Sec. XVII e XVIII

50,823 views
50,567 views

Published on

Published in: Business, Technology
0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
50,823
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
32,546
Actions
Shares
0
Downloads
568
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Sec. XVII e XVIII

  1. 1. Tema F: Portugal no Contexto Europeu dos Séculos XVII e XVIII Escola Básica 2,3 Alto do Moinho - 8º Ano Prof. Cidália Luís
  2. 2. <ul><li>Unidade 2: </li></ul><ul><li>Absolutismo e Mercantilismo numa Sociedade de Ordens </li></ul>Escola Básica 2,3 Alto do Moinho - 8º Ano Prof. Cidália Luís
  3. 3. Absolutismo e Mercantilismo numa Sociedade de Ordens Escola Básica 2,3 Alto do Moinho - 8º Ano Prof. Cidália Luís
  4. 4. Absolutismo e Mercantilismo numa Sociedade de Ordens Escola Básica 2,3 Alto do Moinho - 8º Ano Prof. Cidália Luís
  5. 5. Absolutismo e Mercantilismo numa Sociedade de Ordens Escola Básica 2,3 Alto do Moinho - 8º Ano Prof. Cidália Luís
  6. 6. Absolutismo e Mercantilismo numa Sociedade de Ordens Escola Básica 2,3 Alto do Moinho - 8º Ano Prof. Cidália Luís
  7. 7. Absolutismo e Mercantilismo numa Sociedade de Ordens Escola Básica 2,3 Alto do Moinho - 8º Ano Prof. Cidália Luís
  8. 8. Absolutismo e Mercantilismo numa Sociedade de Ordens <ul><li>Um Projecto Modernizador: O Despotismo Pombalino </li></ul><ul><li>Século XVIII </li></ul><ul><li>Monarca: D. José I </li></ul><ul><li>Marquês de Pombal (Sebastião José de Carvalho e Melo) </li></ul><ul><li>1755 Terramoto seguido de um maremoto, que destruiu parte de Lisboa e o Sul do país </li></ul><ul><li>A capacidade de resposta do Marquês de Pombal contribuiu para que D. José o nomeasse Primeiro-Ministro </li></ul>Escola Básica 2,3 Alto do Moinho - 8º Ano Prof. Cidália Luís
  9. 9. D. José I Reinado 1750 a 1777 Escola Básica 2,3 Alto do Moinho - 8º Ano Prof. Cidália Luís
  10. 10. O Marquês de Pombal Escola Básica 2,3 Alto do Moinho - 8º Ano Prof. Cidália Luís
  11. 11. Absolutismo e Mercantilismo numa Sociedade de Ordens <ul><li>Um Projecto Modernizador: O Despotismo Pombalino </li></ul><ul><li>Despotismo esclarecido ou iluminado : Regime político do absolutismo, onde o rei é iluminado pelos princípios da razão. </li></ul><ul><li>Este despotismo associava ao poder absoluto do rei ideias de progresso, reforma e modernização. </li></ul><ul><li>Este regime defendia um reforço do poder régio (do rei), de forma a que este pudesse governar a favor do bem estar e progresso do seu povo </li></ul><ul><li>O Estado introduz reformas administrativas e jurídicas, dirigindo a economia e orientando a educação. </li></ul>Escola Básica 2,3 Alto do Moinho - 8º Ano Prof. Cidália Luís
  12. 12. Absolutismo e Mercantilismo numa Sociedade de Ordens <ul><li>Um Projecto Modernizador: O Despotismo Pombalino </li></ul><ul><li>O despotismo esclarecido contribui para acelerar a modernização de alguns países. </li></ul><ul><li>Caracteriza-se, em geral, por um espírito secular e em alguns casos mesmo hostil à religião </li></ul>Escola Básica 2,3 Alto do Moinho - 8º Ano Prof. Cidália Luís
  13. 13. Absolutismo e Mercantilismo numa Sociedade de Ordens <ul><li>Um Projecto Modernizador: O Despotismo Pombalino </li></ul><ul><li>O Reforço do Estado: </li></ul><ul><li>O Marquês empreendeu uma série de medidas para reforçar o poder do Estado: </li></ul><ul><ul><li>Reorganização da administração central, criação do Erário Régio (Tribunal de Contas), fiscalizava as cobranças e despesas do Estado de forma a gerir melhor as finanças do país </li></ul></ul><ul><ul><li>Reformas dos tribunais e do ensino </li></ul></ul><ul><ul><li>Criação da Intendência Geral da Polícia de Lisboa , esta separou as funções judicias (dos tribunais) das da polícia </li></ul></ul><ul><ul><li>Criação da Real Mesa Censória , censurava livros e publicações que de alguma forma estavam contra o regime </li></ul></ul>Escola Básica 2,3 Alto do Moinho - 8º Ano Prof. Cidália Luís
  14. 14. Absolutismo e Mercantilismo numa Sociedade de Ordens <ul><li>Um Projecto Modernizador: O Despotismo Pombalino </li></ul><ul><li>A Submissão dos grupos privilegiados: </li></ul><ul><ul><li>Após um atentado contra D. José I, o Marquês aproveita para tomar uma série de medidas: </li></ul></ul><ul><ul><li>Retira poder aos grupos privilegiados: Clero e Nobreza </li></ul></ul><ul><ul><li>Alguns membros da alta nobreza (ex. os Távoras) foram julgados, condenados à morte e os seus bens confiscados </li></ul></ul><ul><ul><li>Expulsa os Jesuítas (que dominavam a cultura e o ensino) de Portugal </li></ul></ul><ul><ul><li>Confisca os bens dos Jesuítas </li></ul></ul>Escola Básica 2,3 Alto do Moinho - 8º Ano Prof. Cidália Luís
  15. 15. Absolutismo e Mercantilismo numa Sociedade de Ordens <ul><li>Um Projecto Modernizador: O Despotismo Pombalino </li></ul><ul><li>Fomento comercial e manufactureiro: </li></ul><ul><li>Economia portuguesa mostrava sinais de crise </li></ul><ul><li>Diminuição das remessas de ouro do Brasil </li></ul><ul><li>Balança comercial desequilibrada, para a equilibrar era necessário mais exportações e menos importações </li></ul><ul><li>Regresso às ideias mercantilistas </li></ul><ul><li>Controle do comercio através da criação de companhias monopolistas: </li></ul><ul><ul><li>Companhia de Grão-Pará e Maranhão, Companhia de Pernambuco e Paraíba, Companhia da Ásia, fundadas para deter o monopólio do comercio com o Brasil e o Oriente </li></ul></ul>Escola Básica 2,3 Alto do Moinho - 8º Ano Prof. Cidália Luís
  16. 16. Absolutismo e Mercantilismo numa Sociedade de Ordens <ul><li>Um Projecto Modernizador: O Despotismo Pombalino </li></ul><ul><li>Fomento comercial e manufactureiro: </li></ul><ul><ul><li>Companhia das Pescas do Algarve </li></ul></ul><ul><ul><li>Companhia Geral da Agricultura das Vinhas do Alto Douro, que controlava a produção e o comércio do vinho do Porto </li></ul></ul><ul><li>Estas companhias eram constituídas com dinheiro dos accionistas e ficavam com o ,monopólio do comercio destes produtos </li></ul><ul><li>Fomento da Industria: </li></ul><ul><ul><li>Reorganizou as fábricas reais de lanifícios </li></ul></ul><ul><ul><li>Fundou e renovou fábricas de vidros, louças, cutelarias e fundição </li></ul></ul><ul><ul><li>Fundou a primeira fábrica de refinação de açúcar </li></ul></ul><ul><ul><li>Reorganizou a real fábrica das sedas </li></ul></ul>Escola Básica 2,3 Alto do Moinho - 8º Ano Prof. Cidália Luís
  17. 17. Absolutismo e Mercantilismo numa Sociedade de Ordens <ul><li>Um Projecto Modernizador: O Despotismo Pombalino </li></ul><ul><li>Fomento comercial e manufactureiro: </li></ul><ul><ul><li>Contratou técnicos estrangeiros para melhorarem a produção </li></ul></ul><ul><ul><li>Aplicou medidas proteccionistas para produtos nacionais – Proteccionismo do Estado </li></ul></ul>Escola Básica 2,3 Alto do Moinho - 8º Ano Prof. Cidália Luís
  18. 18. Absolutismo e Mercantilismo numa Sociedade de Ordens <ul><li>Um Projecto Modernizador: O Despotismo Pombalino </li></ul><ul><li>A Promoção da Burguesia: </li></ul><ul><li>As medidas de controle dos grupos privilegiados, e de desenvolvimento da economia favoreceram a burguesia </li></ul><ul><li>A burguesia foi estimulada pelo Marquês de Pombal a participar nas companhias comerciais </li></ul><ul><li>Recebeu do Marquês títulos nobiliárquicos </li></ul><ul><li>Os cristãos-novos deixaram de ser perseguidos pela Inquisição </li></ul><ul><li>Igualdade entre cristãos-velhos e cristãos-novos </li></ul><ul><li>Muitos que haviam estudado em universidades estrangeiras vêem ocupar cargos importantes em Portugal </li></ul>Escola Básica 2,3 Alto do Moinho - 8º Ano Prof. Cidália Luís
  19. 19. Absolutismo e Mercantilismo numa Sociedade de Ordens <ul><li>Um Projecto Modernizador: O Despotismo Pombalino </li></ul><ul><li>A cidade como imagem do poder: o urbanismo pombalino </li></ul><ul><li>Terramoto em 1755 </li></ul><ul><li>Medidas do Marquês de Pombal para recuperar a cidade: </li></ul><ul><ul><li>Enterrar os mortos e socorrer os feridos </li></ul></ul><ul><ul><li>Ordenou que todos os palácios e igrejas fossem vigiados, para que estes não fossem saqueados </li></ul></ul><ul><ul><li>Planificou a reconstrução da cidade </li></ul></ul><ul><li>A planificação foi entregue ao engenheiro Manuel da Maia e aos arquitectos Carlos Mardel e Eugénio dos Santos </li></ul>Escola Básica 2,3 Alto do Moinho - 8º Ano Prof. Cidália Luís
  20. 20. Absolutismo e Mercantilismo numa Sociedade de Ordens <ul><li>Um Projecto Modernizador: O Despotismo Pombalino </li></ul><ul><li>A cidade como imagem do poder: o urbanismo pombalino </li></ul><ul><li>O Terramoto de Lisboa teve um enorme impacto político e socio-económico na sociedade portuguesa do século XVIII </li></ul><ul><li>Deu origem aos primeiros estudos científicos do efeito de um terramoto numa área alargada, marcando assim o nascimento da moderna Sismologia </li></ul><ul><li>O acontecimento foi largamente discutido pelos filósofos iluministas, como Voltaire, inspirando desenvolvimentos significativos no domínio da Teodiceia e da Filosofia </li></ul>Escola Básica 2,3 Alto do Moinho - 8º Ano Prof. Cidália Luís
  21. 21. Terramoto de 1755 Escola Básica 2,3 Alto do Moinho - 8º Ano Prof. Cidália Luís
  22. 22. Absolutismo e Mercantilismo numa Sociedade de Ordens <ul><li>Um Projecto Modernizador: O Despotismo Pombalino </li></ul><ul><li>A cidade como imagem do poder: o urbanismo pombalino </li></ul><ul><li>O novo urbanismo: </li></ul><ul><ul><li>Avenidas largas alternando com ruas mais estreitas </li></ul></ul><ul><ul><li>Construção de passeios </li></ul></ul><ul><ul><li>Distribuição de ofícios por ruas </li></ul></ul><ul><ul><li>Instalação de uma rede de esgotos </li></ul></ul><ul><ul><li>Construção de casas com a mesma altura e fachadas iguais </li></ul></ul><ul><ul><li>Construção com novas técnicas de forma a serem mais resistentes aos sismos </li></ul></ul><ul><ul><li>Construção da praça do comércio </li></ul></ul>Escola Básica 2,3 Alto do Moinho - 8º Ano Prof. Cidália Luís
  23. 23. Urbanismo Pombalino Eugénio dos Santos Escola Básica 2,3 Alto do Moinho - 8º Ano Prof. Cidália Luís A Baixa Pombalina
  24. 24. Urbanismo Pombalino Escola Básica 2,3 Alto do Moinho - 8º Ano Prof. Cidália Luís A Baixa Pombalina
  25. 25. Urbanismo Pombalino Escola Básica 2,3 Alto do Moinho - 8º Ano Prof. Cidália Luís A Baixa Pombalina – Rua Augusta
  26. 26. Urbanismo Pombalino Escola Básica 2,3 Alto do Moinho - 8º Ano Prof. Cidália Luís A Baixa Pombalina – Praça da Figueira
  27. 27. Urbanismo Pombalino Escola Básica 2,3 Alto do Moinho - 8º Ano Prof. Cidália Luís A Baixa Pombalina – Arco do Triunfo – Rua Augusta
  28. 28. Urbanismo Pombalino Escola Básica 2,3 Alto do Moinho - 8º Ano Prof. Cidália Luís A Baixa Pombalina – Arco do Triunfo – Rua Augusta
  29. 29. Urbanismo Pombalino Escola Básica 2,3 Alto do Moinho - 8º Ano Prof. Cidália Luís Novas Técnicas de Construção Gaiola Pombalina A gaiola pombalina , uma estrutura simétrica interior de madeira projectada a distribuir a força do terramoto, e paredes mais altas que o telhado para prevenir a progressão do fogo.

×