Ensino de inglês em tempos de novas demandas sociais: gêneros textuais e letramento digital Professora  Reinildes Dias ,  ...
Por que estudar a LE? Direito cidadão de todo aluno brasileiro Fluência em pelo menos uma LE para ler, escrever, ouvir e  ...
Saber uma LE emancipa  e  empodera o aluno. (Educação libertadora: FREIRE). Lugar para aprender inglês é na escola (PNLD) ...
Por meio da abordagem comunicativa via gêneros. Linguagem como comunicação + Linguagem como ação social Como, então,  ensi...
Gêneros textuais e Gêneros digitais  tornam-se objetos de ensino na sala de aula contemporânea. Não agimos pela linguagem ...
Gêneros textuais e Gêneros digitais  tornam-se objetos de ensino na sala de aula contemporânea. <ul><li>Agimos por meio de...
Gêneros textuais e Gêneros digitais  tornam-se objetos de ensino na sala de aula contemporânea. E o que são os  gêneros ?
Gêneros são as nossas  ações pela linguagem  num contexto social de interações presenciais ou  no meio virtual, em ambas a...
Gêneros  são as nossas  ações pela linguagem   num contexto social de interações presenciais ou  no meio virtual, em ambas...
Para reflexão e debate:  Mais um desafio :  Onde circulam estes gêneros ? <ul><li>Enumere exemplos </li></ul><ul><li>Gêner...
Abordagem comunicativa via gêneros textuais :  desenvolvimento das  capacidades de linguagem  para o uso do inglês em situ...
Abordagem comunicativa via gêneros textuais :  Capacidades de linguagem as de ação as discursivas as linguístico-discursivas
Respeito ao Conhecimento Anterior.  Participação ativa do aluno. Interdisciplinaridade.  Temas instigantes e atuais.  Temá...
O  CBC  e a proposta curricular da Rede Estadual de Ensino de MG Matriz do ENEM Competências   e   habilidades
 
Competência de área 2 - Conhecer e usar língua(s) estrangeira(s)  moderna(s) como instrumento de acesso a informações e a ...
Elementos básicos:  GÊNEROS  CAPACIDADES DE LINGUAGEM  crítico.  Letramento  digital.  visual. Multimodalidade Multiletram...
http://www.unicef.org/mdg/
Gêneros textuais / digitais Listas. Quizzes. Poemas. Perfis pessoais. Biografias. Guias turísticos. Manual de instrução. R...
Tipos de Textos:  compõem a teia em cada gênero   <ul><li>Narração (predomínio de sequências temporais) </li></ul><ul><li>...
Capacidades de ação <ul><li>Condições de produção do texto:   </li></ul><ul><ul><ul><li>Quem escreve?  </li></ul></ul></ul...
Capacidades discursivas Reconhecimento da  organização interna do texto, seu plano textual, o layout da página, os element...
http://www.digitaltrends.com/how-to/how-to-make-a-podcast/
http://letras.terra.com.br/coldplay/1253930/
http://www. quibblo .com/quiz/du_R4tY/How-well-do-you-know-Justin-Bieber http://www.quibblo.com/create
http://www.younghollywood.com/celebrity/daniel-radcliffe.html
http://www.bbc.co.uk/news/science-environment-13567381
http://jackjohnsonmusic.com/greening/2010/
As  capacidades linguístico-discursivas , isto é, o reconhecimento e a utilização do valor das unidades  linguístico-discu...
Elementos léxicos :  elos lexicais.   Pronomes :  elos coesivos.  Conjunções :  elos argumentativos.  Modais :  modalizaçã...
Elementos de referência pessoal, temporal, espacial, registro linguístico, grau de formalidade, seleção lexical, tempos e ...
Gramática e vocabulário têm de ser  enfatizados, tendo em vista o reconhecimento e o uso pelo aluno dos vários gêneros tex...
Gramática essencial Pronomes. Linking words (connectors) Verbos regulares Verbos irregulares Tempos verbais Ordem de palav...
Palavras, seus sinônimos e antônimos. Palavras e suas definições Associação de palavras a imagens Formação de palavras - P...
protagonismo do aluno Are you up to a challenge? How about learning English on the net? Would you like to improve your Eng...
DIAS, R.  Genres in English classes : Grammar in context and vocabulary development. 2010. https://www.educacao.mg.gov.br /
Letramento visual   (multimodalidade) Composição espacial dos textos
Multimodalidade / Multiletramento BULL, G; ANSTEY, M.  Evolving pedagogies, reading and  writing in a multimodal world . A...
A lógica da imagem e a lógica da tela sobrepõem a lógica da escrita.  O mundo narrado ou contado é bem  diferente do mundo...
Letramento Digital Compromisso de uma educação emancipadora. Compromisso da escola pública com seus alunos  “nativos digit...
Nativo ou imigrante digital? Nativos digitais :   Aqueles que nasceram na era cibernética dos computadores, câmeras digita...
Nativo ou imigrante digital? Imigrantes digitais :   aqueles que aprenderam a utilizar as tecnologias atuais por força do ...
 
DIAS, R.  A   integração das TICS ao ensinoe aprendizagem de língua estrangeira e o o aprender colaborativo on-line .  Moa...
Ferramentas que podem promover a colaboração  e o desenvolvimento da  capacidade do aluno para  produzir textos de vários ...
<ul><li>Cultura da  aprendizagem  </li></ul><ul><li>colaborativa . </li></ul><ul><li>Cultura da  aprendizagem por  </li></...
Papel do Professor Estratégias de aprendizagem Aprender a aprender Nível de  desenvolvimento real Competência  real  Atuaç...
Tecnologiais digitais Gêneros como objetos de ensino Learning cycle Transposição Didática Gêneros - Letramento Crítico Let...
Primeiro estágio Leitura Gênero do cotidiano do aluno Terceiro Estágio Compreensão oral Segundo estágio Produção textual M...
Primeiro estágio Leitura Gênero do cotidiano do aluno Terceiro Estágio Compreensão oral Segundo estágio Produção textual M...
Primeiro estágio Leitura Gênero do cotidiano do aluno Terceiro Estágio Compreensão oral Segundo estágio Produção textual M...
A Digital Learning Cycle From listening to SPEAKING
http://iteslj.org/links/ESL/Listening/Podcasts/ http://www.eslpod.com/website/index_new.html http://abcnews.go.com/Technol...
http://www.learnenglishfeelgood.com/eslvideo/index.html Reception: LISTENING Production: SPEAKING Create movies in English...
Reception: LISTENING Production: SPEAKING A WebQuest about WebQuests  by Reinildes Dias h ttp://web.me.com/reinildes/Site_...
Natural Wonders - A trip through Brazilian National Parks http://questgarden.com/82/57/9/090523125507/index.htm An unforge...
http://questgarden.com/110/07/8/100930101210/
Less downloads, more uploads! WebQuests: pesquisa guiada na internet (presença de recursos de  scaffolding ). Ambiente mul...
http://weblogged.wikispaces.com/Losing+Your+Digital+Accent http://www.ctj.thomas.org.br / http://www.freetech4teachers.com...
Formação cidadã - Responsabilidade social Temas instigantes e atuais.  Temáticas sociais ( Pluralismo cultural. Meio ambie...
Pluralismo cultural
Going beyond Challenge your students to learn more! Challenge your students to use their digital skills to learn English! ...
Por meio da língua inglesa Ampliam-se as possibilidades do aluno de  agir discursivamente no mundo  (pesquisas, cursos de ...
Por meio da língua inglesa Ampliam-se também as possibilidades do aluno de  compreender outras manifestações culturais pró...
Por meio da língua inglesa Ampliam-se também as possibilidades do desenvolvimento da capacidade do aluno  para viver na so...
Mantenham contato! [email_address] Obrigada pela atenção . Meet me at  www.letras.ufmg.br/profs/reinildes
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Inglês na educação básica

2,861

Published on

Inglês - PNLD - EF - EM

Published in: Education, Technology, Business
0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
2,861
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
100
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Inglês na educação básica

  1. 1. Ensino de inglês em tempos de novas demandas sociais: gêneros textuais e letramento digital Professora Reinildes Dias , Ph.D . Uma das autoras do PRIME - Ingl ês para o Ensino médio Melhor coleção avaliada pelo PNLD - 2012
  2. 2. Por que estudar a LE? Direito cidadão de todo aluno brasileiro Fluência em pelo menos uma LE para ler, escrever, ouvir e falar com competência.
  3. 3. Saber uma LE emancipa e empodera o aluno. (Educação libertadora: FREIRE). Lugar para aprender inglês é na escola (PNLD) e fora dela também, pelos recursos da web e por meio de desafios para aprender mais, além dos limites da sala de aula ( Going beyond ).
  4. 4. Por meio da abordagem comunicativa via gêneros. Linguagem como comunicação + Linguagem como ação social Como, então, ensinar inglês em tempos de novas demandas sociais? Uso de situações reais de comunicação em contextos sociais de interação
  5. 5. Gêneros textuais e Gêneros digitais tornam-se objetos de ensino na sala de aula contemporânea. Não agimos pela linguagem com textos “fabricados ” (mesmo tempo verbal, um número limitado de vocábulos).
  6. 6. Gêneros textuais e Gêneros digitais tornam-se objetos de ensino na sala de aula contemporânea. <ul><li>Agimos por meio de gêneros das práticas sociais: </li></ul><ul><ul><li>conversa informal, telefonemas, emails, texting, blogs, chats, bilhetes, listas, depoimentos, relatórios, artigos de not íc ias etc. </li></ul></ul>
  7. 7. Gêneros textuais e Gêneros digitais tornam-se objetos de ensino na sala de aula contemporânea. E o que são os gêneros ?
  8. 8. Gêneros são as nossas ações pela linguagem num contexto social de interações presenciais ou no meio virtual, em ambas as modalidades, a escrita e a oral. Assim, agimos, tanto para ouvir e falar quanto para ler e escrever, por meio de gêneros.
  9. 9. Gêneros são as nossas ações pela linguagem num contexto social de interações presenciais ou no meio virtual, em ambas as modalidades, a escrita e a oral. Nas palavras de Bakhtin (2006, p. 283), “ se os gêneros do discurso [gêneros textuais] não existissem e não os dominássemos, se tivéssemos de cri á -los pela primeira vez no processo do discurso ...., a comunicação [verbal] seria quase imposs ív el. ”
  10. 10. Para reflexão e debate: Mais um desafio : Onde circulam estes gêneros ? <ul><li>Enumere exemplos </li></ul><ul><li>Gêneros do seu dia a dia. </li></ul><ul><li>Gêneros em seu livro didático (LD). </li></ul><ul><li>(3) Gêneros no LD de geografia e no de história. </li></ul><ul><li>(4) Gêneros da academia. </li></ul><ul><li>(5) Gêneros do contexto escolar </li></ul><ul><li>(6) Gêneros da publicidade. </li></ul><ul><li>(7) Gêneros do espaço cibernético. </li></ul>
  11. 11. Abordagem comunicativa via gêneros textuais : desenvolvimento das capacidades de linguagem para o uso do inglês em situações reais de comunicação nas modalidades oral e escrita, em contextos sociais de interação (2003) / OCEM (2006)
  12. 12. Abordagem comunicativa via gêneros textuais : Capacidades de linguagem as de ação as discursivas as linguístico-discursivas
  13. 13. Respeito ao Conhecimento Anterior. Participação ativa do aluno. Interdisciplinaridade. Temas instigantes e atuais. Temáticas sociais (Pluralismo cultural. Meio ambiente.) Desenvolvimento da responsabilidade social Aprendizagem significativa. Desenvolvimento do letramento (crítico) em LE
  14. 14. O CBC e a proposta curricular da Rede Estadual de Ensino de MG Matriz do ENEM Competências e habilidades
  15. 16. Competência de área 2 - Conhecer e usar língua(s) estrangeira(s) moderna(s) como instrumento de acesso a informações e a outras culturas e grupos sociais.   H5 – Associar vocábulos e expressões de um texto em LEM ao seu tema.   H6 - Utilizar os conhecimentos da LEM e de seus mecanismos como meio de ampliar as possibilidades de acesso a informações, tecnologias e culturas.   H7 – Relacionar um texto em LEM, as estruturas linguísticas, sua função e seu uso social.   H8 - Reconhecer a importância da produção cultural em LEM como representação da diversidade cultural e linguística.
  16. 17. Elementos básicos: GÊNEROS CAPACIDADES DE LINGUAGEM crítico. Letramento digital. visual. Multimodalidade Multiletramento
  17. 18. http://www.unicef.org/mdg/
  18. 19. Gêneros textuais / digitais Listas. Quizzes. Poemas. Perfis pessoais. Biografias. Guias turísticos. Manual de instrução. Resenhas. Artigo de opinião. Anúncios publicitários. Contos. Conversas informais. Conversas telefônicas. Piadas. Entrevista. Programas de rádio. Anúncios publicitários. Emails. Blogs. Webpages. Facebooks. Twitters. Wikis. WebQuests. Slideshares. Glogsters.
  19. 20. Tipos de Textos: compõem a teia em cada gênero <ul><li>Narração (predomínio de sequências temporais) </li></ul><ul><li>Descrição (predomínio de sequências de localização) </li></ul><ul><li>Exposição (predomínio de sequências analíticas) </li></ul><ul><li>Argumentação (predomínio de sequências contrastivas explícitas), </li></ul><ul><li>Injunção (predomínio de sequências imperativas) </li></ul><ul><li>(Marcuschi, 2002, p.29). </li></ul><ul><li>--------------------------------------- </li></ul><ul><li>Dialogal (predomínio de perguntas e respostas) </li></ul>
  20. 21. Capacidades de ação <ul><li>Condições de produção do texto: </li></ul><ul><ul><ul><li>Quem escreve? </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Sobre o quê? </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Para quem? </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Para quê? </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>De que forma? </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Quando? </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>Onde? </li></ul></ul></ul><ul><li>Função / Intenção sociocomunicativa do gênero. </li></ul>Letramento crítico
  21. 22. Capacidades discursivas Reconhecimento da organização interna do texto, seu plano textual, o layout da página, os elementos não-verbais, os códigos semióticos, os modos de organização da composição textual - sequências linguísticas (narrativa, descritiva, argumentativa, injuntiva, etc.)
  22. 23. http://www.digitaltrends.com/how-to/how-to-make-a-podcast/
  23. 24. http://letras.terra.com.br/coldplay/1253930/
  24. 25. http://www. quibblo .com/quiz/du_R4tY/How-well-do-you-know-Justin-Bieber http://www.quibblo.com/create
  25. 26. http://www.younghollywood.com/celebrity/daniel-radcliffe.html
  26. 27. http://www.bbc.co.uk/news/science-environment-13567381
  27. 28. http://jackjohnsonmusic.com/greening/2010/
  28. 29. As capacidades linguístico-discursivas , isto é, o reconhecimento e a utilização do valor das unidades linguístico-discursivas inerentes a cada gênero para aconstrução do significado global do texto
  29. 30. Elementos léxicos : elos lexicais. Pronomes : elos coesivos. Conjunções : elos argumentativos. Modais : modalização. Tempos verbais : sequência temática etc.
  30. 31. Elementos de referência pessoal, temporal, espacial, registro linguístico, grau de formalidade, seleção lexical, tempos e modos verbais.
  31. 32. Gramática e vocabulário têm de ser enfatizados, tendo em vista o reconhecimento e o uso pelo aluno dos vários gêneros textuais do seu cotidiano pessoal e escolar. Sistematização da gramática e desenvolvimento de vocabulário (a partir do gênero estudado)
  32. 33. Gramática essencial Pronomes. Linking words (connectors) Verbos regulares Verbos irregulares Tempos verbais Ordem de palavras Advérbios Wh-words Yes-No questions http://funeasyenglish.com/english-video-lessons.htm http://www.youtube.com/watch?v=L4jIC5HLBdM http://www.youtube.com/watch?v=mkO87mkgcNo&feature=related be + …. ing have/ has + past participle have/ has + been + … ing
  33. 34. Palavras, seus sinônimos e antônimos. Palavras e suas definições Associação de palavras a imagens Formação de palavras - Palavras relacionadas Matching columns Palavras cruzadas Caça palavras Uso do dicionário Criação de um glossário Dicionários on-line www.puzzlemaker.com Vocabulário protagonismo do aluno
  34. 35. protagonismo do aluno Are you up to a challenge? How about learning English on the net? Would you like to improve your English? Why don’t you use your digital skills to learn English? Creation of a magazine (to hold their texts) Creation of blogs / ebooks Creation of sets of slides Creation of podcasts
  35. 36. DIAS, R. Genres in English classes : Grammar in context and vocabulary development. 2010. https://www.educacao.mg.gov.br /
  36. 37. Letramento visual (multimodalidade) Composição espacial dos textos
  37. 38. Multimodalidade / Multiletramento BULL, G; ANSTEY, M. Evolving pedagogies, reading and writing in a multimodal world . Australia: Education Services Australia. 2010 KRESS, G. Literacy in the new media age . London, New York: Routledge, 2003 DIAS, R. Gêneros digitais e multimodalidade: oportunidades on-line para a escrita e a produção oral em inglês no contexto da educação básica. (no prelo). Desenvolvimento da capacidade dos alunos para interação com os diferentes modos ou códigos semióticos de veiculação de sentido nos textos multimodais: o linguístico ou verbal, o oral, o imagético, o sonoro, o espacial.
  38. 39. A lógica da imagem e a lógica da tela sobrepõem a lógica da escrita. O mundo narrado ou contado é bem diferente do mundo mostrado. (KRESS, 2003).
  39. 40. Letramento Digital Compromisso de uma educação emancipadora. Compromisso da escola pública com seus alunos “nativos digitais”. “ Nativos digitais” vs. “Imigrantes digitais” Prensky, 2001 (http://tiny.cc/aXomB). Leiam este artigo e reflitam sobre as caracter ís ticas dos nossos alunos, nativos-digitais Less downloads, more uploads!
  40. 41. Nativo ou imigrante digital? Nativos digitais : Aqueles que nasceram na era cibernética dos computadores, câmeras digitais, Iphones, brinquedos eletrônicos, robots, TV digital etc. Lidam facilmente com a tecnologia digital e são exímios utilitários de todos os gadgets da era atual. Mark Prensky (2001). http://www.marcprensky.com/
  41. 42. Nativo ou imigrante digital? Imigrantes digitais : aqueles que aprenderam a utilizar as tecnologias atuais por força do trabalho, da necessidade decomunicação e interação, para aprender mais. Como qualquer imigrante, retêm um “sotaque” que pode ser mais ou menos perceptível, dependendo da fluência adquirida PRENSKY. Digital Natives, Digital Immigrants http://tiny.cc/aXomB
  42. 44. DIAS, R. A integração das TICS ao ensinoe aprendizagem de língua estrangeira e o o aprender colaborativo on-line . Moara n 30. Belém: UFPA. Programa de Mestrado, 2008. Download: www.letras.ufmg.br/profs/reinildes Cultura Digital: movimento cognitivo, social e cultural amplo, estreitamente conectado às tecnologias da informação e da comunicação.
  43. 45. Ferramentas que podem promover a colaboração e o desenvolvimento da capacidade do aluno para produzir textos de vários gêneros, tanto da modalidade oral quanto da escrita.
  44. 46. <ul><li>Cultura da aprendizagem </li></ul><ul><li>colaborativa . </li></ul><ul><li>Cultura da aprendizagem por </li></ul><ul><li>descoberta </li></ul><ul><li>( self-discovery learning , </li></ul><ul><li>Bruner, 1960). </li></ul><ul><li>Cultura do “ aprender a </li></ul><ul><li>aprender ” (aprender </li></ul><ul><li>para a vida). </li></ul>Cultura digital ou cibernética
  45. 47. Papel do Professor Estratégias de aprendizagem Aprender a aprender Nível de desenvolvimento real Competência real Atuação independente Nível de desenvolvimento potencial Zona de Desenvolvimento Proximal (ZDP)‏ Scaffolding InterAÇÃO - MediAÇÃO *
  46. 48. Tecnologiais digitais Gêneros como objetos de ensino Learning cycle Transposição Didática Gêneros - Letramento Crítico Letramento Digital - Multiletramento Leitura Escrita Compreensão Oral Produção Oral Formação cidadã Responsabilidade social
  47. 49. Primeiro estágio Leitura Gênero do cotidiano do aluno Terceiro Estágio Compreensão oral Segundo estágio Produção textual Mesmo gênero que foi lido no primeiro estágio Escrita como processo de colaboração Colaboração entre pares Scaffolding do professor Revisões, re-escritas Versão final e “publicação” Gênero do cotidiano do aluno relacionado ao tema do módulo de ensino. Quarto Estágio Fala - Produção oral Gênero do cotidiano do aluno relacionado ao tema do módulo de ensino. Learning Cycle
  48. 50. Primeiro estágio Leitura Gênero do cotidiano do aluno Terceiro Estágio Compreensão oral Segundo estágio Produção textual Mesmo gênero que foi lido no primeiro estágio Escrita como processo de colaboração Colaboração entre pares Scaffolding do professor Revisões, re-escritas Versão final e “publicação” Gênero do cotidiano do aluno relacionado ao tema do módulo de ensino. Quarto Estágio Fala - Produção oral Gênero do cotidiano do aluno relacionado ao tema do módulo de ensino. Learning Cycle Desenvolvimento das três capacidades Capacidade de ação Capacidade discursiva Capacidade linguístico-discursiva Desenvolvimento das três capacidades Desenvolvimento das três capacidades Desenvolvimento das três capacidades
  49. 51. Primeiro estágio Leitura Gênero do cotidiano do aluno Terceiro Estágio Compreensão oral Segundo estágio Produção textual Mesmo gênero que foi lido no primeiro estágio Escrita como processo de colaboração Colaboração entre pares Scaffolding do professor Revisões, re-escritas Versão final e “publicação” Gênero do cotidiano do aluno relacionado ao tema do módulo de ensino. Quarto Estágio Fala - Produção oral Gênero do cotidiano do aluno relacionado ao tema do módulo de ensino. Learning Cycle Desenvolvimento das três capacidades Capacidade de ação Capacidade discursiva Capacidade linguístico-discursiva Desenvolvimento das três capacidades Desenvolvimento das três capacidades Desenvolvimento das três capacidades
  50. 52. A Digital Learning Cycle From listening to SPEAKING
  51. 53. http://iteslj.org/links/ESL/Listening/Podcasts/ http://www.eslpod.com/website/index_new.html http://abcnews.go.com/Technology/Podcasting/ http://top25.podcast.com / http://www.digitaltrends.com/how-to/how-to-make-a-podcast/ Reception: LISTENING Production: SPEAKING
  52. 54. http://www.learnenglishfeelgood.com/eslvideo/index.html Reception: LISTENING Production: SPEAKING Create movies in English with WINDOWS MOVIE MAKER Video production DIAS, R. Websites, video clips, trailers, movies and podcasts in developing students’ oral skills in English. 2010. http://tiny.cc/n8cae
  53. 55. Reception: LISTENING Production: SPEAKING A WebQuest about WebQuests by Reinildes Dias h ttp://web.me.com/reinildes/Site_3/A_Web_Quest.html Reading. Researching. Collaborating. Learning. A WebQuest about WebQuests by Reinildes Dias h ttp://web.me.com/reinildes/Site_6/Creating_a_WQ.html Reading. Writing. Collaborating. Revising. Learning.
  54. 56. Natural Wonders - A trip through Brazilian National Parks http://questgarden.com/82/57/9/090523125507/index.htm An unforgettable journey through the Brazilian Royal Road http://www.questgarden.com/82/79/2/090526185650/ Racism: Information for Social Change http://questgarden.com/111/17/8/101013052802/index.htm http://questgarden.com/
  55. 57. http://questgarden.com/110/07/8/100930101210/
  56. 58. Less downloads, more uploads! WebQuests: pesquisa guiada na internet (presença de recursos de scaffolding ). Ambiente multimodal de aprendizagem http://webquest.org/index.php DIAS, R. Webquests no processo de aprendizagem de L2 no meio on-line. Disponível em www.letras.ufmg.br/profs/reinildes
  57. 59. http://weblogged.wikispaces.com/Losing+Your+Digital+Accent http://www.ctj.thomas.org.br / http://www.freetech4teachers.com/ Free technology for teachers: Losing your digital accent: Portal for the English Teacher (forthcoming) Casa Thomas Jefferson :
  58. 60. Formação cidadã - Responsabilidade social Temas instigantes e atuais. Temáticas sociais ( Pluralismo cultural. Meio ambiente .) Desenvolvimento da responsabilidade social http://www.greenpeace.org/international/en/campaigns/forests/ NO to deforestation! Let’s be green! Stay away from drugs! Be cool! Say NO to poverty! Let life be fair! www.billgatesfoundation.org
  59. 61. Pluralismo cultural
  60. 62. Going beyond Challenge your students to learn more! Challenge your students to use their digital skills to learn English! Challenge your students to be responsible for their own learning!
  61. 63. Por meio da língua inglesa Ampliam-se as possibilidades do aluno de agir discursivamente no mundo (pesquisas, cursos de aperfeiçoamento, leituras, viagens seminários, oportunidades de trabalho mais significativas)
  62. 64. Por meio da língua inglesa Ampliam-se também as possibilidades do aluno de compreender outras manifestações culturais próprias de outros povos , aumentando sua capacidade de tolerância a diferenças.
  63. 65. Por meio da língua inglesa Ampliam-se também as possibilidades do desenvolvimento da capacidade do aluno para viver na sociedade contemporânea: aprender a conhecer; aprender a viver juntos (colaboração-solidariedade); aprender a ser (consciência social). (Delors, 1996). http://www.unesco.org/delors
  64. 66. Mantenham contato! [email_address] Obrigada pela atenção . Meet me at www.letras.ufmg.br/profs/reinildes
  1. A particular slide catching your eye?

    Clipping is a handy way to collect important slides you want to go back to later.

×