.10 set.10 dez.10 mar.11 Debêntures / 38.332 26.025 47,3% 1,2% Captação de Clientes Fundos LCI / LCA¹ Letras Vista 10.884 - n.a. 63,9% Financeiras 5% Fundos Poupança Captação de 11% 168.236 133.757 25,8% 5,2% 41% Clientes Fundos 115.395 106.572 8,3% 3,6% Prazo 26% Captação 283.631 240.329 18,0% 4,6% Total Letras Financeiras Debêntures/ 4% LCI/LCA¹ 13%1. Operações compromissadas com lastro em Debêntures, Letras de Crédito Imobiliário e Letra de Crédito Agrícola
  • 16. 16Índice Idéias Básicas Cenário Macroeconômico Estratégia Negócios Resultado Conclusões
  • 17. 17Resultados em IFRS: Evolução Lucro antes de imposto e Lucro Líquido Lucro antes de imposto de 1T11 cresce 25,4% em doze meses R$ milhões 25,4% 2,2% 2.665 2.724 2.172 1T10 4T10 1T11 Lucro líquido de 1T11 cresce 17,5% em doze mesesR$ milhões 17,5% 8,0% 1.763 1.918 2.071 1T10 4T10 1T11
  • 18. 18 Receitas Totais R$ Milhões 6,6% 3,9% 8.343 8.362 8.690 8.151 7.974 1T11 1T10 Var. 12M Var. 3M 380 137 269 577 257 1.782 1.776 1.726 M. Intermediação¹ 6.639 5.952 11,5% 2,2% 1.622 1.710 Comissões 1.782 1.622 9,9% 3,2% 5.952 6.007 6.187 6.499 6.639 Subtotal 8.421 7.574 11,2% 2,4% Outras² 269 577 -53,4% 96,6% 1T10 2T10 3T10 4T10 1T11 Receitas Totais 8.690 8.151 6,6% 3,9% Margem de Intermediação¹ Comissões Outras²1. Considera a unificação de classificação contábil de operações de leasing ocorrida por ocasião da integração de sistemas.2. Resultado de Operações Financeiras excluindo o efeito do hedge fiscal de Cayman + Outras Receitas (despesas) operacionais + Outras
  • 19. 19 Margem de Juros Líquida¹ Selic² 8,65% 9,35% 10,55% 10,66% 11,21% Var. anual 7.000 6.639 11,5% 6.499 6.187 5.952 6.007 6.000 1.492 -5,0% 22% 1.604 1.425 1.571 1.439 5.000 26% 275 255 281 209 208 4.000 3.000 4.508 4.615 4.871 17,5% 78% 4.359 74% 4.173 2.000 1.000 0 1T10 2T10 3T10 4T10 1T11 Recursos Livres e Outros Depósito Crédito1. Considera a unificação de classificação contábil de operações de leasing ocorrida por ocasião da integração de sistemas.2. Taxa de Juros Selic - Média trimestre
  • 20. 20 Comissões Líquidas R$ Milhões 1T11 1T10 Var. 12M Var. 3M 9,9% Tarifas bancárias 546 588 -7,1% -7,2% 3,2% Seguros e capitalização 485 280 73,2% 57,8% 1.710 1.776 1.726 1.782 Fundos de Investimento 1.622 296 263 12,3% 0,0% e previdência Cartões de crédito e 311 213 46,0% 15,1% débito Cobrança e 120 125 -3,6% -6,2% Arrecadação Mercado de capitais 69 108 -36,1% -50,2% 1T10 2T10 3T10 4T10 1T11 Comércio exterior 96 102 -6,4% -2,9% Outras¹ (140) (56) 148,4% 40,0% Comissões Líquidas 1.782 1.622 9,9% 3,2%1. Inclui impostos e outras
  • 21. 21 Provisões de Crédito Líquidas¹ - IFRS R$ Milhões -18,4% 8,0% 2.522 2.393 1.961 2.059 1.907 1T11 1T10 Var. 12M Var. 3M Provisões Crédito 2.059 2.522 -18,4% 8,0% 1T10 2T10 3T10 4T10 1T111. Inclui Receita de Recuperação de Crédito Baixados como prejuízo. Considera a unificação de classificação contábil de operações de leasing ocorrida por ocasião da integração de sistemas.
  • 22. 22 Receitas Totais Líquidas de Provisões de Crédito R$ Milhões 17,8% 2,7% 6.382 6.455 6.631 5.629 5.581 1T11 1T10 Var. 12M Var. 3M Receitas Totais¹ 8.690 8.151 6,6% 3,9% 8.151 7.974 8.343 8.362 8.690 Provisões de (2.059) (2.522) -18,4% 8,0% Crédito Líquidas² (2.522) (2.393) (1.961) (1.907) (2.059) Receitas Totais 6.631 5.629 17,8% 2,7% Líquidas de PDD 1T10 2T10 3T10 4T10 1T11 Receitas Totais¹ Provisões de Crédito Líquidas²1. Margem de Intermediação Financeira + Comissões + Resultado de Operações Financeiras excluindo o efeito do hedge fiscal deCayman + Outras Receitas (despesas) operacionais + Outras. Considera a unificação de classificação contábil de operações de leasingocorrida por ocasião da integração de sistemas.2. Inclui Receita de Recuperação de Crédito Baixados como prejuízo. Considera a unificação de classificação contábil de operações deleasing ocorrida por ocasião da integração de sistemas.
  • 23. 23Despesas Gerais e AmortizaçãoR$ Milhões 12,1% -0,1% 1T11 1T10 Var. 12M Var. 3M 3.158 3.301 3.297 Despesas Adm. 1.343 1.300 3,3% 5,4%2.941 3.067 293 309 349 338 286 Despesas 1.616 1.355 19,3% -3,7% Pessoal2.655 2.774 2.849 2.952 2.959 Depreciações e 338 286 18,2% -3,2% Amortizações Total 3.297 2.941 12,1% -0,1% 1T10 2T10 3T10 4T10 1T11 Depreciações e Amortizações Despesas Gerais Sinergias R$ Milhões 1.800 1.887 1T11(e) 1T11 Prevista Realizada
  • 24. 24 Qualidade da carteira de Crédito - IFRS Inadimplência¹ (%) Cobertura² (%) 8,8 8,2 7,9 7,9 7,6 7,0 103% 102% 101% 98% 98% 6,6 6,1 5,8 6,1 5,3 5,1 4,5 4,3 4,5 mar.10 jun.10 set.10 dez.10 mar.11 1T10 2T10 3T10 4T10 1T11 PF PJ Total1. Operações vencidas há mais de 90 dias mais créditos normais com alto risco de inadimplência / carteira de crédito gerencial2. Provisões de Crédito de Liquidação Duvidosa / operações vencidas há mais de 90 dias mais créditos normais com alto risco deinadimplência
  • 25. 25 Qualidade da carteira de Crédito - BR GAAP Inadimplência Over 90¹ (%) Inadimplência Over 60² (%) Cobertura Over 90³ 8,7 7,2 8,0 142% 6,7 7,4 7,3 133% 137% 6,2 6,9 128% 5,8 5,9 6,4 120% 5,4 4,7 5,6 4,2 5,0 5,0 3,9 4,0 4,7 3,7 4,4 3,0 3,6 2,5 2,2 2,4 2,9 3,0 2,7 mar.10 jun.10 set.10 dez.10 mar.11 mar.10 jun.10 set.10 dez.10 mar.11 1T10 2T10 3T10 4T10 1T11 PF PJ Total PF PJ Total1. Operações vencidas há mais de 90 dias / carteira de crédito em BR GAAP2. Operações vencidas há mais de 60 dias / carteira de crédito em BR GAAP3. Provisões de Crédito de Liquidação Duvidosa / operações vencidas há mais de 90 dias mais créditos normais com alto risco deinadimplência
  • 26. 26 Indicadores de Performance - IFRS Eficiência¹ (%) Recorrência² (%) 1,4 p.p. -0,9 p.p. 61,1 60,2 32,6 34,0 1T10 1T11 1T10 1T11 ROAA³(%) ROAE (ajustado)4 (%) Basiléia4 (%) 1,4 p.p. -1,7 p.p. 2,2% 2,2% 18,0 19,4 24,4% 22,7% 1T10 1T11 1T10 1T11 1T10 1T111. Despesas gerais sem amortização / Receitas Totais excluindo o hedge de Cayman e considera a unificação de classificação contábil de operações de leasing ocorrida porocasião da integração de sistemas.2. Comissões líquidas/Despesas Gerais sem amortização3. Lucro líquido / Ativo médio4. Exclui o efeito do ágio apurado na aquisição do Banco Real e da Real Seguros Vida e Previdência
  • 27. 27Índice Idéias Básicas Cenário Macroeconômico Estratégia Negócios Resultado Conclusões
  • 28. 28 Conclusões1 Expansão Comercial:  Crescimento de 614 mil contas correntes em doze meses  Abertura de 141 agências em doze meses  Passamos de 51.747 a 54.375 funcionários em doze meses2 Integração concluída. Contamos agora com uma Organização e uma Plataforma Tecnológica voltada para o cliente3 Volume de negócios com crescimento anual de dois dígitos:  Crédito Carteira Ampliada: 22%  Captação de Clientes¹: 26%4 Melhora da qualidade da margem financeira:  Aumento dos spreads e da proporção da margem de clientes5 Despesas Gerais² cresceram 12,1% em doze meses e caíram -0,1% no trimestre  Captura de sinergias para expansão dos negócios6 Lucro Líquido de R$ 2,1 bi no 1T11 (17,5% maior que 1T10 e 8,0% maior que 4T10)1.Não considera fundos.2.Inclui Depreciação e Amortização.
  • 29. 29 ANEXOS Resultados e Balanço em IFRS  Resultados em BR GAAP
  • 30. 30 Resultado Gerencial¹ por trimestre - IFRS R$ milhõesDemonstração de Resultado 1T10 2T10 3T10 4T10 1T11 - Receitas com juros e similares 9.278 9.839 10.603 11.189 11.802 - Despesas com juros e similares (3.326) (3.832) (4.416) (4.690) (5.163)Margem líquida com juros 5.952 6.007 6.187 6.499 6.639Resultado de renda variável 4 14 2 32 5Resultado de equivalência patrimonial 10 13 11 10 18Comissões líquidas 1.622 1.710 1.776 1.726 1.782Ganhos (perdas) com ativos e passivos financeiros (líquidos) + diferenças cambiais 608 290 472 233 275Outras receitas (despesas) operacionais (45) (60) (105) (138) (29)Total de receitas 8.151 7.974 8.343 8.362 8.690Despesas Gerais (2.655) (2.774) (2.849) (2.952) (2.959) - Despesas Administrativas (1.300) (1.357) (1.373) (1.274) (1.343) - Despesas de Pessoal (1.355) (1.417) (1.476) (1.678) (1.616)Depreciação e amortização (286) (293) (309) (349) (338) 2Provisões (líquidas) (629) (290) (674) (381) (630)Perdas com ativos (líquidas) (2.526) (2.356) (1.968) (1.955) (2.068) - Provisão para Créditos de Liquidação Duvidosa3 (2.522) (2.393) (1.961) (1.907) (2.059) - Perdas com outros ativos (líquidas) (4) 37 (7) (48) (9)Ganhos líquidos na alienação de bens 117 48 35 (60) 29Lucro Líquido antes da tributação 2.172 2.309 2.578 2.665 2.724Impostos sobre a renda (409) (543) (643) (747) (653)Lucro Líquido 1.763 1.766 1.935 1.918 2.0711. Exclui o efeito do hedge fiscal de Cayman e considera a unificação de classificação contábil de operações de leasing ocorrida por ocasião da integração de sistemas.2. Inclui provisões para contingências legais e fiscais3. Inclui recuperações de créditos baixados como prejuízo
  • 31. 31 Resultado Gerencial¹ - IFRS R$ milhões Var 12M Demonstração de Resultado 1T11 1T10 ABS % - Receitas com juros e similares 11.802 9.278 2.524 27,2% - Despesas com juros e similares (5.163) (3.326) (1.837) 55,2% Margem líquida com juros 6.639 5.952 687 11,5% Resultado de renda variável 5 4 1 25,0% Resultado de equivalência patrimonial 18 10 8 80,0% Comissões líquidas 1.782 1.622 160 9,9% Ganhos (perdas) com ativos e passivos financeiros (líquidos) + diferenças cambiais 275 608 (333) -54,7% Outras receitas (despesas) operacionais (29) (45) 16 n.a Total de receitas 8.690 8.151 539 6,6% Despesas Gerais (2.959) (2.655) (304) 11,5% - Despesas Administrativas (1.343) (1.300) (43) 3,3% - Despesas de Pessoal (1.616) (1.355) (261) 19,3% Depreciação e amortização (338) (286) (52) 18,2% 2 Provisões (líquidas) (630) (629) (1) 0,2% Perdas com ativos (líquidas) (2.068) (2.526) 458 -18,1% 3 - Provisão para Créditos de Liquidação Duvidosa (2.059) (2.522) 463 -18,4% - Perdas com outros ativos (líquidas) (9) (4) (5) 125,0% Ganhos líquidos na alienação de bens 29 117 (88) n.a Lucro Líquido antes da tributação 2.724 2.172 552 25,4% Impostos sobre a renda (653) (409) (244) 59,8% Lucro Líquido 2.071 1.763 308 17,5%1. Exclui o efeito do hedge fiscal de Cayman e considera a unificação de classificação contábil de operações de leasing ocorrida por ocasião da integração de sistemas.2. Inclui provisões para contingências legais e fiscais3. Inclui recuperações de créditos baixados como prejuízo
  • 32. 32 Balanço: Ativo - IFRSR$ milhõesAtivo mar/10 jun/10 set/10 dez/10 mar/11Disponibilidades e reserva no Banco Central do Brasil 36.835 42.344 53.361 56.800 57.443Ativos financeiros para negociação 23.133 35.902 23.738 24.821 23.541Outros ativos financeiros ao valor justo no resultado 15.873 16.213 16.665 17.939 18.105Ativos financeiros disponíveis para venda 37.183 42.579 40.627 47.206 52.171Empréstimos e financiamentos 150.003 156.804 169.250 174.107 178.758 - Empréstimos e adiantamentos a instituições de crédito 20.330 20.282 24.771 22.659 23.914 - Empréstimos e adiantamentos a clientes 139.678 146.308 153.994 160.559 164.597 - Instrumentos de dívida - - - 81 79 - Provisão para perdas (10.005) (9.786) (9.515) (9.192) (9.832)Derivativos utilizados como hedge 133 107 104 116 128Ativos não correntes para venda 41 93 86 67 65Participações em coligadas 423 429 440 371 394Ativos tangíveis 3.835 3.977 4.212 4.518 4.576Ativos intangíveis 31.587 31.630 31.667 31.962 31.949 - Ágio 28.312 28.312 28.312 28.312 28.312 - Outros 3.275 3.318 3.355 3.650 3.637Ativo fiscal 14.834 15.250 15.258 14.842 14.343Outros ativos 2.169 1.918 2.223 1.914 2.515Total do ativo 316.049 347.246 357.631 374.663 383.988
  • 33. 33 Balanço: Passivo e Patrimônio Líquido - IFRS R$ milhões Passivo mar/10 jun/10 set/10 dez/10 mar/11 Passivos financeiros para negociação 4.505 4.668 5.014 4.785 4.898 Outros passivos financeiros ao valor justo no resultado 2 2 - - - Passivos financeiros ao custo amortizado 203.499 232.373 237.859 253.341 261.011 - Depósitos do Banco Central do Brasil 117 - - - - - Depósitos de instituições de crédito 24.092 47.784 41.361 42.392 36.995 - Depósitos de clientes 147.287 150.378 159.426 167.949 174.423 - Títulos de dívida e valores mobiliários 11.271 12.168 14.944 20.087 26.907 - Dívidas subordinadas 9.855 10.082 9.432 9.695 9.974 - Outros passivos financeiros 10.877 11.961 12.696 13.218 12.712 Derivativos utilizados como hedge 37 42 17 - - Passivos por contratos de seguros 16.102 16.693 17.893 19.643 20.179 Provisões¹ 9.881 9.662 9.910 9.395 9.010 Passivos fiscais 8.516 9.199 10.047 10.530 10.590 Outros passivos 2.778 2.988 3.812 3.605 3.584 Total do passivo 245.320 275.627 284.552 301.299 309.272 Patrimônio líquido 70.069 70.942 72.358 72.572 74.051 Participação dos acionistas minoritários 1 3 7 8 10 Ajustes ao valor de mercado 659 674 714 784 655 Total do patrimônio líquido 70.729 71.619 73.079 73.364 74.716 Total do passivo e patrimônio líquido 316.049 347.246 357.631 374.663 383.9881. Inclui provisões para pensões e contingências
  • 34. 34Reconciliação IFRS x BRGAAP R$ Milhões 4T10 1T11 Lucro em BR GAAP 831 1.013 - Reversão da Amortização do ágio / Outros 828 829 - Ajuste de preço de compra (11) (26) - Outros 270 255 Lucro em IFRS 1.918 2.071
  • 35. 35 Resultado Gerencial¹ – BR GAAP R$ Milhões 1T11 1T10 Var. 12M 4T10 Var. 3M Margem Financeira 6.791 6.119 11,0% 6.471 4,9% Provisão para créditos de (2.142) (2.237) -4,3% (1.856) 15,4% liquidação duvidosa Comissões2 2.142 1.821 17,6% 2.046 4,7% Despesas Gerais3 (3.477) (3.110) 11,8% (3.485) -0,2% Despesas tributárias (665) (517) 28,7% (637) 4,4% Outras receitas (despesas)4 (832) (95) 775,3% (742) 12,3% Lucro Líquido Gerencial 1.827 1.825 0,1% 1.641 11,3% Lucro Líquido Societário 1.013 1.015 -0,2% 831 21,9%1. Exclui Amortização de Ágio e considera reclassificação do Hedge fiscal de Cayman, Juro sobre Emissões, Recuperações de Crédito e Unificação de classificação contábil deoperações de leasing ocorrida por ocasião da integração de sistemas.2. Inclui Receita de Prestação de Serviço e Rendas de Tarifas Bancárias3. Inclui Despesas de Pessoal, Outras Despesas Administrativas e Participações no Lucro4. Considera Outras Receitas (Despesas) Operacionais e Resultado Não Operacional
  • 36. Relações com InvestidoresAvenida Juscelino Kubitschek, 2.235, 10º andar São Paulo | SP | Brasil | 04543-011 Tel. 55 11 3553-3300 Fax. 55 11 3553-7797 e-mail: ri@santander.com.br