Embriologia
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Like this? Share it with your network

Share
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
No Downloads

Views

Total Views
11,665
On Slideshare
11,615
From Embeds
50
Number of Embeds
4

Actions

Shares
Downloads
276
Comments
0
Likes
3

Embeds 50

http://biologianaoitava.blogspot.com 39
http://www.biologianaoitava.blogspot.com 5
http://aprender-a-aprender-matematica.webnode.com 4
http://biologianaoitava.blogspot.com.br 2

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1.  
  • 2. EMBRIOLOGIA
    • É o estudo do desenvolvimento de um organismo desde o ovo até o nascimento.
    • É dividida em tópicos: tipos de ovos, segmentação, gastrulação, neurulação, mesoblasto, organogênese e anexos embrionários.
  • 3.  
  • 4. TIPOS DE OVOS
    • Em função da quantidade e da distribuição do vitelo, os ovos são classificados em quatro tipos: oligolécitos, heterolécitos, telolécitos e centrolécitos.
  • 5.  
  • 6. OLIGOLÉCITOS OU ISOLÉCITOS
    • Possuem uma pequena quantidade de vitelo bem distribuído pelo citoplasma.
    • Ocorrem em espongiários, celenterados, equinodermos, cefalocordados e mamíferos.
  • 7.  
  • 8. HETEROLÉCITOS OU MEDIOLÉCITOS
    • Apresentam maior quantidade de vitelo, com uma distribuição heterogênea.
    • Ocorrem em vermes, moluscos e anfíbios.
  • 9.  
  • 10. TELOLÉCITOS OU MEGALÉCITOS
    • Apresentam grande quantidade de vitelo, que ocupa quase todo o ovo. Citoplasma e núcleo são restritos a uma pequena área, o disco germinativo.
    • Ocorrem em cefalópodes, peixes, répteis e aves.
  • 11.  
  • 12. CENTROLÉCITOS
    • O vitelo apresenta-se na parte central do ovo, ao redor do núcleo. Ao redor, aparece uma camada citoplasmática.
    • É típico dos artrópodes.
  • 13.  
  • 14. SEGMENTAÇÃO OU CLIVAGEM
    • É o processo de divisão do ovo, no qual uma série de divisões mitóticas produzem células chamadas blastômeros.
    • É determinado pela quantidade e distribuição do vitelo.
    • Dividida em holoblástica (total) e meroblástica (parcial).
  • 15.  
  • 16. SEGMENTAÇÃO HOLOBLÁSTICA
    • Ocorre nos óvulos oligolécitos e heterolécitos, nos quais a pequena quantidade de vitelo permite a divisão completa do ovo em dois blastômeros.
    • Pode ser igual ou desigual.
  • 17.  
  • 18.
    • Igual: produz blastômeros iguais, do mesmo tamanho.
    • Desigual: produz blastômeros de tamanhos diferentes, denominados de micrômeros e macrômeros.
  • 19. SEGMENTAÇÃO MEROBLÁSTICA
    • Atinge apenas uma parte do ovo. Ocorre em ovos telolécitos e centrolécitos.
    • Pode ser discodal ou superficial.
  • 20.  
  • 21.
    • Discodal: acontece em ovos telolécitos, a segmentação só atinge o disco germinativo.
    • Superficial: Típica dos ovos centrolécitos. O núcleo sofre uma série de divisões sucessivas. Entre os núcleos aparecem membranas divisórias.
  • 22. GASTRULAÇÃO
    • É o processo de divisão e migração celular que termina com a formação da gástrula (estrutura que apresenta os folhetos germinativos – camadas celulares que originam as diversas estruturas do organismo – )
    • Apresenta ectoblasto, endoblasto, arquêntero e blastóporo.
  • 23.  
  • 24. NEURULAÇÃO
    • É a fase de formação do tubo neural (estrutura responsável pela gênese do sistema nervoso)
    • O ectoblasto forma a placa neural, formando primeiro a goteira e depois o tubo neural.
  • 25.  
  • 26. MESOBLASTO E NOTOCORDA
    • Junto com a formação do tubo neural, ocorre o aparecimento do mesoblasto (terceito folheto germinativo) e da notocorda (eixo esquelético que caracteriza os animais cordados)
    • O celoma é uma cavidade revestida pelo mesoblasto.
  • 27.  
  • 28. ORGANOGÊNESE
    • É o processo de desenvolvimento do embrião.
    • De cada um dos três folhetos germinativos (ectoderma, mesoderma e endoderma) originam-se as estruturas dos animais.
  • 29. Ectoderma
    • Divide-se em epiblasto e neuroblasto.
    • Epiblasto: origina a epiderme e os seus anexos
    • Neuroblasto: através do tubo neural, forma o sistema nervoso.
  • 30. Mesoderma
    • Origina a maioria das estruturas orgânicas.
    • Inicialmente se divide em três partes: epímero, mesômero e hipômero.
  • 31. epímero
    • É a parte dorsal, origina três elementos: dermátomo, esclerótomo e miótomo.
    • Dermátomo: produz a derme (camada profunda da pele)
    • Esclerótomo : origina o esqueleto axial (crânio, costelas e coluna vertebral)
    • Miótomo : forma a musculatura estriada.
  • 32. mesômero
    • Situado entre o epímero e o hipômero.
    • É responsável pela gênese do sistema urogenital (constituído pelos rins e pelas gônadas)
  • 33. hipômero
    • Parte ventral do mesoderma.
    • Limita o celoma, origina ossos, músculos, pericárdio (tecido do coração), peritônio (membrana que envolve o intestino), miocárdio e a maios parte do sistema reprodutor.
  • 34. Endoderma
    • Forma o revestimento interno dos sistemas digestório e respiratório, da bexiga e uretra.
    • Dá origem a uma série de glândulas: fígado, pâncreas, tireóide e paratireóides.
  • 35. ANEXOS EMBRIONÁRIOS
    • São estruturas derivadas de partes não utilizadas dos folhetos germinativos.
    • Servem para nutrição, proteção, respiração e excreção do embrião.
    • Compreendem o saco vitelino, o âmnio, o alantóide, o córion e a placenta.
    • Servem para proteção, alimentação, respiração e excreção.
  • 36.  
  • 37. SACO VITELINO
    • Envolve grande quantidade de vitelo e apresenta paredes vascularizadas.
    • É o único anexo embrionário nos peixes. Nos mamíferos, é bem desenvolvido nos monotremados.
  • 38. ÂMNIO
    • É uma membrana que envolve o embrião, formando uma espécie de bolsa.
    • É preenchida pelo líquido amniótico, que serve para evitar a dessecação do embrião.
  • 39. ALANTÓIDE
    • É um divertículo intestinal de grande vascularização.
    • Realiza trocas respiratórias com o meio ambiente (absorve O2 e elimina CO2)
    • Também faz a excreção.
  • 40. CÓRION
    • Circunda completamente o embrião e os outros anexos.
    • Funciona como órgão respiratório.
  • 41. PLACENTA
    • Estrutura densamente vascularizada, com vasos maternos no endométrio e fetais nas vilosidades coriônicas.
    • Entre o embrião e a placenta aparece o cordão umbilical.
  • 42. FUNÇÕES DA PLACENTA
    • Assegura a nutrição do embrião.
    • Atua na respiração e excreção.
    • Produz progesterona e gonadotrofina coriônica.
    • Permite o desenvolvimento dos mamíferos no útero materno.
  • 43. CLASSIFICAÇÃO EMBRIOLÓGICA DOS ANIMAIS
    • Quanto ao número de folhetos germinativos, os animais podem ser classificados em diblásticos ou triblásticos .
    • Diblásticos: só apresentam dois folhetos germinativos (ectoblasto e endoblasto)
    • Triblásticos: animais com três folhetos (ectoblasto, mesoblasto e endoblasto)
  • 44.
    • Nathália e Karin
    • Turma 181a
    • Biologia
    • Roberto Bagatini