0
Shopping Center       Varejo Fashion Móveis e Eletro         Economia        Construção                   Super & Hiper   ...
Caros Leitores                                       Caros Leitores,                                            Após longo...
Super & HiperSupermercados de SP suspendem entrega de sacolinhas na 4ªOs supermercados do Estado de São Paulo             ...
EconomiaIGP-M acelera em março, puxado por varejo e atacadoNo ano, o índice acumula alta de 0,62% e, em       e Cuidados P...
MercadoJBS e Natura estão entre as maiores empresas de bens de consumoA JBS, a BRF, a Margrif e a Natura são as           ...
MercadoCoca-Cola investirá R$ 14,1 bilhões no Brasil até 2016O Sistema Coca-Cola Brasil, formado pela Coca-          Entre...
MercadoPepsiCo investe em biscoitos e cria nova presidênciaEduardo Garófalo – que, há nove anos, deixou a          milhões...
Marketing MixTaeq lança linha de queijos orgânicos no pão de açucarIncrementando o portfólio de orgânicos, a marca    prov...
Marketing MixPáscoa: ovos      de chocolate com brinquedos devem possuir selo de identificaçãodo ImetroCom a aproximação d...
E-CommerceCredicard anuncia entrada no varejo virtualA Credicard, financeira do Citibank, anunciou          não ter proble...
E-CommerceVarejo terá ‘dia de frete grátis’ na internetDepois de trazer a “Black Friday” para o Brasil,    As varejistas q...
Varejo FashionLVMH desiste de vender Kenzo e mira BrasilApós registrar saltos extraordinários no            saltou para 40...
ConstruçãoVenda de materiais de construção deve movimentar R$ 87 bilhões em 2012No dia em que começa o principal evento   ...
Shopping Center             Varejo Fashion                                                 02/04/2012 Móveis e Eletro     ...
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

02_04_2012

1,068

Published on

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
1,068
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
5
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transcript of "02_04_2012"

  1. 1. Shopping Center Varejo Fashion Móveis e Eletro Economia Construção Super & Hiper Marcas Próprias Internacional Mercado Sustentabilidade Canal Farma Marketing Mix TecnologiaE-Commerce do V arejo Cl ipping
  2. 2. Caros Leitores Caros Leitores, Após longo debate, finalmente as sacolinhas sairão de cena, para lamento dos consumidores. Lamentam, por não terem sido considerados no debate que os envolveram diretamente. As empresas devem sempre buscar alternativas para reduzirem seus custos operacionais, mas o fizeram sob o véu da questão ambiental, utilizando o lema “ vamos tirar o planeta do sufoco”. Não colou, a opinião pública entendeu de outra forma. A questão deveria ser tratada sob a ótica estratégica, ou seja, as empresas que entendem que devem retirar este serviço, em troca de preços mais baixos, poderiam fazê-lo sem problemas. Por outro lado, outras talvez resolvessem decidir manter os serviços, visando diferenciar no atendimento. Porém, os governos estaduais e municipais,Ricardo Pastore, Prof. Msc em vários locais do país, entraram de uma maneira oportunista no caso e estabeleceram leis que nivelaram uma questão cujas interpretações podemCoordenador do Núcleo de variar caso-a-caso.Estudos do Varejo - ESPM Fica aqui o aprendizado para futuras questões. As decisões, que não são das empresas mas das pessoas que nelas atuam, devem estabelecer uma abordagem holística, mais ampla e não tão estreita como foi o caso. Os gestores de varejo lidam com consumidores, que são pessoas inteligentes, bem informadas e que fazem parte de uma nova era, a era do conhecimento. Boa leitura.
  3. 3. Super & HiperSupermercados de SP suspendem entrega de sacolinhas na 4ªOs supermercados do Estado de São Paulo de sacolinhas biodegradáveis e até grifes comodeixarão de distribuir sacolinhas plásticas Osklen e Cavalera despertaram para o novo filãodescartáveis a partir desta quarta-feira (4). criado pelo uso de alternativas reutilizáveis.A data marca o fim do acordo firmado entre a No início de fevereiro e em meio a protestos deApas (Associação Paulista de Supermercados), consumidores e de representantes da indústriao Ministério Público do Estado de São Paulo e plástica, no entanto, a Apas teve de firmar oo Procon-SP, que previa um período de 60 dias acordo para prorrogar a distribuição gratuita porpara adaptação dos consumidores aos novos um período mais longo.procedimentos de compra da sacolinha. O acordo também institui a entrega de sacolasOs estabelecimentos passarão a oferecer, a reutilizáveis no Dia do Consumidor. Cerca de 6partir da quarta-feira, sacolas biodegradáveis, milhões de unidades foram oferecidas na data.que serão cobradas. Desde a vigência do acordo, em fevereiro, oUm acordo entre o governo do Estado e a Apas Procon autuou 18 estabelecimentos que nãolevou à suspensão de uso das sacolinhas plásticas cumpriram as novas regras estabelecidas. Pelasnos supermercados de São Paulo no dia 25 de infrações, as redes podem pagar multas que dejaneiro. A associação lançou a campanha “Vamos até R$ 6 milhões. (Varejista– 02/04/2012)tirar o planeta do sufoco” para sustentar a inciativa.As lojas chegaram a comprar mais de 100 milhões
  4. 4. EconomiaIGP-M acelera em março, puxado por varejo e atacadoNo ano, o índice acumula alta de 0,62% e, em e Cuidados Pessoais (de 0,45% para 0,54%).12 meses, a taxa é de 3,23%. Em contrapartida, apresentaram recuos emO Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que suas taxas de variação os grupos Educação,mede os preços no atacado, passou de uma Leitura e Recreação (de 1,18% para 0,27%),queda de 0,26% em fevereiro para uma alta de Comunicação (de 0,18% para -0,26%), Despesas0,42% em março. Diversas (de 0,41% para 0,07%) e TransportesNesse grupo, os bens agropecuários tiveram (de 0,29% para 0,22%).a maior aceleração (de -0,28% para 0,97%), No sentido contrário, o Índice Nacional de Custoenquanto os produtos industriais passaram de da Construção (INCC) registrou, em março,-0,25% para 0,22%. variação de 0,37%, abaixo do resultado deNo mesmo sentido, o Índice de Preços ao fevereiro, de 0,42%.Consumidor (IPC), que mede os preços no (Brasil Econômico – 29/03/2012)varejo, registrou variação de 0,48%, em março,ante 0,27%, em fevereiro.Tiveram aceleração os grupos Habitação (de0,32% para 0,99%), Alimentação (de -0,05% para0,45%), Vestuário (de -0,22% para 0,27%) e Saúde
  5. 5. MercadoJBS e Natura estão entre as maiores empresas de bens de consumoA JBS, a BRF, a Margrif e a Natura são as edição do estudo, os Estados Unidos passaramrepresentantes do Brasil no ranking das 250 de uma retração de vendas de quase 4% paramaiores empresas de bens de consumo do mundo. aproximadamente 11%. Já a América LatinaÉ o que diz a última edição do estudo “Global apresentou uma evolução nas vendas de 16,3%Powers of the Consumer Products Industry”, para 22,2% no ano.realizado anualmente pela Deloitte, com dados Em 2010, o setor de moda se destacou comde 2010. As empresas estão, respectivamente, crescimento de 14,2%. No ano anterior, essenas posições 17ª, 54ª, 81ª e 222ª, em que a marca mercado tinha apresentado uma queda dasde cosméticos estreia na listagem. No ranking vendas de 9%. Já o de produtos de uso pessoalgeral, ocupam os 10 primeiros lugares Samsung, e doméstico foi o que teve a maior rentabilidadeNestlé, Panasonic, P&G, Sony, Apple, Unilever, no período e um crescimento de quase 10%.Pepsico, Nokia e Kraft Foods. (Mundo do Marketing – 30/03/2012)A pesquisa aponta o crescimento de 8,4% nosetor, entre as empresas da lista, contra apenas1,3% alcançado no ano anterior. Segundo olevantamento, as companhias geraram vendasde US$ 2,8 trilhões em 2010, enquanto em2009 o valor chegou a US$ 2,6 trilhões. Nesta
  6. 6. MercadoCoca-Cola investirá R$ 14,1 bilhões no Brasil até 2016O Sistema Coca-Cola Brasil, formado pela Coca- Entre 2007 e 2011 foram investidos R$ 9,4 bilhões.Cola Brasil e 15 fabricantes autorizados, investirá O empresa fechou o ano passado tendo criadoR$ 2,8 bilhões apenas em 2012. sete mil novos empregos diretos, totalizando 60Este investimento representa aumento de 8% em mil funcionários. Indiretamente, a operação érelação ao ano passado (R$ 2,6 bilhões) e coroa os responsável pela geração de 600 mil empregos.oito anos de crescimento consecutivos da Coca- “Com a Copa e o Jogos Olímpicos acontecendoCola Brasil, que detém o quarto maior volume de aqui nos próximos anos, e somos patrocinadores devendas de produtos Coca-Cola em todo o mundo, ambos os eventos, esperamos viver um momentoatrás apenas de Estados Unidos, México e China. único de crescimento nos 70 anos de história noJosé Octavio Reyes, presidente da Coca-Cola para Brasil”, completou Reyes, que esteve com fabricantesAmérica Latina, anunciou que os investimentos e funcionários das operações brasileiras para definirdo Sistema Coca-Cola Brasil atingirão R$ 14,1 estratégias para o próximo quinquênio.bilhões até 2016. O investimento prevê ainda a instalação de novas“O Brasil não é país do futuro e sim do presente. Faz fábricas no país. A primeira delas, anunciada emtodo o sentido acelerar os investimentos aqui para março, será construída em São Gonçalo, na regiãocontinuar crescendo e, nos próximos cinco anos, metropolitana do Rio de Janeiro.ampliaremos o montante previsto em 50% em relação (Brasil Econômico – 30/03/2012)ao último quinquênio”, afirmou Reyes, em comunicado.
  7. 7. MercadoPepsiCo investe em biscoitos e cria nova presidênciaEduardo Garófalo – que, há nove anos, deixou a milhões ao ano com três marcas: Mabel, Quaker ePhilip Morris e aceitou o convite da PepsiCo para Eqlibri. Para o executivo, o setor de biscoitos nãoa diretoria comercial da empresa na Colômbia cresce no Brasil porque falta inovação.– agora tem uma nova missão: comandar a nova Depois de comprar a goiana Mabel por cerca de R$divisão da PepsiCo Brasil para biscoitos e cereais. 800 milhões, a PepsiCo disputou a paulista MarilanTrata-se de um mercado que gira em torno de R$ e continua avaliando outras oportunidades. Este7 bilhões ao ano no País, mas que vem registrando ano, a multinacional vai investir US$ 45 milhões naqueda em volume e crescimento pífio em valor. E modernização das cinco fábricas da Mabel e noa PepsiCo está pronta para investir pesado nele, a aumento das linhas de produção. A PepsiCo, queponto de criar uma terceira presidência para a área. antes terceirizava a fabricação de barrinhas deDesde 2007, o organograma da companhia no País cereais e biscoitos tipo “cookies”, passa a produzirestava dividido apenas em bebidas, cuja presidente estes itens na sua unidade fabril de Sorocaba (SP).é Andréa Álvares, e alimentos, tendo à frente Roberto A Mabel vai ser a marca mãe de toda a categoriaRios. O mercado americano, sede da PepsiCo, era o e continuar focada na classe média. O nome podeúnico a contar com três presidentes locais, estrutura ser alvo de campanha de marketing na segundaque começa a funcionar a partir de agora no Brasil. metade do ano, apresentando novos produtos.Hoje, a divisão de biscoitos e cereais conta com (Supermercado Moderno – 02/04/2012)seis fábricas e responde por vendas de US$ 500
  8. 8. Marketing MixTaeq lança linha de queijos orgânicos no pão de açucarIncrementando o portfólio de orgânicos, a marca proveniente de uma única fazenda no interior deTaeq iniciou, em março, a comercialização de sua São Paulo. Os alimentos orgânicos são geradoslinha de queijos com dois produtos: Queijo Minas por um sistema de recursos naturais de formaFrescal e Ricota Fresca. As novidades chegam equilibrada, preservando uma relação harmoniosaexclusivamente nas lojas do Estado de São Paulo com a natureza. Além disso, a produção de queijosdo Pão de Açúcar, referência em alimentação Taeq privilegia o bem-estar animal com alimentaçãoorgânica no país. O Queijo Minas Frescal custará equilibrada e orgânica.R$13,30 peças de 300 a 350gramas (Kilo R$37,99) (Cidade Marketing– 31/03/2012)enquanto o Ricota Fresca será comercializadoR$9,10 peças de 300 a 350gramas (Kilo R$25,99).“Este é um primeiro passo para o lançamento deuma linha de queijos orgânicos Taeq. Até o finaldo ano, outros produtos serão lançados, como oqueijo mussarela e o requeijão, ampliando assim,nosso mix de soluções aos consumidores”,comenta, Mariana Rangel, Gerente das MarcasExclusivas do Grupo Pão de Açúcar. Os queijossão produzidos com leite pasteurizado orgânico
  9. 9. Marketing MixPáscoa: ovos de chocolate com brinquedos devem possuir selo de identificaçãodo ImetroCom a aproximação da Páscoa, o Inmetro brinquedo certificado no âmbito do Sistemaalerta os consumidores para a necessidade de Brasileiro de Avaliação da Conformidade”.observar se os brinquedos oferecidos como Entre os fatores analisados estão: asbrindes dos ovos de chocolate são certificados características construtivas (partes cortantes epelo Instituto. Obrigatório para brinquedos pontas perfurantes), o nível de inflamabilidade,nacionais e importados, o selo de identificação da o índice de toxicidade do material e das tintasconformidade indica que o produto é certificado, usadas na fabricação dos mesmos.que passou por uma série de ensaios técnicos Caso estas exigências não sejam cumpridas, a lojae atende aos requisitos mínimos de segurança pode ser notificada e os produtos apreendidos.estabelecidos na regulamentação, o que reduz Os consumidores podem denunciar estaso risco de acidentes com crianças. É importante irregularidades ao Instituto de Pesos e Medidasressaltar que, de acordo com a regulamentação da de seu estado, ou para a Ouvidoria do Inmetro,Portaria nº 321/2009, o selo do Inmetro não pode pelo telefone 0800-285-1818 ou pelo e-mailser apresentado na embalagem do ovo e, sim, ouvidoria@inmetro.gov.br.no brinquedo ou na embalagem do brinquedo, (Cidade Marketing – 31/03/2012)com a seguinte mensagem: “ATENÇÃO: contém
  10. 10. E-CommerceCredicard anuncia entrada no varejo virtualA Credicard, financeira do Citibank, anunciou não ter problemas de logísticas, comunsontem a entrada no mercado de vendas online. A no comércio eletrônico. Segundo Leandroempresa criou o portal Shopping Credicard e espera Siqueira, diretor de Marketing e Atendimento dofaturamento de R$ 200 milhões no primeiro ano de Comprafacil.com, a empresa aumentou no anooperação. O portal vai reunir produtos de várias passado em 70% o número de transportadoraslojas em um único site e, inicialmente, só vai que prestam serviço para o site.aceitar pagamento com os cartões da marca, a A Credicard tem 7 milhões de cartões emitidos ebandeira Diners e os plásticos do Citi. Segundo atua em segmentos como seguros, financiamentoso presidente da Credicard, Leonel Andrade, até o e adquirência (credenciamento de lojistas parafim deste semestre, a loja virtual vai aceitar todos aceitarem bandeiras de cartões).os cartões. Outra meta é ampliar o número de Em 2011, os cartões da financeira movimentaramlojas do portal, que nasce com seis unidades. R$ 32 bilhões. Desse total, R$ 3,1 bilhões foramAlém das lojas tradicionais, o portal terá um espaço gastos em comércio eletrônico.para a venda de produtos associados a Roberto Expansão. O Citibank vai manter o foco no segmentoCarlos. O cartão que o cantor lançou com a de alta renda e traçou a meta de abrir 100 mil contasCredicard já tem 180 mil unidades emitidas. correntes este ano. Se a meta for cumprida, o bancoPara criar o portal, a Credicard fechou parceria deve encerrar este ano com um total de 500 mil contas.com o site Comprafacil.com. A empresa promete (Gouvêa de Souza– 28/03/2012)
  11. 11. E-CommerceVarejo terá ‘dia de frete grátis’ na internetDepois de trazer a “Black Friday” para o Brasil, As varejistas que aderirem à promoção assumirãotradicional dia de descontos do varejo americano, o custo com a entrega das mercadorias. Emos sites brasileiros tentam emplacar mais uma contrapartida, esperam aumentar o volume dedata “importada” no calendário do comércio vendas diário em até 20%.eletrônico nacional. A primeira”Black Friday” brasileira ocorreu emO “Dia do Frete Grátis” ocorre no próximo 12 de novembro de 2010. No ano passado, os sitesabril, quando cerca de 30 lojas virtuais do país faturaram R$ 100 milhões com a ação.deixarão de cobrar pelo envio das mercadorias (Varejista– 30/03/2012)vendidas a partir da 0h.Entre os sites participantes estão Walmart,Submarino, Shoptime, Fnac e Netshoes.A ação é inspirada no “Free Shipping Day”, queocorre nos Estados Unidos há quatro anos.“O frete é um fator decisivo para a compra doconsumidor brasileiro na internet”, diz PedroEugênio, do site BuscaDescontos, que organizaas datas promocionais. “Muitas pessoas desistemda compra quando verificam o custo da entrega.”
  12. 12. Varejo FashionLVMH desiste de vender Kenzo e mira BrasilApós registrar saltos extraordinários no saltou para 400. Não dava para mantermos ocrescimento de 2000 a 2007, a Kenzo, grife criada modelo de trabalho anterior diante do aumentopelo estilista japonês Kenzo Takada nos anos 70 da competitividade do mercado”, admite Patriciae adquirida pelo grupo de luxo francês LVMH em diretora-geral da Kenzo Parfums.1993 por US$ 80 milhões, passou a apresentar Para reverter este cenário, a marca resolveuconsecutivas desacelerações em seu negócio. expandir seus aromas para além do perfumeHá dois anos, os franceses se viram em uma Flower, carro-chefe da empresa lançado emencruzilhada: vender a marca ou reestruturá-la. 2000. No Brasil, esta é a segunda fragrânciaFicaram com a segunda opção e iniciaram mais comercializada pela LVMH, após o perfumeum profundo processo de reinvestimento nas J´adore, da Dior.divisões de moda e perfumaria, o que levou à Em 2011, a companhia lançou dois produtos: Madlycontratação de Eric Marachelle, da grife infantil Kenzo, que visa atrair o público jovem e trouxeCatimini, para comandar a divisão de roupas, e mais dinamismo à marca não só com a proposta,Patricia Tranvouëz, ex-diretora da marca Sephora mas também com a aproximação da mídia digital,que também pertence ao grupo LVMH, para e Tag, que deve chegar ao Brasil em junho.chefiar a área de perfumes. (Gouvêa de Souza– 29/03/2012)“Em 2000, as marcas de luxo lançaram por voltade 50 perfumes no mundo. Em 2010, este número
  13. 13. ConstruçãoVenda de materiais de construção deve movimentar R$ 87 bilhões em 2012No dia em que começa o principal evento de 18,02% e a DE (20,58% dos domicílios),do setor de construção da América Latina, de 5,03%.Quando analisado o consumo pera Feicon Batimat, realizada em São Paulo, capita, a região Sul é a mais representativa,estimativas do Pyxis Consumo, ferramenta com um gasto médio anual de R$ 676,39. Emde dimensionamento de mercado do IBOPE segundo lugar aparece o Centro-Oeste, com R$Inteligência, apontam que os brasileiros 630,39. A região Sudeste aparece em terceirodeverão gastar R$ 87,79 bilhões com material lugar, com um gasto médio per capita de R$de construção neste ano. As classes B e C são 596,43. Depois aparecem o Norte (R$ 401,15)as que mais gastarão. A classe B, responsável e o Nordeste (R$ 356,69).O cruzamenteo depor 24,45% dos domicílios urbanos, é a que dados de região e classe social mostra que,apresenta maior potencial de consumo nesse ao contrário da média nacional, nas regiõessegmento: 42,93% de todo potencial de Norte e Nordeste a classe C tem potencialconsumo provêm dela. de consumo maior. No Sul, Sudeste e Centro-A classe C, com 52,38% dos domicílios em Oeste, seguindo a amostra nacional, o consumoáreas urbanas, responde por 34,02% do da classe B é superior ao das demais classes.potencial de consumo da categoria, enquanto (Cidade Marketing– 31/03/2012)a classe A (2,6% dos domicílios) tem potencial
  14. 14. Shopping Center Varejo Fashion 02/04/2012 Móveis e Eletro Economia unidadeConstrução om de stinado à c Este info rmativo é de & , forma or alunos ex SuperarejoHiperda pMarcas, Próprias bre v interesse so Internacional empresas un cionários de essores e f nos, profMercado alu io de Varejo Sustentabilidade Reta il Lab , o laboratór Canal Farma as do Marketingrejo da ESPM. parceir Va Mix e Estudos de do Núcleo d Tecnologia :E-Commerce Coordenação or: Produzido p astore Pro f. Ricardo P rvoli Raphael Spa mo João do Car
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×