Clipping de Varejo 15082011
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Clipping de Varejo 15082011

on

  • 787 views

 

Statistics

Views

Total Views
787
Views on SlideShare
645
Embed Views
142

Actions

Likes
0
Downloads
3
Comments
0

1 Embed 142

http://varejo.espm.br 142

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Clipping de Varejo 15082011 Clipping de Varejo 15082011 Presentation Transcript

  • ing do VarejoClipp
  • Caros Leitores Caros Leitores, É com muita satisfação que anunciamos a publicação de mais um estudo de caso pelo Núcleo de Estudos do Varejo da ESPM: - “Folheteria Carrefour: do Manual ao Automatizado”. Trata-se de um estudo sobre novos processos utilizados pela área de marketing do Carrefour que trouxeram inovação, economia e ganhos com menor tempo de elaboração e distribuição dos folhetos de oferta. Por formarmos gestores de varejo, pesquisamos processos automatizados que substituem trabalhos ainda muito manuais como é o caso da elaboração da folheteria de um mode geral. Dessa forma pretendemos informar alunos, ex-alunos e seguidores de nossas redes sociais sobreRicardo Pastore, Prof. Msc melhores práticas no que tange a gestão do marketing de varejo.Coordenador do Núcleo de Agradecemos ao Carrefour e a Arizona pela colaboração na realizaçãoEstudos do Varejo - ESPM deste estudo de caso. Acesse http://varejo.espm.br , clique em publicações e em estudos de caso. Boa leitura! Abraços, Prof. Ricardo Pastore
  • Super & HiperWalmart pode comprar carrefour, diz ‘WsJ’O Walmart avalia a possibilidade de fazer uma oferta para comprar a operação brasileira do Carrefour,informou o jornal “Wall Street Journal”.Essa seria a segunda tentativa da gigante norte-americana, que há dois anos fez uma oferta pelaoperação brasileira do Carrefour. Na época, a negociação não foi adiante por diferençasO jornal americano cita fontes não identificadas e afirma que o Walmart contratou recentemente oUBS para avaliar a possibilidade de fazer uma oferta pela varejista francesa.O Walmart, de acordo com a publicação, ainda não iniciou negociações com o Carrefour, mas está“seriamente” interessado.A operação brasileira do Carrefour estaria avaliada entre US$ 6 bilhões e US$ 8 bilhões.Procurados, o Walmart e o Carrefour não quiseram comentar. “Como prevê a política interna, aempresa não comenta especulações ou rumores sobre aquisições”, disse o Walmart.O interesse do Walmart ressurge pouco após o colapso da tentativa do Pão de Açúcar de se unirao Carrefour.(Folha.com – 12/08/2011)
  • Super & HiperWalmart retoma conversa com o carrefourEm 2009, o Walmart já esteve próximo de fechar um negócio com o Carrefour, mas as duas empresasnão entraram em acordo quanto ao preço. Dois anos depois e também após a recente negociaçãofrustrada de Abilio Diniz, presidente do Grupo Pão de Açúcar, em tentar realizar uma fusão com oCarrefour brasileiro, a gigante norte-americana retoma a conversa com a varejista francesa.De acordo com o jornal Valor Econômico, a matriz nos Estados Unidos está dialogando com oCarrefour na França para tentar adquirir sua unidade brasileira. As vendas das duas varejistas,somadas, ultrapassariam o faturamento do rival Pão de Açúcar.Além dessa notícia, o Valor Econômico também publicou a movimentação no quadro de profissinaisdo Walmart no Brasil. Marcos Samaha, presidente da empresa no País, afirmou que a companhiademitiu o vice-presidente de marketing, Eduardo Maia, o vice-presidente da bandeira Todo Dia,Demétrio Magnani, quatro diretores e a equipe administrativa que trabalhava em São Paulo, em PortoAlegre e no Recife. Enxugar a estrutura da empresa no Brasil foi a explicação para as demissõesocorridas.Para o cargo de Demétrio Magnani, o presidente Samaha indicou Antero Filippo, que já estevena diretoria comercial do Bompreço, na vice-presidência do Sam´s Club e na vice-presidênciacomercial do Walmart.(Portal Exame – 09/08/2011)
  • Super & Hipersupermercados têm até dezembro para se adequar a novas regras do checkoutAs redes varejistas precisam correr para se adequar à NR-17 do Ministério do Trabalho e Emprego,que obriga a adequação de todos checkouts até dezembro deste ano. Algumas exigênciaschamam a atenção em relação ao ambiente físico de trabalho. “São alterações fundamentais quereduzirão de forma significativa os problemas de saúde do trabalhador e darão maior segurançana execução das atividades. Lesão por esforço repetitivo, por exemplo, é o grande vilão. Detalhescomo o posicionamento da balança na parte frontal do caixa podem reduzir problemas na colunae, consequentemente, diminuir o número de faltas no trabalho e de afastamentos por problemas desaúde”, explica Márcio Aldecoa, da LIFE PQV, empresa especializada na avaliação ergonômica depostos de trabalhos, que tem estudo realizado em grandes redes de varejo.Alguns itens a serem destacados e que devem ser atendidos pelas redes de varejo são manter ascondições de iluminação, ruído, conforto térmico, bem como a proteção contra outros fatores derisco químico e físico.(Portal Fator Brasil – 09/08/2011)
  • Super & Hipercade aprova aquisição do carrefour na área financeira resultado no brasil decepciona WalmartO Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) aprovou Executivos da redenesta quinta-feira, 11/08, por unanimidade e sem restrições, a compra americana afirmaram que apelo Grupo Carrefour de 40% do capital social da Carrefour Promotora lucratividade no país ficoude Vendas (CPV), detida pela Cetelem Holding Participações, abaixo do esperado em 2010.prestadora de serviços do Banco Carrefour. De acordo com o relator, Para melhorar os resultados,Marcos Veríssimo, trata-se de um caso simples. a companhia investirá US$ 775 milhões em logística eO órgão deu o aval também para a compra da Pilar – fabricante de tecnologia e abrirá 80 novasmassas e biscoitos, além de vegetais, condimentos e produtos à lojas. Os números não levambase de tomate – pela Indústria de Alimentos Bom Gosto, dona da em conta uma possívelmarca Adria de biscoitos e massas. compra do Carrefour.(Portal Exame – 11/08/2011) (Portal Exame – 11/08/2011)
  • Móveis & EletroloJas do baú da felicidade serão extintas até JaneiroO foco da rede varejista Magazine Luiza neste momento é a integração com as recente aquisiçõesda rede nordestina Maia e as lojas do Baú, adquiridas do Grupo Silvio Santos. Mas, segundoo diretor superintendente da empresa, Marcelo Silva, novas aquisições não estão descartadas.“Sempre vamos olhar oportunidades de aquisição. Agora estamos focados na Maia e no Baú, masisso não quer dizer que (uma aquisição) não vá acontecer, principalmente se tiver valor estratégico”,disse Silva, em teleconferência com jornalistas. O diretor executivo de vendas e marketing dacompanhia, Frederico Trajano, destacou que 70 pontos de venda adquiridos do Grupo Silvio Santosserão reabertos a partir deste mês ainda com o nome de Baú. De acordo com ele, até janeiro dopróximo ano devem passar à marca Magazine Luiza.Mais cedo, em teleconferência com analistas, a diretora presidente do Magazine Luiza, Luiza HelenaTrajano, brincou que o empresário e apresentador do SBT Silvio Santos estava fazendo propagandagratuita à rede, para liquidar os estoques antes de serem repassado ao Magazine Luiza. Trajanodestacou que outras 35 unidades do Baú serão transformadas em lojas virtuais, com a bandeirado Magazine Luiza. Atualmente, a empresa conta com 69 unidades nesta modalidade e, com asconversões do Baú, chegará a 104.(AE – 13/08/2011)
  • Shopping Centervendas de shopping centers cresceram 8% no primeiro semestreOs shopping centers registraram crescimento de 8% nas vendas do primeiro semestre, na comparaçãocom o mesmo período do ano passado. É o que revela um levantamento divulgado pela Alshop(Associação Brasileira de Lojistas de Shopping) nesta segunda-feira (8). Para o próximo semestre,os lojistas continuam otimistas. De acordo cm a associação, a expectativa positiva é estimulada pordatas importantes do varejo, como Dia dos Pais, Dia das Crianças e Natal, além das expansõesesperadas por grandes redes varejistas e a chegada de novos empreendimentos em diferentesregiões no País.“Este resultado não é uma grande surpresa, se levarmos em conta o constante avanço apresentadopela indústria de centros de compras nos últimos meses, o que leva as empresas do setor arealizarem constantes investimentos em novos pontos de venda, o que desencadeia em geração deempregos, vendas ainda maiores, e um varejo ativo”, afirma o presidente da Alshop, Nabil Sahyoun.(InfoMoney – 09/08/2011)
  • Economia“super abono” é ideia do governo para garantir renda da novaclasse médiaCom o objetivo de evitar que os consumidores percam o padrão de consumo obtido com a melhorianos rendimentos nos últimos anos, sobretudo diante dos desdobramentos do cenário econômicointernacional, o governo quer criar um “super abono” salarial para garantir a renda da classe C(também chamada de nova classe média).Na prática, a exemplo do que foi feito com o Bolsa Família, a medida empacotará sob uma mesmamarca benefícios que já são pagos aos trabalhadores de baixa renda, como o salário-família e oabono do PIS/Pasep. Para o governo, a medida será um estímulo à formalização do emprego.De acordo com o secretário de Ações Estratégicas da SAE (Secretaria de Assuntos Estratégicos),Ricardo Paes de Barros, a base dessa nova rede de proteção social é aumentar o número detrabalhadores na faixa entre um e dois salários mínimos (R$ 545 a R$ 1.090), melhorar as relaçõesdeles com os empregadores e reduzir a rotatividade no emprego.Segundo o ministro Moreira Franco, da SAE, as ideias ainda serão debatidas com os ministérios daFazenda, Trabalho e Previdência.(Folha de São Paulo – 09/08/2011)
  • Economiavendas do autosserviço sobem 3,8% no primeiro semestreO dado é do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) e se refere a volume de vendas.A taxa dos super e hipermercados é inferior à do comércio como um todo, cujo crescimento foi de7,3% no mesmo período. A variação menor do autosserviço se explica, segundo o instituto, pela altanos preços dos alimentos consumidos em casa. Com isso, cai o poder de compra do consumidor,o que tem impacto negativo nas vendas do setor.Já no acumulado de 12 meses, terminados em junho deste ano, os super e hipermercados tiveramaumento de 5,6%, contra 8,9% do varejo como um todo.(Supermercado Moderno – 11/08/2011)
  • Canal Farmaonofre entra no segmento de vareJo eletroeletrônicoFruto de R$ 10 milhões em investimento, a Onofre Eletro vai apostar na venda por Internet e telefone,entrega em 4 horas, vale-compras para utilização na rede da Drogaria Onofre e atendimentopersonalizado aos clientes. Surge um novo player no mercado de varejo eletroeletrônico: a OnofreEletro, dos mesmos donos da rede Drogaria Onofre (www.onofre.com.br). A operação começa comum pré-lançamento hoje, 15 de agosto, com divulgação de material promocional nas drogarias,abordagem inicial ao mailing de clientes ativos, vendas pelo telefone 3116-6533 e entregas em atéquatro horas em toda Grande São Paulo.Hoje, a rede de 38 lojas mais o Onofre em Casa (vendas por Internet e telefone) vendem 600 milprodutos ao mês, têm uma base de mais de 1 milhão de clientes ativos e realizam 15 mil entregaspor dia em todo o Brasil.Outra grande aposta de sucesso no lançamento é a ação de “cross business” entre as duas empresas:Quem consumir no Onofre Eletro recebe vale-compra de 10% do valor para gastar em genéricose perfumaria na Drogaria Onofre. Ou seja, quem adquirir a TV LCD (C 530 F) da Samsung, de 32polegadas por R$ 1.190,00, receberá um cheque de R$ 119,00 para gastar na Drogaria Onofre.Além da Samsung, estão na carteira de fornecedores marcas como LG, Philco, Itautec, Panasonic,Multilaser, Mondial, Motorola e Aiptek.(CidadeMarketing – 15/08/2011)
  • MercadoJbs negocia marcas de limpeza com a hypermarcasCom o objetivo de transformar a Flora na maior empresa do segmento de higiene pessoal e limpezado País, o Grupo JBS tenta comprar da Hypermarcas as linhas Assim e Assolan, que atuam emcategorias como sabão em pó e lã de aço. “Se conseguirmos, vamos ampliar o portfólio da Floracom produtos de maior valor”, diz José Batista Júnior, presidente do conselho da JBS, que tambémrevela o fato de a empresa estar de olho em mais aquisições nesse mercado.A Assolan foi a primeira grande marca da Hypermarcas, recebendo altos investimentos em seulançamento. Estima-se no mercado que juntas as duas (Assolan e Assim) faturaram em torno deR$ 170 milhões no ano passado. “Apesar do nosso interesse, não há nada certo ainda”, diz BatistaJúnior. Além da JBS, também estariam na negociação as empresas Ypê e Gtex.(Brasil Econômico – 15/08/2011)
  • E-Commercegrupo buscapé lança universidade para incentivar e-commerceno brasilO BuscaPé, um dos maiores grupos de internet da América Latina, acaba de lançar a UniversidadeBuscaPé. Seu objetivo é fomentar o e-commerce através da disseminação de conteúdo para aformação e capacitação de profissionais para o setor. Os cursos são focados em gestão eplanejamento de negócios, web analytics, marketing, especialização em e-commerce etc. Elesforam criados para capacitar e desenvolver profissionais para atuarem neste mercado, em lojasvirtuais, consultorias ou no planejamento e administração de seus próprios negócios.Como estão disponíveis em uma plataforma online, os cursos podem ser realizados a qualquerhora e lugar. Eles contam ainda com ferramentas interativas de suporte, biblioteca virtual comindicações de sites, livros e materiais para pesquisa, além de outras dicas, atividades e certificadode conclusão. O aluno da Universidade BuscaPé que concluir o curso avançado de “Consultoriaem E-commerce” pode, ainda, receber o selo “BuscaPé e-Commerce Professional Certified”, queo habilita a prestar consultoria para comércios eletrônicos. Para isso, basta fazer um teste e obteraproveitamento mínimo de 75%.(CidadeMarketing – 10/08/2011)
  • E-Commercelikestore inicia operação no brasilA LikeStore inaugura hoje, dia 9, a sua operação no Brasil. O projeto, que estava em fase detestes desde fim de junho, permite que qualquer usuário do Facebook crie um e-commerce dentroda rede social. A adesão ao serviço é gratuita e a LikeStore cobra uma comissão de 2% dasvendas realizadas. A expectativa, é que em um ano, a ferramenta gere aproximadamente 150 miltransações e R$ 18 milhões em vendas no Facebook, com ticket médio de R$ 120,00.(Mundo do Marketing - 09/08/2011)
  • E-Commercegigante norte-americana vai vender alimentos pela internet em são pauloInspirada na boa experiência com a britânica Asda, do Reino Unido, considerado o mercado onlinede alimentos mais avançado do mundo, a rede Walmart se prepara para lançar uma operaçãoonline de supermercados em São Paulo. Na capital paulista, por enquanto, só duas redes atuamnesse segmento na internet: o Grupo Pão de Açúcar e o Sonda.O Walmart já possui duas pontocom de alimentos no Brasil, uma em Porto Alegre e outra em Curitiba,e está aperfeiçoando as operações para entrar em outras grandes cidades. A empresa opera comas duas bandeiras do grupo na região Sul: Nacional, em Porto Alegre (RS), e Mercadorama, emCuritiba (PR).A multinacional americana ainda não revela qual será a marca adotada para sua futura operaçãoonline de alimentos em São Paulo, onde, além da bandeira Walmart, o grupo também possui lojascom as marcas Todo Dia e Sam’s Club.Flávio Dias, diretor de comércio eletrônico do Walmart, não divulgou uma data para o lançamento dapontocom de supermercados em São Paulo, mas deixa claro que a entrada nesse segmento estános planos da multinacional.(IG – 09/08/2011)
  • Tecnologiavisa anuncia planos para acelerar a migração para a tecnologiade chip e pagamentos móveisA Visa Inc.(NYSE: V) anunciou hoje seus planos para acelerar a migração para a tecnologia de chipEMV com e sem contato nos Estados Unidos. A adoção dessa tecnologia de chip de interface duplaajudará a preparar a infraestrutura de pagamentos dos EUA para a chegada dos pagamentos móveisbaseados na tecnologia NFC, construindo a base necessária para a aceitação e o processamentodas transações com chip realizadas no ponto-de-venda mediante assinatura ou senha pessoal.“Incentivando os investimentos na tecnologia de chip EMV com e sem contato, aceleraremos aadoção dos pagamentos móveis e aumentaremos a interoperabilidade internacional e a segurança”,diz Jim McCarthy, líder global de produtos da Visa Inc.. “Como a tendência é que os pagamentosmóveis via NFC, e outras tecnologias emergentes baseadas em chip, cresçam nos próximos anos,estamos nos mobilizando hoje para criar uma estrutura comercial capaz de acompanhar futurasoportunidades de crescimento e criar valor para todos os participantes da cadeia de pagamento.”.(Cidade Marketing – 10/08/2011)
  • 15/08/2011 ade de é destinad o à comunidEst e informativo alunos, ex bre varejo, formada porinteresse so empresas ores e fun cionários de alu nos, profess io de Varejo Retail Lab , o laboratór parceiras do da ESPM. e Estud os de Varejo do Núcleo d : Coordenação or: Produzido p astore Pro f. Ricardo P mo João do Car ndes Tatiana Fagu