Reprodução dos animais
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Reprodução dos animais

on

  • 13,200 views

 

Statistics

Views

Total Views
13,200
Views on SlideShare
13,200
Embed Views
0

Actions

Likes
2
Downloads
124
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as OpenOffice

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Reprodução dos animais Reprodução dos animais Presentation Transcript

  • Bernardo e Vitor Turma: 181ª Biologia Reprodução dos animais
    • Existem dois tipos de reprodução:
    A reprodução sexuada E a reprodução assexuada
  • Reprodução assexuada:
    • Nessa reprodução não ocorre troca de material genético.
    A fecundação externa ocorre em meio líquido, sendo frequênte na maioria das espécies aquáticas ou em espécies em que a fecundação depende da presença de água. O macho e a fêmea libertam simultaneamente grandes quantidades de gametas na água, onde ocorre a fusão da célula masculina com a feminina.
    • A fertilização externa é possível porque a água protege o ovo ou zigoto da desidratação. Muitas vezes o embrião é uma larva capaz de nadar e captar o seu próprio alimento.
    • Exemplos: Na maioria das espécies aquáticas.
    • Peixes ósseos: tainha, robalos, cavalos marinhos e etc.
    • Anfíbios: girinos, rãs, sapos.
  • Reprodução sexuada:
    • A reprodução sexuada envolve a troca e/ou mistura de material genético entre indivíduos de uma mesma espécie, geralmente por meio da união de gametas, dando origem a indivíduos semelhantes aos pais.
    • Nos animais, a reprodução sexuada envolve a meiose, cujos produtos são sempre os gametas masculinos e os femininos.
  • Gameta Masculino Espermatozóide
  • Gameta feminino Óvulo
    • Em algumas espécies de animais como nos celenterados, pode ocorrer, durante a reprodução a alternância de uma fase assexuada com outra sexuada.
    • Na reprodução da água-viva, a fase sexuada acontece na forma de medusa, a fase mais desenvolvida do ciclo; a assexuada ocorre na forma de pólipo, que é reduzida.
    • OBSERVE O EXEMPLO:
  •  
  •  
    • Nos seres humanos o ato sexual pode ser realizado não apenas pela reprodução, com o objetivo de gerar um novo ser; mas também é realizado para satisfazer prazer.
    • Já nos animais o único objetivo deles com o acasalamento é a reprodução, gerar mais seres da sua espécie.
    • Há muitas doenças sexuais que podem ser transmitidas durante a relação sexual nos humanos. As pessoas pensam que os animais durante o acasalamento não podem pegar esse tipo de doença, mas isso está errado.
    • Doença sexual no acasalamento de dois animais é muito raro de acontecer, particularmente nos cães.
    • O nome do vírus é Tumor de Stickers, e causa uma espécie de câncer no órgão genital do animal.
    • Após a reprodução dos animais, os seres gerados por eles podem tanto ficar abrigados no interior do corpo materno, como em ovos, que são ricos em proteínas e nutrientes.
    • Pode ser uma larva capaz de nadar e etc.
    • EXEMPLOS:
    • REPRODUÇÃO DOS RÉPTEIS:
    • Ocorre fecundação interna (no interior do corpo da fêmea), isso ocorre pois os répteis possuem um órgão copulador e após a fecundação os ovos ficam em terra firme.
  •  
    • REPRODUÇÃO DOS ANFÍBIOS:
    • Após o macho e a fêmea se acasalarem, a fêmea deposita os óvulos na água e o macho descarrega espermatozóides sobre eles. Portanto a fecundação é externa e os ovos não se desenvolvem em cascas.
    • Após uma semana, esses ovos se transformam em girinos, onde se alimentam de algas e microorganismos. Em menos de dois meses eles vão para a terra e se desenvolvem até a forma adulta, sem cauda, respira pela pele e etc.
  •  
  • A reprodução das aves
    • As aves tem sexos separados e são ovíparas.
    • Os machos possuem testículos, com espermatozóides e as fêmeas possuem ovários que produzem óvulos.
    • A fecundação é interna e após isso é formada a casca calcária do ovo, depois de formados os ovos eles são eliminados pela cloaca.
    • É necessário um período de incubação dos ovos, o que pode ser feito pelo macho e pela fêmea, durante um período que varia de 13 a 21 dias dependendo da espécie.
  • A clara dos ovos é uma fonte de proteínas e de água para o embrião, contendo o vitelo, um material rico em substâncias nutritivas que alimentam o embrião Veja o exemplo de como ocorre essa reprodução:
  •  
  • Reprodução dos mamiferos
    • Os mamíferos tem sexos separados. Os machos possuem testículos e as fêmeas possuem óvulos. A fecundação é quase sempre interna. Praticamente todos são vivíparos e nascem com aparência semelhante aos pais, embora ainda pequenos.
    • A gestação varia de 13 dias, (coelhos) até 20 meses (elefantes). O filhote se alimenta por meio da placenta, obtendo pelo sangue materno os nutrientes necessários.
  •  
    • AUTOGAMIA: ambos os gametas que vão se fecundar são provenientes da mesma célula-mãe. 
    • CONJUGAÇÃO: Quando ocorre troca de material genético entre indivíduos unicelulares, após essa troca estão aptos a se dividirem. Ex. Cianofíceas e algas filamentosas.
    E para resumir, os tipos de Reprodução sexuada.
    • FECUNDAÇÃO CRUZADA: Quando ocorre fertilização (anfimixia) entre indivíduos de sexos diferentes.
    • NOTENIA: Quando ocorre reprodução durante a fase larvária.
    • PARTENOGÊNESE: Quando o óvulo não fecundado desenvolve formando um indivíduo sexualmente viável á reprodução. Ex. Abelhas, formigas, pulgões, térmitas, crustáceos.
    • PEDOGÊNESE: Quando ocorre partenogênese durante a fase larvária.
    • POLIEMBRIONIA: Quando ocorre a formação de vários embriões a partir de apenas uma célula ovo. Ex. Tatu.
    E os tipos de Reprodução Assexuada.
    • CISSIPARIDADE: Divisão direta binária de uma célula que se biparte em vários indivíduos; ocorre apenas em seres unicelulares. O mesmo que BIPARTIÇÃO ou DIVISÃO BINÁRIA
    • GEMULAÇÃO: Tipo de reprodução onde surgem brotos que crescem ligados ao organismo inicial e que podem, ou não, se desprender em certa época da vida. Ex. Hidra
    • ESPORULAÇÃO: Corresponde a formação de células para reprodução, as quais não necessitam realizar fecundação. Ex. Fungos, bactérias e etc.
    • ESQUIZOGONIA: Tipo de reprodução típica dos protozoários esporozoários; a célula sofre sucessivas divisões do seu núcleo, acompanhadas, depois, se idêntico número de divisões no citoplasma.
    • LACERAÇÃO: Tipo de reprodução onde ocorre a fragmentação traumática expontânea do corpo do indivíduo com posterior regeneração das partes fragmentadas.
    • REGENERAÇÃO: Tipo de reprodução onde ocorre reconstituição da parte do corpo lesada ou perdida. Ex: estrela-do-mar.
    • ESTROBILIZAÇÃO: Designa-se a reprodução assexuada observada em alguns pólipos de celenterados, os quais fragmentam o seu pé em numerosos segmentos, chamados éfiras ou efirulas. Cada éfira se destaca, desenvolve-se e constitui-se depois nova medusa.
    Bibliografia
    • http://www.sobiologia.com.br/conteudos/embriologia/reproducao2.php
    • http://soraiabiogeo.blogs.sapo.pt/4787.html
    • http://www.destaquesp.com/index.php/Animais/Saude-Animal/doencas-sexualmente-transmissiveis.html
    • http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/reproducao-dos-seres-vivos/reproducao-dos-seres-vivos-2.php.