Your SlideShare is downloading. ×
O scout técnico e a análise de uma equipe de futebol: os números da campanha do Vasco no Brasileiro 2011
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Saving this for later?

Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime - even offline.

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

O scout técnico e a análise de uma equipe de futebol: os números da campanha do Vasco no Brasileiro 2011

1,881
views

Published on


0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
1,881
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
38
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. “O SCOUT TÉCNICO E A ANÁLISE DE UMA EQUIPE DE FUTEBOL: OS NÚMEROS DA CAMPANHA DOVASCO DA GAMA NO BRASILEIRO 2011.”“THE SCOUT AND TECHNICAL ANALYSIS OF A SOCCER TEAM: THE NUMBERS OF VASCO DA GAMA CAMPAIGN IN BRAZILCHAMPIONSHIP 2011”MOREIRA, R.L*; LOBATO, P.L**RESUMOO Vasco da Gama, apesar de ser vice-campeão Brasileiro de 2011, foi apontado por muitosespecialistas e jornalistas como o melhor time do campeonato, mesmo já tendo a vagaassegurada para a Taça Libertadores da América em 2012 por ter vencido a Copa do Brasil.Este estudo teve como objetivo fazer uma análise tática completa dos números apresentadospelo time e jogadores, utilizando a ferramenta do scout técnico para fazer o levantamentodos dados. A coleta dos dados foi feita durante o Campeonato Brasileiro de 2011, queacontece de maio a dezembro, enquanto a análise dos mesmos foi realizada no mês dejaneiro de 2012. Foram analisados os seguintes itens: 1) Parte Tática: Esquemas utilizados,com possibilidades e variações dos mesmos; 2) Parte Técnica: Posse de bola média;Finalizações; Participações do goleiro; Assistências; Roubadas de bola; Faltas; Passes;Impedimentos e Cartões; 3) Parte Tática – Gols Marcados e Sofridos: Turno que aconteceram;Tempo que ocorreram; Local; Tipo; Lado; Bola parada e Característica; 4) Parte Tática –Posições: Jogadores utilizados pelo Vasco da Gama durante o Campeonato Brasileiro 2011 eseus números individuais. A análise destes números permitiu concluir que a variação táticaimposta pelos treinadores Ricardo Gomes e Cristóvão Borges, além dos bons númerosindividuais de seus jogadores titulares e reservas ajudaram na boa campanha do Vasco daGama durante o Campeonato Brasileiro de 2011.Palavras Chave: Futebol, Scout, Tática, Vasco.ABSTRACTVasco da Gama, despite being runner-up Brazil in 2011, it was pointed out by many expertsand journalists as the best team in the league, even having already secured a spot for theLibertadores Cup in 2012 for having won the Brazil Cup . This study aimed to complete atactical analysis of the numbers presented by the team and players, using the tool oftechnical scout to survey data. Data collection was done during the 2011 BrazilianChampionship, which takes place from May to December, while their analysis was performedin January 2012. We analyzed the following items: 1) Tactics Part: Schemes used withpossibilities and variations thereof, 2) Technical Part: Possession of the ball media; Finishes;Holdings goalkeeper, assists, steals, fouls, passes, Impediments and Cards and 3) Tatics Part -Goals Scored and Conceded: Turn that happened; time that occurred, Local, type, side,feature pieces, 4) Tactics Part - Positions: Players used by Vasco da Gama in the BrazilianChampionship in 2011 and his individual numbers. The analysis of these figures showed thatthe variation imposed by tactical coaches Ricardo Gomes and Christopher Borges, besidesgood individual numbers of your players and substitutes good campaign helped Vasco da Gamain the Brazilian Championship of 2011.Key Words: Soccer, Scout, Tatics, Vasco.
  • 2. “O SCOUT TÉCNICO E A ANÁLISE DE UMA EQUIPE DE FUTEBOL: OS NÚMEROS DA CAMPANHA DOVASCO DA GAMA NO BRASILEIRO 2011.”O futebol é o esporte mais disputado em todo o mundo. A FIFA - FederaçãoInternacional de Futebol Associado - conta com 208 confederações filiadas, cada qual com seucampeonato e suas copas nacionais. Só aqui no Brasil, a CBF - Confederação Brasileira deFutebol - abrange mais de 400 clubes, conta com mais de um milhão de jogadores registradosdivididos entre 26 federações estaduais e tem, em seu calendário, a disputa dos campeonatosestaduais, o campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil. Se contarmos também as competiçõesintercontinentais, este quadro aumenta ainda mais e dá para se ter uma noção do nível decompetição mundial do futebol.Essa competição aumenta cada vez mais quando se tem a noção do dinheiroenvolvido nas premiações, fazendo com que as equipes busquem reforçar-se, sempre, paravencer mais e mais competições. Segundo REZENDE (2009), as partidas de futebol estão cadavez mais disputadas e, por muitas vezes, são decididas em detalhes que, durante umacompetição, podem fazer a diferença. Por isso, torna-se importante estudar e entender cadavez mais a parte tática do jogo, para saber quais são os principais erros e acertos de umaequipe, quais são os pontos fracos que precisam ser melhorados e os pontos fortes que podemser explorados para o sucesso em uma competição.Para CASSOL e FERNANDES (2008), o monitoramento das ações técnicas dosatletas dentro do jogo é imprescindível, já que permite a automatização de um determinadomovimento e o planejamento de tipos de treinamentos específicos para uma situação de jogo.Esse monitoramento se dá pela realização de um scout técnico. O Scout, segundo DRUBSCKY(2003), por ASSUNÇÃO e LEITE (2009), é um mapa técnico e tático dos jogos. Ou, segundoSILVA (2006) apud LEITE (2009), o scout também é uma forma particular de observação-análise que tem por objetivo relatar informações precisas sobre um adversário, para que otreinador possa construir de maneira adequada sua planificação de jogo para determinadapartida.O scout permite a análise completa de uma partida de futebol, mapeando asprincipais ações e acontecimentos, como tempo de cada gol marcado, número de passeserrados, o número de finalizações certas entre outros, dando informações precisas aotreinador, podendo ajudar na conquista de uma vitória e mesmo de uma competição.O Campeonato Brasileiro é considerado um dos mais difíceis do mundo. OBrasileiro é disputado desde 1971 de maneira oficial, quando foi organizado pela antiga CBD -Confederação Brasileira de Desportos. Sua primeira forma de disputa foi o sistemaeliminatório, com fase de classificação e depois eliminação direta até a final, tendo oAtlético/MG como o primeiro campeão. Este formato durou até o ano de 2002, quando foidisputado dessa forma pela última vez. A partir de 2003 o sistema adotado foi o de pontoscorridos, considerado por muitos como o mais justo para apontar o campeão de um torneio. Aprimeira edição de pontos corridos contou com 24 equipes, a segunda contou com 22 equipese desde 2005 é disputado por 20 clubes, atual número de participantes. Destas 20 equipesparticipantes, de cinco a sete são consideradas favoritas ao título por especialistas ejornalistas esportivos, comprovando o alto nível de competitividade do campeonato. OCampeonato Brasileiro de 2011 ficou marcado como um dos mais disputados dos últimostempos, sendo o título disputado de maneira acirrada por oito equipes diferentes por até maisda metade do torneio. Porém, na última rodada somente Corinthians/SP e o Vasco/RJchegaram com chances reais de se sagrarem campeões.O título ficou com o Corinthians/SP, mas vários especialistas e analistasesportivos elegeram o Vasco como a melhor equipe do Brasileiro de 2011 pelo futebolapresentado. Alguns ainda elegeram o Vasco como a melhor equipe brasileira de 2011,juntamente com o Santos/SP, por causa do título inédito da Copa do Brasil e as boascampanhas realizadas tanto no Campeonato Brasileiro quanto na Copa Sul-Americana, em quefoi eliminado nas semifinais pela Universidade do Chile. O Vasco da Gama já foi campeãobrasileiro da Série A, equivalente à primeira divisão, em quatro oportunidades: 1974, 1989,1997 e 2000, e da Série B, equivalente à segunda divisão, em 2009. Após anos de campanhasruins e posições intermediárias, culminando com o rebaixamento para a Série B em 2008, oVasco voltou a fazer uma boa campanha no Brasileiro, chamando a atenção pelo seu estilo dejogo. Outro destaque foi o Vasco seguir disputando o título brasileiro com força máxima apóso título da Copa do Brasil até a última rodada, mesmo com a vaga na Taça Libertadores da
  • 3. América garantida, diferentemente de outros anos, quando campeões da Copa do Brasilfaziam campanhas regulares no Brasileiro. O Flamengo/RJ, campeão da Copa do Brasil, em2006, foi o 11º colocado no Brasileiro de 2006. O Fluminense/RJ, campeão da Copa do Brasilem 2007, foi 4º colocado no Brasileiro, 16 pontos atrás do campeão São Paulo, o Sport Recife,11º lugar no Brasileiro de 2008, o Corinthians/SP foi o 10º em 2009 e o Santos/SP o 8º em2010. O Cruzeiro/MG, em 2003, foi a única equipe da história a conquistar tanto a Copa doBrasil quanto o Campeonato Brasileiro no mesmo ano.Este estudo, então, visa fazer uma análise tática e técnica completa dosnúmeros apresentados pelo Clube de Regatas Vasco da Gama durante o Campeonato Brasileirode 2011, apontando pontos fortes e fracos, destaques e decepções individuais que possamajudar a explicar a boa campanha e o sucesso da equipe na competição.ObjetivoFazer uma análise completa da parte tática e técnica do Vasco na disputa doCampeonato Brasileiro de 2011, a fim de, por meio do estudo destes dados, entender ejustificar porque ela foi considerada por muitos a melhor equipe do Brasileiro-2011.2. METODOLOGIAEste estudo se caracteriza como um estudo de caso porque, segundo YIN(2001) por VENTURA (2007), representa uma investigação empírica e compreende um métodoabrangente, com a lógica de do planejamento, da coleta e da análise de dados. Pode incluirtanto estudos de caso único quanto de múltiplos, assim como abordagens quantitativas equalitativas de pesquisa.Desta maneira, assistindo a jogos e melhores momentos, pesquisando sites eblogs esportivos especializados sobre o assunto e lendo artigos relativos, foi possívelidentificar muitos pontos passíveis de estudos e de análises, desenvolvendo um trabalho sobreo tema proposto.Seleção de amostraO objeto de estudo foi o Clube de Regatas Vasco da Gama, do Rio de Janeiro,clube de tradição histórica dentro do cenário nacional e internacional.Este clube foi escolhido por realizar uma boa campanha no CampeonatoBrasileiro de 2011, sendo apontado por muitos analistas e comentaristas esportivos como amelhor equipe da competição, após anos de campanhas ruins que culminaram com orebaixamento do mesmo para a Série B, em 2008.Instrumentos de EstudoO instrumento utilizado para realizar o estudo foi o scout técnico, queconsiste em observação direta de uma partida de futebol e de anotações de açõesimportantes da mesma, organizando-as em forma de planilhas.As variáveis que serão analisados neste estudo são as seguintes:Parte Tática - Esquemas utilizados:Quais esquemas foram adotados pelos treinadores Ricardo Gomes e CristóvãoBorges e suas possibilidades e variações táticas dentro do jogo;Parte Técnica - Fundamentos do time:Este item será dividido nos seguintes sub-tópicos:. Posse de bola média: O tempo que o clube ficou com a bola, controlando o ritmo do jogo;. Finalizações: Número de vezes que o Vasco chutou ao gol adversário.Esse item será subdividido em: Gols (G); Finalizações para Fora (FF); Finalizações Defendidas(FD); Finalizações na Trave (FT) e Finalizações Bloqueadas pela Defesa Adversária (FB);. Participações do Goleiro: Número de vezes que o goleiro participou da partida.Este tópico será subdividido em: Gols sofridos (GS), Defesas Realizadas (DF) e Defesas Difíceis(DD);
  • 4. . Assistências (AS): Passes que resultaram em gol vascaíno;. Roubadas de Bola (RB): Número de bolas recuperadas pelos jogadores vascaínos;. Faltas: Infrações marcadas pelo juiz. Item será subdividido em Faltas Cometidas (FLC) eFaltas Sofridas (FLS);. Passes: Troca de bola entre jogadores vascaínos durante a partida.Item será subdividido em Passes Certos (PC) e Passes Errados (PE). A análise será feita emrelação ao número de passes errados feito por cada jogador;. Impedimentos (IMP): Número de vezes que os jogadores vascaínos foram pegos em posiçãoirregular durante uma jogada de ataque;. Cartões: Advertências recebidas pelos jogadores vascaínos. Este item será subdividido emCartões Amarelos (CA), advertência somente, e Cartões Vermelhos (CV), exclusão do jogo.Parte Tática - Gols:Este item será subdividido em:. Turno: Quantos gols foram marcados/sofridos em cada turno do Campeonato;. Tempo: Quantos gols foram marcados/sofridos em cada tempo de jogo (1º ou 2º tempo) e nafaixa de tempo dentro dos mesmos;. Local: Se os gols aconteceram Dentro da Área (DA) ou Fora da Área (FA);. Tipo: De que forma os gols foram marcados/sofridos.Item subdividido em: Gols com o pé direito (PD), Gols com o pé esquerdo (PE), Gols deCabeça (GC);. Lado: De que lado foi a jogada que resultou em gol, se pelo Lado Esquerdo (LE), LadoDireito (LD) ou pelo Meio (M);. Bola Parada: Quantos gols foram marcados/sofridos em jogadas do tipo.Item subdividido em: Cobrança de Falta Direta e Cobrança de Falta Ensaiada (FL), queabrangerá os gols trabalhados dessa maneira ou originados dessa forma, Pênalti (PN) eEscanteio (ES);. Característica: Forma como os gols foram marcados. Item será subdividido em:. Contra-ataque (CA): Gol originado depois de jogada de transição da defesa para o ataque,em velocidade, com igualdade ou superioridade numérica dos jogadores de ataque;. Falha Individual (FI): Gol originado após falha do jogador adversário, como uma furada debola, mau posicionamento dentro da área, falha do goleiro etc.. Jogada Individual (JI): Gol originado de um lance de individualidade do jogador, como umdrible sobre o adversário, uma arrancada em direção ao gol, um chute de longe etc.. Jogada Coletiva (JC): Gol originado após troca de passe entre dois ou mais jogadores de ummesmo time;. Rebote (R): Gol originado após rebote ou rebatida cedidos pelo adversário;. Cruzamento (C): Gol originado após cruzamento para dentro da área seja ele pelo alto,média altura ou rasteiro;. Lançamento (L): Gol originado após lançamento para o jogador. Pode ser pelo alto ou médiaaltura;. Linha de Fundo (LF): Gol originado depois de jogada realizada pela linha fundo,caracterizada pela ida do jogador próximo à linha que delimita o final do campo para fazer opasse para dentro da área;. Recuperação de Bola (RC): Gol originado após o jogador recuperar a bola do adversário einiciar a jogada de ataque, seja por meio de intercepção de passe, desarme etc.Parte Tática – Posições:Quais jogadores foram utilizados pelo Vasco em cada posição, os númerosapresentados por cada um, apontando os melhores e os piores e a contribuição de cada umadelas para a campanha do time no Brasileiro-2011.Coleta de informaçõesA coleta de dados sobre a campanha do Vasco se deu durante o ano de 2011,entre os meses de maio e dezembro, enquanto o Campeonato Brasileiro era disputado.
  • 5. A análise dos dados foi feita no mês de janeiro de 2012, com a utilização de vídeos,reportagens e análises referentes às partidas do Vasco no Brasileiro-2011 para confirmação eaveriguação destes dados.3. RESULTADOS3.1 Esquemas utilizadosRicardo Gomes escalava o Vasco no esquema 4-4-2 losango, que variava para o4-3-1-2 e 4-3-2-1, conforme o posicionamento de Diego Souza. O armador ora atuava pelomeio, encaixando a marcação sobre o 1º volante adversário, ora aparecia como um atacantepela esquerda, dando combate ao lateral adversário. Eder Luís jogava aberto pela direita,aproveitando sua velocidade para puxar contra-ataques e armar jogadas ofensivas enquantoAlecsandro jogava mais fora da área, diferente de quando jogava Elton, este um atacantemais fixo e centralizado.O meio campo basicamente atuava com um volante fixo, Rômulo, enquantoJuninho e Felipe completavam o losango jogando como volantes-armadores. Quando ambosatuavam juntos, Juninho se posicionava mais como um segundo volante pela direita, que saíapara o jogo, aproveitando sua técnica de passe e lançamentos, enquanto Felipe seposicionava um pouco mais avançado pela esquerda, como terceiro homem do meio ou atémesmo como ponta esquerda. Quando um dos dois não atuava, Ricardo Gomes optava porescalar dois volantes de ofício, Rômulo e Eduardo Costa na maioria das vezes, enquanto omeia jogava mais centralizado à frente deles, formando uma linha de 3 com Diego Souza eEder Luís. Dessa maneira, se desfazia o losango no meio campo vascaíno e a equipe atuava no4-2-3-1.A defesa posicionava-se em uma linha de quatro, com Fagner tendo maisliberdade para atacar pela direita do que Márcio Careca ou Julinho pela esquerda. Essajogada pelo lado direito, com Fagner e Eder Luís, é um dos pontos fortes do Vasco desde2010, quando eles começaram a jogar juntos. Anderson Martins saía mais para o jogo, àsvezes atuando como um “falso” volante, enquanto Dedé ficava na sobra.*4-4-2 losango, com posicionamento de Diego Souza podendo mudar esquema.
  • 6. *4-2-3-1, caracterizado com 2 volantes de ofício, quando Felipe ou Juninho nãoatuavam.O Vasco do returno já se posicionou de outra forma. Cristóvão Borges armou aequipe, por várias vezes, no 4-3-1-2, que variava para o 4-2-3-1 ou 4-3-3. Essa variaçãodependia mais do adversário a ser enfrentado do que do posicionamento de algum jogadorespecífico em campo.A opção por 3 volantes acabou mudando o posicionamento do meio campo.Rômulo permanecia fixo à frente da área enquanto os outros volantes jogavam um pouco maisabertos que de costume, dando o combate também aos laterais adversários, quando eranecessário. Juninho continuava a atuar pela direita enquanto Felipe ou Fellipe Bastos, estequando jogava, começaram a atuar mais abertos pela esquerda, fechando o setor e apoiandomais o ataque. Quando o volante Nilton se recuperou da lesão que o afastou dos gramados pormais de um ano e voltou a atuar, ele revezava com Rômulo no posicionamento à frente dazaga, liberando este para atuar como segundo volante. Assim Juninho ou Felipe atuavam maiscentralizados, chegando mais ao ataque e dando mais opção ofensiva ao Vasco.Eder Luís continuava aberto pela direita puxando as jogadas em velocidadeenquanto Elton e Alecsandro se revezavam no ataque. Cristóvão Borges chegou a escalarDiego Souza no ataque em alguns jogos ao lado de Eder Luís. Assim o Vasco ganhava maismobilidade ofensiva, já que Diego Souza não ficava preso à área adversária e, às vezes,voltava até próximo ao meio campo para ajudar a organizar as jogadas ofensivas. Nessasituação, Felipe atuava adiantado, quase como um ponta esquerda, posicionando a equipe noesquema 4-3-3. Com a ausência de Eder Luís nas duas últimas partidas por causa de lesãoCristóvão Borges escalou Diego Souza e Bernardo no ataque ao lado de Elton e Alecsandro, oque culminou em perda de velocidade do ataque vascaíno, e caracterizou a equipe no 4-2-3-1.Na defesa, a escalação de Jumar serviu para fechar o lado esquerdo da defesavascaína. Como o volante jogava improvisado na posição, dificilmente ele apoiava o ataque, oque serviu para avançar o posicionamento do lateral direito Fagner, dando-lhe ainda maisliberdade para apoiar. Como Renato Silva não avançava como Anderson Martins, Dedécomeçou a sair mais para o jogo, aparecendo diversas vezes no ataque como opção definalização.
  • 7. *4-3-1-2 do 2º turno, com Elton mais centralizado.*Esquema de jogo com 3 volantes e sem atacante fixo, com Diego Souza no ataque eFelipe quase como um ponta.3.2 NÚMEROS DO VASCO DA GAMA DURANTE O CAMPEONATO BRASILEIRO 2011O Vasco terminou o Campeonato Brasileiro de 2011 na 2ª colocação, atrás doCorinthians/SP, com 69 pontos ganhos. Foram 38 jogos, com 19 vitórias, 12 empates e 7derrotas, 57 gols marcados e 40 gols sofridos. Abaixo, podem-se ver os números da campanhada equipe vascaína atuando em casa e fora, como visitante:CAMPANHA J V E D GP GC SGTOTAL 38 19 12 7 57 40 17SÃO JANUÁRIO/RJ 19 11 7 1 32 12 20VISITANTE 19 8 5 6 25 28 -3Com relação aos fundamentos, o Vasco da Gama apresentou os seguintesnúmeros finais, abaixo. Os fundamentos, jogo a jogo, podem ser conferidos na tabela 1 doanexo.
  • 8. Posse de bolaFUNDAMENTO MÉDIA TURNO RETURNOPOSSE DE BOLA 48,85% 48,05% 49,66%POSSE DE BOLA TURNO JOGO RETURNO JOGOMAIOR 61,91% VASCO/RJ 0x3CRUZEIRO/MG64,47% VASCO/RJ 2X0AVAÍ/SCMENOR 39,39% ATLÉTICO/GO 0X1VASCO/RJ40,36% INTER/RS 3X0VASCO/RJSomente em quatro partidas do turno o Vasco teve mais posse de bola que oadversário, enquanto no returno o Vasco totalizou 10 partidas com mais posse de bola,mostrando um crescimento neste quesito.FinalizaçõesFUNDAMENTO TOTAL TURNO RETURNO %FINALIZAÇÕES 532 259 273GOLS 57 26 31 10,71%FORA 216 106 110 40,60%DEFENDIDAS 162 72 90 30,45%TRAVE 14 8 6 2,63%BLOQUEADAS 83 47 36 15,60%Participações do GoleiroFUNDAMENTO TOTAL TURNO RETURNO MÉDIAPARTICIPAÇÃO DO GOLEIRO 252 131 121 6,63DEFESAS REALIZADAS 136 71 65 3,57DEFESAS DIFÍCEIS 76 39 37 2,00GOLS SOFRIDOS 40 21 19 1,05Em 16 jogos não consecutivos o Vasco não levou gols.Fernando Prass foi o goleiro com maior número de defesas difíceis nocampeonato, tendo defendido, ainda, uma cobrança de pênalti, contra o Grêmio/RS, em jogoválido pela 5ª rodada.AssistênciasFUNDAMENTO TOTAL TURNO RETURNO MÉDIAASSISTÊNCIA 43 15 28 1,13O atacante Éder Luís foi o maior garçom da equipe vascaína com 8 assistênciasno total.Roubadas de BolaFUNDAMENTO TOTAL TURNO RETURNO MÉDIADESARMES 674 347 327 17,73FaltasFUNDAMENTO TOTAL TURNO RETURNO MÉDIAFALTAS COMETIDAS 698 335 363 18,36FALTAS SOFRIDAS 668 318 350 17,57
  • 9. O Vasco se caracterizou por ser um time faltoso na disputa do Brasileiro, pelofato de fazer mais faltas do que sofrê-las.Passes RealizadosFUNDAMENTO TOTAL TURNO RETURNO MÉDIA %PASSES REALIZADOS 11.664 5653 6011 306PASSES CERTOS 10.375 4.999 5.376 273,02 88,94%PASSES ERRADOS 1.289 654 635 33,92 11,06%O jogo contra o Coritiba/PR, válido pela 22ª rodada, foi o jogo onde o Vascomais errou passes durante a competição, com 48 erros.ImpedimentoFUNDAMENTO TOTAL TURNO RETURNO MÉDIAIMPEDIMENTOS 66 32 34 1,73Cartões RecebidosFUNDAMENTO TOTAL TURNO RETURNO MÉDIACARTÕES RECEBIDOS 103 53 50 2,71CARTÕES AMARELOS 97 51 46 2,55CARTÕES VERMELHOS 6 2 4 0,153.3 ANÁLISE DOS GOLS DO VASCO DA GAMA DURANTE O CAMPEONATO BRASILEIRO 20113.3.1 GOLS MARCADOSOs números totais apresentados pelos Vasco durante o Brasileiro-2011 estão osmostrados na tabela abaixo. Os números jogo a jogo podem ser vistos na tabela – 2 do anexo:FUNDAMENTO TOTAL MÉDIAGOLS MARCADOS 57 1,5TURNO 26 1,36RETURNO 31 1,63O maior número de gols marcados no returno do campeonato caracteriza adisputa pelo título por parte da equipe vascaína.Tempo de jogoFUNDAMENTO TOTAL %GOLS MARCADOS 571º TEMPO 27 47,36%2º TEMPO 30 52,46%Os 27 gols vascaínos marcados durante o 1º tempo dos jogos tiveram aseguinte divisão:TEMPO DE JOGO GOLS TEMPO DE JOGO GOLS00 – 05’ 6 25’ – 30’ 305’ – 10’ 1 30’ – 35’ 310’ – 15’ 1 35’ – 40’ 215’ – 20’ 5 40’ – 45’ 120’ – 25’ 4 45’ + 1Percebe-se que o Vasco marcou a maioria de seus gols (12) entre os 15 e 30minutos, 8 nos primeiros 15 minutos e 7 nos 15 minutos finais do 1º tempo.
  • 10. Os 30 gols vascaínos marcados durante o 2º tempo dos jogos tiveram aseguinte divisão:TEMPO DE JOGO GOLS TEMPO DE JOGO GOLS00 – 05’ 1 25’ – 30’ 205’ – 10’ 5 30’ – 35’ 210’ – 15’ 2 35’ – 40’ 415’ – 20’ 2 40’ – 45’ 220’ – 25’ 5 45’ + 5Em relação ao 2º tempo, o Vasco marcou a maioria de seus gols entre os 30 e45 minutos finais, marcando 13 vezes, principalmente, nos acréscimos, anotando 5 gols, 9 dos15 aos 30 minutos e 8 dos 15 minutos iniciais.LocalFUNDAMENTO TOTAL %GOLS MARCADOS 57DENTRO DA ÁREA 46 80,70%PEQUENA ÁREA 19 41,30%GRANDE ÁREA 27 58,69%FORA DA ÁREA 11 19,29%O atacante Elton e o zagueiro Dedé, com 5 gols cada, foram os destaques nosgols dentro da pequena área, enquanto Juninho Pernambucano, com 3 gols, foi o destaquedos gols fora da área.ModoFUNDAMENTO TOTAL %GOLS MARCADOS 57PERNA DIREITA 24 42,01%PERNA ESQUERDA 19 33,33%CABEÇA 14 24,56%SetorFUNDAMENTO TOTAL %GOLS MARCADOS 57LADO DIREITO 28 49,12%LADO ESQUERDO 15 26,31%MEIO 14 24,56%Estes dados mostram que quase metade dos gols vascaínos saiu em jogadaspelo lado direito do ataque, aproveitando assim a força ofensiva do lateral direito Fagner edo atacante Eder Luís. Pode-se observar ainda o alto número de gols em jogadas iniciadaspelos lados do campo (75,43% dos gols marcados), o que nos faz constatar que o Vasco não éuma equipe que afunila suas jogadas pelo meio, aproveitando bem todos os espaços docampo.
  • 11. Bola paradaFUNDAMENTO TOTAL %GOLS MARCADOS 57BOLA PARADA 17 29,82%FALTA DIRETA 4 23,52%FALTA ENSAIADA 5 29,41%PÊNALTI 3 17,64%ESCANTEIO 5 29,41%O meia Juninho Pernambucano foi o grande destaque deste quesito com 3 gols em cobrançade falta direta, 3 cobranças de faltas ensaiadas e 2 gols de pênalti.TipoFUNDAMENTO TOTALGOLS MARCADOS 57CONTRA - ATAQUE 11FALHA DO ADVERSÁRIO 5JOGADA INDIVIDUAL 14JOGADA COLETIVA 48REBOTE 8CRUZAMENTO 22LANÇAMENTO 8LINHA DE FUNDO 9RECUPERAÇÃO DE BOLA 5Ao analisar os números, percebe-se uma soma maior que os 57 gols marcadospelo Vasco durante o Brasileiro-2011. O que acontece é que, às vezes, a jogada do gol acabaenglobando mais de um aspecto. Por exemplo, o gol de Diego Souza contra o Flamengo naúltima rodada. A jogada começa com uma recuperação de bola do volante vascaíno Niltonsobre o armador Negueba do Flamengo. Há uma troca de passe entre ele, o armador Felipe eo volante Fellipe Bastos, que dá o passe para o volante Nilton, já posicionado na linha defundo, driblar o marcador e fazer o cruzamento para Diego Souza marcar de cabeça. Só nessegol caracteriza-se a recuperação de bola, a jogada coletiva e o cruzamento.3.3.2 GOLS SOFRIDOSOs números totais apresentados pelos Vasco durante o Brasileiro-2011 estão os mostrados natabela abaixo. Os números jogo a jogo podem ser vistos na tabela – 2 do anexo:FUNDAMENTO TOTAL MÉDIAGOLS SOFRIDOS 40 1,05TURNO 21 1,10RETURNO 19 1,00O maior número de gols marcados no returno do campeonato caracteriza adisputa pelo título por parte da equipe vascaína.Tempo de jogoFUNDAMENTO TOTAL %GOLS SOFRIDOS 571º TEMPO 20 50%2º TEMPO 20 50%
  • 12. O Vasco sofreu 20 gols durante o 1º tempo dos jogos, com a seguinte divisão:TEMPO DE JOGO GOLS TEMPO DE JOGO GOLS00 – 05’ 4 25’ – 30’ 105’ – 10’ 2 30’ – 35’ 010’ – 15’ 2 35’ – 40’ 215’ – 20’ 3 40’ – 45’ 220’ – 25’ 4 45’ + 0Analisando os números, percebe-se que o Vasco sofreu o mesmo número degols (8) entre os primeiros 15 minutos e dos 15 aos 30 minutos do primeiro tempo. Os outros 4gols foram sofridos nos 15 minutos finais do 1º tempo.Os 20 gols sofridos durante o 2º tempo dos jogos com a seguinte divisão:TEMPO DE JOGO GOLS TEMPO DE JOGO GOLS00 – 05’ 1 25’ – 30’ 105’ – 10’ 2 30’ – 35’ 110’ – 15’ 1 35’ – 40’ 215’ – 20’ 4 40’ – 45’ 420’ – 25’ 2 45’ + 2Em relação ao 2º tempo, o Vasco sofreu a maioria de seus gols entre os 30 e45 minutos finais; 9 foram, principalmente, nos cinco últimos minutos e acréscimos, nestespor 6 vezes; 7 dos 15 aos 30 minutos e 4 nos 15 minutos iniciais.LocalFUNDAMENTO TOTAL %GOLS SOFRIDOS 40DENTRO DA ÁREA 36 90%PEQUENA ÁREA 9 22,5%GRANDE ÁREA 27 67,5%FORA DA ÁREA 4 10%ModoFUNDAMENTO TOTAL %GOLS SOFRIDOS 40PERNA DIREITA 19 47,5%PERNA ESQUERDA 12 30%CABEÇA 9 22,5%SetorFUNDAMENTO TOTAL %GOLS SOFRIDOS 40LADO DIREITO 15 37,5%LADO ESQUERDO 19 47,5%MEIO 6 15%Estes números comprovam a fragilidade defensiva do Vasco pelo ladoesquerdo da sua defesa, já que quase metade dos gols sofridos saiu por aquele setor.
  • 13. Bola paradaFUNDAMENTO TOTAL %GOLS SOFRIDOS 40BOLA PARADA 11 27,5%FALTA DIRETA 1 9,09%FALTA ENSAIADA 3 27,27%PÊNALTI 2 18,18%ESCANTEIO 5 45,45%TipoFUNDAMENTO TOTALGOLS SOFRIDOS 40CONTRA - ATAQUE 8FALHA DO ADVERSÁRIO 11JOGADA INDIVIDUAL 5JOGADA COLETIVA 36REBOTE 4CRUZAMENTO 17LANÇAMENTO 6LINHA DE FUNDO 8RECUPERAÇÃO DE BOLA 63.3.3 NÚMEROS POR POSIÇÃO DOS JOGADORES DO VASCO DA GAMADurante a disputa do Campeonato Brasileiro o Vasco utilizou 34 jogadores,divididos nas seguintes posições abaixo. Os números individuais de cada atleta podem servistos na tabela – 4 do anexo.GoleirosFUNDAMENTO TOTAL DESTAQUE NÚMEROJOGOS DISPUTADOS 38 FERNANDO PRASS 38GOLS SOFRIDOS 40 FERNANDO PRASS 40DEFESAS 136 FERNANDO PRASS 136DEFESAS DIFÍCEIS 76 FERNANDO PRASS 76DEFESAS DE PÊNALTI 1 FERNANDO PRASS 1PASSES ERRADOS 12 FERNANDO PRASS 12FALTAS SOFRIDAS 15 FERNANDO PRASS 15CARTÕES AMARELOS 2 FERNANDO PRASS 2CARTÕES VERMELHOS 0 - -
  • 14. LateraisDireitaFUNDAMENTO TOTAL DESTAQUE NÚMEROJOGOS DISPUTADOS 38 FAGNER 35GOLS MARCADOS 4 FAGNER 4FINALIZAÇÕES 25 FAGNER 23ASSISTÊNCIAS 5 FAGNER 5DESARMES 73 FAGNER 72FALTAS SOFRIDAS 57 FAGNER 55FUNDAMENTOS TOTAL PIORES NÚMEROFALTAS COMETIDAS 73 FAGNER 70PASSES ERRADOS 165 FAGNER 153IMPEDIMENTOS 1 FAGNER 1CARTÕES AMARELOS 11 FAGNER 10CARTÕES VERMELHOS 0 - -EsquerdaFUNDAMENTO TOTAL DESTAQUE NÚMEROJOGOS DISPUTADOS 38 MÁRCIO CARECA 15GOLS MARCADOS 0 - -FINALIZAÇÕES 29 JULINHO 14ASSISTÊNCIAS 2 MÁRCIO CARECA E JULINHO 1DESARMES 47 JULINHO 24FALTAS SOFRIDAS 33 MÁRCIO CARECA 16FUNDAMENTOS TOTAL PIORES NÚMEROFALTAS COMETIDAS 52 MÁRCIO CARECA 25PASSES ERRADOS 122 JULINHO 62IMPEDIMENTOS 0 - -CARTÕES AMARELOS 8 JULINHO 5CARTÕES VERMELHOS 1 MÁRCIO CARECA 1DefesaFUNDAMENTO TOTAL DESTAQUE NÚMEROJOGOS DISPUTADOS 38 DEDÉ 30GOLS MARCADOS 6 DEDÉ 6FINALIZAÇÕES 31 DEDÉ 22ASSISTÊNCIAS 0 - -DESARMES 136 DEDÉ 80FALTAS SOFRIDAS 72 DEDÉ 41FUNDAMENTOS TOTAL PIORES NÚMEROFALTAS COMETIDAS 117 DEDÉ 51PASSES ERRADOS 167 DEDÉ 84IMPEDIMENTOS 3 DEDÉ 3CARTÕES AMARELOS 16 DEDÉ 8CARTÕES VERMELHOS 0 - -
  • 15. VolantesFUNDAMENTO TOTAL DESTAQUE NÚMEROJOGOS DISPUTADOS 38 RÔMULO 32GOLS MARCADOS 2 RÔMULO E FELLIPE BASTOS 1FINALIZAÇÕES 71 FELLIPE BASTOS 26ASSISTÊNCIAS 7 FELLIPE BASTOS 4DESARMES 229 RÔMULO 76FALTAS SOFRIDAS 117 ALLAN 30FUNDAMENTOS TOTAL PIORES NÚMEROFALTAS COMETIDAS 225 JUMAR 72PASSES ERRADOS 301 JUMAR 85IMPEDIMENTOS 1 ALLAN 1CARTÕES AMARELOS 27 JUMAR 12CARTÕES VERMELHOS 2 JUMAR E RÔMULO 1ArmadoresFUNDAMENTO TOTAL DESTAQUE NÚMEROJOGOS DISPUTADOS 38 DIEGO SOUZA 32GOLS MARCADOS 27 DIEGO SOUZA 11FINALIZAÇÕES 176 DIEGO SOUZA 72ASSISTÊNCIAS 16 DIEGO SOUZA 5DESARMES 86 DIEGO SOUZA 29FALTAS SOFRIDAS 217 DIEGO SOUZA 93FUNDAMENTOS TOTAL PIORES NÚMEROFALTAS COMETIDAS 122 DIEGO SOUZA 60PASSES ERRADOS 341 FELIPE 98IMPEDIMENTOS 31 DIEGO SOUZA 26CARTÕES AMARELOS 26 FELIPE 7CARTÕES VERMELHOS 2 DIEGO SOUZA E FELIPE 1AtacantesFUNDAMENTO TOTAL DESTAQUE NÚMEROJOGOS DISPUTADOS 38 EDER LUÍS 32GOLS MARCADOS 18 ELTON 11FINALIZAÇÕES 143 EDER LUÍS 59ASSISTÊNCIAS 12 EDER LUÍS 8DESARMES 54 EDER LUÍS 31FALTAS SOFRIDAS 142 EDER LUÍS 62FUNDAMENTOS TOTAL PIORES NÚMEROFALTAS COMETIDAS 118 ELTON 53PASSES ERRADOS 206 EDER LUÍS 108IMPEDIMENTOS 32 ALECSANDRO 15CARTÕES AMARELOS 9 LEANDRO E ELTON 3CARTÕES VERMELHOS 1 LEANDRO 14. CONSIDERAÇÕES FINAISDiante dos números apresentados, percebe-se que o Vasco teve doismomentos distintos no Campeonato Brasileiro de 2011. Durante o turno, enquanto estavaenvolvido com a disputa das finais da Copa do Brasil contra o Coritiba/PR, o clube utilizou umtime reserva nas quatro primeiras rodadas como forma de preservar seus jogadores titulares.Após a conquista da Copa do Brasil, o Vasco passou a escalar a equipe titular, oscilando emalgumas partidas, ficando na parte intermediária da tabela. A partir da 10ª rodada, o Vascoalcançou a 5ª colocação, após duas vitórias consecutivas em casa e não saiu mais dasprimeiras colocações, mantendo essa condição até o final do turno, ocupando a 4ª colocação,2 pontos atrás do Corinthians/SP, então líder do Brasileiro.
  • 16. No returno, ao vencer o Ceará, em São Januário, por 3x1 e assumir a vice-liderança do Campeonato, o Vasco consolidou de vez a condição de candidato ao título, nãopassando uma rodada sequer abaixo dos três primeiros colocados. A liderança isolada veiopela primeira vez na 24ª rodada, após a vitória sobre o Grêmio/RS, por 4x0, em São Januário.O Vasco foi líder ainda por mais quatro vezes durante o returno. Alguns fatores que podemexplicar tal campanha são: o aumento no tempo de posse de bola, no número de golsmarcados, de finalizações ao gol adversário, de assistências e do número de passes certos. OVasco passou a se impor mais no jogo, a dominar mais as ações da partida e, principalmente,a atacar mais seus adversários. O Vasco do turno era mais atacado, sofreu mais gols eobrigava o goleiro Fernando Prass a fazer mais defesas, tinha menos posse de bola e jogava noerro do adversário. O fator extra-campo da recuperação do técnico Ricardo Gomes do AVCsofrido durante o clássico contra o Flamengo, em partida válida pela 19ª rodada, tambémcolaborou para a subida de produção e motivação da equipe, que queria homenagear otreinador com o título Brasileiro. Este fato, aliado à motivação para conquistar mais um títulobrasileiro no ano, além de já ter vaga garantida na Taça Libertadores da América de 2012,acabou fazendo com que o Vasco pudesse se dedicar mais ao Campeonato Brasileiro e à CopaSul-Americana, utilizando a equipe titular em ambas as competições.Ao analisarmos os esquemas utilizados pelos treinadores Ricardo Gomes e,depois Cristóvão Borges, nota-se que a variação tática do Vasco, principalmente no returno,atuando de acordo com a formação do adversário, acabou ajudando a equipe a conquistar osresultados e manter-se entre os primeiros colocados durante todo o Campeonato. Aversatilidade de jogadores como os armadores Juninho, Felipe, Diego Souza e o bomdesempenho de alguns reservas como Allan, Jumar e Bernardo acabaram criando boas opçõespara os treinadores vascaínos, possibilitando a mudança do esquema de jogo durante umapartida, surpreendendo os adversários e dificultando suas ações.Com relação às posições, percebeu-se que a lateral esquerda do Vasco foi umdos maiores problemas da equipe, enquanto o lado direito se caracterizou como jogada fortedo time durante o campeonato. Sem um titular absoluto naquela lateral, o time sofreu amaioria de seus gols em jogadas realizadas por aquele lado. Contra o Corinthians/SP, porexemplo, na 27ª rodada, os dois gols paulistas saíram no setor esquerdo. A inconstância doslaterais acabou sendo notada também na parte ofensiva, já que o lado esquerdo colaboroubem menos que o direito nos quesitos assistência e roubadas de bola. Com relação ao númerode passes errados, o lado esquerdo errou pouco menos que o direito, que teve só o Fagneratuando em quase todo o Campeonato.Ao analisar a defesa, percebemos que o zagueiro Anderson Martins, vendidoao Al-Jaish, do Catar, apresentou números melhores que o seu substituto, o zagueiro RenatoSilva, contratado junto ao Shandong, da China. Anderson, em menos partidas, finalizou mais,cometeu menos faltas, sofreu mais falta, foi advertido menos vezes e apresentou uma maiormédia de roubadas de bola que Renato Silva, que só superou o anterior no menor número deerro de passes. Se considerarmos que Anderson Martins saía mais para o jogo, às vezesatuando quase como um volante, veremos a razão desse maior número de erros. Se pegarmostambém o número de gols sofridos, analisando os dois jogadores, veremos que, com AndersonMartins em campo, o Vasco sofreu 14 gols, enquanto com Renato Silva, o clube levou 16.Quanto aos volantes, os números mostram o bom desempenho de FellipeBastos dentro de campo. Bastos, que no turno era reserva e só assumiu a condição de titularapós a lesão de Eduardo Costa, marcou um gol no campeonato, foi o volante que maisfinalizou ao gol, com 27 chutes, o que mais deu assistência para os companheiros, 4, e um dosmenos advertidos com cartão amarelo. Ele apresentou números melhores em 17 jogosdisputados que o titular Eduardo Costa, que jogou 18 jogos, e que Jumar, reserva imediato daposição.No meio campo o destaque foi Diego Souza, líder absoluto em praticamentetodos os fundamentos e um dos melhores jogadores do elenco. Outro destaque foi o armadorJuninho Pernambucano, que retornou ao Vasco, após 10 anos atuando no exterior. Juninho foio segundo colocado em praticamente todos os quesitos e foi o destaque da equipe nas bolasparadas, com 4 gols e 3 assistências. O fato do meio campo se destacar mais ofensivamenteque o ataque comprova a força e a importância do setor no time vascaíno.No ataque, a grande dúvida sempre foi de quem era o melhor atacante para oVasco no Brasileiro: Elton ou Alecsandro? Os números são claros ao mostrar a superioridade doprimeiro sobre o segundo. Elton finalizou um número maior de vezes, marcou mais gols, deumais assistências, roubou mais bolas do adversário, errou menos passes e ficou menos vezes
  • 17. em impedimento que Alecsandro. O grande destaque do ataque foi Eder Luís, líder na maioriados fundamentos estudados e taticamente importante para a equipe durante o campeonato,fazendo do lado direito do ataque vascaíno, junto com o lateral direito Fagner, o lado maisefetivo da equipe.Os dados analisados permitem visualizar que a variação tática imposta pelostreinadores Ricardo Gomes e Cristóvão Borges, somada aos bons números coletivosapresentados pelo Vasco durante o Campeonato Brasileiro 2011 ajudaram na boa campanhado clube durante a competição. Os destaques individuais da equipe, Fernando Prass no gol,Dedé na defesa, Rômulo como volante, Juninho e Diego Souza no meio campo, Eder Luís noataque, além dos reservas Allan, Fellipe Bastos e Bernardo, contribuíram, diretamente, paraa manutenção da equipe como candidata ao título do Brasileiro-2011.5. BIBLIOGRAFIA. VASCO DA GAMA, <http://globoesporte.globo.com/futebol/times/vasco/>, acessado pelaúltima vez para coleta de informações em 05/02/2012.. VASCO DA GAMA, <http://blog.futvideos.org/search/label/vasco?max-results=6>, acessadopela última vez para coleta de informações em 10/01/2012.. VASCO DA GAMA, <http://www.vasco.com.br/site/index.php/noticia/categoria/futebol/>,acessado pela última vez para coleta de informações em 16/01/2012.. VASCO DA GAMA, <http://www.netvasco.com.br/noticias/>, acessado pela última vez paracoleta de informações em 10/01/2012.. FUTVÍDEOS, <http://blog.futvideos.org/>, acessado pela última vez para coleta deinformações em 10/01/2012.. BRASILEIRÃO SÉRIE A, <http://globoesporte.globo.com/futebol/brasileirao-serie-a/#/classificacao-e-jogos>, acessado pela última vez para coleta de informações em10/01/2012.. UNIVERSIDADE DO FUTEBOL,<http://www.universidadedofutebol.com.br/MinhaUniversidade/Estudos/AulasGratuitas.aspx>, Cód: GC077T, Nível: Básico, acessado pela última vez para coleta de informações em30/01/2012.. OLHAR TÁTICO, <http://globoesporte.globo.com/platb/olhotatico/>, acessado pela últimavez para coleta de informações em 10/01/2012.. FIFA, <http://pt.fifa.com/aboutfifa/organisation/associations.html> - acessado pela últimavez para coleta de informações em 19/01/2012.. CBF, <http://www.cbf.com.br/institucional/balanco-das-federacoes/2010> - acessado pelaúltima vez para coleta de informações em 19/01/2012.. Ventura, M. M., - O Estudo de Caso Como Modalidade de Pesquisa, 2007 -http://sociedades.cardiol.br/socerj/revista/2007_05/a2007_v20_n05_art10.pdf> - acessadopara pesquisa em 30/01/2012.. Ramos, L. A., Oliveira Jr., M. H., - Futebol: Classificação e Análise dos Gols da EuroCopa2004, 2008 - <http://boletimef.org/biblioteca/1827/artigo/betandwin.com> - acessado parapesquisa em 20/01/2012.. Flores, F. S., Dalcin, C. B., - Método Scout: Observação e Análise do Futebol, 2010 -<http://portal.ufsm.br/jai2010/anais/trabalhos/trabalho_1041240449.htm> - acessado parapesquisa em 20/01/2012. – Trabalho completo disponível em:<http://www.educacaofisica.com.br/biblioteca/download/11647/metodo-scout-observacao-e-analise-do-futebol>, acessado para pesquisa em 20/01/2012.
  • 18. . Vendite, C. C., Moraes, A. C., - Sistema, Estratégia e Tática de Jogo: Uma Análise dosProfissionais Que Atuam no Futebol, 2006 –<http://www.bibliotecadigital.unicamp.br/document/?code=vtls000383600> acessado parapesquisa em 20/01/2012 – Trabalho completo disponível em:<http://www.intercom.org.br/papers/nacionais/2006/resumos/R0925-1.pdf>, acessado parapesquisa em 20/01/2012.. Macedo, P.A.P, Leite, M. M., - Scout Como Instrumento Avaliativo do TreinamentoEsportivo nas Categorias de Base do Futebol, 2009 – acessado para pesquisa em20/01/2012 – Trabalho completo disponível em: <http://www.arcsports.com.br/UserFiles/File/Scout-como-um-instrumento-avaliativo-do-treinamento-esportivo.pdf>, acessado para pesquisa em 20/01/2012.. Ferreira, R. B., Paoli, P. B., Costa, F. R., - Proposta de Scout Tático Para o Futebol, 2008- < http://www.efdeportes.com/efd118/scout-tatico-para-o-futebol.htm> - acessado parapesquisa em 20/01/2012.
  • 19. TABELASTabela 1 – Números do Vasco da Gama no Campeonato Brasileiro-2011 durante as 38rodadas.
  • 20. Tabela 2 – Gols marcados pelo Vasco da Gama durante o Campeonato Brasileiro-2011.
  • 21. Tabela 3 – Gols sofridos pelo Vasco da Gama durante o Brasileiro-2011.
  • 22. Tabela 4 – Jogadores utilizados pelo Vasco da Gama durante o Campeonato Brasileiro-2011.
  • 23. _______________________________________________________________________________________Renato Lopes Moreira*. Técnico da Universidade Federal de Ouro Preto – Ouro Preto, Minas Gerais, Brasil.Paulo Lanes Lobato**. Docente da Universidade Federal de Viçosa – Viçosa, Minas Gerais, Brasil.Endereço para correspondência:Renato Lopes Moreira, Rua Professor Silvio Starling, Ramos, Viçosa, CEP: 36570-000, Minas Gerais, Brasil.E-mail: renatolmoreira@yahoo.com.br