Aula   Mkt Esportes II - UEL 2013
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Aula Mkt Esportes II - UEL 2013

on

  • 1,670 views

Material de sala de aula sobre Mkt Esportivo, com objetivos educacionais

Material de sala de aula sobre Mkt Esportivo, com objetivos educacionais

Statistics

Views

Total Views
1,670
Views on SlideShare
1,530
Embed Views
140

Actions

Likes
2
Downloads
105
Comments
0

1 Embed 140

http://moodleg.uel.br 140

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Aula   Mkt Esportes II - UEL 2013 Aula Mkt Esportes II - UEL 2013 Presentation Transcript

  • Prof. Renato Martins MARKETING E ESPORTE
  • 1º semestre: Conceitos e fundamentos de Marketing. Exemplos de Mkt. e Promoção. Palestras. Atividades em sala de aula, leituras e avaliação parcial. 2º semestre: Definições de Esporte, Industria do Esporte e Conceitos do Marketing Esportivo. Palestras. Atividades em sala, seminários, leituras, cases, exemplos de Mkt. Esportivo. Promoção e Patrocínios esportivos. Apresentação do Projeto de Planejamento de Mkt esportivo. MARKETING E ESPORTE
  • Marketing Esportivo Segundo Semestre
  • Planejamento Estratégico
  • Marketing Esportivo “São todas as atividades de Marketing designadas a atender às necessidades e desejos dos consumidores de esporte por meio de um processo de intercambio. A expressão “Marketing Esportivo” desenvolveu duas vertentes principais: O marketing de produtos esportivos e serviços direcionados ao consumidor de esporte e o marketing de produtos de consumo, industrial e de serviços, pelo uso de promoção esportiva. Nesta definição, entende-se como “consumidor de esporte” aquele que tem vários tipos de envolvimento com o esporte, como jogar, assistir, torcer, oficiar, ler e/ou colecionar.” Mullin, Hardy & Sutton
  • Marketing Esportivo O Marketing Esportivo é um segmento do Marketing devidamente aplicado ao segmento de esportes. O Marketing Esportivo envolve uma série de atividades que compõe o tradicional mix de Marketing: Produto, Preço, Promoção e Distribuição A avaliação constante do mercado e suas variáveis políticas, econômicas, ambientais etc fazem parte da gestão do Marketing Esportivo.
  • Marketing Esportivo O Marketing Esportivo é um segmento no mercado onde destaca-se o marketing promocional que atua na dimensão institucional de uma marca ou empresa (merchandising). Cada modalidade esportiva permite a utilização de diferentes estratégias e táticas, considerando o local da competição, os uniformes dos atletas, o posicionamento do equipamento, o local destinado ao público e os personagens do evento esportivo. Esta merchandising (publicidade não tão explícita), é um ponto positivo do Marketing Esportivo já que o produto não aparece para o consumidor sob forma explicita. O produto faz parte do ambiente e não rouba a cena do foco principal que é o evento esportivo.
  • Marketing Esportivo O Marketing Esportivo envolve atividades: Seleção de eventos, atletas, equipes, calendários esportivos, contratos de endorsement (testemunhal de atletas), compra de espaços de mídia em eventos esportivos, etc.
  • Marketing Esportivo A origem do Marketing Esportivo é do início do século XIX, mas tornou-se mais conhecido quando em 1921 a Hillerich & Bradsby (H&B), fabricante do taco de beisebol Louisville Slugger implementou um plano de Marketing e se tornou líder na produção de tacos de beisebol. (Fundamentos de Marketing Esportivo, Brenda G. Pitts & David K. Stotlar, Phorte Editora, página 49).
  • Marketing Esportivo No Brasil, começaram nas regatas do início do Século XX e no futebol deste mesmo período já saiam anúncios nos jornais e revistas de empresas que vinculavam suas imagens aos esportes em ascensão daquela época. Na década de 70 e início dos anos 80 a transformação do esporte brasileiro incentivou que as empresas investissem nos esportes em busca de retorno publicitário e vendas.
  • Marketing Esportivo
  •  Marketing Esportivo é o processo de elaborar e implementar atividade de produção, formação de preço, promoção e distribuição de um produto esportivo para satisfazer as necessidades ou desejos de consumidores e realizar os objetivos da empresa. Pitts & Stotlar, 2002 MARKETING ESPORTIVO
  •  Marketing Esportivo  Promoção de marcas e empresas através do esporte (Esporte como mídia).  Promoção é comunicação  Marketing esportivo é “a ação estratégica de utilizar as ferramentas do marketing no esporte”. Desenvolvida pelos dirigentes (ou confederação) para desenvolver um determinada modalidade esportiva em um determinado mercado. Por ex: O futebol (soccer) nos Estados Unidos ou o streetbol no Brasil. MARKETING ESPORTIVO
  • O Marketing Esportivo é uma ferramenta utilizada para comunicar-se com um determinado público-alvo. (clientes, prospects, colaboradores e comunidade) Utiliza o esporte, como promoção (comunicação) com o target. Está ligado diretamente à emoção, à paixão. Esse é o grande diferencial com relação às demais ferramentas de comunicação. MARKETING ESPORTIVO
  • Marketing Esportivo agrega força a uma determinada marca ou empresa por meio dos valores do esporte, como superação, trabalho em equipe e liderança, que são transferidos ao sucesso pessoal do target, na vida corporativa e às características de cada corporação. Empresas de tecnologia buscam se associar ao automobilismo e empresas cujos produtos são de luxo, a esportes como tênis e golfe, por exemplo. MARKETING ESPORTIVO
  • Impacta o consumidor relaxado, em meio ao programa e não nos intervalos. A empresa que faz uso dessa estratégia de comunicação é percebida, não como uma anunciante, mas sim como uma parceira, que permite com que os campeonatos ou patrocinados possam ter sucesso e continuidade. Há uma lealdade maior para as empresas que patrocinam (imagem positiva). Por ex: Nascar, lealdade de 72% aos patrocinadores. (72% dos fãs assumem comprar um produto de um patrocinador em detrimento a um não-patrocinador) MARKETING ESPORTIVO
  • Forma de comunicação saudável, envolve sentimentos de uma grandeza insuperável que só o esporte pode oferecer. Adrenalina, alegria, conquista, vibração e emoção são alguns dos elementos que fazem da atividade um misto de aventura e poder. Não se pode esquecer o papel dos ídolos, que, nesse processo, são os verdadeiros porta-vozes do mercado, com suas mensagens traduzidas em forma de talentos esportivos. MARKETING ESPORTIVO
  • Faz 25 anos a primeira Campanha de Marketing Esportivo do Banco do Brasil, que patrocinou a Confederação Brasileira de Basquete, entre 1986 e 1988, quando abriu as portas para mudar as relações no esporte. Foi uma inovação na época, no Brasil e no Mundo, o patrocínio da Seleção Nacional de Basquetebol e, além disto, promover a marca do Banco. Assim, vestindo a camisa amarela com a marca do BB, os jogadores da Seleção Brasileira conquistaram o inesquecível título dos Jogos Pan-Americanos de Indianápolis, com vitória sobre os Estados Unidos, por 120 x 115.
  • Marketing Esportivo O Marketing Esportivo é uma mídia alternativa utilizada para a maximização da exposição de uma marca e/ou produto, sendo que a empresa que investe no Marketing esportivo deverá, também ter uma ação de propaganda para explicar quais são os produtos que a marca vende, a mesma deve levar em consideração que o Marketing Esportivo, é uma promoção institucional, ou seja ele atribui valor a uma marca mas não diz o que ela é.
  • Marketing Esportivo Eventos como o Superbowl, a Copa do Mundo de Futebol, as Olimpíadas, são vistos por bilhões de pessoas nos 06 continentes do planeta. O Esporte, como negócio, é encarado de forma profissional, pois tem um prestigio incomparável, tanto ao atleta como a indústria. A indústria esportiva mundial movimenta bilhões de dólares anualmente, e o segmento esportivo é amplo e complexo, tendo em vista que existem mais de 140 modalidades esportivas sendo praticada em todo o mundo.
  • Marketing Esportivo O Marketing Esportivo está relacionado aos principais objetivos: • Avaliar o mercado, os concorrentes e consumidores; • Desenvolver estratégias e táticas promocionais; • Fortalecer a imagem da marca e da empresa; • Planejar o uso da mídia para obter retorno espontâneo; • Abrir e conquistar novos mercados; • Usar a comunicação como ferramenta estratégica.
  • Marketing Esportivo Dentre os desafios e tendências da indústria do mercado esportivo mundial e brasileiro, destacamos: • Incremento de novas e diferentes atividades esportivas, fitness e recreativas; • Aumento do tempo de lazer e do tempo de vida da população; • Aumento no número de revistas esportivas e revistas especializadas; • Aumento da exposição da mídia de massa; • Aumento no número e tipos de instalações, eventos e participação; • Expansão dos bens e serviços relacionados ao esporte; • Aumento no número de atividades esportivas, fitness e recreativas em nível profissional; • Tendência na mudança de instalações de propósito único para instalações multiuso.
  • Marketing Esportivo A Cadeia de Valor da indústria esportiva é importante para a classificação de produtos e consumidores, como os segmentos nesta indústria são muitos, a indústria de esportes tem uma grande quantidade e variedade de produtos para atender os mais diferentes consumidores e/ou praticantes de esportes, assim como os mais diversos ramos empresariais. Os principais motivos para o entendimento dos segmentos da indústria de esportes são: produtos, consumidores, concorrência e a definição das estratégias mercadológicas. Atualmente a indústria de esportes vem se diversificando e seguindo a atual tendência tecnológica de todos os outros segmentos, como por exemplo, a Internet. Estamos vendo a introdução de uma série de inovações em aparelhos, veículos, motos, acessórios, calçados e roupas para as práticas esportivas.
  • A INDÚSTRIA ESPORTIVA No mundo, a indústria do esporte movimenta mais de US$ 1 trilhão. A cada gol, cesta ou raquetada, as caixas registradoras das empresas de marketing esportivo rodam numa velocidade impressionante. Trata-se hoje de uma das mais lucrativas indústrias do planeta, que contribui com o nascimento de grandes companhias da noite para o dia. Números no Brasil - A indústria esportiva no Brasil, movimenta em média R$ 50 bilhões por ano e vem crescendo a cada ano. Já ultrapassa os 3% do PIB brasileiro. - Só os torcedores do Flamengo têm um poder de consumo maior do que a Venezuela e cerca de 65% da Argentina·
  • A INDÚSTRIA ESPORTIVA Números no mundo - Nos EUA, a indústria do esporte gera US$ 813 bilhões por ano, representando 7% do PIB. Em 1982 a industria americana de esporte era composta de apenas 10 investidores, hoje essa realidade é de 3,4 mil empresas. - Os canais de televisão com programação esportiva nos Estados Unidos dobraram. Em 1997, eram 69. Hoje, são mais de 130. - Custo de um comercial na final do campeonato de futebol americano (SuperBowl) ultrapassa U$ 100 mil/segundo. - Na Europa, os direitos de transmissão com esportes dobraram desde 1992: de US$ 1,47 bilhão para US$ 3,3 bilhões. - Até 2012, a previsão é de US$ 15,5 bilhões;
  • 250 mil novos empregos é o que o Banco Itaú estima para o Brasil em função da Copa de 2014 A Copa 2014 e as Olimpíadas 2016 injetarão recursos de US$ 200 bilhões no Brasil. Além da construção civil, turismo e recursos humanos, uma das áreas que mais estarão em evidência e com grandes oportunidades de crescimento é o marketing esportivo.
  • Estratégia de patrocínio esportivo para as empresas Existe primeiramente a necessidade de aliar a atividade do patrocínio esportivo à estratégia corporativa, bem como mensurar sua eficácia. A organização deve orientar a formulação da estratégia e dos sistemas para mensuração do impacto estratégico do patrocínio.
  • Estratégia de patrocínio esportivo para as empresas 1. Avaliação do projeto: a) Identificação dos valores da entidade esportiva; b) Branding (Qual o impacto da marca? Ela cria valor?); c) Relações públicas (possibilidade de desenvolvimento de relações públicas com os clientes); d) Apresentação em espécie (participação da empresa em evento patrocinado);
  • Estratégia de patrocínio esportivo para as empresas 2. Harmonia com os objetivos da empresa: cota, faturamento e lucros; 3. Cumplicidade com a busca de interesses comuns da empresa e do patrocinado; 4. Comunicação interna e externa (Exposição) 5. Complementação publicitária, seminários de formação etc. (atividades adicionais que complementem a atividade de patrocínio); 6. Mensuração e valorização (Combinar a quantificação com uma valorização mais depurada e analítica).
  • Com participação constante na Fórmula 1 nos últimos doze anos, a Petrobras adquiriu o “naming rights”, inserção do nome oficial do evento no pódio - GP Petrobras do Brasil de Fórmula 1 -, nos troféus, no caminhão do desfile dos pilotos e em todos os uniformes dos oficiais do evento. Além disso, a Petrobras terá direito a placas de pista, uso do nome do evento nas transmissões no autódromo, veiculação de 40 comerciais nos telões do autódromo e exibição da marca em placas no autódromo. Quem passar pelos aeroportos de Guarulhos e Congonhas também verá placas apresentando a Petrobras como “Patrocinadora Oficial do GP Brasil de Fórmula 1″ e nas principais revistas nacionais e no guia oficial do GP Brasil. A Petrobras realiza uma ação de marketing promocional, na qual o participante irá ganhar CD exclusivo do GP Petrobras do Brasil de F1. A Petrobras levará para as ruas de São Paulo uma van com simuladores de Fórmula 1, nos quais o público poderá testar suas habilidades no circuito virtual de Interlagos. Além disso, o participante ganhará brindes exclusivos da Petrobras. Os participantes que enviarem torpedos gratuitos com a palavra “Petrobras” para o número 30620 poderão baixar um jogo de F-1 exclusivo para celular.
  • Futebol e Luxo Luis Felipe Scolari, técnico do Chelsea, mudou a maneira de se apresentar ao público enquanto comanda a equipe inglesa nos gramados. Ele irá vestir a grife Giorgio Armani, estilista do time londrino desde o ano. Felipão deixará o uniforme esportivo para vestir o terno azul marinho com o escudo do clube no paletó, camisa branca em popeline e gravata em seda azul, conforme imagem na companhia de Ashley Cole. O contrato da grife está confirmado até 2009 e os jogadores utilizarão a vestimenta em viagens e apresentações. A fornecedora esportiva do Chelsea para uniformes de jogo e treino continua sendo a Adidas.
  • No Midia – Marketing Digital Brasil tem mais de 206 milhões de celulares (Julho de 2011)
  • A Mizuno divulga sua nova tecnologia Dynamotion Fit, presente na sua linha running pela nova tecnologia Bluetooth. Via aparelho celular, smartfone ou PDA, os consumidores recebem um vídeo com informações sobre a tecnologia utilizada nos lançamentos da marca, principalmente nos produtos voltados para alto desempenho. No Mídia
  • No Mídia Quest produz catálogos da adidas Os catálogos de produtos esportivos da Adidas para o verão 2009 foram, apresentados ao trade e aos principais clientes da marca alemã. O material, composto por 10 volumes e mais de 1.100 páginas, foi desenvolvido pela Quest Comunicação Total e vêm junto com uma sacola especial, também elaborada pela agência.
  • Patrocínio A empresa de calçados Crocs patrocina a equipe de fotógrafos do Rally Dakar 2010. Pela primeira vez, o maior rally do mundo acontece na América do Sul, com largada e chegada em Buenos Aires. A equipe de fotógrafos usará os calçados da Crocs durante o percurso e o modelo escolhido é o Off-Road, que tem estilo voltado para a aventura. Será disponibilizada estrutura com carros e equipamentos para realização da cobertura do evento. Ao todo, os pilotos percorrerão cerca de 9 mil quilômetros, passando por boa parte dos territórios argentino e chileno, inclusive o Deserto do Atacama.
  • Patrocínio
  • POLITIZAÇÃO DA PROPAGANDA A Anistia Internacional aproveitou a projeção mundial das olimpíadas para promover seus objetivos.
  • A Nike está patrocinando uma série de ações por São Paulo. Vestidos em roupas de corrida, um grupo de jovens tem invadido vários locais da cidade para perguntar às pessoas "por que você corre?" A agência LiveAD, responsável pela ação no Brasil, organiza as blitz, clássicos points de corrida nos parques Ibirapuera e Villa Lobos, as saídas de faculdades, happy hours na Avenida Paulista, algumas estações de Metrô e bares da Rua Augusta e da Vila Madalena. O pessoal distribui adesivos, tira fotos, dança, faz alongamentos, e recruta as pessoas para que entrem no desafio de correr a 10k em São Paulo contra o resto do mundo.
  • UTILIZAÇÃO DAS OLIMPÍADAS COMO FERRAMENTA DE PROMOÇÃO O Floripa Shopping montou o Espaço Olímpico Beijing 2008 que oferece transmissão digital dos jogos de Pequim, em parceria com a NET. O espaço é parada obrigatória para que, entre uma compra e outra, os clientes possam ficar por dentro dos resultados das Olimpíadas. A Centauro oferece aos clientes uma cesta de basquete para quem quiser praticar.
  • Displays Rainha e Topper com LCD Displays em poliestireno 3 mm com impressão silkscreen 4x0, com dobras em calor, fundos moldados em vacuum forming, apliques especiais e sistema Droidigital Mídia 8" incorporado (computador estado sólido, cartão com 128 MB e tela plana LCD).
  • As ações promocionais na NBA Na entrada do estádio, o torcedor recebe um cupom e um pôster gigante do mascote do time da casa. Um pouco antes de começar o jogo de basquete, acontecem as apresentações dos jogadores, fogos, jogos de luzes e entretenimentos que fazem um show acontecer, um show. Há merchandising espalhado de forma estratégica, mas nada estático ou massivo. Nos intervalos do jogo, empresas fazem promoções que interagem com o público de maneira surpreendente. A companhia de telefonia celular, Verizon, promoveu no meio da quadra uma corrida de bonecos gigantes, o vencedor ganhava 20 dólares de desconto na compra de equipamentos nas lojas da empresa. O Dunkin'Donuts promove no telão central, uma corrida de rosquinhas, assim como a Hinckley, marca de água mineral, promoveu uma corrida de caminhões. O McDonald's oferece sanduíches, caso o time da casa seja o vencedor com mais de 100 pontos. E a Best Buy oferece cupons de descontos de até 50 dólares. Todas essas ações promocionais são conectadas ao cupom entregue no estádio. Há distribuição aérea de brindes, atrações dançantes patrocinadas pela AT&T e promoções que buscavam a participação do o público a todo instante, além da interação que o telão tentava fazer com o público. A intenção é causar a experiência no consumidor.
  • Com Corinthians, Medial obtém 220 mil clientes em 6 meses Pouco mais de sete meses após o início do contrato de patrocínio do Corinthians, a Medial garante que não se arrepende do valor pago - R$ 16,5 milhões, quantia que surpreendeu o mercado. A empresa conquistou 220 mil novos clientes nos primeiros seis meses deste ano, uma alta de 12% em relação ao mesmo período de 2007. Ao final de junho, a Medial tinha 1,403 milhão de clientes de planos de saúde e 109 mil planos odontológicos. As metas de expansão são ambiciosas: encerrar 2011 com 3 milhões de planos de saúde e 800 mil planos odontológicos. A empresa já conversa com o time paulista sobre a renovação do patrocínio. Na Bovespa, porém, o placar não é favorável à Medial: suas ações acumulam queda de 40% no ano.
  • A marca de desodorantes Avanço, tradicional no mercado de cosméticos masculinos desde 1966, passou a estampar a camisa do Corinthians no último sábado ( 23/05), no jogo contra o Barueri. Assim como Bozzano, Avanço é da Hypermarcas, dona do mais completo portfólio de marcas do Brasil, como Doril, Zero Cal, Risqué, Benegrip, Assolan, Salsaretti, Monange, Cenoura & Bronze, Gelol, Engov.
  • O São Paulo Futebol Clube coloca na estrada novamente a sua loja móvel São Paulo Mania, criada em parceria com a Roxos e Doentes. A loja itinerante estará nas cidades onde o time jogará durante o Campeonato Paulista. A ação tem como objetivo combater a pirataria e oferecer produtos oficiais e licenciados. Além da loja, teve também um estande que distribuiu bandeiras, revistas e adesivos aos torcedores.
  • O São Paulo Futebol Clube é o mais novo aliado do "São Paulo Convention & Visitors Bureau" na divulgação do turismo paulistano. O acordo prevê a inserção de imagens, chamadas no placar eletrônico e jingle da campanha "São Paulo é tudo de bom", nas dependências do estádio, além de uma ação mensal nos camarotes vips, com distribuição de material promocional do turismo na cidade. Em contrapartida, o Morumbi será divulgado pela entidade nas principais feiras e eventos promovidos na capital paulista.
  • Estudo da TNS Sport Brasil aponta que a LG Eletronics vende quase 40% de telefones celulares a mais aos torcedores do São Paulo se comparado com os de outras equipes brasileiras. A gigante do ramo de eletrônicos estampa sua marca no uniforme do tricampeão mundial desde 2001, uma das mais duradouras parcerias do esporte nacional. Em 2009, a marca é responsável pelo maior patrocínio de camisa do futebol brasileiro, com um investimento que bate a casa de R$ 16 milhões. Segundo a empresa, 19,3% dos sãopaulinos dizem ter comprado aparelho da sul coreana contra 13,9% do universo de fãs de outros clubes. A pergunta "Qual a marca do seu telefone celular?" foi dirigida a 20.044 torcedores brasileiros. LG vende 40% a mais para torcedores do São Paulo.
  • Sony promove filmadoras no mar A Sony investe no marketing esportivo para manter a liderança no mercado de filmadoras. A empresa patrocina o barco Handycam, um dos favoritos para o título da Rolex Ilhabela Sailing Week. O evento, principal competição de vela de oceano da América Latina, será entre os dias 6 e 12 de julho, no Yacht Club de Ilhabela, no litoral norte de São Paulo.
  • Concurso dará camisas do Flamengo até o fim da vida O Clube de Regatas Flamengo lança, em parceria com a Roxos e Doentes - empresa que fará a gestão da nova rede de lojas oficiais do time - o concurso cultural "Flamengo até morrer, eu sou!". O vencedor da promoção receberá todas as camisas oficiais principais de jogo lançadas pela equipe carioca, até o fim de sua vida. Para concorrer, os torcedores deverão escolher o nome das novas lojas oficiais do clube, cuja primeira unidade será inaugurada no RJ. A sugestão pode ser enviada pelo site da promoção, em resposta a "Qual deve ser o nome da nova rede de lojas oficiais do Flamengo?". Em uma primeira fase serão escolhidos os cinco melhores nomes enviados, que já ganharão uma camiseta autografada pelo elenco do time para seus autores. As opções serão votadas pelo público para definir o vencedor.
  • Flamengo e Gatorade acabam de renovar o contrato por 3 anos. O clube que já tinha o maior contrato de fornecimento para o futebol e esportes olímpicos, com 6 mil litros por mês. Gatorade aproveita a parceria para promover o lançamento de Gatorade Ouro, que mescla os sabores abacaxi- tangerina. O Flamengo receberá coolers, squeezes, bolsas de massagista, toalhas, entre outros, os mesmos materiais usados por times como Milan e Chelsea, além de alguns times de basquete da NBA e de futebol americano da NFL.
  • A Reebok anunciou o patrocínio ao piloto de Fórmula-1 Lewis Hamilton. A marca esportiva está chamando o fenômeno das pistas de "O Atleta do Século XXI". A apresentação de Hamilton foi cercada de hologramas e alta tecnologia com a linha de produtos SmoothFIT, os novos tênis sem costura para alta performance com mais conforto. Estima-se que o contrato é de R$33MM com a marca de material esportivo que pertence à Adidas. Hamilton ganhou da Reebok Brasil camisas dos três times patrocinados pela marca (São Paulo, Internacional e Vasco), todas com seu nome nas costas e o 22, número de seu carro.
  • Com o "Time Medalha Azul", composto por dez atletas, a Samsung apostou no esporte brasileiro durante os jogos olímpicos. Com o patrocínio, a marca reafirma o compromisso com o esporte no Brasil. A "Medalha Azul" - inspirada na Deusa Grega Vitória - representa os valores do esporte e da busca pela superação. A medalha tem três cristais que simbolizam o significado da palavra Samsung em coreano, Sam (três) Sung (estrelas). Os atletas que compõem o time são: Maurício e Giba, do vôlei; Marta, do futebol feminino; Robert Scheidt, velejador; Daiane dos Santos; Franck Caldeira, do atletismo; Flávia Delaroli e César Cielo, da natação; Clodoaldo Silva, atleta paraolímpico de natação e PrIscila Xavier, atleta mirim de caratê.
  • A Nova Schin é a patrocinadora oficial, pelo 3º ano consecutivo, do Super Surf, maior campeonato nacional de surfe profissional. A etapa do Super Surf 2008 vale pontos para o ranking brasileiro e acontece na Barra da Tijuca.
  • A Nike, em parceria com o Sport Club Corinthians Paulista, apresenta mais um item destinado aos torcedores apaixonados pelo "Timão": um tênis exclusivo, totalmente estilizado com detalhes que remetem às características do time paulista. O novo calçado faz parte de uma estratégia de longo prazo entre as duas partes para aprofundar a conexão com o torcedor por meio de produtos inovadores e campanhas inspiracionais.
  • Os astros da NBA, Antawn Jamison, do Washington Wizards, e Reymond Felton, do Charlotte Bobcats, receberão os fãs em uma sessão de autógrafos promovida pela Adidas na loja Mr. Shoes do Shopping Metrópole, em São Bernardo. As estrelas americanas estarão no Brasil para participar do novo programa de basquete de base Adidas Nations, que oferece oportunidade única para jovens atletas da categoria sub 18 de treinar, competir e desenvolver habilidades, instruídos por jogadores e técnicos da NBA.
  • A Construtora San Remo, Ctba, patrocina a tenista Teliana Pereira, a 1ª brasileira e a 206ª no ranking WTA. A construtora de alto padrão informa que o rosto e o talento da tenista paranaense estampado ao lado da marca San Remo trouxe reconhecimento à empresa. A San Remo dará continuidade ao trabalho de branding e estuda patrocínio a torneios de Golf.
  • British patrocina RunSeries Track & Field O evento RunSeries, corrida realizada pela Track & Field, é patrocinado pela British Airways. O objetivo é iniciar uma série de ações no Rio de Janeiro para comemorar seus três novos vôos que ligam a cidade à Londres sem escalas. A British é a companhia aérea pioneira no mundo em ações focadas no bem estar da sociedade e meio ambiente, sendo a primeira a ter um esquema de compensação de carbono. Durante o evento, a British oferece um lounge para os participantes descansarem, além de sortear duas passagens à Londres. A corrida acontece em frente ao BarraShopping, no Rio de Janeiro, e contará com 1.500 atletas.
  • O jogador Kaká fez a barba em um evento público no Estádio San Siro. O craque brasileiro estava participando de uma nova campanha da Gilette ao lado de Tarek Farahat, presidente da Procter & Gamble Brasil. Rosto oficial da Gilette há algum tempo, Kaká atraiu vários fãs para o evento e autografou bolas de futebol e camisetas. Em entrevista à imprensa, Kaká disse que fazer a barba é um ritual masculino, citando seu 1o. filho, Luca.
  • A Mídia em Foco realizou mais uma ação diferenciada. Desta vez, a empresa veiculou uma ação para o Portal Terra no clássico São Paulo x Santos, realizado no Estádio do Morumbi. Promotoras uniformizadas estenderam um enorme bandeirão de 35 metros de diâmetro no gramado com o mote: ''Torpedo Terra - Receba notícias do seu time no celular. A ação ocorreu antes da partida e também no intervalo do jogo. A criação foi da agência DM9 e o planejamento foi da DM9 e a OOH Mídia.
  • As gêmeas Bia e Branca Feres, 21, representan tes brasileiras nado sincronizado, estão na capa da revista VIP de julho. Foram fotografadas por Luis Crispino. Elas têm no currículo o campeonato sul- americano de nado sincronizado e a medalha de bronze nos Jogos Pan- Americanos de 2007.
  • Pelo terceiro ano consecutivo, a "Taeq" patrocinou a "Maratona Pão de Açúcar de Revezamento", que aconteceu no Parque do Ibirapuera. A marca aproveitou a ocasião para lançar o isotônico "Taeq", distribuído aos 30 mil atletas inscritos na prova. O isotônico vem em embalagem de 600 ml e tem os sabores lichia, lima da pérsia, tangerina cravo, uva roxa e laranja. O patrocínio no evento incluiu a logomarca nas camisetas da prova, no pórtico de largada, nas bandeiras, no aspersor de água e nos backdrops do percurso.
  • Esporte símbolo dos brasileiros, o futebol foi escolhido pela cerveja "Polar" para homenagear os gaúchos e as duas principais torcidas do Estado. A marca, exclusiva do Rio Grande do Sul, acaba de lançar uma campanha, criada pela Almap BBDO, que inclui ações em pontos-de-venda e na Internet em referência ao Gre-Nal (Grêmio e Internacional). Uma edição limitada de latas alusivas aos dois times será colocada à venda em estabelecimentos das cidades gaúchas.
  • Participação da Vedacit/Otto Baumgart, durante o "50º Congresso Brasileiro do Concreto - Ibracon. O destaque foi o aditivo "Vedacit Rapidíssimo 150" e a versão atualizada do "Manual Técnico de Aditivos para Concretos e Argamassas", distribuído entre os participantes, além do sorteio de um minicaminhão betoneira e duas camisas do Esporte Clube Bahia, equipe que a Vedacit estampa sua marca nos ombros dos uniformes dos atletas.
  • A Crocs patrocina o 10º Circuito Paulista Universitário de Surf, evento que reúne surfistas das principais universidades de São Paulo. Em uma tenda, montada na praia de Itamambuca, a empresa personaliza camisetas para os convidados, além de promover gincanas, distribuição de brindes, premiação aos competidores e uma bateria especial, a Crocs Expression Session, na qual surfistas realizam manobras com os calçados da marca.
  • A "Poderoso Timão" - loja oficial do Corinthians - em parceria com o marketing da "Roxos e Doentes", dão prosseguimento a ação com o slogan "O Coringão Voltou", em alusão ao fato do time ter voltado à Série A do Campeonato Brasileiro de Futebol. Para isso foi desenvolvido um kit exclusivo com camiseta, caneta e adesivo alusivos ao retorno do clube à elite do futebol nacional. O produto estará disponível com exclusividade apenas na loja oficial.
  • A Olympikus, fornecedora oficial do Comitê Paraolímpico Brasileiro desde 2004, investiu mais de R$ 500 mil para vestir a delegação brasileira paraolímpica. A fabricante de produtos esportivos forneceu mais de 14 mil peças para os 319 integrantes da delegação brasileira na China. As peças usadas pelos atletas paraolímpicos tem a mesma tecnologia e qualidade dos uniformes fornecidos ao Comitê Olímpico Brasileiro. A linha de uniformes foi inspirada na natureza e desenvolvida em parceria com a casa de criação "O Estudio".
  • NO MEDIA A BZZ, agência responsável pelo marketing do Avaí Futebol Clube, aproveitando a época de movimento intenso no aeroporto Hercílio Luz, em função de vários acontecimentos na cidade, preparou para seu cliente uma ação inusitada que chamou atenção de quem passou pelo setor de desembarque. Na esteira do aeroporto, balões azuis do Avaí se misturaram às malas dos passageiros. Uma placa trazia a mensagem: "A Série A acaba de desembarcar na Ilha".
  • A "Adidas" patrocina a peça teatral "Oito a Zero? Os Futebóis do País". Assim como a peça "Jogando no Quintal", que também tem o patrocínio da marca, o enredo da comédia é ligado ao universo do futebol. A peça brinca com os estereótipos do torcedor brasileiro.
  • Pelo quinto ano consecutivo, as areias de Santa Catarina sediam a etapa brasileira do "WCT" (World Championship Tour), principal campeonato mundial de surf. Em Imbituba, a elite internacional do surf disputa as melhores ondas da 10ª etapa do "WCT" - a única que ocorre no Brasil e a penúltima do circuito. É o "Hang Loose WCT Brasil 2008". Além da competição que traz para o Estado os melhores surfistas do mundo, o "WCT" terá uma grande arena com atrações diárias durante o torneio. A "Cidade do Surf", localizada junto à área de competições na beira-mar, terá tendas com atividades ligadas a temas como meio-ambiente e sustentabilidade, beleza e bem-estar, além de uma praça de alimentação e um espaço para DJs. Outra grande novidade é o "WCT Music Festival" que traz pela primeira vez ao Brasil a banda australiana "The Beautiful Girls". Antes do show internacional, a banda El Niño, de Teco Padaratz, se apresenta na arena que está sendo construída especialmente para este evento.
  • A Pirelli renovou até 2011 o contrato de patrocínio com a "Fórmula 3 Sul-americana", principal categoria de base do automobilismo no Continente. O contrato vale pelo prazo de três anos, prevê o fornecimento de 2.500 jogos de pneu por temporada e envolverá uma equipe com mais de 30 profissionais da companhia. Com uma longa história de parceria com a F-3, que soma mais de 13 anos, a fabricante continua equipando todos os carros da categoria.
  • A Petrobras aproveita o GP Brasil de Fórmula 1 e "estaciona" uma réplica do carro de corrida da equipe "Williams/Petrobras" nas ruas da capital paulista. As pessoas que se aproximarem do veículo acionarão um sensor que reproduz o som do ronco dos motores. Promotores caracterizados como técnicos da equipe "Williams/Petrobras" circularão por ruas próximas segurando placas estampando a pergunta: "Você viu um carro de corrida por aí?". Câmeras escondidas registrarão a reação do público. As melhores reações serão postadas no YouTube.
  • A "Sun MRM Worldwide", em parceria com a "Focusnetworks", desenvolveu uma campanha viral voltada aos fãs de Fórmula 1 que aguardam o GP do Brasil, marcado para 2/11. Por meio do hotsite o participante concorre a prêmios em uma corrida virtual em volta do mundo, promovida pela Intel. Os internautas acumulam pontos e podem chamar amigos para participar da competição. Entre os prêmios estão dez lugares para assistir a corrida no "Paddock Virtual da BMW", que será montado na "Daslu" no dia do GP Brasil; notebooks; camisetas e bonés.
  • A "Mood" criou uma ação especial para reforçar a comunicação publicitária da nova coleção da "Adidas Originals". Uma réplica gigante da caixa dos calçados da marca estará exposta em pontos de grande circulação, nas cidades que possuem lojas "Originals". As caixas têm seu interior decorado com uma poltrona e um espelho, onde os clientes terão a oportunidade de experimentar peças da nova coleção e tirar fotos - que serão ofertadas aos consumidores, como brinde, em um porta-retrato.
  •  Agência é uma prestadora de serviços (não produz produtos). Agência cria a idéia e terceiriza a produção do material (produtora).  A produtora produz o material de TV, Rádio, Impresso etc. AGÊNCIA DE CRIAÇÃO DE PROPAGANDA
  • 1. Administrativo: Desenvolve as funções administrativas da agência: estratégias, controles, pessoal, compras, finanças, i nformática etc. 2. Atendimento e prospecção: (relacionamento) Prospecção, descobre novos clientes e desenvolve novos mercados. Vende o serviço da agência. Atendimento, administra e relaciona-se com o cliente. É o setro que dá assistência ao cliente. Faz contatos. Acompanha as atividades da agência e mantém o cliente sempre informado do “job”. SETORES DE UMA AGÊNCIA DE PROPAGANDA
  • 3. PLANEJAMENTO Todo trabalho de planejamento é baseado no briefing. É quem decide quando e como será a Campanha do cliente. Planeja a execução do Projeto de Comunicação Integrada e Marketing. 4. PESQUISA É o setor responsável por alimentar a agência com dados. Observa o mercado e tira informações para o cliente (tendências, target, concorrência, audiência etc) SETORES DE UMA AGÊNCIA DE PROPAGANDA
  • 5. MIDIA É o setor responsável pelos estudos dos veículos de comunicação. Prepara os planos de midia e controla. Negocia os valores dos veículos (negociação). 6. CRIAÇÃO É quem cria as peças publicitárias (idéias) Toda a criação tem como base o planejamento e o briefing. Duplas ou pool de criação. Estúdio de arte. Produção de peças impressas, eletrônicas - RTV SETORES DE UMA AGÊNCIA DE PROPAGANDA
  • Para que os investimentos dos grandes eventos (Copa do Mundo de 14 e as Olimpíadas de 16) sejam feitos de uma forma estruturada e bem planejada, a Nielsen, especializada em informação e pesquisa de mercado, lança uma nova unidade de negócios, a Nielsen Sports, que tem por objetivo entender e aproveitar as oportunidades do mercado esportivo, com análises especiais. A Nielsen apresenta estudo realizado com praticantes e não praticantes de esportes: O futebol (84%), o vôlei (52%), a Fórmula 1 (38%) e a natação (28%)são os esportes que os brasileiros mais gostam de assistir. A novidade fica por conta do UFC, que se destaca com 14% de preferência. Outro dado interessante foi a queixa da falta de transmissões esportivas na televisão. As pessoas demonstram carência de assistir outras modalidades como ginástica olímpica, 10%, e vôlei, 9%. O futebol se destaca em primeiro lugar, com 63%, no ranking das modalidades mais lembradas. 52% dos brasileiros praticam esportes ou fazem atividades físicas de forma frequente ou recreacional. Esta prática está diretamente ligada à saúde do corpo (perda de peso/manter o corpo em forma), da mente (bem-estar), e da sociabilidade (encontro com amigos, estética). O levantamento mostra também que não existe predominância socioeconômica demográfica pela preferência pelo futebol, já que 90% dos brasileiros torcem por algum time e 44% deles são considerados „apaixonados‟ por seus times. 68% são homens e 62% estão na Região Sudeste.
  • Administração de Cadastro – CRM A ESM administra o cadastro dos 2 principais clubes brasileiros: Corinthians e Palmeiras. Cada clube possui mais de 1 milhão de torcedores cadastrados, e é o maior projeto de CRM esportivo do Brasil. A partir deste cadastro, a ESM, em conjunto com cada clube, analisa futuros lançamentos de produtos e projetos.
  • O Timão é a sua Cara! Para homenagear a torcida, pelo apoio recebido na disputa da Série B, o marketing do Corinthians e a ESM criaram o projeto “O Timão é a sua Cara!”. O projeto comercializa espaços para o torcedor colocar sua foto 3x4 na camisa. No 1º ano de projeto foram comercializados 750 espaços por R$ 1 mil cada e o Corinthians entrou em campo vestindo as camisas com as fotos dos torcedores. Além de ver seus ídolos jogando com a sua foto na camisa, cada torcedor recebeu uma camisa utilizada na partida. Devido à ótima repercussão na mídia e ao sucesso de vendas entre os torcedores, o projeto já faz parte do calendário anual de eventos do clube.
  • O Campeonato Paranaense 2012 pode ter um forte aporte financeiro com a entrada de um patrocinador master para a competição. A empresa mais cotada é a Copel. Uma ligação da Copel com o futebol já tem sido especulada desde o ano passado. A ideia surgiu quando a empresa poderia se tornar “naming rights” da Arena da Baixada, uma forma de o governo ajudar financeiramente o Atlético nas obras no estádio para a Copa do Mundo de 14.
  • O evento lança a obra na Arena da Baixada, em Curitiba, dentro das exigências da FIFA, visando a Copa do Mundo de 14 e a Copa das Confederações em 2013. O orçamento estimativo para as obras é no valor de R$ 180 milhões.
  • O rugby brasileiro tem o patrocínio da Heineken, marca que apóia a Copa do Mundo de Rugby, 3º maior evento esportivo do mundo, e a Heineken Cup, maior torneio de rugby da Europa. No Brasil patrocina as seleções masculina e feminina de Rugby Unions (XV) e Rugby Sevens. Com valores tradicionais ao esporte, como respeito, companheirismo, disciplina e espírito de equipe, o rugby possue o chamado “terceiro tempo”. Momento em que as duas equipes confraternizam e comemoram o jogo com muita cerveja gelada. A Heineken já é companhia fiel dos festejos pós-jogo pelo mundo. A modalidade é apontada como o esporte que mais vai crescer no Brasil no futuro. Pesquisa da consultoria Deloitte mostra que o rugby é o segundo esporte que os brasileiros gostariam de conhecer mais a respeito ou praticar nos próximos anos. O Brasil tem dez mil atletas registrados e 115 clubes. A International Rugby Board, conta com mais de cinco milhões de atletas oficiais em 120 países e elegeu o Brasil como prioridade.
  • Personalidades das Marcas Pesquisa GfK Group
  • A GfK, pesquisa de mercado, realizou estudo que mapeou o conceito de personalidade de marcas e de patrocínio de futebol e constatou que 70% da força de uma marca é devdo a sua personalidade. O estudo levantou que os times de futebol possuem personalidade mais clara e definida do que as marcas que os patrocinam e têm grande potencial para auxiliar as marcas na gestão de suas personalidades e identidades. O estudo constatou que algumas marcas poderiam se aliar a clubes de futebol, cujos atributos ajudariam na identificação da personalidade da sua marca. Criando assim, a “cara” da marca, além de utilizar o patrocínio como elemento de visibilidade para gerar conhecimento e como posicionamento para gerar identidade.
  • Para a pesquisa foram testadas algumas marcas patrocinadoras do futebol, e as que se destacaram como tendo uma personalidade mais clara e definida foram Samsung, Habib’s, Assolan e Seara. Ainda assim, a associação com os atributos, seja em quantidade como intensidade, são menores que os times avaliados e de maior destaque. A Personalidades das Marcas
  • Personalidade dos Times Brasileiros A pesquisa testou os principais clubes brasileiros de futebol e mostrou que alguns possuem personalidade definida e diferenciada de seus concorrentes diretos. São os casos de Corinthians, Flamengo, Atlético Mineiro, São Paulo e Cruzeiro. As polaridades observadas comprovam que o patrocínio esportivo pode ser um importante aliado das marcas no sentido de construir suas personalidades e se diferenciar de seus concorrentes. Na análise de características e atributos, o exemplo mais claro de posicionamentos distintos no futebol brasileiro, envolve Corinthians e São Paulo. Cada um é forte naquilo que falta ao oponente. O Corinthians é pura paixão, alegre, corajoso, impetuoso, autêntico e ama a liberdade. O São Paulo é inteligente, sofisticado e racional. Essa percepção, segundo o estudo, ajuda a esclarecer a mudança que ocorreu no futebol paulista, na qual a maior rivalidade é entre corintianos e sãopaulinos, e não mais entre corintianos e palmeirenses. Enquanto o Santos é visto com um time educado e honesto, o Palmeiras se sobressai mais pelos aspectos de distanciamento do que de associação com os atributos. O Flamengo tem a vantagem de não encontrar no futebol carioca nenhum outro time que tenha conseguido se diferenciar, como ocorre em São Paulo.
  • 1. Introdução Apresentação do Planejamento - Briefing 2. Imagem pretendida da Marca 3. Análise do Cenário Pontos fortes e fracos. Ameaças e oportunidades 4. Descrição detalhada do Produto – 4Ps 5. Objetivos de Marketing e de Comunicação O que se espera do Mkt e da Comunicação 6. Público-alvo (a quem se destina o produto, qual o perfil? 7. Estratégia de Promoção e Técnicas utilizadas PP, Ass de Imprensa, RP, Evento, Design, Merchandising etc) 8. Projetos com orçamentos Projetos e Valores por atividade 9. Formas de Avaliação Especificar como será avaliado o Plano e as atividades PLANEJAMENO ESTRATÉGICO DE MARKETING ESPORTIVO
  • Eventos como os Jogos Olímpicos, Copa do Mundo e Superbowl, que atraem bilhões de espectadores ao redor do mundo, são bons exemplos de como o esporte surge como uma excelente forma, diferenciada, de atingir objetivos de marketing. O esporte produz entretenimento e paixão. É uma indústria e deve ser administrada como um negócio. MARKETING ESPORTIVO
  • Fortalece a marca (produto ou empresa) Fortalece a imagem (produto ou empresa) Retorno de mídia espontânea Fator de agregação à marca Conquista de mercado Excelente ferramenta de comunicação Aumento do reconhecimento público Rejuvenesce a imagem da empresa Expõe a marca na imprensa em diferentes mídias Reforça a imagem corporativa Simpatia junto ao público e mídia Envolve da empresa com a comunidade CARACTERÍSTICAS DO MARKETING ESPORTIVO
  • A indústria do esporte é um mercado de US$ 1 trilhão. A cada gol, cesta ou raquetada, as caixas registradoras das empresas que usam marketing esportivo faturam. É uma das mais lucrativas indústrias do planeta, que contribui com o nascimento de grandes companhias da noite para o dia. - Nos EUA, a indústria do esporte gera US$ 710 bilhões por ano, representando 6,7% do PIB. Em 1982 a industria americana de esporte tinha 10 investidores, hoje 3,4 mil empresas. - As TVs com programação esportiva nos Estados Unidos dobraram. Em 1997, eram 69. Hoje, são mais de 130; - Custo de um comercial na final do campeonato de futebol americano (SuperBowl) ultrapassa U$ 100 mil/segundo; - Na Europa, os direitos de transmissão com esportes dobraram desde 1992: de US$ 1,47 bilhão para 7,5 bilhões (2008) A INDÚSTRIA ESPORTIVA NO MUNDO
  • Números no Brasil - A indústria esportiva no Brasil movimenta em média R$ 75 bilhões por ano e cresce a cada ano. Já ultrapassa os 3% do PIB brasileiro. - Só os torcedores do Flamengo têm um poder de consumo maior do que a Venezuela e cerca de 65% da Argentina· A INDÚSTRIA ESPORTIVA NO BRASIL
  • - O COI fechou acordo de TV com a NBC para transmissão, nos Estados Unidos, dos eventos Olímpicos até 2020 no valor de US$ 4,4 bilhões. Apenas pela Olimpíadas de 2016 no Rio, o valor foi de US$ 1,6 bilhão, 50% a mais do que as Olimpíadas de Pequim. O COB irá faturar US$ 600 milhões. A INDÚSTRIA ESPORTIVA
  •  3ª nota: individual - 19/08 Apresentar 3 (três) peças (ou campanhas) publicitárias sobre Produto ou Serviço Esportivo e discutir sobre a campanha (apresentação do que se trata e da mídia utilizada) e a qual público se destina.  4ª nota: em equipe de 05 membros - 16/09 Apresentar um Planejamento de Marketing de um produto ou serviço esportivo conforme modelos apresentados. Desenvolver o trabalho com base nos conceitos apreendidos em sala de aula. Quanto maior o número de informações e propostas, maior será a nota do grupo. Trabalhos de MKT Esportivo
  • PLANEJAMENTO DO MARKETING ESPORTIVO Slides Plano Mkt + Plano Comunic + Esporte
  • Obrigado! renadri@gmail.com