• Save
Aprenda finanças pessoais e investimentos na prática pptx
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Aprenda finanças pessoais e investimentos na prática pptx

on

  • 4,048 views

Apresentação do curso ministrado pelo Renatrader, da Renascença DTVM, corretora home broker com sede em São Paulo.

Apresentação do curso ministrado pelo Renatrader, da Renascença DTVM, corretora home broker com sede em São Paulo.

Statistics

Views

Total Views
4,048
Slideshare-icon Views on SlideShare
4,046
Embed Views
2

Actions

Likes
11
Downloads
0
Comments
1

1 Embed 2

http://institutoargus.com.br 2

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel

11 of 1

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
  • interesanto presentacion sobre bolsa de valores, me fue de mucha utilidad en mis estudios, tambien comparto con ustedes la noticia de Cesar Alierta http://www.labolsa.com/foro/mensajes/1008759405/
    espero ver mas aportes, saludos.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Aprenda finanças pessoais e investimentos na prática pptx Aprenda finanças pessoais e investimentos na prática pptx Presentation Transcript

    • Aprenda finanças pessoais e investimentos na prática
    • AgendaConceitos de finanças pessoaisMontando seu orçamentoConsumo e suas “armadilhas” Número de slides: 109Imposto de Renda Duração : 8 horasUso consciente do créditoProdutos de investimentosDecisões em investimentosGerenciando investimentosUsando o home broker
    • AgendaConceitos de finanças pessoaisMontando seu orçamentoConsumo e suas “armadilhas”Imposto de RendaUso consciente do créditoProdutos de investimentosDecisões em investimentosGerenciando investimentosUsando o home broker
    • Conceitos de finanças pessoais Valor presente e valor futuroPatrimônioparticular/familiarPoder de consumoPadrão de vidaSegurança financeiraAquisição de um bem
    • Conceitos de finanças pessoais Valor presente e valor futuro Valor Presente Valor Futuro
    • Conceitos de finanças pessoais Valor presente e valor futuro
    • Conceitos de finanças pessoais Autoconhecimento Com qual idade Qual o valor dos Qual o valor dos pretendo me meus rendimentos? meus gastos? aposentar? Quantas pessoas Quão estável é Qual a minha idade dependem da minha minha renda? atual? renda? Qual a rentabilidade dos meus investimentos?
    • Conceitos de finanças pessoaisUm indivíduo, vendedor autônomo da indústria, com renda média de R$ 3.000,00 e gasto médiomensal de R$ 2.800,00, tem 45 anos e pretende se aposentar aos 65 anos. Responda: Autoconhecimentoa) Qual valor de poupança para imprevistos recomendado para este indivíduo?Tendo como base ser um indivíduo exposto a uma profissão mais arriscadaqual idade Com (vendedorautônomo), neste caso recomenda-se 12 Qual o valor dos Qual o valor dos x 2800 = R$ 33.600,00 aplicados em investimentos de pretendo me meus rendimentos? meus gastos?alta liquidez, como a poupança. aposentar?b) Sem contar o rendimento, qual valor estimado de poupança com base na sobra de renda mensal?A sobra de renda mensal está no valor médio de R$ 200,00. Faltam 20 anos para ele se Quantas pessoas Quão estável é Qual a minha idadeaposentar.dependem da minha poupança estimada é de 20 x 12 x 200 = R$ 48.000,00. Com base nisso, a minha renda? atual? renda?c) Qual o valor recomendado de investimento para este indivíduo?No momento este indíviduo consegue poupar apenas 6,66% do valor da renda. Recomenda-seum valor maior de poupança, cerca de 25% para este indíviduo. Observação: neste exemplo não Qual a as necessidades de investimento do investimento do indivíduo.foram analisadasrentabilidade dos meus investimentos?
    • Conceitos de finanças pessoais Planejando o futuro Aportes Parciais Capital Planejamento Tempo Inicial Rentabilidade Esperada
    • Conceitos de finanças pessoais Planejando o futuroQual o patrimônio esperado para um indivíduo que tem um capital inicial de R$ 5.000,00 epretende fazer aportes de R$ 500,00 ao mês por Parciaisrentabilidade esperada é de 10% ao Aportes 3 anos cujaano?Para responder a esta pergunta é necessário utilizar uma planilha eletrônica ou calculadorafinanceira. O valor é encontrado capitalizando o capital inicial pelo prazo e os aportes iniciais de Capitalacordo com a época de aplicação. Planejamento Tempo InicialO resultado vai ser aproximadamente um patrimônio de R$ 26.909,59. Calculado pelo softwareMicrosoft Excel. Rentabilidade Esperada
    • Conceitos de finanças pessoais Metas e objetivos financeiros Os objetivos financeiros são os resultados esperados para os investimentos quem têm como meta atender aos objetivos dos indivíduos.
    • Conceitos de finanças pessoais Metas e objetivos financeiros Defina suas metas...
    • Conceitos de finanças pessoais Metas e objetivos financeiros Defina suas metas...Um indivíduo pretende comprar uma casa de R$ 200 mil em 10 anos. Qual deve ser o plano deinvestimento sem capital inicial se ele pretende investir em produtos que rendem 10% ao ano?Para responder a esta pergunta é necessário utilizar uma planilha eletrônica ou calculadorafinanceira. Para este caso tem-se o valor futuro e pretende-se encontrar as parcelas quecomporão o investimento feito ao longo de 10 anos.O resultado vai ser aproximadamente uma parcela mensal de R$ 992,76. Calculado pelosoftware Microsoft Excel.
    • AgendaConceitos de finanças pessoaisMontando seu orçamentoConsumo e suas “armadilhas”Imposto de RendaUso consciente do créditoProdutos de investimentosDecisões em investimentosGerenciando investimentosUsando o home broker
    • Montando seu orçamento Identificando as receitas Receita Além da renda identificada mensal, a pessoa pode ainda Algumas pessoas contar com podem ainda ter outros dificuldade em recebimentos lidar com muitas eventuais, como receitas, a o adicional por Para aqueles que exemplo de férias e décimo possuem empresa, médicos com terceiro salário. o primeiro passo é consultório, que separar as contas podem receber da empresa das por várias vezes contas pessoais. no mês.
    • Montando seu orçamento Identificando as despesas Recorrentes Não-recorrentes Despesas que se Despesas que são repetem na base do temporárias, orçamento (base eventuais e também mensal, por exemplo). as imprevistas. Separe-as em Separe-as em subcategorias. subcategorias.
    • Montando seu orçamento Identificando as despesas Recorrentes Não-recorrentes Alimentação Compra de bens Educação Impostos anuais Habitação Impostos esporádicos Lazer Lazer Financiamentos gerais de longo prazo Manutenção em bens Saúde Saúde Transporte Social
    • Montando seu orçamento Despesas no Brasil
    • Montando seu orçamento Despesas no Brasil
    • Montando seu orçamento Despesas no Brasil
    • Montando seu orçamento Despesas no Brasil
    • Montando seu orçamento Definindo as prioridades Pesa sobre as preferências do indivíduo, casal ou família Sempre repense Objetivos de curto nas alterações prazo e de longo necessárias prazo Revise anualmente o orçamento
    • Montando seu orçamento Definindo o orçamento Organize-se. Misturar as contas dificulta a lidar com as receitas.
    • Montando seu orçamento Definindo o orçamento O importante é organizar suas prioridades, definindo objetivos de curto e longo prazo.
    • Montando seu orçamento Definindo o orçamento Tipo Nome Observação Crédito Rendimentos brutos Salário ou pró-labore Débito Gastos com a profissão Para autônomos Débito Impostos sobre rendimentos Débito Impostos eventuais a recolher Nunca atrase seus impostos Saldo Rendimento profissional líquido Crédito Pensões recebidas Crédito Aluguéis recebidos Crédito Gratificações Crédito Reembolsos Crédito Rendimento de investimentos Saldo Rendimento Total Líquido Débito Aluguel / Parcela do imóvel Débito Condomínio Débito Conta de Luz Débito Conta de Água Débito Supermercado do mês
    • Montando seu orçamento Definindo o orçamento Débito Transporte essencial Combustíveis ou vale-transporte Débito Planos de saúde Débito Gastos diretos com educação Parcela da faculdade (exemplo) Débito Gastos indiretos com educação Livros, eventos, seminários... Resultado após gastos recorrentes Saldo e essenciais Débito Conta de Telefonia Débito Conta de TV a cabo Débito Conta de Celular Débito Conta de Internet Débito Academia Resultado após gastos recorrentes Saldo não essenciais Débito Reparo não previsto do carro Débito Reparo não previsto na residência Débito Gastos não previstos de saúde Saldo Resultado após gastos imprevistos
    • Montando seu orçamento Definindo o orçamento Débito Bens de consumo Exemplo: roupas Débito Restaurantes Débito Presentes Débito Passeios e viagens Débito Entretenimento Resultado após gastos com lazer Saldo e bem estar Débito Financiamentos Crédito ou Despesas Financeiras Débito Juros pagos ou rendidos na conta Débito Parcela dos seguros Crédito Resgate de investimento Débito Aplicação em investimento Crédito ou Saldo do mês anterior Débito Saldo Saldo final do mês na conta
    • AgendaConceitos de finanças pessoaisMontando seu orçamentoConsumo e suas “armadilhas”Imposto de RendaUso consciente do créditoProdutos de investimentosDecisões em investimentosGerenciando investimentosUsando o home broker
    • Consumo e suas “armadilhas” Consumo de bens de baixo valor Baixo impacto nas finanças pessoais Pagamento normalmente à vista Alto desvio dos preços Alto nível de consumo
    • Consumo e suas “armadilhas” Consumo de bens de baixo valor • Quanto mais se compra, menor fica o custo unitário na Efeito aquisição. escala • Evitar a compra por impulso pela quantidade • Avalie bem as suas necessidades para evitar uma compra por Promoções impulso • O consumo no ato da promoção não afete seu orçamento
    • Consumo e suas “armadilhas” Consumo de bens de alto valor Alto impacto nas finanças pessoais Normalmente utiliza-se o financiamento Baixo desvio de preços Alto desvio das qualidades Baixo nível de consumo
    • Consumo e suas “armadilhas” Consumo de bens de alto valor • Barganhe para disputar descontos junto aos vendedores Descontos • Pagamento à vista pode também ser um grande diferencial na hora de conseguir um desconto • Sempre questione todos os valores agregados ao financiamento para obter Financiamento sempre a taxa real cobrada pelo financiamento • Garantia extendida Serviços • Suporte técnico agregados • Planos de dados • Seguros
    • Consumo e suas “armadilhas” Comportamento no momento da compra Antes das compras Planeje também Verifique se você Faça uma Para compras deFaça uma lista os custos de já não possui os pesquisa de maior valor, façaantes de ir às manutenção e bens que deseja preços em mais um plano de compras serviços comprar de um lugar consumo agregados
    • Consumo e suas “armadilhas” Comportamento no momento da compra Durante a negociaçãoEvite socializar com Evitar expor suas Não feche oo vendedor durante emoções com os negócio a negociação produtos imediatamente.
    • Consumo e suas “armadilhas” Comportamento no momento da compra No pós-compra MonitoreMantenha um arquivo Guardar acessórios Sempre tenha a mãos constantementecom os comprovantes recebidos com o bem os dados da garantia do reclamações de outros das compras adquirido bem adquirido usuários dos produtos que você possui
    • AgendaConceitos de finanças pessoaisMontando seu orçamentoConsumo e suas “armadilhas”Imposto de RendaUso consciente do créditoProdutos de investimentosDecisões em investimentosGerenciando investimentosUsando o home broker
    • Imposto de Renda Regra geral do imposto de rendaDevem entregar a Declaração de Imposto de Renda: Ganho de capital: quem Nível de renda: quem obteve ganho de capital recebeu rendimentos (...) ou realizoutributáveis cuja soma foi operações em bolsa desuperior a R$ 22.487,25 valores Bens e direitos: de valor Residência: passou à total superior a R$ condição de residente 300.000,00; no Brasil.
    • Imposto de Renda Preenchendo a declaração Documentação necessária: Cópia da Declaração do ano anterior; Informes de rendimentos de salários, pró-labore, lucros, alugéis e etc; Informes de rendimentos de instituições financeiras; Informes de outras rendas recebidas, como resgate de FGTS, heranças, doações e indenizações; Comprovantes de pagamento de previdência social e privada; Comprovantes de compra e venda de bens e direitos; Comprovante de despesas médicas e odontológicas; Comprovantes de despesas com educação; Comprovantes de doações efetuadas; DARFs pagas; Documento de Arrecadação de Receitas Federais.
    • Imposto de Renda Preenchendo a declaração Outras informações: Entrega • A Declaração só pode ser entregue sob forma de arquivo através da internet ou através de disquete. Prazo • O prazo para entrega da Declaração de Imposto de Renda normalmente corre de 1º dia útil de março até o último dia útil de abril.Modalidades • A Declaração tem duas modalidades para fins de deduções legais: simplificada e completa.Pagamento • Para o contribuinte que tiver Imposto de Renda a pagar, o próprio software da Receita Federal gera a DARF.
    • Imposto de Renda Preenchendo a declaração Orientações gerais Não deixe para enviar na última hora Guarde todos os comprovantes utilizados Compare qual o melhor modelo de Declaração Rendimentos de aplicações financeiras Dívidas de financiamento contraídas Faça uma checagem de todos os itens Registre os bens pelo valor adequado
    • AgendaConceitos de finanças pessoaisMontando seu orçamentoConsumo e suas “armadilhas”Imposto de RendaUso consciente do créditoProdutos de investimentosDecisões em investimentosGerenciando investimentosUsando o home broker
    • Uso consciente do crédito Tipos de crédito Cartão de Mais popular para crédito operações de créditoCheque especial Parcelamento no varejoFinanciamento bancárioFinanciamento estudantilFinanciamento Um dos maiores Juros são de veículo vilões das finanças altíssimosFinanciamento pessoais imobiliário
    • Uso consciente do crédito Tipos de crédito Ativada Cartão de automaticamente crédito quando a conta do correntista no banco seCheque especial torna zerada Parcelamento no varejo É um grande vilão dasFinanciamento finanças pessoais bancárioFinanciamento estudantilFinanciamento Juros são contabilizados de veículo já no dia seguinte à operaçãoFinanciamento imobiliário
    • Uso consciente do crédito Tipos de crédito Cartão de O parcelamento crédito oferecido pelas redes varejistas também é uma forma de créditoCheque especial Parcelamento no varejo Uma grande vantagem doFinanciamento parcelamento no varejo é bancário a sua praticidadeFinanciamento estudantil Uma grandeFinanciamento desvantagem é o fato de de veículo que esta facilidade pode estimular o consumoFinanciamento não-planejado imobiliário
    • Uso consciente do crédito Tipos de crédito Cartão de Para as situações em crédito que o comércio não apresenta uma solução de parcelamentoCheque especial Parcelamento O consumidor deve estar no varejo atento às taxas de juros,Financiamento que podem variar bancário bastante de instituição para instituiçãoFinanciamento estudantilFinanciamento Verifique também outros custos agregados à de veículo contratação doFinanciamento financiamento imobiliário
    • Uso consciente do crédito Tipos de crédito Cartão de No Brasil, o FIES tem crédito prioridade em financiar a graduação em Ensino SuperiorCheque especial Parcelamento O FIES também atende a no varejo estudantes de Mestrado,Financiamento Doutorado, Ensino bancário Técnico e mesmo Ensino Médio.Financiamento estudantilFinanciamento O financiamento é de veículo concedido junto à Caixa Econômica FederalFinanciamento imobiliário
    • Uso consciente do crédito Tipos de crédito Existem duas Cartão de modalidades para crédito financiamento de veículos: o CDC e oCheque especial leasing Parcelamento no varejo O leasing é a modalidade de financiamento onde, oFinanciamento banco adquire o carro e bancário “aluga” para o donoFinanciamento estudantil O CDC, Crédito Direto aoFinanciamento Consumidor, é a de veículo modalidade onde o banco empresta o dinheiro aoFinanciamento comprador do veículo imobiliário
    • Uso consciente do crédito Tipos de crédito Cartão de crédito São duas as modalidades deCheque especial financiamento imobiliário no Brasil: Parcelamento no varejoFinanciamento Financiamento bancário bancárioFinanciamento estudantil FinanciamentoFinanciamento pelo Sistema de veículo Financeiro deFinanciamento Habitação imobiliário
    • Uso consciente do crédito Tipos de financiamento Sistema PriceO sistema Price foi criado de forma a pagar uma dívida com um valor PMT = Valor da parcela constante nas parcelas. VP = Valor presente da dívida i = taxa de juros n = número de períodos
    • Uso consciente do crédito Tipos de financiamento Sistema SAC Os juros decrescemconforme e amortizaçãoavança sobre o principal. PMT = Valor da parcela VP = Valor presente da dívida i = taxa de juros n = número de períodos k = número do período analisado
    • Uso consciente do crédito Usando o crédito corretamente Tenha um controle Registre dos gastos no sempre compare o cuidadosamente os cartão de crédito Custo Efetivo Total financiamentos além da fatura adquiridos Prefira os cartões Cuidado com o Prefira pagar à vista que oferecem parcelamento no sempre que tiver bonificações por cartão de crédito saldo bancário consumo No financiamento Concentre os gastos Prefira sempre o imobiliário, sempre em um ou dois financiamento considere uma folga cartões de crédito bancário financeira Data de vencimento Não faça apenas o similar aos seus pagamento mínimo próprios fluxos de da fatura caixa
    • AgendaConceitos de finanças pessoaisMontando seu orçamentoConsumo e suas “armadilhas”Imposto de RendaUso consciente do créditoProdutos de investimentosDecisões em investimentosGerenciando investimentosUsando o home broker
    • Produtos de investimentos Tesouro DiretoO Tesouro Direto é o canal de investimento em títulos públicos federais. LTN: Letras do Tesouro Nacional NTN: Notas LFT: Letras do Tesouro Financeiras Nacional do Tesouro
    • Produtos deTítulo investimentos Preço Unitário Dia Vencimento Taxa(a.a.) Indexados ao IPCA NTNB Principal 150515 Tesouro Direto 15/05/2015 6,58% R$ 1.567,29 NTNB 150515 15/05/2015 6,57% R$ 2.043,10O Tesouro Direto é o canal de investimento em títulos públicos federais. NTNB 150517 15/05/2017 6,42% R$ 2.042,57 NTNB 150820 15/08/2020 6,43% R$ 1.994,78 NTNB Principal 150824 15/08/2024 6,12% R$ 922,72 NTNB LTN: Letras 150824 15/08/2024 6,20% R$ 2.019,36 NTNBdo Tesouro Principal 150535 15/05/2035 5,78% R$ 527,47 Nacional NTNB 150535 15/05/2035 6,00% R$ 2.086,80 NTNB 150545 15/05/2045 5,81% R$ 2.143,30 Prefixados LTN 010112 01/01/2012 12,30% R$ 922,17 LTN 010113 01/01/2013 12,70% R$ 816,61 LTN 010114 01/01/2014 12,80% R$ 722,51 LTN 010115 01/01/2015 12,89% R$ 638,33 NTN: Notas 010117 NTNF LFT: Letras 01/01/2017 12,78% R$ 924,45 do Tesouro 010121Taxa Selic Financeiras NTNF Indexados à 01/01/2021 12,73% R$ 886,95 Nacional 070315 LFT do Tesouro 07/03/2015 0,00% R$ 4.645,24 LFT 070317 07/03/2017 0,00% R$ 4.645,24 Atualizado em: 19/04/2011 17:50:10 Fonte: Tesouro Nacional
    • Produtos de investimentos Debêntures As debêntures são uma alternativa de investimento em renda fixa. Negociam-se diariamente títulos com taxas pré-fixados e pós- fixados.
    • Produtos de investimentos Ações e opções Mercado IPO Primário Mercado Emissão Emissão Secundário Secundária Primária
    • Produtos de investimentos Ações e opções Mercado CBLC Primário Cliente A Cliente B Mercado Secundário Corretora B Renatrader BM&FBOVESPA
    • Produtos de investimentos Ações e opções CMIG 4 F Nome do ativo Tipo do ativo Tipo de negociação Exemplos: Exemplos: Exemplos: AMBV 3 F BRML 4 T HGTX 5 D RSID 6 L
    • Produtos de investimentos Ações e opções Proventos: DIVIDENDO JSCP PASSIVO ATIVO PATRIM. BONIFICAÇÃO LÍQUIDO SUBSCRIÇÃO
    • Produtos de investimentos Ações e opções 3 Exemplos • Ações Ordinárias Nominativas (ON) PDGR3 4 • Ações Preferenciais Nominativas (PN) 5 • Ações Preferenciais Tipo A LAME4F 6 • Ações Preferenciais Tipo B USIM5 11 • Número livre ELET6 1e9 • Direitos e recibos de subscrição de ON 2 e 10 • Direitos e recibos de subscrição de PN BOVA11 MILK11
    • Produtos de investimentos Fundos de Índice negociados em bolsaFundos de investimento que buscam replicar o desempenho de um índice deações específico, cujas cotas são adquiridas diretamente nas bolsas de valores. Código Nome Descrição BOVA11 ISHARES BOVA CI ETF de Ibovespa BRAX11 ISHARES BRAX CI ETF de IBrX-100 CSMO11 ISHARES CSMO CI ETF de ações do setor de consumo MILA11 ISHARES MILA CI ETF de ações de médias e grandes empresas MOBI11 ISHARES MOBI CI ETF de ações do setor imobiliário SMAL11 ISHARES SMAL CI ETF de ações de pequenas empresas FIND11 IT NOW IFNC CI ETF de ações do setor financeiro PIBB11 PIBB CI ETF de IBrX-50
    • Produtos de investimentos Outros produtos de investimento Clubes de Fundos de Fundos Contratos investimento investimento imobiliários futuros• Clubes de • Grupo de • Fundos • Derivativos investimento investidores voltados para negociados na são grupos de reunidos com investimentos BM&F. São investidores um objetivo em aluguéis de acessíveis hoje reunidos comum de imóveis aos através de uma investimento, comerciais e investidores, conta cujo mas dessa vez eventualmente tanto os objetivo de a gestão é sua “minis” como investimento é terceirizada. negociação. os “cheios”. comum.
    • AgendaConceitos de finanças pessoaisMontando seu orçamentoConsumo e suas “armadilhas”Imposto de RendaUso consciente do créditoProdutos de investimentosDecisões em investimentosGerenciando investimentosUsando o home broker
    • Decisões em investimentos Perfil de investidor Conservador: não aceita investimentos de risco Moderado: prefere uma carteira equilibrada entre investimentos de baixo risco e alto risco Arrojado: prefere investimentos de risco
    • Decisões em investimentos Perfil de investidor Retorno Arrojado Moderado Conservador Risco
    • Decisões em investimentos Retornos acumulados no período Ano IBOV Anual Bianual Trianual Quadrianual 1995 4.299 -1,26% 1996 Perfil 7.040 63,76% de investidor 61,69% 1997 10.196 44,83% 134,2% 1998 6.784 -33,46% -3,64% 55,81% 1999 17.091 151,93% 2000 15.259 -10,72% 124,93% 49,7% 2001 13.577 -11,02% 2002 11.268 -17,01% -26,16% 66,10% 2003 22.236 97,34% 45,7% 2004 26.196 17,81% 132,48% 2005 33.455 27,71% 2006 44.473 32,93% 69,77% 100,0% 294,68% 2007 63.886 43,65% 2008 37.550 -41,22% -15,57% 2009 68.588 82,66% 54,2% 2010 69.304 1,04% 84,56% 1,04% 55,83% Períodos em 37,50% 37,50% 0,00% 0,00% baixa:
    • Decisões em investimentos Tipo de estratégia Day- trader Swing- Arbitrador trader Position Hedger trader
    • Decisões em investimentos Análise fundamentalista Análise PIB: Produto Interno Bruto econômica Análise País Valor (Em US$) % PIB Mundial EUA 14.657.800 23,30% gerencial O PIB é a soma China 5.878.257 9,34% em valor de mercado de Japão 5.458.872 8,68% Análise todos os bens e serviços Alemanha 3.315.643 5,27% financeira e produzidos em França 2.582.527 4,11% contábil Reino Unido 2.247.455 3,57% determinada região em Brasil 2.090.314 3,32% determinado intervalo Itália 2.055.114 3,27% de tempo. Canadá 1.574.051 2,50% Índia 1.537.966 2,44% Fonte: FMI, 2010
    • Decisões em investimentos Análise fundamentalista Análise Inflação econômica Análise Aumento gerencial generalizado dos preços de bens e Análise serviços numa financeira e economia. contábilFonte: IPCA calculado pelo IBGE
    • Decisões em investimentos Análise fundamentalista Análise Juros econômica CDI Análise gerencial As taxas de juros dão o custo do Análise dinheiro com base no Selic financeira e risco oferecido e são contábil capazes de definir o ritmo da economia COPOM
    • Decisões em investimentos Análise fundamentalista Análise Câmbio econômica Análise gerencial A taxa de Fluxo comercial câmbio incorpora todos Análise os elementos que financeira e Fluxo financeiro remetem a percepção contábil mundial sobre a importância da Reservas internacionais economia brasileira: Turismo
    • Decisões em investimentos Análise fundamentalista Análise Câmbio econômica Análise gerencial Análise financeira e contábilFonte: Bloomberg, Economática
    • Decisões em investimentos Análise fundamentalista Análise Governança Corporativa econômica Demonstrações Análise Ações emitidas financeiras Tag-along gerencial Lei das S/As Ações ON e PN Padrão brasileiro 80% para ON Nível 1 Ações ON e PN Padrão brasileiro 80% para ON Análise Padrão Ações ON e PN 100% para ON e financeira e Nível 2 internacional (US (diferenciadas) 80% para PN contábil GAAP ou IFRS) Padrão Novo Ações ON apenas internacional (US 100% para ON Mercado GAAP ou IFRS) Bovespa Ações ON e PN com Padrão brasileiro 100% para ON Mais restrições
    • Decisões em investimentos Análise fundamentalista Análise Fluxo de caixa econômica Análise gerencial Somando todos os fluxos de caixa Análise esperados para a financeira e empresa e descontando contábil a uma taxa de juros que corresponda ao risco do negócio, tem-se o valor da empresa hoje.
    • Decisões em investimentos Análise fundamentalista Análise Métricas contábeis econômica Análise gerencial Índice P/VP Índice P/L Análise financeira e contábil Dividend Yield
    • Decisões em investimentos Análise técnicaFormação do gráfico Máxima MáximaTeoria de Dow Fechamento Fechamento Suportes,resistências e canais Abertura Abertura Indicadores Mínima Mínima técnicos
    • Decisões em investimentos Análise técnicaFormação do gráfico Máxima MáximaTeoria de Dow Abertura Abertura Suportes,resistências e canais Fechamento Fechamento Indicadores Mínima Mínima técnicos
    • Decisões em investimentos Análise técnica Formação do gráfico Escala linear Escala logarítmica Teoria de Dow 34,50 Suportes, resistências e canais Indicadores 28,00 técnicosJunho de 2010, BTOW3 (B2W S/A) | Fonte: Bloomberg
    • Decisões em investimentos Análise técnica Formação do gráfico Escala linear Escala logarítmica Teoria de Dow 34,50 Suportes, resistências e canais Indicadores 28,00 técnicosJunho de 2010, BTOW3 (B2W S/A) | Fonte: Bloomberg
    • Decisões em investimentos Análise técnicaFormação do As médias (índices de mercado) descontam gráfico tudo O mercado tem três tendências: primária, secundária e terciáriaTeoria de Dow As tendências ocorrem em três fases: acumulação, movimento e distribuição Suportes,resistências e As médias (índices de mercado) devem canais confirmar a tendência Indicadores As tendências são confirmadas pelo volume técnicos A tendência é válida até ocorrer sua inversão
    • Decisões em investimentos Análise técnicaFormação do Suportes e resistências são linhas horizontais de preços que gráfico definem pontos onde os preços adotam novos paradigmas, continuando o movimento anterior ou revertendo-se de cenário.Teoria de Dow Resistência Suportes,resistências e canais Resistência Indicadores Suporte técnicos
    • Decisões em investimentos Análise técnicaFormação do Suportes e resistências são linhas horizontais de preços que gráfico definem pontos onde os preços adotam novos paradigmas, continuando o movimento anterior ou revertendo-se de cenário.Teoria de Dow Resistência Suportes,resistências e canais Suporte Indicadores Suporte técnicos
    • Decisões em investimentos Análise técnicaFormação do Canais são linhas de suporte e resistência inclinadas e dão a gráfico direção geral da tendência dos ativos.Teoria de Dow LRA LTB Suportes,resistências e canais Indicadores técnicos LTA LRB
    • Decisões em investimentos Análise técnica Formação do Tendência gráfico 51,00 50,00 Teoria de Dow 49,00 48,00 Suportes, 47,00 resistências e canais 46,00 45,00 Indicadores 44,00 técnicos 43,00 42,00 41,00Primeiro trimestre de 2011, AMBV4 (Ambev S/A), com MMS (Média Móvel Simples) de 20 períodos | Fonte: Bloomberg
    • Decisões em investimentos Análise técnica Formação do Osciladores gráfico 13,50 13,00 Teoria de Dow 12,50 12,00 Suportes, resistências e 11,50 canais 11,00 80,00 Indicadores IFR (14) 70,00 técnicos 60,00 50,00 40,00 30,00 20,00Primeiro trimestre de 2011, ITSA4 (Itaúsa Holding S/A), com IFR (Índice de Força Relativa) de 14 períodos | Fonte: Bloomberg
    • Decisões em investimentos Análise técnica Formação do Volume gráfico 31,50 31,00 Teoria de Dow 30,50 30,00 29,50 29,00 Suportes, 28,50 resistências e 28,00 canais 27,50 27,00 OBV (20) 4,8E+09 Indicadores 4,3E+09 técnicos 3,8E+09 3,3E+09 VOLUME 2,5E+08 5,0E+07Primeiro trimestre de 2011, VALE5 (Vale S/A), com OBV (On Balance Volume) de 14 períodos | Fonte: Bloomberg
    • AgendaConceitos de finanças pessoaisMontando seu orçamentoConsumo e suas “armadilhas”Imposto de RendaUso consciente do créditoProdutos de investimentosDecisões em investimentosGerenciando investimentosUsando o home broker
    • Gerenciando investimentos O conceito de diversificaçãoFoto: Harry Markowitz
    • Gerenciando investimentos O conceito de diversificação BBDC4 • Risco de 1,64% a.d. Carteira • Risco de 1,24% a.d. ELPL4 • Risco de 1,52% a.d.
    • Gerenciando investimentos O conceito de diversificação Como diversificar? Monte uma carteira com três ações de setores diferentes Anualmente ou semestralmente, reestabilize a proporção da carteira de investimentos Prefira ações com boa liquidez Prefira ações com participação em algum índice de ações importante Prefira ações com lucros crescentes
    • Gerenciando investimentos Usando stops Stop Loss Preço Posição encerrada Stop Gain por stop loss Stop Móvel Stop Loss Tempo
    • Gerenciando investimentos Usando stops Stop Loss Preço Stop Gain Stop Gain Posição encerrada Stop Móvel por stop gain Tempo
    • Gerenciando investimentos Usando stops Stop Loss Preço Posição encerrada por stop móvel Stop Gain Stop Móvel Stop Móvel Tempo
    • Gerenciando investimentos Trocando de investimento Bolsa de valores e os juros Estratégia de Bolsa de valores dividendos e o dólar Bolsa de valores Bolsa de valores e o nível de e a inflação emprego
    • Gerenciando investimentos Plano de investimento Perfil do Estratégia de investidor investimento Estratégia de Objetivo de saída dos investimento investimentos
    • Gerenciando investimentos Tributação Renda Fixa Vencimento da aplicação Alíquota Em até 180 dias 22,50% De 181 a 360 dias 20,00% De 361 a 720 dias 17,50% Acima de 720 dias 15,00%
    • Gerenciando investimentos Tributação Renda Variável Day-trade Normal Rastreador: Operações com até 20 Rastreador:Alíquota de Alíquota de 0,005% do 1% do lucro mil reais em vendas de 20% 15% valor bruto líquido ações tem lucro isento. da venda
    • AgendaConceitos de finanças pessoaisMontando seu orçamentoConsumo e suas “armadilhas”Imposto de RendaUso consciente do créditoProdutos de investimentosDecisões em investimentosGerenciando investimentosUsando o home broker
    • Usando o home broker Função do RenatraderO Renatrader tem como proposta setornar a sua porta de entrada na bolsade valores.A Renascença é uma instituição financeirapresente no mercado financeiro brasileirodesde 1976, forte atuante no mercado derenda fixa.
    • Usando o home broker Abrindo a conta Preencher ficha cadastral no site Assinar ficha cadastral e reconhecer firma das assinaturas Anexar cópia de RG, CPF e comprovante de residência Enviar para nosso endereço identificado na ficha
    • Usando o home broker Abrindo a conta
    • Usando o home broker Operando Tesouro Direto
    • Usando o home broker Operando na BM&FBOVESPA
    • Usando o home broker Acompanhando a conta
    • Usando o home broker Acompanhando a conta
    • Usando o home broker Lendo um relatório
    • Usando o home broker Usando um gráfico
    • Usando o home broker Usando um gráfico
    • Muito obrigado pela sua atenção! Eric Martinsatendimento@renatrader.com.br