Formação Hypotheses - Abril de 2014 - ISCTE-IUL Lisboa

665 views
504 views

Published on

Published in: Education
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
665
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Formação Hypotheses - Abril de 2014 - ISCTE-IUL Lisboa

  1. 1. BLOGGING CIENTÍFICO Marie Pellen LusOpenEdition Manager
  2. 2. A equipa de OpenEdition Mais de 40 pessoas
  3. 3. 1999 – Mais de 400 revistas
  4. 4. As revistas lusófonas na plataforma
  5. 5. 2000 – Mais de 25 000 eventos
  6. 6. 2008 – Mais de 800 blogs de investigação com ISSN
  7. 7. 2013 – Mais de 1200 livros
  8. 8. 2011 – portal temático
  9. 9. OpenEdition Número de visitas por ano em milhões
  10. 10. Hypotheses Números de visitas por ano em milhões
  11. 11. 1.Os vários tipos de blog científico : Hypotheses 2.Abertura do blog e primeiras configurações 3.Os objetos editorias do blog 4.A publicação de conteúdos simples Os vários elementos da formação
  12. 12. 1. A plataforma Hypotheses
  13. 13. • Responder a uma necessidade de comunicação científica directa em CSH • Juntar os blogs dispersos e pouco valorizados • Construir uma ferramenta de informação científica • Explorar novas formas de escrita científica Porque Hypotheses ?
  14. 14. • Aberto a toda a comunidade académica em CSH (todas as disciplinas, todas as línguas) • Com uma finalidade ou um tema de investigação específico • Validação rápida pela equipa do serviço de informação científica do OpenEdition Abrir um blog na plataforma ? (a linha editorial)
  15. 15. • São blogs, mas de ciênciais socias e humanas • Ligado à investigação científica • Não são só blogs de investigadores • Há uma grande diversidade de usos: blog de projeto, de monotorização, seminários, revistas, sociedades científicas, cursos, bibliotecas,etc. • Apropriem-se do dispositivo = inventem novos usos ! Porquê “blogs de investigação”?
  16. 16. • Um serviço comum animado pelo software Wordpress MU (software livre) • Um espaço editorial para cada bloggers • Um trabalho de indexação e de valorização feita pela equipa do OpenEdition Uma plataforma de uso mútuo
  17. 17. • 840 blogs em Março de 2014 • Conselhos científicos para cada língua • Community Manager em fr, es, de • Mais de 600 000 visitantes únicos por mês Os conselhos científicos e equipa da Hypotheses selecionam os « posts relevantes » nas páginas iniciais das plataformas. Hypotheses
  18. 18. • Espaço de entreajuda : a lista de discusão dos bloggers • Documentação em três línguas – a casa dos blogs • Formações gratuitas • Um « community manager » disponível para o acompanhamento e a elaboração do projeto Ferramentas para a comunidade
  19. 19. Os blogs no portal OpenEdition
  20. 20. O catálogo dos blogs
  21. 21. Os blogs no motor de busca
  22. 22. 802 BLOGS Números de blogs no catálogo
  23. 23. 60 000 POSTS E 21 000 COMENTÁRIOS Número de posts e de comentários (2009-2013)
  24. 24. A VALORIZAÇÃO EDITORIAL
  25. 25. Uma plataforma em várias línguas HYPOTHÈSES
  26. 26. Um portal hispanófono HYPOTHÈSES
  27. 27. Um portal germanófono HYPOTHÈSES
  28. 28. Um portal francófono HYPOTHÈSES
  29. 29. A diversidade da blogosfera científica
  30. 30. Usos múltiplos
  31. 31. Blogs de investigador
  32. 32. Blogs de doutorando, post doc…
  33. 33. Blogs colectivos: grupos de trabalho
  34. 34. Blogues colectivos: seminários
  35. 35. Blogs de projetos
  36. 36. Estruturas de investigação
  37. 37. Blogs de monotorização
  38. 38. Blogs de bibliotecas e centros de recursos
  39. 39. Blogs de escavações
  40. 40. Fotoblogues
  41. 41. Blogs que se tornarão livros
  42. 42. Um blog que acompanhou um livro
  43. 43. Um livro que se tornou blog
  44. 44. De revistas
  45. 45. Blogs de debates, de divulgação
  46. 46. A disseminação científica
  47. 47. A disseminação científica. O que é ? Colóquio Conferência Seminário público Artigos em revista científicas Livros escrito privado oral Debates Email
  48. 48. O espaço do blogging científico O tipo de escrita é menos formal público O post é uma publicação escrito privado oral Liberdade, possibilidade de exprimir a sua propria opinão Comentários
  49. 49. A «hyposfera»
  50. 50. A circulação entre os blogs na Hypotheses http://pierremerckle.fr/2011/06/lhyposphere/
  51. 51. Um blog para a tradução colaborativa de obras antigas
  52. 52. Comentários: uma discussão aberta e permanente
  53. 53. Um post criado com os comentários dum outro post
  54. 54. Um post criado com uma discusão nas redes sociais
  55. 55. Trocar de blog para alguns posts
  56. 56. Um blog com investigadores convidados
  57. 57. Algumas funcionalidades
  58. 58. Vários layouts
  59. 59. Estatísticas públicas de visitas http://www.openedition.org/statistiques
  60. 60. • Gestão das notas de rodapé • « Citabilidade » dos posts e da páginas • Compatibilidade com Zotero • ISSN para cada blog • Indexação dos posts no Isidore e DARIAH > Insfraestrutura europeia Uma plataforma especializada
  61. 61. Feeds RSS
  62. 62. Sindicação da informação
  63. 63. Inserção de leitores áudio e vídeo
  64. 64. E agora, vamos praticar…
  65. 65. • http://xxxxxx.hypotheses-formations.org • Acesso à plataforma da formação: login e password que vos foram anviados por email hypotheses-formations.org <wordpress@hypotheses-formations.org>
  66. 66. 2. Abertura do blog e primeiras configurações
  67. 67. • Site público / site privado • O espaço de edição: coluna de menus, cabeçalho de administração, página de edição • Painel: configuração • Configurar o seu espaço de trabalho • Modificar o seu perfil O espaço de edição
  68. 68. • Escolher o seu tema • Personalizar o cabelhaço • Alteração de temas e ajustamentos Os temas
  69. 69. 3. Os objetos editoriais do blog
  70. 70. • Posts • Página • Tag • Categoria • Links • Medias
  71. 71. 4. Publicação de conteúdos simples
  72. 72. • Criar um post simples e guardá-lo em modo rascunho • Editar e adicionar metadados • Publicar e ajustar a visibilidade • Repetir tudo com uma página • Gerir os tags e as categorias • Gerir um anuário de links
  73. 73. OBRIGADA MARIE.PELLEN@OPENEDITION.ORG

×