Shopping Center       Varejo Fashion Móveis e Eletro         Economia        Construção                   Super & Hiper   ...
Caros Leitores               Desde o início, quando foi anunciado a partir de 25                                          ...
Caros Leitores                  O Núcleo de Estudos e Negócios do Varejo da ESPM forma                                    ...
Super & HiperGrupo pão de AçúcAr AvAliA fAzer ofertA pelA rede dBA rede DB Supermercados tem sido sondada por redes vareji...
Super & HiperSupermercAdoS devem fornecer SAcolAS por mAiS 2 meSeSA Fundação Procon-SP, o Ministério Público do Estado de ...
Shopping Center55% doS ShoppinGS centerS do pAíS preveem AmpliAçõeSO mercado de shopping centers passa por um período de c...
Shopping CenterWAlmArt criA Site pArA incentivAr SuBStituição de SAcolAS pláSticASO Walmart também incentiva os consumidor...
EconomiaAtividAde do comércio iniciA 2012 em quedA, diz SerASA experiAnO movimento dos consumidores nas lojas de todo o pa...
InternacionalvArejo doS euA quer mAiS BrASileiroS e chineSeSO executivo-chefe da Bloomingdale’s, Michael Gould, é grande f...
E-CommercecomprAS no comércio eletrônico SuperAm AS do vArejo convencionAlPesquisa realizada pela KPMG revela que as compr...
SustentabilidadeGrupo SchincAriol ApoiA projeto SuStentável no litorAl dA BAhiAO Grupo Schincariol participa do projeto “P...
Canal FarmarAiA droGASil AnunciA entrAdA em trêS eStAdoS no 1º SemeStreA rede Raia Drogasil anunciou nesta quarta-feira qu...
Tecnologia niveA criA pAinel que reAGe Ao Sol pArA divulGAr protetor SolArA Nivea criou uma ação inusitada para reforçar q...
Construçãodicico optA por criAção de novoS cAnAiS pArA creScerHá tempos, a Dicico, quarta maior rede de materiais de const...
Shopping Center             Varejo Fashion                                                  06/02/2012 Móveis e Eletro    ...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Clipping 06_02_2012

691

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
691
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
3
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Clipping 06_02_2012

  1. 1. Shopping Center Varejo Fashion Móveis e Eletro Economia Construção Super & Hiper Marcas Próprias Internacional Mercado Sustentabilidade Canal Farma Marketing Mix TecnologiaE-Commerce do V arejo Cl ipping
  2. 2. Caros Leitores Desde o início, quando foi anunciado a partir de 25 de janeiro pp., que as sacolinhas seriam banidas dos supermercados na cidade de Sao Paulo, adotamos um posição contrária pelos seguintes aspectos: a) o consumidor não foi considerado no debate; b) a medida surgiu a partir de entendimentos entre prefeitura de São Paulo e a associação dos supermercados de São Paulo; c) o tal do “vamos tirar o planeta do sufoco” não convenceu ninguém. Estava claro que trata-se de uma medida de interesses, de um lado, dos políticos que querem contabilizar um ganho eleitoral neste que será ano de campanha para prefeitura. De outro, o interesse é pela redução de despesas pelos empresários, afinal o custo pelo serviço de fornecimento de embalagens para as comprasRicardo Pastore, Prof. Msc que realizamos eqüivale a algo entorno de 0,3 a 0,5% das vendas e isso é muito dinheiro.Coordenador do Núcleo de Na operação supermercadista o lucro é muito baixo e esse valor muitasEstudos do Varejo - ESPM vezes é maior que o resultado de uma grande loja, portanto naturalmente desejável reduzir ou eliminar este custo como parte das medidas de melhorias de qualquer gestor profissional. O problema é que a decisão veio sob o véu da medida ecológica e a favor da natureza. Sim essa preocupação existe e de fato as sacolinhas pioram a situação da poluição ambiental, mas utilizar essa desculpa para eliminar um serviço ao consumidor nos pareceu um tanto falta de transparência para ser menos crítico.
  3. 3. Caros Leitores O Núcleo de Estudos e Negócios do Varejo da ESPM forma líderes e gestores e, por isso chamou a atenção do assunto desde o início, por meio de entrevistas e artigos, para que nossos alunos e ex-alunos tenham consciência ao tomarem decisões nas empresas onde trabalham. A pressão por resultados sempre vai ocorrer entretanto, vivemos na era do conhecimento e as coisas se tornaram muito transparentes. Neste caso, as empresas deveriam assumir que prioritariamente o objetivo é reduzir despesas com a vantagem de diminuir a poluição ambiental e fazê-lo gradativamente e não em conjunto. Creio que trata-se de uma medida irreversível, vamos ter que aprender a conviver sem as sacolinhas ou com um serviço mais restrito, mas que o consumidor seja ouvido e respeitado e não tratadoRicardo Pastore, Prof. Msc como um alienado que acredita em campanhas do tipo “vamos tirar o planeta do sufoco” pois ficou claro que o que se pretende tirarCoordenador do Núcleo de do sufoco são as despesas dos varejistas, passando a conta para oEstudos do Varejo - ESPM consumidor. Esperamos que o dinheiro economizado com o fim das sacolinhas seja investido em medidas que de fato contribuam para a redução das agressões ao meio ambiente, como construção de “lojas verdes” que gastam menos com ar condicionado, menos energia, reaproveitem a água, comercializem produtos orgânicos e desenvolvam ações comunitárias onde estiverem localizadas. Todos estamos aprendendo com esse episódio e estamos a disposição para colaborar com as empresas e consumidores.
  4. 4. Super & HiperGrupo pão de AçúcAr AvAliA fAzer ofertA pelA rede dBA rede DB Supermercados tem sido sondada por redes varejistas nos últimos meses, e o Grupo Pãode Açúcar (GPA) chegou a se aproximar do comando da rede para avaliar a hipótese de fazer umaoferta pela companhia. Maior rede de supermercados de Manaus, a varejista do Amazonas tem 20lojas na região Norte e disputa o mercado local com a rede Carrefour.Segundo pessoas próximas às redes varejistas, o DB tem sido alvo de sondagens de grandescadeias de supermercados há alguns anos, mas a empresa não teria interesse de se desfazer daoperação. Mas desde o ano passado teria crescido o interesse da família Pedrosa, que controla arede DB, de sair do negócio. Por isso as empresas se aproximaram para uma negociação.(Gouvêa de Souza – 27/01/2012)
  5. 5. Super & HiperSupermercAdoS devem fornecer SAcolAS por mAiS 2 meSeSA Fundação Procon-SP, o Ministério Público do Estado de São Paulo e a Associação Paulista deSupermercados (Apas) assinaram na última sexta-feira um Termo de Compromisso de Ajustamentode Conduta (TAC) sobre a campanha “Vamos Tirar o Planeta do Sufoco”, que visa substituir assacolas descartáveis por reutilizáveis nos supermercados.Com o acordo entre as três entidades, os consumidores terão 60 dias para se habituar à novarealidade e deixar as polêmicas sacolas plásticas de lado. Até lá, os consumidores que forem àscompras sem as sacolas reutilizáveis terão direito a embalagens gratuitas adequadas e compatíveiscom os produtos adquiridos. Além disso, todasas lojas deverão oferecer uma alternativa de sacola reutilizável com preço de até R$ 0,59. Até hoje,os preços médios encontrados em hipermercados eram de R$ 2.No dia 15 de março, Dia do Consumidor, haverá distribuição gratuita de uma sacola reutilizável parao consumidor que adquirir pelo menos cinco itens. Essa sacola poderá ser trocada pelo consumidorem um prazo de até seis meses, gratuitamente, se estiver danificada.Por fim, os operadores de caixa dos supermercados deverão informar verbalmente os consumidores- por um ano -, antes de passar os produtos pelo caixa, que as sacolas descartáveis não serão maisfornecidas.O intuito é que os consumidores não sejam surpreendidos com a informação após finalizar suascompras.(Gouvêa de Souza – 06/02/2012)
  6. 6. Shopping Center55% doS ShoppinGS centerS do pAíS preveem AmpliAçõeSO mercado de shopping centers passa por um período de crescimento. Segundo informou aAssociação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce), do total de 430 empreendimentos no País,55% preveem ampliações nos próximos dois anos, sendo que 25% do total já iniciaram as obras deexpansão. A entidade também informou que estão previstas 43 inaugurações de shopping centersneste ano e outras 31 em 2013. Com isso, o País deve chegar a 504 empreendimentos até o fim doano que vem. “Houve um certo represamento dos investimentos em 2009, ano de crise internacional,com o adiamento de expansões e inaugurações”, explicou Luiz Fernando Viega, presidente daAbrasce. Das 43 inaugurações previstas para 2012, 29 ocorrerão fora das capitais. Atualmente, ascidades com população entre 100 mil e 500 mil habitantes já respondem por quase metade do totalde novos empreendimentos. “Após a consolidação nas capitais, o movimento natural é a expansãopara o interior”, disse Viega.O presidente da entidade também disse hoje queo mercado brasileiro ainda tem espaço para maiorparticipação de capital estrangeiro e a realização deconsolidações. “O maior grupo de shopping centers domundo, o Simon, ainda não está no Brasil, mas tenhocerteza de que ele já está namorando o nosso mercado”,observou.(Gouvêa de Souza - 01/02/2012)
  7. 7. Shopping CenterWAlmArt criA Site pArA incentivAr SuBStituição de SAcolAS pláSticASO Walmart também incentiva os consumidores a abrirem mão da sacola plástica e utilizarem recur-sos que contribuam para a preservação do meio ambiente. A varejista lançou um hotsite exclusivosobre o assunto, com a intenção de conscientizar e educar os brasileiros. No portal Sem SacolaPlástica, os internautas encontram notícias, jogos, campanhas e dicas, além de verem alternativaspara o transporte das compras. Quem visitar o endereço eletrônico pode ainda se cadastrar parareceber informações sobre o tema direto no e-mail.(Mundo do Marketing - 03/02/2012)
  8. 8. EconomiaAtividAde do comércio iniciA 2012 em quedA, diz SerASA experiAnO movimento dos consumidores nas lojas de todo o país recuou 1,6% no primeiro mês do ano,com as influências sazonais já descontadas, segundo o Indicador Serasa Experian de Atividadedo Comércio. Foi o primeiro recuo mensal do indicador após três meses consecutivos de variaçõespositivas.Puxaram a queda da atividade do comércio os setores de veículos, motos e peças, com índicenegativo de 2,9% nas lojas especializadas. Também houve redução de 1,7% na procura de tecidos,vestuário, calçados e acessórios, que pesou no resultado geral.Para os economistas da Serasa Experian, a entrada do IPI mais elevado para os carros importadosimpactou o resultado de janeiro. Outro fator foramas fortes chuvas, especialmente na região centro-sul do país, que atrapalharam as vendas de itens devestuário, levando o varejo a antecipar a liquidação deverão.(Mundo do Marketing - 03/02/2012)
  9. 9. InternacionalvArejo doS euA quer mAiS BrASileiroS e chineSeSO executivo-chefe da Bloomingdale’s, Michael Gould, é grande fã dos esforços do presidente BarackObama de acelerar a concessão de vistos para turistas brasileiros e chineses. Mais vistos criariamum aumento “imediato” nas vendas varejistas, uma vez que os estrangeiros mostram-se ávidospor modelos como Marc Jacobs e Kate Spade, afirmou o executivo. A rede prepara-se para umapossível onda de crescimento, personalizando as coleções para o gosto dos brasileiros e chinesese anunciando, pela primeira vez, fora dos EUA.(Gouvêa de Souza– 01/02/2012)mAior vArejiStA de eletrônicoS ruSSA à vendAOs proprietários da Technosila, o maior varejista de eletrônicos da Rússia, querem vender a empresapor US$ 200 milhões ou mesclá-la com outros intervenientes no mercado. A informação foi divulgadapelo jornal russo de negócios Vedomosti.Um dos líderes do setor, a M.Vídeo e Eldorado, confirmouter recebido uma oferta para adquirir todas as cem lojas da Technosila. No entanto, a empresaestaria interessada apenas em cerca de 30 lojas a um preço de US$ 20 a 30 milhões.Os acionistas da Technosila também não encontraram compradores entre as cadeias de lojas devarejo de eletrodomésticos e de eletrônicos regionais.(Gouvêa de Souza– 26/01/2012)
  10. 10. E-CommercecomprAS no comércio eletrônico SuperAm AS do vArejo convencionAlPesquisa realizada pela KPMG revela que as compras no comércio eletrônico estão superando asrealizadas no varejo convencional.Só no continente americano 76% dos consumidores compram CDs, DVDs, livros e jogos de videogamepela internet. O estudo ainda revela que 70% dos consumidores do continente americano e da Ásia-Pacífico compram passagens aéreas e pacotes de viagens pelo comércio eletrônico, contra 61%do continente europeu.Um dos fatores que contribuíram para esse aumento são ossmartphones. É possível constatar que mais de 38% dosconsumidores usaram seu celular em lojas de varejo paraacessar cupons, enquanto 20% os usaram para escanearcódigos QR (QR codes).(Supermercado Moderno– 06/01/2012)
  11. 11. SustentabilidadeGrupo SchincAriol ApoiA projeto SuStentável no litorAl dA BAhiAO Grupo Schincariol participa do projeto “Passando o Rodo nas Praias”, na Bahia, por meio dasmarcas Água Schin e Nova Schin. A empresa estará presente nas praias do Porto da Barra,Arembepe e Buraquinho durante os eventos realizados pela organização do movimento, quedefende a conservação do litoral baiano. A marca Água Schin patrocinará as corridas de rua edisponibilizará “reciclódromos”, ambientes infláveis para recolher as garrafas PET descartadaspelos participantes. Ao final da competição, a Schincariol entregará as embalagens para aCooperativa de Coleta Seletiva, Processamento de Plástico e Proteção Ambiental (Camapet), paragerar renda aos catadores. O grupo também possui uma parceria com a Billabong, desde 2009e, durante as atividades do Passando o Rodo na Praia, a marca exibirá a coleção Recycler Séries,composta por camisetas e blusas produzidas com fibras recicladas de PET. Após o Carnaval,no dia 3 de março, será realizada a última ação do grupo de apoio ao movimento. As marcasconvidarão os surfistas, remadores e mergulhadoresa recolher materiais recicláveis abandonados nomar, no circuito Barra Ondina. Durante a triagem dosresíduos, na praia do Porto da Barra, será lançadotambém o Dia Baiano das Praias Limpas, parareforçar o incentivo à proteção do litoral do estado.(Mundo do Marketing - 01/02/2012)
  12. 12. Canal FarmarAiA droGASil AnunciA entrAdA em trêS eStAdoS no 1º SemeStreA rede Raia Drogasil anunciou nesta quarta-feira que irá estrear em três Estados (Mato Grosso,Mato Grosso do Sul e Bahia) no primeiro semestre do ano. Com a mudança, estará presente em 12unidades da federação.A gigante do setor, resultado da união entre a Raia e a Drogasil anunciada no ano passado, informouque comprou cinco pontos comerciais da Drogaria Panda no Mato Grosso por R$ 4,95 milhões. Aempresa diz ainda irá abrir cinco lojas em Campo Grande (MS) até o final do semestre.“Nosso ingresso nos estados de Mato Grosso e de MatoGrosso do Sul nos permitirá consolidar a nossa liderança naregião Centro-Oeste do Brasil, na qual já possuímos um totalde 33 lojas em Goiás e de 45 lojas no Distrito Federal”, diz emcomunicado à CVM (Comissão de Valores Mobiliários).A Raia Drogasil anunciou também que possui três contratosassinados para a abertura orgânica de novas lojas na Bahia.Além disso, diz que tem “diversos outros pontos comerciaisem processo adiantado de negociação para abertura no ano”.(Varejista.com.br - 02/02/2012)
  13. 13. Tecnologia niveA criA pAinel que reAGe Ao Sol pArA divulGAr protetor SolArA Nivea criou uma ação inusitada para reforçar que o Nivea Sun protege de verdade contra os raiosultravioletas, promovendo o produto entre os consumidores cariocas durante o verão. Um outdoorna Avenida Presidente Vargas, no Centro do Rio de Janeiro, representa um mosaico feito com ummilhão de miçangas que reagem ao sol. Na parte do painel em que o protetor solar não foi aplicado,as miçangas mudam de cor, já as que receberam oproduto permanecem brancas.Buscando uma tática integrada, a empresa tambémdisponibilizou no YouTube e na fan page da marca umfilme de dois minutos mostrando a construção do painele a reação das pessoas na rua. A iniciativa pode servista também no Foursquare. Outro braço da estratégiaserá realizado pelo apresentador Rodrigo Faro, quefará demonstrações do Nivea Sun em vídeos em seublog e no programa da TV Record O Melhor do Brasil.A ação foi desenvolvida pela agência AgênciaClickIsobar.(Mundo do Marketing - 02/02/2012)Confira o vídeohttp://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=LkP9zKchKE8
  14. 14. Construçãodicico optA por criAção de novoS cAnAiS pArA creScerHá tempos, a Dicico, quarta maior rede de materiais de construção do Brasil, estuda maneiras novasde crescer. Em 2010, a receita bruta da companhia chegou a estimados 840 milhões de reais. E ocaminho, segundo a empresa, é criar novos canais de venda, capazes até de transformar rivais emclientes. “Não temos dúvida do sucesso dos novos formatos, apesar dos desafios que teremos comlogística e gerenciamento de pessoas e sistemas”, afirma Cláudio Fortuna, diretor da recém criadadiretoria de Canais, área que deve ganhar um belo reforço neste ano. “A equipe tinha 11 pessoas, em2011, e terá quase 40 até dezembro”, diz ele. Os quatro novos formatos incluem lojas franqueadas,de operação terceirizada, outlet, venda para atacado e e-commerce. Até o final do ano, a Dicico jácontará com 10 franquias e dois outlets, além das sete novas lojas da marca, hoje com 53 lojas. Em vezde vender apenas para consumidores, por que não vender também para pequenos concorrentes, quenão conseguem barganhar preços melhores direto com os fabricantes? Pois foi com essa ideia que aDicico resolveu colocar em prática um projeto antigo, de vender por atacado para concorrentes. “Jáatuávamos nisso, mas com não com tanta intensidade quanto agora”, afirma Fortuna. A empresa estápela primeira vez investindo em uma equipe de 15 representantes comerciais, o dobro de atendentesde callcenter e em um sistema de entrega 24 horas para toda a capital paulista, além de oferecerpalestras sobre varejo. “São ações para concorrentes que podem se tornar futuros franqueados.”Com investimentos previstos de até 800.000 reais, a rede pretende também estrear seu canal devendas pela internet em junho.(Gouvêa de Souza - 31/01/2012)
  15. 15. Shopping Center Varejo Fashion 06/02/2012 Móveis e Eletro Economia unidadeConstrução om de stinado à c Este info rmativo é de & , forma or alunos ex SuperarejoHiperda pMarcas, Próprias bre v interesse so Internacional empresas un cionários de essores e f nos, profMercado alu io de Varejo Sustentabilidade Reta il Lab , o laboratór Canal Farma as do Marketingrejo da ESPM. parceir Va Mix e Estudos de do Núcleo d Tecnologia :E-Commerce Coordenação or: Produzido p astore Pro f. Ricardo P rvoli Raphael Spa mo João do Car
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×