Webquest Ambientes multimodais de aprendizagem Professora  Reinildes Dias FALE - UFMG CBLA - 2011 [email_address]
Cultura de novos gadgets: novas formas de interação e colaboração
Webquest Cultura de novos gadgets: novas formas de interação e colaboração
Letramento Digital Leiam este artigo e reflitam  sobre as caracter ís ticas dos nossos alunos, nativos-digitais Less downl...
Nativo ou imigrante digital? Nativos digitais Aqueles que nasceram na era cibernética  dos computadores, câmeras digitais,...
Nativo ou imigrante digital? Imigrantes digitais   Aqueles que aprenderam a utilizar as tecnologias atuais por força do tr...
Compromisso com nossos alunos, “nativos digitais” da era contemporânea.
DIAS, R.  A   integração das TICS ao ensinoe aprendizagem de língua estrangeira e o o aprender colaborativo on-line .  Moa...
DIAS, R.  A   integração das TICS ao ensinoe aprendizagem de língua estrangeira e o o aprender colaborativo on-line .  Moa...
Ferramentas que podem promover a colaboração  e o desenvolvimento da  capacidade do aluno para  produzir textos de vários ...
pesquisa guiada na internet  (presença de recursos de  scaffolding ). Webquest http://webquest.org/index.php DIAS,  R.  We...
Webquest
Webquest
Nível de  desenvolvimento real Competência  real   Atuação  independente   Nível de desenvolvimento potencial  Zona de Des...
DIAS, R.  Less downloads, more uploads  at http://tinyurl.com/3cvpup8 Less downloads, more uploads!
A WebQuest about WebQuests  by Reinildes Dias http://web.me.com/reinildes/Site_3/A_Web_Quest.html Reading. Researching. Co...
Reception: Reading A WebQuest about WebQuests  by Reinildes Dias http://web.me.com/reinildes/Site_3/A_Web_Quest.html Readi...
Reception: Reading A WebQuest about WebQuests  by Reinildes Dias http://web.me.com/reinildes/Site_3/A_Web_Quest.html Readi...
Reception: Reading Production: Writing A WebQuest about WebQuests  by Reinildes Dias http://web.me.com/reinildes/Site_3/A_...
Reception: Reading Production: Writing A WebQuest about WebQuests  by Reinildes Dias http://web.me.com/reinildes/Site_6/Cr...
http://questgarden.com/110/07/8/100930101210/
http://questgarden.com/124/11/5/110412163038/
http://questgarden.com/110/61/9/101006154726/
Have you ever heard of an online learning environment called “Webquest”? Yes No Yes 3 No 18
Do you know what “Webquest” means? No yes I have some idea of what it means Yes 3 No 16 I have some idea  of what it means 4
Do you know what “Webquest” mean now? Yes No Yes 18 No 0
Are you going to use Webquests with your students? Yes No Yes 16 No 2
Desafio a um grupo de alunos - que trabalha em equipe - na busca de informações sobre um determinado assunto para a  reali...
Suporte oferecido aos envolvidos na busca ( quest ) . Links a sites na própria web. Estes links podem ser a informações es...
http://edweb.sdsu.edu/people/bdodge/ http://tommarch.com/ozline_story/tmarch.php Bernie Dodge Tom March Proponentes do mod...
A WebQuest is an inquiry-oriented lesson  format in which most or all the information that learners work with comes from t...
Qual a função de cada uma das seções,  componentes, ou blocos edificadores? Os componentes ou seções são também chamados d...
Orienta o grupo de alunos sobre o que  deve ser feito e vivenciado durante a  WebQuest .  Desperta o interesse dos partici...
 
Tarefa  Descreve o que ser á  feito no percurso da  WebQuest . Enfatiza a situação-problema da  ques t. Influencia diretam...
Protagonismo do aluno
Processo  Descreve com clareza os passos a serem seguidos. Lista os sites da  web  para ajudar e orientar o grupo de aluno...
 
Avaliação  Estabelece os critérios pelos quais o grupo vai ser avaliado, ao final da  quest , pelo cumprimento da tarefa. ...
 
Conclusão  Faz o fechamento da  quest . Evidencia o que foi aprendido no percurso da  quest . Incentiva o aluno a estender...
 
Créditos (opcional)  Fornece as referências  a websites que foram utilizados durante a  quest .  Agradece aos colaboradore...
http://questgarden.com/106/76/5/100715162322/index.htm
KRESS, G.  Literacy in the new media age . London, New York:  Routledge, 2003 DIAS, R.  Gêneros digitais e multimodalidade...
A lógica da imagem e a lógica da tela sobrepõem a lógica da escrita.  O mundo narrado ou contado é bem  diferente do mundo...
Cultura da  aprendizagem colaborativa . Cultura da  aprendizagem por  descoberta ( self-discovery learning , Bruner, 1960)...
Pesquisar. Criar. Colaborar. Transformar Autenticidade: Oportunidades de interações em situações reais de comunicação. Múl...
Interdisciplinaridade. Temas sociais. Educação cidadã. Aprendizagem colaborativa. Aprendizagem significativa. Multimodalid...
Reception: Reading Production: Writing Escrita como processo colaborativo (DIAS, 2004). Aprendizagem como prática social.
Obrigada pela atenção. Meet me at  www.letras.ufmg.br/profs/reinildes Mantenham contato! [email_address]
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Webquests - Reinildes - CBLA

399

Published on

Set of slides about WebQuests and their benefits to ESL teaching and learning.

Published in: Education
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
399
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
17
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Webquests - Reinildes - CBLA

  1. 1. Webquest Ambientes multimodais de aprendizagem Professora Reinildes Dias FALE - UFMG CBLA - 2011 [email_address]
  2. 2. Cultura de novos gadgets: novas formas de interação e colaboração
  3. 3. Webquest Cultura de novos gadgets: novas formas de interação e colaboração
  4. 4. Letramento Digital Leiam este artigo e reflitam sobre as caracter ís ticas dos nossos alunos, nativos-digitais Less downloads, more uploads! “ Nativos digitais” vs. “Imigrantes digitais” Prensky, 2001 (http://tiny.cc/aXomB). Compromisso de uma educação emancipadora. Compromisso da escola pública com seus alunos “nativos digitais”.
  5. 5. Nativo ou imigrante digital? Nativos digitais Aqueles que nasceram na era cibernética dos computadores, câmeras digitais, Iphones, brinquedos eletrônicos, robots, TV digital etc. Lidam facilmente com a tecnologia digital e são exímios utilitários de todos os gadgets da era atual. Mark Prensky (2001). http://www.marcprensky.com/
  6. 6. Nativo ou imigrante digital? Imigrantes digitais Aqueles que aprenderam a utilizar as tecnologias atuais por força do trabalho, da necessidade decomunicação e interação, para aprender mais. Como qualquer imigrante, retêm um “sotaque” que pode ser mais ou menos perceptível, dependendo da fluência adquirida atual. PRENSKY. Digital Natives, Digital Immigrants http://tiny.cc/aXomB
  7. 7. Compromisso com nossos alunos, “nativos digitais” da era contemporânea.
  8. 8. DIAS, R. A integração das TICS ao ensinoe aprendizagem de língua estrangeira e o o aprender colaborativo on-line . Moara n 30. Belém: UFPA. Programa de Mestrado, 2008. Download: www.letras.ufmg.br/profs/reinildes Cultura Digital: movimento cognitivo, social e cultural amplo, estreitamente conectado às tecnologias da informação e da comunicação.
  9. 9. DIAS, R. A integração das TICS ao ensinoe aprendizagem de língua estrangeira e o o aprender colaborativo on-line . Moara n 30. Belém: UFPA. Programa de Mestrado, 2008. Download: www.letras.ufmg.br/profs/reinildes Cultura Digital: movimento cognitivo, social e cultural amplo, estreitamente conectado às tecnologias da informação e da comunicação.
  10. 10. Ferramentas que podem promover a colaboração e o desenvolvimento da capacidade do aluno para produzir textos de vários gêneros, tanto da modalidade oral quanto da escrita.
  11. 11. pesquisa guiada na internet (presença de recursos de scaffolding ). Webquest http://webquest.org/index.php DIAS, R. Webquests no processo de aprendizagem de L2 no meio on-line . Disponível em www.letras.ufmg.br/profs/reinildes
  12. 12. Webquest
  13. 13. Webquest
  14. 14. Nível de desenvolvimento real Competência real Atuação independente Nível de desenvolvimento potencial Zona de Desenvolvimento Proximal (ZDP) InterAÇÃO - MediAÇÃO * Scaffolding Papel do Professor Estratégias de aprendizagem Aprender a aprender
  15. 15. DIAS, R. Less downloads, more uploads at http://tinyurl.com/3cvpup8 Less downloads, more uploads!
  16. 16. A WebQuest about WebQuests by Reinildes Dias http://web.me.com/reinildes/Site_3/A_Web_Quest.html Reading. Researching. Collaborating. Learning.
  17. 17. Reception: Reading A WebQuest about WebQuests by Reinildes Dias http://web.me.com/reinildes/Site_3/A_Web_Quest.html Reading. Researching. Collaborating. Learning.
  18. 18. Reception: Reading A WebQuest about WebQuests by Reinildes Dias http://web.me.com/reinildes/Site_3/A_Web_Quest.html Reading. Researching. Collaborating. Learning.
  19. 19. Reception: Reading Production: Writing A WebQuest about WebQuests by Reinildes Dias http://web.me.com/reinildes/Site_3/A_Web_Quest.html Reading. Researching. Collaborating. Learning.
  20. 20. Reception: Reading Production: Writing A WebQuest about WebQuests by Reinildes Dias http://web.me.com/reinildes/Site_6/Creating_a_WQ.html Reading. Writing. Collaborating. Revising. Learning. A WebQuest about WebQuests by Reinildes Dias http://web.me.com/reinildes/Site_3/A_Web_Quest.html Reading. Researching. Collaborating. Learning.
  21. 21. http://questgarden.com/110/07/8/100930101210/
  22. 22. http://questgarden.com/124/11/5/110412163038/
  23. 23. http://questgarden.com/110/61/9/101006154726/
  24. 24. Have you ever heard of an online learning environment called “Webquest”? Yes No Yes 3 No 18
  25. 25. Do you know what “Webquest” means? No yes I have some idea of what it means Yes 3 No 16 I have some idea of what it means 4
  26. 26. Do you know what “Webquest” mean now? Yes No Yes 18 No 0
  27. 27. Are you going to use Webquests with your students? Yes No Yes 16 No 2
  28. 28. Desafio a um grupo de alunos - que trabalha em equipe - na busca de informações sobre um determinado assunto para a realização de uma tarefa, configurada como uma situação-problema Utilização da web e de seus recursos durante a busca da solução a um problema (tarefa) pelos participantes de um grupo de alunos. Webquest
  29. 29. Suporte oferecido aos envolvidos na busca ( quest ) . Links a sites na própria web. Estes links podem ser a informações escritas, arquivos de áudio ou vídeos. Orientações detalhadas para os participantes sobre os passos a serem seguidos durante o processo WebQuests: pesquisas guiadas no espaço virtual Scaffolding Webquest
  30. 30. http://edweb.sdsu.edu/people/bdodge/ http://tommarch.com/ozline_story/tmarch.php Bernie Dodge Tom March Proponentes do modelo
  31. 31. A WebQuest is an inquiry-oriented lesson format in which most or all the information that learners work with comes from the web. The model has spread around the world, with special enthusiasm in Brazil, Spain, China, Australia and Holland. What is a WebQuest?
  32. 32. Qual a função de cada uma das seções, componentes, ou blocos edificadores? Os componentes ou seções são também chamados de “blocos edificadores de uma WebQuest ” ( building blocks of WQ ). Quais são os componentes ou seções de uma WebQuest?
  33. 33. Orienta o grupo de alunos sobre o que deve ser feito e vivenciado durante a WebQuest . Desperta o interesse dos participantes. Argumenta a favor da tarefa a ser cumprida. Possui elementos argumentativos para envolver os alunos no processo de investigação e descobertas de uma WebQuest. Introdução
  34. 35. Tarefa Descreve o que ser á feito no percurso da WebQuest . Enfatiza a situação-problema da ques t. Influencia diretamente no envolvimento e na motivação dos participantes. É o espaço para a atribuição de papeis aos participantes Deve ser co-constru íd a on-line com todos colaborando para uma solução bem-sucedida . É o componente mais importante de uma WQ. protagonismo do aluno
  35. 36. Protagonismo do aluno
  36. 37. Processo Descreve com clareza os passos a serem seguidos. Lista os sites da web para ajudar e orientar o grupo de alunos, ao longo da quest , na realização da tarefa (situação-problema). Fornece suporte para cada um dos papeis a serem assumidos pelos membros do grupo. Define claramente a log ís tica da organização dos grupos de trabalho. Scaffolding
  37. 39. Avaliação Estabelece os critérios pelos quais o grupo vai ser avaliado, ao final da quest , pelo cumprimento da tarefa. Fornece a rubrica de avaliação. Protagonismo do aluno
  38. 41. Conclusão Faz o fechamento da quest . Evidencia o que foi aprendido no percurso da quest . Incentiva o aluno a estender a experiência de aprendizagem a outros dom ín ios.
  39. 43. Créditos (opcional) Fornece as referências a websites que foram utilizados durante a quest . Agradece aos colaboradores de mais destaque durante o processo de realização da quest . Coloca a WebQuest produzida à disposição de interessados em realizá-la. Indica um email de contato com os autores da WebQuest.
  40. 44. http://questgarden.com/106/76/5/100715162322/index.htm
  41. 45. KRESS, G. Literacy in the new media age . London, New York: Routledge, 2003 DIAS, R. Gêneros digitais e multimodalidade: oportunidades on-line para a escrita e a produção oral em inglês no contexto da educação básica. (no prelo). Desenvolvimento da capacidade dos alunos para interação com os diferentes modos ou códigos semióticos de veiculação de sentido nos textos multimodais: o linguístico ou verbal, o oral, o imagético, o sonoro, o espacial. Multimodalidade / Multiletramento
  42. 46. A lógica da imagem e a lógica da tela sobrepõem a lógica da escrita. O mundo narrado ou contado é bem diferente do mundo mostrado. (KRESS, 2003).
  43. 47. Cultura da aprendizagem colaborativa . Cultura da aprendizagem por descoberta ( self-discovery learning , Bruner, 1960). Cultura do “ aprender a aprender ” (aprender para a vida). Cultura digital ou cibernética Protagonismo do aluno
  44. 48. Pesquisar. Criar. Colaborar. Transformar Autenticidade: Oportunidades de interações em situações reais de comunicação. Múltiplas Inteligências - Multimodalidade. Gêneros digitais: ações sociais pela linguagem. Benefícios pedagógicos
  45. 49. Interdisciplinaridade. Temas sociais. Educação cidadã. Aprendizagem colaborativa. Aprendizagem significativa. Multimodalidade / Multiletramento Protagonismo do aluno
  46. 50. Reception: Reading Production: Writing Escrita como processo colaborativo (DIAS, 2004). Aprendizagem como prática social.
  47. 51. Obrigada pela atenção. Meet me at www.letras.ufmg.br/profs/reinildes Mantenham contato! [email_address]
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×