Projeto bio vale sinopse3

  • 26 views
Uploaded on

 

  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
26
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0

Actions

Shares
Downloads
0
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. "Penso mais que em um Uruguay de fábricas,Em um Uruguay de aventais e laboratórios.A Verdadeira libertação é a acumulação daInteligência das entranhas da sociedade."Sr Mujica, Presidente do Uruguay2012Dra Catarina Kasuya e EquipeUFV|BIOVALE ENERGIA28/06/2012O elo faltante: aproveitamento da torta do pinhão-manso na ração animal
  • 2. www.investinbrazil.info/bO Projeto da BioVale EnerO Projeto da BioVale EnerO Projeto da BioVale EnerO Projeto da BioVale EnerFederal de Viçosa, Minas Gerais, Brasil e subvenção da FAPEMIG,Federal de Viçosa, Minas Gerais, Brasil e subvenção da FAPEMIG,Federal de Viçosa, Minas Gerais, Brasil e subvenção da FAPEMIG,Federal de Viçosa, Minas Gerais, Brasil e subvenção da FAPEMIG,iniciado em 2009 e concluído em 2012, teve por objeto determinariniciado em 2009 e concluído em 2012, teve por objeto determinariniciado em 2009 e concluído em 2012, teve por objeto determinariniciado em 2009 e concluído em 2012, teve por objeto determinaras características nutricionais do resíduo de pinhãoas características nutricionais do resíduo de pinhãoas características nutricionais do resíduo de pinhãoas características nutricionais do resíduo de pinhãocom fungo da podridão brcom fungo da podridão brcom fungo da podridão brcom fungo da podridão branca e a eliminação dos elementos antianca e a eliminação dos elementos antianca e a eliminação dos elementos antianca e a eliminação dos elementos antinutricionais (tóxicos) do resíduo para alimentação animal segura enutricionais (tóxicos) do resíduo para alimentação animal segura enutricionais (tóxicos) do resíduo para alimentação animal segura enutricionais (tóxicos) do resíduo para alimentação animal segura eeficiente.eficiente.eficiente.eficiente.Jatropha curcas L., conhecida como pinhão manso, tem sepopularizado mundialmente como uma oleaginosa de destaque,fornecedora de matéria-prima para(Srivastava et al., 2011). O óleo obtido das sementes domanso apresenta qualidade excepcional, em alternativa a outrasculturas (Srivastava et al., 2011). Pertencente à famíliaEuphorbiaceae, originária doe Sangwan, 2011), espalhouem muitas regiões tropicais e subtropicais e, em toda Ásia eÁfrica (Divakara et al., 2010).Características como rusticidade, fácil propagação,seca, alto teor de óleo, baixo custo das sementes, crescimentorápido, adaptação a amplas condições agroclimáticas e naturezaarbustiva, permitiram a distribuição geográfica atual do pinhãomanso (Srivastava et al., 2011).Suas sementes possuem elevado te40% (Nunes, 2007), excelente qualidade físicoresistência à seca. É uma planta de ciclo perene e que possuiótima produtividade, podendo produzir de 4 a 6 toneladas desementes por ha (Möller, 2006).fo/biovale | biovaleminas@gmail.com|BeloO Projeto da BioVale EnerO Projeto da BioVale EnerO Projeto da BioVale EnerO Projeto da BioVale Energia, em parceria com a Universidadegia, em parceria com a Universidadegia, em parceria com a Universidadegia, em parceria com a UniversidadeFederal de Viçosa, Minas Gerais, Brasil e subvenção da FAPEMIG,Federal de Viçosa, Minas Gerais, Brasil e subvenção da FAPEMIG,Federal de Viçosa, Minas Gerais, Brasil e subvenção da FAPEMIG,Federal de Viçosa, Minas Gerais, Brasil e subvenção da FAPEMIG,iniciado em 2009 e concluído em 2012, teve por objeto determinariniciado em 2009 e concluído em 2012, teve por objeto determinariniciado em 2009 e concluído em 2012, teve por objeto determinariniciado em 2009 e concluído em 2012, teve por objeto determinaras características nutricionais do resíduo de pinhãoas características nutricionais do resíduo de pinhãoas características nutricionais do resíduo de pinhãoas características nutricionais do resíduo de pinhão----manso tratadomanso tratadomanso tratadomanso tratadoanca e a eliminação dos elementos antianca e a eliminação dos elementos antianca e a eliminação dos elementos antianca e a eliminação dos elementos anti----nutricionais (tóxicos) do resíduo para alimentação animal segura enutricionais (tóxicos) do resíduo para alimentação animal segura enutricionais (tóxicos) do resíduo para alimentação animal segura enutricionais (tóxicos) do resíduo para alimentação animal segura eL., conhecida como pinhão manso, tem semundialmente como uma oleaginosa de destaque,prima para a produção de biodiesel(Srivastava et al., 2011). O óleo obtido das sementes do pinhãomanso apresenta qualidade excepcional, em alternativa a outras(Srivastava et al., 2011). Pertencente à famíliaEuphorbiaceae, originária do México e América Central (Kibazohie Sangwan, 2011), espalhou-se mundialmente, agora encontradaem muitas regiões tropicais e subtropicais e, em toda Ásia e(Divakara et al., 2010).Características como rusticidade, fácil propagação, resistência àseca, alto teor de óleo, baixo custo das sementes, crescimentoadaptação a amplas condições agroclimáticas e naturezadistribuição geográfica atual do pinhãomanso (Srivastava et al., 2011).Suas sementes possuem elevado teor de óleo, que varia de 30 a40% (Nunes, 2007), excelente qualidade físico-química e forteresistência à seca. É uma planta de ciclo perene e que possuiótima produtividade, podendo produzir de 4 a 6 toneladas desementes por ha (Möller, 2006).Belo Horizonte2ObjetivoEspecífico1 – Determinar oteor decarboidrato nosresíduoslignocelulolíticostratados comfungos dapodridão branca.2 – Determinar adigestibilidadeda matéria secanos resíduoslignocelulolíticostratados comfungos dapodridão branca.3 – Determinaros teores decinzas, extratoetéreo e matériaseca nos resíduoslignocelulolíticostratados comfungos dapodridão branca
  • 3. www.investinbrazil.info/biovale | biovaleminas@gmail.com|Belo Horizonte3Alimentos alternativos de baixo valorNa criação intensiva de ruminantes, o gasto com a alimentação representa um dosprincipais componentes do custo de produção, podendo oscilar entre 55 - 75%,dependendo da atividade e tipo de exploração (Hadjipanayiotou, 1987). A busca poralimentos alternativos e de baixo valor comercial, como os resíduos e subprodutosagrícolas, representa uma forma de minimizar os gastos com alimentação. Noentanto, estes alimentos, quando empregados de maneira inadequada, podemdeprimir o consumo e ainda causar prejuízos no desempenho dos animais (Armentano& Pereira, 1997).No Brasil, a carne de cordeiros e cabritos, apesar de ainda possuir preçosconsiderados elevados, vem cada vez mais conquistando novos consumidores,principalmente nos grandes centros urbanos. Na região Nordeste, a caprinocultura éuma importante atividade sócio-econômica, com destaque para a agriculturafamiliar. Atualmente, a atividade se expande, com investimento de empresários eincentivos governamentais, dotando em sistemas de criação com soluçõesalternativas baseadas em tecnologias regionais.A viabilidade da utilização de resíduos e subprodutos agroindustriais como alimentospara ruminantes requer trabalhos de pesquisa e desenvolvimento, visando à suacaracterização, aplicação de métodos de tratamento, determinação de seu valornutritivo, além de sistemas de conservação, armazenagem e comercialização. Com aimplantação do projeto de produção de biodiesel no Brasil, baseado na utilização dediversas oleaginosas como fonte de matéria - prima deverá aumentar a quantidadede resíduos, alguns deles com potencial de utilização na alimentação animal.Torta do pinhão-manso:uma alternativaO pinhão manso (Jatropha curcas L.) é uma planta pertencente à família daseuforbiáceas, a mesma da mamona (Ricinus communi L.).O óleo das sementes de pinhão manso pode ser usado como combustível paramotores a diesel, indicando seu potencial como fonte de energia renovável (Ishii etal., 1987). Suas sementes contêm 38 - 47% de casca, fornecendo cerca de 50 - 52% deóleo extraído com solvente e 32 - 35% no caso de extração por meio de trituração eaquecimento da amêndoa.Segundo Neiva Júnior et al. (2007), a torta resultante da extração do óleo dassementes constitui excelente fonte de proteína (25,43%), podendo ser utilizada comosuplemento protéico altamente nutritivo em dietas de ruminantes e monogástricos(Mendonça & Laviola, 2009). No entanto, a mesma vem sendo utilizada como aduboorgânico, por ser rica em nitrogênio, fósforo e potássio (Gonçalves et al., 2009), semvalor econômico na cadeia produtiva.
  • 4. www.investinbrazil.info/biovale | biovaleminas@gmail.com|Belo Horizonte4A composição química da torta de pinhão manso varia conforme a eficiência deextração do óleo, sendo similar ao do farelo de soja, no entanto, apresenta menorteor de lisina e maior teor de aminoácidos sulfurados (Makkar et al., 1998a). Pelapossibilidade de os ruminantes não dependerem do balanço aminoacídico da ração,em virtude dos microrganismos que participam do processo digestivo sintetizaremaminoácidos essenciais, a torta pode ser uma alternativa promissora como alimentopara ruminantes. Segundo Pereira et al. (2008), a composição química do farelo depinhão manso obtido da extração do óleo com hexano, fornece teores de proteínabruta de 35,3%.O gargalo: compostos anti-nutricionaisApesar de possuir alto valor nutritivo, a presença de fatores limitantes de naturezatóxica, alergênica e antinutricional tem tornado inviável essa alternativa naalimentação. A toxicidade do pinhão manso está relacionada à presença de fatorestais como a curcina, inibidores de tripsina, fitatos e ésteres de forbol (Martinez-Herrera et al., 2006).Segundo Makkar & Becker (1999), a principal toxicidade se deve à presença desubstâncias como ésteres de forbol (phorbol-12-myristate 13-acetate), que podemagir no organismo de forma aguda (resposta inflamatória intensa) ou crônica (induçãode tumor), quando ingeridos por animais (Laviola et al., 2010).Solução propostaOs substratos tratados com o fungo da podridão (Pleurotus ostreatus) branca foipinhão manso puro e enriquecido com serragem , eucalipto e casca de café e farelode arroz . Após o tempo de colonização do fungo os resíduos lignocelulolíticos foramdispostos para análises de carboidrato, extrato etéreo, matéria seca, cinzas edigestibilidade da matéria seca.O fungo da podridão branca aumentou os teores de nutrientes na torta de pinhãomanso. Apesar da torta de pinhão manso ser tóxica, a partir dessas característicasnutricionais a mesma serve para ser adicionada como fonte de proteína, carboidratoe energia.AVALIAÇÃO DO DESEMPENHO DOS ANIMAIS ALIMENTADOS COMRAÇÃO À BASE DE TORTA DE PINHÃO MANSO TRATADA- DIGESTIBILIDADE IN VIVO
  • 5. www.investinbrazil.info/biovale | biovaleminas@gmail.com|Belo Horizonte5Na cadeia produtiva de produção do biodiesel a partir do pinhão manso, a torta é oprincipal resíduo gerado, sendo utilizada atualmente como adubo orgânico, emboraapresente grande potencial de uso na alimentação animal, pela alta concentração deproteína. Porém, a presença de princípios tóxicos tem tornado inviável essaalternativa, havendo necessidade de submetê-la a um processo de destoxificação.Não existem dados consistentes na literatura sobre o efeito do uso da torta de pinhãomanso destoxificada na alimentação de caprinos, tornando-se necessária a avaliaçãodo potencial de utilização da mesma como alimento alternativo para ruminantes.Resultados esperados e obtidosÉ precisamente esse o objetivo do Projeto :Avaliar o valor nutritivo e a segurança deuso da torta destoxificada de pinhãomanso em diferentes níveis de inclusão na dietade caprinos em crescimento.No decurso da pesquisa, não foi observado efeito para o ganho médio diário em pesodos animais, com os diferentes níveis de inclusão da torta destoxificada de PM.Verificou-se alto coeficiente de variação dos dados, o que contribuiu para que asdiferenças entre tratamentos não fossem observadas. Entretanto, considerando que oconsumo é a principal variável determinante do desempenho animal e que houveaumento do consumo de MS ao utilizar a torta destoxificada de PM na dieta decaprinos em crescimento, os valores de desempenho são considerados satisfatóriospara promover o crescimento desses animais. Logo, a utilização da tortadestoxificada na alimentação apresenta-se como uma alternativa viável.A digestibilidade aparente da matéria seca (MS), da matéria orgânica (MO), da fibraem detergente neutro (FDN), dos carboidratos totais (CT) e dos carboidratos nãofibrosos (CNF) reduziu de maneira linear (P<0,05) com o aumento da inclusão datorta destoxificada de PM na dieta.Não houve diferença para o valor biológico entre as dietas . Pode-se inferir que aproporção de proteína alimentar utilizada pelos animais para a síntese de tecidos foiatendida quando se forneceram, na dieta, diferentes níveis de inclusão da tortadestoxificada de PM.Uma das abordagens para compreender melhor os efeitos de um alimento sobre odesempenho de caprinos é por meio da observação do comportamento ingestivo, quepode ser obtido pelo estudo das atividades de consumo, ruminação e ócio (AbijaoudeET al. 2000).
  • 6. www.investinbrazil.info/biovale | biovaleminas@gmail.com|Belo Horizonte6Pode-se observar que, com o aumento do nível de inclusão da torta destoxificada dePM na dieta, não houve diferença para os tempos destinados à alimentação,ruminação, mastigação e ócio .CONCLUSÃOOs tratamentos (em 24 fêmeas caprina da raça Alpina) foram constituídos da inclusãoda torta destoxificada de pinhão manso resultante do Projeto de P&D|UFV, nasproporções de 0, 7, 14 e 20% na matéria seca da dieta, com relaçãovolumoso:concentrado de 31,76:68,24%.A inclusão da torta destoxificada de pinhão manso resultou maiores consumos dematéria seca (MS), fibra em detergente neutro (FDN), matéria orgânica (MO),proteína bruta (PB), e carboidratos totais (CT).Verificou-se redução linear na digestibilidade da MS, MO, FDN, CT e CNF. Houveaumento linear no balanço de nitrogênio das dietas.Os níveis de inclusão da torta destoxificada de pinhão manso avaliados não alteraramo ganho em peso e o comportamento alimentar dos animais, exceto a eficiência dealimentação da FDN.O perfil hematológico e bioquímico do sangue também não foi afetado pelos níveis deinclusão avaliados.Conclui-se que a torta destoxificada de pinhão manso pode serutilizada com segurança em até 20% da MS na dieta de caprinosem crescimento como alimento alternativo.