Fev2011 cefet bh

1,819 views
1,696 views

Published on

Set of slides about current views on the teaching of English for Ensino Médio in the Brazilian context.

Published in: Education
1 Comment
4 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
1,819
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2
Actions
Shares
0
Downloads
31
Comments
1
Likes
4
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Fev2011 cefet bh

  1. 1. Fevereiro de 2011 Departamento de Linguagem e Tecnologia CEFET - BH Atividades para o ensino e aprendizagem de LE envolvendo as quatro habilidades INGL Ê S - ESPANHOL Professora Reinildes Dias - MTL Concordia University
  2. 2. A proposta curricular e o CBC da Rede Estadual de Ensino de MG Elementos básicos: GÊNEROS e as CAPACIDADES DE LINGUAGEM Transposiç ão didática: Learning Cycle Letramento. Letramento digital. Multiletramento
  3. 4. Por que estudar a LE? Direito cidadão de todo aluno brasileiro Flu ência em pelo menos uma LE para ler, escrever, ouvir e falar com competência.
  4. 5. Saber uma LE emancipa e empodera o aluno. (Educação libertadora: FREIRE). Lugar para aprender inglês / espanhol é na escola. (PNLD)
  5. 6. Abordagem comunicativa : desenvolvimento de habilidades para o uso da língua em situações reais de comunicação nas modalidades oral e escrita (2003) / OCEM (2006) Desenvolvimento do letramento (cr ítico) em LE Respeito ao Conhecimento Anterior. Participaç ão ativa do aluno. Interdisciplinaridade. Temas instigantes e atuais. Tem áticas sociais ( Pluralismo cultual. Meio ambiente .) Desenvolvimento da responsabilidade social Aprendizagem significativa.
  6. 7. Texto como o elemento chave nas situaç ões de aprendizagem tanto na modalidade escrita quanto na oral. Abordagem de ensino via gêneros textuais Do n ível da frase para o texto. Textos autênticos : Textos que circulam socialmente em suportes diferentes.
  7. 8. G êneros Ações pela linguagem. Construtos sociais historicamente construídos
  8. 9. Domínios discursivos G êneros Textuais Tipos de Textos
  9. 10. Práticas discursivas nas quais se pode identificar diferentes gêneros textuais (Marcuschi, 2002). Exemplos de domínios discursivos : Domínio ou discurso acadêmico, discurso jornalístico, discurso publicitário, discurso religioso, discurso jurídico, discurso literário, discurso epistolar etc. Domínios discursivos
  10. 11. Gêneros textuais Realizações linguísticas que cumprem certas funções em determinadas situações sociocomunicativas. Podem conter um ou mais tipos de textos (Marcuschi, 2002). Exemplos de gêneros textuais Artigo científico, resenha, artigo de opinião, editorial, anúncio publicitário, novena, sermão, conto, poema, carta, e-mail, receita, conversa telefônica, bula de remédio, guias turísticos, manual de instrução etc.
  11. 12. Tipos de Textos <ul><li>Exemplos de tipos de textos </li></ul><ul><ul><li>Narração (predomínio de sequências temporais) </li></ul></ul><ul><ul><li>Descrição (predomínio de sequências de localização) </li></ul></ul><ul><ul><li>Exposição (predomínio de sequências analíticas) </li></ul></ul><ul><ul><li>Argumentação (predomínio de sequências contrastivas explícitas), </li></ul></ul><ul><ul><li>Injunção (predomínio de sequências imperativas) </li></ul></ul><ul><ul><li>(Marcuschi, 2002,p.29). </li></ul></ul>Sequências linguísticas que ocorrem no interior dos gêneros
  12. 13. Letramento visual (multimodalidade) Composiç ão espacial dos textos
  13. 14. Letramento Digital Compromisso de uma educaç ão emancipadora. Compromisso da escola pública com seus alunos “ nativos digitais”. “ Nativos digitais” vs. “Imigrantes digitais” Prensky, 2001 ( http://tiny.cc/aXomB).
  14. 16. Multiletramento Desenvolvimento das habilidades dos alunos para interaç ão com os diferentes modos ou códigos semióticos de veiculação de sentido nos textos multimodais: o linguístico, o verbal, o oral, gestual e o espacial. (Cope & Kalantzis, 2000) Preparaç ão dos alunos para o multilingualismo e a diversidade cultural (different “ Englishes ”)
  15. 17. Multimodalidade relacionada a textos que se comp õem de mais de um código semiótico (verbal, imagético, sonoro, movimento) (Kress & van Leeuwen, 2005). Ex.: um cartão de Valentine’s day . Gêneros digitais (homepage; website; blog; wikis, e-mails etc.)
  16. 18. Cultura de novos gadgets: novas formas de interaç ão e colaboração
  17. 19. Cultura Digital: movimento cognitivo, social e cultural amplo, estreitamente conectado às tecnologias da informação e da comunicação. DIAS, R. A integração das TICS ao ensino e aprendizagem de língua estrangeira e o o aprender colaborativo on-line. Moara n 30. Belém: UFPA. Programa de Mestrado, 2008.
  18. 20. DIAS, R. Less downloads, more uploads: E-books & the process of developing students’ writing skills in English. 2010 http://tiny.cc/ofyps DIAS, R. Websites, video clips, trailers, movies and podcasts in developing students’ oral skills in English. 2010. http://tiny.cc/n8cae https://www.educacao.mg.gov.br/
  19. 21. Less downloads, more uploads! WebQuests: pesquisa guiada na internet (presença de recursos de scaffolding ). Ambiente multimodal de aprendizagem http://webquest.org/index.php DIAS, R. Webquests no processo de aprendizagem de L2 no meio on-line. Disponível em www.letras.ufmg.br/profs/reinildes
  20. 22. Papel do Professor Estrat égias de aprendizagem Aprender a aprender Nível de desenvolvimento real Competência real Atuação independente Nível de desenvolvimento potencial Zona de Desenvolvimento Proximal (ZDP) ‏ Scaffolding Inter A Ç ÃO - MediAÇ ÃO *
  21. 23. Linguagem & tecnologiais digitais G êneros como objetos de ensino Learning cycle Transposiç ão Didática G ê neros - Letramento Cr ítico Letramento Digital - Multiletramento
  22. 24. Primeiro est ágio Leitura Gênero do cotidiano do aluno Terceiro Est ágio Compreen são oral Segundo est ágio Produç ão textual Mesmo gênero que foi lido no primeiro estágio Escrita como processo de colaboração Colaboração entre pares Scaffolding do professor Revisões, re-escritas Versão final e “publicação ” Gênero do cotidiano do aluno relacionado ao tema do módulo de ensino. Quarto Est ágio Fala - Produç ão oral Gênero do cotidiano do aluno relacionado ao tema do módulo de ensino. Learning Cycle Sequ ência Didática (grupo de Genebra. Dra. Vera Cristovão)
  23. 25. Primeiro est ágio Leitura Gênero do cotidiano do aluno Terceiro Est ágio Compreen são oral Segundo est ágio Produç ão textual Mesmo gênero que foi lido no primeiro estágio Escrita como processo de colaboração Colaboração entre pares Scaffolding do professor Revisões, re-escritas Versão final e “publicação ” Gênero do cotidiano do aluno relacionado ao tema do módulo de ensino. Quarto Est ágio Fala - Produç ão oral Gênero do cotidiano do aluno relacionado ao tema do módulo de ensino. Learning Cycle Desenvolvimento das três capacidades Capacidade de ação Capacidade discursiva Capacidade linguístico-discursiva Desenvolvimento das três capacidades Desenvolvimento das três capacidades Desenvolvimento das três capacidades
  24. 26. A capacidade de ação (contexto de produção) pode ser considerada uma das características mais importantes dos gêneros, pois, orienta o aluno para a leitura adequada e crítica do texto. Capacidades de ação Condiç ões de produção do texto: Quem escreve? Sobre o quê? Para quem? Para quê? De que forma? Quando? Onde? Funç ão / Intenção sociocomunicativa do gênero.
  25. 27. As capacidades discursivas , isto é, o reconhecimento da organização interna do texto, seu plano textual, o layout da página, os elementos não-verbais,modos de organização da composição textual - sequências linguísticas (narrativa, descritiva, argumentativa, injuntiva, etc.) A organização interna mostra a presença dos componentes comuns aos textos do mesmo gênero. Capacidades discursivas Lembretes: estilo composicional / g êneros: construtos mais ou menos estáveis
  26. 28. As capacidades lingüístico-discursivas , isto é, o reconhecimento e a utilização do valor das unidades linguístico-discursivas inerentes a cada gênero para a construção do significado global do texto Capacidades linguístico-discursivas Elementos l éxicos: elos lexicais. Pronomes : elos coesivos. Conjunç ões : elos argumentativos. Modais : modalização. Tempos verbais : sequência temática etc. Elementos de referência pessoal, temporal, espacial, registro linguístico, grau de formalidade, seleção lexical, tempos e modos verbais).
  27. 29. Sistematizaç ão da gramática e Desenvolvimento de vocabulário (a partir do gênero estudado)
  28. 30. Primeiro est ágio Leitura Gênero do cotidiano do aluno Terceiro Est ágio Compreen são oral Segundo est ágio Produç ão textual Mesmo gênero que foi lido no primeiro estágio Escrita como processo de colaboração Colaboração entre pares Scaffolding do professor Revisões, re-escritas Versão final e “publicação ” Gênero do cotidiano do aluno relacionado ao tema do módulo de ensino. Quarto Est ágio Fala - Produç ão oral Gênero do cotidiano do aluno relacionado ao tema do módulo de ensino. Learning Cycle Desenvolvimento das três capacidades Capacidade de ação Capacidade discursiva Capacidade linguístico-discursiva Desenvolvimento das três capacidades Desenvolvimento das três capacidades Desenvolvimento das três capacidades
  29. 31. DIAS, R. Genres in English classes : Grammar in context and vocabulary development. 2010. https://www.educacao.mg.gov.br/
  30. 32. A learning sequence From WRITING to SPEAKING
  31. 33. Create a set of slides to tell your classmates, teachers, parents, school community, neighbors to stop littering. Write a first draft. Review it. Exchange with a peer. Re-write. Edit. Create a nice layout. Illustrate your slides. WRITING Look around you. Are your classroom and school clean or dirty? Are the streets in your city clean or dirty?
  32. 34. Present your set of slides to your classmates . Prepare for the presentation. Give your talk. Keep eye contact with the audience. Answer their questions. At the end of all presentations, you can sing a song about the Three R’s of the environment . SPEAKING
  33. 35. Going beyond Projects A green day at school About global warming (Science - Geography - Portuguese). The WEB Quizzes, Testimonials, Further reading and listening tasks Creation of a webpage. http://www. roscommoncoco . ie/services/environment .html http://www.ennistowncouncil.ie/environment/litter_management.html
  34. 36. Recomenda-se que a produç ão oral seja precedida de atividades de compreensão para servirem de apoio ( scaffolding ) para a fala em inglês . Repetir a letra de uma música, falar frases com base em uma ilustração, por exemplo, não se configuram como atividades de produção oral. Dar um depoimento, Indicar direções de um ponto a outro, apresentar a si próprio ou a sua celebridade preferida são exemplos de tarefas de produção textual em inglês
  35. 37. Dias, 2004
  36. 38. Por meio da língua estrangeira Ampliam-se as possibilidades do aluno de agir discursivamente no mundo (pesquisas, cursos de aperfeiçoamento, leituras, viagens seminários, oportunidades de trabalho mais significativas)
  37. 39. Por meio da língua estrangeira Ampliam-se também as possibilidades do aluno de compreender outras manifestações culturais próprias de outros povos , aumentando sua capacidade de tolerância a diferenças.
  38. 40. Por meio da língua estrangeira Ampliam-se também as possibilidades do desenvolvimento da capacidade do aluno para viver na sociedade contemporânea: aprender a conhecer; aprender a viver juntos (colaboração-solidariedade); aprender a ser (consciência social). (Delors, 1996). http://www.unesco.org/delors
  39. 41. Sintam-se à vontade para entrarem em contato comigo [email_address] Obrigada pela atenç ão . Meet me at www.letras.ufmg.br/profs/reinildes

×