Verbo no modo subjuntivo
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Verbo no modo subjuntivo

on

  • 7,380 views

 

Statistics

Views

Total Views
7,380
Views on SlideShare
7,380
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
40
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft Word

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Verbo no modo subjuntivo Verbo no modo subjuntivo Document Transcript

  • Verbo no Modo Subjuntivo O Modo Subjuntivo costuma causar muitas dúvidas nos estudantes eusuários da língua portuguesa, por muitas vezes se confundir em algumasconjugações com o modo indicativo. O Modo Subjuntivo, assim como oindicativo, se caracteriza por um conceito semântico, é considerado o modoverbal que ao invés de expressar uma certeza expressará uma ideia de dúvida,exprime uma ação irreal, hipotética.Exemplos:Se tudo der certo, terminarei o trabalho esta semana.Talvez eu volte atrás na minha decisão.Os tempos existentes no modo subjuntivo são: presente, pretérito perfeito,pretérito imperfeito, pretérito mais que perfeito e futuro. Dentre estes,destacam-se o presente, o pretérito imperfeito e o futuro, pois apresentamalgumas formas fixas de construção. Apresentamos a seguir estas formas,baseando-nos na conjugação do verbo falar.Presente – indica uma possibilidade, um fato incerto no presente.Que eu – faleQue tu – falesQue ele – faleQue nós – falemosQue vós – faleisQue eles – falemPretérito imperfeito - indica a possibilidade de um fato ter acontecido ounão.Se eu – falasseSe tu – falassesSe ele – falasseSe nós – falássemosSe vós – falásseisSe eles – falássem
  • Pretérito Mais-que-Perfeito do Modo Subjuntivo O tempo do pretérito mais-que-perfeito do modo subjuntivo constitui-sede forma composta, isto é, há a ocorrência de um verbo auxiliar no presente dosubjuntivo e um verbo principal no particípio. Não há forma de conjugaçãosimples de verbos no pretérito mais-que-perfeito do modo subjuntivo. Estamodalidade composta é empregada das seguintes maneiras:-exprimem uma ação anterior que condiciona outra ação passada:Exemplo: Se tivesse ouvido o que diz a experiência, não correria os riscospelos quais passou.-exprimem uma ação passada da qual se duvida, ou ainda uma ação passadahipotética ou irreal:Exemplos:Achou que realmente tivesse acontecido aquilo. (...querealmente aconteceraaquilo, no pretérito mais-que-perfeito do modo indicativo);Acreditaste que ele tivesse andadopor aquelas paragens? (...queele andara por aquelas paragens, no pretérito mais-que-perfeito do modoindicativo)Futuro – indica a possibilidade de um fato vir a acontecer.Quando eu – falarQuando tu – falaresQuando ele – falarQuando nós – falarmosQuando vós – faláreisQuando eles – falaremSubjuntivo futuro simplesFuturo Simples do Subjuntivo: Expressa um fato que poderá acontecer no futuro em relação aomomento atual, é usado também em frases que indicam possibilidades oudesejo. Já aconjugação do Futuro Simples do Subjuntivo, se o verbodado paraconjugar for regular (quando o radical não altera em todos os tempos, modos econjugações), então a 1ª pessoa do singular usa o infinitivo desse verbo.Ex.: Se ela vier em casa, experimentará o bolo de chocolate.
  • Futuro Composto É a formação de locução verbal com o auxiliar ter ou haver no Futuro doSubjuntivo simples e o principal no particípio, tendo o mesmo valor que oFuturo do Subjuntivo simples.exemplo:Quando você tiver terminado sua série de exercícios, eu caminharei 6 Km.Quando você chegar à minha casa, telefonarei a Manuel.Quando você chegar à minha casa, já terei telefonado a Manuel.Perceba que o significado é totalmente diferente em ambas as frasesapresentadas. No primeiro caso, esperarei "você" praticar a sua ação para,depois, praticar a minha; no segundo, primeiro praticarei a minha. Por isso ouso do advérbio "já".Assim, observe que o mesmo ocorre nas frases a seguir::Quando você tiver terminado o trabalho, telefonarei a Manuel.Quando você tiver terminado o trabalho, já terei telefonado a Manuel. Outra característica desse modo verbal é a suaextrema dependência com outro verbo. O modo subjuntivo geralmente seapresenta nas orações subordinadas, onde sua utilização está ligada aosentido que se pretende dar à ação verbal.Exemplos:Talvez ele possa me apresentar seus pais. (sentido de dúvida)Se todos chegassem mais cedo, a reunião terminaria antes do almoço. (sentidode hipótese)Pediria a todos que se dirigissem à recepção.(sentido de ordem, pedido)Quero que fiquem à vontade. (sentido de desejo).