• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Gas Summit
 

Gas Summit

on

  • 1,594 views

 

Statistics

Views

Total Views
1,594
Views on SlideShare
1,594
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
10
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Gas Summit Gas Summit Document Transcript

    • Ri Ag o de ora Ja no ne iro ! O Ponto de Encontro do Mercado de Gás Latino-americano! Acordos Comerciais para Suprimento de Gás, Expectativas de Integração por Navios Metaneiros e Desenvolvimento de Fontes não Convencionais de Gás nos EUA e Europa 24, 25 e 26 de maio de 2010 Windsor Barra Hotel • Rio de Janeiro www.gassummit.com.br Patrocínio Apoio Realização
    • Sobre os Nossos Patrocinadores Prezado (a) Profissional, O ano de 2009 foi marcado pela crise econômica e pela retração do mercado de gás natural, no Brasil. No entanto, o consumo A CEG é a maior empresa distribuidora de gás do Brasil em número de clientes. Foi a primeira companhia de distribuição de gás certificada em de gás continua crescendo em toda a América Latina a ponto ISO 9001/2000 e eleita a melhor empresa em serviços especializados, de muitos países precisarem reavaliar suas políticas energéticas pelo Jornal Valor/1000. A CEG RIO foi eleita pela Revista Exame a melhor empresa do comércio varejista. CEG e CEG RIO são empresas do Grupo e os acordos comerciais com seus mercados fornecedores. Gas Natural, que ratificou sua crença na América Latina por meio do processo de fusão com a União Fenosa, tornando-se a terceira utility da Além de todos esses fatores, o mercado também vem passando Espanha, com mais de 10 milhões de clientes de energia elétrica, sendo por mudanças significativas e apresentando tendências que líder mundial de distribuição de gás em número de clientes: 20 milhões em podem alterar definitivamente as relações entre os países e o todo mundo e 10 milhões somente na América Latina. modo como o gás natural é visto hoje. A Aggreko atua, principalmente, no segmento de locação de grupos moto- O Gas Summit Latin América está em sua sétima edição e geradores de energia - desde 15kVA até mantém a tradição de sempre reunir especialistas de toda a soluções completas com plantas geradoras de 1MW até 100MW -, e é a detentora do maior número de equipamentos de geração de energia em América Latina para debater questões importantes como as contêineres no mundo, com uma frota de aluguel avaliada em mais de citadas acima, além de ser um ambiente muito favorável a US$ 1 bilhão. A companhia reúne 4.000 funcionários em mais de 133 troca de informações e novos negócios. localidades. Na América do Sul, está presente desde 2003, e, atualmente, conta com operações locais no Brasil, Venezuela, Chile e Argentina. Para mais informações, veja o site da companhia em www.aggreko.com.br Neste ano, o evento acontecerá pela primeira vez no Rio de Janeiro. Acreditamos que a nova localização trará muitos Promigas é a empresa privada transportadora de gás benefícios a todos os participantes e viabilizará negócios na mia antiga da América Latina, uma holding de energia com um portfólio de investimentos que inclui 12 região que mais atrai investimentos do setor. companhias de transporte e distribuição de gás e telecomunicações com presença na Colômbia, Peru e Convido você a conhecer nossa programação completa e os Panamá. Por mais de 40 anos tem trazido progresso para Colômbia ao palestrantes que estarão conosco. Faça parte do Gas Summit promover a massificação do gás natural, como transportador e distribuidor. Latin America 2010, o mais importante evento de gás do ano! Oportunidades de Patrocínio Devido à reunião de altos executivos e autoridades de todo o continente em um ambiente de troca de informações privilegiada, o Gas Summit Gabriela Silva Latin America se tornou, ao longo de sete anos, o principal evento Gas Summit Project Manager catalisador de informações e debates sobre gás natural da América Informa Group Latin America Latina. Isto torna este evento um catalisador de negócios e o ambiente ideal para consolidar a imagem da sua empresa. Nossos Contatos: Aproveite a exposição direta e de alto retorno que somente um evento Se sua empresa deseja patrocinar este congresso: Premium como o Gás Summit pode oferecer. Entre em contato com fabiana.conceicao@ibcbrasil.com.br nossa executiva de patrocínio, e escolha a proposta ideal para o seu Se você está interessado em assistir o Congresso: negócio e alinhada com seus objetivos. renata.lara@ibcbrasil.com.br Fabiana Conceição Se você está interessado em palestrar neste Congresso: 11 3017-6873 • fabiana.conceicao@ibcbrasil.com.br gabriela.silva@ibcbrasil.com.br 6 7 5 Público-alvo 8 4 12% 9% 9 Hierarquia de Cargos 3 19% Presidência & VP 10 15% Diretoria 2 Sala de Conferência Gerência 11 Analistas 1 Engenharia HALL Entrada Centro de Convenções 45% Patrocinadores das Edições Anteriores 9% Empresas de Gás 1% 52% Ramos de Atividade 7% Transporte & Distribuição 4% Geração Termelétrica Consumo Industrial & Comercial 11% Fornecedores de Equipamentos Prestadores de Serviço 3% Bancos 13% Governo
    • Sobre os Nossos Palestrantes Armando Laudório, Presidente, ABEGAS Jean Negri, Coordenador de Energia, Secretaria de Saneamento e Energia SP Formado em Engenharia Mecânica e Administração de Empresas pela Universidade Graduado em Engenharia Naval pela Escola Politécnica da USP, em 1978 e Mestre e Doutor Mackenzie/SP com Curso na área de Gás Natural - Suprimentos e Contratos e MBA em em Engenharia Mecânica pela mesma escola em 1989 e 2002. Exerceu cargo de Gerente do Concessões e Regulação pela FGV. Atual Presidente da ABEGÁS - Associação Brasileira Departamento de Planejamento Energético e Assuntos Regulatórios da CESP, entre Abril/2000 das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado; Diretor do Grupo Gás Natural no Brasil a Janeiro/2007.Responde desde Abril de 2007 pela Coordenadoria de Energia da Secretaria e Diretor Geral da Distribuidora Gás Natural São Paulo Sul; Foi também Coordenador da de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo. Comissão de Gás do IBP – Instituto Brasileiro de Petróleo, Gás e Biocombustíveis. Gustavo Mano, Gerente de Assessoria Jurídica, GASPETRO Daniel Cámac, Vice-ministro de Energia do Peru Graduado em Direito pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro - UERJ. MBA em Direito da Formado pela Faculdade de Engenharia Elétrica da Universidade Nacional del Centro del Economia e da Empresa pela FGV- RJ. Mestrando em Regulação da Indústria da Energia pela Peru. Mestrado em Ciências de Engenharia na Pontifícia Universidade Católica do Chile, UNIFACS - BA. Advogado da PETROBRAS desde 1985. Atualmente ocupa a função de Gerente e em Administração de Empresas na ESAN. Ele realizou seus estudos de doutorado em da Assessoria Jurídica da Petrobras Gás S.A. - GASPETRO. Professor de cursos de pós-graduação Ciência da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Atualmente, o Sr. Camac em Petróleo e Gás da Universidade Cândido Mendes - RJ, da FGV-RJ e da USP. Diretor de é um professor da Escola de Pós-Graduação de Engenharia Elétrica da Universidade Relações Institucionais do Instituto Brasileiro de Estudos doDireito da Energia – IBDE. Nacional de Engenharia, em Lima - Peru. Zevi Kann, Diretor de Regulação e Fiscalização dos Serviços de Gás Elson Ronaldo Nunes, Diretor de Estudos de Gás, Petróleo e Canalizado, ARSESP Biocombustíveis, EPE Engenheiro Eletricista pela Escola Politécnica da USP em 1973. Pós Graduação pela USP e É Formado em Física Pela Faculdade De Humanidades Pedro II - FAHUPE - Rio De Janeiro/ atuação na Área de Energia, Planejamento, Engenharia, Usinas Termoelétricas na CESP . Foi RJ Po´s Graduado em Petróleo e Gás pela COPPE/UFRJ. Entre 2005 e 2009 foi Assessor Presidente da ABAR - Associação Brasileira de Agências de Regulação, atualmente Diretor da Diretoria-Geral e Superintendente Adjunto de Gás Natural e Comercialização de da entidade, que congrega as agências de regulação brasileiras no âmbito federal, estadual seus Derivados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis – ANP. e municipal. Dirigente da Comissão de Serviços Públicos de Energia-CSPE, foi responsável Atualmente é Diretor de Estudos do Petróleo, Gás e Biocombustíveis da Empresa de pela elaboração e implantação do marco regulatório da distribuição de gás canalizado no Pesquisa Energética – EPE Estado de São Paulo. Sylvie D’Apote, Sócia Diretora, Gás Energy Mariana Amin, Assessora Jurídica, ANACE É formada em economia pela Universidade “La Sapienza”de Roma, Itália, e tem mestrado Graduada em Direito pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo e pós – graduanda em tecnologia da energia pelo “Imperial College” de Londres. É sócia-diretora da GAS em Negócios de Petróleo, Gás e Biocombustíveis pela Fundação Instituto de Administração ENERGY desde Julho 2008 e economista com mais de 15 anos de experiência como – FIA; é Sócia do escritório AMIM, PINHEIRO & GISSONI – SOCIEDADE DE ADVOGADOS, com consultora na área de petróleo, gás e eletricidade, dos quais mais de 10 anos focados atuação em consultoria relativa a Direito de Energia em matéria institucional, regulatória, na América do Sul. Sylvie foi Diretora Associada da empresa de consultoria internacional administrativa, empresarial e societária do setor de energia elétrica e do gás natural. É Cambridge Research Energy Associates (CERA) e sócia-diretora da própria empresa de Assessora Jurídica da ANACE – Associação Nacional dos Consumidores de Energia. consultoria, a Prysma E&T Consultores. Jorge Moreno, Gerente de Base, Aggreko Marcelo Rennó, Diretor de Gás Natural, Transpetro Engenheiro Mecânico formado pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e Mestre Formado em Engenharia Mecânica pela Escola de Engenharia Federal da Universidade em Ciência dos Materiais formado pelo IME, Jorge Moreno tem 10 anos de experiência no de Minas Gerais, pós-graduado em Engenharia Mecânica – Área de Fluidos pela setor de energia atuando em grandes empresas como a General Eletric e, atualmente, na COPPE/UFRJ e MBA em Marketing, Finanças e Políticas Públicas. Trabalha no Sistema Aggreko. Começou sua carreira na empresa como Gerente de Vendas, responsável pela área PETROBRAS há 33 anos, tendo passado por várias áreas de atuação e hoje exerce o de Projetos, logo depois passando a ser Gerente de Base em Jaguariúna (SP). cargo de Diretor de Gás Natural da Petrobras Transporte S.A. – TRANSPETRO. Atua como Coordenador da Comissão de Dutos do IBP – Instituto Brasileiro de Petróleo e como Antonio Bacigalupo, Gerente General, Terminal Quintero – Chile Presidente da Assembléia do CTDUT – Centro de Tecnologia em Dutos. Tem 15 anos de experiência em desenvolvimento de negócios e gestão de empresas no setor de energia na América Latina. Desde janeiro de 2006 é o Gerente Geral da GNL Quintero SA Renata Bezerra Cavalcanti, Subsecretária de Estado de Energia, Logística empresa responsável pelo desenvolvimento, construção e operação do primeiro terminal de e Desenvolvimento Industrial SEDEIS recepção, armazenamento e regaseificação de Gás Natural Liquefeito (GNL) do Chile. Engenheira Química pela Escola de Química da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Atualmente subsecretária de Estado de Energia, Logística e Desenvolvimento Industrial, Mauricio Medinaceli, Coordenador de Petróleo e Gás, OLADE responsável pelos Projetos Estruturantes do Estado, como Complexo do Açu, Barra do Formado em Economia pela Universidad Católica Boliviana, com mestrado Maestría em Furado, Companhia Siderúrgica do Atlântico, além da área Naval e Energia incluindo economia. ILADES – Georgetown University. Santiago – Chile. Foi Ministro de Hidrocarburos Petróleo e Gás. Engenheira da Petrobrás na área de exploração e produção desde a de novembro de 2005 até fevereiro de 2006. Desde março de 2008 ocupa o cargo de descoberta da Bacia de Campos. coordenador de Petróleo e Gás da Organização Latino-americana de Energia (OLADE). Armando Guedes, Presidente do Conselho de Energia, FIRJAN Alvaro Rios, Socio Director, Gas Energy Latin America e Di International Formou-se em engenharia química e química industrial em 1963 pela escola nacional de Engenheiro químico pela Universidade do Texas A&M, pós-graduação em Eng. química pela química, com pós-graduação em engenharia de processamento de petróleo. Dr. Armando universidade de Houston, com 25 anos de experiência na área energética. Conhecedor da Guedes passou por todos os níveis hierárquicos da Petrobras chegando inclusive à problemática energética Latino-americana e da indústria do gás. Tem artigos, publicações e presidência daquela companhia. Foi diretor superintendente da Suzano petroquímica, entrevistas em veículos da região e do mundo. Ex-Secretário Executivo de OLADE, ex-Ministro onde organizou e estruturou toda a área petroquímica do grupo. Atualmente é de Hidrocarbonetos da Bolívia, Gerente de Mediterranean Energy, Peru, para assessoramento conselheiro do IBP e presidente da comissão de energia da FIRJAN. em temas vinculados à energia e gás natural. Edgard Ramirez Cadenillas, Gerente Geral, LATIN ENERGY PERU Dr. R. Fernandes, Coordenador do Comitê GNV, IBP Engenheiro de Petróleo, com especialidade em gás natural e MBA, com 25 anos de Engenheiro mecânico graduado em 1966 pela UFRJ - Universidade Federal do Rio de Janeiro. experiência profissional na indústria do Petróleo e Gás Natural. Atualmente é Gerente Possui cursos de especialização em áreas de engenharia, administração e P&D realizados no Geral da empresa Consultora em temas Engenharia e Regulação energética LATIN Brasil e no exterior. Membro do Conselho de Tecnologia da FIRJAN – Federação de Indústrias ENERGY - PERU, e assessorou em projetos e estudos de regulação de Petróleo e Gás, do Estado do Rio de Janeiro, Coordenador do Comitê de GNV do Instituto Brasileiro de a empresas do setor público e privado como PROINVERSIÓN, OSINERG, A Secretaria Petróleo e Gás, Presidente da Associação Latino Americana de Gás Natural Veicular, Membro de Estado de Indústria e Comércio (SEIC) de República Dominicana, KUNTUR do Conselho Executivo da IANGV – International Association for Natural Gas Vehicles. TRANSPORTADORA DE GÁS, PETROPERÚ, ELECTROPERÚ, TGP (Transportadora do Gás do Peru), entre outras. Arnaldo Jardim, Deputado PPS, SP Arnaldo Jardim é o 1º vice-líder da bancada do PPS na Câmara Federal, onde também preside Wanderlei Passarela, Presidente, GPC QUÍMICA a Comissão Especial sobre a capitalização da Petrobras para exploração do Pré-Sal. Jardim Mestre em Administração de Empresas e Bacharel em Economia pela FEA-USP, e também integra a Comissão de Minas e Energia da Câmara e a Comissão Mista Permanente Engenheiro Mecânico pela Escola Politécnica da USP. Atuamente é o Diretor Presidente sobre Mudanças Climáticas. O deputado compõe ainda as comissões de Ciência e Tecnologia; da GPC Química S/A, do Grupo Peixoto de Castro, empresa líder nacional na produção Desenvolvimento Urbano; Finanças e Tributação; Viação e Transportes; de Meio Ambiente e de resinas uréia-formol e metanol. Foi Diretor Presidente da Petroflex, uma das 10 Desenvolvimento Sustentável. maiores produtoras de elastômeros do mundo. Também foi Diretor Geral da Menasha Materials Handling South America e exerceu cargos gerenciais na NitroQuímica (Grupo Jorge Loureiro, Superintendente de Gás, SEDEIS Votorantim) e Ipiranga Química. Engenheiro elétrico formado na UERJ, engenheiro civil formado na Universidade Veiga de Almeida e Pós - Graduado em Petróleo e Gás no IBP - Instituto Brasileiro de Petróleo e Gás. Ashley Brown, Executive Drector, HARVARD ELECTRICITY POLICY Foi superintendente de Gás, da Secretaria de Energia, da Indústria Naval e do Petróleo do Estado do Rio de Janeiro de 2003 a 2006. Atualmente é Superintendente de Gás, da Secretaria GROUP DA UNIVERSIDADE DE HARVARD de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços do Estado do Rio de Janeiro. Ashley Brown is an attorney admitted to practice in Ohio, Massachusetts, and the District of Columbia. He is the Executive Director of the Harvard Electricity Policy Group Gabriel Pablo Vendrell, Vice-presidente, ACIGRA at Harvard University’s John F. Kennedy School of Government. He is an instructor in Engenheiro Industrial pela Universidade de Buenos Aires e Especialista em Administração do Harvard’s Executive program on “Infrastructure in a Market Economy.” He is Of Counsel Mercado Elétrico pelo Instituto Tecnológico de Buenos. Atual vice-presidente da Associação to the law firm of LeBoeuf, Lamb, Greene and MacRae, 260 Franklin St., Boston, MA, consumidores de gás da Argentina (ACIGRA) e Diretor Suplente CAMMESA. Também 02110. Mr. Brown has also served as an arbitrator in matters relating to the evolution of atua como membro da comissão diretiva da Associação de Geradores de Energia Elétrica competition in infrastructure industries. da República Argentina (AGEERA) e gerente de Recursos Energéticos de Aluar Aluminio Argentino S.A.I.C. Marcelo Moraes, Diretor de Relações Institucionais, ABIAPE Graduado em Administração de Empresas pelo UNICEUB e pós-graduado em Edmilson Moutinho, Professor, IEE USP Administração Pública pela FGV. Iniciou sua carreira no setor elétrico brasileiro Autoridade acadêmica no setor de energia latino-americano, possui títulos de mestrado, no ano 2000, ao assumir a Diretoria de Novos Negócios da Energética Tech doutorado e livre-docência em energia. Atualmente é professor de pós-graduação em Consultoria. Foi Diretor Executivo da ABRACEEL (Associação Brasileira dos Agentes energia da Universidade de São Paulo na qual ensina e desenvolve pesquisas com foco em Comercializadores de Energia Elétrica) Desde 2005 é Diretor de Relações Institucionais gás natural. da ABIAPE (Associação Brasileira dos Investidores em Autoprodução de Energia).
    • Segunda-feira, 24 de maio de 2010 08h30 Recepção e Credenciamento Infraestrutura de Transporte 08h50 Abertura da Conferência pelo Presidente de Mesa 14h00 Os Planos para a Indústria Dutoviária Latino-americana e Análise da Atual Estrutura de Transporte e das Ligações Inter-paises Oferta de Gás e Gestão de Excedentes • As deficiências da malha de transporte de gás no Brasil e na América Latina 09h00 Cenário da Produção Brasileira de Gás Natural e as • Investimentos e linhas de financiamento para projetos Operações para Gestão de Excedentes e Estimulo ao dutoviários Consumo • Modelos e projetos desenvolvidos nos diferentes países da • Os reflexos da crise internacional no mercado de gás natural América Latina • Estudo sobre as estatísticas de consumo e expectativas de • Projetos mais recentes e propostas para ampliar a malha de crescimento transporte no Brasil • Análise dos leilões de curto prazo da Petrobras e perspectivas • Conheça o plano de expansão da Empresa Brasileira de de continuidade Pesquisa Energética • Estratégias e ações que estão estimulando o consumo de gás Elson Ronaldo Nunes, Diretor de Estudo do Gás, Petróleo e no Brasil Biocombustível • Problemática da queima do gás e os reflexos ambientais EPE - EMPRESA DE PESqUISA ENERGéTICA dessas ações Sylvie D´Apote, Sócia Diretora Armando Laudorio, Presidente GAS ENERGy ABEGAS Jean Negri, Coordenador de Energia SECRETARIA DE ENERGIA E SANEAMENTO DE SÃO PAULO Estudo de Caso: Gasoduto Urucu-Coari-Manaus 10h30 Intervalo para café e troca de cartões 15h00 Conheça as Soluções Tecnológicas e de Engenharia Desenvolvidas no Brasil para Construção Eficiente de Gasodutos com Baixo Impacto Ambiental Produção Boliviana e Acordos Comerciais Marcelo Rennó, Diretor de Gás Natural TRANSPETRO 11h00 O Volume de Produção do Gás Natural Boliviano e os Planos para Garantir a Provisão Interna e os Acordos 16h00 Intervalo para café e troca de cartões com os Países Vizinhos • Plano de investimentos na cadeia produtiva • Novos campos, oferta e capacidade de produção de gás natural Interiorização do Gás Natural • Projeção de preços e cenário das exportações e Ampliação do Consumo • Situação dos acordos firmados com os países da América Latina 16h30 A Utilização do GNC e outras Alternativas como Estamos convidando os melhores profissionais para abordar forma de Ampliar o Acesso ao Gás Natural e este tema. Acesse a programação atualizada no site Desenvolver Mercados Regionais www.gassummit.com.br • Dificuldades de acesso e projetos para facilitar o acesso ao gás Cenário Energético Peruano • Visão da distribuidora e análise das deficiências da malha de gasodutos 11h30 Cenário da Produção de Gás Natural no Perú e os • Projetos para levar o gás natural comprimido ao interior Principais Aspectos da Integração Energética com o • Experiências bem sucedidas na utilização do GNC Brasil Armando Guedes, Presidente do Conselho de Energia • Reservas exploradas e a produção de gás em Camisea FIRJAN - FEDERAÇÃO DAS INDUSTRIAS DO ESTADO DO RJ • Oferta de gás para consumo interno e para atender os contratos de exportação Bruno Armbrust, Presidente • Relação Peru-Brasil e os aspectos econômicos e regulatórios CEG • As políticas e os projetos de energia definidos pelo governo Renata Bezerra Cavalcanti, Subsecretaria de Estado de peruano Energia, Logística e Desenvolvimento Industrial • Os investimentos e os planos de expansão dos sistemas de SEDEIS transporte Daniel Cámac, Vice-Ministro de Energia 18h00 Encerramento do Primeiro dia de Conferência MINISTERIO DE ENERGIA y MINAS 12h30 Almoço de Integração entre Palestrantes e Participantes Alteração da Programação O compromisso da IBC é fornecer a discussão e o estudo de temas e casos de interesse por palestrantes habilitados. Eventuais alterações no programa serão decorrentes de caso fortuito ou força maior. Caso algum palestrante não possa comparecer, a IBC empenhará maiores esforços possíveis para substituir o palestrante ausente por outro apto a promover a discussão do tema, conforme programado. Contudo, tal empenho não implica em garantia da substituição. Informações e Inscrições - www.gassummit.com.br • Telef
    • Terça-feira, 25 de maio de 2010 08h30 Recepção dos Participantes Pré-sal 08h50 Abertura do 2º dia de Conferência pelo Presidente de Mesa 14h30 Entenda os Impactos da Descoberta da Camada Pré-sal para o Mercado de Gás Natural Latino-Americano Preço do Gás Natural • Oferta de gás prevista para suprimento da matriz • De que forma a nova regulamentação muda o sistema de 09h00 Conheça a Sistemática de Formação de Preços do Gás E&P Natural nos Diferentes Países da América Latina e os • Aspectos logísticos e projetos para escoamento do gás Impactos da Oscilação do Preço do Petróleo • Destino da oferta de gás e as expectativas dos países vizinhos Edgard Ramirez Cadenillas, Gerente Geral • Aplicações e vantagens do gás para geração temporária de LATIN ENERGy PERU Energia em diversos segmentos de mercado Gabriel Pablo Vendrell, Vice-presidente Jorge Moreno, Gerente de Base ACIGRA AGGREKO Visão do Consumidor 15h30 Intervalo para Café e troca de Cartões Wanderlei Passarela, Presidente GPC qUÍMICA 10h00 Intervalo para café e troca de cartões GNL 16h00 GNL: Entenda de que Forma este Combustível pode Benchmark Alterar as Relações entre os Países e Contribuir Efetivamente para a Integração Energética na América 10h30 Análise do Modelo Norte Americano de Formação de latina Preços e do Sistema que Vincula o Preço do Gás às Leis “O GNL tornará realidade a promessa não cumprida de de Mercado integração energética regional. Este combustível cumprirá a Ashley Brown, Executive Drector função dos gasodutos e linhas de transmissão que não foram HARVARD ELECTRICITy POLICy GROUP DA UNIVERSIDADE DE capazes de cumprir nos últimos dez anos”.(fonte: Revista HARVARD América Economia Online) • O mercado mundial de GNL e a possível integração por transporte de navios metaneiros Lei do Gás • Importações de GNL e projeções para o mercado futuro • Análise dos preços e comparativo entre o custo de GNL X 11h00 Desdobramentos da Lei que Regulamenta o Gasodutos Transporte, a Estocagem, o Processamento e a • Conheça as principais plantas de gás nos diferentes pontos Comercialização do Gás Natural no Brasil da costa Latino-americana • A diversificação da matriz energética chilena e as Arnaldo Jardim, Deputado - Integrante da Comissão Especial importações do terminal de Quintero da Lei do Gás e membro da Comissão de Minas e Energia da Câmara Federal Antonio Bacigalupo, Gerente General PPS – SP TERMINAL qUINTERO – CHILE Gustavo Mano, Gerente de Assessoria Jurídica Maurício Medinaceli, Coordenador de Petróleo e Gás GASPETRO OLADE Marcelo Moraes, Diretor de Relações Institucionais ABIAPE Fontes não Convencionais de Gás 12h00 Almoço de Integração entre Palestrantes e Participantes 17h00 O Desenvolvimento de Fontes não Convencionais de Gás nos EUA, Europa e Outros Países e seus Impactos Comercialização de Gás Natural para o Mercado Mundial e Regional de Gás Natural • Volumes provenientes de fontes como shale, coalbed 13h30 A Criação do Mercado Livre de Gás, as Regras para methane e tight sands Organização do Novo Sistema e Análise do Modelo • Impactos para o setor e as ameaças e oportunidades deste Paulista novo cenário • Novos aspectos da comercialização do gás natural no Brasil • Os reflexos para o mercado de GNL a curto e longo prazo • De que forma o novo sistema irá impactar e alterar as regras • Conheça as tecnologias para extração de gás das fontes não em toda a cadeia convencionais • Conheça as oportunidades de negócio a partir do ML de gás Alvaro Rios, Socio Director • Desdobramentos do mercado livre de gás em São Paulo GAS ENERGy LATIN AMERICA y DI INTERNATIONAL Zevi Kann, Diretor de Regulação e Fiscalização dos Serviços de Edmilson Moutinho, Professor Gás Canalizado INSTITUTO DE ELETROTéCNICA E ENERGIA DA USP ARSESP 18h00 Encerramento do Gas Summit Latin America Mariana Amin, Assessora Jurídica ANACE one: (11) 3017-6888 • E-mail: gassummit@ibcbrasil.com.br
    • Quarta-feira, 26 de maio de 2010 Workshops Simultâneos – Manhã Competitividade do Gás Natural GNV para Veículos Pesados 1 O Posicionamento do Gás Natural frente à Crescente Utilização de Fontes Renováveis 2 Viabilidade e Utilização do Gás natural em Veículos Pesados como Substituto do Diesel Cenário e Objetivos: Cenário e Objetivos: A crescente taxa de crescimento do consumo de energia, somada A utilização do GNV já se tornou uma prática mundial, aos problemas energéticos de abastecimento, exige uma reflexão principalmente pela necessidade de se reduzir as emissões de sobre novas propostas e projetos para geração de energia. gases, danosos ao meio ambiente e à saúde humana. . Em nosso O Gás Natural, por exemplo, é amplamente utilizado pela país, o diesel tem elevada participação na matriz de combustíveis, indústria, comércio, residências, veículos e na geração de energia e alta dependência de importação. elétrica. No entanto, as recentes crises de abastecimento, alta Diferentemente de outros países, no Brasil, o GNV é mais utilizado dos preços, crescimento da demanda e dificuldades para cumprir em veículos leves em virtude da falta de políticas públicas os acordos comerciais, exigiram dos países novas políticas para apropriadas para substituir o diesel, combustível largamente complementar a matriz energética utilizado por veículos pesados. As energias renováveis e não convencionais, por exemplo, No entanto, as estatísticas globais mostram uma nova realidade. passaram a ser uma alternativa cada vez mais factível no campo No mundo, já existiam, no final de 2009, mais de 495.000 energético. Aproveitam a disponibilidade local de recursos, veículos pesados e médios movidos à GNV e no Brasil, isto reduzem o consumo de combustíveis fósseis, contribuem para começa a ser discutido com mais afinco, considerando a a segurança energética e reduzem as emissões de dióxido de necessidade de utilizar combustíveis com baixo nível de carbono, carbono. de menor custo, e melhor segurança energética, como é o caso Este workshop visa apresentar as perspectivas sobre a contribuição do gás natural. das fontes não convencionais para o desenvolvimento energético Este workshop foi estruturado com o objetivo de apresentar Latino-americano e o posicionamento do gás natural frente a as tecnologias existentes, a disponibilidade de equipamentos, esta nova realidade. projetos brasileiros e as tendências para este novo mercado. Assim, será possível entender melhor o estágio desta tecnologia Temas deste Workshop: e sua viabilidade. • Participação das energias não convencionais no Mercado Energético Temas deste workshop: • Custos e benefícios das novas fontes em comparação com o • Desafios para a Implantação de programas de Substituição gás natural de Diesel por GNV • Projetos desenvolvidos pelos diversos países e as expectativas • Oportunidades para Aplicação de GNV na área de motores de crescimento pesados • Opções de financiamento para desenvolvimento das fontes • Tecnologias e Produtos Existentes para o Uso de GNV em renováveis veículos pesados • Mercado de carbono e os investimentos em projetos de MDL • A experiência na América Latina e outros países no uso de • Mudanças climáticas e os compromissos para redução de GNV em veículos pesados emissões • Os benefícios para o Estado resultantes da substituição do Diesel por GNV Maurício Garron, Executivo Principal de Energia CAF Jorge Loureiro, Superintendente de Gás SEDEIS Caso tenha interesse em palestrar neste workshop, entre em contato com gabriela.silva@ibcbrasil.com.br Dr. R. Fernandes, Coordenador do Comitê do GNV IBP Presidente ALGNV - ASSOCIAÇÃO LATINO AMERICANA DE GNV Agenda dos workshops 08h30 Credenciamento dos Participantes 10h30 Intervalo para café e troca de cartões 09h00 Inicio do workshop 12h00 Encerramento dos workshops Conselho Consultivo Imprensa Wilson Chinchilla Herrera Álvaro Rios A IBC disponibiliza completa estrutura de sala de imprensa Subdirector de Mercados Socio Director e assessoria para os jornalistas que acompanham o evento, com o objetivo de facilitar o contato com os Energéticos GAS ENERGY LATIN AMERICA palestrantes, participantes e patrocinadores, assim como EPM - EMPRESAS PÚBLICAS Y DI INTERNATIONAL o envio de matérias para suas respectivas redações. DE MEDELLÍN Luis Olavo Dantas Mais informações sobre assessoria de imprensa e César Ramos Editor-chefe credenciamento de jornalistas para o Gas Summit 2010 Sup. De Petróleo e Gás GASNET podem ser obtidas com: Natural Matias Pensotti Luciano Fonseca EPE – EMPRESA DE Head of Strategy 11 6641-5280 PESQUISA ENERGÉRTICA TOTAL GÀS luciano.fonseca@take4.com.br
    • Quarta-feira, 26 de maio de 2010 Workshops Simultâneos - Tarde Projetos de GTL Tributação e Encargos na Cadeia 3 As Expectativas de Utilização da tecnologia Gas to Liquid no Brasil 4 do Gás Natural Cenário e Objetivos: Cenário e Objetivos: É sabido que o gás natural é uma das alternativas mais viáveis Tecnologia ainda pouco utilizada no Brasil, o GTL começa a se se comparada aos demais combustíveis fósseis derivados do tornar viável graças ao trabalho constante de pesquisadores e petróleo. No entanto, este aspecto também precisa ser analisado dos avanços tecnológicos. O Gas to liquid é um processo químico a partir do cenário tributário e das mudanças que propõe a Lei para produção de hidrocarbonetos líquidos, já utilizado em 11.909. outros países como Alemanha e África do Sul. Recentemente, foi Este workshop pretende oferecer um detalhamento dos tributos cogitado pela Petrobras como forma de escoar o gás do Pré-sal, incidentes sobre a cadeia de gás natural no Brasil, formas de pois possibilita comprimir um maior volume de gás em menor minimizar a carga tributária e ainda esclarecer de que forma a espaço e facilita o transporte do combustível. nova lei do gás pode alterar esses aspectos. Este workshop pretende orientar os profissionais sobre a viabilidade desta tecnologia e apresentar projetos nacionais e Temas deste workshop: internacionais de GTL. • Os impactos da Lei do Gás para a tributação do gás natural • Influências da nova regulamentação da atividade de Temas deste Workshop: Distribuição • Entenda o processo de conversão química do gás em líquidos • Incentivos e benefícios fiscais possíveis para a otimização da • Produção de GTL a partir de outras fontes como betume, carga tributária Orimulsion e biomassa • Aproveitamento de créditos de ICMS • Conheça as tecnologias disponíveis e a utilização em outros • Recolhimento de ICMS em diferentes estados países • Administração do PIS/PASEP e da COFINS Incidentes na • Analise os custos e saiba como viabilizar projetos de GTL cadeia de gás natural • Tecnologia de transformação GTL desenvolvida pela Petrobras • Alternativas legais para o aproveitamento de incentivos • Utilização do GTL como forma de escoar o gás natural do fiscais pré-sal • Otimização da carga tributária na distribuição e Roberto Callari, comercialização Coordenador de Geofísica da Escola de Ciências *Estamos convidando os melhores profissionais do mercado e Tecnologias de E&P para apresentarem este tema. Para conhecer a programação PETROBRAS atualizada, acesse: www.informagroup.com.br/gassummit Agenda dos workshops 13h30 Credenciamento dos Participantes 15h30 Intervalo para café e troca de cartões 14h00 Inicio do workshop 17h30 Encerramento dos workshops Local Windsor Barra - Barra da Tijuca Avenida Lucio Costa, 2630 • Barra da Tijuca - Rio de Janeiro Localizado de frente para a Praia da Barra da Tijuca, o Windsor Barra Hotel tem beleza por todos os lados. A natureza exuberante entra pelas portas do hotel e se encontra com suas 5 estrelas. A Barra da Tijuca é o Rio moderno, sofisticado, vibrante, que oferece inúmeras atrações como bares e restaurantes da moda, shoppings com quilômetros de vitrines de grifes famosas, esportes de todo tipo, parques temáticos e reservas ecológicas. O Windsor Barra Hotel está a apenas 15 km da Praia de Ipanema, 18 km até a Praia de Copacabana. Acesso rápido para aeroportos através da auto-estrada Linha Amarela. O Windsor Barra Hotel se orgulha de ter sido eleito pelo Guia 4 Rodas como o Melhor Hotel para Eventos do Ano de 2009. Agência Oficial do Evento Tournée Viagens Para adquirir seu bilhete aéreo, garantir uma melhor tarifa de hospedagem no Windsor Barra Hotel, por favor fale com José Carlos da Tournée Viagens, pelo telefone 11 3256-2726
    • FICHA DE INSCRIÇÃO – GAS SUMMIT LATIN AMERICA 2010 - EF0900210 Mala Direta Nome: Cargo: Postal 9912247475 - DR/SPM Depto.: E-mail: IIR Sup. Imediato: Cargo: CORREIOS Razão Social: Nome Fantasia da Empresa: Ramo de Atividade: CCM: CNPJ: Inscr. Estadual: Endereço Comercial: CEP: Cidade: Estado: Telefone: ( ) Fax: ( ) FORMAS DE PAGAMENTO Nome para contato: Área: Emissão de boleto restrita até 3 dias antes do evento. Após esta data, favor contatar a Central de Atendimento pelo telefone 11 3017 6888 ou e-mail customer.service@ibcbrasil.com.br. A Nº de funcionários: 01 - 99 100 - 199 200 - 499 500 - 999 1.000 - 1.999 2.000 - 4.999 acima de 5.000 participação do inscrito estará condicionada à efetiva comprovação de pagamento da inscrição antes da realização do evento. 4 Autorizo o envio de informações da empresa por todos os canais de comunicação. Caso não queira receber informações, favor enviar e-mail para cadastro@ibcbrasil.com.br Boleto Bancário AMEX VISA MASTERCARD DINERS CONDIÇÕES GERAIS DE INSCRIÇÃO Nº Valid: Data: Valor Especial para Valor Especial para Valor para Inscrições Desconto especial para grupos. Inscrições até 26/03/10* Inscrições até 23/04/10* após 23/04/10 Assinatura: 24, 25 e 26 de Maio de 2010 ECONOMIZE ECONOMIZE Consulte-nos! Investimento Total (1) Investimento Total (1) Investimento Total (1) DADOS SOBRE COBRANÇA Local: Windsor Barra Hotel Conferência R$ 3.595,00 R$ 500 R$ 3.795,00 R$ 300 R$ 4.095,00 Nome de contato: Avenida Lucio Costa, 2630 Conferência + Workshop 1 + Workshop 3 R$ 4.990,00 R$ 600 R$ 5.290,00 R$ 300 R$ 5.590,00 Cargo: Barra da Tijuca, Rio de Janeiro Conferência + Workshop 1 + Workshop 4 R$ 4.990,00 R$ 600 R$ 5.290,00 R$ 300 R$ 5.590,00 Endereço: Conferência + Workshop 2 + Workshop 3 R$ 4.990,00 R$ 600 R$ 5.290,00 R$ 300 R$ 5.590,00 O Informa Group plc está presente no Brasil e na America Latina pelas marcas IBC e IIR. Conferência + Workshop 2 + Workshop 4 R$ 4.990,00 R$ 600 R$ 5.290,00 R$ 300 R$ 5.590,00 Tel: Fax: Planejamento e Organização dos eventos no Brasil: IIR Informa Seminários Ltda. E-mail para envio da NF-e: Desconto não cumulativo, válido somente para inscrição e pagamento antecipados. (1) ATENÇÃO: Os valores incluem os impostos que devem ser recolhidos pela fonte pagadora em conformidade com a legislação vigente (Lei 116/2003, art. 5º da Lei 10.925/04 e art. 647 do RIR). Pedimos a gentileza de contatar nossa central de atendimento para obter detalhes sobre o valor a ser pago, antes de efetuar o pagamento da inscrição. Cidade: Estado: CEP: A B C D E F G H I J K L M A inscrição será confirmada após a Organizadora receber esta ficha preenchida, assinada e carimbada. CANCELAMENTOS E SUBSTITUIÇÕES: Os cancelamentos podem ser feitos sem ônus ou encargos 4 MANEIRAS RÁPIDAS DE até 10 dias antes do evento. Após esta data, as substituições podem ser feitas sem ônus, mas os cancelamentos terão uma taxa administrativa de R$500,00. Em todos os casos, solicitamos ENTRAR EM CONTATO CONOSCO informar a Organizadora sobre qualquer alteração até às 12h da véspera do evento. Os inscritos que não cancelarem sua participação segundo as condições acima descritas, e não comparecerem ao evento, serão cobrados no valor integral acordado. Todas as notificações devem ser feitas por escrito TELEFONE +55 11 3017-6888 pelo fax, e-mail ou endereço indicados nesta ficha. ALTERAÇÃO DE PROGRAMA: O nosso compromisso é fornecer a discussão e o estudo de temas e casos relevantes por palestrantes habilitados. Eventuais alterações no programa serão decorrentes de caso fortuito ou força maior. Na eventualidade de algum palestrante não comparecer, envidaremos FAX TOLL FREE 0800 11 4664 maiores esforços possíveis para substituir o executivo ausente por outro apto a promover a discussão do tema conforme programado. Contudo, tal empenho não implica em garantia da substituição. Ao assinar este documento, concordo com os termos acima pactuados. E-MAIL gassummit@ibcbrasil.com.br Insira no campo abaixo o código que se encontra na etiqueta de endereçamento Local e Data Código Código da etiqueta. Lado superior direito. SITE www.informagroup.com.br/gassummit Assinatura e Carimbo da Empresa Cargo: