Transfusões de Hemocomponentes

32,301 views

Published on

Aula da Enfª Silvia Carla S Carvalho no I Curso de Terapia Intensiva Pediátrica.

Published in: Health & Medicine
1 Comment
23 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
32,301
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
135
Actions
Shares
0
Downloads
0
Comments
1
Likes
23
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Transfusões de Hemocomponentes

  1. 1. Hospital da Criança Prefeito João Vargas de Oliveira Silvia Carla S. Carvalho Enfermeira
  2. 2. Transfusões de hemocomponentes Cuidados de Enfermagem
  3. 3. HEMOCOMPONENTES <ul><li>São produtos obtidos a partir do Sangue Total por meio de Processos Físicos (centrifugação, congelamento). </li></ul>
  4. 4. HEMODERIVADOS <ul><li>São produtos obtidos a partir do Plasma por meio de Processos Físico-Químicos, geralmente produzido em escala industrial (albumina, gamaglobulinas, concentrados de fatores de coagulação). </li></ul>
  5. 5. Hemotransfusão - solicitação <ul><li>Solicitação de sangue, componentes ou derivados – prescrição médica – RT </li></ul><ul><li>RT – Requisição de Transfusão </li></ul><ul><li>RT – preenchimento todos campos </li></ul><ul><li>2 vias: banco de sangue e outra volta junto com a bolsa </li></ul><ul><li> enviar amostra de sangue do paciente </li></ul>
  6. 6. Pediatria <ul><li>Informar sempre o peso da criança </li></ul><ul><li>Crianças até 4 meses idade – amostra de sangue da mãe </li></ul>
  7. 7. Amostra de sangue do paciente <ul><li>Identificar: nome completo do paciente </li></ul><ul><li> data de nascimento </li></ul><ul><li> nome do hospital </li></ul><ul><li> data da coleta </li></ul><ul><li> número do registro do paciente </li></ul><ul><li> nome responsável pela coleta </li></ul>
  8. 8. Encaminhamento - transporte <ul><li>Envio da RT + amostras de sangue + caixa térmica com gelox ao banco de sangue </li></ul><ul><li>Recebimento da RT + bolsa </li></ul><ul><li>Responsabilidade da unidade solicitante. </li></ul><ul><li>Hemácias e plaquetas = caixa térmica </li></ul><ul><li>Plasma = caixa térmica, sem proteção gelo </li></ul>
  9. 9. Transfusão - registros <ul><li>Hospital – entrada das bolsas em livro próprio, registrado na Vigilância Sanitária </li></ul><ul><li>Nº ordem </li></ul><ul><li>Data </li></ul><ul><li>Nome receptor *** </li></ul><ul><li>Data nascimento *** </li></ul><ul><li>hospital </li></ul>
  10. 10. <ul><li>Prontuário </li></ul><ul><li>Categoria – SUS ou Convênio *** </li></ul><ul><li>ABO Rh </li></ul><ul><li>Rh fraco </li></ul><ul><li>Rh pai </li></ul><ul><li>Número doador </li></ul><ul><li>Número SUS *** </li></ul><ul><li>Hemocomponente </li></ul><ul><li>ABO Rh </li></ul><ul><li>Rh fraco </li></ul><ul><li>Rh pai </li></ul>
  11. 11. <ul><li>Volume </li></ul><ul><li>TH – teste hemólise </li></ul><ul><li>FA </li></ul><ul><li>FC </li></ul><ul><li>Resultado </li></ul><ul><li>Iniciais </li></ul><ul><li>RT nº *** </li></ul><ul><li>Reação transfusional *** </li></ul><ul><li>Responsável pelo resgistro </li></ul>
  12. 13. Procedimento <ul><li>Competência e responsabilidade – Equipe de Enfermagem </li></ul><ul><li>Antecipar – acesso venoso adequado </li></ul><ul><li>Orientar paciente / mãe / acompanhante </li></ul><ul><li>Equipo de transfusão com filtro </li></ul><ul><li>CH trocar equipo a cada bolsa </li></ul><ul><li>Suporte alto </li></ul>
  13. 14. Cuidados ao iniciar a transfusão <ul><li>Conferir dados: </li></ul><ul><li>bolsa </li></ul><ul><li>cartão identificação do Receptor </li></ul><ul><li>RT </li></ul><ul><li>Temperatura da bolsa – 20 e 24º 30 min </li></ul>
  14. 15. Verificar Dados Vitais <ul><li>Antes do início da transfusão </li></ul><ul><li>Início </li></ul><ul><li>10 a 15 minutos do início </li></ul><ul><li>Sequência: cada 30 minutos </li></ul><ul><li>Ao término </li></ul><ul><li>15 min. Após término </li></ul><ul><li>Observação rigorosa primeiros minutos </li></ul>
  15. 16. Aquecimento da bolsa <ul><li>Transfusão maciça – adultos (+ 4 unid) </li></ul><ul><li>Sempre aquecer para crianças – evitar hipotermia </li></ul><ul><li>Vigilância Sanitária: 20 e 24º </li></ul><ul><li>Banho-maria: até 37º, bolsa protegida </li></ul><ul><li>Acima 42º - hemólise: risco incompatibilidade (CIVD, choque, IRA e morte) </li></ul>
  16. 18. Tempo de Transfusão <ul><li>Hemácias e plasma = até 4 horas </li></ul><ul><li>Crioprecipitado = até 30 minutos </li></ul><ul><li>Plaquetas = infusão rápida, até 2 horas </li></ul>
  17. 19. Complicações transfusionais <ul><li>Interromper imediatamente </li></ul><ul><li>Manter acesso com soro fisiológico </li></ul><ul><li>Comunicar plantão médico / banco de sangue </li></ul><ul><li>Amostras sangue, bolsa e equipo </li></ul><ul><li>Ficha Complicação transfusional </li></ul>
  18. 20. Febre x transfusão <ul><li>Avaliação médica </li></ul><ul><li>Risco x benefício </li></ul><ul><li>Antitérmico 30 minutos antes transfusão </li></ul>
  19. 21. Diluição de bolsas <ul><li>Viscosidade </li></ul><ul><li>Dificuldade de acesso venoso de calibre </li></ul><ul><li>Não violar a bolsa </li></ul><ul><li>Correr soro fisiológico paralelo </li></ul>
  20. 22. Armazenamento no Posto Enfermagem <ul><li>Hemácias e plasma = 2 a 6º </li></ul><ul><li>Geladeira exclusiva </li></ul><ul><li>Caixa térmica = máx. 4 horas </li></ul><ul><li>Crioprecipitado e plaquetas = uso imediato </li></ul>
  21. 24. SHTWEB www.shtweb.pr.gov.br <ul><li>Software para entrada de dados on-line </li></ul><ul><li>Doações e transfusões </li></ul><ul><li>Sistema Estadual de Informações e Controle Hemoterápico </li></ul><ul><li>Consultas: período, paciente,... </li></ul>
  22. 25. Obrigada!
  23. 26. Bibliografia <ul><li>RESOLUÇÃO-RDC Nº 153, DE 14 DE JUNHO DE 2004; </li></ul><ul><li>Manual de Transfusão Hospitalar e complicação transfusional – HEMEPAR- SESA, 2004; </li></ul><ul><li>  MOZACHI, Nelson. O Hospital: manual do ambiente hospitalar. 1ª ed. Curitiba: Os Autores, 2005; </li></ul>

×