• Like
Clipping Outubro 4
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

Clipping Outubro 4

  • 665 views
Published

Clipping de Noticias do Varejo!

Clipping de Noticias do Varejo!

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
665
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
10
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. CLIPPING DO VAREJO Outubro - 2009
  • 2. Caros Leitores Nesta semana estreamos nova turma para o já consagrado Programa Intensivo de E-Commerce, desta vez impulsionado pela Revista da ESPM que se dedica ao mesmo tema e tem o Prof. Flávio Dias, titular do curso, como entrevistado central desta edição. A revista está imperdível! Estamos entristecidos pelo falecimento do nosso presidente, Prof. Piratininga e destacamos aqui nosso agradecimento pelo seu incentivo às atividade do Núcleo de Estudos do Varejo. Muito obrigado! Vamos dar sequência às atividades com o início no dia 26/10 do novo Programa de Gestão do Varejo Fashion, no qual depositamos grande expectativa dado o grande interesse gerado nas inscrições. O time é de primeira: Prof. Alvarez, Fabiano Proti da DocDog e convidados vindos da Zara e Shopping Iguatemi. O II Fórum de Tecnologia no Varejo está com nova data confirmada para 24/11 no auditório Aylza Munhós da pós graduação. Será um dia inteiro de palestras, debates e apresentação de cases sobre o tema. Desta vez o foco é em comunicação, ou seja, qual o impacto das novas tecnologias de comunicação para o varejo e como este contribui para o desenvolvimento de relacionamento no ponto de venda (ou ponto de relacionamento?). Abraços e Boa leitura Prof. Ricardo Pastore Coordenador do Núcleo de Estudos do Varejo da ESPM
  • 3. Mercado NATURA AMPLIA FATIA NO FRONT DOMÉSTICO Fonte: Valor OnLine - 21/10/2009 A fabricante de cosméticos Natura, que encolheu os planos de expansão no exterior, colhe dois resultados positivos no mercado doméstico. Conseguiu atrair, até a semana passada, mais mulheres para engordar a sua força de vendas, batendo a marca simbólica de 1 milhão de consultoras, e aumentou a presença na casa dos brasileiros. Segundo dados da Latin Panel, a companhia aumentou, de junho de 2008 a junho deste ano, a sua taxa de penetração em nove pontos. Isso significa que seus produtos estão em 50,4% dos lares brasileiros, disse, ao Valor, o vice-presidente de Negócios da Natura, José Vicente Marino. (...) Foram pesquisados 8,2 mil domicílios, representando 81% da população e 90% do potencial de consumo do país. "Crescemos em todas as classes sociais, mas o maior índice de crescimento foi detectado na classe C", disse o vice-presidente da Natura, a maior empresa do setor de cosméticos do país e que opera no sistema de venda direta, sem lojas. (...) O plano de alocar 8 mil consultoras, como a empresa chama suas vendedoras, e dar a elas a missão de recrutar e treinar mais mulheres trouxe crescimento. A Natura, lembrou, encerrou o segundo trimestre com 938 mil consultoras. Na semana passada, chegou a 1 milhão, sendo 851 mil no Brasil e 149 mil na área batizada de Latam (Latino-América).
  • 4. Mercado COOP PREVÊ FATURAMENTO DE R$ 1,3 BI AO COMPLETAR 55 ANOS Fonte: DCI - 21/10/2009 Detentora de 24% de market share (percentual de mercado) na região do ABC, e considerada como a maior cooperativa de consumo atuante na América Latina, a Cooperativa de Consumo (Coop) completou ontem 55 anos de fundação e tem a previsão de terminar o ano com faturamento de R$ 1,38 bilhão, um crescimento nominal de 10,4%. Com 29 unidades de distribuição em operação, são 25 no modelo tradicional: 17 no ABC Paulista, três em São José dos Campos, duas em Sorocaba, uma em Tatuí, uma em Piracicaba, uma em São Vicente e quatro bandeiras menores Zapt Coop, em Santo André. Apesar de não descartar a possibilidade de atuar em outras regiões, o foco permanece centrado em investimentos no Grande ABC e cidades do interior e do litoral de São Paulo onde a marca já está instalada, segundo o seu presidente da rede, Antonio José Monte. (...) Ranking No ranking 2008 da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), a Coop ocupava o 11º lugar em fornecimento bruto do setor, o que é um resultado positivo, e alcançado, segundo a empresa, por meio de campanhas de relacionamento junto aos cooperados. Entre as 60 campanhas programadas desde março, boa parte delas está ligada à reconquista dos cooperados inativos, para se ter ideia da forte ação adotada nesse sentido de fidelização. (...)
  • 5. Mercado VAREJO BRASILEIRO SE PREPARA PARA LANÇAMENTO DO WINDOWS 7 Fonte: IT Web - 20/10/2009 O Windows 7 começará a ser vendido, no Brasil, no primeiro minuto de 22 de outubro. De olho na data, redes de varejo nacionais preparam ações para recepcionar a nova versão do sistema operacional em eventos que começam na quarta-feira (21) e se estendem pela madrugada do dia seguinte. Representantes da fabricante da tecnologia estarão no Extra Itaim, em São Paulo, no que parece o lançamento "oficial" do software em solo brasileiro. Na ocasião, Michel Levy, presidente da Microsoft Brasil e Ramatis Rodrigues, vice-presidente executivo do Grupo Pão de Açúcar, receberão clientes. De acordo com a companhia, as primeiras 300 pessoas que comprarem a nova versão do Windows receberão brindes exclusivos e participam de uma programação interativa. (...) Muitos varejistas nacionais já ativaram pré-venda do Windows 7 em seus e-commerces. O sistema operacional chega ao Brasil com preços que variam de R$ 329 (Basic) a R$ 669 (Ultimate).
  • 6. Mercado LIVRARIA SARAIVA ABRE UNIDADE NO ABC PLAZA SHOPPING Fonte: DCI - 21/10/2009 A rede de livrarias Saraiva continua sua expansão e vai abrir semana que vem mais uma unidade no ABC Plaza Shopping, que afirma ser o maior centro de compras da região do ABC. A loja, que ajudará a atrair um público maior para o mall, deve contar com mais de 80 mil itens e também oferecerá serviço de Encomenda Garantida, que busca os produtos não disponíveis no estoque. O empreendimento recebe mensalmente cerca de 1,3 milhão de clientes. A rede afirma dispor de um acervo com cerca de 1 milhão e 600 mil itens cadastrados e aposta na abertura de megastores no varejo de shopping centers. A unidade terá também um espaço especial para crianças que, além de livros, CDs e DVDs , deverá oferecer, nos fins de semana, oficinas com materiais reciclados e narração de histórias, entre outras atividades. As lojas da companhia cresceram 17,5% no ano passado. Hoje, são cerca de 90 lojas, mas a maioria é de unidades da Siciliano, rede que a empresa adquiriu em 2008. A rede tem crescido também no comércio eletrônico: sendo que o Saraiva.com é mais um foco de investimento e representa 35% do faturamento, com 1,5 milhão de clientes cadastrados, além de crescer mais que o varejo físico: 75,2% em 2008.
  • 7. Mercado REAL FORTE IMPULSIONA O COMÉRCIO POPULAR Fonte: DCI - 21/10/2009 Os empresários do chamado varejo popular, com foco nas classes C, D e E, estão animados com a possibilidade de aumentar 15% o faturamento do setor, entre este fim de ano e o início de 2010, com a volta às aulas. Em 2008, o comércio destes produtos, que custam entre R$ 0,99 e R$ 99, faturou em torno de R$ 12 bilhões, e este ano pretende crescer 15%, segundo estimativas dos organizadores da feira "1 a 99 Brasil", que vai até amanhã, no Expo Center Norte, em São Paulo. A expectativa do segmento é de que a valorização do real frente ao dólar torne menores os custos de importação de itens como: utilidades domésticas, ferramentas, objetos de decoração e material escolar para o primeiro semestre do próximo ano. Feira Para Eduardo Toldres, diretor da feira de "1 a 99 Brasil", a expectativa dos expositores é de que neste ano, durante os quatro dias de realização do evento, os lucros cresçam 100% com relação à edição do final de 2008, e alcancem R$ 2 bilhões, com as vendas de produtos nacionais e importados, e com foco no público baixa-renda. Para Toldres, o aumento é reflexo dos incentivos financeiros criados, como por exemplo o Bolsa Família, do Governo Lula. (...)
  • 8. Mercado VOLTA DO IPI NÃO FREIA VENDAS DE VEÍCULOS Fonte: Meio & Mensagem - 20/10/2009 A alíquota do Imposto Sobre Produto Industrializado (IPI) para a compra de automóveis voltou ao normal desde o último dia 1º de outubro. O fato, entretanto, não levou os brasileiros a desistir de comprar novos carros. De acordo com dados divulgados na segunda-feira 19 pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), as vendas da primeira quinzena do mês de outubro superaram as expectativas e mantiveram-se em alta em relação a períodos anteriores. Segundo a federação, entre os dias 1º e 15 de outubro foram emplacados 238.881 veículos (entre automóveis, comerciais leves, caminhões e motocicletas). O número supera em 12,66% o total dos emplacamentos realizados na primeira quinzena do último mês de setembro. Em comparação com a primeira quinzena de outubro de 2008, o desempenho atual também é maior (18,17% superior). Considerando apenas as vendas de automóveis e carros comerciais leves, o total de comercializações do período foi de 155.670 unidades. O desempenho é superior ao das vendas da primeira quinzena de setembro (quando foram emplacadas 130.092 unidades) e do mesmo período do ano passado, quando o total de carros e comerciais leves vendidos foi de 112,596 unidades. A previsão do Departamento Econômico da Fenabrave é de que, até o final do mês, o total de unidades de automóveis vendidas no País fique próximo dos 254 mil. (...)
  • 9. Sustentabilidade ECOBAGS LUTAM POR MERCADO DE R$ 500 MILHÕES Fonte: O Globo - 17/10/2009 Por trás de um debate ecológico sobre o uso de sacolas de compras no comércio brasileiro, há um setor que movimenta cerca de meio bilhão de reais por ano. De um lado, os produtores de sacolas ecológicas - biodegradáveis, recicladas ou retornáveis -, que começam a gerar negócios milionários e veem suas vendas se multiplicarem a cada mês. Do outro, a indústria plástica, que não quer perder a produção de 15 bilhões de sacolinhas por ano e que parte para o contra-ataque, prometendo produtos mais eficientes e conscientização do consumidor. Os grupos Wal-Mart, Pão de Açúcar e Carrefour já venderam, juntos, quase quatro milhões de sacolas, o que deve ter representado negócios de cerca de R$ 15 milhões. Se o número parece pequeno frente aos bilhões de sacolinhas plásticas, o crescimento das vendas das ecobags mostra um potencial relevante para os próximos anos. (...) Plástico ataca com sacola 'turbo' A indústria plástica está correndo atrás do prejuízo: uma sacola plástica mais resistente, que reduz o desperdício, é a principal arma das empresas do setor. Alfredo Schmitt, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Embalagens Plásticas Flexíveis (Abief), acredita que as sacolinhas certificadas pelo Inmetro vão garantir uma redução de até 20% no consumo das embalagens. (...)
  • 10. Economia PROJETO MANTÉM REDUÇÃO DO IPI ATÉ COCA-COLA AUMENTA VENDAS NO BRASIL DEZEMBRO Fonte: Mundo do Marketing - 21/10/2009 Fonte: DCI (Agência Brasil) - 21/10/2009 O crescimento orgânico da operação brasileira e o O presidente Luiz Inácio Lula da Silva analisa a lançamento das novas versões de Aquarius Fresh nos hipótese de prorrogar a redução do Imposto sobre sabores uva, limão e abacaxi com hortelã fizeram o Produtos Importados (IPI) dos eletrodomésticos até Sistema Coca-Cola Brasil registrar um crescimento de dezembro. A sugestão foi apresentada pelo ministro do 3% no volume de vendas no terceiro trimestre de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Miguel 2009. Este é o 22º trimestre consecutivo que a Jorge. "O presidente concorda comigo que a ideia de a empresa aumenta suas vendas. redução ir até dezembro é uma boa iniciativa", afirmou Nos últimos três meses, a Coca-Cola cresceu 4% no o ministro. "Mas ele ainda está analisando a mundo e 7% na América Latina. No Brasil, os dois possibilidade.“ primeiros trimestres de 2009 registraram aumentos de Pelos números apresentados por Miguel Jorge ao 4% e 5%, respectivamente. O crescimento deve-se presidente, apenas com a redução do IPI da chamada também ao investimento de R$ 1,75 bilhão previsto linha branca aumentaram em 30 mil os empregos para este ano, 17% a mais que em 2008. indiretos e para 6 mil os diretos, além de atividades em três turnos nas indústrias de todo País. "Tenho defendido que a redução vá até dezembro. O efeito sobre a redução só é percebido um mês e um mês e meio depois, não antes disso", afirmou Jorge. (...)
  • 11. Economia COM CRÉDITO FARTO, VAREJO PREVÊ VENDA DE ELETRÔNICOS EM ALTA Fonte: DCI - 22/10/2009 O consumidor pretende gastar 3,3% mais que no ano passado em produtos eletroportáteis este ano, nas compras de Natal. Com o avanço do poder de compra da baixa renda, de olho principalmente em itens para o Natal como cine e foto, além de eletroeletrônicos, a rede varejista Lojas Cem, que compete com Casas Bahia, Magazine Luiza e Ponto Frio, entre outras, se prepara para a chegada daquela que é a melhor época em vendas para o setor, atenta ao que espera ser um ano de forte competição por vendas, a ser decidida no preço. (...) Pesquisa Nestes próximos dois meses, os consumidores deverão buscar as categorias mais procuradas de itens de cine e foto (14,4%) e produtos de informática (12,8%), além de aumentar o consumo de bens duráveis e produtos da linha marrom - filmadoras e máquinas fotográficas (digitais), e também computadores, notebooks e celulares. (...) De acordo com a Pesquisa de Intenção de Compras no Varejo, divulgada ontem pelo Provar, haverá ainda um aumento de 5,2% ns vendas do comércio paulistano neste fim de ano, também por conta do crescimento da intenção de compra do consumidor de São Paulo, o maior centro de consumo brasileiro. (...)
  • 12. Participe Visite nosso blog Participe da nossa comunidade na internet por meio do twitter. http://varejo.espm.br Clique e siga nos: http://twitter.com/Varejo_ESPM
  • 13. Economia PREÇOS NO VAREJO PAULISTANO RECUAM 0,10% EM SETEMBRO Fonte: Valor Online - 20/10/2009 Os preços praticados pelo comércio na cidade de São Paulo caíram 0,10% de agosto para setembro, segundo levantamento feito pela Federação do Comércio (Fecomercio-SP). No acumulado de nove meses, entretanto, o Índice de Preços do Varejo (IPV) mostra alta de 0,25%, com aumento de 0,91% no período de 12 meses encerrados em setembro. A baixa mais importante no mês foi anotada no grupo Supermercados, que teve deflação de 0,68% no mês, depois de já ter caído 0,58% em agosto. O destaque de baixa no grupo ficou com leite (- 10,4%) e aves (-5,06%). Também apresentaram queda os preços praticados no segmento de Veículos, com recuo de 0,70% no último mês de desconto integral de IPI. A expectativa é de que a partir de outubro os preços comecem a subir. No grupo Feiras, entretanto, houve alta de 7,07% no mês, com alta de 6,26% só nos preços de verduras. Na ponta de alta, a Fecomercio chama atenção para o grupo Vestuário, Calçados e Acessórios, cujo aumento foi de 0,71% no mês, em movimento justificado por troca de coleção. Também tiveram aumento importante os preços observados em Drogarias e Perfumarias, que ficaram 0,32% maiores.
  • 14. E-Commerce DIA DAS CRIANÇAS MOVIMENTA R$ 450 MI PELA INTERNET Fonte: Meio & Mensagem Levantamento realizado pela consultoria e-bit apontou que o comércio eletrônico faturou R$ 450 milhões durante o Dia das Crianças desse ano. O crescimento foi de 25% com relação ao mesmo período de 2008, quando o faturamento das lojas online foi de R$ 360 milhões. De acordo com a consultoria, o forte crescimento se deve ao aumento do tíquete médio, que ficou em R$ 339. "A elevação do tíquete médio é uma tendência que estamos acompanhando este ano", diz Pedro Guasti, diretor geral da e-bit. "No Dia das crianças em especial, essa elevação se deve à preferência dos jovens por presentes mais caros", explica. As categorias que mais venderam no período foram justamente Informática e Telefonia Celular, confirmando a previsão da e-bit de que os pais presenteariam seus filhos com produtos de maior valor agregado. A categoria Brinquedos, contudo, representou 5% dos pedidos, dobrando sua participação. "Mais uma vez o e-commerce provou que é um forte canal de compras em uma data comemorativa. Agora, o mercado deve preparar-se para o Natal, que costuma ser o período mais lucrativo no setor", afirma Guasti.
  • 15. E-Commerce MESBLA VOLTA À ATIVA COMO LOJA ONLINE Fonte: INFO Online - 19/10/2009 A tradicional marca de varejo Mesbla deve voltar à ativa até o final de novembro, porém como loja online. Quem acessa o endereço www.mesbla.com.br encontra a promessa de uma loja feminina “com tudo que a mulher brasileira merece”. O site exibe ainda fotos do que será o portfólio do serviço eletrônico: sapatos femininos, cosméticos, roupas e acessórios. A marca Mesbla pertence ao empresário Ricardo Mansur, que adquiriu a rede de varejo em 1990, numa operação que envolveu também a compra do Mappin. Ambas empresas foram ícones de sucesso no varejo ao longo dos anos 80, até falirem na década seguinte em meio a dívidas. O serviço online terá como ponto a seu favor o recall que o nome “Mesbla” ainda tem na cabeça dos consumidores. Para colocar a loja de e-commerce para funcionar, os donos da marca precisam assegurar acordos com os antigos credores da Mesbla.
  • 16. E-Commerce MAGAZINE LUIZA LANÇA NOVO SITE E BUSCA CRESCER COM VENDAS NA INTERNET Fonte: DCI - 20/10/2009 Com previsão de alta de 40% nas vendas eletrônicas, o Magazine Luiza reformulou seu site, que será lançado dia 22 com novas ferramentas de interatividade. Ainda há previsão de aumentar o financiamento no seu cartão próprio por meio do site, com parcelamentos em 24 vezes, que antes eram em até 12 vezes. Para a demanda do Natal, a rede reforçou o quadro de funcionários em 20% e devem contratar novas transportadoras. Além de preparar-se para o Natal, a meta é tornar seu comércio eletrônico (e-commerce) mais competitivo depois da entrada de players como Casas Bahia e Walmart no mercado. Hoje, a fatia das lojas virtuais, o e-commerce, representa 13% do faturamento da rede, de acordo com Frederico Trajano, diretor de Marketing e Vendas do Magazine Luiza. Segundo Trajano, o próximo projeto será a ampliação do Centro de Distribuição (CD) na cidade de Louveira (SP), responsável por atender o e-commerce e lojas da Grande São Paulo. "As obras começarão no início de 2010 no local, que de 50 mil irá para 70 mil m²". A rede ainda estaria se preparando para abrir capital em breve, mas o diretor recusou-se a falar sobre o assunto. A contratação, porém, do ex-diretor de Relações com Investidores (RI) da VisaNet, Vitor Fabian, é um dos indícios.
  • 17. Marketing Mix GAP PLANEJA ABRIR OPERAÇÃO NO BRASIL GIASSI INVESTE Fonte: Valor Econômico - 16/10/09 Fonte: Valor Econômico - 22/10/2009 A rede catarinense de supermercados Giassi, a segunda A GAP, uma das maiores varejistas de roupas do maior do Estado, abre hoje sua décima loja, com mundo, vai abrir sua primeira loja na China no ano que investimentos de R$ 35 milhões. A nova unidade fica em vem em um esforço para se expandir Palhoça, no shopping Via Catarina, cuja previsão de internacionalmente que inclui iniciar vendas on-line na inauguração é em 2010. A nova estrutura contará com 5.200 Europa e no Canadá. A GAP também está planejando m² de área de vendas, 37 checkouts, 300 vagas para estacionamento e 20 lojas de apoio prestadoras de serviços. entrar na Índia e no Brasil, mas ainda não decidiu se o fará com loja própria ou franquia. Glenn Murphy, principal-executivo da GAP, disse que DANONE LANÇA ACTIVIA COM SUCO a companhia pretende aumentar investimentos para Fonte: Mundo do Marketing - 22/10/2009 recuperar participação de mercado e crescer no Se os consumidores da Danone não esperavam mais exterior, depois de dois anos focada em melhorar seu nenhuma novidade na linha Activia, se enganaram. Em mais um lançamento da linha, a empresa inova ao oferecer Activia desempenho. A empresa anunciou planos de com Suco nos sabores Laranja e Pêssego em supermercados franchising para a Rússia este ano. de todo o país. O produto chega em formato de garrafa com o A loja chinesa marcará o primeiro ingresso direto da objetivo de intensificar a presença da marca no dia a dia dos GAP em um novo mercado em mais de uma década. consumidores.
  • 18. Marketing Mix MICROSOFT CRIA LOJA DE VAREJO PARA CONCORRER COM APPLE Fonte: TI Inside - 16/10/2009 Em mais um esforço para concorrer com a Apple, a Microsoft lançará sua primeira loja de varejo. A data de inauguração será próxima ao lançamento de seu novo sistema operacional, o Windows 7, marcado para a próxima quinta-feira, 22. De acordo com o The Wall Street Journal, fontes que não quiseram se identificar disseram que a loja será em Scottsdale, no estado do Arizona (EUA), e ainda há planos para uma segunda filial em Mission Viejo, na Califórnia. Segundo Stephen Baker, analista da consultria NPD Group, a entrada da empresa no mercado de varejo deve ser bastante cautelosa, já que ele começará a competir com seus revendedores, como a Best Buy. "No entando, com a loja própria, ela poderá ter mais controle sobre a forma como seus produtos são oferecidos e atingem os consumidores", disse ele. O plano de criar lojas de varejo para comercialização de seus produtios já havia sido anunciado pela Microsoft em fevereiro, em seguida à contratação de David Porter, à época executivo do Wal-Mart e hoje vice-presidente de varejo da Microsoft. Entretanto, só agora, com o lançamento do Windows 7, a loja será inaugurada.
  • 19. Marketing Mix PÃO DE AÇÚCAR ARRECADA BRINQUEDOS PARA O PÃO DE AÇÚCAR OFERECE SACOLA PARA VINHO NATAL PARA CONSUMIDOR Fonte: Mundo do Marketing - 20/10/2009 Fonte: Mundo do Marketing - 20/10/2009 Os supermercados Extra, Pão de Açúcar e CompreBem O Pão de Açúcar realiza uma promoção “compre e ganhe” estão convocando seus clientes para promover um Natal para os clientes cadastrados no “Pão de Açúcar Mais”. Nas feliz de milhares de crianças carentes. Pelo nono ano compras acima de R$ 60,00, os consumidores que consecutivo, o Pão de Açúcar realiza a Campanha de participam do programa de relacionamento da rede Arrecadação de Brinquedos onde os clientes poderão doar poderão adquirir uma sacola especial para vinho por R$ brinquedos usados para presentear crianças carentes no 4,00. A bolsa é feita de tecido ecológico, produzido 100% Natal. No ano passado foram arrecadados 57 mil com garrafas PET recicladas e tem duas versões com brinquedos. Neste ano, a meta é subir este número em estampas diferentes. 10%. SUBWAY CHEGA A 100 LOJAS EM SÃO PAULO Fonte: Mundo do Marketing - 20/10/2009 A Subway abriu a sua loja de número 100 em São Paulo. Esta é a 320 unidade da rede que briga com o McDonald´s pelo posto de número em pontos-de-venda no mundo. Mundo este que tem quase 32 mil lojas da Sbway, seja store in store, em postos de gasolina, supermercados, lojas de conveniência, em formatos diferenciados como quiosques e sazonais, além de shoppings e lojas de rua. A Subway está presente em 22 estados brasileiros e no Distrito Federal. Cada loja precisa de um investimento médio de R$ 250 mil, sem contar o ponto comercial. A previsão é chegar a 350 restaurantes abertos em 2009. Para 2010, a rede presente dobrar o seu número de PDVs em São Paulo.
  • 20. Shopping Center UM SHOPPING PARA A BASE DA PIRÂMIDE Fonte: Valor Econômico – 22/10/09 Pelo Largo Treze, um dos mais movimentados entroncamentos da cidade de São Paulo, passam por dia 1,3 milhão de pessoas, que vêm e voltam da Zona Sul, a mais populosa do município. Será no meio desse redemoinho de gente, ônibus, carros, camelôs e todo tipo de loja que a REP vai construir o seu primeiro shopping center desenhado exclusivamente para as classes que estão na base da pirâmide social - estima-se que só 20% dessa população frequente shoppings no país. O empreendimento no Largo Treze, que vai custar R$ 200 milhões, já está sendo construído e deve ficar pronto no dia 29 de outubro de 2010, em uma área antes ocupada por um estacionamento. Ao seu redor ficam o terminal de ônibus e metrô, o maior posto Poupa Tempo da prefeitura e um campus da Uninove. Dentro do shopping, grandes varejistas como Magazine Luiza, McDonald's e Bob's, vão conviver com pequenos negócios, como o restaurante por quilo Jeca Tatu e a Casa dos Churros. Como o shopping do Largo Treze foi feito para atrair as "lojinhas" que estão nas ruas, o shopping abrigará em seus 17 mil metros quadrados de área locável cerca de 400 operações, o dobro de um centro comercial tradicional.
  • 21. Varejo no Mundo WAL-MART E AMAZON DUELAM ONLINE By The Wall Street Journal OCTOBER 20, 2009 Para o Wal-Mart Stores Inc. e a Amazon.com Inc., a temporada de compras de fim de ano começa a parecer uma batalha entre o Godzilla do varejo e o King Kong do comércio eletrônico. Eles entraram numa guerra de preços em novos livros badalados, mas essa é apenas a ponta do iceberg. Nos últimos meses, as duas empresas vêm copiando cada vez mais as estratégias online uma da outra, e entrando cada nos respectivos terrenos. Raul Vazquez, diretor-presidente do Walmart.com, disse ao Wall Street Journal que o Wal-Mart vai continuar atacando rivais como a Amazon com outros grandes descontos neste fim de ano. "Pretendemos firmar no mundo online a mesma liderança em preços que temos nas lojas", disse ele, sem dar mais detalhes. Um porta-voz da Amazon não quis comentar. (...)
  • 22. Varejo no Mundo Are the days of the checkout worker numbered? Tesco pioneers first ever self-service only shop By Daily Mail Reporter, 22nd October 2009 Tesco sounded the death knell for checkout workers today after opening Britain's first entirely self-service shop. The Tesco Express in Kingsley, Northampton, has a total of five self-scan tills overseen by a single member of staff but no manned checkouts. It is described by the company as an 'assisted service store' designed to increase efficiency and speed up the shopping process. Retail first: Tesco has opened Britain's first entirely 'assisted service store' in Kingsley, Northampton But critics warn that the move marks the end of basic human interaction during weekly shopping trips and could eventually cost thousands of jobs. The major supermarkets employ around 750,000 workers in Britain and Tesco has the biggest workforce at around 221,000. The retail giant says customer feedback had been positive as the new system removed the need for queueing. (…)
  • 23. Este informativo é destinado à comunidade de interesse sobre varejo, formada por alunos, ex-alunos, professores e funcionários de empresas parceiras do Retail Lab, o laboratório de Varejo do Núcleo de Estudos do Varejo da ESPM. PRODUZIDO POR: Leonardo Milanês Tatiana Fagundes COORDENAÇÃO: Prof. Ricardo Pastore 23/10/2009