APIMEC - Setembro 2003
VISÃO GERAL DA COMPANHIA
MISSÃOOPERAR,   MANTER,   EXPANDIR   E    EXPLORARSISTEMAS DE TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA,• CONTRIBUINDO PARA O DESENV...
PRESIDÊNCIA     193                  JURÍDICO                 REC. HUMANOSFINANCEIRA E RI    106        TÉCNICA        2.5...
TRANSMISSÃO PAULISTA - ÁREA DE ATUAÇÃO                                                                                    ...
INFORMAÇÕES TÉCNICASLinhas de transmissão   Extensão de linhas            11.617 km   Extensão de circuitos         18.101...
INFORMAÇÕES TÉCNICASTelecomunicações    Estações de microondas           145    Cabos de fibras óticas         1.400 kmCen...
CENTROS REGIONAIS DE  OPERAÇÃO DA TRANSMISSÃO          Bauru                             B.Jardim                  Cabreúv...
CENTROS DE OPERAÇÃO DA GERAÇÃO              Jupiá                      Bariri                                   B.JardimCO...
Relacionamentos do COS            Sistema Interligado Nacional - SINCOSR-SE   COSR-S                        PIRATININGA
INFORMAÇÕES ECONÔMICO - FINANCEIRAS
COMPOSIÇÃO DO CAPITAL SOCIAL                                          Junho 2003                               Total: 149,...
DEMONSTRAÇÕES DOS RESULTADOS                               R$ Milhões        A             B          A/B                 ...
DEMONSTRAÇÕES DOS RESULTADOS                              R$ Milhões                                                 A    ...
DEMONSTRAÇÕES DOS FLUXOS DE CAIXA                                                R$ Milhões             A             B   ...
PRINCIPAIS INDICADORES - 1º SEMESTRE                       Em percentuais                                        2003   20...
BALANÇOS PATRIMONIAIS - ATIVO                              R$ Milhões                                           30/06/03  ...
BALANÇOS PATRIMONIAIS - ATIVO                            R$ Milhões                                 30/06/03     31/03/03P...
BALANÇOS PATRIMONIAIS - PASSIVO                              R$ Milhões                                           30/06/03...
BALANÇOS PATRIMONIAIS - PASSIVO                                 R$ Milhões                                              30...
PASSIVO ONEROSO                                                                                           R$ milhões      ...
DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADOS                                R$ Milhões                                31/12/00 (*)   31/12/0...
DESPESA OPERACIONAL / RECEITA      OPERACIONAL LÍQUIDA              em %  93,1          87,3                         83,9 ...
GERAÇÃO DE CAIXA                   R$ Milhões                                     322 (*)                             277 ...
DISTRIBUIÇÃO DO RESULTADO                        (Dividendos e juros sobre o capital próprio)                             ...
PROVENTOS DECLARADOS   DATA                   VALOR BRUTO      P/ LOTE MIL    DATA             PROVENTODECLARAÇÃO         ...
RANKING DE DIVIDENDOS PAGOS                          Últimos 12 meses até 24/06/2003                                      ...
EVOLUÇÃO DE MERCADO                                                 28/12/01 a 17/09/03      Índice 100 em 28/12/200121020...
A RECEITA DA TRANSMISSÃO PAULISTA
REAJUSTE DA RECEITABASE LEGAL: CONTRATO DE CONCESSÃO Reajuste anual em 1º de julho de cada ano Indexador: IGP-M (FGV) Revi...
RECEITA ANUAL PERMITIDA              RAP = RPB + RPC + PARAP = receita anual permitidaRPB = receita permitida de rede bási...
RESOLUÇÃO ANEEL 306/2003                      CritériosReajuste de 31,5141 % (variação do IGP-M de junho/02 amaio/03)Redut...
RECEITA ANUAL PERMITIDA                 RAP = RPB + RPC + PAA Resolução 306/2003 estabeleceu reajustes para asreceitas de ...
CONCATENAÇÃO DAS DISTRIBUIDORASA Portaria Interministerial nº 25, de 24/01/2002, determinou que osencargos de conexão pago...
EFEITOS NA RECEITA                                    R$ milhões                           01/07/02         01/07/03      ...
RESOLUÇÃO ANEEL Nº 306/2003          Providências Complementares: ReclassificaçãoDeterminou a transferência de determinado...
RESOLUÇÃO ANEEL Nº 306/2003                EFEITOS DA RECLASSIFICAÇÃOAntes da reclassificação havida, 67% da receita da CT...
RECEITA ANUAL PERMITIDA               EVENTOS SUBSEQÜENTESResolução Aneel 324, de 03/07/03, definiu reajuste concatenadodo...
ACORDO COLETIVO• DATA BASE/VIGÊNCIA: DE 1º DE JUNHO/2003 A 31 DE MAIO/2004• REAJUSTE DE 14,74%, SENDO:   • 10,00% A PARTIR...
O SEGMENTO TRANSMISSÃO DE ENERGIA   NO SETOR ELÉTRICO NACIONAL
RELAÇÕES CONTRATUAIS                                                                       CONSUMIDOR                     ...
PROCESSO DE REALIZAÇÃO DO INVESTIMENTO                               PIET                 PDET                      PAR ON...
FORMAS DE CONTRATAÇÃOANEEL    PDET - Plano Determinativo da Expansão da Transmissão           Reforços                 Nov...
DESAFIOS DA TRANSMISSÃOSomente no Estado de São Paulo, noperíodo de 2003 a 2007, serão necessáriosinvestimentos   de   R$ ...
INVESTIMENTOS NECESSÁRIOS EM       TRANSMISSÃO NO ESTADO DE SÃO PAULO                          2003 - 2007                ...
ORÇAMENTO PLURIANUAL 2003 - 2007              DA TRANSMISSÃO PAULISTA                             R$ milhões              ...
EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA                                  INVESTIMENTOS ATÉ 30/06/03                                         ...
INFORMAÇÕES INSTITUCIONAIS
PESQUISA & DESENVOLVIMENTOLEI 9.991 DE JULHO/2000Concessionárias de energia elétrica devem aplicar 1% de sua receitaoperac...
MEIO AMBIENTECERTIFICAÇÃO ISO - 14.001SE Santa Bárbara     2002SE Xavantes           2002SE Araraquara         2003SE ETR ...
20 trans paulista
20 trans paulista
20 trans paulista
20 trans paulista
20 trans paulista
20 trans paulista
20 trans paulista
20 trans paulista
20 trans paulista
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

20 trans paulista

268

Published on

Published in: Travel, Business
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
268
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

20 trans paulista

  1. 1. APIMEC - Setembro 2003
  2. 2. VISÃO GERAL DA COMPANHIA
  3. 3. MISSÃOOPERAR, MANTER, EXPANDIR E EXPLORARSISTEMAS DE TRANSMISSÃO DE ENERGIA ELÉTRICA,• CONTRIBUINDO PARA O DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL DA COMUNIDADE• COM EXCELÊNCIA NA PRESTAÇÃO DO SERVIÇO• SATISFAÇÃO DOS USUÁRIOS• SUSTENTABILIDADE AMBIENTAL• RETORNO ADEQUADO AOS ACIONISTAS 3
  4. 4. PRESIDÊNCIA 193 JURÍDICO REC. HUMANOSFINANCEIRA E RI 106 TÉCNICA 2.589 ADMINISTRATIVA 291 PLANEJAMENTO PLANEJAMENTO INFORMÁTICA FINANÇAS ENGENHARIA PATRIMÔNIO CONTROLADORIA OPERAÇÃO SUPRIMENTOS REG. BAURU REG. CABREÚVA Quadro em 30/06/03: 3.179 empregados REG. SÃO PAULO 4
  5. 5. TRANSMISSÃO PAULISTA - ÁREA DE ATUAÇÃO S/E BRAGANÇA PAULISTA S/E ARARAQUARA S/E BOM JARDIM (CEMIG) (FURNAS) MINAS GERAIS UHE JOSÉ ERMÍRIO DE MORAES (ÁGUA VERMEL HA) UHE JAGUARI MOGI CABREÚVA (FURNAS) S/E S. J. DOS (ELEKTRO) MAIRIPORÃ CAMPOS (SABESP) RIO GRANDE S/E BOTUCATU CARDOSO GUARULHOS (FURNAS) MOGI S/E TAUBATÉ (ELEKTRO) PIRITUBA NORDESTE ANHANGUERA ITAPETI NORTE JALES UHE ILHA (ELEKTRO) EDGARD DE R. REBERTE F. SOLTEIRA IBIÚNA S/E RIO SOUZA S/E BAURU (FURNAS) CENTRO PARDO STO. ÂNGELO ILHA ANHANGUERA ETR SOLTEIRA VOTUPORANGA II PROVISÓRIA MATO GROSSO M. FORNASARO CENTRO M. REALE LESTE TIJUCO PRETO (FURNAS) DO SUL (CPFL) XAVANTES BANDEIRANTES UHE ENG. BERTIOGA II SOUZA DIAS SUL (JUPIÁ) UHE S. JOSÉ DO INTERLAGOS JUPIÁ TRÊS RIO PRETO PIRATININGA S/E SÃO TRÊS IRMÃOS SEBASTIÃO IRMÃOS (CNEE) RIO (ENERSUL) PA UHE NOVA RD (CPFL) (ELEKTRO) O HENRY AVANHANDAVA (CPFL) (CPFL) BORDEN (CNEE) EMBU GUAÇU BAIXADA UBARANA CATANDUVA SANTISTA VALPARAÍSO VICENTE DE RIBEIRÃO CARVALHO UHE MÁRIO PRETO (ELMA) P. TAQUES (BE) LOPES LEÃO PENÁPOLIS (PROMISSÃO) ITAIPAVA (ELEKTRO) (CPFL) MOCOCA (CPFL) UHE EUCLIDES NÁ MONGAGUÁ (CPFL) UHE A. SALLES DA CUNHA UHE CACONDE RA (ELEKTRO) OLIVEIRA PA DRACENA RIO TIE (LIMOEIRO) RIO FLÓRIDA TÊ (CAIUÁ) PAULISTA CASA BRANCA S/E PERUÍBE S. JOSÉ DO SÃO CARLOS I RIO PARDO (CPFL) DESCALVADO UHE IBITINGA ARARAQUARA (CPFL) POÇOS DE CALDAS PORTO FERREIRA (FURNAS) PRES. PRUDENTE II (CAIUÁ) TUPÃ (EEVP) (CPFL) (CAIUÁ) UHE A. SOUZA LIMA SÃO J OÃO DA PRES. PRUDENTE I (BARIRI) BOA VISTA II RANCHARIA (EEVP) SÃO CARLOS II PINHAL (CPFL) STA. LINA BAURU (CPFL)DOURADOS (EEVP) MOGI GUAÇU I(ENERSUL) UHE SERGIO MOTA (CESP) (ELEKTRO (PTO. PRIMAVERA) (CPFL) (CESP) (CPFL) MOGI MIRIM II (CTEO) ASSIS RIO CLARO I (EEVP) UHE BARRA MOGI MIRIM III BONITA RIO (CPFL)PTO. PRIMAVERA PAR (CTEO) ANA LIMEIRA I PA NEM UHE ESCOLA A ASSIS POLITÉCNICA UHE ROSANA (TAQUARUÇU) (CPFL) STA. CABEÇA BERN. DE CAMPOS JAGUARIUNA UHE ESCOLA DE (CLFSC) STA. BARBARA ENG. MAK ENZIE (CPFL) D OESTE OURINHOS BOTUCATU (EEB) ÍBA (CAPIVARA) (CLFSC) (CLFSC) PA RA RIO DE (COPEL) (COPEL) RIO JANEIRO SUMARÉ (FURNAS) APARECIDA UHE BRAGANÇA UHE (EPTE) PAULISTA CANOAS I UHE CHAVANTES (BE) TAUBATÉ CANOAS II UHE LUCAS TIETÊ N. GARCEZ UHE (BE) AVARÉ (CPFL) (COPEL) (SALTO GRANDE) JAGUARI (CLFSC) BOM JARDIM UHE ARMANDO (ELEKTRO) CABREUVA MOGI A. LAYDNER CERQUILHO (FURNAS) UHE (JURUMIRIM) (COPEL) MOGI S. J. DOS PARAIBUNA MAIRIPORÃ CAMPOS (COPEL) (SABESP) ITAPETININGA I CBA ITAPETI (PETROBRÁS) UBATUBA EDGARD DE ITAPETININGA II IBIÚNA SOUZA STO. ÂNGELO RIO PARDO (ELEKTRO) TIJUCO (BE) (FURNAS) LEGENDA TERMINAL TERMINAL PRETO (FURNAS) CARAGUATATUBA (CSPE) OESTE SUL INTERLAGOS BERTIOGA II (BE) USINA HIDRELÉTRICA PARANÁ (ELEKTRO) SÃO SEBASTIÃO ITAPEVA EMBU GUAÇU BAIXADA (PETROBRÁS) CAPÃO BONITO USINA C/ SUBESTAÇÃO CTEEP ITARARÉ II SANTISTA VICENTE DE CARVALHO (ELMA) ITARARÉ I P. TAQUES SUBESTAÇÃO CTEEP (ELEKTRO) (BE) O IC NT MONGAGUÁ SUBESTAÇÃO OUTRAS CIAS. (COPEL) LÂ AT SUBESTAÇÃO INDUSTRIAL NO PERUÍBE EA OC REGISTRO LT FUTURA LT 230 kV LT 500 kV LT 230 kV SUBTERRÂNEA (ELEKTRO) LT 440 kV LT 138 kV LT 345 kV LT 88 kV LT 345 kV SUBTERRÂNEA LT 69 kV LT DE OUTRAS CONCESSIONÁRIAS SETEMBRO / 2001
  6. 6. INFORMAÇÕES TÉCNICASLinhas de transmissão Extensão de linhas 11.617 km Extensão de circuitos 18.101 kmSubestações Número de subestações 99 Número de transformadores 449 Número de disjuntores 1.918 Número de reatores 66Energia transmitida em 2002 98.665 GWhCapacidade de transformação 36.424 MVA 6
  7. 7. INFORMAÇÕES TÉCNICASTelecomunicações Estações de microondas 145 Cabos de fibras óticas 1.400 kmCentros de controle Centro de Operação do Sistema 1 Bom Jardim Centros Regionais de Operação 3 Bauru Cabreúva São Paulo 7
  8. 8. CENTROS REGIONAIS DE OPERAÇÃO DA TRANSMISSÃO Bauru B.Jardim CabreúvaCOS São PauloCROs 8
  9. 9. CENTROS DE OPERAÇÃO DA GERAÇÃO Jupiá Bariri B.JardimCOS Chavantes EMAECOGsCESPDUKEAES / TietêEMAE 9
  10. 10. Relacionamentos do COS Sistema Interligado Nacional - SINCOSR-SE COSR-S PIRATININGA
  11. 11. INFORMAÇÕES ECONÔMICO - FINANCEIRAS
  12. 12. COMPOSIÇÃO DO CAPITAL SOCIAL Junho 2003 Total: 149,3 bilhões de ações ON PN 42% 58% Total ON: 62,6 bilhões Total PN: 86,7 bilhões União Pessoa Nossa 15% Física Caixa Outros Eletrobrás 14% 8% (PJ/ADR) Eletrobrás 54% 16% 10% Pessoa Fazenda Estado SP Física 7% 6% Outros Nossa Fazenda Caixa (PJ/ADR)Estado SP 9% 8% 53% 12
  13. 13. DEMONSTRAÇÕES DOS RESULTADOS R$ Milhões A B A/B 30/06/03 30/06/02 % 1º Semestre 1º SemestreRECEITAS OPERACIONAIS Rede Básica 251 217 15,7 Conexão 143 125 14,4 Receita p/ Utilização de Infra-estrutura 2 6 (66,7) 396 348 13,8DEDUÇÕES À REC. OPERACIONAL (29) (21) 38,1RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA 367 327 12,2DESPESAS OPERACIONAIS Pessoal (140) (126) 11,1 Material/Serv. Terceiros/Outros (59) (74) (20,3) Depreciação (80) (80) - Provisões (Trabalhista, IPTU) (7) (8) (12,5) (286) (288) (0,7)RESULTADO DO SERVIÇO 81 39 107,7 13
  14. 14. DEMONSTRAÇÕES DOS RESULTADOS R$ Milhões A B A/B 30/06/03 30/06/02 % 1º Semestre 1º SemestreRESULTADO FINANCEIRO Amortização do Deságio 8 8 - Receitas 46 31 48,4 Despesas (12) (9) 33,3 Variações Monetárias Líquidas (9) 15 (160,0) 33 45 (26,7)RESULTADO OPER. ANTES JSCP 114 84 35,7 Juros s/ Capital Próprio (68) (54) 25,9RESULTADO OPERACIONAL 46 30 53,3RESULTADO NÃO OPERACIONAL - (10) -PROVISÃO I. RENDA E C. SOCIAL (18) (3) 500,0REVERSÃO - JUROS S/ CAPITAL PRÓPRIO 68 54 25,9LUCRO LÍQUIDO 96 71 35,2 14
  15. 15. DEMONSTRAÇÕES DOS FLUXOS DE CAIXA R$ Milhões A B A/B 30/06/03 30/06/02 1º Semestre 1º Semestre % FLUXO CAIXA OPERACIONAL Recebimento Clientes e Outros 407 361 12,7 Pagamento Fornecedores e Empregados (212) (170) 24,7 Impostos e Contribuições (53) (51) 3,9 142 140 1,4 FLUXO CAIXA DE INVESTIMENTOS (59) (42) 40,5 FLUXO CAIXA FINANCEIRO Receitas de Aplicações Financeiras 30 20 50,0 Pagamento Passivo por Empréstimos (40) (34) 17,6 Juros s/ Capital Próprio e Dividendos (58) (44) 31,8 Despesas Bancárias, CPMF e Outros (3) (3) - (71) (61) 16,4 FLUXO CAIXA NÃO OPERACIONAL Outros Ingressos (1) 42 38 10,5 Outras Saídas (2) (163) (20) 715,0 (121) 18 (772,2) AUMENTO(REDUÇÃO) SALDO LÍQUIDO DE CAIXA (109) 55 (298,2)(1) Valores recebidos da Sec. Fazenda(2) Em 2003, agrega R$ 142 milhões de cessão de créditos da CESP 15
  16. 16. PRINCIPAIS INDICADORES - 1º SEMESTRE Em percentuais 2003 2002DESPESA OPER. / REC.LÍQUIDA 77,9 88,1PESSOAL / RECEITA LÍQUIDA 38,1 38,5RESULT. SERVIÇO / REC. LÍQUIDA 22,1 11,9LUCRO LÍQ. / RECEITA LÍQUIDA 26,2 21,7LUCRO LÍQ. / PATRIMÔNIO LÍQUIDO 5,7 4,2 16
  17. 17. BALANÇOS PATRIMONIAIS - ATIVO R$ Milhões 30/06/03 31/03/03CIRCULANTE Disponível 267 311 Clientes 86 89 Almoxarifado 24 21 Secretaria da Fazenda 118 102 Tributos e Contrib. Compensáveis 17 5 Cauções e Depósitos Vinculados 6 6 Outros 17 13 535 547REALIZÁVEL A LONGO PRAZO Secretaria da Fazenda 190 158 Créditos Fiscais 76 75 Cauções e Depósitos Vinculados 50 43 Outros 3 3 319 279 17
  18. 18. BALANÇOS PATRIMONIAIS - ATIVO R$ Milhões 30/06/03 31/03/03PERMANENTE Investimentos 4 4 Imobilizado Em Serviço 5.142 5.122 Depreciação Acumulada (2.195) (2.157) Em Curso 466 449 3.413 3.414 Obrigações Especiais (32) (32) 3.381 3.382 3.385 3.386TOTAL DO ATIVO 4.239 4.212 18
  19. 19. BALANÇOS PATRIMONIAIS - PASSIVO R$ Milhões 30/06/03 31/03/03CIRCULANTE Fundação CESP 30 30 Empréstimos e Financiamentos 25 29 Fornecedores 22 8 Tributos a Recolher 9 13 Salários e Contribuições Sociais 10 10 Obrigações Estimadas 39 35 Provisões (Cofins) 31 28 Valores a Pagar (EMAE) - 3 Juros s/ Capital Próprio/Dividendos 63 13 Outros 19 19 248 188 19
  20. 20. BALANÇOS PATRIMONIAIS - PASSIVO R$ Milhões 30/06/03 31/03/03EXIGÍVEL A LONGO PRAZO Fundação CESP 230 230 Empréstimos e Financiamentos 49 68 Imposto de Renda Diferido 16 16 Provisões para Contingências 155 152 Outras Obrigações 5 6 455 472RESULTADO DE EXERCÍCIOS FUTUROS 160 164PATRIMÔNIO LÍQUIDO Capital Social 462 462 Reservas de Capital 2.592 2.592 Reservas de Lucros 132 132 Lucros Acumulados 190 202 3.376 3.388TOTAL DO PASSIVO 4.239 4.212 20
  21. 21. PASSIVO ONEROSO R$ milhões AMORTI- TAXA SALDO PAGTOS SALDO INSTITUIÇÃO CONTRATO ZAÇÕES JUROS 31/12/02 1º SEMESTRE 30/06/03F CESP - CTEEP RES. 1997/2005 96 meses IGPDI + 6,00% 37 6 35F CESP - CTEEP BSPS 1997/2017 240 meses IGPDI + 6,00% 79 4 84F CESP - EPTE BSPS 1997/2017 240 meses IGPDI + 6,00% 133 6 141 249 16 260SOCIÉTÉ GÉNÉRALE(1) 1998/2006 10 sem. EURO + 9,59% 95 13 73ELETROBRÁS - PRONI 1994/2021 80 trim. UFIR + 8,00% 1 - 1 96 13 74 TOTAL 345 29 334 (1) [6,38% + 15% IR] + 2,25% (comissão) 21
  22. 22. DEMONSTRAÇÃO DE RESULTADOS R$ Milhões 31/12/00 (*) 31/12/01(*) 31/12/02 30/06/03 AnualizadoRECEITA OPERAC. LÍQUIDA 611 668 769 734DESPESA OPERACIONAL (568) (582) (605) (572)RESULTADO DO SERVIÇO 43 86 116 162LUCRO LÍQUIDO DO PERÍODO 43 98 168 192LUCRO LÍQ. P/ MIL AÇÕES (R$) 0,29 0,66 1,13 1,29LUCRO LÍQ./PATRIMÔNIO LÍQ.(%) 1,2 3,0 5,0 5,7(*) CTEEP + EPTE 22
  23. 23. DESPESA OPERACIONAL / RECEITA OPERACIONAL LÍQUIDA em % 93,1 87,3 83,9 77,9(*)2000 2001 2002 2003 (*) Junho 23
  24. 24. GERAÇÃO DE CAIXA R$ Milhões 322 (*) 277 248 2042000 2001 2002 2003 (*) Junho anualizado 24
  25. 25. DISTRIBUIÇÃO DO RESULTADO (Dividendos e juros sobre o capital próprio) R$ Milhões 200 Lucro Líquido 192 (1) 180 Distribuição 168 160 140 149 147 (2) 120 100 98 80 43 60 38 65 40 20 3 29 0 1999 2000 2001 2002 2003 Distribuição 7,9% 67,4% 66,3% 88,7% 76,6%Lucro Líquido (1) Junho anualizado (2) Juros declarados até Setembro/03 25
  26. 26. PROVENTOS DECLARADOS DATA VALOR BRUTO P/ LOTE MIL DATA PROVENTODECLARAÇÃO (R$) (R$) PAGTO 08/09/03 JUROS 78.849.000,00 0,528178 - 12/05/03 JUROS 68.400.000,00 0,458184 27/08/03 25/04/03 DIVIDENDOS 12.782.077,16 0,085622 24/06/03 16/12/02 JUROS 50.000.000,00 0,334929 14/02/03 23/09/02 JUROS 32.000.000,00 0,214355 22/11/02 24/06/02 JUROS 54.353.000,00 0,364088 23/08/02 26/04/02 DIVIDENDOS 32.713.406,24 0,219134 25/06/02 03/12/01 JUROS 12.158.038,04 0,081442 25/06/02 25/06/01 JUROS 20.000.000,00 0,213451 28/12/01 24/04/01 DIVIDENDOS 5.985.686,01 0,063882 22/06/01 11/12/00 JUROS 20.000.000,00 0,213451 22/06/01 26
  27. 27. RANKING DE DIVIDENDOS PAGOS Últimos 12 meses até 24/06/2003 Dividend Yield Valorização em 2003 % (até 24/06/03) %TRANSMISSÃO PAULISTA PN 21,43 30,6SIDERÚRGICA NACIONAL ON 17,31 50,4SOUZA CRUZ ON 13,03 34,5TELESP OPERACIONAL PN 12,28 2,2ELETROBRÁS PNB 9,83 10,0TELEMAR NORTE LESTE PNA 9,35 -5,2SABESP ON 8,61 24,2GERDAU PN 7,19 28,8BRASIL TELECON PN 6,48 15,2SIDERÚRGICA TUBARÃO PN 6,37 23,6BRADESCO PN 6,33 7,6BRASIL ON 6,03 42,3BRASIL T. PAR. ON 5,89 23,1ITAUSA PN 5,65 30,4ARACRUZ PNB 5,48 -9,5Fonte: Revista Investidor Individual (Ed. nº 20/2003) 27
  28. 28. EVOLUÇÃO DE MERCADO 28/12/01 a 17/09/03 Índice 100 em 28/12/2001210200 CTEEP ON + 95 %190180170 CTEEP PN + 70 %160150140130 IBOVESPA + 24 %1201101009080706050 dez- jan- fev- mar- abr- mai- jun- jul- ago- set- out- nov- dez- jan- fev- mar- abr- mai- jun- jul- ago- set- 01 02 02 02 02 02 02 02 02 02 02 02 02 03 03 03 03 03 03 03 03 03 28
  29. 29. A RECEITA DA TRANSMISSÃO PAULISTA
  30. 30. REAJUSTE DA RECEITABASE LEGAL: CONTRATO DE CONCESSÃO Reajuste anual em 1º de julho de cada ano Indexador: IGP-M (FGV) Revisão da receita a cada 4 anos, apenas para novos investimentos autorizados após junho/99 (1ª em revisão em julho/2005) 30
  31. 31. RECEITA ANUAL PERMITIDA RAP = RPB + RPC + PARAP = receita anual permitidaRPB = receita permitida de rede básicaRPC = receita permitida de demais instalações (vinculadas a geradoras e distribuidoras)RPB = RBSE + RBNIRBSE = receita de rede básica de serviços existentes em 31 de dezembro de 1999RBNI = receita de rede básica de novos investimentosPA = parcela de ajuste 31
  32. 32. RESOLUÇÃO ANEEL 306/2003 CritériosReajuste de 31,5141 % (variação do IGP-M de junho/02 amaio/03)Redutor de 3,56% sobre a parcela de RBSE da CTEEP,antes da incorporação da EPTE, de acordo com aResolução ANEEL 432/01, implicando reajuste de27,9541% sobre essa parcelaParcela de ajuste de R$ 14.657 mil, recebida em excessopela CTEEP, que será devolvida ao sistema no períodojulho/03 a junho/04 32
  33. 33. RECEITA ANUAL PERMITIDA RAP = RPB + RPC + PAA Resolução 306/2003 estabeleceu reajustes para asreceitas de rede básica (RBSE e RBNI), para as receitasdas demais instalações vinculadas às geradoras (RPC),definiu a parcela de ajuste (PA), mas não estabeleceureajuste para as receitas de conexão (RPC) com asdistribuidoras 33
  34. 34. CONCATENAÇÃO DAS DISTRIBUIDORASA Portaria Interministerial nº 25, de 24/01/2002, determinou que osencargos de conexão pagos pelas Distribuidoras relativos à RPCfossem reajustados anualmente nas mesmas datas dos respectivosreajustes das Distribuidoras FEVEREIRO: BRAGANTINA, CAIUÁ, STA CRUZ, VALE PARANAPANEMA E NACIONAL ABRIL: CPFL E ENERSUL JULHO: ELETROPAULO AGOSTO: ELEKTRO OUTUBRO: BANDEIRANTE E PIRATININGA 34
  35. 35. EFEITOS NA RECEITA R$ milhões 01/07/02 01/07/03 %RBSE 497,0 642,5 29,27RBNI 5,5 31,4 473,03 (1)RPC - geradoras 46,9 61,7 31,51RPC - distribuidoras 208,3 240,7 15,56 (2)PA - 7,7 - 14,7 89,25Total 750,0 961,6 28,22(1) efeito do reajuste de 01/07/03 e de novas obras(2) efeito de reajustes concatenados até 30/06/03 35
  36. 36. RESOLUÇÃO ANEEL Nº 306/2003 Providências Complementares: ReclassificaçãoDeterminou a transferência de determinados valores contidos naRBSE e na RBNI para encargos de conexão de determinadasdistribuidoras, ao amparo da Resolução ANEEL Nº 433/2000Dos R$ 673,9 milhões de receitas de rede básica, com os efeitosdo reajuste de 01/07/03, foram transferidos R$ 83,7 milhões paraencargos de conexão, sendo R$ 48,5 milhões para a Eletropaulo,R$ 13,2 milhões para Bandeirante, R$ 12,5 milhões paraPiratininga, R$ 8,1 milhões para CPFL e R$ 1,4 milhão paraElektro 36
  37. 37. RESOLUÇÃO ANEEL Nº 306/2003 EFEITOS DA RECLASSIFICAÇÃOAntes da reclassificação havida, 67% da receita da CTEEP provinhada Rede Básica (96 clientes) e 33% das Conexões (16 clientes)Após a reclassificação, e considerados ainda os reajustes dasConexões previstos para 2003, 58% das receitas da CTEEP advirãoda Rede Básica e 42% das Conexões 37
  38. 38. RECEITA ANUAL PERMITIDA EVENTOS SUBSEQÜENTESResolução Aneel 324, de 03/07/03, definiu reajuste concatenadodos encargos de conexão atribuídos à Eletropaulo, à taxa de29,61%, vigente em 04/07/03, implicando aumento de R$ 29,7milhões/ano na receita da CTEEPResolução Aneel 339, de 15/07/03, determinou adiamento daentrada em operação comercial da SE Miguel Reale - fase II, de30/06/03 para 30/06/04, implicando redução de R$ 33,5 milhõesna receita esperada da CTEEP para 2003 e de R$ 33,5 milhõesna receita esperada para 2004 38
  39. 39. ACORDO COLETIVO• DATA BASE/VIGÊNCIA: DE 1º DE JUNHO/2003 A 31 DE MAIO/2004• REAJUSTE DE 14,74%, SENDO: • 10,00% A PARTIR DE 1º DE JUNHO DE 2003 • 4,31% A PARTIR DE 1º DE NOVEMBRO DE 2003• ABONO INDENIZATÓRIO PARA TODOS OS EMPREGADOS, NO VALOR FIXO DE R$ 400,00 A SER PAGO EM FEVEREIRO DE 2004, AO CUSTO ESTIMADO DE R$ 1,3 MILHÃO• PLR AO CUSTO ESTIMADO DE R$ 10,0 MILHÕES, A SER PROVISIONADO EM 2003 E PAGAMENTO EM 2004 39
  40. 40. O SEGMENTO TRANSMISSÃO DE ENERGIA NO SETOR ELÉTRICO NACIONAL
  41. 41. RELAÇÕES CONTRATUAIS CONSUMIDOR LIVRE FORA GERADOR REDE BÁSICA NA REDE USO DO SISTEMA BÁSICA CONEXÃO À DE DISTRIBUIÇÃO TRANSMISSÃO (CUSD) CONEXÃO À (CCT) CONEXÃO À DISTRIBUIÇÃO TRANSMISSÃO (CCD) USO DO (CCT) SISTEMA DETRANSMISSÃO TRANSMISSORA DISTRIBUIDORA (CUST) USO DO SISTEMA PRESTAÇÃO DE DE DISTRIBUIÇÃO SERVIÇOS DE (CUSD) CONEXÃO À TRANSMISSÃO USO DO TRANSMISSÃO (CPST) CONEXÃO À SISTEMA DE (CCT) TRANSMISSÃO DISTRIBUIÇÃO (CUST) (CCD)CONSUMIDOR GERADOR LIVRE NA FORAREDE BÁSICA DA REDE USO DO SISTEMA DE BÁSICA USO DO SISTEMA DE TRANSMISSÃO ONS TRANSMISSÃO (CUST) (CUST) Fonte: ONS 41
  42. 42. PROCESSO DE REALIZAÇÃO DO INVESTIMENTO PIET PDET PAR ONS PDET Consolidado R1 = Estudos de Planejamento R2 = Detalhamento da Alternativa R3 = Caracterização Sócio-Ambiental R4 = Caracterização da Rede Existente 3 meses Preparação do Edital 2,5 meses Realização do Leilão 22 a 34 meses Entrada em Operação Comercial Fonte: CCPE 42
  43. 43. FORMAS DE CONTRATAÇÃOANEEL PDET - Plano Determinativo da Expansão da Transmissão Reforços Novas Obras Autorização Leilão com a com a correspondente correspondente receita adicional receita 43
  44. 44. DESAFIOS DA TRANSMISSÃOSomente no Estado de São Paulo, noperíodo de 2003 a 2007, serão necessáriosinvestimentos de R$ 2,5 bilhões emtransmissão 44
  45. 45. INVESTIMENTOS NECESSÁRIOS EM TRANSMISSÃO NO ESTADO DE SÃO PAULO 2003 - 2007 R$ milhões 2003 2004 2005 2006 2007 TOTAL. Programa de investimentos 241 213 213 224 224 1.115 CTEEP. Outros investimentos em DIT 4 496 219 158 78 955 ( linhas e transformações ). Outros investimentos em RB - 246 102 43 43 434 ( linhas e transformações ) TOTAL 245 955 534 425 345 2.504 45
  46. 46. ORÇAMENTO PLURIANUAL 2003 - 2007 DA TRANSMISSÃO PAULISTA R$ milhões 2003 2004 2005 2006 2007 TOTAL. Modernização e adequação do sistema 95 88 87 89 89 448. Expansão com receita adicional 146 125 126 135 135 667. Outros investimentos 16 7 7 6 6 42 corporativos TOTAL 257 220 220 230 230 1.157 46
  47. 47. EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA INVESTIMENTOS ATÉ 30/06/03 R$ milhões % ORÇADO COMPRO- REALI- A ÍNDICE DE ÍNDICE DE INVESTIMENTOS ANUAL MISSO ZADO REALIZAR COMPR. REALIZ. (1) (2)=(3)+(4) (3) (4) (2) / (1) (3) / (1)Modernização eadequação 95 26 15 11 27,4 15,8Expansão c/ receitaadicional 146 69 43 26 47,3 29,5Investimentoscorporativos 16 16 4 12 100,0 25,0TOTAL 257 111 62 49 43,2 24,1(2) processos de aquisição iniciados referentes a eventos comerciais previstos para o ano(3) eventos comerciais concluídos no ano(4) eventos comerciais a serem concluídos no ano 47
  48. 48. INFORMAÇÕES INSTITUCIONAIS
  49. 49. PESQUISA & DESENVOLVIMENTOLEI 9.991 DE JULHO/2000Concessionárias de energia elétrica devem aplicar 1% de sua receitaoperacional líquida em P&D, sendo 50% para o FNDCT e 50% em projetosOBJETIVOSBuscar inovações tecnológicas com vistas ao aumento da eficiênciaempresarialCICLO 2001/200219 projetos, envolvendo R$ 3,2 milhões, sendo 13 concluídos e 6 projetosplurianuais em desenvolvimentoCICLO 2002/200319 projetos, envolvendo R$ 3,5 milhões, aguardando a aprovação da ANEEL 49
  50. 50. MEIO AMBIENTECERTIFICAÇÃO ISO - 14.001SE Santa Bárbara 2002SE Xavantes 2002SE Araraquara 2003SE ETR Centro 2003SE Oeste Sorocaba 2003SE Registro 2004 50
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×