Your SlideShare is downloading. ×
Proteção aos animais   15
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Proteção aos animais 15

241
views

Published on


0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
241
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Trabalho, Honestidade e CompetênciaAmparo - Março/2012 Informativo em defesa dos animais - nº 06 Distribuição Gratuita Editorial Crueldade e maus tratos contra animais Ao iniciar o trabalho escrito sobre os maus tratos aos animais nos últi- é matéria na TV Record mos meses, pesquisei muito a respei- Bom dia, bem, o tema de nossa prestação de contas desta semana é o to sobre o assunto, principalmente na caso que vemchamando à atenção da mídia nacional. O problema sério dos maus atitude covarde que pessoas tem agido contra animais dóceis e indefe- tratos aos animais, como espancamento de animais, entre outras covardias, como sos, como foi o caso da cachorra york- ultimamente temos vistos. É lamentável a atitude desumana, bestial e monstruosas shire agredida por uma enfermeira que destas pessoas. Como pode uma pessoa realizar tamanho ato de desumanidade deveria acudir e zelar pela vida huma- perante a pobres animaizinhos. Através deste informativo, o vereador Catanese faz na. Até mesmo nas pequenas coisas uma análise séria do problema, e pede uma maior fiscalização para todo esta que ela no decorrer da vida possa ensi- loucura que está ocorrendo, as vezes ao nosso lado. Quem pode fazer alguma nar a sua família. O que chama a aten- coisa? O Ministério Pú- ção na internet na televisão é o au- blico, a Polícia Civil, a mento incrível no crime contra os ani- Polícia Florestal, caso mais. A violência submetida ultima- sejam animais silves- mente contra os animais, principal- tres, e a Câmara Muni- mente cães. A bestialidade dos verda- deiros animais, monstros, que deve- cipal através da resolu- riam responder presos, além de pesa- ção, está tomando as das multas pela prática dos crimes medidas cabíveis en- ambientais. viando para os órgãos policiais. Casos que viraram Você sabia? Que a Record fez reportagem casos de POLÍCIA sobre o tema maus tratos aos animais. A Crueldade e maus tratos contra animais! No Repórter Record deste domingo (4), Marcelo Rezende denuncia casos de violência contra bichos que deveriam viver em harmonia com o ser humano. Vítimas de atrocidades que parecem inverter papéis, os animais irracionais são os homens. Uma atitude covarde e um resgate dramático. Um cachorro nas mãos de um viciado fora de controle. O que leva alguém a atear fogo no próprio cão? O programa mostra como recuperar um animal que passa por um As notícias de maus-tratos contra trauma desses e o que aconteceu com o agressor. O rei da selva abatido! Umanimais estão se tornando comuns em animal imponente pela própria natureza, que hoje vive em uma condição de dar dó.Curitiba e região metropolitana. No início Um leão que quase não ruge e tem dificuldades para caminhar. Como ele chegoudo mês de agosto um vira-lata foi a essa situação? Quem foi o responsável pelos maus tratos? O Repórter Recordatingido por um tiro no pescoço na Rua mostra, ainda, uma competição proibida desde os anos 30, mas que ainda éSão Gabriel, no bairro Novo Mundo, em praticada clandestinamente no Brasil. É o mundo das rinhas, um cenário triste emCuritiba. O cão “Bilú” foi encaminhado que o homem utiliza bichos para uma diversão cruel e sem sentido, onde o animalpara Sociedade Protetora dos Animais perdedor paga com a própria vida.onde recebeu tratamento. No início de Casos absurdos de abandono de animais. Você vai conhecer a fábrica quejulho, o cachorro, que ficou conhecido serve de prisão para mais de 70 cães e a mulher que mantém animais em jaulascomo “Pretinho”, foi encontrado ao lado apertadas e acorrentados, sem água e sem comida. A equipe do programada linha de trem em Almirante acompanhou as ações de salvamento dos bichos e a emoção de quem se importaTamandaré, região metropolitana de com a saúde de animais inocentes. E mais: o trabalho voluntário e comovente deCuritiba. A suspeita é que o cão tenha quem tem amor pelos animais.sido amarrado junto ao trilho. O cão teve Quem são as pessoas que abrem mão de dinheiro e de momentos com aas duas pernas amputadas. Outro caso família, para cuidar de animais abandonados? Você vai ver como é o trabalhoaconteceu em outubro de 2006 emBocaiúva do Sul, região metropolitana dessas pessoas e como você pode ajudar.de Curitiba. O lavrador Claudinei SlompoViana, mutilou as duas patas traseiras LEI Nº 3.301, DE 18 DESETEMBRO DE 2007do cachorro Falcão, com um facão. Ocrime aconteceu após o cachorro ter PROÍBE QUALQUER TIPO DE RINHA ENTREatacado uma galinha. Viana foi ANIMAIS NO MUNICÍPIO DE AMPAROcondenado a pagar uma multa de 10salários mínimos. Página 02Visite o site do Vereador: www.rogeriocatanese.com.br e acompanhe-o no
  • 2. Amparo - Março/2012 Informativo Semanal em defesa dos animais A História do diário do O caso do Pitbull Vitória cachorro enterrado vivo Uma pitbull também foi vítima de maus-tratos na Vila Hauer. O animal foi resgatado pela Sociedade Protetora dos Animais de Curitiba (SPAC) no dia 26 de dezembro. Ela teria sido atacada, quatro dias antes, por outros dois cães com os quais dividia o serviço de vigilância. Segundo a presidente da SPAC, Soraya Simon, a cachorra estava com várias feridas, rosto inchado e necrosando e não conseguia abrir os olhos. A pitbull, chamada de Vitória, foi tratada e está com a saúde totalmente recuperada. Vitória, porém, perdeu partes do rosto e ficou com cicatrizes profundas. “Não somos contra as pessoas terem seu animal de guarda, mas não admitimos estas crueldades”, considerou Soraya. A presidente da SPAC também denuncia a falta de planos de aposentadoria para os animais.Segundo Soraya, todos os cães das empresas de aluguel morrem em serviço. “Os animais velhos devem ir para um local adequado, assim como acontece com os cães da polícia”, disse. O superintendente da DPMA lembra que a pessoa que Outra história que causou comoção e também ganhou contrata o serviço de uma empresa de aluguel de cães tambémdestaque nas redes sociais foi a do vira-lata Titã, enterrado se torna responsável pelo animal. Caso o cão seja maltratadovivo pelo próprio dono na cidade de Novo Horizonte, a 399 km o dono da residência também responderá pelo crime.da capital. Ele foi resgatado há uma semana por um integranteda Ong “Mão Amiga” e por pouco não morreu. Com infecções, LEI Nº 3301, DE 18 DESETEMBRO DE 2007.anêmico, com sarna e com um olho ferido, aluta do animalpela sobrevivência e sua recuperação são noticiadas quaseque como num diário. E a Ong já tem 34 pedidos de adoções, PROÍBE QUALQUER TIPO DE RINHAde pessoas que ligam do Brasil e do exterior. Quando fecha a ENTREANIMAIS NO MUNICÍPIO DE AMPAROclínica, a veterinária responsável pelo seu tratamento leva Titã Autor: Rogério Delphino de Britto Catanese -para sua casa. A repercussão do caso surpreendeu o Vereadorrepresentante da Ong, Marco Antonio Rodrigues. - Todos os O Prefeito Municipal de Amparo, usando de suasdias, recebemos cercade cinco, seis denúncias de bichos atribuições legais, faz saber que a Câmara Municipal deque passam fome, estão doentes. Mas a história do Titã teve Amparo, em sessão realizada em 21 de agosto de 2007,uma repercussão que até nos assustou - conta Rodrigues. aprovou e ele sanciona e promulga a seguinte lei:Para o veterinário e professor do curso de Psicologia da PUC Art. 1º É proibida, no município de Amparo, a realizaçãode São Paulo, Mauro Lantzman, especialista em de qualquer tipo de rinha entre animais.comportamento e bem-estar animal, a grande mobilização Art. 2º - O infrator à prática vedada pelo art. 1º desta Leida sociedade com casos de maus-tratos tem a ver com os será multado pela autoridade competente em R$ 5.000,00trabalhos de conscientização de Ongs para reduzir o índice (cinco mil reais). No caso de reincidência, em R$ 10.000,00de abandono dos bichos de estimação. - É algo histórico. (dez mil reais) cumulativamente.Esse movimento tem crescido por força desses movimentos Parágrafo Único - Nada impede que o Poder Públicoque procuram conscientizar a população sobre abandono, Municipal tome providências que achar necessária. Semadoções e os benefícios de se ter um animal de estimação - prejuízo da penalidade prevista no “caput” deste artigo, aavalia Lantzman. - Houve um tempo em que o foco era noticiar autoridade comunicará o fato a Delegacia de Polícia oucasos de cachorros mordendo crianças e adultos - completa Ministério Público.ele. Art. 3º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação. Lino, o vira-lata arrastado por cerca de 700m pelo asfaltoem uma rua na Paraíba, com um saco plástico na cabeça,ganhou uma dona e um lar. A agressão foi flagrada por umcinegrafista amador, no mês passado. O homem disse que PARABÉNS À SOSAFRAlevaria o cão para o centro de zoonoses para ser sacrificado Pelo trabalho realizado em Amparo, e a todas asporque estava doente. Após duas semanas sem tratamento, pessoas que de uma maneira ou de outra procurampara cuidar dos ferimentos, ele teve um final feliz. ajudar um animalzinho de rua. Outra solicitação do Já o cãozinho que teve o focinho decepado continua em vereador Catanese em favor da SOSAFRA foitratamento contra uma infecção e anemia em uma clínica na solicitar ao Ministério Público destinação de rações,Zona Leste de São Paulo. Ainda não se sabe em qualcircunstância ele foi mutilado. Como consegue comer e se vindas da justiça, ou seja, quando ocorrer a transaçãorecupera bem, foi excluída a possibilidade dele ser sacrificado. penal realizada pela Lei 9099, isso no Fórum.Já ganhou até um nome: Chiquinho. - O homem sempre teve uma relação evidente com os Fale com oanimais. Mas antes era uma relação de trabalho e consumo. Fone: 3807-2466Muito recentemente, ele passou a ser visto como parceiro,alguém da família, que está dentro de casa. Passou a criarum vínculo mais emocional. À medida que as condiçõeseconômicas melhoraram, o número de pets nos laresaumentaram. Por esta razão, as pessoas se sentem maischocadas quando um animal sofre maus-tratos - explica Sandro www.rogeriocatanese.com.br rogerio.catanese@ig.com.brCaramaschi, professor de Faculdade de Psicologia da Unespde Bauru.