Palestra Myrtes Alonso Gestão Escolar e Tecnologias Centro Paula Souza

2,946 views

Published on

Palestra Myrtes Alonso Gestão Escolar e Tecnologias Centro Paula Souza

Published in: Education, Business, Technology
0 Comments
4 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
2,946
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
731
Actions
Shares
0
Downloads
1
Comments
0
Likes
4
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Palestra Myrtes Alonso Gestão Escolar e Tecnologias Centro Paula Souza

  1. 1. GESTÃO ESCOLAR: NOVOS DESAFIOS Profa. Myrtes Alonso PUC/SP e UFSCAR
  2. 2. Gestão escolar: novo paradigma <ul><li>tema recorrente mas desafiador e polêmico; </li></ul><ul><li>bases dos novos paradigmas - na idéia de mudança e busca de melhoria da escola; </li></ul><ul><li>novas responsabilidades da escola; </li></ul><ul><li>mudanças nas práticas docentes, de sala de aula; </li></ul><ul><li>nos papéis do professor,do aluno, do diretor; </li></ul><ul><li>na concepção de escola – relações com o social; </li></ul><ul><li>reorganização do tempo e do espaço escolar; </li></ul><ul><li>escola como organização - inserção no social. </li></ul>
  3. 3. Desafios da educação no final da década <ul><li>diferentes expectativas e pressões dos grupos externos </li></ul><ul><li>preocupação com a igualdade, ampliação das oportunidades para todos; </li></ul><ul><li>busca da qualidade educativa; </li></ul><ul><li>a redescoberta da aprendizagem na sala de aula; </li></ul><ul><li>concepção pragmática do ensino – resultados; </li></ul><ul><li>a importância da cultura da escola no processo </li></ul><ul><li>de mudança </li></ul>
  4. 4. Características da escola atual <ul><li>Escola seletiva x escola para todos; </li></ul><ul><li>mudanças nas relações com o conhecimento; </li></ul><ul><li>o conhecimento não é estático, acabado; </li></ul><ul><li>informações constituem apenas a base para se chegar ao conhecimento; </li></ul><ul><li>o conhecimento não é adquirido de fora para dentro, mas é construído pelo indivíduo; </li></ul><ul><li>aprendizagem e desenvolvimento - conceitos interligados; aprendizagem com significado. </li></ul>
  5. 5. A concepção orgânica de gestão <ul><li>Cada escola tem um contexto social específico, requer soluções próprias; </li></ul><ul><li>a gestão deve partir do conhecimento efetivo da própria realidade educacional, nas percepções e representações de seus membros; </li></ul><ul><li>implica um trabalho de organização e articulação do gestor no sentido de agregar as pessoas em torno de uma proposta única; </li></ul><ul><li>a existência de um Projeto Político Pedagógico é fundamental para direcionar o processo. </li></ul>
  6. 6. Conhecendo a sua realidade <ul><li>estar aberto ao exterior – diferentes grupos com os quais a escola se relaciona: problemas e sugestões; </li></ul><ul><li>interior- necessidades dos alunos e dos professores </li></ul><ul><li>saber ouvir, criar canais de comunicação abertos e adequados, </li></ul><ul><li>usar as TIC; comunicar-se, ouvir idéias diferentes, </li></ul><ul><li>reuniões com participação efetiva dos presentes, divulgar informações.... </li></ul>
  7. 7. A escola como organização social <ul><li>estruturas flexíveis x rigidez estrutural; </li></ul><ul><li>alteração nas políticas públicas; </li></ul><ul><li>adoção de medidas descentralizadoras; </li></ul><ul><li>maior autonomia às escolas; </li></ul><ul><li>incentivo à participação dos professores na gestão, abertura da escola para a comunidade; </li></ul><ul><li>estabelecimento de parcerias para o desenvolvimento de seus projetos inovadores. </li></ul>
  8. 8. Gestão Participativa: nova tendência <ul><li>importância do indivíduo na organização, a contribuição no desempenho organizacional; </li></ul><ul><li>o desenvolvimento dos ideais democráticos e de valorização da cidadania; </li></ul><ul><li>a participação de todos os membros da organização no processo de gestão; </li></ul><ul><li>atender às demandas emergentes, novas tendências geradoras de novas necessidades; </li></ul><ul><li>a mídia como captadora dessas tendências. </li></ul>
  9. 9. Gestão Participativa - definição <ul><li>«gestão participativa» </li></ul><ul><li>corresponde a um conjunto de princípios e processos que defendem e permitem o envolvimento regular e significativo dos trabalhadores na tomada de decisão; </li></ul><ul><li>manifesta-se, em geral, na participação dos trabalhadores na definição de metas e objectivos, na resolução de problemas, no processo de tomada de decisão, no acesso à informação e no controle da execução; </li></ul><ul><li>sempre orientado para a realização das finalidades da organização.” (Barroso,2001) </li></ul>
  10. 10. As pessoas na organização <ul><li>Tendência: a importância das pessoas para o desenvolvimento das organizações; </li></ul><ul><li>“ profissionalismo interativo”, a posição que o professor deve assumir no contexto organizacional; </li></ul><ul><li>os diretores devem impulsionar o desenvolvimento de culturas escolares interativas e profissionais; </li></ul><ul><li>a par disso, exalta-se a participação dos pais, dos alunos e de outros elementos da comunidade. </li></ul>
  11. 11. Condições necessárias para a melhoria ... <ul><li>pressão acadêmica e elevadas expectativas </li></ul><ul><li>sobre o rendimento dos alunos </li></ul><ul><li>implicação e colaboração dos pais </li></ul><ul><li>existência de forte liderança instrutiva </li></ul><ul><li>coerência e articulação curricular </li></ul><ul><li>controle sistemático do progresso dos alunos </li></ul><ul><li>desenvolvimento continuo do pessoal docente </li></ul><ul><li>autonomia da escola e gestão local </li></ul>
  12. 12. Mudanças estruturais <ul><li>gestão e tomada de decisões baseada na escola; </li></ul><ul><li>nova concepção do trabalho docente-empowerment; </li></ul><ul><li>mudanças na gestão escolar- alteração nas estruturas de gestão e organização das escolas; </li></ul><ul><li>introdução de mecanismos neoliberais de mercado: pais e alunos são clientes e buscam o melhor; </li></ul><ul><li>avaliação institucional, desempenho escolar. </li></ul>
  13. 13. As parcerias nesse contexto <ul><li>uma nova forma da organização buscar soluções para os seus problemas; </li></ul><ul><li>de romper com o isolacionismo da escola; </li></ul><ul><li>de estabelecer formas de cooperação com a comunidade; </li></ul><ul><li>permitir que a formação dos estudantes ganhe novas dimensões, mais realista e prática; </li></ul><ul><li>de permitir a aplicação dos conhecimentos adquiridos na escola em situações reais. </li></ul>
  14. 14. As parcerias: uma estratégia de gestão? <ul><li>muito utilizadas no meio empresarial elas assumem hoje um papel decisivo no movimento de renovação educacional; </li></ul><ul><li>a escola necessita de parceiros para realizar os seus objetivos educacionais; </li></ul><ul><li>a parceria é uma forma de cooperação mútua que favorece a inserção da escola no social e </li></ul><ul><li>de aproximação dos estudantes da realidade em que irão atuar;estratégia de gestão. </li></ul>
  15. 15. Características da liderança <ul><li>Capacidade de captar e expressar os desejos e necessidades do seu grupo; </li></ul><ul><li>Lideres são aquelas pessoas que “caminham na frente”, compromissadas com mudanças profundas em si mesmas e em suas organizações; </li></ul><ul><li>Lideram através do desenvolvimento de novas habilidades, recursos e empreendimentos e provem de várias partes de uma organização.(Senge, p.69) </li></ul>
  16. 16. Diferentes tipos de liderança <ul><li>liderança - condição necessária para o sucesso; </li></ul><ul><li>nem sempre coincide com os postos na hierarquia; </li></ul><ul><li>é definida num determinado contexto social; </li></ul><ul><li>o gestor deve favorecer a emergência de lideranças; </li></ul><ul><li>um criador de cultura, um sustentador da cultura existente, </li></ul><ul><li>um agente de mudança,o mais dificil; </li></ul><ul><li>trata-se de desaprender o que não é mais útil para a empresa.(Schein,p.85) </li></ul>
  17. 17. Novas formas de gestão para esse contexto <ul><li>consciência, da parte dos dirigentes, de que não é possível gerir o trabalho sozinhos, de dentro do seu escritório;trabalho em equipe </li></ul><ul><li>coordenar o trabalho pedagógico requer a contribuição de vários agentes, de alguma forma envolvidos com o assunto; </li></ul><ul><li>a liderança é fundamental e emergente; </li></ul><ul><li>a gestão é um processo complexo </li></ul><ul><li>tomadas de decisões supõe a existência de informações; </li></ul>
  18. 18. Referências Bibliográficas <ul><li>Alonso, M e Almeida,M.E. (orgs.)Tecnologias na formação e na gestão escolar.2007, Ed. Avercamp. </li></ul><ul><li>Bolivar,A. Como melhorar as escolas, Porto, Portugal, 2003, ASA. </li></ul><ul><li>Hesselbein, F. Beckhard, M.e outro(orgs.) O lider do futuro Drucker, P.Foundation, 1995, Ed. Futura </li></ul><ul><li>Marchesi,A. e Martin,E. Qualidade do ensino em tempos de mudança, Porto Alegre, 2003, Artmed. </li></ul>
  19. 19. Referências Bibliográficas (continuação) <ul><li>Senge,E.”Conduzindo organizações voltadas para o aprendizado”, In Hesselbein, F. Beckhard, M.e outro(orgs.) O lider do futuro Drucker, P.Foundation, 1995, Ed. Futura </li></ul><ul><li>Schein,E.” Liderança e cultura organizacional”, In Hesselbein, F. Beckhard, M.e outro(orgs.) O lider do futuro Drucker, P.Foundation, 1995, Ed. Futura </li></ul><ul><li>Vieira,A.T. A concepção de gestão e a melhoria da escola. Tese de doutorado, PUC/SP, 2005. </li></ul><ul><li>Vieira,A.T. et all, Gestão Educacional e Tecnologia. São Paulo, 2003, Avercamp. </li></ul>

×