Classificacão da protese parcial removível

83,635 views

Published on

3 Comments
16 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
83,635
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
12
Actions
Shares
0
Downloads
696
Comments
3
Likes
16
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Classificacão da protese parcial removível

  1. 1. CLASSIFICAÇÃO DAS P.P.Rs.
  2. 2. CONCEITO E TERMINOLOGIA <ul><li>PRÓTESES PARCIAIS REMOVÍVEIS SÃO : “APARELHOS PROTÉTICOS” QUE TEM POR FINALIDADE SUBSTITUIR, FUNCIONALMENTE E ESTÉTICAMENTE, OS DENTES NATURAIS AUSENTES EM PACIENTES PARCIALMENTE DESDENTADOS E PODEM SER REMOVIDOS E REPOSICIONADOS NA BOCA, SEM CAUSAR DANOS. </li></ul>
  3. 3. Terminologias <ul><li>Pontes móveis; </li></ul><ul><li>Aparelhos parciais removíveis; </li></ul><ul><li>aparelhos parciais móveis; </li></ul><ul><li>Roach e outros. </li></ul>
  4. 4. Classificação didática <ul><li>Dento suportadas; </li></ul><ul><li>Muco-dento-suportadas; </li></ul><ul><li>Dento-muco-suportadas. </li></ul>
  5. 5. classificação <ul><li>Cummer – calculou a possibilidade de 65.534 combinações de um único arco desde a perda de um elemento dentário até seu último remanescente </li></ul>
  6. 6. Classificação Ideal <ul><li>Visualização imediata do tipo do arco dentário, número e tamanho dos espaços protéticos; </li></ul><ul><li>Permitir diferenciação imediata entre as P.P.Rs.; </li></ul><ul><li>Ter comunicação universalmente aceita; </li></ul><ul><li>Obter bases mecânicas de planejamento; </li></ul><ul><li>Fácil memorização. </li></ul>
  7. 7. Classificação topográfica <ul><li>kennedy – 1923 – quatro arcos desdentados, tornando-se a mais utilizada no mundo; </li></ul><ul><li>Designou que as classes deveriam ser escritas em algarismos romanos; </li></ul><ul><li>Classe I – desdentado posterior bilateral; </li></ul><ul><li>Classe II – desdentado posterior unilateral; </li></ul><ul><li>Classe III – desdentado intercalar; </li></ul><ul><li>Classe IV – desdentado anterior. </li></ul>
  8. 8. Classificação topográfica <ul><li>Áreas desdentadas posteriores determinam a classificação; </li></ul><ul><li>Áreas desdentadas adicionais são denominadas modificações ou subclasses; </li></ul><ul><li>A extensão não é considerada, apenas o número de áreas; </li></ul><ul><li>A classe IV não apresenta modificações, o espaço protético cruza a linha mediana; </li></ul><ul><li>A classificação deve ser após o preparo de boca; </li></ul>
  9. 9. Classificação topográfica <ul><li>Quando o terceiro molar estiver ausente, não deve ser levado em consideração, a menos que seja reposto proteticamente; </li></ul><ul><li>Se o terceiro molar for reposto devemos considera-lo; </li></ul><ul><li>Em casos onde não for planejado a reposição do segundo molar na classificação ele não será considerado; </li></ul><ul><li>Classe III deve ser considerado o espaço mais posterior. </li></ul>
  10. 10. Classificação de Cummer <ul><li>Classe I e II misto de dental e fibromucoso, com movimentos rotacionais; </li></ul><ul><li>Classe III e IV sem eixos rotacionais; </li></ul><ul><li>Diagonal; </li></ul><ul><li>Diametral; </li></ul><ul><li>Unilateral III; </li></ul><ul><li>Multilateral IV; </li></ul>
  11. 11. Classificação de wild <ul><li>Estabelecida em 1933 três classes: </li></ul><ul><li>Classe I alavanca posterior; </li></ul><ul><li>Classe II intercalares; </li></ul><ul><li>Classe III mistas. </li></ul>
  12. 12. CLASSIFICAÇÃO QUANTO AO SUPORTE <ul><li>DENTO-MUCOSO-SUPORTADA – QUANDO EXISTE PARTICIPAÇÃO TANTO DE DENTES QUANTO DA FIBROMUCOSA, PARA O SUPORTE DA PRÓTESE PARCIAL REMOVÍVEL; </li></ul><ul><li>DENTOSUPORTADA – QUANDO O SUPORTE DA PRÓTESE DEPENDER SOMENTE DE DENTES. </li></ul>
  13. 13. CLASSIFICAÇÃO DE KENNEDY REGRAS DE APPLEGATE <ul><li>QUEM DETERMINA A CLASSIFICAÇÃO É O ESPAÇO PROTÉTICO MAIS POSTERIOR; </li></ul><ul><li>SOMENTE SE DEVE CLASSIFICAR QUANDO A BOCA JÁ ESTA PREPARADA PARA RECEBER A P.P.R.; </li></ul><ul><li>QUANDO O TERCEIRO MOLAR ESTIVER AUSENTE, A REGIÃO DESDENTADA NÃO DEVE SER CONSIDERADA, POIS ESTE DENTE NÃO É RECOLOCADO; </li></ul><ul><li>O TERCEIRO MOLAR SÓ É CONSIDERADO, QUANDO ELE ESTIVER PRESENTE E FOR PREVISTA SUA UTILIZAÇÃO COMO DENTE PILAR; </li></ul>
  14. 14. CLASSIFICAÇÃO DE KENNEDY REGRAS DE APPLEGATE <ul><li>QUANDO O SEGUNDO MOLAR ESTIVER AUSENTE E NÃO FOR PLANEJADA SUA REPOSIÇÃO, ESTE TAMBÉM NÃO FARÁ PARTE DA CLASSIFICAÇÃO; </li></ul><ul><li>A CLASSIFICAÇÃO É REPRESENTADA SEMPRE EM ALGARISMOS ROMANOS CLASSE I-II-III-IV E SEMPRE O ESPAÇO MAIS POSTERIOR, MESMO QUE EXISTAM OUTROS MAIS ANTERIORES; </li></ul><ul><li>AS REGIÕES QUE NÃO PARTICIPAREM DA CLASSIFICAÇÃO, SÃO DENOMINADAS MODIFICAÇÕES OU SUBDIVISÕES REPRESENTADAS EM ALGARISMOS ARÁBICOS 1-2-3-ETC, EX. CLASSE I SUBDIVISÃO 2. </li></ul>
  15. 15. CLASSIFICAÇÃO DE KENNEDY REGRAS DE APPLEGATE <ul><li>A DETERMINAÇÃO DA MODIFICAÇÃO DE CERTA CLASSE DEPENDE, UNICAMENTE, DO NÚMERO DE REGIÕES DESDENTADAS SECUNDÁRIAS. INDEPENDE DA EXTENSÃO DESTA REGIÃO OU DO NÚMERO DE DENTES PERDIDOS. </li></ul><ul><li>A CLASSE IV NÃO ACEITA SUBDIVISÕES, ELA É CARACTERIZADA PELA AUSÊNCIA DOS INCISIVOS CENTRAIS, INDEPENDENTE DA EXTENSÃO, QUALQUER OUTRO ESPAÇO IRÁ DETERMINAR A CLASSIFICAÇÃO </li></ul>
  16. 16. CLASSE I DE KENNEDY
  17. 18. CLASSE III DE KENNEDY
  18. 19. CLASSE IV DE KENNEDY

×