Apresentação Fatec Norma 569-B

4,832 views
4,477 views

Published on

Apresentação Cabeamento Estruturado norma 569-B, Fatec Osasco

Published in: Technology
0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
4,832
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
12
Actions
Shares
0
Downloads
198
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Apresentação Fatec Norma 569-B

  1. 1. Norma ANSI/TIA/EIA-569-B Curso: Redes De Computadores Cabeamento Estruturado Componentes do Grupo: Dionatas S. Santinho Felipe S. Silva Luis Henrique Reginaldo F. Lopes
  2. 2. Fatec Osasco Prefeito Hirant Sanazar A Norma 569-B, trata-se de uma revisão da Norma 569-A e seus adendos determinando o “Padrão de Vias e Espaço para Edifícios Comerciais”. Esta norma leva em conta três conceitos fundamentais para telecomunicações e edifícios: 1- Edifícios são dinâmicos e durante sua existência podem sofrer renovações, deve-se levar em conta a partir de seu projeto os dutos de telecomunicações. 2- Sistemas de Telecomunicações são dinâmicos, construção, tecnologia e equipamentos de telecomunicações podem mudar drasticamente, independente de fornecedores de tecnologia. 3- Telecomunicações é mais do que "voz e dados". O conceito de TAS também inclui outros sistemas, como um controle ambiental, segurança, áudio, televisão e alarmes sonoros. Na verdade, incorpora todos os sistemas de telecomunicações que carregam a informação em edifícios.
  3. 3. Fatec Osasco Prefeito Hirant Sanazar A Norma Identifica 6 componentes de Infra Estrutura • Instalações de entrada (Entrada e Facilidades) • Sala de equipamentos • Cabeamento Verticais("Back-bone") • Instalações de Telecomunicações(Sala ou Armário) • Cabeamento Horizontal • Área de Trabalho (“Work Area”)
  4. 4. Fatec Osasco Prefeito Hirant Sanazar
  5. 5. Fatec Osasco Prefeito Hirant Sanazar Instalações de Entrada - Lugar definido para entrada de serviços de telecomunicações, onde os tubos geram interconexão com outros edifícios da mesma empresa(por exemplo, se é um “campus”) - As “Instalações de Entrada” poderão conter dispositivos de interface com redes publicas, prestadoras de serviços de telecomunicações e equipamentos de telecomunicações, estas instalações podem incluir blocos de terminais como telefones e equipamentos como modems A Norma Recomenda que as Instalações de Entradas deve estar situada em um lugar seco, próximos dos rotas de Back-Bones verticais
  6. 6. Fatec Osasco Prefeito Hirant Sanazar Sala de Equipamentos -Define-se como sala de equipamentos, a sala que vai alocar equipamentos de telecomunicações, tais como centrais telefônicas(PABX), Equipamentos de Informática(Servidores), Centrais de Vídeo,apenas se admite equipamentos relacionados com telecomunicações.
  7. 7. Fatec Osasco Prefeito Hirant Sanazar • Deve ser localizado em lugar que permita expansões futuras e facilidade de movimentação de equipamentos de grande porte; • A temperatura deve ser controlada sendo entre 17 e 24 graus centigrados e a umidade entre 30 à 50% no máximo; • Indica-se que a sela possua 0,07 m² para cada 10 m² de Work Area e o seu tamanho deverá ser igual ou maior à 14 m²; Sala de Equipamentos (SEQ) ou Centro de Processamento de Dados (CPD)
  8. 8. Fatec Osasco Prefeito Hirant Sanazar Cabeamentos Verticais Também conhecidos como Back-bones, é o meio de transporte dos cabos verticalmente, geralmente utilizados, por meios de entradas ou para interligação entre a sala de equipamentos e as instalações de telecomunicações.
  9. 9. Fatec Osasco Prefeito Hirant Sanazar Considerações para Back-Bones • Os caminhos destinados a atender ao backbone entre edifícios deverão considerar os requisitos de distância e ambiente para suportar os diversos tipos de cabos; • Todos os dutos deverão ser protegidos contra fogo; • Durante o estágio inicial de planejamento, todos os edifícios identificados no projeto deverão ter seus respectivos desenhos com a infraestrutura de telecomunicação totalmente desenvolvida, incluindo os dutos entre os edifícios; • O eletroduto de entrada deve ser de no mínimo 4" ou 100mm para cada 5.000 m2 de área útil servida.
  10. 10. Fatec Osasco Prefeito Hirant Sanazar Considerações para Back-Bones • Para dutos de Passagem (Sleeves) a norma exige no mínimo 2 dutos de 4” de reserva além dos ocupados; • Não Instalar Dutos em Shafts de Elevadores devido a ruídos eletromagnéticos; • Quando as Salas de Telecomunicações não estiverem colocadas verticalmente, deverão ser providos dutos interligando-as • Suportes para cabos de back-bone do tipo gancho ou anel, deverão suportar no máximo 50 cabos de 4 pares ou equivalentes em peso (UTP,STP, Fibra Ópticas);
  11. 11. Fatec Osasco Prefeito Hirant Sanazar Instalações de Telecomunicações • Podem Ser Salas ou racks de Telecomunicações • Deve ter Acesso ao ponto de aterramento do edifício • Sua Dimensão dever ser baseada na área servida, ou seja uma TR para cada 1000m², para áreas menores que 100m²,deve-se utilizar gabinetes de paredes, caso à área esteja entre 100m² e 500m² utilizar racks. • Se a área a ser atendida for maior que 1000m² ou o ponto outlet for de distancia maior que 90m, TR adicionais devem ser consideradas. • O espaço utilizado pela TR, não deverá possuir distribuição elétrica, somente apenas aquela necessária para os equipamentos de telecomunicações. • Abaixo Tabela de Dimensões Recomendadas Segundo a norma: 500m² 3m 2,2m 800m² 3m 2,8m 1000m² 3m 3,4m
  12. 12. Fatec Osasco Prefeito Hirant Sanazar Instalações de Telecomunicações • .O TR não deverá ser suportado por teto falso, para facilitar as rotas de caminhos do cabo. • Recomenda-se que piso e paredes sejam de cor clara, para maior iluminação • A Iluminação do TR Deverá possuir no mínimo 540 Lux. • A Porta deverá ter no mínimo 910mm de largura e 2.000mm de altura, voltada para fora do TR. • Um mínimo de duas tomadas de força (ex. 20 A -120V e/ou 13 A – 220V). • As Tomadas de Força devem ser colocadas na parede em intervalos Maximo de 1,80m conforme definido nas normas ABNT. • A TR no mínimo deve possuir uma parede forrada de madeira para fixação de hardware e equipamentos.
  13. 13. Fatec Osasco Prefeito Hirant Sanazar Cabeamento Horizontal . Esse subsistema, também chamado de cabeamento secundário, compreende os cabos lançados entre a tomada de telecomunicações que atende o usuário nas Work Areas até o armário de telecomunicações. O cabeamento horizontal deve respeitar uma distância máxima de 90 metros de cabo UTP rígido, compreendidos entre a tomada de telecomunicação na área de trabalho até o cross-connect instalado no armário de telecomunicações. Esse tipo de cabeamento também contempla os cabos de manobra ou patch cords, patch cable, utilizados para conectar o cabeamento horizontal ao ativo de rede, e também conectar a tomada de telecomunicação na área de trabalho ao equipamento do usuário.
  14. 14. Fatec Osasco Prefeito Hirant Sanazar Cabeamento Horizontal Estes cabos são do tipo flexível e não podem ultrapassar os 10 metros de comprimento somando as duas extremidades (área de trabalho + armário de telecomunicação). O cabeamento horizontal possui um comprimento final de 100 metros, sendo 90 metros de cabo UTP rígido e mais 10 metros de cabo UTP flexível. Os cabos UTP flexíveis possuem características mecânicas diferentes e sua atenuação é 20% maior do que os rígidos, por isso são utilizados apenas para cabos de manobra, como mostra a figura a seguir.
  15. 15. Fatec Osasco Prefeito Hirant Sanazar Elementos Horizontais •O comprimento máximo do duto entre curvas ou caixas de passagem é de 30 metros; • Utilize no mínimo dutos de 1”, e na prática evite lances com mais de duas curvas de 90 graus; • Os dutos deverão ser desenhados para acomodação de todos os tipos de cabos de telecomunicação (voz,dados, imagem etc.); Eletrodutos • Os dutos deverão ser dimensionados considerando que cada estação de trabalho é servida por até três equipamentos (cabos) e cada Work Area ocupa 10m² de espaço útil. Portanto deverão ter capacidade para acomodação de 3 cabos UTF e F/UTP com dimensões mínimas de ¾”.
  16. 16. Fatec Osasco Prefeito Hirant Sanazar Tabela de Ocupação Eletrodutos Eletrodutos deve conter no máximo 60% de Seu Espaço Ocupado, vejamos a tabela de ocupação abaixo considerando os cabos em mm Dutos 3,3 4,6 5,6 6,1 7,4 7,9 9,4 13,5 15,8 17,8 1/2 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 3/4 6 5 4 3 2 2 1 0 0 0 1 8 8 7 6 3 3 2 1 0 0 1 1/4 16 14 12 10 6 4 3 1 1 1 1 1/2 20 18 16 15 7 6 4 2 1 1 2 30 26 22 20 14 12 7 4 3 2 2 1/2 45 40 36 30 17 14 12 6 3 3 3 70 60 50 40 30 20 17 7 6 6 3 1/2 - - - - - - 22 12 7 6 4 - - - - - - 30 14 12 7 Diametro do Cabo em mm (milímetros)
  17. 17. Fatec Osasco Prefeito Hirant Sanazar Elementos Horizontais •Espaço mínimo entre painéis de cobertura e o piso deverá ser de 150 mm, a fim de permitir a instalação de dutos para acomodação dos cabos horizontais. • Deve-se Utilizar Eletrodutos do tipo metal rígido, flexível ou PVC rígido; • Um eletroduto simples entre o TR e a área de trabalho WA não deve servir a mais do que 3 outlets (tomadas); Piso Elevado •Evitar que um lance de eletroduto tenha mais de 30 m ou mais de 2 curvas de 90 graus entre 2 caixas de passagens.
  18. 18. Fatec Osasco Prefeito Hirant Sanazar Área de Trabalho A área de trabalho ou WA (Work Area) é o ambiente onde os serviços de telecomunicação serão oferecidos aos usuários, ou seja, é nele que serão instalados e conectados os equipamentos que atendem aos usuários. Na área de trabalho, qualquer adaptação necessária deverá obrigatoriamente ser provida por dispositivos externos ao ponto de telecomunicações, ou seja, nenhum adaptador, acoplador ou dispositivo similar poderá ser instalado antes da tomada de telecomunicações(outlet) que atende àquela área de trabalho. A ANSI/EIA/TIA 569 B.2 e a NBR 14.565:2007 recomendam que cada área de trabalho possua 10m² de área e um mínimo de 2 tomadas de telecomunicações, sendo que uma delas deverá ser atendida por cabo UTP ou F/UTP Cat 5e ou superior, e a outra, por cabos UTP, F/UTP. As normas também recomendam utilizar fibra ótica monomodo ou multímodo, terminando em conectores RJ45 ou conectores para cabos ópticos ST, SC ou LC Duplex.
  19. 19. Fatec Osasco Prefeito Hirant Sanazar Exemplos de Work Area Work Area com Cabeamento,Horizontal, através de piso elevado Work Area com Cabeamento,Horizontal, através de eletrodutos

×