Your SlideShare is downloading. ×
Questoes
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Questoes

5,458
views

Published on

Published in: Education

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
5,458
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
56
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Genéricas 1) O que é um PDU? 2) O que é uma API socket? 3) Qual é a diferença de comutação de pacotes, comutação de circuitos e circuito virtual? 4) Cite uma vantagem da comutação de pacotes sobre a comutação de circuitos. 5) Cite uma vantagem da comutação de circuitos sobre a comutação de pacotes. 6) A Internet é fundamentada sobre comutação de circuitos ou de pacotes? Cite um motivo para essa escolha. 7) O que é um protocolo? 8) Explique o que é o núcleo e o que é a borda de uma rede. 9) Considerando as camadas de protocolos: aplicação, transporte, rede, enlace e física. Relacione quais delas executam apenas na borda da rede. 10) Qual a diferença entre controle de fluxo e controle de congestionamento? 11) Cite duas vantagens do uso de arquitetura de camadas em redes de computadores. 12) Quais são as informações que identificam um processo em uma máquina (host) remota? 13) Por que o protocolo de uma camada de rede precisa adicionar um cabeçalho no seu PDU antes de passar para o protocolo da camada de baixo? 14) O que é fragmentação de pacotes? Por que as vezes ela é necessária? 15) Em um protocolo o que é um handshake?
  • 2. Camada de Aplicação 1) Cite pelo menos dois motivos para o programador na camada da aplicação escolher o protocolo UDP em vez do TCP. 2) É possível conseguir uma transmissão confiável através do uso do protocolo UDP. Caso positivo diga como. Caso negativo, diga porquê. 3) O protocolo usado em servidor de email SMTP é um protocolo de núcleo ou de borda de rede? 4) O protocolo ftp usa uma conexão fora de banda (out-of- band). O que é isso? 5) Para que serve o protocolo ftp? Ele usa o protocolo TCP ou UDP? 6) Para que serve o protocolo HTTP? Ele usa o protocolo TCP ou UDP? 7) Para que server o DNS? Ele usa o protocolo TCP ou UDP? 8) Aplicações multimídia costumam usar o protocolo TCP ou UDP? Por quê? 9) Uma aplicação aceita conexões TCP (ex. um servidor web) usando a API socket não precisa informar o seu endereço IP. Por quê? 10) Um aplicação que tenta estabelecer uma conexão TCP com um servidor usando a API socket não precisa informar seu endereço IP nem sua porta. Por quê? Nesse caso qual é a porta usada? 11) O servidor HTTP precisa armazenar o estado de cada conexão? Qual é a vantagem dessa abordagem? 12) Qual é a importância de um cache em um servidor DNS? 13) O que é um tempo de sobrevida (time to live) em um cache DNS? 14) Na comunicação entre servidores DNS qual é a diferença da abordagem recursiva da abordagem interativa? Qual é a vantagem da abordagem interativa?
  • 3. Camada de Transporte 1) Cite 3 diferenças entre os serviços oferecidos pelo TCP e UDP. 2) Como o TCP consegue estabelecer um serviço confiável quando os enlaces que interligam os pontos finais (endpoints) podem não ser confiáveis? 3) O que é um timeout? 4) Como é estabelecido o valor de timeout em uma conexão TCP? É um valor fixo? 5) O que é um round trip time (RTT)? 6) Para que serve um checksum em um segmento TCP ou UDP? Como ele é formado? 7) Cite uma vantagem da abordagem Volta-N com relação à retransmissão seletiva. 8) Cite uma vantagem da abordagem Retransmissão Seletiva com relação ao Volta-N. 9) Qual é a grande desvantagem de uma transmissão do tipo “para e espera” com relação a uma do tipo “janelas deslizantes”. 10) O que é um TPDU (também chamado de Segmento)? 11) O que faz a demultiplexação da Camada de Transporte? 12) O TCP oferece garantias de banda e de tempo real? 13) A camada de transporte coloca a informação de Porta de Emissor e Porta do Receptor em cada segmento enviado. Para que serve a informação de porta? 14) Cite um motivo para um protocolo de transmissão confiável adicionar um número de seqüência em cada pacote transmitido. Justifique o uso dessa informação explicando o problema que ocorreria caso ela não fosse usada. 15) Para que serve um relógio temporizador em um protocolo de transmissão confiável? 16) Cite um problema que pode ocorrer caso o tempo de um relógio temporizador seja muito pequeno. 17) Cite um problema que pode ocorrer caso o tempo de um relógio temporizador seja muito grande. 18) Por quê os tempos dos relógios temporizadores não são estabelecidos de forma estática, e sim de forma dinâmica, calculados conforme os round-trip times medidos? 19) O que é uma reconhecimento cumulativo? 20) Suponha um protocolo de janelas deslizantes, no qual há uma janela de tamanho fixo (tamanho N) no emissor e no receptor. Suponha que o receptor acabou de receber um segmento com número de sequência X. Considere que cada segmento é reconhecido individualmente (não há reconhecimento cumulativo). Questões:
  • 4. a) O receptor tem como descobrir se sua última mensagem de reconhecimento enviada (relativa ao segmento X) foi recebida pelo emissor? b) O receptor tem como descobrir se uma mensagem de reconhecimento relativa ao segmento X – N + 1 foi recebida pelo emissor? c) O receptor tem como descobrir se uma mensagem de reconhecimento relativa ao segmento X – N - 1 foi recebida pelo emissor? Caso negativo explique o porquê. Caso positivo explique como. 21) Explique o que faz um receptor caso receba um pacote fora de ordem em um protocolo do tipo: a) Volta-N e b) Retransmissão Seletiva. 22) O que é um “Tamanho de Janela” em um protocolo do tipo Janela Deslizante. 23) Em um protocolo de janela deslizante qual é um problema que pode acontecer quando o maior Número de Seqüência é muito próximo do “Tamanho de Janela”. 24) O que é uma “Partida Lenta” no protocolo TCP? Em uma aplicação multimídia essa característica é vantajosa? Explique o porquê. 25) Por que o TCP se esforça para oferecer transmissão confiável, se existem enlaces confiáveis, que não perdem quadros? 26) O TCP possui reconhecimento individual para cada segmento ou possui reconhecimento cumulativo? 27) O TCP possui relógio temporizador para cada segmento enviado ou possui um relógio temporizador para todos os segmentos enviados e ainda não reconhecidos? 28) O RTT de uma conexão TCP é calculado dinamicamente ou possui um valor estático, predefinido? 29) O RTT de uma conexão TCP assume sempre o último valor medido? 30) O RTT de uma conexão TCP é calculado através de uma média aritmética simples? 31) O que é uma "partida lenta" em uma conexão TCP? Por que é necessário que ela exista? 32) Por que em uma conexão TCP o host que recebe bytes anuncia continuamente o tamanho de sua janela de recepção para o host que está enviando? 33) O que é um MSS no protocolo TCP? 34) Por que o protocolo TCP é dito "orientado a conexão"? 35) Um roteador do núcleo da rede tem conhecimento das "conexões" TCP? 36) Todos os segmentos TCP de uma mesma conexão seguem sempre pelo mesmo caminho (pelos mesmos roteadores)? 37) Como um host detecta em uma conexão TCP que o seu par perdeu um segmento? Ele pode ter certeza que isso ocorreu?
  • 5. 38) O que ocorre quando um host em uma comunicação TCP recebe um reconhecimento com erro? 39) Explique o protocolo de controle de congestionamento do TCP. 40) Em uma conexão TCP, como uma estação “sabe” que a rede está congestionada? Camada de Rede 1) Qual é a diferença básica entre protocolos de roteamento “Estado de Enlaces” e “Vetor de Distância”? 2) Em uma rede largamente dispersa, com centenas de roteadores, você recomendaria a adoção de um protocolo de roteamento do tipo “Estado de Enlaces” ou “Vetor de Distâncias”? Justifique. 3) Explique o funcionamento de um algoritmo de roteamento do tipo “Vetor de Distâncias”. 4) A Internet usa o conceito de “roteamento hierárquico”. O que significa isso? 5) O que é um roteamento através de “inundação”? 5) Um roteador em uma rede de pacotes (como é o caso da Internet) pode eventualmente necessitar descartar um datagrama. Por que isso ocorre? 6) Um roteador em uma rede de pacotes (como é o caso da Internet) pode eventualmente necessitar fragmentar um datagrama. Por que isso ocorre? 7) Um datagrama de 4000 bytes precisa ser fragmentado para passar por um roteador cujo enlace tem MTU de 1500 bytes. Mostre esquematicamente como ficam os datagramas que são gerados a partir dessa fragmentação. 8) Um datagrama enviado para uma estação da mesma rede precisa passar por um roteador? 9) Qual é a diferença básica de um endereço IP baseado em classes (classful) e um sem classes (classles – CIDR)? 10) O RIP é um algoritmo de “Vetor de Distância” ou “Estado de Enlaces”? E o OSPF? 11) O que é um Sistema Autônomo (SA) ? 12) Explique o funcionamento do BGP. 13) Para que serve o protocolo ICMP? 14) Para que serve o campo “Time to Live” (sobrevida) em um datagrama IP? 15) Quantas estações uma rede 223.1.0/24 suporta? 16) Uma rede com bloco de IPs 200.23.16.0/20 deseja montar 8 subredes. Mostre como isso é possível e como ficaria os endereços de cada uma dessas subredes.
  • 6. 17) Para que serve o DHCP? 18) Um roteador precisa recalcular e reatualizar o valor do checksum cada vez que ele recebe e reenvia um datagrama. Explique porquê existe essa necessidade. 19) Nos protocolos TCP/IP, a Camada de Transporte executa o cálculo do checksum para todo segmento recebido. A camada de Rede também faz o cálculo do checksum do datagrama recebido? Esse cálculo é redundante com o feito na camada de Transporte? Justifique sua resposta. 20) Dada uma rede com a topologia e os custos dos enlaces abaixo, execute o algoritmo de Dijkstra e mostre como o nó A descobre o caminho de menor custo até o nodo F. 2 B 6 D A 3 1 4 5 C 7 F 1 12 E 21) Explique a figura abaixo, que mostra o funcionamento do protocolo GO-BACK N (Volta-N)
  • 7. 22) Considere um provedor com bloco de endereços 200.23.16.0/20: a) Se esse provedor usasse esse bloco de endereços em uma única rede, quantas estações essa rede suportaria? b) Se esse provedor resolvesse configurar 4 sub-redes que possuíssem o mesmo número de estações, mostre quais seriam os endereços dessas sub-redes. Enlace e Física 1. Com relação à codificação Manchester, ela é aplicada com Banda Base ou Banda Larga? 2. Com relação à camada de enlace: quais são as finalidades das subcamadas LLC e MAC? 3. Com relação a uma rede Ethernet. a) Qual a vantagem de se utilizar um hub com relação ao uso de um barramento físico? b) Qual a vantagem de se utilizar um switch (comutador) com relação ao uso de um hub? 4. Considerando uma rede sem fio (wireless) a) Descreva qual é o problema da estação escondida. (0.5 pto) b) Mostre como o protocolo MACA tenta evitar esse problema. (Sugestão ilustre com um desenho) (1 pto)/ 5. Descreva a diferença básica entre os protocolos CSMA persistentes e não persistentes (1,0 pto). 6. Descreva a operação do protocolo de acesso ao meio CSMA/CD e o algoritmo do BEB, proposto na norma IEEE 802.3 (2,0 pto). 7. Para um cálculo do CRC, considere que o polinômio gerador seja x4 + x3 + 1. Considerando um quadro com ‘11100110” mostre o cálculo do CRC e como fica o quadro acrescido do CRC (1 pto). 8. Em um protocolo de Cabeçalhos Forçantes (Forcing headers) 4 estações (A, B, C e D) tentam transmitir simultaneamente. Considerando que os cabeçalhos dessas estações são A – 101, B – 001, C – 000 e D – 010, mostre (passo a passo) qual estação irá vencer essa disputa pelo meio. Outras Falta organizar Para que serve a codificação Manchester? Codificação Manchester se refere à codificação banda base ou broadband?
  • 8. Qual a principal diferença da codificação banda base da banda larga (broadband)? Na codificação manchester qual é a relação existente entre o bitrate e bauderate ? explique o funcionamento da técnica do comprimento de preâmbulo. explique o funcionamento da técnica dos cabeçalhos forçantes. explique o funcionamento da técnica de CSMA-DCR. No token bus é possível a ocorrência de colisão no barramento. Explique quando isso pode ocorrer. Comente as diferenças entre endereço IP e endereço MAC. Explique o funcionamento do ARP. Explique o problema da estação oculta em redes wireless. Quem é responsável por gerar um token no 802.4 quando este é perdido? Quem é responsável por gerar um token no 802.5 quando este é perdido? Explique o protocolo MACA. Em redes industriais cite um exemplo de mensagem periódica e de mensagem aperiódica que podem ocorrer. Para que serve um preâmbulo? O que é um bit stufing. Ilustre com um exemplo. Qual a principal diferença entre um hub e um switch com relação ao domínio de colisão de uma rede ligada por esses dispositivos. Qual a principal diferença entre um hub e um switch com relação ao domínio de colisão de uma rede ligada por esses dispositivos? Considerando a arquitetura ISO/OSI em que camadas os seguintes dispositivos operam? Repetidor Hub Comutador (switch) Roteador Explique: CSMA p-persistente e CSMA não persistente. CSMA-CD 1. Explique o exponencial backoff do IEEE 802.3. Por que os valores de tempo são escolhidos em uma faixa de tempo que cresce a cada colisão?
  • 9. 2. Explique a diferença de byte stuffing e de bit stuffing. O protocolo PPP usa qual? 3. Escreva cerca de meia página (no máximo 1 página) de texto sobre hubs, switches, pontes (bridges) e gateways. Explique em quais camadas cada uma dessas tecnologias atua. Comente, quando for o caso, sobre as diferenças do domínio de colisão. Descreva 1 cenário onde bridge é utilizado em redes locais industriais. 8. Existem propostas de ajustar a janela de congestionamento (janela de transmissão) do TCP baseada no produto: (JanelaAtual – JanelaAntiga) * (RTTAtual – RTTAntigo). Caso o resultado seja positivo a janela é reduzida, caso contrário a janela é aumentada. Explique isso. (1 ponto)