Your SlideShare is downloading. ×
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Relatório consolidado   estudo qualidade urbana local
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Relatório consolidado estudo qualidade urbana local

4,366

Published on

Este trabalho foi realizado pelos acadêmicos do curso de Ciência Ambiental da Universidade Federal Fluminense, na unidade curricular Crítica Consciência e Cidadania Socioambiental I, ministrada pela …

Este trabalho foi realizado pelos acadêmicos do curso de Ciência Ambiental da Universidade Federal Fluminense, na unidade curricular Crítica Consciência e Cidadania Socioambiental I, ministrada pela profª Patrícia Almeida Ashley. Na tentativa de adquirir informações sobre alguns bairros com relação aos diversos aspectos que interferem na governança local. A proposta do Projeto Estudo de Qualidade Urbana, além de estudar a qualidade urbana do bairro, foi promover aos discentes a experiência de desenvolver um projeto em grupo. Os discentes analisaram os bairros sobre condições ambientais, sociais, econômicas e institucionais para a qualidade urbana. Essas condições foram analisadas através de fontes primárias e secundárias.

Com a realização deste projeto, os alunos perceberam a importância de se pensar em todas as áreas da sociedade ao se falar em QUALIDADE URBANA.

Para divulgação do que foi realizado pelos alunos, os trabalhos foram consolidados e apresentados neste relatório.

0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
4,366
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
25
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. [Estudo de Qualidade Urbana] Bairros Relatório ConsolidadoDaiany do Nascimento Ferreira Erica Pipas Morgado
  • 2. RESUMO EXECUTIVO Este trabalho foi realizado pelos acadêmicos do curso de CiênciaAmbiental da Universidade Federal Fluminense, na unidade curricular CríticaConsciência e Cidadania Socioambiental I, ministrada pela profª PatríciaAlmeida Ashley. Na tentativa de adquirir informações sobre alguns bairros comrelação aos diversos aspectos que interferem na governança local. A proposta do Projeto Estudo de Qualidade Urbana, além de estudar aqualidade urbana do bairro, foi promover aos discentes a experiência dedesenvolver um projeto em grupo. Os discentes analisaram os bairros sobrecondições ambientais, sociais, econômicas e institucionais para a qualidadeurbana. Essas condições foram analisadas através de fontes primárias esecundárias. Com a realização deste projeto, os alunos perceberam a importância dese pensar em todas as áreas da sociedade ao se falar em QUALIDADEURBANA. Para divulgação do que foi realizado pelos alunos, os trabalhos foramconsolidados e apresentados neste relatório.EspecificidadeIdealizando o tema abordado sobre qualidade urbana Cidade Bairro Território e suas Territorialidades (local)
  • 3. Cidades - Bairros Dispostos na ordem em que se apresentam neste relatório:Itaboraí – Jardim ImperialItaboraí – AmpliaçãoNiterói – IcaraíRio de Janeiro – Ilha do GovernadorCachoeiras de Macacu – JapuíbaRio de Janeiro – LapaNiterói – Santa RosaSão Gonçalo – TribobóSão Gonçalo – NevesRio de Janeiro – MéierSão Gonçalo – Trindade
  • 4. Instituto de Geociências Curso de Bacharelado em Ciência Ambiental Unidade Curricular: Crítica Consciência e Cidadania Socioambiental I Profa: Patricia Almeida Ashley PROJETO ESTUDO DE QUALIDADE URBANA LOCAL JARDIM IMPERIAL EQUIPE:Nome: Vivianne Ramos Lima Matrícula 112095030Nome: Paulo César da Silva Lemos Matrícula 112095021 Niterói, 01 de novembro de 2012
  • 5. SumárioINTRODUÇÃO ............................................................................................................ 3 OBJETIVO GERAL: ...................................................................................................... 3 EQUIPE DO PROJETO .................................................................................................. 3 HISTÓRICO DO BAIRRO E ENTORNO (OU HISTÓRICO DO MUNICÍPIO, SE NÃO CONSEGUIU ENCONTRAR A HISTÓRIA DO BAIRRO) .......................................................... 4 ASSOCIAÇÃO(ÕES) DE MORADORES DO BAIRRO OU ADJACENTES ................................... 6MÉTODO..................................................................................................................... 7 FONTES SECUNDÁRIAS ............................................................................................... 7 Fontes Consultadas: ............................................................................................ 7 FONTES PRIMÁRIAS .................................................................................................... 8RESULTADOS ............................................................................................................ 9 FONTES SECUNDÁRIAS ............................................................................................... 9 Caracterização Físico-Geográfica ........................................................................ 9 População e Domicílios/Habitações ..................................................................... 9 Alternativas de transporte Público ........................................................................ 9 Unidade de órgão da Prefeitura ........................................................................... 9 Áreas Públicas de lazer........................................................................................ 9 Saneamento ......................................................................................................... 9 Estabelecimento de Educação ........................................................................... 10 Estabelecimento de comercio ............................................................................ 10 Estabelecimento de saúde ................................................................................. 10 Organização religiosa......................................................................................... 10 Síntese sobre resultados do estudo em fontes secundárias .............................. 10 FONTES PRIMÁRIAS .................................................................................................. 11 O que está bom e muito bom no bairro ............................................................. 11 O que está razoável no bairro ............................................................................ 11 O que está ruim ou péssimo no bairro ............................................................... 12 Outros Tópicos das Entrevistas ......................................................................... 12 Síntese sobre resultados do estudo em fontes primárias .................................. 13CONCLUSÃO ........................................................................................................... 14FONTES CONSULTADAS ....................................................................................... 15ANEXOS ................................................................................................................... 16 ANEXO I – FOTOS E/OU VÍDEOS ................................................................................. 16 ANEXO II - MAPAS .................................................................................................... 22
  • 6. ANEXO III - QUADROS COM INFORMAÇÕES OBTIDAS NAS FONTESPRIMÁRIAS ........................................................................................................... 24ANEXO IV - MODELO DE QUESTIONÁRIO E/OU DE ENTREVISTA ..................................... 25
  • 7. INTRODUÇÃOObjetivo Geral:Estudar a qualidade urbana local em estudo de caso do bairro de Jardim Imperial,no município de Itaboraí, a partir de dados em fontes secundárias e primárias,considerando uma perspectiva de realismo crítico, multiatores e dialógica entre osque residem, trabalham ou circulam no território estudado e entorno.Equipe do ProjetoVivianne Lima e Paulo César Lemos.
  • 8. Histórico do Município1 A história do bairro Jardim Imperial não foi encontrada em fontes secundárias, então, citaremos a história do Município de Itaboraí. Itaboraí é uma expressão em Tupi que quer dizer “pedra bonita escondida na água”. A origem está relacionada à história da extinta Vila de Santo Antônio de Sá. A Vila de Santo Antônio de “Macacu”, como também era conhecida, tem sua origem em 1567. Principal entreposto comercial da época, recebia toda a produção de gêneros do Norte Fluminense, que eram transportados pelo Rio Macacu até a Baía de Guanabara, de onde eram exportados para Europa. Possuía muitas fazendas e engenhos de açúcar. A fundação de Itaboraí ocorreu em 1672, com a inauguração de uma capela dedicada a São João Batista, substituída por outro templo em 1684. De 1700 a 1800, a Freguesia de São João de Itaboraí apresenta um notável desenvolvimento. Em 1778, era a mais importante da Vila de Santo Antônio de Sá, considerada um grande centro agrícola. Em 1780, grande parte do açúcar produzido pelos 80 engenhos das freguesias próximas era embarcado em caixas de madeira nos 14 barcos pertencentes ao porto (daí o nome Porto de Caixas). Em 1829, a Freguesia S. João de Itaboraí foi atingida por uma epidemia de malária, causando muitas mortes e grande prejuízo para a região. Em 15 de janeiro de 1833, através de um Decreto Imperial, a freguesia foi elevada à categoria de Vila. A 22 de maio do mesmo ano instala-se a primeira Câmara de Vereadores. A partir de 1850, os transportes fluviais vão sendo substituídos pelos ferroviários. Em 23 de abril de 1860, com a inauguração do primeiro trecho da Estrada de Ferro Niterói-Cantagalo, Itaboraí consolidava a sua importância econômica, pois recebia toda a produção de gêneros do Norte Fluminense pela ferrovia e a enviava em embarcações pelo rio Aldeia até o rio Macacu e deste para a Baía de Guanabara para ser comercializada. Contudo a Vila de S. Antônio de Sá, entrava em decadência, pois perdia a sua condição de entre posto comercial. Em 5 julho de 1874, é inaugurada a Estrada Ferro Carril Niteroiense, partindo de Maruí (Niterói) até Porto das Caixas, ligando Nova Friburgo e Cantagalo, diretamente ao porto da Capital da Província, substituindo o transporte fluvial realizado através de Porto das Caixas, o que levou ao seu declínio e por consequência o da Vila de São João. de Itaboraí, este também agravado pela libertação dos escravos, o que levou muitos fazendeiros à falência. Enquanto os portos fluviais entravam em decadência, a chegada da estrada de ferro à então vila de Itaboraí deu um certo alento ao comercio e à indústria das olarias e cerâmica, permitindo o crescimento urbano e sua transformação de vila em cidade. No século XX, depois de um período de declínio surge uma nova economia agrícola, que foi a laranja, que perdurou dos anos 20 até a década de 80. Cabe ressaltar que Itaboraí se tornou o maior produtor dessa cultura no Rio de Janeiro, e 2º no Brasil chegando até a ser conhecida por “Terra da Laranja”. Já a arte em cerâmica esteve1 http://pt.wikipedia.org/wiki/Itabora%C3%ADhttp://www.achetudoeregiao.com.br/rj/Itaborai/historia.htmhttp://www.itaborai.rj.gov.br/home/index.php?pg=historia
  • 9. sempre presente na cultura e na economia do município, sendo registrada entre os nossos índios, nos próprios engenhos, que possuíam pequenas olarias para confecção dos invólucros para transporte de açúcar, cuja tradição se perpetuou pelo século XX, ampliada pela indústria ceramista que recebeu novas tecnologias na década de 40, mecanizando a produção.No século XIX, Itaboraí chegou a disputer a indicação para ser a Capital daProvíncia do Rio de Janeiro, perdendo por apenas um voto para Niterói.Agora, na primeira década do século XXI, uma nova mudança ocorre na região, quealém do progresso e do desenvolvimento econômico com a instalação do Comperj –Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro, um investimento de vulto que seráconstruído numa área de 45 milhões de metros quadrados. A produção de resinastermoplásticas e combustíveis consolidará o Rio de Janeiro como grandeconcentrador de oportunidades de negócios no setor, estimulará a instalação deindústrias de bens de consumo que têm nos produtos petroquímicos suas matérias-primas básicas e irá gerar uma grande quantidade de empregos. Com isso, ahistória novamente se reescreve, colocando aquela mesma Itaboraí próspera doséculo XIX, na Itaboraí do novo milênio. E imaginar que Itaboraí, de origem tãodespretensiosa como uma parada de tropeiros, vê-se, com o passar do tempo,daquela dos grandes engenhos e portos, de grande influência econômica, e políticano século XIX, e que cedeu ao Brasil grandes políticos, pensadores e artistas, e queagora, em pleno século XXI, volta a ser um oásis, e como sempre foi sua vocação,recebendo e abrigando pessoas de muito longe, que buscam novas oportunidades,e que trazem também, novas esperanças, e que ao escolher esta terra como suaterra, estão, com o seu bravo povo que amam a sua memória, construindo uma novahistória.
  • 10. Associações de Moradores do Município e do Bairro: FAMI – FEDERAÇÃO DAS ASSOCIAÇÕES DE MORADORES DE ITABORAÍ  Presidente: Lair Almeida  End: Rua Adalberto de Moraes, 491, bloco 2, apt 104 – Centro – Itaboraí – RJ. ASSOCIAÇÃO DE MORADORES DO BAIRRO JARDIM IMPERIAL  Presidente: Jocimar Pereira da Silva  End: Rua Prefeito Alvaro de Carvalho Junior, Lt 354, Jardim Imperial – Itaboraí – RJ.
  • 11. MÉTODOPesquisa exploratória e descritiva, seguindo metodologia fenomenológica paraconhecer um fenômeno social a partir da subjetividade e intersubjetividade depessoas exercendo papéis sociais complementares em um espaço e tempo urbanoem âmbito local (bairro) no contexto e cotidiano de moradia do estudante. Uso defontes documentais disponíveis na internet sobre caracterização de dadoscensitários e histórico sobre bairro, complementada por pesquisa de campo comamostragem por acessibilidade em segmentos do governo, empresas,trabalhadores, comunidade e sociedade civil situados no bairro objeto de estudo decaso. Adotou-se técnica de entrevista estruturada e semi-estruturada para conhecerperspectivas sobre aspectos da qualidade urbana graduados em muito bom e bom,razoável e ruim e péssimo, além de outros comentários espontâneos sugestivos deações e propostas para melhoria da qualidade urbana do bairro. Tratamentoqualitativo das entrevistas por análise de conteúdo (veja seção resultados, subseçãofontes primárias), adotando-se técnica de categorias temáticas para os conteúdosexpressos pelos respondentes.Fontes SecundáriasFontes Consultadas:A seguir, as fontes efetivamente consultadas nesse estudo sobre o Bairro JardimImperial e Município de Itaboraí:Conjunto de Fontes SecundáriasInformaçãoCaracterização Físico- http://www.ferias.tur.br/informacoes/6941/itaborai-rj.htmlGeográfica http://www.ibge.gov.br/cidadesat/topwindow.htm?1População eDomicílios/Habitações http://www.rioita.com.br/index.htmAlternativas detransporte Público http://itaborai.rj.gov.br/educacao/escolas/manutencao/inUnidade de órgão da dex.htmlPrefeitura -Áreas Públicas delazer http://itaborai.rj.gov.br/educacao/escolas/manutencao/dSaneamento ocs/pmsb.pdf http://www.ibge.gov.br/cidadesat/topwindow.htm?1Estabelecimento deEducação http://www.dataescolabrasil.inep.gov.br/dataEscolaBrasi l/home.seam http://emec.mec.gov.br/Estabelecimento de -comercio http://www.ibge.gov.br/cidadesat/topwindow.htm?1Estabelecimento de
  • 12. saúde http://cnes.datasus.gov.br/Lista_Tot_Es_Municipio.asp? Estado=33&NomeEstado=RIO%20DE%20JANEIRO http://cnes.datasus.gov.br/Lista_Es_Nome_Por_Estado _Municipio.asp?VEstado=33&VMun=330190 -Organização religiosa Fontes Primárias  Comunidade  Três moradores  Empresa  Dono do “Bar do Caique”  Dono da “Padaria Jardim Imperial”  Governo  Candidato a eleição municipal (prefeito)  Três servidores públicos: professora da creche municipal; coordenador de saúde mental do município – CEPSI (Centro de Apoio Psicosocial) e funcionário da FUNASA.  Sociedade Civil  Presidente da Associação de Moradores do Bairro Jardim Imperial
  • 13. RESULTADOSFontes SecundáriasNesta seção, são apresentadas sínteses em tópicos estudados em fontessecundárias a respeito do bairro e, quando não disponíveis os dados sobre o bairro,do município. Como há uma ampla disseminação de dados sobre municípios, emespecial no IBGE, mas não encontramos a mesma facilidade em dados em áreasgeográficas em escala de bairros.Caracterização Físico-GeográficaO município de Itaboraí está localizado na Região Metropolitana do Estado do Riode Janeiro, no lado leste da Baía de Guanabara, coordenadas de latitude 22º44’40’’e longitude 42º51’34’’. Com área de, aproximadamente, 430km². Seus limitesterritoriais são com os municípios de São Gonçalo, Maricá, Tanguá, Cachoeiras deMacacu e Guapimirim. O clima é tropical (quente e úmido) e a temperatura média éde 27ºC.População e Domicílios/HabitaçõesDe acordo com o último censo realizado pelo IBGE (2010) a população de Itaboraí éde, aproximadamente, 218 mil habitantes. Porém, por fontes primárias, estima-seque esse número já esteja em 270 mil, devido à construção do COMPERJ(Complexo Petroquímico do Estado do Rio de Janeiro). Há no município 69.328domicílios.Alternativas de transporte PúblicoEm fontes secundárias não é transmitido nenhuma informação direta sobretransporte público no Município de Itaboraí e no Bairro Jardim Imperial. No quadrode fontes consultadas da página 7, colocamos o link de um dos transportes públicosde Itaboraí.Unidade de órgão da PrefeituraA prefeitura de Itaboraí encontra-se na Praça Marechal Floriano Peixoto (centro dacidade).Áreas Públicas de lazerNão é disponibilizado em fontes secundárias o lazer no Município de Itaboraí.Saneamento O plano de saneamento básico do Município de Itaboraí tem como objetivoapresentar a situação institucional dos serviços e o diagnostico dos sistemas deágua e esgoto, bem como propor as metas e o Plano de Investimentos nos sistemasde água e esgotos, para o atendimento à demanda futura de serviços, para ohorizonte de 30 (trinta) anos. O serviço público de água e esgoto de Itaboraí écompetência do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) de Itaboraí/RJ,autarquia criada pela Lei Municipal 1.896/04. A prestação do serviço, contudo, é feitatanto pelo SAAE quanto pela Companhia de Água e Esgoto do Rio de Janeiro –CEDAE, esta última de forma precária tendo em vista que não há contrato deconcessão ou de programa. O sistema de coleta de esgotos praticamente inexiste,
  • 14. tendo sido implantado na Reta Velha e parte do Distrito de Itambi, sob aresponsabilidade do SAAE, contudo, a maioria da rede coletora está assoreada e asETEs existentes estão desativadas. No resto do município a solução é a ligação nosistema de águas pluviais (comum no Centro, fossas e/ou lançamento direto na rua. Estabelecimento de Educação Segundo o IBGE, existem 86 escolas que possuem ensino pré-escolar, sendo 40 escolas públicas municipais e 46 escolas privadas; 130 escolas que possuem ensino fundamental, sendo 19 escolas públicas estaduais, 62 escolas públicas municipais e 19 escolas privadas. e 26 escolas que possuem ensino médio, sendo 15 escolas públicas estaduais e 11 escolas privadas. No site do INEP, encontra-se que há 153 escolas cadastradas, sendo elas públicas e privadas. No site do e-MEC, mostra que no município de Itaboraí há 5 estabelecimentos de ensino superior cadastrados. Estabelecimentos de Comércio Não encontrado em fontes secundárias. Estabelecimento de Saúde Segundo IBGE, são 84 estabelecimentos de saúde no Município de Itaboraí, sendo dois estabelecimentos estaduais. 48 estabelecimentos municipais e 34 estabelecimentos privados. E no site do Ministério da saúde o dado amostrado é que são 159 estabelecimentos de saúde cadastrados no Cadastro Nacional de Estabelecimento de Saúde (CNES). Organização religiosa Em fontes secundárias não há dados sobre as organizações religiosas do Município. Síntese sobre resultados do estudo em fontes secundárias Percebemos que com pesquisa em fontes secundárias não conseguimos obter nenhum dado sobre o Bairro Jardim Imperial e apenas alguns do Município de Itaboraí. Talvez seja por motivos da cidade ainda estar em processo de desenvolvimento. As fontes secundárias foram fundamentais no levantamento de dados físico-geográficos; número de habitantes/domicílios; número de estabelecimentos de educação e saúde. Em resumo, podemos dizer que o Município de Itaboraí situa-se na Região Metropolitana do Estado do Rio de Janeiro, faz limite com São Gonçalo, Maricá, Tanguá, Cachoeiras de Macacu e Guapimirim. Sua população (de acordo com censo realizado pelo IBGE em 2010) é de 218 mil habitantes e, aproximadamente, 69.300 domicílios. O serviço de saneamento básico
  • 15. é precário. Existem 86 escolas que oferecem ensino pré-escolar; 130 que oferecemensino fundamental e 26 que oferecem ensino médio. Há 84 estabelecimentos desaúde.
  • 16. Fontes PrimáriasO QUE ESTÁ BOM E MUITO BOM NO BAIRRO: CATEGORIA DE PALAVRAS-CHAVE DO QUE ESTÁ RESPONDENTES MUITO BOM OU BOM (ENTREVISTADOS) Governo Educação Segurança Empresas Educação ObrasComunidade (Moradores) Pavimentação Sociedade Civil Obras SÍNTESE No geral dos segmentos podemos ver que pela maioria, os serviços que estão bons ou muito bons no Bairro são: educação e obras.O QUE ESTÁ RAZOÁVEL NO BAIRRO: CATEGORIA DE PALAVRAS-CHAVE DO QUE ESTÁ RAZOÁVEL RESPONDENTES (ENTREVISTADOS) Governo Coleta de lixo Lazer Empresas Fornecimento de água Coleta de lixo Segurança Comunidade Coleta de lixo (Moradores) Fornecimento de água Sociedade Civil Coleta de lixo SÍNTESE No geral dos segmentos, podemos ver que pela maioria os serviços que estão razoáveis no Bairro são: coleta de lixo e fornecimento de água.
  • 17. O QUE ESTÁ RUIM OU PÉSSIMO NO BAIRRO: CATEGORIA DE PALAVRAS-CHAVE DO QUE ESTÁ RESPONDENTES MUITO RUIM OU RUIM (ENTREVISTADOS) Governo Saneamento Valas negras Proliferação de mosquitos Empresas Segurança Saúde Comunidade Segurança (Moradores) Iluminação Saneamento Valas negras Proliferação de mosquitos Transporte Sociedade Civil Saneamento SÍNTESE No geral dos segmentos, podemos ver que pela maioria, o que está muito ruim ou ruim no Bairro é a falta de saneamento, a presença de valas negras e a proliferação de mosquitos.Outros dados obtidos por fontes primáriasLocalização do Bairro Jardim ImperialO bairro localiza-se próximo ao centro do Município de Itaboraí. Trata-se de umbairro residencial.Áreas públicas de lazerO bairro dispõe de uma praça pública e uma casa de forró.Alternativas de transportes públicosPor ser localizado próximo ao centro da cidade, o mesmo não possui transportepúblico eficiente. Conta apenas com duas linhas de transporte alternativo.Já no Município de Itaboraí há transporte público (ônibus e vans); moto-taxi e taxi.Unidade de órgãos da Prefeitura
  • 18. No bairro está localizado uma Creche Municipal, a Coordenação de Vigilância Sanitária e o Centro de Apoio Psicosocial.Saneamento, coleta de lixo e pavimentaçãoCerca de 60% das casas tem rede de esgoto canalizado. A coleta de lixo ocorre trêsdias na semana e o bairro possui cerca de 60% das ruas pavimentadas. .Estabelecimentos religiososO bairro possui quatro igrejas evangélicas.Alternativas de lazerNo bairro há um clube de motoqueiros, times de futebol, etc.Outros Tópicos das Entrevistas Categoria de Quem e o que podem fazer para melhorar a Respondentes qualidade urbana do bairro (Entrevistados) Governo Melhoria de salário, escola técnica e área de lazer Empresas A prefeitura poderia melhorar o fornecimento de água e o número de vezes de coleta de lixo por semana Comunidade (Moradores) O governo poderia melhorar pavimentação e poderia coletar o lixo com mais frequência Sociedade Civil A prefeitura poderia eliminar pontos de valas negras com esgoto a céu aberto presentes no bairroSíntese sobre resultados do estudo em fontes primáriasO Bairro Jardim Imperial, no geral, é bom de se morar. Não tem nada 100% bommas tem segurança, pavimentação, saneamento, localização boa, comércio, escola,saúde... Mas como todo lugar, tem seus problemas em ter partes do bairro queainda não foram alcançadas com os itens acima. Observamos que dependendo dacondição socio-economica do entrevistado, as suas necessidades mudamdependendo do grau de instrução e poder aquisitivo, para muitos que residem emlocal que não são providos de ruas calçadas, esta e a sua principal reivindicação,para os que residem em érea provida de saneamento e calçamento de ruas suasprincipais reivindicações são do tipo escola técnica, área de lazer, segurança, etc.
  • 19. CONCLUSÃONas fontes secundárias, os dados obtidos foram sobre o Município de Itaboraí. Jánas fontes primárias (ida ao campo) nós obtemos informações específicas do BairroJardim Imperial, em relação a qualidade urbana local. Pudemos perceber que oBairro ainda pode melhorar, principalmente, em saneamento e pavimentação(seguindo o ponto de vista dos entrevistados), mas no geral, é um local bom demorar.A questão do lazer e da educação poderiam ser objetos de estudos maisaprofundados. A área do lazer devido a não ter muitas atrações e a educação, pois,não adianta ter a estrutura de escolas e não ter professores qualificados. Nestescasos então, sugeriríamos uma pesquisa mais específica a fontes primárias, a fim deestudar detalhadamente o que os segmentos (governo, sociedade civil, comunidade,empresas e etc) acham e sugerem que seja mudado em cada setor.O estudo da qualidade urbana dos bairros nos fez desenvolver o “lado pesquisador”,que nos faz buscar dados, avaliá-los e criar censo crítico e de análise de diferentesformas e visões. E como cidadãos, estarmos a parte do que, de fato, estáacontecendo em nosso bairro/município.Com essa análise e resultados em mãos poderíamos efetuar parcerias com aPrefeitura Municipal e/ou empresas privadas que desejarem melhorar e contribuirpara o desenvolvimento local, a fim de fazer palestras para conscientização, açõesde apoio e incentivo à residentes necessitados e ,também, estimular o ladofiscalizador de cada cidadão para que todos possam juntos fiscalizar e cobrar seusdireitos, não esquecendo de cumprir com seus deveres de cuidar do patrimônio quepossui.
  • 20. FONTES CONSULTADAS<http://www.itaborai.rj.gov.br/home/index.php?pg=historia> Acessado em 14 de maiode 2012.<http://www.achetudoeregiao.com.br/rj/Itaborai/historia.htm> Acessado em 14 demaio de 2012.<http://prefeitura-itaborai.blogspot.com.br/2010/03/saude-faz-8-conferencia-municipal-de.html> Acessado em 14 de maio de 2012.<http://pt.wikipedia.org/wiki/Itabora%C3%AD> Acessado em 14 de maio de 2012.<http://www.ferias.tur.br/informacoes/6941/itaborai-rj.html> Acessado em 16 de maiode 2012><http://www.ibge.gov.br/cidadesat/topwindow.htm?1> Acessado em 16 de maio de2012.<http://www.rioita.com.br/index.htm> Acessado em 17 de outubro de 2012.<http://itaborai.rj.gov.br/educacao/escolas/manutencao/index.html> Acessado dia 20de outubro de 2012.<http://itaborai.rj.gov.br/educacao/escolas/manutencao/docs/pmsb.pdf> Acessadodia 20 de outubro de 2012.<http://www.ibge.gov.br/cidadesat/topwindow.htm?1> Acessado em 24 de outubrode 2012.<http://www.dataescolabrasil.inep.gov.br/dataEscolaBrasil/home.seam> Acessadodia 24 de outubro de 2012.<http://emec.mec.gov.br/> Acessado dia 24 de outubro de 2012.<http://www.ibge.gov.br/cidadesat/topwindow.htm?1> Acessado dia 30 de outubrode 2012.<http://cnes.datasus.gov.br/Lista_Tot_Es_Municipio.asp?Estado=33&NomeEstado=RIO%20DE%20JANEIRO> Acessado dia 30 de outubro de 2012.
  • 21. <http://cnes.datasus.gov.br/Lista_Es_Nome_Por_Estado_Municipio.asp?VEstado=33&VMun=330190> Acessado dia 30 de outubro de 2012. ANEXOSAnexo I – Fotos e/ou Vídeos Atual Prefeitura de Itaboraí. Ruínas do Convento de São Boaventura na antiga Vila de Santo Antônio de Sá
  • 22. Estação de Visconde de ItaboraíIgreja matriz de São João Batista na primeira metade do século XX. Foto atual da Igreja matriz de São João Batista
  • 23. Praça do Bairro Jardim ImperialRua do Bairro sem pavimentação
  • 24. Área urbanizada com novas construções
  • 25. Área urbanizada com novas construções Casa de forró (Alternativa de Lazer)
  • 26. Contraste entre uma olaria (direita da imagem), um depósito de argila (esqueda da imgem) e ao fundo um grande empreendimento imobiliário. Coordenação da Vigilância Sanitária
  • 27. Anexo II - Mapas Itaboraí – Município localizado na Região Metropolitana do Estado do Rio de Janeiro.
  • 28. Fonte: Google earth
  • 29. Fonte: http://www.ibge.gov.br/cidadesat/painel/painel.php?codmun=330190 Anexo III – Quadros de informações obtidas por fontes primárias
  • 30. Anexo IV – Modelo de questionário para entrevista
  • 31. ENTREVISTA – BAIRRO JARDIM IMPERIALEntrevistado: ________________________________________________________Idade: ____________________________Grau de instrução: ____________________________________________________Segmento: __________________________________________________________ 1) O que está muito bom e/ou bom no bairro? 2) O que está razoável? 3) O que está muito ruim e/ou ruim? 4) O que você acha que pode ser feito pra mudar?
  • 32. Instituto de Geociências Curso de Bacharelado em Ciência Ambiental Unidade Curricular: Crítica Consciência e Cidadania Socioambiental I Professor: Patricia Almeida Ashley Projeto: Estudo de Qualidade Urbana ITABORAÍNOME: Camila Américo dos Santos MATRICULA: 112095007NOME: Dandhara Correia Martins MATRICULA: 112095010NOME: Thalita da Fonseca Rodrigues MATRICULA: 112095028 Niterói, 1 de Novembro 2012
  • 33. Sumário:Objetivo Geral........................................................................................................ 3 Equipe do Projeto........................................................................................3 Histórico do Município/ Formação Administrativa......................................... 4 Associação de Moradores............................................................................6MÉTODO................................................................................................................... 7 FonteSecundárias..............................................................................................................7 Fontes Recomendadas............................................................................. 7 Fontes Consultadas ................................................................................. 8 FontesPrimárias................................................................................................................. 9RESULTADOS ........................................................................................................10 Fontes Secundárias ...................................................................................... 10 Caracterização Físico- Geográfica .........................................................10 População e Domicílios/Habitações.......................................................11 Alternativas de Transporte Público.......................................................11 Unidade de Órgão da Prefeitura...........................................................11 Áreas Públicas de Lazer ......................................................................11Saneamento...............................................................................................................11 Estabelecimento de Educação...............................................................12 Estabelecimento de Comércio................................................................12 Estabelecimento de Saúde....................................................................12 Organização Religiosa...........................................................................12 Síntese sobre resultados do estudo em fontessecundárias...............................................................................................................12 Fontes Primárias..............................................................................................13 O que está bom e muito bom no bairro.................................................13 O que está razoável no bairro..............................................................13 O que está ruim ou péssimo no bairro..................................................13 Síntese sobre resultados do estudo em fontesprimárias....................................................................................................................13CONCLUSÃO...........................................................................................................15ReferênciasBibliográficas..........................................................................................................16ANEXOS:...................................................................................................................18
  • 34. INTRODUÇÃOObjetivo Geral : Estudar a qualidade urbana local em estudo de caso do bairro Ampliação, nomunicípio de Itaboraí, a partir de dados em fontes secundárias e primárias,considerando uma perspectiva de realismo crítico, multiatores e dialógica entre osque residem, trabalham ou circulam no território estudado e entorno.Equipe do Projeto:Thalita Rodrigues, Camila Américo e Dandhara Correia.
  • 35. Histórico do Município2O desbravamento do território remonta à época da fundação de São Sebastião doRio de Janeiro, quando foram doadas, nas circunvizinhanças, sesmarias onde seinstalaram lavouras de cana-de-açúcar e engenhos de açúcar e aguardente.Estabelecidas as sesmarias, surgiu um povoado, ligado à Vila de Santo Antônio deSá, servindo de matriz a capela dedicada a Nossa Senhora da Conceição, naFazenda de Iguá, atual Venda das Pedras, propriedade de João Correia.Nas terras adjacentes a esse núcleo desenvolveu-se o futuro Município, que atingiuelevado grau de prosperidade econômica no segundo reinado, até 1860, quandoItaboraí representava uma das mais prósperas regiões fluminenses. Pelo Porto dasCaixas, movimentado porto fluvial, escoava-se toda a produção agrícola local e dasregiões próximas: era o açúcar exportado em caixas, daí resultando o nome doporto. Por essa época, era Itaboraí o celeiro do Rio de Janeiro e o maior empóriocomercial da Província.Ao chegar D. João VI ao Brasil, já então se encontrava uma elite formada. Era tal odesenvolvimento da freguesia, pelos progressos materiais e pela cultura de seupovo, que permitiu a Itaboraí competir com Niterói, quando da escolha da Capital daProvíncia do Rio de Janeiro. Com a inauguração da estrada de ferro Cantagalo,penetrando no interior do Estado, decaiu o porto de sua importância comercial,refletindo-se o seu abandono na economia de todo o Município. Daí o declínio,apressado pela promulgação da Lei Áurea em 1888. Poucos Municípios sofreramtanto com a abolição como o de Itaboraí. Também as febres palustres, irrompidas àsmargens do rio Macacu, se espalharam pela vizinhança, contribuindo para aceleraressa decadência.Itaboraí tem sua história estreitamente vinculada à cultura do País, como berço debrasileiros ilustres, entre os quais se destacam as figuras de Alberto Torres, de JoãoCaetano, de Joaquim Manoel de Macedo, de Salvador de Mendonça e de JoséJoaquim Rodrigues Torres, Visconde de Itaboraí, primeiro presidente da Provínciado Rio de Janeiro.Formação AdministrativaFreguesia criada com a denominação de São João de Itaboraí, por Alvará de 18-01-1696, referem-se ainda à criação da Freguesia os decretos estaduais nº 1, de 08-05-1892, e 1-A, de 03-06-1892. Elevado à categoria de vila com a denominação de SãoJoão de Itaboraí, pelo decreto de 15-01-1833. Constituído do distrito sede. Sede navila de São João de Itaboraí. Instalado em 22-05-1833. Por alvará de 29-01-1755 elei provincial nº 188, de 14-05-1840, é criado o distrito de Vila Nova e anexado aomunicípio de São João de Itaboraí. Pela lei provincial ou decreto ou provincial nº912, de 30-10-1856, e também por decretos estaduais nº 1, de 08-05-1892 e nº 1-A,de 03-06-1892, é criado o distrito de Porto das Caixas e anexado ao município deSão João de Itaboraí. Elevado à condição de cidade com a denominação deItaboraí, pelo decreto estadual nº.38, de 16-01-1890. Pelos decretos estaduais nºs 1,de 08-05-1892 e 1-A- de 03-06-1892, é criado o distrito de Santo Antônio de Sá eanexado ao município de Itaboraí. Pela lei estadual nº 966, de 31-10-1910, o distritode Santo Antônio de Sá passou a denominar-se Sambaetiba. Em divisãoadministrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído de 4 distritos:Itaboraí, Porto das Caixas, Sambaetiba ex-Santo Antônio de Sá e Itambi ex-Vila2 Fonte: IBGE @Cidades
  • 36. Nova. Pela lei estadual nº 1807, de 15-01-1924, é criado o distrito de Tanguá eanexado ao município de Itaboraí, distrito formado com áreas desmembrado dodistrito sede Itaboraí. Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, omunicípio é constituído de 5 distritos: Itaboraí, Porto das Caixas, Vila Nova ex-Itambi, Sambaetiba e Tanguá. Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o município é constituído de 5 distritos: Itaboraí, Itambi ex-Vila Nova, ex-Vila Nova de Itambi, Porto das Caixas, Sambaetiba, Tanguá. Pelo decreto estadualnº 641, de 15-12-1938, é criado o distrito de Cabussu e anexado ao município deItaboraí, distrito formado com parte da área do distrito sede de Itaboraí.Em divisãoterritorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 6 distritos: Itaboraí,Cabuçu, Itambi, Porto das Caixas, Sambaetiba e Tanguá. Assim permanecendo emdivisão territorial datada de 17-I-1991.Pela lei complementar nº 6, de 05-04-1993,são criados os distrito de Pacheco e Manilha anexado a município de Iataboraí,distrito de Pacheco formado com parte da área dos distritos sede de Itaboraí,Cabuçú e Tanguá e distrito de Manilha formado com parte da área dos distritos deItaboraí e Itambí.Pela lei complementar nº 3, de 05-04-1993, é criado o distrito deVisconde de Itaboraí e anexado ao município de Itaboraí, distrito formado com parteda área do distrito de Itambi.Em "Síntese" de 31-XII-1994, o município é constituídode 9 distritos: Itaboraí, Cabuçu, Itambi, Manilha, Pacheco, Porto das Caixas,Sambaetiba, Tanguá e Visconde de Itaboraí.Pela lei estadual nº 2496, de 28-12-1995, desmembra do município de Itaboraí o distrito de Tanguá. Elevado à categoriade município. Em divisão territorial datada de 15-VII-1997, o município é constituídode 8 distritos: Itaboraí, Cabuçu, Itambi, Manilha, Pacheco, Porto das Caixas,Sambaetiba e Visconde de Itaboraí.Assim permanecendo em divisão territorialdatada de 15-VII-1999.Em divisão territorial datada de 2001, o município éconstituído de 5 distritos: Itaboraí, Cabuçu, Itambi, Porto das Caixas, Sambaetiba.Não figurando os distritos de Manilha, Pacheco e Visconde de Itaboraí. Assimpermanecendo em divisão territorial datada de 2007.
  • 37. Associação de moradoresDurante as pesquisas, não encontramos nenhuma associação do bairro Ampliação.Fontes secundárias: Todos os endereços consultados pelas fontes secundáriaseram de Associações de outros bairros de Itaboraí.Fontes primárias: Com a conclusão das fontes secundárias, iniciou-se uma busca naprefeitura é também foi concluído que os funcionários não sabiam se existiam ounão a associação de moradores. Incorporei está questão nas entrevistas de fonteprimária perguntando aos entrevistados se eles conheciam ou já ouviram falar daassociação de moradores. E as respostas, foram todas as mesmas, que nuncaouviram falar da associação de moradores.
  • 38. MétodoPesquisa exploratória e descritiva, seguindo metodologia fenomenológica paraconhecer um fenômeno social a partir da subjetividade e intersubjetividade depessoas exercendo papéis sociais complementares em um espaço e tempo urbanoem âmbito local (bairro) no contexto e cotidiano de moradia do estudante. Uso defontes documentais desponíveis na internet sobre caracterização de dadoscensitários e histórico sobre o bairro, complementada por pesquisa de campo comamostragem por acessibilidade em segmentos do governo, empresa, trabalhadores,comunidade e sociedade civil situados no bairro objeto de estudo de caso. Adotou-se técnica de entrevista estruturada e semi-estruturada para conhecer perpesctivassobre aspectos da qualidade urbanas graduadas em muito bom e bom, razoável eruim e péssimo, além de outros comentários espontâneos sugestivos de ações epropostas para a melhoria da qualidad urbana do bairro. Tratamento qualitativo dasentrevistas por análise de conteúdo adotando-se técnica de categorias temáticaspara conteúdos expressos pelos respondentes.Fontes SecundáriasFontes RecomendadasDe acordo com a orientação comum pela professora e orientadora de estudo,seguem as fontes secundárias recomendadas para consulta. Na seção Resultados,apresentamos os resultados das fontes que efetivamente adotamos no casoestudado.Conjunto de informação Informações Do Município: IBGEa)Caracterização Físico- Geográfica Do Bairro: imagem do google earth e breve descritivo pelos alunos. Do município: IBGEb)População e Domicílios/ Habitações Do Bairro: Possiveis fotos de interesse e uma descrição geral, pelos alunos, sobre esse aspecto no perfil do bairro. Do Município- IBGEc) Àreas Públicas de Lazer Do bairro: Possíveis fotos de interesse e uma descrição geral pelos alunos sobre esse aspecto Do Bairro: possíveis fotos de interesse e uma descrição geral,d) Alternativas de Transporte Público pelos alunos, sobre o aspecto no perfil do bairro Do município: IBGE Perfil dos Municipios Brasileiros- Gestão Publicae) Unidades e òrgãos da Prefeitura Municipal 2009 Do Bairro: site da prefeitura para
  • 39. identificar se há órgãos no bairro Do município- IBGE e site daf) Saneamento(água, esgoto e coleta prefeiturade lixo) Do Bairro: Se encontrarem alertas ou situaçõe críticas no bairro em questão de saneamento, tirar fotos e breve descrição. Do Município: IBGE, INEP e site dag) Estabelecimento de Educação prefeiturapública e Privada Do bairro: INEP e site da prefeitura Do Município: IBGE e Ministério dah)Estabelecimentos de Saúde Pública Saúdee Privada Do bairro: Observações e registros fotográficos pelos alunosi)Esatabelecimentos de Comércio, Do Municipio: IBGE - @ cidadesServiços e Indústria e EconomiaInformal.j)Organizações religiosas, de defesa Informações do bairro em pesquisasde direitos humanos, comunitários, via internet ou local pelos alunossociais e do meio ambiente.Fontes secundárias recomendadas1-IBGE: WWW.IBGE.GOV.BR a) @ cidades – http: //ibge.gov.br/cidadesat b) Indicadores ( mapa do site) – www.ibge.gov.br / hom e/mapa_site/mapa_site.http: c) Banco de dados agregados – Sistema IBGE de Reunião Automática- SIDRA- www.sidra.ibge.gov.br/bda/ d) Perfil dos Municipios Brasileiros – Gestão pública municipal 2009- ww.ibge.gov.br/munic2009/ e) Mapas. www.ibge.gov.br/mapas.ibge/ f) Indicadores de desenvolvimento Sustentável do IBGE. www.sidra.ibge.gov.br.bda pesquisas.2-INEP- www.inep.gov.br a)cadastro de escolas da educação básica do Brasil b) cadastro de Instituições de educação Superior do Brasil3-Ministério da Saúde a) Cadastro Nacional de estabelecimentos da saúde
  • 40. Fontes ConsultadasConjunto de Informação Fontes SecundáriasCaracterização Físico- http://www.ibge.gov.br/cidadesat/painel/painGeográfica el.php?codmun=330190# http://pt.wikipedia.org/wiki/Itabora%C3%AD acesso dia : 290912 IBGE, Censo Demográfico 2010PopulaçõesDomicílios/Habitações http://www.ibge.gov.br/munic2009/ver_temaAlternativas de Transporte .php?tema=t15_4&munic=330190&uf=33&nPúblico ome=Itaborai Fonte: IBGE, Perfil dos Municípios Brasileiros - Gestão Pública 2009 Acessado dia : 29/09/12 e 30/09/12 http://www.itaboraiweblist.com.br/index.php/Unidade de órgão da Prefeitura component/k2/item/1752-estrutura- municipalÀreas públicas de Lazer http://atribunarj.com.br/noticia.php?id=9321 &titulo=ITABORA%CD:%20Amplia%E7%E3 o%20e%20Calundu%20recebem%20sanea mento%20b%E1sico%20e%20asfaltoSaneamento http://jornaloitaborai.com.br/site/index.php?o ption=com_k2&view=item&id=453:itabora% C3%AD-no-topo-da-lista-das-cidades-do- rio-que-ainda-t%C3%AAm-esgoto-a- c%C3%A9u-aberto&Itemid=144 http://jornal.ofluminense.com.br/editorias/pol itica/campanha-ganha-forca-em- itaborai,http://itaborai-online.net/?p=150 acesso dia: 61012Estabelecimento de Educação http://www.dataescolabrasil.inep.gov.br/data EscolaBrasihome.seam;jsessionid=98EC8E 59A50115CDE8CE2C9FF95788 INEP acesso dia 290912 http://emec.mec.gov.br/ acesso dia 300912 Informação pesquisada no local.Estabelecimento de ComércioEstabelecimento de Saúde http://cnes.datasus.gov.br/Lista_Es_Nome_ Por_Estado_Municipio.asp?Navegacao=Pro xima&Vbusca= acesso dia 300912 Informação pesquisada no local.Organização Religiosa
  • 41. Fontes Primárias Planejamento inicial de entrevistas: -Governo: 2 entrevistados (Um candidato á eleição, um funcionário da prefeitura ou camara e funcionário de escola pública). -Empresa: 2 entrevistados (Dono de empredimento e um comerciante autonomo) -Comunidade: 4 entrevistados (Quatro moradores) -Trabalhadores: 2 entrevistados (Moradores que trabalham no entorno do bairro e pessoas de outras cidades que trabalham no bairro) -Sociedade Civil: 3 entrevistados (Funcionário de associação de moradores responsávelpelo bairro e de ong locale líder religioso) Planejamento concluído: Foram entrevistados: -Governo: 2 entrevistados (funcionarios públicos) -Empresa:entrevistados ( 1 dono de empreendimento e um autonomo) -Comunidade: 6 entrevistados (transuentes) -Trabalhadores: 2 entrevistados (trabalhodor público e um trabalhador privado) -Sociedade Civil: 1 entrevistado (Lider religioso)ResultadosFontes secundáriasNesta seção, são apresentados sínteses em tópicos estudados em fontessecundárias a respeito do bairro e, quando não disponíveis os dados sobre o bairro,do município. Como há uma ampla disseminação de dados sobre município emespecial no IBGE, mas não encontramos a mesma facilidade em dados em áreasgeográficas em escala de bairros, esta seção objetiva demosntrar o que é possivel apartir das fontes recomendadas e de outras fontes que os alunos possam buscarem sites e outros meios.Caracterização Físico-Geográficas3“Itaboraí é um município do estado do Rio de Janeiro, no Brasil”. Localiza-se a22º44’40” de latitude sul e 42º5134" de longitude oeste, a 46 metros de altitude."Itaboraí" é uma palavra tupi que significa "pedra bonita escondida na água", ouainda "pedra brilhante na água", através da junção dos termos itá ("pedra"), porã("bonita), ou berá ("brilhante"), e y ("água, rio").Área: 430 km2Bioma: Mata AtlânticaGeografiaO município de Itaboraí possui clima tropical, chuvoso no verão e seco no inverno.Sua temperatura média anual é de 25°C.3 Fontes: IBGE @Cidades, Wikipédia.
  • 42. VegetaçãoA vegetação atual do município é composta em maior parte por pastagens, mata deencosta, mangues e brejos. Os remanescentes de matas são observados nossetores mais íngremes e elevados nas serras do Barbosão e do Lagarto. São matastipicamente secundárias resultantes da regeneração natural, pois concentrarammuita exploração de madeira para a obtenção de carvão e lenha no passado. Norestante do município, as matas encontram-se muito fragmentadas e aparecem emlocais isolados.Os manguezais ocupam grande parte da desembocadura dos rios que desaguam nabaía de Guanabara em áreas de pouco declive cortadas pelos rios Macacu eGuaxindiba. RelevoAs características do relevo do município são bem peculiares entre si. As maioresaltitudes da cidade são encontradas na serra do Barbosão, a leste, na divisa comTanguá; nas serras do Lagarto e Cassorotiba do Sul, na divisa com o município deMaricá. Nas demais localidades, no norte e no oeste do município, predominam asplanícies, onde estão concentrados os rios que convergem para a baía deGuanabara. Entre as planícies e as serras, observa-se um relevo suavementeondulado, com morros que raramente ultrapassam os cinquenta metros.Populações e Domicílios/Habitações4População : 218.008 hab.Indicadores sociais municipais: uma análise dos resultados do universo do CensoDemográfico 2010População residente - total 218.008 pessoasPopulação residente - situação do domicílio - urbana 98,8 %População residente - situação do domicílio - rural 1,2 %População residente - sexo - masculino 48,7 %População residente - sexo - feminino 51,3 %Razão de sexo 95,0 %População residente - total 218.008 pessoasPopulação residente - total - urbana 215.412 pessoasPopulação residente - total - rural 2.596 pessoaAlternativas de transporte público5Transporte coletivo por ônibus intramunicipal; Atende ao deslocamento entre bairros,distritos, localidades dentro do município.Unidades de órgãos da Prefeitura6ITAPREVI - Instituto de Previdência; Prefeitura Municipal de Meio Ambiente;Presidente da Comissão Municipal de Controle Externo; Presidente da ComissãoMunicipal de Controle Interno; Secretaia Municipal de Fazenda; Secretaria Municipalde Integração; Secretaira Municipal de Governo; Secretaria Municipal deAdministração; Secretaria Municipal de Agricultura; Secretaria Municipal deDesenvolvimento Social; Secretaria Municipal de Educação e Cultura; SecretariaMunicipal de Esportes e Lazer; Secretaria Municipal de Habitação, Trabalho e4 Fontes: IBGE @Cidades.5 Fonte: IBGE, Perfil dos Municípios Brasileiros - Gestão Pública 20096 Fonte: Itaboraí Web List
  • 43. Renda; Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Turismo; Secretaria Municipalde Obras e Srviços Públicos; Secretaria Municipal de Planejamento eDesenvolvimento Econômico; Secretaria Municipal de Saúde; Secretaria Municipalde Transportes.Áreas Públicas de Lazer7Bibliotecas públicas, Museus, Centro cultural (3), Estádios ou ginásiospoliesportivos, Rádio comunitária AM ou FM, TV, Clubes e associações recreativas.Saneamento8Domicílios particulares permanentes - urbano - tipo de saneamento - total 68.619domicílios; Domicílios particulares permanentes - rural - tipo de saneamento - total803 domicílios; População residente em domicílios particulares com saneamentoinadequado - total 8.998 pessoasItaboraí no topo da lista das cidades do Rio que ainda têm esgoto a céu aberto.Estabelecimentos de Educação9Escolas51 privadas e 96 públicas.Universidades5 privadas.Estabelecimentos de comércio10Camelôs, trabalhadores autônomos, mercados e supermercados.Estabelecimentos de Saúde11São no total 160 estabelecimentos de saúde, entre eles maternidades, hospitais eclinicas privadas.Organizações Religiosas12Capela, igrejas evangélicas, Centros espíritas e de Ubânda.Síntese sobre resultados do estudo em fontes secundáriasProcurando por fontes recomendadas e por outros sites, foi difícil encontrar algumasinformações e algumas estavam desatualizadas. Quando não encontramosdetermindas informações, procuramos reportagens locais sobre o assunto, umexemplo foi o saneamento básico, que usamos algumas reportagens de jornais online, mas acabamos encontrando no site do IBGE também. Quase não háinformações do bairro, sendo que a maioria das informações dadas são doMunicípio. Quando não havia informações nas fontes secundárias, procuramoscoletá-las no bairro.78 Fontes: A Tribuna Rj, O Itaboraí, O Fluminense, IBGE @Cidades9 Fontes: INEP, e-MEC10 Informações coletadas no local.11 Fonte: CNES12 Informações coletadas no local.
  • 44. Fontes Primárias O que está muito bom no bairro Palavras-Chave ou Expressões Categoria de Respondentes do que está Muito Bom ou (Entrevistados) Bom Progresso estrutural; Nada. Governos Restaurante popular Empresa Prevenção á saúde; Educação; Lazer; Lazer; Nada. Comunidade Restaurante popular; Trabalhadores Oportunidade de emprego. Iluminação pública Sociedade Civil SÍNTESE O que está razoável no bairro Categoria de Respondentes Palavras-Chave ou Expressões (Entrevistados) do que está razoável Asfalto; Segurança. Governo Asfaltos; Saneamento. Empresas Saúde; Educação pública; Coleta de lixo; Inexistência de polos de Comunidade (Moradores) saúde; Segurança e Nada Asfalto; Limpeza pública. Trabalhadores Sociedade Civil Segurança SÍNTESE O que está ruim ou péssimo no bairro Categoria de Respondentes Palavras-Chave ou Expressões do (Entrevistados) que está Ruim ou Péssimos Governo Trânsito; Saúde. Empresa Segurança; Saúde. Comunidade ( Moradores) Falta de segurança; Saúde; Saneamento público; Saúde; Transporte; Saneamento. Trabalhadores Saúde; Segurança Sociedade Civil Asfalto;
  • 45. SÍNTESE Síntese sobre resultados do estudo em fontes PrimáriasSíntese sobre resultados do estudo em fontes PrimáriasAs entrevistas em fontes primarias me proporcionou uma visão mais critica dasquestões propostas pelo projeto.Porque ao contrario da pesquisa de fontessecundárias que te dá uma visão limitada, pois você está lendo um texto que afirmaque aquele serviço está sendo bem feito,vistoriado, aperfeiçoado e/ou construido.Aspesquisas de fonte primária te mostra de forma concreta,atraves derelatos,questionamento e da vistoria do serviço,se aquilo que está sendo feito deforma correta ou não. Por ser moradora do bairo,já esperava que todas asentrevistas tivessem mas razoável,ruim e pessimo do bom e muito.
  • 46. ConclusãoSobre as fontes secundárias, encontramos algumas dificuldades. Usamos todas asfontes recomendadas e mesmo assim quase não encontramos algumasinformações. Quase não há informção sobre o bairro de Ampliação na rede, sendo amaioria dos dados coletados do município de Itaboraí. Esperávamos encontrar maisinformações no site da Prefeitura, mas estava fora do ar, em manutenção. Ficamoscom o sentimento de ter perdido algumas informações valiosas para o trabalho.Outro empecilho foi a procura de associações de moradores, até o final do trabalhonão haviamos encontrado nenhuma do bairro de Ampliação. Procurando na redeencontramos associações de outros bairros. Os próprios moradores não sabem daexistência de uma associação, então chegamos a conclusão de que não existe uma.Em fontes primárias, a principal dificuldade foi conseguir fazer as entrevistas dogoverno e da sociedade cívil, por isso algumas entrevistas foram adiadas ou naoaconteceram. Houve uma grande facilidade para fazer as entrevistas com acomunidade que foi receptiva, mas o grande problema foi encontrar uma ong e aassociação de moradores que nem mesmo a prefeitura sabia se existia ou não. Osregistros de imagens em sua grande maioria são de asfalto porque foi o caso maisencontrado. Os resultados, pelo menos para mim,Dandhara Correia Martins, já eramesperados: haviam muitas reclamações, muitas respostas para as questoes derazoável, péssimo e ruim e demora ou nao havia resposta para bom e muito bom.Com esse trabalho, ficamos conhecendo melhor o município de Itaboraí, que,sinceramente, eu, Camila Américo, não conhecia nada. Descobrimos que é umbairro em crescimento, pois com a construção do COMPERJ vão se abrir novosempregos e oportunidades para a população, mas se não houver cuidados, podeocorrer um crescimento desordenado. Ainda há muito o que melhorar, pois não háasfalto em algumas ruas e o saneamento básico é muito precário. O transportetambém é um ponto a se melhorar, pois só existem duas empresas atuando no local.
  • 47. Referências BibliográficasAmpliação e Calundu recebem saneamento básico e asfalto. A Tribuna RJ, Rio deJaneiro, 28 de Setembro de 2012 Disponívelem:<http://atribunarj.com.br/noticia.php?id=9321&titulo=ITABORA%CD:%20Amplia%E7%E3o%20e%20Calundu%20recebem%20saneamento%20b%E1sico%20e%20asfalto> Acesso em: 6 de Out. de 2012.Silvino, Marlene. Itaboraí no topo da lista das cidades do Rio que ainda têm esgoto acéu aberto. O Itaboraí, Rio de Janeiro. Disponível em:<http://jornaloitaborai.com.br/site/index.php?option=com_k2&view=item&id=453:itabora%C3%AD-no-topo-da-lista-das-cidades-do-rio-que-ainda-t%C3%AAm-esgoto-a-c%C3%A9u-aberto&Itemid=144> Acesso em: 6 de Out. de 2012Campanha ganha força em Itaboraí. O Fluminense, Rio de Janeiro, data. Disponívelem:< http://jornal.ofluminense.com.br/editorias/politica/campanha-ganha-forca-em-itaborai> Acesso em: 6 de out. de 2012IBGE mostra a realidade de Itaboraí. Itaboraí online, Rio de Janeiro, data.Disponível em: <http://itaborai-online.net/?p=150> Acesso em: 6 de out. de 2012Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE - @CIDADESEstrutura do Município. Portal Itaboraí WebList, Rio de Janeiro, 21 de Abr. de 2011.Disponível em:<http://www.itaboraiweblist.com.br/index.php/component/k2/item/1752-estrutura-municipal> Acesso em: 29 de set. de 2012Censo educacional de 2009. INEP. Disponível em:<http://www.dataescolabrasil.inep.gov.br/dataEscolaBrasil/home.seam;jsessionid=98EC8E59A50115CDE8CE2C9F24F95788> Acesso em: 30 de set. de 2012Cadastro de Instituições de Educação Superior do Brasil. e-MEC. Disponível em:<http://emec.mec.gov.br/> Acesso em: 29 de Set. 2012Itaboraí. Wikipédia. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Itabora%C3%AD>Acesso em: 29 de Set. de 2012Pesquisa de Informações Básicas Municipais. Perfil dos Municípios brasileiros –IBGE. Disponível em:<http://www.ibge.gov.br/munic2009/ver_tema.php?tema=t15_4&munic=330190&uf=33&nome=Itaborai> Acesso em: 30 de Set. de 2012Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde. CNESNet. Disponível em:<http://cnes.datasus.gov.br/Lista_Es_Nome_Por_Estado_Municipio.asp?Navegacao=Proxima&Vbusca=> Acesso em: 30 de Set. de 2012
  • 48. @Cidades. IBGE. Disponível em:<http://www.ibge.gov.br/cidadesat/topwindow.htm?1> Acesso em: 6 de out. de 2012Fonte: IBGE,Cadastro Central de Empresas 2010. Rio de Janeiro: IBGE, 2012.Fontes das InformaçõesAs informações são oriundas de pesquisas e levantamentos correntes do IBGE edados de outras instituições, como Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas,Ministério da Educação e do Desporto - INEP/MEC; Departamento de Informática doSistema Único de Saúde, Ministério da Saúde - DATASUS/MS; Tribunal SuperiorEleitoral - TSE; Banco Central do Brasil - BACEN/MF, Secretaria do TesouroNacional, Ministério da Fazenda - STN/MF e Departamento Nacional de Trânsito -DENATRAN/MCidades (Ministério das Cidades).Mapa de Itaboraí e do Bairro. Google Maps. 2 mapas. Escala indeterminada.Disponível em:<http://maps.google.com.br/maps?q=mapa%20Itaborai&rlz=1C1GGGE_pt-BRBR507BR507&sugexp=chrome,mod%3D0&um=1&hl=pt-BR&biw=1360&bih=667&ie=UTF-8&sa=N&tab=il> Acesso em: 24 de Out. de 2012Mapa de Itaboraí. SOS Itaboraí Rj “o despertar da consciência”. 1 mapa. Escalaindeterminada. Disponível em:<http://www.google.com.br/imgres?q=mapa+itaborai&hl=pt-BR&sa=X&biw=1280&bih=835&tbm=isch&prmd=imvns&tbnid=sBIaBwkgXhT8IM:&imgrefurl=http://sositaborai.blogspot.com/2011/12/telefones-uteis-de-itaborai-e-mapa.html&docid=dr64F8VK0njYmM&imgurl=http://2.bp.blogspot.com/-ZsDYEj7DU-I/Tvdbm2k8djI/AAAAAAAAALI/v7O4l_1PJUM/s1600/mapa.png&w=392&h=458&ei=wBdnUN-NBYqY9QTyxYDgDw&zoom=1&iact=rc&dur=200&sig=114730247710390950471&page=1&tbnh=156&tbnw=134&start=0&ndsp=20&ved=1t:429,r:1,s:0,i:74&tx=59&ty=56> Acesso em: 29 de set. de 2012
  • 49. AnexosAnexo A – MapasMapa de ItaboraíFonte: Google MapsMapa de ItaboraíFonte: SOS Itaborai Rj
  • 50. Mapa do BairroFonte: Google MapsAsfalto
  • 51. Restaurante popular
  • 52. Iluminação pública
  • 53. Lazer
  • 54. Saneamento e limpeza
  • 55. I.
  • 56. Instituto de Geociências Curso de Bacharelado em Ciência Ambiental Unidade Curricular: Crítica Consciência e Cidadania Socioambiental I Profa: Patricia Almeida Ashley PROJETO ESTUDO DE QUALIDADE URBANA LOCAL Icaraí EQUIPE:Nome: Maria Beatriz Ayello Leite Matrícula 112095034Nome: Ana Flávia Lins Matrícula 112095005 Niterói, 1 de Novembro de 2012
  • 57. SumárioINTRODUÇÃO ............................................................................................................ 3 OBJETIVO GERAL: ...................................................................................................... 3 EQUIPE DO PROJETO .................................................................................................. 3 HISTÓRICO DO BAIRRO E ENTORNO (OU MUNICÍPIO, SE NÃO CONSEGUIU CONHECER A HISTÓRIA DO BAIRRO) ................................................................................................. 4 Associação(ões) de Moradores do Bairro ou adjacentes ..................................... 6MÉTODO..................................................................................................................... 7 FONTES SECUNDÁRIAS ............................................................................................... 7 Fontes Recomendadas ........................................................................................ 7 Fontes Consultadas: ............................................................................................ 8 FONTES PRIMÁRIAS .................................................................................................... 9RESULTADOS .......................................................................................................... 10 FONTES SECUNDÁRIAS ............................................................................................. 10 Caracterização Físico-Geográfica ...................................................................... 10 População e Domicílios/Habitações ................................................................... 10 Alternativas de transporte Público ...................................................................... 10 Unidade de órgão da Prefeitura ......................................................................... 10 Áreas Públicas de lazer...................................................................................... 10 Saneamento ....................................................................................................... 11 Estabelecimento de Educação ........................................................................... 11 Estabelecimento de comercio ............................................................................ 11 Estabelecimento de saúde ................................................................................. 12 Organização religiosa......................................................................................... 12 Síntese sobre resultados do estudo em fontes secundárias .............................. 12 FONTES PRIMÁRIAS .................................................................................................. 13 O que está bom e muito bom no bairro ............................................................. 13 O que está razoável no bairro ............................................................................ 13 O que está ruim ou péssimo no bairro ............................................................... 13 Outros Tópicos das Entrevistas ......................................................................... 14 Síntese sobre resultados do estudo em fontes primárias .................................. 14CONCLUSÃO ........................................................................................................... 15FONTES CONSULTADAS ....................................................................................... 16ANEXOS ................................................................................................................... 17 ANEXO I – FOTOS E/OU VÍDEOS ................................................................................. 17 ANEXO II – DOCUMENTOS ......................................................................................... 24 ANEXO III - MAPAS ................................................................................................... 25
  • 58. ANEXO IV - MODELO DE QUESTIONÁRIO E/OU DE ENTREVISTA ..................................... 26
  • 59. INTRODUÇÃOObjetivo Geral:Estudar a qualidade urbana local em estudo de caso do bairro de Icaraí, nomunicípio de Niterói, a partir de dados em fontes secundárias e primárias,considerando uma perspectiva de realismo crítico, multiatores e dialógica entre osque residem, trabalham ou circulam no território estudado e entorno.Equipe do ProjetoMaria Beatriz Ayello Leite e Ana Flávia Lins
  • 60. Histórico do Bairro e entorno13O termo Icaraí vem do tupi que significa “água sagrada”. Através da junção dostermos y ("água") e karai ("sagrado"). Situa-se na Baía de Guanabara, próximo à suaentrada, na margem oposta às praias do Flamengo e de Botafogo, na orla do Rio deJaneiro. No início do século XVI, o bairro fazia parte do território dos índios tupinambás.Com a derrota destes perante os portugueses e seus aliados temiminós em 1567, aregião, sob o nome de Freguesia de São João de Carahy, foi doada ao chefetemiminó Arariboia em 1568, como parte da Sesmaria dos Índios. No século XIX, aregião integrou-se à recém-criada Vila Real da Praia Grande, que mudaria seu nomepara Niterói em 1834. A sua praia constituía-se, à época, em um extenso areal,margeado por pitangueiras, cajueiros, cactos e vegetação típica de restinga. O seuefetivo povoamento iniciou-se a partir das décadas de 1840 e de 1850. À época dodescobrimento, predominava a Mata Atlântica, que, hoje, só está preservada empoucos locais, como, por exemplo, na Serra da Tiririca. Há, também, áreas derestinga e de mangue. Em 1916, foi inaugurado o Hotel Balneário Casino Icarahy. Em 1939, o palaceteque abrigava o hotel foi derrubado para a sua substituição por um edifício em estiloart déco, em projeto do arquiteto Luiz Fossatti. Com a proibição do jogo no país, em1946, o cassino deixou de funcionar. A partir de 1967, o prédio passou a abrigar areitoria da Universidade Federal Fluminense. Em 1937, foi construído um trampolim em concreto armado no meio da praia,com recursos da prefeitura, da imprensa e do Clube de Regatas Icarahy. Otrampolim era mais um projeto do arquiteto Luiz Fossatti. Durante as décadas de1930 e 1940, foi construído o Cinema Icaraí, em estilo art déco. O trampolim daPraia de Icaraí foi dinamitada no final da década de 1960, por oferecer perigo aosbanhistas. A partir de então, o bairro conheceu um boom imobiliário, que seconsolidou a partir da década de 1970 com a construção e inauguração da PontePresidente Costa e Silva. O comércio do bairro é dos mais variados, destacando-se a presença de váriosprodutos de moda, situadas principalmente ao longo das ruas Coronel MoreiraCésar, Gavião Peixoto e outras como a Presidente Backer e a Lopes Trovão. NaRua Moreira César e arredores, podem-se encontrar várias lojas conhecidasnacionalmente, dentre elas, Osklen, Cantão, Animale, Reserva, H Stern, MariaBonita Extra, Mara Mac, Richards, Victor Hugo, Cavendish, entre outras. É por issouma das ruas mais prestigiadas não só de Niterói, mas de toda região. Existe um projeto de reurbanização da Moreira César para que as calçadassejam niveladas e a fiação elétrica aterrada. O projeto tem inspiração na famosa ruaOscar Freire, em São Paulo. No Campo de São Bento, os moradores desfrutam deum imenso jardim com árvores das mais variadas espécies. Bares como o SteakHouse e o Chalé fazem parte da boemia e da história icaraienses. O clima de Niterói também deve ser brevemente explicado para que sejapossível absorver e compreender melhor o cotidiano da população local, seja no
  • 61. bairro Icaraí como no município. O clima é tropical, com verões quentes e invernosmoderados. Sua temperatura média é de 22,6°C. A pluviosidade tem média de 1 093mm anuais. Não há estação seca no município, apenas uma redução no regime dechuvas durante o inverno. O inverno, compreendido entre junho, julho, agosto e setembro, apresentafrentes frias oriundas do avanço de massas polares ocasionando quedas bruscas detemperatura, amenizadas pela maritimidade. No verão, compreendido entredezembro, janeiro, fevereiro e março, as influências de massas equatoriais e deventos provenientes da Amazônia determinam o clima quente e úmido juntamentecom suas típicas tempestades vespertinas. Há picos comuns de trinta grauscentígrados e, devido à alta umidade, sensações térmicas superiores. O outono, entre março e junho, é marcado por dias limpos de céus azuis etemperaturas frescas, principalmente pela manhã. As massas polares começam aatingir a região com significância e as temperaturas caem progressivamente.Podendo, porém, no intervalo de frentes frias aumentar sua temperatura a até trintagraus, caracterizando o fenômeno conhecido como veranico. A primavera,compreendida entre os meses de setembro, outubro, novembro e dezembro, échuvosa, pois ainda são sentidas frentes frias tardias deixadas pelo inverno, atemperatura não sobe muito, até se aproximar dezembro (verão). Devido a melhor estrutura, seja de transporte, alimentação, saúde, lazer,educação, Icaraí está recebendo uma elevada atenção por parte da população.Segundo o censo demográfico de 2010, Icaraí é o bairro mais populoso da cidadepossuindo nesse ano 487. 000 habitantes. A taxa de crescimento anual dapopulação vem subindo. De 1980 a 1991, ela foi de apenas 0,1% e de 1991 a 1996foi de 3,46%. A prefeitura de Niterói trabalha com a divisão do município em doze regiõesadministrativas, porém essa divisão existe apenas para efeito técnico e estatístico,não sendo usada nem conhecida pela população. O nome da região normalmente éo mesmo do maior bairro inserido nela. As doze regiões administrativas são: Barreto,Centro, Engenhoca, Fonseca, Icaraí, Ingá, Pendotiba, Região Oceânica, Rio doOuro, Santa Bárbara, Santa Rosa e São Francisco. O município tem uma área de129,375 quilômetros quadrados localizada entre a Baía da Guanabara (oeste), oOceano Atlântico (sul), Maricá (leste) e São Gonçalo (norte). A Região Oceânica é o grande ponto de belezas naturais, pois conta compraias maravilhosas como - Praia de Fora e Praia do Imbuí, com seus valoreshistóricos; Praia de Piratininga, Praia de Camboinhas, Praia de Itaipu, Praia deItacoatiara, Praia do Sossego, Praia Adão e Eva e Prainha, locais calmos eparadisíacos; além, da Lagoa de Piratininga e a Lagoa de Itaipu. Porém, estes locais especialmente exuberantes estão sofrendo fortes impactosambientais devido ao acúmulo de lixo, contaminação das águas, mau cheiro, assimcomo as demais praias pertencentes ao município. O que está levando ainsatisfação e protestos por parte de população. Vale ressaltar também, O Parqueda Cidade, uma reserva que em seu topo possui um mirante com uma vistapanorâmica da Região Oceânica, Icaraí, Baía de Guanabara e do mar aberto. O Horto Botânico de Niterói (Também conhecido por Jardim Botânico deNiterói), no bairro do Fonseca, foi criado, por decreto do governador Nilo Peçanha,em maio de 1906, com a finalidade de cultivar e distribuir aos lavradores sementes e
  • 62. mudas de frutíferas e plantas medicinais. Sua história é marcada por sucessivasfases de prestígio e declínio e sofreu duas grandes reformas, em 1950 e 1975. Com mais de um século de existência, o horto conta com espécies de plantas eárvores como jatobás, jequitibás, jacarandás e sapucaias e também com espéciesexóticas, como o pau-mulato, só encontradas no Jardim Botânico do Rio de Janeiroe na Amazônia.Com área de 258 000 metros quadrados, recebe, diariamente, cerca de trezentaspessoas em busca de ar puro, contato com a natureza e tranquilidade para práticasesportivas e de lazer. Em Icaraí encontram-se também dois monumentos famosos,as pedras de Itapuca e do Índio, ponto utilizado por pescadores, surfistas eapreciadores da Praia de Icaraí. Os moradores do bairro lutam para preservar padrões de vida já estabelecidos oupara elevá-los, e o móvel da mobilização passa frequentemente pelo meio ambiente,segurança e uso do solo, enquanto nas favelas existentes no bairro, as lutaspautam-se em necessidades cruciais de sobrevivência imediata. Icaraí é um bairro antigo com vários elementos históricos envolvidos, assim comoa forte presença cultural. A busca por uma região mais sustentável e segura estálevando a mobilizações por parte da população que busca equilibrar o aspectocomercial com o ambiental para que se torne um ambiente atrativo, confortável elimpo.Associação (ões) de Moradores do Bairro ou adjacentes Icaraí já possuiu a Associação de Moradores e Amigos de Icaraí – AMAI, filiadaà Federação das Associações de Moradores de Niterói (FAMNIT). A associação seencontrava na Rua Lopes Trovão - Icaraí, Niterói, RJ- 24220-101, cujo telefone era(21) 94572368, onde os moradores se reuniam semanalmente para discutir pautas,melhorias, ações, enfim, meios para melhorar o bairro e a qualidade de vida dapopulação. Atualmente segundo as entrevistas realizadas no bairro a Associaçãoencontra-se desativada e alguns moradores confirmaram que está nessa situaçãodesde 1993. Federação das Associações de Moradores de Niterói (FAMNIT)Presidente: Mario Eugenio LopesEndereço: Rua Padre Anchieta, 65 – Centro – Niterói – RJCep: 24.210-050Atividades desenvolvidas: Órgão de Defesa
  • 63. __________________Fontes:* http://cgj.tjrj.jus.br/documents/1017893/1038780/NUR02-niteroi.pdf*http://www.educacaoniteroi.com.br/estrutura/dep-pol-pedagogicas/coord-ensi-fundamental/mapeamento.pdf;*http://www.nitvista.com/index_frame.php?url=%2Fbairros.php%3Fa%3Dbica%26item%3D7*http://pt.wikipedia.org/wiki/Hist%C3%B3ria_de_Niter%C3%B3i*http://jornal.ofluminense.com.br/editorias/cidades/praias-de-niteroi-aguas-mais-claras-porem-improprias-para-banho*http://nikitiguia.com/paginas/pagina1124.pht*http://pt.wikipedia.org/wiki/Divis%C3%A3o_administrativa_de_Niter%C3%B3i#Subdivis.C3.B5es*http://www.niteroitv.com.br/guia/niteroi_historia.asp
  • 64. MÉTODOPesquisa exploratória e descritiva, seguindo metodologia fenomenológica paraconhecer um fenômeno social a partir da subjetividade e intersubjetividade depessoas exercendo papéis sociais complementares em um espaço e tempo urbanoem âmbito local (bairro) no contexto e cotidiano de moradia do estudante. Uso defontes documentais disponíveis na internet sobre caracterização de dadoscensitários e histórico sobre bairro, complementada por pesquisa de campo comamostragem por acessibilidade em segmentos do governo, empresas,trabalhadores, comunidade e sociedade civil situados no bairro objeto de estudo decaso. Adotou-se técnica de entrevista estruturada e semi-estruturada para conhecerperspectivas sobre aspectos da qualidade urbana graduados em muito bom e bom,razoável e ruim e péssimo, além de outros comentários espontâneos sugestivos deações e propostas para melhoria da qualidade urbana do bairro. Tratamentoqualitativo das entrevistas por análise de conteúdo (veja seção resultados, subseçãofontes primárias), adotando-se técnica de categorias temáticas para os conteúdosexpressos pelos respondentes.Fontes SecundáriasFontes RecomendadasDe acordo com orientação comum pela professora e orientadora do estudo, seguemas fontes secundárias recomendadas para consulta. Na seção Resultados,apresentamos as que efetivamente adotamos no caso estudado.Conjuntos de Informação Fontes Secundárias e Primárias: Do Município – IBGEa) Caracterização Físico- Do Bairro: Imagem do Google Earth e breve descritivoGeográfica pelos alunos Do Município – IBGEb) População e Do Bairro: Possíveis fotos de interesse e umaDomicílios/Habitações descrição geral, pelos alunos, sobre esse aspecto no perfil do bairro Do Município – IBGE Do Bairro: Possíveis fotos de interesse e umac) Áreas Públicas de Lazer descrição geral, pelos alunos, sobre esse aspecto no perfil do bairro Do Município –d) Alternativas de Do Bairro: Possíveis fotos de interesse e umaTransporte Público descrição geral, pelos alunos, sobre esse aspecto no perfil do bairro Do Município: IBGE Perfil dos Municípios Brasileiros –e) Unidades de Órgãos da Gestão Pública Municipal 2009Prefeitura Do Bairro: site da prefeitura para identificar se há órgãos no bairro Do Município: IBGE e site da Prefeituraf) Saneamento (Água, Do Bairro: se encontrarem alertas ou situaçõesEsgoto, Coleta de Lixo) críticas no bairro em questões de sanemento, tirar fotos e breve descriçãog) Estabelecimentos de Do Município: IBGE, INEP e site da PrefeituraEducação Pública e Privada Do Bairro: INEP e site da prefeitura
  • 65. Do Município: IBGE e Ministério da Saúdeh) Estabelecimentos Do Bairro: Observação e registro fotográfico pelosde Saúde Pública e Privada alunosi) Estabelecimentos de Do Município: IBGE - @cidadesComércio, Serviços eIndústria e EconomiaInformalj) Organizações religiosas, Informações do bairro em pesquisa via internet oude defesa de direitos local pelos alunoshumanos, comunitários,sociais e do meio ambiente Fontes Secundárias recomendadas: 1. IBGE: www.ibge.gov.br a. @ CIDADES - http://ibge.gov.br/cidadesat b. Indicadores (Mapa do Site) - www.ibge.gov.br/home/mapa_site/mapa_site.php c. Banco de Dados Agregados - Sistema IBGE de Recuperação Automática – SIDRA http://www.sidra.ibge.gov.br/bda/ d. Perfil dos Municípios Brasileiros – Gestão Pública Municipal 2009 – http://www.ibge.gov.br/munic2009/ e. Mapas - http://www.ibge.gov.br/mapas_ibge/ f. Indicadores de Desenvolvimento Sustentavel do IBGE - http://www.sidra.ibge.gov.br/bda/pesquisas/ids/default.asp?o=13&i=P 2. INEP – www.inep.gov.br a. Cadastro de Escolas da Educação Básica no Brasil http://www.dataescolabrasil.inep.gov.br/dataEscolaBrasil/home.seam b. Cadastro de Instituições de Educação Superior do Brasil http://emec.mec.gov.br/ 3. Ministério da Saúde a. Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde http://cnes.datasus.gov.br/Lista_Tot_Es_Estado.asp - Totalização http://cnes.datasus.gov.br/Lista_Es_Nome_Por_Estado_Municipio.asp?VE stado=00&VMun=0 - Por endereço (estado, município e endereço com bairros)Fontes Consultadas:Conjunto de Fontes SecundáriasInformaçãoCaracterização Físico- https://maps.google.com.br/maps?hl=pt-Geográfica BR&q=Icarai+Niteroi&ie=UTF- 8&hq=&hnear=0x9983fb389abaa1:0x39be736e0658afec,Icara% C3%AD,+Niter%C3%B3i+- +RJ&gl=br&ei=85SIUJi1KYai8QT31YHwAw&ved=0CDwQ8gEwB Q http://www.ibge.gov.br/home/População e http://www.populacaodobrasil.com/populacao/populacao-de- niteroi-rjDomicílios/HabitaçõesAlternativas de http://pt.wikipedia.org/wiki/Transportes_de_Niter%C3%B3i
  • 66. transporte Público http://www.niteroi.rj.gov.br/Unidade de órgão daPrefeituraÁreas Públicas de http://nikitiguia.com/paginas/pagina260.phplazer http://www.indignacaoecidadania.com/2011/02/campo-de-sao- bento-em-niteroi-populacao.html http://pt.wikipedia.org/wiki/Icara%C3%AD#Lazer_e_TurismoSaneamento http://www.aguasdeniteroi.com.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/star t.htm?sid=603 http://www.aguasdeniteroi.com.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/star t.htm?contextid=74&infoid=3289&sid=301 http://portal.mec.gov.br/Estabelecimento deEducação http://www.niteroi.rj.gov.br/Estabelecimento decomercio http://pt.wikipedia.org/wiki/Icara%C3%AD#Cl.C3.ADnicas_e_HosEstabelecimento de pitaissaúde http://www.niteroi.rj.gov.br/ http://pt.wikipedia.org/wiki/Icara%C3%AD#Institui.C3.A7.C3.B5esOrganização religiosa _ReligiosasFontes PrimáriasComunidade (Moradores) Total de entrevistas: 15Empresas Farmácia Favorita Escola Particular (Salesianos) Rádio Tupi Distribuidora Alimentícia (Smart) EcoAmpla Total de entrevistas: 6Governo Prefeitura Escola Pública (Colégio Estadual Joaquim Távora) Hospital Universitário Veterinário da Uff Total de entrevistas: 3Sociedade Civil Associação Fluminense de Reabilitação
  • 67. Associação das Damas de Caridade Total de entrevistas: 2Trabalhadores Total de entrevistas: 6
  • 68. RESULTADOSFontes SecundáriasNesta seção, são apresentadas sínteses em tópicos estudados em fontessecundárias a respeito do bairro e, quando não disponíveis os dados sobre o bairro,do município. Como há uma ampla disseminação de dados sobre municípios, emespecial no IBGE, mas não encontramos a mesma facilidade em dados em áreasgeográficas em escala de bairros, esta seção objetiva demonstrar o que é possível apartir das fontes recomendadas e de outras fontes que os alunos possam buscar emsites e outros meios.Caracterização Físico-GeográficaBairros vizinhos a Icaraí: Ingá Morro do Estado Centro Santa Rosa Vital Brasil São Francisco.A extensão territorial do bairro é de aproximadamente 2km², que representa 1,4% daárea total do município. Sua localização geográfica 22° 54’ 24.80’’ S 43° 0.6’ 36.65’’W elev 79ft, segundo o Google Earth. Como pode ser observado no anexo III-Mapas.População e Domicílios/HabitaçõesO bairro de Icaraí é o mais populoso da cidade de Niterói, segundo o censo oficial de2000. Com 75.127 habitantes, 16,35% da população da cidade inteira, que é487.327. A maior parte das habitações em Icaraí são prédios, ajudando ao maior numero depopulação.Alternativas de transporte PúblicoO transporte é feito basicamente por ônibus, havendo taxis e bastantes carrosparticulares, porém publico apenas ônibus. Alguns passando apenas pela orla eoutros pelo adentro do bairro.Unidade de órgão da PrefeituraOcorreu uma controvérsia em relação à participação da prefeitura no bairro. A coletade lixo, por exemplo, em algumas regiões é muito eficiente, às vezes com a coletaseletiva incluída. Porém em outros locais o lixo se acumula por dias até que seconsiga o devido direcionamento do material. Um aspecto positivo que surgiu devido
  • 69. ao apelo da população foi a criação de feiras de adoção no Campo São Bento, comparcerias de órgãos de proteção animal, assim como alguns eventos educativos.Áreas Públicas de lazerNo bairro foram encontradas áreas públicas de lazer como o Campo São Bento, apraia de Icaraí, algumas praças, porém houve reclamações nas entrevistas. Osentrevistados argumentaram que apesar de existir áreas de lazer alguns fatorescomo o crescimento populacional e consequentemente de moradias e o trânsitoestão dificultando o acesso a estes locais. O bairro está crescendo de maneiraacelerada e está deixando a desejar em estruturação bem planejada e organizada.SaneamentoA coleta de lixo é feita diariamente pelo período noturno, a partir das 20:00h. Segundo informações obtidas junto à concessionaria Aguas de Niterói, responsávelpelo fornecimento de água e tratamento de esgoto da cidade de Niterói. O bairro deIcaraí além de sediar a Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), que trata 100% dopróprio no bairro, trata também os bairros de Boa Viagem, Charitas, Cubango, Ingá,Santa Rosa, São Francisco e Vital Brasil, reduzindo assim mais 90% da cargaorgânica despejada no mar, emitida pelo emissário submarino de Icaraí.Estabelecimento de EducaçãoAs instituições de ensino encontradas foram as seguintes: Colégio e Curso Miguel Couto Centro Educacional Alzira Bittencourt Colégio Castelo do Saber Colégio e Vestibulares Voltaire Colégio e Curso pH Colégio Marília Mattoso Colégio Lobo Torres Colégio MV1-Icaraí Colégio Miraflores Colégio São José Colégio São Vicente de Paulo Colégio Estadual Baltazar Bernardino Escola Estadual Manuel Abreu Escola Estadual Nossa Senhora Auxiliadora Escola Estadual Nossa Senhora do Sagrado Coração Escola Municipal Professor Paulo de Almeida Campos Escola Nossa Pensi La Salle Abel Escola Estadual Júlia Cortines (antigo Jardim de Infância Júlia Cortines) Curso Marly Cury Colegio Estadual Joaquim Távora Escola Divina Providência
  • 70. Os entrevistados argumentaram que apesar de haver excelentes instituições deensino em Icaraí estas se tornam cada ano mais caras, levando muitos a buscaremem outros locais escolas e cursos. Este fato contribui também para o aumento dotráfego de veículos, pois a população necessita se locomover em carros, onibus,táxis, motos devido à distância destes estabelecimentos de ensino com melhorpreço.Estabelecimento de comercioA parte comercial e de serviços é bem vista pela população, inclusive é um dosaspectos com mais ênfase do bairro. As ruas Coronel Moreia César, Gavião Peixoto,Presidente Backer e Lopes Trovão são exemplos de locais de grandecomercialização, com variedade de produtos tanto nacional quanto internacionalalém da facilidade de acesso a prestação de serviços.Estabelecimento de saúdeAlguns exemplos de estabelecimentos de saúde encontrados: Hospital São Lucas Clínica OdontoCosta Clínica Veterinária Icaraí Clínica Satisfaction Clinica Veterinária 24 horas Kennel Vip Age Medicina Estética Labs DOr Laboratório Morales Hospital Universitário de Medicina Veterinária Professor Firmino Mársico Filho da UffAlem dos varios consultorios particulares encontrados no bairro. Está seção foi argumentada pelos entrevistados de maneira semelhante ao doaspecto educativo do bairro. Há locais com grande capacidade e qualidade, porém oabuso monetário está crescendo assim como as reclamações de serviços irregularese atendimento irresponsável.Organização religiosaAs instituições religiosas encontradas: Fraternidade Franciscana Porciúncula de SantAna Igreja Batista Jardim Icaraí Centro Evangelístico Internacional Paróquia de São Judas Tadeu Mitra Arquidiocesana de Niterói Santuário das Almas Igreja Messiânica Mundial do Brasil Igreja Metodista em Icaraí Igreja Metodista O. A Paz de Cristo do Brasil Presbitério de Niterói - Sínodo Leste Fluminense Igreja Presbiteriana Betânia de Icaraí Igreja Presbiteriana Betel Igreja Presbiteriana de Icaraí
  • 71. Igreja Plena de Icaraí Assembléia de Deus em Icaraí Igreja Evangélica de Confissão Luterana do Brasil Primeira Igreja Evangélica Congregacional de IcaraíO número de organizações religiosas é bem expressivo na região, não houvequestionamentos ou queixas em relação a este assunto.Síntese sobre resultados do estudo em fontes secundárias No estudo em fontes secundárias a nível municipal as informações foram de fácilacesso, porém encontramos dificuldade em localizar os diferentes aspectos dobairro virtualmente. Em alguns casos como comércio, áreas públicas de lazer,estabelecimentos de saúde, entre outros, utilizamos além da internet, entrevistaspara complementar o trabalho. No geral, estatisticamente, as informações recolhidascontribuíram para a formação de um perfil do bairro, porém foi possível notar como amídia, seja em jornais, propagandas, matérias, algumas vezes passam uma visãoque não condiz com a realidade, dando mais ênfase em atrair leitores e ouvintes.Fontes PrimáriasO que está bom e muito bom no bairro Categoria de Palavras-Chave ou Expressões do que está Muito Respondentes Bom ou Bom (Entrevistados) Governo Asfaltamento das ruas. Empresas Comércio e no geral bem cuidado. Comunidade (Moradores) Comércio e serviços. Trabalhadores Serviços prestados e fácil acesso ao comércio. Sociedade Civil Comércio SÍNTESE Comércio bom e de fácil acesso. Facilidade em encontrar serviçosO que está razoável no bairro Categoria de Palavras-Chave ou Expressões do que está Razoável Respondentes (Entrevistados) Governo Violência Empresas Segurança Comunidade Lixo (Moradores)
  • 72. Trabalhadores Segurança e lixo Sociedade Civil Segurança SÍNTESE Lixo acumulando nos valões Número de assaltos aumentouO que está ruim ou péssimo no bairro Categoria de Respondentes Palavras-Chave ou Expressões do que está (Entrevistados) Ruim ou Péssimo Governo Trânsito Empresas Trânsito Comunidade (Moradores) Trânsito e lixo Trabalhadores Trânsito Sociedade Civil Desrespeito no trânsito SÍNTESE Trânsito caótico e motoristas desrespeitosos. Em alguns pontos o mau cheiro vindo do lixo é intensoOutros Tópicos das Entrevistas Categoria de Quem e o que podem fazer para melhorar a Respondentes qualidade urbana do bairro (Entrevistados) Governo A população poderia utilizar mais transporte público Empresas O governo poderia melhorar a estrutura do trânsito e aumentar o policiamento. Comunidade O governo poderia estruturar melhor o trânsito, criar mais (Moradores) oportunidades de transporte como ciclovias, diminuir preço de passagens de ônibus. Garantir que a coleta de lixo seja acessível a todos. Trabalhadores As empresas poderiam produzir menos lixo, não descarregar e entregar mercadorias nas horas de trânsito intenso. As empresas poderiam criar mais estacionamentos. Sociedade Civil Realização de eventos voltados a educação social e ambiental. Maior rigidez na fiscalização e fluidez do trânsitoSíntese sobre resultados do estudo em fontes primárias O estudo do bairro em fontes primárias nos mostrou uma visão do cotidiano dapopulação, de histórias que ocorreram na região evidenciando os aspectos positivose negativos, assim como as diferentes opiniões apresentadas nas entrevistas.
  • 73. Apesar deste fato houve assuntos como o trânsito, lixo, violência e comércio queforam foco principal dos debates durante o trabalho de campo. A população semostrou interessada em participar da pesquisa, em buscar as melhorias e enfatizaras características de Icaraí. As entrevistas foram realizadas com todas as faixas etárias, sendo as criançasmais curiosas e animadas a mostrar o que pensam sobre o bairro. Além do anseiode alguns entrevistados em dizer o que realmente pensam, ainda mais em época deeleição.
  • 74. CONCLUSÃO O estudo sobre a qualidade urbana do bairro Icaraí foi de grande importânciapara a complementação de nossa formação acadêmica. O contato com pessoasdesconhecidas, com diferentes opiniões e pontos de vista nos ajudou a visualizar esintetizar todo o contexto e objetivo do trabalho. A questão do tempo pré-determinado, prazos a serem compridos, normas e modelos estipulados auxiliou nanoção de planejamento das atividades e estruturação do cronograma. Pela análise das fontes primárias e secundárias observou-se a divergência entreas características expostas virtualmente e pelos moradores, trabalhadores, pelogoverno. Como por exemplo, a questão do lixo que em determinados locais éeficiente e realizada diariamente, porém em outros os resíduos são deixados pordias. A arborização urbana e eventos voltados a educação também foram assuntosde grande discussão. Os principais pontos debatidos pelos entrevistados foram otrânsito e violência, que de acordo com o principal posto policial do bairro sofreu umaumento de 1000% no número de registros de assaltos no primeiro semestre de2012, em comparação com o ano anterior. Em relação ao trânsito, a especulaçãoimobiliária acelerada e desorganizada está contribuindo para seu aumento, assimcomo a falta de opções de transporte público e ciclovias. Notou-se a forteparticipação da mídia, seja pela internet, televisão em relação a estes aspectos. As entrevistas evidenciaram a vontade de participação que a população em geralpassou a demostrar, seja em relação a formulários e entrevistas que poderiam serfeitos pela prefeitura na busca de soluções para melhor qualidade urbana, eventoseducacionais, maior fiscalização no trânsito e opções de transporte público. Oincentivo ao coletivismo e a alteridade é fundamental para lidar e solucionar asquestões do bairro seja nas residências, escolas e universidades. A educaçãoambiental poderia, por fim, criar uma base para que as diferentes faixas etáriasinteragissem para fiscalizar e cobrar do poder público seus direitos e esclarecer seusdeveres. Está experiência nos levou a um novo método de observação, interpretação ecomunicação com o que está ao redor, com o que vivenciamos diariamente, levandoem conta não apenas a parte acadêmica, mas também a cívica, pois nos incentivoua entender, participar e contribuir com melhorias para o bairro.
  • 75. FONTES CONSULTADAShttp://wwwusers.rdc.puc-rio.br/ednacunhalima/2006_1_1/marcelo/index.htmhttp://pt.wikipedia.org/wiki/Icara%C3%ADhttp://www.populacaodobrasil.com/populacao/populacao-de-niteroi-rjhttp://www.aguasdeniteroi.com.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?contextid=74&infoid=3289&sid=301http://www.aguasdeniteroi.com.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?sid=603http://www.niteroi.rj.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=51&Itemid=61http://pt.wikipedia.org/wiki/Transportes_de_Niter%C3%B3ihttps://maps.google.com.br/maps?hl=pt-BR&q=Icarai+Niteroi&ie=UTF-8&hq=&hnear=0x9983fb389abaa1:0x39be736e0658afec,Icara%C3%AD,+Niter%C3%B3i+-+RJ&gl=br&ei=9_WCUKb1BvS_0QG22oH4Cw&ved=0CDkQ8gEwBQGoogle Earth 2012 MapLink/Tele Atlas Imagery Date: 24/06/2009
  • 76. ANEXOSAnexo I – Fotos e/ou VídeosI.1Campo São Bento (local onde é realizado feiras e eventos)I.2Praia de Icaraí (onde é praticado esportes e lazer).
  • 77. I.3Artesanato da feira do Campo São Bento feito com frascos de esmaltes.I.4Pode ser encontrado no Campo São Bento (Mico-estrela)I.5
  • 78. Posto de Coleta fixo (EcoAmpla)I.6Trabalhadores da EcoAmpla
  • 79. I.7Tabela de desconto na conta de luzI.8
  • 80. Antigo Rio Icaraí - Avenida Ary ParreirasI.9Antigo Rio Icaraí – Rua Mariz e BarrosI.10
  • 81. Praia de Icaraí (Antigamente).I.11Praia de Icaraí (Atualmente)I.12
  • 82. TrânsitoI.13Prédios em construção no Bairro
  • 83. Anexo II – DocumentosAnexo III – MapasIII.1Mapa das delimitações do bairro Icaraí, com a visualização de alguns de seusbairros vizinhos.III.2Visualização do bairro por satélite.
  • 84. Anexo IV - Modelo de Questionário e/ou de Entrevista Apresentação das estudantes e o esclarecimento do objetivo da entrevista*O que o bairro Icaraí apresenta como situações: i. Muito boas ou boas ii. Regulares iii. Ruins ou Péssimas*Das situações que precisam melhorar no bairro, que ações de melhoriaspoderiam ser promovidas: i. Pela população que mora, circula ou trabalha no bairro ii. Pela prefeitura e vereadores iii. Pelos donos de empresas e seus funcionários iv. Pela associação de moradores v. Por outros*Obrigada pela participação! Caso queira saber o resultado final da pesquisadeixe seu contato!
  • 85. II. Instituto de Geociências Curso de Bacharelado em Ciência Ambiental Unidade Curricular: Crítica Consciência e Cidadania Socioambiental I Profa: Patricia Almeida Ashley PROJETO ESTUDO DE QUALIDADE URBANA LOCAL ILHA DO GOVERNADOR EQUIPE: Nome: Julia Gomes Cabral Matrícula 112095015 Nome: Cristiano Fortuna Matrícula 112095008 Niterói, 1 de Novembro de 2012
  • 86. SumárioINTRODUÇÃO ............................................................................................................ 3 OBJETIVO GERAL: ...................................................................................................... 3 EQUIPE DO PROJETO .................................................................................................. 3 HISTÓRICO DO BAIRRO E ENTORNO (OU MUNICÍPIO, SE NÃO CONSEGUIU CONHECER A HISTÓRIA DO BAIRRO) ................................................................................................. 4 Associação(ões) de Moradores do Bairro ou adjacentes ..................................... 6MÉTODO..................................................................................................................... 7 FONTES SECUNDÁRIAS ............................................................................................... 8 Fontes Recomendadas ........................................................................................ 8 Fontes Consultadas: ............................................................................................ 9 FONTES PRIMÁRIAS .................................................................................................. 10RESULTADOS .......................................................................................................... 12 FONTES SECUNDÁRIAS ............................................................................................. 12 Caracterização Físico-Geográfica ...................................................................... 12 População e Domicílios/Habitações ................................................................... 12 Alternativas de transporte Público ...................................................................... 12 Áreas Públicas de lazer...................................................................................... 12 Unidade de órgão da Prefeitura......................................................................10 Saneamento ....................................................................................................... 10 Estabelecimento de Educação ........................................................................... 10 Estabelecimento de comercio ............................................................................ 11 Estabelecimento de saúde ................................................................................. 11 Organização religiosa......................................................................................... 11 Síntese sobre resultados do estudo em fontes secundárias .............................. 11 FONTES PRIMÁRIAS ................................................................................................ 152 O que está bom e muito bom no bairro ........................................................... 152 O que está razoável no bairro .......................................................................... 153 O que está ruim ou péssimo no bairro ............................................................. 163 Outros Tópicos das Entrevistas ....................................................................... 164 Síntese sobre resultados do estudo em fontes primárias ................................ 164CONCLUSÃO ......................................................................................................... 185FONTES CONSULTADAS ..................................................................................... 196ANEXOS ................................................................................................................. 207 ANEXO I – FOTOS E/OU VÍDEOS ............................................................................... 208 ANEXO II – DOCUMENTOS ......................................................................................... 27 ANEXO III - MAPAS ................................................................................................... 28
  • 87. ANEXO IV - MODELO DE QUESTIONÁRIO E/OU DE ENTREVISTA ................................... 289
  • 88. INTRODUÇÃOObjetivo Geral:Estudar a qualidade urbana local em estudo de caso do bairro(s) de Ilha doGovernador, no município(s) de Rio de Janeiro, a partir de dados em fontessecundárias e primárias, considerando uma perspectiva de realismo crítico,multiatores e dialógica entre os que residem, trabalham ou circulam no territórioestudado e entorno.Equipe do ProjetoJulia Gomes e Cristiano Fortuna
  • 89. Histórico do Bairro e entorno (ou Histórico do Município, se não conseguiuencontrar a história do bairro)14Descoberta em 1502 por navegadores portugueses, os Temiminós foram os seusprimeiros habitantes. Chamavam-na de Ilha de Paranapuã, sendo também chamadade Ilha dos Maracajás (espécie de grandes felinos, então abundantes na região),pelos Tamoios, inimigos dos Temiminó. Terra natal de Araribóia, foi abandonadapelos Temiminós em consequência dos ataques de inimigos Tamoios e traficantesfranceses de pau-brasil, os quais foram definitivamente expulsos em 1567, pelosportugueses. O atual nome, Ilha do Governador, surgiu somente a partir do dia 5 desetembro de 1567. Correia de Sá, futuro governador da capitania, transformou-seem um latifúndio produtor de cana e de açúcar. Além da produção de açúcar eramcultivados também outros gêneros agrícolas, com o objetivo de manter asubsistência da então pequena população insulana. No século XIX, o Príncipe-Regente D. João utilizou o seu espaço como coutada para a caça. Segundo atradição, conta-se que a Praia da Bica recebeu este nome por uma fonte quecostumava servir de banho ao jovem príncipe D. Pedro, mais tarde D. Pedro I (1822-1831). O desenvolvimento da Ilha do Governador, entretanto, só ocorreu a partir daligação regular da ilha com o continente, efetuada por barcas a vapor comatracadouro na Freguesia desde 1838. Mais tarde, outros atracadouros foramconstruídos no Galeão e na Ribeira, integrando a área à economia do café e àatividade industrial (produção de cerâmica).No início do século XX, os bondeschegaram à Ilha, efetuando a ligação interna de Cocotá à Ribeira (1922), percursoestendido posteriormente até ao Bananal e a outros pontos. Com a Cidadecrescendo e se expandindo, as moradias do Centro vão sendo substituídasprogressivamente por modernos prédios, agências, entre outros. Com a ponte, a Ilhapassa a dispor de ligação rodoviária direta com a Cidade, ganhando alternativas aotransporte por barcas e adquirindo maior autonomia. Atualmente a Ilha é dividida em15 bairros e abriga uma população de aproximadamente 240.000 habitantes. Elapode ser considerada região modelo para a implantação de serviços e pesquisas demarketing para o lançamento de novos produtos, em decorrência das informaçõesestatísticas indicando valores que a situam como região representativa da média daCidade. Por constituir um espaço físico delimitado a Ilha reúne, em escala menor,tudo o que a Cidade possui: topografia variada, população representativa dasdiversas camadas sociais da Cidade, bairros com características urbanísticas earquitetônicas diferenciadas, comércio diversificado e independente, áreas de lazer,gastronomia variada, reservas ecológicas e grandes espaços ocupados porinstalações militares. Abriga ainda centros de excelência como a UniversidadeFederal do Rio de Janeiro, empresas de grande porte como os complexospetroquímicos da Shell e da Esso, com sofisticados centros de pesquisa, umafábrica de produtos plásticos - a Poligran - e uma de buchas - a Fisher; um estaleiro,um shopping Center e uma centena de microempresas que produzem ampla gamade produtos. Além disso, a Região tem seis grandes clubes - Guanabara, Iate ClubeJardim Guanabara, Jequiá, Governador, Cocotá e Portuguesa; teatro - Lemos daCunha; a famosa escola de samba União da Ilha do Governador e praias nas quais,não obstante a poluição de suas águas, o insulano e os turistas ainda desfrutam deum pôr do sol maravilhoso. O Rio de Janeiro tem sua própria história, mas existetambém uma História do Brasil no Rio de Janeiro: são histórias que se entrelaçamem um conjunto, porém são distintas. Assim acontece com a Ilha do Governador:14 Superilha – História da Ilha do Governador. Disponível em http://www.superilha.com.br/ilha/ilha.htmAcesso em outubro de 2012
  • 90. testemunha, por sua condição geográfica peculiar, dos principais eventos da históriada Cidade, a Ilha repercutiu tudo o que aconteceu no Rio de Janeiro. Mas tambémpreservou sua própria história para ser contada - uma história distinta, singular eúnica.
  • 91. Associação (ões) de Moradores do Bairro ou adjacentes AMMO ASSOCIAÇÃO DOS MORADORES DO MONERÓ  Fundada em 1º de setembro de 1985 Filiada á FAM-Rio  Tel.: (21)8031-8803 CNPJ:29.222.320/0001-78 ASSOCIAÇÃO DE MORADORES E AMIGOS DA FREGUESIA – AMAFRE FEDERAÇÃO DAS ASSOCIAÇÕES DE MORADORES DA ILHA DO GOVERNADOR  Endereço: Praia da Olaria - s/n Bairro:Cocotá  Cidade: Rio de Janeiro - RJ CEP: 21910-295  Telefone:(21) 3396-0366
  • 92. MÉTODOPesquisa exploratória e descritiva, seguindo metodologia fenomenológica paraconhecer um fenômeno social a partir da subjetividade e intersubjetividade depessoas exercendo papéis sociais complementares em um espaço e tempo urbanoem âmbito local (bairro) no contexto e cotidiano de moradia do estudante. Uso defontes documentais disponíveis na internet sobre caracterização de dadoscensitários e histórico sobre bairro, complementada por pesquisa de campo comamostragem por acessibilidade em segmentos do governo, empresas,trabalhadores, comunidade e sociedade civil situados no bairro objeto de estudo decaso. Adotou-se técnica de entrevista estruturada e semi-estruturada para conhecerperspectivas sobre aspectos da qualidade urbana graduados em muito bom e bom,razoável e ruim e péssimo, além de outros comentários espontâneos sugestivos deações e propostas para melhoria da qualidade urbana do bairro. Tratamentoqualitativo das entrevistas por análise de conteúdo (veja seção resultados, subseçãofontes primárias), adotando-se técnica de categorias temáticas para os conteúdosexpressos pelos respondentes.Fontes SecundáriasFontes RecomendadasDe acordo com orientação comum pela professora e orientadora do estudo, seguemas fontes secundárias recomendadas para consulta. Na seção Resultados,apresentamos as que efetivamente adotamos no caso estudado.Conjuntos de Informação Fontes Secundárias e Primárias: Do Município – IBGEa) Caracterização Físico- Do Bairro: Imagem do Google Earth e breve descritivoGeográfica pelos alunos Do Município – IBGEb) População e Do Bairro: Possíveis fotos de interesse e umaDomicílios/Habitações descrição geral, pelos alunos, sobre esse aspecto no perfil do bairro Do Município – IBGE Do Bairro: Possíveis fotos de interesse e umac) Áreas Públicas de Lazer descrição geral, pelos alunos, sobre esse aspecto no perfil do bairro Do Município –d) Alternativas de Do Bairro: Possíveis fotos de interesse e umaTransporte Público descrição geral, pelos alunos, sobre esse aspecto no perfil do bairro Do Município: IBGE Perfil dos Municípios Brasileiros –e) Unidades de Órgãos da Gestão Pública Municipal 2009Prefeitura Do Bairro: site da prefeitura para identificar se há órgãos no bairro Do Município: IBGE e site da Prefeituraf) Saneamento (Água, Do Bairro: se encontrarem alertas ou situaçõesEsgoto, Coleta de Lixo) críticas no bairro em questões de sanemento, tirar fotos e breve descrição
  • 93. g) Estabelecimentos de Do Município: IBGE, INEP e site da PrefeituraEducação Pública e Privada Do Bairro: INEP e site da prefeitura Do Município: IBGE e Ministério da Saúdeh) Estabelecimentos Do Bairro: Observação e registro fotográfico pelosde Saúde Pública e Privada alunosi) Estabelecimentos de Do Município: IBGE - @cidadesComércio, Serviços eIndústria e EconomiaInformalj) Organizações religiosas, Informações do bairro em pesquisa via internet oude defesa de direitos local pelos alunoshumanos, comunitários,sociais e do meio ambiente Fontes Secundárias recomendadas: 1. IBGE: www.ibge.gov.br a. @ CIDADES - http://ibge.gov.br/cidadesat b. Indicadores (Mapa do Site) - www.ibge.gov.br/home/mapa_site/mapa_site.php c. Banco de Dados Agregados - Sistema IBGE de Recuperação Automática – SIDRA http://www.sidra.ibge.gov.br/bda/ d. Perfil dos Municípios Brasileiros – Gestão Pública Municipal 2009 – http://www.ibge.gov.br/munic2009/ e. Mapas - http://www.ibge.gov.br/mapas_ibge/ f. Indicadores de Desenvolvimento Sustentavel do IBGE - http://www.sidra.ibge.gov.br/bda/pesquisas/ids/default.asp?o=13&i=P 2. INEP – www.inep.gov.br a. Cadastro de Escolas da Educação Básica no Brasil http://www.dataescolabrasil.inep.gov.br/dataEscolaBrasil/home.seam b. Cadastro de Instituições de Educação Superior do Brasil http://emec.mec.gov.br/ 3. Ministério da Saúde a. Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde http://cnes.datasus.gov.br/Lista_Tot_Es_Estado.asp - Totalização http://cnes.datasus.gov.br/Lista_Es_Nome_Por_Estado_Municipio.asp?VE stado=00&VMun=0 - Por endereço (estado, município e endereço com bairros)Fontes Consultadas:A seguir, as fontes efetivamente consultadas pelos alunos nesse estudo sobre a Ilhado Governador:Conjunto de Fontes SecundáriasInformaçãoCaracterização Físico- http://portalgeo.rio.rj.gov.br/bairroscariocas/Geográfica http://portalgeo.rio.rj.gov.br/bairroscariocas/index_ra.htmPopulação eDomicílios/Habitações http://www.grupoccr.com.br/barcas/Alternativas detransporte Público http://www.rio.rj.gov.br/web/sihdgUnidade de órgão daPrefeitura
  • 94. http://pt.wikipedia.org/wiki/Ilha_do_Governador#Esporte_e_LazerÁreas Públicas delazer http://wikimapia.org/1417958/pt/CEDAE-Saneamento Esta%C3%A7%C3%A3o-de-Tratamento-de-Esgoto-da-Ilha-do- Governador http://portal.mec.gov.br/Estabelecimento deEducação http://www.rio.rj.gov.br/web/guestEstabelecimento decomercio http://portalsaude.saude.gov.br/portalsaude/buscaEstabelecimento desaúde http://pt.wikipedia.org/wiki/Ilha_do_Governador#Religi.C3.A3oOrganização religiosa
  • 95. Fontes Primárias (quais foram os segmentos e quantidade de sujeitos entrevistados em cadasegmento)Comunidade 2 moradores 2 trabalhadores 3 transeuntesEmpresa Colégio Paranapuã e Mv1 IlhaEmpresa Cursos de idioma: CCAA, YES, SKILLGoverno Sub Prefeitura da ilha do Governador e XXª Região AdministrativaGoverno Biblioteca Popular municipal Euclides da Cunha – Ilha do GovernadorSociedade civil Lona Cultural Municipal Renato RussoSociedade civil Associação de Moradores da Colônia pescadores Z10 AMCPSociedade civil Centro Cultural Ilha do GovernadorONG Ilha eu amo eu cuido
  • 96. RESULTADOSFontes SecundáriasNesta seção, são apresentadas sínteses em tópicos estudados em fontessecundárias a respeito do bairro e, quando não disponíveis os dados sobre o bairro,do município. Como há uma ampla disseminação de dados sobre municípios, emespecial no IBGE, mas não encontramos a mesma facilidade em dados em áreasgeográficas em escala de bairros, esta seção objetiva demonstrar o que é possível apartir das fontes recomendadas e de outras fontes que os alunos possam buscar emsites e outros meios. A) Caracterização Físico-Geográfica: A Ilha do Governador localiza-se no lado ocidental do interior da Baía de Guanabara, no estado do Rio de Janeiro (Anexo.Fig. 1). Compreende quinze bairros e uma área de aproximadamente 40km². A região por sua peculiar localização dentro da Baía de Guanabara, conta com excelente ventilação, o que garante um clima bem mais ameno nos dias mais quentes de verão. Essa vantagem, por outro lado, representa um risco quando se tratam de grandes tempestades, pois o bairro fica sujeito a fortes vendavais e a incidência acima do comum para a região de chuva de granizo. A arborização do bairro é bastante intensa, não apenas pela existência de reservas naturais de Mata Atlântica dentro da área da aeronáutica no Galeão e da Marinha no Jardim Guanabara, Bancários, Freguesia e bananal, mas também em diversas áreas públicas e principalmente nos quintais das inúmeras residências por todo o bairro, auxiliando na prevenção das ilhas de calor que se formam em algumas regiões pouco arborizadas e excessivamente construídas dentro de metrópoles. B) População e Domicílios/Habitações: Em 2010 foi publicado o resultado do Censo do IBGE - divulgado com exclusividade pelo Jornal GOLFINHO -, que chegou ao número oficial de 212.574 habitantes. Segundo Reinaldo Benvenuti, gerente regional do IBGE e coordenador do Censo na Ilha, os bairros que mais cresceram em relação à última pesquisa foram Galeão (onde estão se instalando novas favelas), Jardim Carioca, Cacuia e Jardim Guanabara. Os que mais diminuíram foram Praia da Bandeira, Tauá, Cidade Universitária e Portuguesa (Fig.2). Atualmente estima-se que a ilha possua aproximadamente 240.000 habitantes. C) Áreas Públicas de Lazer: Corredor esportivo do Moneró (Fig.3), Parque Prof. Marcelo Ipanema, Praça do Grego (Fig. 4) D) Alternativas de transporte público:
  • 97. Ônibus: A linha de ônibus Mauá - Governador, da Companhia Paranapuã, foi a primeira a fazer a travessia de passageiros pela nova ligação. Seis anos depois, em 1955, a Viação Ideal chegou com as suas linhas. As duas empresas operam até hoje no bairro e são responsáveis por quase todas as linhas internas e de ligação com o continente. Além destas, há linhas intermunicipais bastante famosas como a Autoviação Reginas ligando a ilha a municípios como São João de Meriti e Duque de Caxias e a AutoViação 1001, integrando a ilha à cidade de Niterói. Barcas: Que se localizam no Cocotá e a viagem para a Praça 15 de Novembro demoram cerca de cinquenta minutos. É uma alternativa para evitar os engarrafamentos nas horas de pico, já que as únicas saídas são a Linha Vermelha e a Avenida Brasil (Fig.5). Ciclovia: A ilha conta com uma rede tímida de ciclovias, apesar do uso intenso de bicicletas. A maior se localiza na Estrada do Rio Jequiá. Aeroporto internacional: Em 1952, foi inaugurado o Aeroporto do Galeão(Fig.6), ampliado em 1977 para atender linhas internacionais (quando passou a chamar-se Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro). Maior complexo aeroportuário da época, com capacidade inicial para seis milhões de passageiros por ano, o antigo Galeão passou a operar como Terminal de Cargas. O Aeroporto internacional, depois Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro - Galeão - Antônio Carlos Jobim, atualmente consta de dois terminais de passageiros.E) Unidades de órgãos da prefeitura: DETRAN (Fig.7) e a Subprefeitura (Fig.8).F) Saneamento: O fornecimento de água e esgoto é feito pela Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro. No Tauá, se localiza a Estação de Tratamento de Esgoto Ilha do Governador (Fig.9). Nas praias da ilha, há ligações clandestinas de esgoto que poluem a Baía de Guanabara (Fig.10 e 11). Há uma enorme diferença entre as praias de antigamente e as atuais (ANEXO 1).G) Estabelecimento de educação: Privado: Colégio e Curso Sonnart , Colégio Cenecista Capitão Lemos Cunha, o Thales de Mileto, as escolas Bretanha,Cambaúba, Passaredo, Colégio e Curso Pensi e Colégio e Curso Zerohum, os colégios MV1 Ilha, o Centro de Educação e Criatividade Ilha do Governador, o Colégio Curso Carpe Diem, Prosper e entre outros cursos e colégios.
  • 98. Público: Colégio Estadual Professora Maria de Lourdes de Oliveira Lavôr, Centro Interescolar Municipal Anísio Teixeira, Belmiro Medeiros, Cuba, Rodrigo Otávio , entre outros.H) Estabelecimentos de saúde pública e privada: A ilha possui hospitais de porte como o Hospital Municipal Paulino Werneck e o Hospital Infantil Nossa Senhora do Loreto , além de postos de saúde como o Posto de Saúde Necker Pinto, Posto de Saúde Freguesia, Posto de Atendimento Médico Bancários, Posto de Atendimento Médico Combu e a UPA(Fig.12). A Ilha também possui o hospital Santa Maria Madalena(Fig.13) e futuramente o hospital Municipal Evandro Freire.I) Estabelecimentos: Comércio: Possui um comércio variado, desde o popular nos bairros do Cacuia e Cocotá até as lojas mais para a classe média ao longo da Estrada do Galeão, no Jardim Guanabara ou no Shopping Ilha Plaza(Fig.14). Serviços: Subsidiariamente, a ilha conta com um destacamento do Corpo de Bombeiros (a 19ª), uma delegacia de Polícia Civil (a 37ª), um batalhão da Polícia Militar (o 17°), um fórum regional, agências de correios e agências dos principais bancos. Indústrias: A tradição manufatureira da ilha remonta às caieiras coloniais, ampliada a partir da década de 1860, quando se iniciou a fabricação de produtos cerâmicos, telhas e tijolos. No século XX, a partir da década de 1970, o estaleiro Transnave instalou-se na Ribeira e, posteriormente, o Eisa (ex- Emaq), na Praia da Rosa, fabricando embarcações de grande porte.Destaca- se, ainda, a presença de dois complexos industriais transnacionais produzindo aditivos e óleos lubrificantes: a Shell(Fig.15), na Ribeira e a Exxon, no Zumbi.J) Organizações: Religiosas: Destacam-se: na Freguesia, a Igreja de Nossa Senhora da Ajuda (tombada como patrimônio nacional); no Jardim Guanabara, a Igreja de Nossa Senhora da Conceição (Fig16) e, na Ribeira, a Igreja da Sagrada Família ou a Igreja do Morro do Ouro. Além de existir, atualmente, seis paróquias e treze igrejas protestantes e evangélicas. Comunitárias: Destaca-se o GCE- Grupo Comunitário Equipe Jorge Pereira.
  • 99. Sociais e do meio ambiente: Destaca-se o grupo ILHA EU AMO EU CUIDO e o grupo ECOLOGIA DA ILHA.Síntese sobre resultados do estudo em fontes SecundáriasConcluímos que a ilha do governador tem uma população de 240 mil habitantes,correspondentes a 3,80 % do total da população da cidade do Rio de Janeiro. Elapossui uma população alta levando em conta o seu espaço físico.Observamos que as microempresas têm uma representação significativas e que amaior concentração dessas empresas é verificada no setor de Serviços.A Região da Ilha do Governador está classificada como de alto desenvolvimentohumano, com a saúde, longevidade (esperança de vida ao nascer), considerada alta.Fontes Primárias Orientação para tratamento dos dados coletados a partir das entrevistasSobre os dados coletados nas entrevistas sobre o Grau de Qualidade UrbanaMuito Bom ou Bom; Razoável; e Ruim ou Péssimo.1. Leitura do que escreveram durante as entrevistas, buscando criar palavras-chave ou expressões dos assuntos que os entrevistados definiram quanto ao grau de qualidade urbana do bairro do que está muito bom ou bom, o que está regular e o que está ruim ou péssimo2. Organizar as palavras-chave ou expressões dos assuntos nas tabelas a seguir em que as linhas são separações entre categorias de respondentes e na coluna de Palavras-Chave ou Expressões serão digitadas todas as respectivas expressões ou palavras-chaves do que foi coletado pelas entrevistas e que se enquadram em que cada grau de qualidade. Preferencialmente usem três tabelas separadas para não ficarem com muitos dados em uma só tabela. Ou, alternativamente, os que quiserem podem juntar as três tabelas em uma só bem larga e cheia de dados (uma coluna para Muito ou Bom, uma coluna para Razoável e uma coluna para Ruim ou Péssimo).3. Na etapa de síntese das palavras-chave ou expressões das entrevistas sobre o Grau de Qualidade Muito Bom ou Bom; Regular; Ruim ou Péssimo, crie categorias temáticas (conjuntos ou agrupamentos) sobre as palavras-chave citadas.O que está bom e muito bom no bairroCategoria de Palavras-Chave ou Expressões do que estáRespondentes Muito Bom ou Bom(Entrevistados) Morador 1 Comercio Morador 2 Área de lazer Trabalhador 1 Quiosque das praias
  • 100. Trabalhador2 Opção de lazer Empresa Educação Sociedade civil Nada ONG A mobilização dos moradores Comerciante Espaço público Estudante Shopping Músico Nada Professora Nada Síntese Área de lazerO que está razoável no bairroCategoria de Palavras-Chave ou Expressões do que estáRespondentes Razoável(Entrevistados) Morador 1 Local para se divertir Morador 2 Iluminação Trabalhador 1 Policiamento Trabalhador2 Buraco nas ruas Empresa Pavimentação de ruas Sociedade civil Segurança ONG Abastecimento de água Comerciante Transporte Estudante Escolas Músico Guarda Municipal Professora Comércio Síntese Segurança PúblicaO que está ruim ou péssimo no bairro
  • 101. Categoria de Palavras-Chave ou Expressões do que estáRespondentes Ruim ou Péssimo(Entrevistados) Morador 1 A qualidade dos brinquedos nas pracinhas Morador 2 Carros abandonados Trabalhador 1 Ruas com inúmeros buracos Trabalhador2 Posto de gasolina com gás natural Empresa Saúde Sociedade civil Coleta seletiva de lixo ONG Poluição nos mangues Comerciante Carros estacionados nas calçadas Estudante Sistema de saúde Músico O caótico trânsito Professora Sistema de transporte Síntese Sistema de saúde e transporteOutros Tópicos da entrevistaQuem e o que podem fazer para melhorar a qualidade urbana do bairroVisto que os maiores problemas da ilha estão relacionados à falta de infraestrutura(transporte, lazer, saúde) a única solução é o maior investimento do governo. Omesmo deve se preocupar em investir na qualidade de formação dos médicos poisnão faltam médicos no país. Faltam profissionais bem formados, em umadistribuição lógica, respeitando o Estado Democrático de Direito. É indispensáveloferecer remuneração digna e oportunidade de reciclagem profissional deexcelência. Em relação aos problemas no transporte seria necessário a criação demais ciclovias, proibir estacionamento dos dois lados das vias principais além doalargamento de vias e número máximo de passageiros por ônibus. Também deveriainvestir no aumento da frota de ônibus e na fiscalização e regulamentação daslotações, visando à segurança e qualidade.Síntese sobre resultados do estudo em fontes primáriasPercebemos que a Ilha esta sofrendo algumas melhorias lentamente como as obrasdo anel cicloviário, reconstrução das passarelas e de algumas calçadas.
  • 102. Percebemos que a Ilha do Governador foi esquecida e os problemas de estruturaestão aumentando cada vez mais. O insulano sabe dos problemas que a regiãoainda sofre, expõe e critica as autoridades pela falta de segurança e adesorganização do transporte alternativo, entre outras reclamações, todavia senteorgulho e faz questão de dizer e ser bairrista. percebemos que o morador critica ebusca mais qualidade de vida
  • 103. CONCLUSÃOPodemos concluir, a partir das entrevistas, que o nosso bairro esta extremamentecarente de infraestrutura (do transporte até lazer). A ilha foi “abandonada”, isso éuma unanimidade entre todos os entrevistados e esse problema só tem umasolução: maior investimento por parte da prefeitura e do governo nesse bairro detradição do Rio de Janeiro.A pouca quantidade de associações de moradores é outro ponto negativo dedestaque. As poucas associações que existem são desorganizadas e de difícilcomunicação.Concluímos também que o bairro convive com a proliferação das kombis irregulares,da péssima qualidade de serviços do transporte coletivo (ônibus), além daineficiência das barcas. Quanto ao meio ambiente esta havendo a derrubada deárvores e palmeiras históricas no bairro. Ainda em relação a esse tema tem-se dadouma atenção maior à poluição dos mangues (que é considerado ecossistemascomplexo e uns dos mais férteis e diversificados do planeta)Apesar desses problemas a Ilha possui o seu “ lado positivo”. Da Ilha da paracontemplar um panorama singular do relevo carioca, as montanhas ao longe,Pão de Açúcar e Corcovado. É como se existisse outra temporalidade, em quevocê está do lado da metrópole, mas consegue escapar de toda a agitação.Todo esse estudo nos ajudará a aprender e entender mais a respeito do bairro.Possibilitando nos mostrar coisas novas, apontar os problemas existentes eencontrar soluções. Isso nos ajudará a pensar de uma forma mais ampla além denos auxiliar a fazer novos projetos
  • 104. FONTES CONSULTADASDisponível em: <http://portalgeo.rio.rj.gov.br/bairroscariocas/>, Acessado em 14 deoutubro;História da Ilha - Disponível em : <http://www.superilha.com.br/ilha/ilha.htm>Acessado em 29 de setembroBairros - Disponível em: <http://portalgeo.rio.rj.gov.br/bairroscariocas/> Acessadoem 10 de setembroToledo,M. Botando a casa em ordem. O globo - Extra, Rio de janeiro 28.10.2012Nº 1.572. 4.p.Região administrativa - Disponível em:<http://portalgeo.rio.rj.gov.br/bairroscariocas/> Acessado em 10 de setembroDisponível em: < http://www.superilha.com.br/ilha/ilha.htm> Acessado em 15 deoutubro;Reportagens sobre a ilha do governador - Disponível em: <http://www.ilhanoticias.com.br> Acessado em setembroAssociação de moradores - Disponível em : <http://www.amafre.xpg.com.br/4.html> Acessado em setembroDisponível em: < http://tonhoc7.blogspot.com.br/> Acessado em outubroDisponível em: < http://aterramediadeclaudia.blogspot.com.br/2012/08/ilha-do-governador.html> Acessado em outubroMapa da ilha do Governador –Disponível em :< http://ilhacomercio.com.br/mapadailhadogov.html> Acessado emoutubroDados da população - Disponível em: < http://censo2010.ibge.gov.br/> Acessadoem setembroLiteratura e Rio de Janeiro –Disponível em: < http://literaturaeriodejaneiro.blogspot.com.br/2009/04/ilha-do-governador.html> Acessado em outubroFotos da Ilha - Disponível em : <http://literaturaeriodejaneiro.blogspot.com.br/2009/04/ilha-do-governador.html>Acessado em outubro
  • 105. IPANEMA, Cybelle de. História da Ilha do Governador. Rio de Janeiro: Livraria eEditora Marcello de Ipanema, 1991. 200 p.
  • 106. ANEXOSAnexo 1 : Foto mostrando a diferença do localFonte: Ilha eu amo eu cuidoAnexo 2 – Escola de samba ; União da IlhaFonte:http://literaturaeriodejaneiro.blogspot.com.br/2009/04/ilha-do-governador.html
  • 107. Anexo I – Fotos e/ou VídeosFig 1 – Caracterização físico-geográfica da Ilha do GovernadorFonte:IBGEFig. 2 – Número de habitantesFonte: IBGE (Censo de 2010)
  • 108. Fig 3 – Uma das áreas de lazer – Corredor esportivoFig 4 – Praça do GregoFonte: pages/As-Ruas-do-Rio/203634399649641
  • 109. Fig 5 – Alternativa de transporte público – Terminal das BarcasFig 6 - Aeroporto Internacional do Galeão - Antonio Carlos Jobim (Rio de Janeiro)Fonte: http://www.odebrechtonline.com.br/materias/02601-02700/2641/?lang=pt
  • 110. Fig 7 –( DETRAN RJ) Posto do Cocotá (Ilha do governador)Fonte: Tirada por CristianoFig 8 – Subprefeitura Ilha do governadorFonte: Tirada por Julia
  • 111. Fig. 9 - Estação de Tratamento de Esgoto Ilha do Governador.Fonte: CEDAEFig 10 – Poluição na praiaFonte: Tirada por JuliaFig 11 – Esgoto clandestino
  • 112. Fonte: EcologianailhaFig 12 Estabelecimento de saúde - UPAFonte: Tirada por Cristiano
  • 113. Fig 13 - Hospital Santa Maria MadalenaFonte: Tirada por JuliaFig. 14 - Ilha Plaza Shopping Fonte: http://www.ilhados.com/2009/08/ilha-plaza (2011)
  • 114. Fig. 16 - Igreja Nossa Senhora da ConceiçãoFig. 15- Shell ,localizada na RibeiraFonte: http://www.ilhacarioca.com.br/ribeira/
  • 115. Fonte: Tirada por JuliaFig 12 Estabelecimento de saúde - UPAFonte: Tirada por Cristiano
  • 116. Fig. 14 - Ilha Plaza Shopping Fonte: http://www.ilhados.com/2009/08/ilha-plaza (2011)Fig. 15- Shell ,localizada na RibeiraFonte: http://www.ilhacarioca.com.br/ribeira/
  • 117. Fig. 16 - Igreja Nossa Senhora da Conceição
  • 118. VIDEOShttps://www.youtube.com/watch?v=G_mSXQl7aMc - Jornal do Rio 02/08 -Constantes assaltos preocupam comerciantes da Ilha do Governadorhttps://www.youtube.com/watch?v=KXfxgfObuFA - Manguezal do Jequiá na Ilha doGovernador - O Ecohttps://www.youtube.com/watch?v=mh5AlHd1iOk - FOTOS ILHA DOGOVERNADOR-RJ
  • 119. Anexo IV - Modelo de Questionário e/ou de EntrevistaPERGUNTAS: O que esta bom no seu bairro? O que esta razoável? O que esta ruim ou péssimo? Quem e o que podem fazer para melhorar a qualidade urbana do bairro?
  • 120. Instituto de Geociências Curso de Bacharelado em Ciência Ambiental Unidade Curricular: Crítica Consciência e Cidadania Socioambiental Profa: Patrícia Almeida Ashley Projeto Estudo de Qualidade Urbana Local Bairro: Japuíba-Cachoeiras de Macacu Equipe:Nome: Daiany do Nascimento Ferreira Matrícula: 112095009Nome: Elenice Gonçalves Rodrigues Matrícula: 112095011Nome: Fernanda Silva de Rezende Matrícula: 112095050Nome: Izabele de Almeida Peralva Matrícula: 112095049 Niterói, 01 de novembro de 2012
  • 121. SumárioINTRODUÇÃO 3 OBJETIVO GERAL:...................................................................................................................3 EQUIPE DO PROJETO...........................................................................................3 HISTÓRICO DO BAIRRO........................................................................................4 ASSOCIAÇÃO DE MORADORES..........................................................................6MÉTODO 7 FONTES SECUNDÁRIAS.....................................................................................8 Fontes Recomendadas.....................................................................................7 Fontes Consultadas..............................................................................................9 FONTES PRIMÁRIAS...........................................................................................10RESULTADOS...........................................................................................................11 FONTES SECUNDÁRIAS.....................................................................................11 Caracterização Físico-Geográfica..................................................................11 População e Domicílios/Habitação......................................................................11 Áreas Públicas de Lazer.................................................................................12 Alternativas de Transporte Público....................................................................12 Unidades de Órgãos da Prefeitura..................................................................12 Saneamento........................................................................................................13 Estabelecimento de Educação Pública e Privada............................................13 Estabelecimento de Saúde Pública.................................................................14 Estabelecimento de Comércio........................................................................14 Organizações religiosas.....................................................................................15 Síntese sobre resultados do estudo em fontes secundárias...........................15 FONTES PRIMÁRIAS............................................................................................16 O que está bom e muito bom no bairro.........................................................16 O que está razoável no bairro....................................................................... 17 O que está ruim ou péssimo no bairro...........................................................18 Outros Tópicos das Entrevistas.......................................................................18 Síntese sobre resultados do estudo em fontes primárias................................19CONCLUSÃO 21FONTES CONSULTADAS 22ANEXOS 23 ANEXO I – FOTOS E/OU VÍDEOS............................................................................ ..... 24
  • 122. ANEXO II – DOCUMENTOS.....................................................................................40ANEXO III - MAPAS...............................................................................................43
  • 123. IntroduçãoObjetivo Geral:Estudar a qualidade urbana local em estudo de caso do bairro de Japuíba, nomunicípio de Cachoeiras de Macacu, a partir de dados em fontes secundárias eprimárias, considerando uma perspectiva de realismo crítico, multiatores e dialógicaentre os que residem, trabalham ou circulam no território estudado e entorno.Equipe do ProjetoA equipe é composta por:Daiany do Nascimento FerreiraElenice Gonçalves RodriguesFernanda Silva de RezendeIzabele de Almeida Peralva
  • 124. Histórico do Bairro e entorno15Sant’ Anna de Japuíba nasce em decorrência das terras doadas por Miguel deMoura aos padres Jesuítas em 1571, denominadas sesmarias, os quais venderamparte das mesmas a Manoel Fernandes Ozanno, que então se propôs a construiruma pequena Capela em louvor a Santo Antônio, em 1612.Esse feito confirmado pela igreja em 1647, havendo naquele local o estabelecimentoda Paróquia de Santo Antônio de Casseberu. Tendo tido aquela colônia um grandeprestígio naquela época, devido à sua abundância na produção do açúcar, do feijão,do milho, do arroz, da aguardente e da farinha, recebendo merecedorreconhecimento do Governador Geral do Brasil, Mem de Sá, que lhe concedeu em 5de agosto de 1967 a elevação de Vila Santo Antônio de Sá. Mesmo com talelevação, a vila de Sá era sempre chamada de Vila de Macacu.A Vila de Santo Antônio de Sá não representava essa única e pequena comunidadeagrícola, ela se constituía num território que abrangia seis distritos ou freguesiascomo denominavam.A localidade da Antiga Vila pertence agora ao Município de Itaboraí, no distrito dePorto das Caixas, nas terras da Fazenda Macacu. Em Japuíba, pode-se conferir aarquitetura da Paróquia de Santana erguida por volta de 1646 e 1732. No entanto,um acontecimento inesperado estava por vir legado ao destino da Vila, surgiria naforma de uma peste endêmica que por bem pouco não dizimou toda população devez.Uma peste temida em toda província do Rio de Janeiro e São Paulo, tornando-seconhecida e comentada em outras partes do Brasil; falava-se das muitas mortespelas “febres de Macacu”, isto se deu entre os anos de 1829 e 1835. Foi uma forteepidemia de malária ocasionada pelas enchentes que inundavam vastas áreas dasterras baixas, formando pântanos e brejos, pois não havia desnível a favorecer oescoamento das águas acumuladas do Macacu que tinha seu leito original passandonas proximidades da Vila, que seguia para a Baía de Guanabara. Após dez mesesde seca, não tiveram como permanecer nestas terras, vindo o êxodo, o abandono15 Fonte: Portal de Cachoeiras de Macacu
  • 125. generalizado e por fim os desmembramentos. Assim, Santo Antônio de Sá perdeusua importância comercial e a prosperidade que naqueles dias desfrutou.Em 1854 é mudado o nome da freguesia de Santíssima Trindade para SantíssimaTrindade de Sant’Anna de Macacu. Por motivo do desprestígio da antiga sede,Santo Antônio de Sá se fez transferida para o Arraial da freguesia de Sant’Anna,passando Sant’Anna de Macacu denominar-se Sant’Anna de Japuíba,e então em 27de dezembro de 1923 a sede de Japuíba foi transferida para o povoamento deCachoeiras de Macacu.Associação de Moradores do Bairro ou adjacentes16A Associação de Moradores de Japuíba (AMJA), localizada na Estrada Areia Branca,foi fundada por volta de 1985 por Maria da Glória de Castro Maia(mais conhecidacomo Adelaide do Cartório). Durante esses 27 anos muitas pessoas passaram pelaAMJA, mas Adelaide sempre esteve presente. Recentemente, as atividades daAMJA estão desativadas. Tentamos entrar em contato com algum possívelresponsável, mas não conseguimos. Adelaide, a fundadora da AMJA, com quemseria mais fácil de obter informações, faleceu a alguns meses atrás.16 Fonte: Por conhecimento das alunas moradoras do local e por outros moradores que foramcontactados pelas alunas.
  • 126. MétodoPesquisa exploratória e descritiva, seguindo metodologia fenomenológica paraconhecer um fenômeno social a partir da subjetividade e intersubjetividade depessoas exercendo papéis sociais complementares em um espaço e tempo urbanoem âmbito local (bairro) no contexto e cotidiano de moradia do estudante.Uso de fontes documentais disponíveis na internet sobre caracterização de dadoscensitários e histórico sobre bairro, complementada por pesquisa de campo comamostragem por acessibilidade em segmentos do governo, empresas,trabalhadores, comunidade e sociedade civil situados no bairro objeto de estudo decaso. Adotou-se técnica de entrevista estruturada e semi-estruturada para conhecerperspectivas sobre aspectos da qualidade urbana graduados em muito bom e bom,razoável e ruim e péssimo, além de outros comentários espontâneos sugestivos deações e propostas para melhoria da qualidade urbana do bairro.Tratamento qualitativo das entrevistas por análise de conteúdo, adotando-se técnicade categorias temáticas para os conteúdos expressos pelos respondentes.Fontes SecundáriasDe acordo com orientação comum pela professora e orientadora do estudo, seguemas fontes secundárias recomendadas para consulta. Na seção Resultados,apresentamos as que efetivamente adotamos no caso estudado.
  • 127. Fontes Recomendadas Conjuntos de Informação Fontes Secundárias e Primárias Do Município – IBGEa) Caracterização Físico-Geográfica Do Bairro: Imagem do Google Earth e breve descritivo pelos alunos Do Município – IBGE Do Bairro: Possíveis fotos deb) População e Domicílios/Habitações interesse e uma descrição geral, pelos alunos, sobre esse aspecto no perfil do bairro Do Município – IBGE Do Bairro: Possíveis fotos dec) Áreas Públicas de Lazer interesse e uma descrição geral, pelos alunos, sobre esse aspecto no perfil do bairro Do Município – Do Bairro: Possíveis fotos ded) Alternativas de Transporte Público interesse e uma descrição geral, pelos alunos, sobre esse aspecto no perfil do bairro Do Município: IBGE Perfil dos Municípios Brasileiros – Gestãoe) Unidades de Órgãos da Prefeitura Pública Municipal 2009 Do Bairro: site da prefeitura para identificar se há órgãos no bairro Do Município: IBGE e site da Prefeituraf) Saneamento (Água, Esgoto, Coleta Do Bairro: se encontrarem alertas oude Lixo) situações críticas no bairro em questões de saneamento, tirar fotos e breve descrição Do Município: IBGE, INEP e site dag) Estabelecimentos de Educação PrefeituraPública e Privada Do Bairro: INEP e site da prefeitura Do Município: IBGE e Ministério da h) Estabelecimentos Saúdede Saúde Pública e Privada Do Bairro: Observação e registro fotográfico pelos alunosi) Estabelecimentos de Comércio, Do Município: IBGE - @cidadesServiços e Indústria e Economia
  • 128. Informal j) Organizações religiosas, de defesa Informações do bairro em pesquisa viade direitos humanos, comunitários, internet ou local pelos alunossociais e do meio ambiente Fontes Secundárias Recomendadas: 1. IBGE: http://www.ibge.gov.br/home/ a. @ CIDADES - http://ibge.gov.br/cidadesat/topwindow.htm?1 b. Indicadores (Mapa do Site) - http://www.ibge.gov.br/home/mapa_site/mapa_site.php c. Banco de Dados Agregados - Sistema IBGE de Recuperação Automática – SIDRA - http://www.sidra.ibge.gov.br/bda/ d. Perfil dos Municípios Brasileiros – Gestão Pública Municipal 2009 – http://www.ibge.gov.br/munic2009/ e. Mapas - http://mapas.ibge.gov.br/ f. Indicadores de Desenvolvimento Sustentável do IBGE - http://www.sidra.ibge.gov.br/bda/pesquisas/ids/default.asp?o=13&i=P 2. INEP: http://www.inep.gov.br/ a. Cadastro de Escolas da Educação Básica no Brasil - http://www.dataescolabrasil.inep.gov.br/dataEscolaBrasil/home.seam b. Cadastro de Instituições de Educação Superior do Brasil - http://emec.mec.gov.br/ 3. Ministério de Saúde a. Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde - http://cnes.datasus.gov.br/Lista_Tot_Es_Estado.asp - Totalização http://cnes.datasus.gov.br/Lista_Es_Nome_Por_Estado_Municipio.asp?VE stado=00&VMun=0 – Por endereço (estado, município e endereço com bairros)
  • 129. Fontes Secundárias Consultadas17 Conjuntos de Informação Fontes Secundárias http://www.agenciario.com/municip a) Caracterização Físico- Geográfica ios/fichaMun.asp?codMunic=21 b) População e Dado fornecido pela Prefeitura de Domicílios/Habitações Cachoeiras de Macacu Por conhecimento das alunas moradoras do local e por outros c) Áreas Públicas de Lazer moradores que foram contactados pelas alunas. Por conhecimento das alunas moradoras do local e por outros d) Alternativas de Transporte Público moradores que foram contactados pelas alunas. Por conhecimento das alunas moradoras do local e por outros e) Unidades de Órgãos da Prefeitura moradores que foram contactados pelas alunas. Por conhecimento das alunas moradoras do local e por outros f) Saneamento (Água, Esgoto, Coleta de Lixo) moradores que foram contactados pelas alunas. Por conhecimento das alunas moradoras do local e por outros g) Estabelecimentos de Educação Pública e Privada moradores que foram contactados pelas alunas. Por conhecimento das alunas h) Estabelecimentos de Saúde Pública e Privada moradoras do local e por outros17 Por se tratar de um bairro, e o mesmo ser pequeno, muitas informações foram conseguidas pelasas alunas moradoras.
  • 130. moradores que foram contactados pelas alunas. Por conhecimento das alunas i) Estabelecimentos de moradoras do local e por outros Comércio, Serviços e Indústria e moradores que foram contactados Economia Informal pelas alunas. Por conhecimento das alunas moradoras do local e por outros j) Organizações religiosas moradores que foram contactados pelas alunas.Fontes Primárias Governo 1. Subprefeitura de Sant’Anna de Japuíba 2. Escola Municipal Almerinda Ferreira de Almeida Empresas 1. Lang Instrumentos Cirúrgicos 2. Fábrica de Doce de Banana Comunidade 1. 10 moradores Trabalhadores 1. 02 pessoas Sociedade Civil 1. Primeira Igreja Batista de Japuíba
  • 131. ResultadosFontes SecundáriasNesta seção, são apresentadas sínteses em tópicos estudados em fontessecundárias a respeito do bairro e, quando não disponíveis os dados sobre o bairro,do município. Como há uma ampla disseminação de dados sobre municípios, emespecial no IBGE, mas não encontramos a mesma facilidade em dados em áreasgeográficas em escala de bairros, esta seção objetiva demonstrar o que é possível apartir das fontes recomendadas e de outras fontes que os alunos possam buscar emsites e outros meios. a) Características Físico-Geográficas (do Município) Município da Região Serrana. Cachoeiras de Macacu possui dois extremos topográficos: serra e baixada. Apresenta 50% do seu território recoberto por Mata Atlântica de caráter Primário e Secundário. O município apresentava cerca de 65% da superfície coberta por remanescentes florestais. Cachoeiras tem o mais elevado índice de biodiversidade do Estado, isto é, possui a maior variedade de espécies animais e vegetais. Localização: Região da Baixada Litorânea Área: 955.806,00 km² Limites: Itaboraí, Rio Bonito, Guapimirim, Nova Friburgo, Tanguá, Silva Jardim e Teresópolis Altitude: 57 m Clima: Tropical Temp. média anual: 21ºC Distância da capital: 97 km b) População e Domicílios/Habitação do Bairro18 População: 3.847 habitantes (estimativa) Domicílios: 1.827 (estimativa)18 Esses dados foram fornecidos pela prefeitura, é uma estimativa. Eles não são recentes,provavelmente já houve alguma mudança.
  • 132. c) Áreas Públicas de Lazer Praça Maria Zulmira Torres Praça Macedo Soares Sociedade Musical de Japuíba Casarão Sara Nascimento Azeredo Ginásio Poliesportivo Agenor Hervano Pinto Quadra da Escola de Samba Unidos de Japuíba Campo da Marrecad) Alternativas de Transporte Público Linha de Ônibus Expresso Macacu Linha de Ônibus Rio Ita Linha de Ônibus 1001 Transporte Alternativo O transporte no bairro em estudo encontra-se muito debilitado. Na linha de ônibus do município, Expresso Macacu, os ônibus possuem passagens baratas, mas os ônibus estão em péssimas condições de uso. A linha de ônibus Rio Ita possui monopólio na área, com isso as passagens são bastante caras. Muitos moradores optam pelo Transporte Alternativo (roda apenas no município), o valor da passagem é o mesmo do ônibus da Rio Ita, porém a viagem é mais rápida. É importante ressaltar que todas as linhas citadas acima não possam por dentro de Japuíba, os moradores precisam ir para a pista para pegá-los.e) Unidades de Órgãos da Prefeitura Subprefeitura de Sant’Anna de Japuíba Departamento de Promoção Social
  • 133. f) Saneamento (Água, Esgoto, Coleta de Lixo) Água: A distribuição de água no bairro de Japuíba é feita pela Companhia Estadual de Águas e Esgotos (CEDAE), e o fornecimento é feito pela Agência Municipal de Água e Esgoto (AMAE). Esgoto: O tratamento de esgoto do bairro em estudo não era eficiente. Todo esgoto era jogado diretamente no Rio Macacu (principal rio do município). Atualmente, com o projeto de despoluição do Rio Macacu, o tratamento de esgoto está tendo que ser repensado. Algumas mudanças já estão sendo colocadas em práticas, por exemplo, cada casa terá que ter fossa e filtro, assim só irá para o rio a água. Coleta de Lixo: A coleta de lixo é feita três vezes na semana pela empresa Thalles. Todo lixo coletado é destinado ao aterro mais conhecido como lixão de Itaboraí.g) Estabelecimentos de Educação Pública e Privada Educação Pública: Jardim de Infância Municipal Tia Anastácia Escola Estadual Municipalizada Japuíba Escola Municipal Almerinda Ferreira de Almeida Colégio Estadual Baccoparó Martins Escola Municipal Bertholdo Duarte Filho Educação Privada: Espaço Educativo Cirandinha
  • 134. h) Estabelecimentos de Saúde Pública e Privada Estabelecimento de Saúde Pública: Posto Municipal de Saúde de Japuíba Estabelecimento de Saúde Privada: Consultório médico Dois consultórios dentários Laboratório Muitos moradores reclamam da falta de médicos no posto local. Nem todos possuem condições financeiras para pagar uma consulta particular.i) Estabelecimentos de Comércio, Serviços e Indústrias e Economia Informal Supermercados Sacolão Mercearias Padarias Farmácia Pizzarias Loja de animais Lojas de roupa Papelarias Lojas de materiais de construção Loja de utensílios para casa Lan House Locadora Academia Salões de Beleza Barbearias Posto de Gasolina Cerâmica Bares Quiosques Hotel (em construção)
  • 135. Fábrica de Doce de Banana Fábrica de Instrumentos Cirúrgicosj) Organizações religiosas, de defesa de direitos humanos, comunitários, sociais e do meio ambiente Organizações religiosas: Igreja Católica Igreja Deus é Amor Igrejas Batista Igreja Universal Igreja Monte Sinai Igreja dos Pentecostes Igrejas Assembleia de Deus Igreja Congregação Cristão no Brasil Igreja Adventista do Sétimo Dia Igreja Internacional da Graça de Deus Testemunhas de Jeová Centro Espírita Síntese sobre resultados do estudo em fontes secundárias Nas fontes secundárias, encontramos certa dificuldade na pesquisa das características acima, por se tratar de um bairro e o mesmo ser pequeno. Por isso, muitas características foram pesquisadas pelas próprias alunas moradoras do bairro e por pessoas contactadas por elas. Com essa pesquisa, percebemos que o bairro de Japuíba é um local com uma vegetação diversa e um clima ameno. O bairro é debilitado em algumas áreas, como por exemplo, no transporte, algumas linhas de ônibus possuem veículos em forma precária e outras com as passagens elevadas. Outros bons exemplos são, o saneamento que está de forma inadequada, mas já existe projeto para mudança, e o comércio, que é uma área muito debilitada no bairro em estudo, muitas vezes não atende as necessidades dos moradores. É importante falar também de algumas áreas que estão de certa forma com uma boa qualidade, como a coleta de lixo, que possui seus dias fixos, as estruturas das escolas e as áreas de lazer. Através das fontes secundárias, observamos que Japuíba é
  • 136. um bairro ainda em desenvolvimento, mas está acima de muitos bairrosdesenvolvidos, pois possui uma boa qualidade de vida.Fontes PrimáriasO que está Muito Bom e Bom Categorias de Respondentes Palavras-Chave ou Expressões (Entrevistados) do que está Muito Bom e Bom Educação Governo Ruas Tudo Empresas Segurança Coleta de Lixo Segurança Comunidade (Moradores) Desenvolvimento Saúde Limpeza Trabalhadores Educação(pela dedicação dos Sociedade Civil professores) Educação SÍNTESE Segurança Saúde Ruas Limpeza
  • 137. O que está Razoável Categorias de Respondentes Palavras-Chave ou Expressões (Entrevistados) do que está Razoável Ruas Governo Educação Saúde Empresas Asfaltamento das ruas Comunidade (Moradores) Saúde Oferta de trabalho Limpeza Transporte Trabalhadores Educação Saneamento Sociedade Civil Pavimentação das ruas SÍNTESE Limpeza Saneamento Educação Saúde Transporte Oferta de trabalho
  • 138. O que está Ruim e péssimo Categorias de Respondentes Palavras-Chave ou Expressões (Entrevistados) do que está Ruim e Péssimo Saneamento Governo Saúde Comércio Empresas Saúde Comunidade (Moradores) Transporte Educação Poluição do Rio Macacu Ofertas de emprego Lazer Educação Trabalhadores Transporte Saúde Sociedade Civil Saneamento SÍNTESE Saúde Transporte Educação Comércio Oferta de emprego LazerOutros Tópicos das Entrevistas No decorrer da pesquisa perguntamos para cada setor entrevistado “Quem e o que podem fazer para melhorar a qualidade urbana do bairro”, todos disseram, inclusive o governo, que somente o mesmo pode fazer alguma melhoria. As categorias mais citadas para fazer melhoria foram: saneamento, saúde, transporte, educação, comércio, oferto de emprego e lazer.
  • 139. Em uma palestra realizada pela equipe na Escola Municipal Almerinda Ferreira de Almeida, tratando sobre sustentabilidade, foi feito um momento em que as crianças foram divididas em grupos, e durante algum tempo elas teriam que discutir entre si e ver o que o bairro precisava fazer para se tornar sustentável. Abaixo se encontra uma lista daquilo que foi falado por elas: - Não jogar lixo no chão - Mais lixeiras seletivas - Coleta seletiva - Reciclagem - Despoluição do rio - Diminuir o fluxo de carros - Mais uso de bicicleta - Economia - Banheiro públicoSíntese sobre resultados do estudo em fontes primáriasNas fontes primárias procuramos entrevistar várias áreas da sociedade, e emrelação aos moradores, procuramos fazer a entrevista com as diversas localidadesdo bairro para chegar a um resultado mais preciso, pois cada local possui suasnecessidades e pessoas mais ou menos favorecidas. Com a pesquisa de fontesprimárias percebemos que a diferença de opinião a respeito do que é bom, regularou péssimo no bairro é diretamente ligada ao local do bairro onde foi feita essapesquisa (local mais desenvolvido comparado com um local menos desenvolvido) eprincipalmente pela classe social. As classes mais favorecidas dizem menos itens nopéssimo e mais no bom ou regular, e o que está ruim ou péssimo são mais itens nãoessenciais como o lazer. Diferente das classes menos favorecida que enumeramitens importantes como saúde, educação e transporte na lista do ruim e do péssimo.E dizem que não há nada de bom no bairro. É importante ressaltar que a praça deJapuíba, que possui uma ótima estrutura, não foi citada em nenhuma categoria. Nodecorrer das entrevistas tivemos resistência por parte de uma empresa, acreditamosque tenha sido por termos nos identificado como alunas do curso de CiênciaAmbiental, e por esta cometer algumas atitudes que causam danos à natureza.Ainda nas fontes primárias fizemos uma palestra na Escola Municipal Almerinda
  • 140. Ferreira de Almeida, e em um momento da palestra dividimos as crianças em grupo,para elas listarem o que precisa ser feito para Japuíba se tornar um bairrosustentável, acima estão alguns itens que elas falaram. Com o resultado das fontesprimárias percebemos que muitas mudanças precisam ser feitas, em praticamentetodas as áreas. ConclusãoCom a realização deste trabalho percebemos a importância de avaliar a qualidadeurbana local para entendimento de possíveis problemas e soluções de um bairro. Aavaliação do bairro, em todas as suas áreas, é fundamental para se pensar nasmedidas a serem tomadas para a construção de um bairro mais sustentável.Entendemos que não basta olhar apenas para um lado da sociedade, mas sim que otodo precisa ser olhado, pois cada um possui uma perspectiva.A respeito do bairro, observamos que se trata de um bairro pequeno, que possuipouco desenvolvimento, com isso acaba trazendo dificuldades para os moradores.Entretanto, é um lugar agradável para se viver, como os próprios moradores dizem: “Japuíba, lugar de ser feliz”.
  • 141. Fontes ConsultadasPortal de Cachoeiras de Macacu. Roteiros. Japuíba. Disponível em:<http://www.macacu.com/macacu/index.php?option=com_content&task=view&id=53&Itemid=52 >. Acesso em 08 de maio de 2012.Paulo Prata Blog spot. Um pouco da história de Sant’ Anna de Japuíba. Disponívelem: <http://paulogprata.blogspot.com.br/2011/11/um-pouco-da-historia-de-santana-de.html> Acesso em 17 de outubro de 2012.Instituto Virtual de Turismo. Cachoeiras de Macacu. Disponível em: <http://www.ivt-rj.net/ivt/indice.aspx?pag=n&id=6748&cat=>. Acesso em 18 de outubro de 2012.Agenda 21 Comperj. Municípios. Cachoeiras de Macacu. O município. Disponívelem:<http://www.agenda21comperj.com.br/municipios/cachoeiras-de-macacu/o-municipio>. Acesso em 17 de outubro de 2012.
  • 142. AnexosAnexo I – Fotos e/ou vídeos Figura 1-Centro Cultural Casarão de Japuíba Sara Nascimento AzeredoFonte: Thaynara Christini Figura 2-Patrimônio Histórico Paróquia de Sant’Anna de JapuíbaFonte: Paulo Prata Figura 3-Sociedade Musical de Japuíba
  • 143. Fonte: Thaynara Christini Figura 4-Praça Macedo Soares Fonte: Thaynara Christini Figura 5-Praça Maria Zulmira TorresFonte: Thaynara Christini
  • 144. Figura 7-Praça Maria Zulmira TorresFonte: Thaynara Christini Figura 8-Posto Municipal de Saúde de JapuíbaFonte: Thaynara Christini
  • 145. Figura 9-Escola Municipal Almerinda Ferreira de AlmeidaFonte: Thaynara Christini
  • 146. Figura 10-Escola Municipal Bertholdo DuarteFonte: Thaynara Christini Figura 11-Lang Materiais CirúrgicosFonte: Thaynara Christini
  • 147. Figura12-Fábrica de Doce de BananaFonte: Thaynara Christini Figura 13-Sapucaeira – Árvore Centenária
  • 148. Fonte: Thaynara Christini Figura 14-Sapucaeira-Árvore CentenáriaFonte: Thaynara Christini
  • 149. Figura 15-Rio MacacuFonte: Thaynara Christini
  • 150. Figura 16-Ponto para Depósito de Lixo ReciclávelFonte: Thaynara Christini
  • 151. Figura 17-Rua Floriano PeixotoFonte: Thaynara Christini Figura18-RuaFonte: Thaynara Christini
  • 152. Figura 19-RuaFonte: Thaynara Christini Figura 20-Ruas em condições precárias no Village – Conhecido como Pombal
  • 153. Fonte: Thaynara Christini Figura 21-Ponte feita pelos próprios moradores-Village–Conhecido como PombalFonte: Thaynara Christini
  • 154. – Figura 22-Valão-Village Conhecido como PombalFonte: Thaynara Christini Figura 23-Aglomeração de Lixo-Village – Conhecido como Pombal
  • 155. Fonte: Thaynara Christini Figura 24-Esgoto-Village - Conhecido como PombalFonte: Thaynara Christini Figura 25- Palestra realizada na Escola Municipal Almerinda Ferreira de AlmeidaFonte: Própria equipe Figura 26- Palestra realizada na Escola
  • 156. Municipal Almerinda Ferreira de AlmeidaFonte: Própria equipe Figura 27-Palestra realizada n a Escola Municipal Almerinda Ferreira de AlmeidaFonte: Própria equipe
  • 157. Figura 28-Palestra realizada na Escola Municipal Almerinda Ferreira de AlmeidaFonte: Própria equipeAnexo II – DocumentosDocumento 1-Arrecadação de Imposto da Prefeitura Municipal de Japuíba-Ano 1938
  • 158. Fonte: Paulo Prata
  • 159. Documento 2-Programa da Tradicional Festa da Padroeira de Sant’ Anna de Japuíba em 1938Fonte: Paulo Prata
  • 160. Documento 3-Programa da Tradicional Festa da Padroeira de Sant’ Anna de Japuíba em 1947Fonte: Paulo Prata
  • 161. Anexo III – Mapa Mapa 1-Mapa do Município de Cachoeiras de Macacu Fonte:Instituto Virtual de Turismo
  • 162. III. Instituto de Geociências Curso de Bacharelado em Ciência Ambiental Unidade Curricular: Crítica Consciência e Cidadania Socioambiental I Profa: Patrícia Almeida Ashley PROJETO ESTUDO DE QUALIDADE URBANA LOCAL LAPA EQUIPE:Nome: Júlia Ladeira Matrícula 112095033Nome: Gabriela Pazos Matrícula 112095012Nome: Predro Crealese Matrícula 112095022 Niterói, 31 de outubro de 2012
  • 163. SumárioINTRODUÇÃO ............................................................................................................ 3 OBJETIVO GERAL: ...................................................................................................... 3 EQUIPE DO PROJETO .................................................................................................. 3 HISTÓRICO DO BAIRRO E ENTORNO .............................................................................. 4 Associação de Moradores do Bairro .................................................................... 5MÉTODO..................................................................................................................... 6 FONTES SECUNDÁRIAS ............................................................................................... 6 Fontes Recomendadas ........................................................................................ 6 FONTES PRIMÁRIAS .................................................................................................... 8RESULTADOS ............................................................................................................ 9 FONTES SECUNDÁRIAS ............................................................................................... 9 Caracterização Físico-Geográfica ........................................................................ 9 População e Domicílios/Habitações ..................................................................... 9 Alternativas de transporte Público ........................................................................ 9 Unidade de órgão da Prefeitura ......................................................................... 10 Áreas Públicas de lazer...................................................................................... 10 Saneamento ....................................................................................................... 10 Estabelecimento de Educação ........................................................................... 10 Estabelecimento de comercio ............................................................................ 10 Estabelecimento de saúde ................................................................................. 10 Organização religiosa......................................................................................... 11 Síntese sobre resultados do estudo em fontes secundárias .............................. 11 FONTES PRIMÁRIAS .................................................................................................. 12 FONTES PRIMÁRIAS .................................................................................................. 12 O que está bom e muito bom no bairro ............................................................. 12 O que está ruim ou péssimo no bairro ............................................................... 12 Outros Tópicos das Entrevistas ......................................................................... 13 Síntese sobre resultados do estudo em fontes primárias .................................. 13CONCLUSÃO ........................................................................................................... 15ANEXOS ................................................................................................................... 17
  • 164. INTRODUÇÃOObjetivo Geral:Estudar a qualidade urbana local em estudo de caso do bairro da Lapa, no municípiodo Rio de Janeiro, a partir de dados em fontes secundárias e primárias,considerando uma perspectiva de realismo crítico, multiatores e dialógica entre osque residem, trabalham ou circulam no território estudado e entorno.Equipe do ProjetoJúlia Ladeira, Gabriela Pazos e Pedro Crealese
  • 165. Histórico do Bairro e entorno19A Lapa, na verdade, só teve sua condição oficial de bairro estabelecida em 17 demaio de 2012. Até então, a Lapa pertencia ao Centro, fazendo limite com Glória eSanta Teresa. Conhecido como o berço da boemia carioca, também é famosa porsua arquitetura, a começar pelo Aqueduto da Carioca, conhecido como Arcos daLapa, sua principal referência geográfica. O aqueduto foi construído em 1723 para otransporte de água nos tempos do Brasil Colonial, mas desde 1896 ele passou atransportar o bonde que liga o Centro da cidade ao Morro de Santa Teresa.Hoje, a Lapa é o bairro boêmio do Rio. Repleto de casas de shows, bares, boates,centros culturais, etc, o bairro atrai todos os tipo de pessoas. O público é tanto quesuas ruas principais ficam fechadas a partir de certa hora nas noites de sexta esábado para comportar a circulação de pedestres. As barraquinhas de drinks,comidas, espetinhos e tapiocas são montadas e os banheiros químicos e UTImóveis logo são providenciados para que a Lapa logo abaixo dos Arcos vire o “point”carioca. Porém, toda essa popularidade do local acabou trazendo problemas, poisna virada do século XX para XXI, houve um notável aumento no consumo de drogasilícitas e de álcool entre jovens. Além disso, há muito comércio ambulante nãoautorizado, alta taxa de criminalidade e prédios históricos mal conservados.19 http://www.historiadorio.com.br/pontos/arcosdalapahttp://pt.wikipedia.org/wiki/Lapa_(bairro_do_Rio_de_Janeiro)http://www.lanalapa.com.br/travessa.asp?qiNuExposicao=28
  • 166. Associação de Moradores do BairroNão há.
  • 167. MÉTODOPesquisa exploratória e descritiva, seguindo metodologia fenomenológica paraconhecer um fenômeno social a partir da subjetividade e intersubjetividade depessoas exercendo papéis sociais complementares em um espaço e tempo urbanoem âmbito local (bairro) no contexto e cotidiano de moradia do estudante. Uso defontes documentais disponíveis na internet sobre caracterização de dadoscensitários e histórico sobre bairro, complementada por pesquisa de campo comamostragem por acessibilidade em segmentos do governo, empresas,trabalhadores, comunidade e sociedade civil situados no bairro objeto de estudo decaso. Adotou-se técnica de entrevista estruturada e semi-estruturada para conhecerperspectivas sobre aspectos da qualidade urbana graduados em muito bom e bom,razoável e ruim e péssimo, além de outros comentários espontâneos sugestivos deações e propostas para melhoria da qualidade urbana do bairro. Tratamentoqualitativo das entrevistas por análise de conteúdo (veja seção resultados, subseçãofontes primárias), adotando-se técnica de categorias temáticas para os conteúdosexpressos pelos respondentes.Fontes SecundáriasFontes RecomendadasDe acordo com orientação comum pela professora e orientadora do estudo, seguemas fontes secundárias recomendadas para consulta. Na seção Resultados,apresentamos os resultados das fontes que efetivamente adotamos no casoestudado.Conjuntos de Informação Fontes Secundárias e Primárias: Do Município – IBGEa) Caracterização Físico- Do Bairro: Imagem do Google Earth e breve descritivoGeográfica pelos alunos Do Município – IBGEb) População e Do Bairro: Possíveis fotos de interesse e umaDomicílios/Habitações descrição geral, pelos alunos, sobre esse aspecto no perfil do bairro Do Município – IBGE Do Bairro: Possíveis fotos de interesse e umac) Áreas Públicas de Lazer descrição geral, pelos alunos, sobre esse aspecto no perfil do bairro Do Município –d) Alternativas de Do Bairro: Possíveis fotos de interesse e umaTransporte Público descrição geral, pelos alunos, sobre esse aspecto no perfil do bairro Do Município: IBGE Perfil dos Municípios Brasileiros –e) Unidades de Órgãos da Gestão Pública Municipal 2009Prefeitura Do Bairro: site da prefeitura para identificar se há órgãos no bairro Do Município: IBGE e site da Prefeituraf) Saneamento (Água, Do Bairro: se encontrarem alertas ou situaçõesEsgoto, Coleta de Lixo) críticas no bairro em questões de saneamento, tirar fotos e breve descrição
  • 168. g) Estabelecimentos de Do Município: IBGE, INEP e site da PrefeituraEducação Pública e Privada Do Bairro: INEP e site da prefeitura Do Município: IBGE e Ministério da Saúdeh) Estabelecimentos Do Bairro: Observação e registro fotográfico pelosde Saúde Pública e Privada alunosi) Estabelecimentos de Do Município: IBGE - @cidadesComércio, Serviços eIndústria e EconomiaInformalj) Organizações religiosas, Informações do bairro em pesquisa via internet oude defesa de direitos local pelos alunoshumanos, comunitários,sociais e do meio ambienteA seguir, as fontes efetivamente consultadas pelos alunos nesse estudo sobre a Ilhado Governador:Conjunto de Fontes SecundáriasInformaçãoCaracterização Físico- http://vejario.abril.com.br/blog/as-ruas-do-rio/tags/os-sub-bairros-Geográfica cariocas __População eDomicílios/HabitaçõesAlternativas de http://vejario.abril.com.br/blog/as-ruas-do-rio/geografia-transporte Público carioca/lapa-o-mais-novo-bairro-do-rio https://maps.google.com.br/maps?hl=en&q=Av.+Mem+de+S%C3 %A1+-+Centro,+Rio+de+Janeiro+-+RJ&ie=UTF-8 __Unidade de órgão daPrefeitura http://pt.wikipedia.org/wiki/Ilha_do_Governador#Esporte_e_LazerÁreas Públicas delazer http://wikimapia.org/1417958/pt/CEDAE-Saneamento Esta%C3%A7%C3%A3o-de-Tratamento-de-Esgoto-da-Ilha-do- Governador http://portal.mec.gov.br/Estabelecimento deEducação http://www.rio.rj.gov.br/web/guestEstabelecimento decomercio http://www.cruzvermelharj.org/sobre-nos/Estabelecimento desaúde http://ipdh.blogspot.com.br/Organização religiosa
  • 169. Fontes Primárias Comunidade (moradores e transeuntes) o 7 moradores o 2 transeuntes que trabalham no local o 1 transeunte que não trabalha no local Sociedade Civil o Escola de Música UFRJ o Fundição Progresso o Adega Flor de Coimbra
  • 170. RESULTADOSFontes SecundáriasNesta seção, são apresentadas sínteses em tópicos estudados em fontessecundárias a respeito do bairro e, quando não disponíveis os dados sobre o bairro,do município. Como há uma ampla disseminação de dados sobre municípios, emespecial no IBGE, mas não encontramos a mesma facilidade em dados em áreasgeográficas em escala de bairros, esta seção objetiva demonstrar o que é possível apartir das fontes recomendadas e de outras fontes que os alunos possam buscar emsites e outros meios.Caracterização Físico-Geográfica As delimitações geográficas da Lapa nunca foram muito marcadas,principalmente por ter sido um sub-bairro por tanto tempo. Porém, como a partir demaio, a região foi oficializada como bairro, seus limites foram especificados. Oslimites entre Lapa e os bairros que a rodeiam, como Glória, Santa Teresa e Bairro deFátima (que, por sinal, é um sub-bairro) foram delimitados. A Cinelândia, na verdadenão é um sub-bairro, é apenas um nome popular para a Praça Floriano por causa daquantidade de cinemas que havia lá. Portanto, hoje, a Rua do Passeio e a Praça do Passeio Público pertencem àLapa. Hoje, as delimitações da Lapa se estendem da Praça do Passeio, seguem aTeixeira de Freitas, passando pelo Aqueduto Carioca, popularmente conhecidocomo Arcos da Lapa, e seguem pela Av. Mem de Sá. A Fundição Progresso e a RuaRiachuelo ficam nos limites laterais do bairro, que segue até um pouco além da Ruado Senado.População e Domicílios/Habitações Com o andamento de obras de vulto como a da nova sede da Petrobras,Eletrobras, Centro Empresarial da Evaristo da Veiga etc., estima-se que a demandapor residências no bairro aumente. Porém, hoje, por ser um bairro novo, não hámuitos moradores ou grandes conjuntos habitacionais.Alternativas de transporte Público A Lapa é, há bastante tempo, um bairro muito visitado por não moradores.Pela quantidade de centros culturais, eventos artísticos, shows e vida noturna, aLapa sempre atraiu gente de outros lugares. Isso contribuiu para que, ao longo dotempo, a rede de transportes da região se tornasse bem variada. A porção maisperto dos Arcos é atendida tanto pelas estações de metrô da Cinelândia e Glória,como de uma infinidade de pontos de ônibus ao longo das ruas Mem de Sá eRiachuelo. Por lá passam ônibus para zona norte, zona sul e centro nos doissentidos. Porém, a porção mais próxima à Santa Teresa e à Praça da Cruz Vermelhanão é tão bem atendida assim. Os ônibus que vem e vão para o Centro passam pelotúnel e atendem as regiões mais próximas a ele. Porém, para quem mora mais pertoda subida para Santa Teresa, ou na região da Av. Gomes Freire fica sem muitaalternativa próxima e acaba tendo que andar para chegar em um ponto.
  • 171. No geral, a Lapa é um bairro bem atendido de transportes públicos. Oproblema maior é o trânsito que é causado nas noites em que há fechamento da rua,pois isso força os ônibus e carros a darem uma volta pelo viaduto para passarempelo bairro.Unidade de órgão da PrefeituraNão há órgãos da Prefeitura no bairro.Áreas Públicas de lazer Há muitas áreas de lazer na Lapa e em seus arredores. Citaremos algunsexemplos: Alto Lapa, Boemia da Lapa, Bola Preta, Carioca da Gema, Carlitos, Casado Tá na Rua, Centro Cultural Carioca,Circo Voador, Club Six, Democráticos,Espaço Acústica, Fundição Progresso, Teatro Odisséia, Gafieira Elite ,Gargalo, LaPassion, Lapa 40º, Lapa Mix, Majestade Show, Memórias do Rio, Odeon Petrobras,Parada da Lapa, Sala Cecília Meireles, Tipsy,entre outros. Há também CentrosCulturais, muitas vezes com apresentações grátis ou a preços populares nosarredores da Lapa, como a Escola de Música da UFRJ, o Centro Cultural da JustiçaFederal da Cinelândia, a Escadaria Selarón, etc.Saneamento As informações sobre o saneamento básico do bairro da Lapa não foramencontradas devido ao fato de que o bairro foi criado recentemente e ainda não hápesquisas a respeito disso disponíveis na internet.Estabelecimento de EducaçãoUFRJ-Escola de MúsicaUniversidade UnigranrioCAP UnigranrioEscola Municipal Sun Yat SenColégio de Aplicação PROF. José de Souza Herdy - Unidade Lapa (Escola privadade ensino)CIEP José Pedro VarelaEstácio - Arcos da LapaEscola Nacional de MúsicaEstabelecimento de comercio O comércio da Lapa é muito variado. Como o maior movimento da Lapa se dáà noite, o bairro tem uma vasta coleção de bares e restaurantes dos mais variadostipos. Restaurantes chiques e caros, botecos, lanchonetes, comida japonesa,comida italiana, entre outros. Outro comércio de peso no local são as casas de showe boates, que promovem festas, concertos e eventos de todos os tipos e são grandeparte do motivo pelo qual o bairro lota nos finais de semana. Farmácias e mercadosficam um pouco mais afastados do corredor de lazer que se forma ao longo da Av.Mem de Sá.Estabelecimento de saúde Durante os finais de semana, quando a Lapa se prepara para receber tantoscidadãos, há alguns postos de saúde móveis instalados nos arredores dos Arcospara a segurança da noite. Porém, no dia-a-dia, o estabelecimento de saúde mais
  • 172. próximo para os moradores da Lapa é o Hospital da Cruz Vermelha, que não épropriamente na Lapa, apesar de ser perto.Organização religiosaIgreja de Nossa Senhora da Lapa do DesterroIgreja de Nossa Senhora da LapaCapela do Menino Deus (RJ)Catedral Metropolitana de São Sebastião do Rio de JaneiroSíntese sobre resultados do estudo em fontes secundárias A Lapa foi por muito tempo apenas uma parte do Centro da cidade. Isso fezcom que suas instalações fossem fortes em alguns pontos, e bem fracas em outros.Por exemplo, antes de ser bairro, a Lapa era apenas a porção cultural e deentretenimento do Centro. Sendo assim, ela é bem equipada de transportes e deáreas de cultura e lazer, já que esse era o propósito da região. Porém, quando sefala em postos de saúde ou estabelecimentos da prefeitura, o atual bairro da Lapanão tem nenhum. Isso ocorre porque quando era apenas uma região do centro, essenão era seu forte, então, no bairro Centro, estes estabelecimentos eram instaladosem outras localizações. Porém agora que virou bairro, a Lapa precisa estar equipadacom todo tipo de estabelecimentos, portanto é importante que se entenda anecessidade de servir os moradores daquela localidade de todas as maneiraspossíveis.
  • 173. Fontes Primárias Orientação para tratamento dos dados coletados a partir das entrevistasSobre os dados coletados nas entrevistas sobre o Grau de Qualidade UrbanaMuito Bom ou Bom; Razoável; e Ruim ou Péssimo.4. Leitura do que escreveram durante as entrevistas, buscando criar palavras-chave ou expressões dos assuntos que os entrevistados definiram quanto ao grau de qualidade urbana do bairro do que está muito bom ou bom, o que está regular e o que está ruim ou péssimo5. Organizar as palavras-chave ou expressões dos assuntos nas tabelas a seguir em que as linhas são separações entre categorias de respondentes e na coluna de Palavras-Chave ou Expressões serão digitadas todas as respectivas expressões ou palavras-chaves do que foi coletado pelas entrevistas e que se enquadram em que cada grau de qualidade. Preferencialmente usem três tabelas separadas para não ficarem com muitos dados em uma só tabela. Ou, alternativamente, os que quiserem podem juntar as três tabelas em uma só bem larga e cheia de dados (uma coluna para Muito ou Bom, uma coluna para Razoável e uma coluna para Ruim ou Péssimo).6. Na etapa de síntese das palavras-chave ou expressões das entrevistas sobre o Grau de Qualidade Muito Bom ou Bom; Regular; Ruim ou Péssimo, crie categorias temáticas (conjuntos ou agrupamentos) sobre as palavras-chave citadas.O que está bom e muito bom no bairro Empresas Acessabilidade Trasporte Comunidade (Moradores) Cultura Baixa violência Transporte Trabalhadores Transporte Transeuntes - Sociedade Civil Aparência Acessabilidade SÍNTESE Área cultural, de fácil acesso, com rede de transportes boa e baixa taxa de violênciaO que está ruim ou péssimo no bairro Categoria de Respondentes Palavras-Chave ou Expressões do que está (Entrevistados) Ruim ou Péssimo Empresas Limpeza precária Muitos assaltos
  • 174. Comunidade (Moradores) Muita violência Limpeza precária Moradores de rua Trabalhadores - Transeuntes Muito trânsito Sociedade Civil Muitos assaltos Moradores de rua Sujeira após o fim de semana SÍNTESE Limpeza precária, muitos casos de violência, muitos moradores de rua e trânsito intensoOutros Tópicos das EntrevistasJá sobre outros tópicos das entrevistas, podem adotar novas tabelas similares aessas, ou podem fazer resumos gerais que juntem as propostas dos respondentessobre o que pode ser feito e por quem podem ser feitas ações para melhorias naqualidade urbana do bairro . Exemplo na forma de tabela, supondo que a questãoque o bairro mais citou foi o problema do lixo, para sistematizar (organizar) o que foicoletado em dados nas entrevistas: Categoria de Respondentes Quem e o que podem fazer para (Entrevistados) melhorar a qualidade urbana do bairro Empresas Limpeza do lixo devia ser mais eficiente Comunidade (Moradores) A limpeza devia ser melhor Devia haver mais segurança Tanseuntes Devia haver opções para melhorar o trânsito A segurança devia ser melhor Trabalhadores Segurança melhor Sociedade Civil Devia haver políticas para retirar os meninos de ruaSíntese sobre resultados do estudo em fontes primárias As pessoas que tem diferentes relações com o bairro, por consequência,acabam tendo diferentes opiniões sobre o que está bom ou ruim no mesmo. Quandoconversamos com pessoas que moravam lá, elas apontaram como ruim o lixo quese acumula nas ruas, resultado do final de semana. Porém quando falamos comtranseuntes, que apenas passam por ali, não ficam ali observando o que acontecequando a festa termina, eles apontaram o corredor de entretenimento e a noite naLapa como uma coisa boa. O problema para eles foi o trânsito, que se intensificacom a chegada da hora do rush e com o fechamento das ruas no fim de semana.Para os moradores, isso não foi um problema, pois eles elogiaram o fato de que na
  • 175. Lapa não se precisa pegar o carro para realizar tarefas na rua, devido à proximidadedos estabelecimentos. É interessante observar como os pontos de vista sobre um mesmo local sãotão diferentes. Uma pesquisa como essa poderia servir como objeto de estudo parao desenvolvimento de políticas de melhoria do bairro. Com depoimentos do que estábom ou ruim em uma região, de vários pontos de vista diferentes, é possívelobservar o que está precisando de investimentos e como fazer aquela regiãomelhorar para o máximo de pessoas possível.
  • 176. CONCLUSÃO O estudo da qualidade urbana local nos trouxe experiências interessantes,tanto de vivência na hora de fazer as perguntas, quanto de observação dosresultados. Conversar com as pessoas na rua é muito interessante, pois cada umatem um tipo de reação ao ouvir que estamos fazendo uma pesquisa. Alguns seanimam, outros fazem cara feia e dizem que não tem tempo, e ainda há os queficam com medo de ver 3 jovens se aproximando e apressam o passo. Acho que sóa observação das reações já é um indicativo. A pessoa que fica com medo de trêsjovens andando em sua direção com cara de que vão lhe falar algo, é provavelmenteuma pessoa que já teve experiências ruins de assalto naquela região. Este dado,depois de terminada a pesquisa, pudemos confirmar que é bem recorrente no bairro.Quase todos os entrevistados falaram sobre violência e comentaram sobre aquantidade de meninos de rua. É interessante também, observarmos as respostas tão díspares de pessoastão próximas. Pessoas que estavam no mesmo bairro, na mesma hora, falavamcoisas opostas sobre o mesmo. Por exemplo, conversamos com transeuntes quetrabalhavam no local que disseram que a rede de transportes era ótima e que haviaconexão rápida para vários outros bairros. Por outro lado, falamos com umtranseunte que não trabalhava no local, que reclamou que sua condução passavapela Lapa e isso o atrasava por causa do trânsito. A pesquisa em si se tornou um importante objeto de estudo, pois com elapudemos perceber os pontos de vista de vários círculos de pessoas diferentes sobreuma mesma causa. Este tipo de pesquisa poderia se tornar um dado decisivo, porexemplo, no desenvolvimento de políticas de melhoria de uma região. A coleta deentrevistas teria que ser mais abrangente, em diferentes horários e feita com umnúmero maior de pessoas para que os resultados fossem mais confiáveis edetalhados. Mas o estilo seria o mesmo: cada um diz coisas boas e ruins sobre olocal e possíveis soluções para melhoria da qualidade de vida. Depois o balançoseria feito e poderíamos observar o que cada classe pensa sobre o bairro e por que.Desse modo, a medidas seriam direcionadas para resolução ou melhoria dosproblemas apontados pela própria população que usufrui do local de diferentesmaneiras. Com isso refletimos como os governos não utilizam todos os artifícios quepodem para realizar um trabalho mais eficiente. Esta seria uma maneira maisdemocrática de aplicar o dinheiro público em obras novas. Porém, não é isso queacontece hoje em dia. Talvez porque este seja um método mais trabalhoso, talvezporque exija mais resultados do que exigimos hoje. Mas talvez seja porque não hámuitos governos realmente interessados em aumentar o poder da população nasdecisões. Infelizmente.
  • 177. Fontes Consultadashttp://www.rio.rj.gov.br/riotur/pt/atracao/?CodAtr=1406www.musica.ufrj.brwww.unigranrio.br/www.rio.rj.gov.br/http://www.sintec-rj.org.br/juridico.htmlhttp://pcb.org.br/portal/http://www.qype.com.br/place/preview/br-341169-centro-de-articulacao-de-populac-es-marginalizadas-rio-de-janeirohttp://ctorio.org.br/novosite/quem-somos/perfil-organizacional/www.lapacriativa.com.br/http://pt.wikipedia.org/wiki/Lapa_(bairro_do_Rio_de_Janeiro)http://www.lanalapa.com.br/estabelecimento.asphttp://www.saomartinho.org.br/www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/estimativa2011?http://vejario.abril.com.br/blog/as-ruas-do-rio/tags/os-sub-bairros-cariocashttp://vejario.abril.com.br/blog/as-ruas-do-rio/geografia-carioca/lapa-o-mais-novo-bairro-do-riohttp://pt.wikipedia.org/wiki/Lapa_(bairro_do_Rio_de_Janeiro)https://maps.google.com.br/maps?hl=en&q=Av.+Mem+de+S%C3%A1+-+Centro,+Rio+de+Janeiro+-+RJ&ie=UTF-8
  • 178. ANEXOS Anexo 1 – Delimitações do Bairro Lapa(Fonte: http://vejario.abril.com.br/blog/as-ruas-do-rio/geografia-carioca/lapa-o-mais-novo-bairro-do-rio)
  • 179. IV. Instituto de Geociências Curso de Bacharelado em Ciência Ambiental Unidade Curricular: Crítica Consciência e Cidadania Socioambiental I Profa: Patrícia Almeida Ashley PROJETO ESTUDO DE QUALIDADE URBANA LOCAL SANTA ROSA EQUIPE:Nome: Julia Dias Matrícula 112095014Nome: Mariana Menengoy Matrícula: 112095046Nome: Nathalia Reis Matrícula: 112095036Niterói, 01 de Novembro de 2012
  • 180. SumárioINTRODUÇÃO ............................................................................................................ 3 OBJETIVO GERAL: ...................................................................................................... 3 EQUIPE DO PROJETO .................................................................................................. 3 HISTÓRICODO BAIRRO E ENTORNO (OU HISTÓRICO DO MUNICÍPIO, SE NÃO CONSEGUIU ENCONTRAR A HISTÓRIA DO BAIRRO) ............................................................................ 4 ASSOCIAÇÃO(ÕES) DE MORADORES DO BAIRRO OU ADJACENTES ................................... 5MÉTODO..................................................................................................................... 7 FONTES SECUNDÁRIAS ............................................................................................... 7 Fontes Recomendadas ........................................................................................ 7 Fontes Consultadas: ............................................................................................ 7 FONTES PRIMÁRIAS .................................................................................................... 8RESULTADOS ............................................................................................................ 9 FONTES SECUNDÁRIAS ............................................................................................... 9 Caracterização Físico-Geográfica ........................................................................ 9 População e Domicílios/Habitações ..................................................................... 9 Alternativas de transporte Público ........................................................................ 9 Unidade de órgão da Prefeitura ........................................................................... 9 Áreas Públicas de lazer........................................................................................ 9 Saneamento ......................................................................................................... 9 Estabelecimento de Educação ............................................................................. 9 Estabelecimento de comercio ............................................................................ 12 Estabelecimento de saúde ................................................................................. 12 Organização religiosa......................................................................................... 10 Síntese sobre resultados do estudo em fontes secundárias .............................. 10 FONTES PRIMÁRIAS .................................................................................................. 12 Quadro de entrevistas ........................................................................................ 11 Síntese sobre resultados do estudo em fontes primárias .................................. 12CONCLUSÃO ........................................................................................................... 15FONTES CONSULTADAS ....................................................................................... 16ANEXOS ................................................................................................................... 17 ANEXO I – FOTOS E/OU VÍDEOS ................................................................................. 15 ANEXO II - MAPAS .................................................................................................... 23 ANEXO III - MODELO DE QUESTIONÁRIO E/OU DE ENTREVISTA ..................................... 25
  • 181. Página |3 INTRODUÇÃOObjetivo Geral:Estudar a qualidade urbana local em estudo de caso do bairro(s) de SantaRosa, no município(s) de Niterói, a partir de dados em fontes secundárias eprimárias, considerando uma perspectiva de realismo crítico, multiatores edialógica entre os que residem, trabalham ou circulam no território estudado eentorno.Equipe do ProjetoJulia Dias, Mariana Menengoy e Nathalia Reis.
  • 182. 4|PáginaHistórico do Bairro e entorno (ou Histórico do Município, se não conseguiuencontrar a história do bairro)20 A história de Niterói começa na época da invasão francesa ao Rio deJaneiro, por volta do ano de 1560. A França, apoiada por uma tribo indígenachamada Tamoio, tenta tomar o Rio de Janeiro das mãos dos portugueses. Emresposta à invasão, os portugueses se unem à tribo inimiga dos Tamoios, osTememinós.Os franceses acabam sendo expulsos do Rio de Janeiro pelos índiosTememinós e pelos portugueses. Como recompensa, é concedida ao líder dosTememinós, Araribóia, a sesmaria que viria a ser chamada Niterói.Niterói já foi a capital da província do Rio de Janeiro de 1834, até a fusão em1975 do estado do Rio de Janeiro com o estado da Guanabara, quando a capitalestadual foi transferida para a cidade do Rio de Janeiro. Quando ainda era acapital do estado, Niterói recebeu uma série de benefícios como a barca à vapor,estação de rede de esgoto, alargamento de ruas principais e etc. A partir de 1930, quando houve ênfase no processo de industrialização,Niterói passou a crescer populacionalmente. Na década de 40, 80% dapopulação já era considerada urbana. Em 1980, a população já se encontravatotalmente urbanizada. Com a construção da Ponte Rio - Niterói, a economiacresceu, junto com o aumento dos investimentos públicos, da especulaçãoimobiliária, da infraestrutura e da ocupação dos bairros. A população sedistribuiu irregularmente pelo município, devido às condições naturais ehistóricas. Hoje, Niterói possui quase 500.000 habitantes e apresenta um dosmaiores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) do Brasil. O município édivido em 12 grandes regiões administrativas: Barreto, Centro, Engenhoca,Fonseca, Icaraí, Ingá, Pendotiba, Região Oceânica, Rio do Ouro, Santa Bárbara,Santa Rosa e São Francisco. Santa Rosa é um antigo bairro de Niterói localizado entre Cubango, VitalBrazil e Icaraí. Sua história começa com a partilha da grande Fazenda de Icaraí,que assim, houve uma grande migração para o interior, ou seja, em direção aofuturo bairro de Santa Rosa. O crescimento de Santa Rosa é resultado de um modelo onde seprivilegia a construção de grandes prédios, que ganharam os lugares das casasantigas do bairro. Foi a partir da década de 1990 que houve o “boom” imobiliáriodessa região. Os novos prédios de Santa Rosa foram surgindo estrategicamentepróximo ao grande centro urbano. Muitas mudanças positivas ocorreram nobairro no inicio deste século. Houve melhorias no sistema de saneamentobásico, iluminação e asfaltamentos de ruas. Hoje, a população de Santa Rosa é de cerca de quase 30.000 habitantes.Em sua grande maioria, é composta por famílias de classe media, com exceçãodas populações que habitam os morros de Santa Rosa, que possuem baixo20 http://www.omelhordobairro.com.br/niteroi-santarosa/historia http://pt.wikipedia.org/wiki/Hist%C3%B3ria_de_Niter%C3%B3i
  • 183. Página |5poder aquisitivo. Mesmo assim, as condições dessas pessoas que vivem nessascomunidades, ainda são melhores do que as de outras comunidades de baixarenda do município.Devido ao bom poder aquisitivo dos moradores, a maioria possuindo automóvelparticular e ao grande número de linhas de ônibus, a população de Santa Rosanão encontra problemas de transporte. 1
  • 184. 6|PáginaAssociação (ões) de Moradores do Bairro ou adjacentes Como não encontramos Associação de Moradores, identificamos um movimento social denominado Comunidade São José. Porém, este endereço não corresponde mais ao endereço real, pois esta organização perdeu seu espaço. COMUNIDADE SÃO JOSÉ  Endereço: Rua Itaperuna, 174 CEP: 24240-070  Cidade: Niterói  Telefone: (21) 26206233
  • 185. Página |7 MÉTODOPesquisa exploratória e descritiva, seguindo metodologia fenomenológica paraconhecer um fenômeno social a partir da subjetividade e intersubjetividade depessoas exercendo papéis sociais complementares em um espaço e tempourbano em âmbito local (bairro) no contexto e cotidiano de moradia doestudante. Uso de fontes documentais disponíveis na internet sobrecaracterização de dados censitários e histórico sobre bairro, complementada porpesquisa de campo com amostragem por acessibilidade em segmentos dogoverno, empresas, trabalhadores, comunidade e sociedade civil situados nobairro objeto de estudo de caso. Adotou-se técnica de entrevista estruturada esemi-estruturada para conhecer perspectivas sobre aspectos da qualidadeurbana graduados em muito bom e bom, razoável e ruim e péssimo, além deoutros comentários espontâneos sugestivos de ações e propostas para melhoriada qualidade urbana do bairro. Tratamento qualitativo das entrevistas por análisede conteúdo (veja seção resultados, subseção fontes primárias), adotando-setécnica de categorias temáticas para os conteúdos expressos pelosrespondentes.Fontes SecundáriasFontes RecomendadasDe acordo com orientação comum pela professora e orientadora do estudo,seguem as fontes secundárias recomendadas para consulta. Na seçãoResultados, apresentamos os resultados das fontes que efetivamente adotamosno caso estudado.Conjuntos de Informação Fontes Secundárias e Primárias: Do Município – IBGEa) Caracterização Físico- Do Bairro: Imagem do Google Earth e breve descritivoGeográfica pelos alunos Do Município – IBGEb) População e Do Bairro: Possíveis fotos de interesse e umaDomicílios/Habitações descrição geral, pelos alunos, sobre esse aspecto no perfil do bairro Do Município – IBGE Do Bairro: Possíveis fotos de interesse e umac) Áreas Públicas de Lazer descrição geral, pelos alunos, sobre esse aspecto no perfil do bairro Do Município –d) Alternativas de Do Bairro: Possíveis fotos de interesse e umaTransporte Público descrição geral, pelos alunos, sobre esse aspecto no perfil do bairro Do Município: IBGE Perfil dos Municípios Brasileiros –e) Unidades de Órgãos da Gestão Pública Municipal 2009Prefeitura Do Bairro: site da prefeitura para identificar se há órgãos no bairro Do Município: IBGE e site da Prefeituraf) Saneamento (Água, Do Bairro: se encontrarem alertas ou situaçõesEsgoto, Coleta de Lixo) críticas no bairro em questões de sanemento, tirar fotos e breve descrição
  • 186. 8|Páginag) Estabelecimentos de Do Município: IBGE, INEP e site da PrefeituraEducação Pública e Privada Do Bairro: INEP e site da prefeitura Do Município: IBGE e Ministério da Saúdeh) Estabelecimentos Do Bairro: Observação e registro fotográfico pelosde Saúde Pública e Privada alunosi) Estabelecimentos de Do Município: IBGE - @cidadesComércio, Serviços eIndústria e EconomiaInformalj) Organizações religiosas, Informação do bairro, em pesquisa via internet oude defesa de direitos local pelos alunoshumanos, comunitários,sociais e do meio ambiente Fontes Secundárias recomendadas: 1. IBGE: www.ibge.gov.br a. @ CIDADES - http://ibge.gov.br/cidadesat b. Indicadores (Mapa do Site) - www.ibge.gov.br/home/mapa_site/mapa_site.php c. Banco de Dados Agregados - Sistema IBGE de Recuperação Automática – SIDRA http://www.sidra.ibge.gov.br/bda/ d. Perfil dos Municípios Brasileiros – Gestão Pública Municipal 2009 – http://www.ibge.gov.br/munic2009/ e. Mapas - http://www.ibge.gov.br/mapas_ibge/ f. Indicadores de Desenvolvimento Sustentavel do IBGE - http://www.sidra.ibge.gov.br/bda/pesquisas/ids/default.asp?o=13&i=P 2. INEP – www.inep.gov.br a. Cadastro de Escolas da Educação Básica no Brasil http://www.dataescolabrasil.inep.gov.br/dataEscolaBrasil/home.seam b. Cadastro de Instituições de Educação Superior do Brasil http://emec.mec.gov.br/ 3. Ministério da Saúde a. Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde http://cnes.datasus.gov.br/Lista_Tot_Es_Estado.asp - Totalização http://cnes.datasus.gov.br/Lista_Es_Nome_Por_Estado_Municipio.asp ?VEstado=00&VMun=0 - Por endereço (estado, município e endereço com bairros)Fontes Consultadas:A seguir, as fontes efetivamente consultadas pelos alunos nesse estudo sobreSanta Rosa:Conjunto de Fontes SecundáriasInformaçãoCaracterização Físico- http://www.nitvista.com/index_frame.php?url=%2Fbairros.php%3 Fa%3Dbsar%26item%3D1Geográfica http://www.nitvista.com/index_frame.php?url=%2Fbairros.php%3População e Fa%3Dbsar%26item%3D1Domicílios/Habitações http://pt.wikipedia.org/wiki/Transportes_de_Niter%C3%B3iAlternativas detransporte Público http://www.niteroi.rj.gov.br/Unidade de órgão daPrefeitura
  • 187. Página |9Áreas Públicas de http://br.kekanto.com/biz/praca-largo-do-maraolazer http://www.aguasdeniteroi.com.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/starSaneamento t.htm?sid=603 http://www.apontador.com.br/em/rj_niteroi/escolas/em_santa-rosaEstabelecimento de http://www.dataescolabrasil.inep.gov.br/dataEscolaBrasil/home.sEducação eam;jsessionid=99FFF9ED2FE034D4A220B9925A0ED067 http://jornal.ofluminense.com.br/editorias/economia/bairro-santa-Estabelecimento de rosa-em-niteroi-se-torna-mais-atrativo-para-o-comerciocomercio http://cnes.datasus.gov.br/Lista_Es_Municipio.asp?VEstado=33&Estabelecimento de VCodMunicipio=330330&NomeEstado=RIO%20DE%20JANEIROsaúde http://www.apontador.com.br/em/rj_niteroi/religiao/igrejas-Organização religiosa templos-e-instituicoes-religiosas/em_santa-rosa
  • 188. 10 | P á g i n aFontes Primárias Comunidade (Moradores e Transeuntes)  4 moradores ou transeuntes Empresa  Funcionário de Creche Particular  Proprietário de Banca de Jornal  Proprietária de Loja de vestuário feminino Governo  Administração Regional de Santa Rosa Sociedade Civil  Comunidade São José
  • 189. P á g i n a | 11 RESULTADOSFontes SecundáriasNesta seção, são apresentadas sínteses em tópicos estudados em fontessecundárias a respeito do bairro e, quando não disponíveis os dados sobre obairro, do município. Como há uma ampla disseminação de dados sobremunicípios, em especial no IBGE, mas não encontramos a mesma facilidade emdados em áreas geográficas em escala de bairros, esta seção objetivademonstrar o que é possível a partir das fontes recomendadas e de outrasfontes que os alunos possam buscar em sites e outros meios.Caracterização Físico-GeográficaBairro localizado entre Icaraí, Cubango e Vital Brazil. Possui uma área de 3,0km² e densidade demográfica de 14.391 hab/km².População e Domicílios/HabitaçõesA população de Santa Rosa concentra-se na faixa etária de 0 a 44 anos.Apresenta cerca de 63% de ocupações verticais, 31% de casas e 6% deocupação em favelas.Alternativas de transporte PúblicoA única alternativa de transporte coletivo do bairro é o ônibus, porém isto não éexclusividade do bairro. O município de Niterói como um todo tem basicamente oônibus como única alternativa de transporte coletivo (Exceto pela CCR Barcas,transporte aquaviário responsável pelo translado intermunicipal entre Niterói e ocentro do Rio de Janeiro). A região de Santa Rosa é bem servida de linhasmunicipais e intermunicipais e qualidade do transporte não foi um item muitocitado pelos entrevistados como item crítico. Só com esta pesquisa não foipossível avaliar a qualidade do serviço oferecido, mas as alternativas detransporte público (ou “a” alternativa – tendo em vista que existe somente umaopção de transporte, o ônibus) parecem ser satisfatórias e atender asnecessidades da população local.Unidade de órgão da PrefeituraA Secretaria de Administração Regional de Santa Rosa localiza-se na RuaDoutor Mário Viana, nº 532 CEP: 24241-002.Áreas Públicas de lazerPara o lazer da população em áreas publicas, existe a Praça Raul de Oliveira,que fica aberta durante todo o dia, fechando apenas durante a madrugada paraevitar que a população de rua faça o local de moradia permanente.SaneamentoQuase 100% da população de Santa Rosa apresenta esgotamento sanitárioadequado, porém uma pequena minoria ainda utiliza valões como forma deescoamento sanitário. Algumas ruas do bairro alagam durante as chuvas devidoao entupimento dos bueiros.
  • 190. 12 | P á g i n aEstabelecimento de EducaçãoSanta Rosa possui diversos estabelecimentos de ensino particulares. É umaregião farta em creches e colégios particulares (Colégio Salesiano, InstitutoAbel), possui ainda uma instituição de ensino superior (Faculdade Unilasalle). Jáno âmbito público, a região conta com creches comunitárias, como a CrecheComunitária Anália Franco e a Moacyr Bogado. Possui ainda a Escola EstadualDr. Memória e o Colégio Estadual Guilherme Briggs, entre outras.Estabelecimento de comércioNas últimas décadas, o Pólo Comercial de Santa Rosa vem se desenvolvendo,desta forma, os moradores não precisam sair do bairro pra conseguir o queprocuram. Além disso, gera novos empregos e oportunidades. Apresenta grandevariedade de restaurantes, bares, lojas, farmácias e supermercados.Estabelecimento de saúdeNo âmbito público a área conta com a Casa de Saúde Alfredo Neves, o Hospitalda Polícia Militar e a Unidade de Saúde de Família José Antônio Echezerria. Jána rede particular a região possui algumas opções como: Casa de Saúde AlfredoNeves, Casa de Saúde e Maternidade Santa Martha, Casa de Saúde NossaSenhora Auxiliadora, Hospital Esperança etc.Organização religiosaA área apresenta grande diversidade de instituições religiosas. Como porexemplo, Centro Espiritualista Jesus Nazareno, Igreja de Nova Vida, InstituiçãoReligiosa Perfect Liberty, Igreja de Nossa Senhora Auxiliadora, etc.Síntese sobre resultados do estudo em fontes secundáriasSegundo pesquisas de fontes secundárias, o bairro de Santa Rosa é um bombairro. Possui boa infraestrutura para os moradores e pra quem circula por ele.No aspecto da segurança, o bairro apresenta uma melhora nos últimos anos,porém ainda é necessário que haja uma intensificação no policiamento noturno.Para o lazer e cultura da população, existe o Teatro Abel que apresenta boasatrações, tanto para o público adulto, quanto para o infantil. Existem feirasculturais e atrações na Praça Raul de Oliveira durante algumas épocas do ano.Santa Rosa é servido de um ótimo saneamento básico, pois quase 100% dapopulação possui água encanada e tratamento adequado de esgoto, além daeficiente limpeza de ruas. A população de Santa Rosa, em sua maioria, éconstituída por pessoas da classe média e média alta.
  • 191. P á g i n a | 13 Fontes Primárias Quadro de entrevistas (sobre os dados coletados sobre o Grau de Qualidade Urbana: Muito Bom ou Bom; Regular; e Ruim ou Péssimo)Entrevistado Comércio Saneament Cultura/Lazer Transport Saúde Educaçã Segurança o Básico e oHomem - 40 Regular Regular Regular Ruim Ruim Regular RegularanosHomem - 43 Bom Regular Ruim Bom Regular Ruim BomanosHomem - 67 Regular Regular Regular Bom Regular Bom RegularanosHomem - 22 Bom Regular Regular Bom Regular Regular RegularanosMulher - 31 Muito Ruim Ruim Muito Regular Regular Péssimoanos Bom BomMulher - 69 Bom Regular Regular Ruim Regular Regular RegularanosMulher - 41 Bom Ruim Ruim Regular Regular Bom Regularanos
  • 192. 14 | P á g i n aSíntese sobre resultados do estudo em fontes primárias Com a pesquisa de campo, observamos que os moradores compartilham grande parte das opiniões sobre os principais itens perguntados sobre o bairro. O comércio é um dos grandes atrativos, apresenta grande variedade e qualidade. Durante as entrevistas, este aspecto foi o mais elogiado. O saneamento básico da região é regular, apresentando alguns problemas em determinadas áreas do bairro. Os moradores destacaram que ocorrem alagamentos em algumas partes devido ao entupimento dos bueiros; algumas ruas ficam intransitáveis. Existe também, próximo a Rua Paulo César um esgoto a céu aberto, que acaba servindo também para depósito de lixo que é jogado irregularmente pela população. Próximo a essa área pode ocorrer a proliferação de ratos e de vetores prejudiciais a saúde do homem. Para o lazer e a cultura, são oferecidos eventos gratuitos à população. Na Praça Raul de Oliveira existem shows e brincadeiras gratuitas principalmente durante o Carnaval. Alguns entrevistados acham que eventos com mais instruções e incentivos a população como, por exemplo, educação ambiental, para que seja ensinado a elas sobre a reciclagem, coleta seletiva, conscientização da população para que não se jogue lixo nas ruas e etc., além de informativos sobre planejamento familiar seriam de grande importância para todos. Eventos desse tipo não costumam ocorrer. Para o transporte público, foi ressaltada a facilidade de acesso a diversas regiões da cidade e o grande número de linhas que circulam por lá. Um grande incômodo para a população é a questão do trânsito, que com o passar dos anos, vem piorando devido ao aumento do uso do carro particular ao invés do transporte público. Os estabelecimentos de saúde são de qualidade regular e existem na região, tanto hospitais particulares quanto públicos. Santa Rosa, no âmbito da educação, apresenta escolas particulares de tradição, além de boas escolas de ensino fundamental e médio da rede pública. A principal queixa dos entrevistados é a carência de creches públicas da região. Um dos fatores muito mencionado foi a segurança. No geral, os moradores afirmam que Santa Rosa é um bairro tranquilo, porém, alguns ficam insatisfeitos, pois o número de moradores de rua e assaltos noturnos vem aumentando. Há policiamento na região, mas as ruas que se localizam mais para a extremidade do bairro apresentam maior índice de assalto, necessitando assim de maior policiamento.
  • 193. P á g i n a | 15 CONCLUSÃOO bairro de Santa Rosa se localiza em uma região estratégica da cidade deNiterói, uma área bem próxima ao centro da cidade, porém que ainda preservaáreas mais tranquilas e pacatas. Uma área que vem crescendosignificativamente, entretanto não conta com muitas políticas públicas deordenamento. A pesquisa em fontes primárias revelou que para a grande maioriados moradores, a principal vantagem do bairro é a própria comunidade. Um dositens bastante comentado pela população é a questão do saneamento básico,que ao contrário do que foi encontrado nas fontes secundárias, desagrada aquase todos os entrevistados. No geral, Santa Rosa apresenta boa infraestruturapara seus moradores, apesar de como muitos outros bairros, enfrentardificuldades no transito e na segurança. Os problemas de engarrafamento e faltade segurança têm aumentado recentemente. Os entrevistados com mais idaderevelaram que o bairro costumava ser mais tranquilo e pacato, porém com achegada de grandes empreendimentos imobiliários na região a realidade localvem se modificando.A subprefeitura regional de Santa Rosa auxilia os moradores com pequenosreparos, como placas de estacionamentos, poda de arvores, buracos nas ruas eetc, e também com palestras, na maioria das vezes, sobre segurança pública. Opúblico presente nessas palestras é pequeno, principalmente devido ao medo einsegurança de alguns moradores. A região possui áreas sob o domínio decontraventores, as comunidades destes locais têm receio de participar daspalestras e acabar sofrendo retaliação por parte destes criminosos.Este bairro não possui uma associação de moradores legítima, encontramosalgumas na região. Com uma associação de moradores mais centralizada, seriapossível atender melhor as demandas da população para que assim pudessemser feitas solicitações perante a prefeitura ou subprefeitura de forma maisorganizada e assim esperar ações mais eficientes do governo.Com o estudo, aprendemos técnicas de pesquisa primárias que antes nãoconhecíamos. Obtivemos experiência em abordagem para pesquisas de campoe lidar com as pessoas entrevistadas respeitando suas opiniões. Observamosque fontes primárias podem não traduzir a mesma realidade apresentada pelasfontes secundárias, como ocorreu em nosso trabalho. Este estudo nos permitiucompreender que devemos buscar fontes distintas de informações sempre, paraque possamos tirar nossas próprias conclusões.
  • 194. 16 | P á g i n a FONTES CONSULTADAS<http://www.urbanismo.niteroi.rj.gov.br/ > acessado em 15/10/2012<http://www.omelhordobairro.com.br/niteroi-santarosa/historia> acessado em16/10/2012<http://pt.wikipedia.org/wiki/Hist%C3%B3ria_de_Niter%C3%B3i> acessado em16/10/2012<http://www.aguasdeniteroi.com.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?sid=346> acessado em 16/10/2012<http://www.niteroitv.com.br/guia/niteroi_historia.asp> acessado em 16/10/2012<http://www.nitvista.com/index_frame.php?url=%2Fbairros.php%3Fa%3Dbsar%26item%3D1> acessado em 18/10/2012<http://www.nitvista.com/index_frame.php?url=%2Fbairros.php%3Fa%3Dbsar%26item%3D1> acessado em 18/10/2012<http://pt.wikipedia.org/wiki/Transportes_de_Niter%C3%B3i> acessado em24/10/2012<http://www.niteroi.rj.gov.br/> acessado em 24/10/2012<http://br.kekanto.com/biz/praca-largo-do-marao> acessado em 24/10/2012<http://www.aguasdeniteroi.com.br/publique/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?sid=603> acessado em 24/10/2012<http://www.apontador.com.br/em/rj_niteroi/escolas/em_santa-rosahttp://www.dataescolabrasil.inep.gov.br/dataEscolaBrasil/home.seam;jsessionid=99FFF9ED2FE034D4A220B9925A0ED067> acessado em 25/10/2012<http://jornal.ofluminense.com.br/editorias/economia/bairro-santa-rosa-em-niteroi-se-torna-mais-atrativo-para-o-comercio> acessado em 25/10/2012<http://cnes.datasus.gov.br/Lista_Es_Municipio.asp?VEstado=33&VCodMunicipio=330330&NomeEstado=RIO%20DE%20JANEIRO> acessado em 25/10/2012<http://www.apontador.com.br/em/rj_niteroi/religiao/igrejas-templos-e-instituicoes-religiosas/em_santa-rosa> acessado em 25/10/2012
  • 195. P á g i n a | 17 ANEXOSAnexo I – Fotos e/ou Vídeos Foto da Praça Raul de Oliveira. 10/10/2012 Foto tirada na Rua Doutor Paulo César. 10/10/2012
  • 196. 18 | P á g i n aAnexo II - MapasFonte: https://maps.google.com.br/maps?oe=utf-8&client=firefox-a&q=santa+rosa+niteroi&ie=UTF-8&hq=&hnear=0x99840bc8d605f3:0x6e96c2c05a104337,Santa+Rosa,+Niter%C3%B3i+-+RJ&gl=br&ei=pNCRUMLrOYfG9gSAl4CoCg&ved=0CCkQ8gEwAQ
  • 197. P á g i n a | 19Anexo III - Modelo de Questionário e/ou de Entrevista Questionário Estudo da Qualidade Urbana Local – Santa RosaEntrevistado:Idade:Mora no bairro: ( ) sim ( ) nãoO que o bairro apresenta de: Bom ou Muito bom: __________________________________________________________ __________________________________________________________ __________________ Regular: ___________________________________________________________ ___________________________________________________________ __________________ Ruim ou Péssimo: ___________________________________________________________ ___________________________________________________________ __________________Sobre as situações que precisam melhorar, que ações de melhorias poderiamser promovidas: Pela população que mora ou circula no bairro: ___________________________________________________________ ___________________________________________________________ __________________ Pela prefeitura e vereadores (Poder Público): ___________________________________________________________ ___________________________________________________________ __________________ Pela associação de moradores: ___________________________________________________________ ___________________________________________________________ __________________ Outros: ___________________________________________________________ ___________________________________________________________ __________________
  • 198. 20 | P á g i n a V. Instituto de Geociências Curso de Bacharelado em Ciência Ambiental Unidade Curricular: Crítica Consciência e Cidadania Socioambiental I Profa: Patrícia Almeida Ashley PROJETO ESTUDO DE QUALIDADE URBANA LOCAL Tribobó – São Gonçalo EQUIPE: Nome: Cristiane de Barros Perez Matrícula 112095001 Nome: Elena Claudio Britto Matrícula 112095032 Nome: Isabela Otoni de Oliveira Matrícula 112095003 Nome: Ruan Vargas Matrícula 112095027 Nome: Vinícius Couto Catarino Matrícula 112095029 Niterói, 01 de novembro de 2012
  • 199. P á g i n a | 21 SumárioINTRODUÇÃO ............................................................................................................ 3 OBJETIVO GERAL: ...................................................................................................... 3 EQUIPE DO PROJETO .................................................................................................. 3 HISTÓRICO DO BAIRRO DE TRIBOBÓ E ENTORNO ........................................................... 4 ASSOCIAÇÃO DE MORADORES DO BAIRRO OU ADJACENTES ........................................... 5MÉTODO .................................................................................................................... 7 FONTES SECUNDÁRIAS ............................................................................................... 7 Fontes Consultadas: ................................................................................................ 6 FONTES PRIMÁRIAS .................................................................................................... 8RESULTADOS ........................................................................................................... 9 FONTES SECUNDÁRIAS ............................................................................................... 9 Caracterização Físico-Geográfica ........................................................................ 9 População e Domicílios/Habitações ..................................................................... 9 Alternativas de transporte Público........................................................................ 9 Unidade de órgão da Prefeitura ........................................................................... 9 Áreas Públicas de lazer ....................................................................................... 9 Saneamento ....................................................................................................... 10 Estabelecimento de Educação ........................................................................... 10 Estabelecimento de comercio ............................................................................ 10 Estabelecimento de saúde ................................................................................. 10 Organização religiosa ........................................................................................ 10 Síntese sobre resultados do estudo em fontes secundárias .............................. 10 FONTES PRIMÁRIAS .................................................................................................. 11 O que está bom e muito bom no bairro ............................................................. 11 O que está razoável no bairro ............................................................................ 12 O que está ruim ou péssimo no bairro ............................................................... 12 Outros Tópicos das Entrevistas ......................................................................... 13 Síntese sobre resultados do estudo em fontes primárias ............................. 13-14CONCLUSÃO ........................................................................................................... 15FONTES CONSULTADAS ....................................................................................... 16ANEXOS ................................................................................................................... 17 ANEXO I – FOTOS E/OU VÍDEOS ................................................................................. 18 ANEXO II – MAPAS ................................................................................................... 20 ANEXO III - MODELO DE QUESTIONÁRIO E/OU DE ENTREVISTA ...................................... 21
  • 200. 22 | P á g i n a INTRODUÇÃOOBJETIVO GERAL: Estudar a qualidade urbana local em estudo do caso do bairro de Tribobó,no município de São Gonçalo, a partir de dados em fontes secundária eprimárias, considerando uma perspectiva de realismo crítico, multiatores edialógica entre os que residam, trabalham ou circulam no território estudado eentorno.EQUIPE DO PROJETO Equipe do projeto: Cristiane de Barros Perez, Elena Claudio Britto, IsabelaOtoni de Oliveira, Ruan Vargas e Vinicius Couto Catarino.
  • 201. P á g i n a | 23 HISTÓRICO DO BAIRRO DE TRIBOBÓ E ENTORNOS O atualmente município de São Gonçalo antes era habitado por índiosTamoios, a região foi tomada por franceses e portugueses, tempos depois. Em 6de abril de 1579 a cidade foi fundada por Gonçalo Gonçalves. Seudesmembramento, iniciado no final do século XVI, foi efetuado pelos jesuítas,que instalaram uma fazenda na zona conhecida como Colubandê no começo doséculo XVII, às margens da atual rodovia RJ-104. Com seu território extenso São Gonçalo é dividido por 5 distritos, ou seja,delimitação de áreas com aspectos peculiares entre os bairros. E Tribóbó seencontra no 1º distrito composto por 54 bairros, dentre eles o bairro escolhidopara o Estudo de Qualidade Urbana. Segundo histórias, onde hoje é o bairro de Tribobó, uma família possuíaum sítio, propriedade rural que se chamavam Três bobos. Este sítio era de 3irmãos, hoje já falecidos. E em lembrança a esses irmãos, o bairro ficouconhecido como “Tribobó”, em homenagem a esses três irmãos. Os nomes dosirmãos eram Marlus, Luiz Gustavo e Iara, todos com o sobrenome Bobo deCamarão Andrade de Oliveira. Outra explicação para origem do nome dá contaque se trata de uma redução da expressão "pela tribo" (bó em tupi significaatravés, por, pela). A localidade que deu origem ao bairro era composta por vários riachos,além da lagoa do Capote. Tornou-se o mais importante centro de avicultura doestado do Rio de Janeiro, o que levou a criação da Cooperativa Avícola de SãoGonçalo. Todo esse progresso fez com que o lugarejo, chamado Tribobó,ficasse popular e fosse elevado a bairro.Tribobó é um bairro situado no município de São Gonçalo, próximo dos bairrosde Anaia, Jóquei Club, Colubandê, Arsenal, Maria Paula, entreoutros. Essencialmente residencial e com algumas indústrias leves, passam poreste bairro, todos que têm como destino a região dos lagos, se usandoa Rodovia Amaral Peixoto. Hoje esse bairro é habitado por cerca de mais de 50.000 habitantes, ecomo em toda cidade populosa geral uma série de problemas ambientais, comTribobó também não foi muito diferente. A produção de lixo em grande escala e
  • 202. 24 | P á g i n ao descarte irregular dos mesmos, o lançamento de esgoto nos lagos e afluentes,juntamente com os produtos químicos gerados pelas indústrias adjacentes ao rio_______________¹ Prefeitura de São Gonçalo <http://www.saogoncalo.rj.gov.br/historia.php>² Br2Bis “O Guia Completo de sua cidade”<http://saogoncalo.br2.biz/cidade/info > ³ Blog Adolpho Konder<http://adolphokonder.blogspot.com.br/2009/05/inauguracao-da-sede-permanente-do-cras.html> ASSOCIAÇÃO DE MORADORES DO BAIRRO OU ADJACENTES ASSOCIAÇÃO DOS MORADORES E AMIGOS DO JARDIN NAZERÉ (AMOJAN) o Endereço: Rua Dalva Raposo o Bairro: Tribobó - Areal o Cidade: São Gonçalo – SG ASSOCIAÇÃO DE MORADORES E AMIGOS DO ARSENAL (AMAR) o Endereço: Rua Olívia Lopes o Bairro: Arsenal o Cidade: São Gonçalo – SG
  • 203. P á g i n a | 25 MÉTODO Pesquisa exploratória e descritiva, seguindo metodologia fenomenológicapara conhecer um fenômeno social a partir da subjetividade e intersubjetividadede pessoas exercendo papéis sociais complementares em um espaço e tempourbano em âmbito local (bairro) no contexto e cotidiano de moradia doestudante. Uso de fontes documentais disponíveis na internet sobrecaracterização de dados censitários e históricos sobre bairro, complementadapor pesquisa de campo com amostragem por acessibilidade em segmentos dogoverno, empresas, trabalhadores, comunidade e sociedade civil situados nobairro objeto de estudo de caso. Adotou-se técnica de entrevista estruturada esemi-estruturada para conhecer perspectivas sobre aspectos da qualidadeurbana graduados em muito bom e bom, razoável e ruim e péssimo, além deoutros comentários espontâneos sugestivos de ações e propostas para melhoriada qualidade urbana do bairro. Tratamento qualitativo das entrevistas por análisede conteúdo (veja seção resultados, subseção fontes primárias), adotando-setécnica de categorias temáticas para os conteúdos expressos pelosrespondentes.Fontes Consultadas: A seguir, as fontes efetivamente consultadas pelos alunos nesse estudosobre o Bairro de Tribobó:Conjunto de Fontes SecundáriasInformaçãoCaracterização Físico- http://www.ibge.gov.br/cidadesat/topwindow.htmGeográfica http://www.saogoncalo.rj.gov.brPopulação eDomicílios/Habitações www.vnsamparo.com.br/Alternativas de http://www.setrerj.org.br/linhas/inter_madureira_tribobo708.htmltransporte PúblicoUnidade de órgão da http://www.saogoncalo.rj.gov.brprefeitura
  • 204. 26 | P á g i n a http://www.saogoncalo.rj.gov.br/fumparj/paisagismo.phpÁreas Públicas delazer http://ibge.gov.br/cidadesatSaneamento http://portal.mec.gov.br/Estabelecimento de http://emec.mec.gov.br/Educação http://ibge.gov.br/cidadesatEstabelecimento decomércio http://www.saogoncalo.rj.gov.brEstabelecimento de www.saude.gov.br/saúde Pesquisadas através do trabalho de campo.Organização religiosa http://saogoncalo.br2.biz/tribobo/outros/igrejas-e-organizacoes- religiosas
  • 205. P á g i n a | 27Fontes Primárias a Serem Contactadas Comunidade (Moradores e Transeuntes) o Moradores de idades distintas o Morador afetado com atividades da fábrica Empresa o Gerente da marmoraria o Dono de padaria o Fábrica de papelão o Fábrica de Acetona Governo o Posto de Saúde o Programa da Prefeitura de Desenvolvimento Social – CRAS o Candidato a vereador Sociedade Civil o Associação de moradores Trabalhadores dos Setores Privados e Públicos o Professor de escola pública o Trocador de ônibus
  • 206. 28 | P á g i n a RESULTADOSFontes Secundárias Nesta seção, são apresentadas sínteses em tópicos estudados em fontessecundárias a respeito do bairro e, quando não disponíveis os dados sobre obairro, do município. Como há uma ampla disseminação de dados sobremunicípios, em especial no IBGE, mas não encontramos a mesma facilidade emdados em áreas geográficas em escala de bairros, esta seção objetivademonstrar o que é possível a partir das fontes recomendadas e de outrasfontes que os alunos possam buscar em sites e outros meios.Caracterização Físico-Geográfica Tribobó tem o relevo montanhoso, com rio de delimita um bairro de outro,muita vegetação primitiva, mas com a especulação imobiliária o local está sendodegradado.População 2010: 999.728Área da unidade territorial (Km²): 247 709Densidade demográfica (hab/Km²): 4.035,90População e Domicílios/Habitações Os domicílios em boa parte do bairro são compostos por casa de baixarenda e de classe média.Alternativas de transporte Público Verificamos que em uma parte do bairro de Tribobó, que foi escolhidopara nossa análise possui somente três linhas de transporte, dois municipais,que são:Viação Rio Ouro e Rosana, com valores de R$:2,60.Em um trajeto com percurso do Arsenal ao Centro de São Gonçalo.O Intermunicipal, Viação Nossa Senhora do Amparo, com o trajeto com umaparte de Tribobó até Niterói. Com variações de preço entre R$: 2, 60, R$: 3, 60,8,00 e 10,00. (Fotos em anexo I)Unidade de órgão da Prefeitura No Bairro há apenas uma unidade de assistência a comunidade daprefeitura, da Secretária Municipal de Desenvolvimento Social (SMDS),
  • 207. P á g i n a | 29localizada no endereço Alfeu Rabeu, Tribobó. (Foto em anexo I)Áreas Públicas de lazer Existem praças publicas de lazer no bairro, porém não são registradaspelo governo e não observamos uma manutenção. A área mais próxima selocaliza no bairro de Colubandê. (Fotos da única área de lazer do local, mas nãoé do governo, em anexo I).Saneamento Precário, a metade do bairro recebe os cuidados básicos de saneamento,e a outra não.Um dos motivos informados pela prefeitura e de que as ruas faltosas são deobras mais pesadas.Estabelecimento de Educação No bairro existem dois estabelecimentos escolares, sendo dois dogoverno e alguns particulares, dentre eles instituições privadas de educaçãoinfantil que vão do Jardim a Alfabetização. Faltam creches, do governo no bairro.Estabelecimento de comércio O bairro possui variados tipos de comércio, dentre eles podemos ressaltarmercados, padarias, farmácias, borracharias, farmácias, etc.Estabelecimento de saúde Existem dois postos de saúde na região e um de pronto atendimento,sendo eles o Posto de Saúde Adão Pereira Nunes, localizado na AvenidaEugênio Borges.O Centro de Saúde Médica da Família Doutro Badger da Silveira, localizado naRua Acácio de Raposo. E Serviços de Pronto Atendimento Médico Dr. Euclides Jesus Zerbini,localizado na Avenida Eugênio Borges, no bairro do Arsenal, mas encontra-sedesativado a mais de 3 anos, e agora em situação precária. E como o bairro émuito extenso acaba sendo longe para os próprios moradores.
  • 208. 30 | P á g i n aOrganização religiosaNa região existem diversos templos religiosos que oferecem serviços acomunidade, gratuitamente.Síntese sobre resultados do estudo em fontes secundárias A pesquisa nos mostrou que as fontes primárias se diferem das fontessecundárias. O que nós observamos nos sites não condiz com a realidadevivenciada. Também há a ausência de informações necessárias para conclusãodo trabalho, que observamos em campo.
  • 209. P á g i n a | 31Fontes Primárias Orientação para tratamento dos dados coletados a partir das entrevistasSobre os dados coletados nas entrevistas sobre o Grau de QualidadeUrbana Muito Bom ou Bom; Razoável; e Ruim ou Péssimo.7. Leitura do que escreveram durante as entrevistas, buscando criar palavras- chave ou expressões dos assuntos que os entrevistados definiram quanto ao grau de qualidade urbana do bairro do que está muito bom ou bom, o que está regular e o que está ruim ou péssimo8. Organizar as palavras-chave ou expressões dos assuntos nas tabelas a seguir em que as linhas são separações entre categorias de respondentes e na coluna de Palavras-Chave ou Expressões serão digitadas todas as respectivas expressões ou palavras-chaves do que foi coletado pelas entrevistas e que se enquadram em que cada grau de qualidade. Preferencialmente usem três tabelas separadas para não ficarem com muitos dados em uma só tabela. Ou, alternativamente, os que quiserem podem juntar as três tabelas em uma só bem larga e cheia de dados (uma coluna para Muito ou Bom, uma coluna para Razoável e uma coluna para Ruim ou Péssimo).9. Na etapa de síntese das palavras-chave ou expressões das entrevistas sobre o Grau de Qualidade Muito Bom ou Bom; Regular; Ruim ou Péssimo crie categorias temáticas (conjuntos ou agrupamentos) sobre as palavras-chave citadas.O que está bom e muito bom no bairro Categoria de Palavras-Chave ou Expressões do que está Muito Respondentes Bom ou Bom (Entrevistados) Governo Policiamento Empresas As pessoas que vivem no bairro Comunidade Convívio social (Moradores) Trabalhadores As oportunidades de emprego
  • 210. 32 | P á g i n a Sociedade Civil A pavimentação das ruas SÍNTESE Policiamento, convívio sócia, empregabilidade e pavimentaçãoO que está razoável no bairro Categoria de Palavras-Chave ou Expressões do que está Respondentes Razoável (Entrevistados) Governo Distribuição de água encanada Empresas Coleta de Lixo Comunidade As instituições públicas de ensino (Moradores) Trabalhadores Transporte Público Sociedade Civil Qualidade de vida SÍNTESE Água encana, coleta de lixo, escolas públicas, transporte públicoO que está ruim ou péssimo no bairro Categoria de Palavras-Chave ou Expressões do que está Respondentes Ruim ou Péssimo (Entrevistados) Governo Falta de uma área de lazer no bairro, e o lixo jogado em locais irregulares Empresas Reparação e pavimentação de algumas ruas Comunidade (Moradores) Iluminação pública, praças para o lazer das pessoas, criminalidade, escoamento das águas da chuva, esgoto Trabalhadores Transporte público, iluminação nas ruas principais e falta de policiamento à noite
  • 211. P á g i n a | 33 Sociedade Civil A falta de áreas para o lazer da comunidade, o crescimento da criminalidade e a prefeitura é muito negligente com o bairro SÍNTESE Iluminação, área de lazer, criminalidade, pavimentação e reparo das ruas, esgotoOutros Tópicos das Entrevistas Quadros de eventuais posicionamentos para A Qualidade de Vida Local,tendo em vista as questões mais abordadas pelos moradores na pesquisarealizada, com possíveis possibilidades de melhora a qualidade urbana no bairrode Tribobó e por quem podem ser feitas ações para melhorias na qualidadeurbana do bairro. Categoria de Quem e o que podem fazer para melhorar a Respondentes qualidade urbana do bairro (Entrevistados) Governo A população poderia não sujar tanto as ruas e jogar seus lixos em locais inapropriados e cuidarem mais do patrimônio público Empresas A Prefeitura podia fazer manutenção das estradas e pavimentação de ruas semestralmente Comunidade (Moradores) A Prefeitura deveria fazer uma área de lazer e a manutenção das lâmpadas Trabalhadores A Prefeitura podia colocar mais uma empresa no transporte público Sociedade Civil Colocar um policiamento efetivo no bairro e fazer o saneamento básico, são ações em que a Prefeitura pode providenciar
  • 212. 34 | P á g i n aSíntese sobre resultados do estudo em fontes primárias Um bairro bem residencial, com parte da sua população idosa.Existem algumas indústrias leves, situadas ao longo do bairro.Verificamos que existe o fator de criminalidade no bairro, que se instalou apouco tempo, através as entrevistas podemos observar que a população sugereque a pacificação do rio de janeiro, como indicador. A estrutura local tem algumas peculiaridades, como o bairro é divido emsub-bairros, em um lado vemos que foram executadas obras de saneamentobásico, como calçamentos, encanamento de água. E do outro lado vemos todo esses problemas mencionadosanteriormente.Temos a saúde como ponto regular, tendo dois postos de saúde e um de prontoatendimento, mais fechado a mais de três anos. Os outros dois a falta deprofissionais da saúde e de medicamentos para a população. Observamos também que não há nenhum lugar de lazer para acomunidade, e uma das principais reclamações dos moradores.Através da pesquisa em campo realizada com os moradores, onde elesrespondem indicaram tudo o que vêem de errado, vemos o descaso total daprefeitura com projetos para a população e a falta de reparos nas ruas.
  • 213. P á g i n a | 35Conclusão Através, do trabalho de campos, efetuados na segunda e terceira semanado mês de outubro, tendo como foco uma pequena porção do bairro de Tribobó,sendo os sub-bairros, Areal, Tribobó City e Palha Seca. Em entrevistas comMultiatores, sendo eles moradores, sociedade civil, trabalhadores, governo eempresas. Tivemos dificuldades na elaboração do projeto nos sentidos dasinstituições não quererem participar das entrevistas e não deixaram ser citadasna pesquisa, com medo de possíveis repressões. E com a temperaturadesfavorável para o trabalho em campo. Em outros pontos, das entrevistas quepodemos ressaltar com fatores positivos e bem proveitosos para a consolidaçãodo trabalho, são elas o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) e osmoradores. Em estarmos lidando com um trabalho em exige uma integração dospesquisadores com o objeto de estudo nos propicia a experiência de presenciare comunicarmos com fatos que não observaríamos em pesquisas na internet,sendo então muito proveitoso para nossa jornada acadêmica.Uma parte da comunidade indicou o aspecto social como Muito Bom, Bom, naspesquisas em fontes Primárias, um característica em que podemos enfatizar oestudo. Procurando entender os motivos de indicarem o convívio social sendo omelhor ponto do bairro. Se seria pelos moradores estarem lá a tantos anos ouuma característica desses moradores de serem tão afetuosos.Através do proposto trabalho, para nós as experiências nas entrevistas foi única,do ponto de vista em que podemos estar mais próximo dos problemas e dacomunidade, colhendo informações com os mesmos que nós permite aampliação no processo de inicio e conclusão do trabalho, com uma perspectivade observadores e vivenciando a cultura do bairro, coisa em que não podemosobservar em pesquisas externamente, sendo difícil concluirmos sem estaposição. Podendo através das entrevistas obter informações e solicitações paraque dar continuidade ao trabalho e algumas palestras, dentro de entidadesgovernamentais. Para desenvolver ações coletivas, se faz necessário a integração dacomunidade com o governo, oferecendo projetos diferenciados, como atividades
  • 214. 36 | P á g i n acomplementares a crianças e adolescentes, e as demais faixas etárias.Não só projetos de lazer, mas, dias de ações sociais, para unificar a comunidadecada vez mais.
  • 215. P á g i n a | 37Fontes Consultadas IBGE. Disponível em <http://www.ibge.gov.br/cidadesat/topwindow.htm> Acesso em 10 outubro/2012 às 20 horas INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO SUPEIOR E CURSOS CADASTRADOS. Disponível em <http://emec.mec.gov.br/> Acesso em15outubro2012 às 17 horas VIAÇÃO NOSSA SENHORA DO AMPARO. Disponível em <www.vnsamparo.com.br/> Acesso em 10outubro2012 às 20horas e 30 minutos SINDICATO DAS EMPRESAS DE TRANSPORTES RODOVIÁRIOS DO RIO DE JANEIRO. Disponível em <http://www.setrerj.org.br/linhas/inter_madureira_tribobo708.html> Acesso em 15outubro2012as17horas PEFEITURA DE SÃO GONÇALO. Disponível em <http://www.saogoncalo.rj.gov.br> Acesso em 21 outubro2012 às 15:00 IBGE. Disponível em <http://ibge.gov.br/cidadesat> Acesso em 21 outubro2012 às 15:00 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Disponível em <http://portal.mec.gov.br/> Acesso em 24outubro2012 às 18:00 INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO SUPEIOR E CURSOS CADASTRADOS. Disponível em <http://emec.mec.gov.br/> Acesso em 24outubro2012 às 18:00 IBGE. Disponível em <http://ibge.gov.br/cidadesat> Acesso em 15outubro201 às 17horas IBGE. Disponível em <http: //www.ibge.gov.br/home/mapa_site/mapa_site.php> Acesso em 27outubro2012 às 14:00 IBGE. Disponível em <http://www.sidra.ibge.gov.br/bda/> Acesso em 27outubro2012 às 14:00 IBGE. Disponível em <http://www.ibge.gov.br/munic2009/> Acesso em 27outubro2012 às 14:00 IBGE. Disponível em <http://www.ibge.gov.br/mapas_ibge> Acesso em 27outubro2012 às 14:00 PREFEITURA DE SÃO GONÇALO. Disponível em <http://www.saogoncalo.rj.gov.br/historia.php> Acesso em 28outubro2012 às 18:00
  • 216. 38 | P á g i n a IGREJAS NO MUNICÍPIO. Disponível em <http://pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%A3o_gon%C3%A7alo> Acesso em 30 outubro2012 às 01:10 MINISTÉRIO DA SAÚDE. Disponível em <http://www.saude.gov.br/> Acesso em 30 outubro/ 2012 às 10:00 IGREJAS. Disponível em <http://saogoncalo.br2.biz/tribobo/outros/igrejas- e-organizacoes-religiosas> Acesso em 28 outubro/ 2012 às 11:00 ÁREAS PÚBLICAS DE LAZEER. Disponível em <http://www.saogoncalo.rj.gov.br/fumparj/paisagismo.php> Acesso em 30 outubro/ 2012 às 11:00. Imagens obtidas através de uma câmera pessoal.
  • 217. P á g i n a | 39_______________Os horários e datas apresentados, foram feitos partir de uma media aproximadade tempo que levamos para fazer, pesquisas.Anexos Anexo I - Fotos Anexo II - Mapas Anexo III - Modelo de Questionário e/ou de Entrevista
  • 218. 40 | P á g i n aAnexo I – Fotos Foto 1 - Alternativa de transporte público Fonte: Acervo pessoal
  • 219. P á g i n a | 41Foto 2 - Alternativa de transporte público Fonte: Acervo pessoalFoto 3 - Unidade de órgão da prefeitura Fonte: Acervo pessoal
  • 220. 42 | P á g i n a Foto 4 – Único ponto de lazer, não é do governo. Fonte: Acervo pessoalAnexo II - Mapas Mapa 1 - Localização de Tribobó
  • 221. P á g i n a | 43 Fonte: Google EarthMapa 2 - Município de São Gonçalo dividido em distritos Fonte: Prefeitura de São Gonçalo
  • 222. 44 | P á g i n aAnexo III - Modelo de Questionário e/ou de EntrevistaQuestionário ministrado aos moradores e trabalhadores de Tribobó; 1. O que você classificaria como o que esta muito bom e bom? 2. O que esta razoável? 3. E o que esta Ruim e Péssimo?Questionário elaborado para as instituições Governamental, privadas,comércios e sociedade civil. 1. Qual é o trabalho de vocês com a comunidade? 2. O que você classificaria como o que esta muito bom e bom? 3. O que esta razoável? 4. E o que esta Ruim e Péssimo?
  • 223. P á g i n a | 45 Instituto de Geociências Curso de Bacharelado em Ciência Ambiental Unidade Curricular: Crítica Consciência e Cidadania Socioambiental I Profª: Patrícia Almeida Ashley Flávia Cunha Labriola Graziele Noronha dos Santos Laiana Lopes do Nascimento Tamiris Xavier AmorimPROJETO ESTUDO DE QUALIDADE URBANA LOCAL Niterói, 25 de outubro de 2012
  • 224. 46 | P á g i n a Instituto de Geociências Curso de Bacharelado em Ciência Ambiental Unidade Curricular: Crítica Consciência e Cidadania Socioambiental I Profª: Patrícia Almeida Ashley Flávia Cunha Labriola - Matrícula: 112095044 Graziele Noronha dos Santos – Matrícula: 112095013 Laiana Lopes do Nascimento – Matrícula: 112095017 Tamiris Xavier Amorim – Matrícula: 112095026 PROJETO ESTUDO DE QUALIDADE URBANA LOCAL Trabalho apresentado para avaliação do rendimento escolar na disciplina de Crítica, Consciência e Cidadania Socioambiental I, do curso de Ciência Ambiental, da Universidade Federal Fluminense, ministrado pela professora Patrícia Almeida Ashley. Niterói, 25 de outubro de 2012
  • 225. P á g i n a | 47 SUMÁRIOINTRODUÇÃO...................................................................................................... 4Histórico do Bairro e entorno (Município) .................................................. .....5Associação(ões) de Moradores do Bairro ou adjacentes .............................. 61. Caracterização Físico-Geográfica ................................................................ 71.1 Breve descritivo ............................................................................................. 82. População e Domicílios/Habitações ............................................................. 93. Áreas Públicas de Lazer .............................................................................. 104. Alternativas de Transporte Público ............................................................ 115. Unidades de Órgão da Prefeitura ............................................................... 116. Saneamento (Água, Esgoto, Coleta de Lixo) ............................................. 147. Estabelecimentos de Educação Pública e Privada .................................. 167.1 Instituições de Educação Superior cadastradas no Município de São Gonçalo– curso presencial – em atividade ...................................................................... 167.2 Instituições de Educação Regular cadastradas no Bairro de Neves, SãoGonçalo – curso presencial – em atividade ....................................................... 167.2.1 Entrevistas realizadas no Colégio Municipal Ernani Faria ........................ 177.2.1.1 Entrevista com a coordenadora de Língua Portuguesa e uma professora............................................................................................................................ 187.2.1.2 Entrevista com a bibliotecária ................................................................ 207.2.1.3 Entrevista com a nutricionista ................................................................ 227.2.2 Observações finais ................................................................................. 228. Estabelecimentos de Saúde Pública e Privada ........................................ 228.1 Relatos feitos por pacientes e funcionários no Posto de Saúde “X” ............ 23
  • 226. 48 | P á g i n a9. Estabelecimentos de Comércio, Serviços e Indústria e EconomiaInformal ............................................................................................................ 249.1 Relatos feitos por comerciantes locais ........................................................ 2410. Organizações Religiosas, de Defesa de Direitos Humanos,Comunitários, Sociais e do Meio Ambiente .................................................. 2411. Síntese do Perfil do Bairro ....................................................................... 26CONCLUSÃO ................................................................................................... 28REFERÊNCIAS ................................................................................................. 29
  • 227. P á g i n a | 49Objetivo Geral Estudar a qualidade urbana local em estudo de caso do bairro de Neves,no município de São Gonçalo, a partir de dados em fontes secundárias eprimárias, considerando uma perspectiva de realismo crítico, multiatores edialógica entre os que residem, trabalham ou circulam no território estudado eentorno.Histórico do Bairro e entorno (Município) Neves é um bairro de São Gonçalo, fronteiriço com a cidade de Niterói,localizado entre a Baía da Guanabara (Oeste), o bairro do Barreto (Sul), doPorto Velho (Norte) e Venda da Cruz (Leste). O mesmo está a 5 minutos doCentro de Niterói e a 17 minutos do Centro de São Gonçalo, é sede e bairromais importante do 4º distrito, que leva o seu nome, e tem o maior IDH domunicípio. Neves é o mais antigo distrito de São Gonçalo. Surgiu de enormes fazendas localizadas à beira-mar, onde viveramsenhores e escravos, que, à força de muito trabalho, deram início ao progressodo lugar. No Paiva, os terrenos fizeram parte de uma fazenda que se estendiapela orla marítima, indo até ao Porto da Vala. O dono de tal propriedade,segundo alguns, teria sido um cidadão conhecido por Chico Paiva que maistarde veio a loteá-la, passando a administração para Joãozinho Paiva, um deseus filhos. Toda a vida de Neves se concentrava em torno do Porto do mesmo nome,o qual se localizava justamente, no princípio da antiga Rua da Covanca, hojeFloriano Peixoto. O movimento portuário era feito através de faluas e lanchasque transportavam os produtos gonçalenses para o Rio de Janeiro. O transporteera feito por diversos modos: numa época mais remota, com o auxílio de animaise carroças de bois, e já mais tarde, por via férrea. Não pode deixar de fazermenção, aos bondes a burro, cujos animais eram trocados no Barreto. Era umtransporte coletivo.
  • 228. 50 | P á g i n a A iluminação da cidade era a gás e das residências, feitas a querosene oucarbureto, sendo então, utilizados os lampiões e as lamparinas. Na mesmaépoca, já serviam ao bairro, a E. F. Leopoldina, atual Rede Ferroviária Federal ea E. F. Maricá. Esta última partia da Rua Oliveira Botelho indo até Cabo Frio, eos bondinhos a fogo. Este transporte pertencia a Transwal Rural Fluminense.Compunha-se de uma máquina que conduzia dois carros que iam de Neves aSão Gonçalo, estendendo-se mais tarde até o Alcântara. Com a evolução dostempos, foi esta condução aperfeiçoada, passando a ser puxada por máquina amotor a qual veio a ser transformada no bonde elétrico. O escoamento dosprodutos eram auxiliados por outros Portos que ficavam na orla periférica doBairro: Porto da Madama, Porto da Vala, Porto do Gradim, Porto Novo, Porto daPonte, Porto da Pedra, Porto do Velho e Porto da Lira. Neves foi sede do 10º Batalhão, berço da Guarda Nacional, instalado àTravessa Ana Soares. Naquele tempo os altos do oficialato também eramadquiridos através desta Guarda Nacional e, posteriormente reconhecidos pelasForças Armadas, posto que, inestimáveis serviços foram prestados a Pátria,pelos seus componentes formados pela elite da sociedade de então. Coube aeste 10º Batalhão, a responsabilidade de policiar a cidade. Mais tarde, foi organizado a Polícia Civil tão operosa quanto a primeira;seus elementos foram tirados da elite e não eram remunerados. Neves também possuiu a Guarda Noturna fundada pelo Capitão RubensOrlandini, que durante muitos anos foi o seu Comandante. A sede primeiramentefoi instalada na Rua das Neves ao lado da residência do Major Quirino. Após o grande investimento feito na década de 1990 pela EmpresaFrancesa Carrefour, ao qual instalou-se no local onde havia a empresa Fiat LuxIndústria de Fósforo próximo ao Clube do mesmo nome e que em tempo recordese instalou em Neves o maior Supermercado do Leste Fluminense, as margensda Rodovia Niterói-Manilha (BR-101) o bairro sofreu sucessivos projetos pelogoverno Municipal e Estadual. O Projeto São Gonçalo 2000, em parceria entre Município e Estadorevitalizou todo o bairro. As principais vias receberam novo asfalto, calçadastornaram-se adequadas aos deficientes físicos, foram construídos Delegacia
  • 229. P á g i n a | 51Legal, Posto do Detran, restauração do Teatro Savalla Gomes(PalhaçoCarequinha), de praças, etc. Em Março de 2008, em solenidade na Praça XV pela modernização dafrota das Barcas, o atual governador Sérgio Cabral inaugurou a barca Neves Vem homenagem ao bairro.Associação(ões) de Moradores do Bairro ou adjacentes Associação de Moradores para o Desenvolvimento de Neves -AMONEVES foi fundada em 18 de Março de 1983 e localiza-se na Rua Dr. JoséAugusto Pereira dos Santos, s/nº - Neves, CEP.24425-004 - São Gonçalo, RJ. Aatual presidente é Luciana Araújo. O primeiro contato foi feito via Facebook,devido à falta de um número de telefone correto. Correio eletrônicoamoneves@bol.com.br.
  • 230. 52 | P á g i n a 1. Caracterização Físico-Geográfica Área da unidade territorial do Município de São Gonçalo: 247,709km2 (*)Figura 1 - Mapa do Município de São Gonçalo, Rio de Janeiro, pelo Google Earth. Figura 2 - Mapa com destaque no Município de São Gonçalo, Rio de Janeiro, pelo Google Maps. ___________________ 8 (*): O valor desta área é provisório, podendo sofrer alteração com a divulgação das áreas do Censo 2010.Figura 3 - Mapa do Bairro de Neves, São Gonçalo, Rio de Janeiro, pelo GoogleEarth.
  • 231. P á g i n a | 53Figura 4 - Mapa com destaque no bairro de Neves, São Gonçalo, Rio de Janeiro,pelo Google Maps.1.1 Breve descritivo Neves é um bairro relativamente grande dentro do município de São Gonçalo.Possui uma localização privilegiada, por ser ligado a uma das principais rodoviasdo Estado do Rio de Janeiro, a BR 101.
  • 232. 54 | P á g i n a2. População e Domicílios/Habitações Neves é um Bairro simples e a maior parte dos moradores do local são declasse média e média baixa. As habitações são bastante humildes, mesclando zonas médias e baixas precárias. A população residente no Morro da Coruja (principal comunidade dobairro), muito carente e sofrem com o descaso do Governo (Figura 5). Figura 5 – Morro da Coruja, Neves, São Gonçalo. Fonte: Jornal O Fluminense 3. Áreas Públicas de Lazer
  • 233. P á g i n a | 55 Segundo relatos de moradores, Neves não possui áreas de lazer paracrianças e idosos (Figura 6). A única opção é uma praça, porém os brinquedosestão frequentemente quebrados pela ação de vândalos (Figura 7).Figura 6 – Obra da Praça de Esportes ainda não iniciada Figura 7 – Praça de Neves4. Alternativas de Transporte Público
  • 234. 56 | P á g i n a Devido a sua localização privilegiada, o Bairro possui muitas opções delinhas de ônibus, o que facilita bastante a locomoção dos moradores. Porémainda há casos isolados, especialmente de idosos, que reclamam da demorados ônibus.5. Unidades de Órgãos da PrefeituraQuadro 1 – Estrutura da Prefeitura Municipal de São Gonçalo Prefeito(a) Maria Aparecida Panisset Chefe de Gabinete: Eugênio José da Silva Abreu Vice-Prefeito(a) Jorge Aranha Procurador Geral Marcelo Paar Santiago Secretaria Municipal de Administração Secretário(a): Sérgio Gomes Novo Endereço: Rua Feliciano Sodré, 100 - Centro - SG. CEP: 24440-440 E-mail: administracao@pmsg.rj.gov.br Telefone: 2199-6338 Secretaria Municipal de Fazenda Secretário(a): Antonio Domingues Moreno Filho Endereço: Rua Feliciano Sodré, 100 - Centro - SG. CEP: 24440-440 E-mail: fazenda@pmsg.rj.gov.br Telefone: 2199-6342(Atendimento) Secretaria Municipal de Governo Secretário(a): Elizabeth dos Santos Endereço: Rua Feliciano Sodré, 100 - Centro - SG. CEP: 24440-440 E-mail: governo@pmsg.rj.gov.br Telefone: 2199-6313 / 6497 Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia Secretário(a): João de Castilho Filho Endereço: Rua Feliciano Sodré, 100 - Centro - SG. CEP: 24440-440
  • 235. P á g i n a | 57 E-mail: desenvolvimentoeconomico@pmsg.rj.gov.br Telefone: 2199-6308Secretaria Municipal de Transportes Secretário(a): Mauro Assad Couto Endereço: Rua Uriscina Vargas, 36 - Alcântara- SG E-mail: transporte@pmsg.rj.gov.br Telefone: 3262-3573 / 3578Secretaria Municipal de Educação Secretário(a): Janaina Silva Nogueira Endereço: Av. Pres. Kennedy, 721 - Estrela do Norte - SG. CEP: 24.455- 000 E-mail: educacao@pmsg.rj.gov.br Telefone: 2199-6500/2199-6506Fundação de Artes São Gonçalo Secretário(a): Carlos Ney Pinho Ribeiro Endereço: Rua Uriscina Vargas, 36 - Alcântara - SG. Telefone: 3262-3623Secretaria Municipal de Saúde Secretário(a): Márcio Panisset Endereço: Rua Dr. Nilo Peçanha, 110/ 13º - Centro - SG. CEP: 24445-360 E-mail: saude@pmsg.rj.gov.br Telefone: 2199-6800Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social Secretário(a): Pedro Mayrink Veiga de Castro e Silva Endereço: Rua Uriscina Vargas, 36 - Alcântara Telefone: 3262-3601Fundação Municipal de Apoio a Infância e Adolescência de São Gonçalo Secretário(a): Claudio Lemos Endereço: Rua João Caetano, 52 - Alcantara - SG. Telefone: 2603-1959Secretaria Municipal de Infraestrutura e Urbanismo Secretário(a): Valmir Barros Endereço: Rua Feliciano Sodré, 100 - Centro - SG. CEP: 24440-440 E-mail: semiurme@pmsg.rj.gov.br
  • 236. 58 | P á g i n a Telefone: 2199-6348/6369 Secretaria Municipal de Controle Interno Secretário(a): Josué Augusto da Silva Endereço: Rua Feliciano Sodré, 100 - Centro - SG. CEP: 24440-440 E-mail: controleinterno@pmsg.rj.gov.br Telefone: 2199--6426/6448 Secretaria Municipal de Planejamento Secretário(a): Suely Amaral Santos Silva Endereço: Rua Feliciano Sodré, 100- Centro- SG. Cep.24.440-440 E-mail: semplan-sg@ig.com.br Telefone: 2199-6313 Secretaria Municipal de Pesca Secretário(a): Anderson Ferreira Pinto Endereço: Rua Feliciano Sodré, 100 - Centro - SG. CEP: 24440-440 E-mail: secpesca@pmsg.rj.gov.br Secretaria de Habitação Secretário(a): Miguel Rodrigues Sobrinho Endereço: Rua Feliciano Sodré, 100 - Centro Telefone: 2199-6338 / 6472 /6337 Cerimonial do Gabinete da Prefeita Secretaria Municipal de Turismo e Cultura Secretário(a): Carlos Ney Pinho Furlani do Valle Secretário(a): Maria Aparecida Ribeiro Endereço: Av. Presidente Sodre,100- 721 - Estrela do Norte - SG - Centro Rua Feliciano Kennedy, Centro-SG Cep.24.440-440 Endereço: Cultural Joaquim Lavoura E-mail: cerimonial@pmsg.rj.gov.br E-mail: turismo@pmsg.rj.gov.br / cultura@pmsg.rj.gov.br Telefone: 2199-6512 / 6521 Chefe de Gabinete da Prefeita Secretário(a): Eugênio José da Silva Abreu Endereço: Rua Feliciano Sodré, 100- Centro- SG. Cep.24.440-440 E-mail: gabinete@pmsg.rj.gov.br Telefone: 2199-6303 / 6333 Gabinete do Vice-Prefeito Secretário(a): Vice-Prefeito Jorge Aranha Endereço: Rua Uriscina Vargas, 36 - 2º piso - Alcântara - SG Telefone: 3262-3558 / 3262-3557
  • 237. P á g i n a | 59 Telefone: 2199-6453Secretaria Municipal de Esporte e Lazer Secretário(a): Joaquim de Oliveira Endereço: Rua:Uricina Vargas,36 - Alcântara- SG Telefone: 3262-3590Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores Municipais de SãoGonçalo Secretário(a): Jorge Paulo Magdaleno Filho Endereço: Rua Cel.Serrado,1064- Zé Garoto-SG E-mail: ipasg@pmsg.rj.gov.br Telefone: 2605-4330Procuradoria Geral Secretário(a): Dr. Marcelo Paar Santiago(Procurador) Endereço: Rua Feliciano Sodré,100 - Centro -SG Cep.:24.440-440 Telefone: 2199-6347Secretaria de Comunicação Social Secretário(a): Adriana Aranha Teixeira Endereço: Rua . Feliciano Sodré,100 - Centro - Cep.: 24.440-440 E-mail: ascom@pmsg.rj.gov.br Telefone: 2199-6354 / 2199-6312Ouvidoria Geral do Gabinete da Prefeita Secretário(a): Ailton Barreto (Superintendente) Endereço: Rua: Feliciano Sodré,100- Centro-SG. Cep.24.440-440 E-mail: ouvidoriageral@pmsg.rj.gov.br Telefone: 2199-6464Secretaria Municipal de Integração e Políticas Públicas para Mulheres Secretário(a): Regina Célia Leal Marques Vieira Endereço: Rua Uriscina Vargas, 36 - Alcântara- SG E-mail: semindecon@pmsg.rj.gov.br Telefone: 3262-3646 / 3262-3648Guarda Municipal Secretário(a): Mário José dos Santos Filho (Comandante) Endereço: Rua Salvatori,1460- Rocha-SG. E-mail: guardamunicipal@pmsg.rj.gov.br Telefone: 2606-8001/ 8002
  • 238. 60 | P á g i n a Empresa Municipal de Desenvolvimento Coordenadoria Municipal de Defesa CivilUrbano e Saneamento Ambiental Secretário(a): Claudio Antonio Lucena Pereira(Coordenador Geral) Endereço: Rua Uriscina Vargas, 36 - Alcântara - SG E-mail: defesacivil@pmsg.rj.gov.br Telefone: 199 / 3262-3556 Secretaria Municipal de Trabalho Secretário(a): Cid Reis Neves Endereço: Rua Uriscina Vargas-36 - Alcântara - SG E-mail: trabalho@pmsg.rj.gov.br Telefone: 3262-3581 / 3582 / 3583 / 3584 Prefeitura Municipal de São Gonçalo Secretário(a): Prefeita Aparecida Panisset Endereço: Rua Feliciano Sodre, 100 - Centro - SG E-mail: gabinete@pmsg.rj.gov.br Telefone: 2199-6300 Secretaria de Seguridade Social Secretário(a): Jorge Paulo Magdaleno Filho Endereço: Rua Cel. Serrado, 1000 - Gr.520/522 - Zé Garoto - SG Telefone: 2605-1231 / 2605-4330 / 2604-2771 Secretaria de Segurança Pública Secretário(a): Mauro Assad Couto Endereço: Rua Uriscina Vargas, 36 - Alcântara - SG Telefone: 3262-3640 / 3641 Secretaria de Meio Ambiente Secretário(a): Luiz Vanderley da Silva Dias Endereço: Av. Pres. Kennedy, 721 - Estrela do Norte - SG. CEP: 24.455- 000 Telefone: 2199-6511 Secretaria Municipal de Políticas Estratégicas Secretário(a): Marilena Panisset da Costa Endereço: Rua Feliciano Sodré, 100 - Centro Telefone: 2199-6312
  • 239. P á g i n a | 61 Secretário(a): Aécio Nery de Almeida Soares6. Saneamento (Água, Esgoto, Coleta de Lixo) Um dos maiores problemas encontrados em Neves é o saneamentobásico. Ainda existem redes de esgoto a céu aberto proliferando doenças napopulação e gerando lixo ao redor (Figura 8). Em relação à distribuição de água,os moradores relataram que chegam há ficar uma semana sem água. “Semana passada eu e minha vizinha tivemos que comprar um caminhãopipa, porque já estávamos há seis dias sem água. Você imagina morar em umacasa com oito pessoas e ter só duas caixas d’água? É difícil.”
  • 240. 62 | P á g i n a Em relação à coleta de lixo, nos informaram que é razoável. A empresaresponsável é a Companhia Municipal de Limpeza Urbana, que disponibilizacaminhões de coleta segunda, quarta e sexta-feira, em horário diurno. Porémconstatamos grande quantidade de lixo e entulhos em alguns pontos do bairro eas ruas estavam bastante sujas (Figura 9). Figura 9 – Lixo acumulado em rua de Neves7. Estabelecimentos de Educação Pública e Privada7.1 Instituições de Educação Superior cadastradas no Município de São Gonçalo– curso presencial – em atividade
  • 241. P á g i n a | 63Quadro 2 - Instituições de Educação Superior DEPENDÊNCIA ORGANIZAÇÃO INSTITUIÇÃO ADMINISTRATIVA ACADÊMICAFaculdade de Tecnologia São Gonçalo Privada Faculdade – FATESGFaculdades Integradas Maria Thereza – Privada Faculdade FAMATHInstituto Superior de Ciências Humanas Privada Faculdade e Sociais Anísio Teixeira – ISAT Universidade do Estado do Rio de Estadual Universidade Janeiro – UERJ Universidade Estácio de Sá – UNESA Privada Universidade Universidade Salgado de Oliveira – Privada Universidade UNIVERSO7.2 Instituições de Educação Regular cadastradas no Bairro de Neves, SãoGonçalo – curso presencial – em atividadeQuadro 3 – Instituições de Educação Regular DEPENDÊNCIA INSTITUIÇÃO ADMINISTRATIVA Centro Educacional Melchiades Picanço Estadual Centro Educacional Santos Dias EstadualCentro de Atend. Pedag. Espec. Cape Apada São Gonçalo Privada Centro Educacional Joaquim de Almeida Privada CIEP Brizolão 413 Adão Pereira Nunes Estadual Colégio Waléria Calazans Privada Colégio Cenecista Felipe Tiago Gomes Privada Colégio Municipal Ernani Faria Municipal Escola Lions – Creche da Imaculada PrivadaInstituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Rio Federal de Janeiro - Campus São Gonçalo Jardim de Infância Patinho Amarelo Colégio Jipa Privada
  • 242. 64 | P á g i n a7.2.1 Entrevistas realizadas no Colégio Municipal Ernani Faria O Ernani Faria é um colégio que atende aos alunos da pré-escola e doensino fundamental, localizado no bairro de Neves, São Gonçalo (Figura 10). Figura 10 - Colégio Municipal Ernani Faria Fomos muito bem recebidas para a nossa pesquisa. As professoras forambem sinceras conosco e ficamos bastante satisfeitas com o resultado dasentrevistas. Infelizmente não foi possível contato com a diretora do colégio, poisa mesma estava em reunião. Com isso, não fomos autorizadas a fazer registrosfotográficos. Foram entrevistadas a coordenadora de Língua Portuguesa, umaprofessora, a bibliotecária e a nutricionista do colégio; conversamos tambémcom algumas crianças. Uma professora de Língua Inglesa nos mostrou asinstalações da escola.7.2.1.1 Entrevista com a coordenadora de Língua Portuguesa e uma professora O que falta para melhorar a educação nesta escola? Há falta deprofessores? O governo está disponibilizando concursos públicos?
  • 243. P á g i n a | 65“No município não há falta de concurso público, mas só que é o seguinte, elesabrem 12 vagas, depois não chamam mais ninguém. Passam anos semprofessores, e os que são contratados têm que se desdobrar para poder suprir ademanda. Atualmente nós estamos sem professores na rede, não só no bairro,faltam professores em várias áreas.” As senhoras acham que a remuneração dos professores deveria sermelhor? “Nós aqui somos privilegiados porque conquistamos o plano de carreira,mas o que acontece é que há muitos anos nós não temos reajuste salarial, entãoa gente acabou ficando com o nosso salário defasado por conta disso. O planoem si é excelente, se tivésse-mos uma correção anualmente, estaríamos comum salário compatível com a nossa função, mas infelizmente isso não temacontecido.” O que as senhoras acham do ambiente de trabalho, é adequado? “A nossa escola tem uma estrutura física muito boa, um espaçoexcelente, salas amplas, temos tudo para sermos um colégio com boasinstalações, mas infelizmente falta muito material. Nós temos sala deaudiovisual, biblioteca, um laboratório maravilhoso, tem também um teatro euma quadra esportiva, mas o que falta mesmo são os materiais para a gentetrabalhar e usar os espaços de uma forma adequada.” A escola possui algum projeto para as crianças fora do horário escolar? “Nós temos vários projetos na escola em que atendem o 1º e 2ºsegmentos. Estamos com um atualmente que é sobre ética e valores morais.Temos outros que são para alunos do 9º ano, o ‘De olho no concurso’, em queos preparam para concursos de escolas técnicas e militares, este é à noite.Temos também outros que são para o 1º segmento que é mais relacionado àeducação, nesses as crianças ficam o dia todo na escola.” A ideia de começar esses projetos partiu de vocês? “São projetos em que alguns de nós elaboramos na escola mesmo, emconjunto com todos os professores.”
  • 244. 66 | P á g i n a E dentre esses projetos, têm algum relacionado à educação ambiental? “Temos sim, ano passado a gente teve um projeto sobre meio ambiente,‘Minha escola meu planeta’, então em cima disso trabalhamos muito a questãodo meio ambiente e sustentabilidade.” O que vocês acham que é preciso ser feito para melhorar o ensino naescola? Os alunos são empenhados? As famílias participam das atividades? “Os alunos não estão muito motivados, as famílias não acompanham. Ospais hoje em dia estão deixando a educação dos filhos por conta da escola, maso professor acaba ficando muito sobrecarregado tendo que se preocupar com aeducação total da criança. Fica difícil, mas a gente faz o que pode. Infelizmentenossas reuniões de pais estão sempre vazias, a gente não tem uma parceriacom os pais, o que acaba prejudicando muito o desenvolvimento das crianças.” A escola possui muitos índices de reprovação? “Tem bastante, o que diminui um pouco é pelo fato de nós termos adependência, em que se o aluno for reprovado em uma matéria pode refazê-lano ano seguinte sem que ele seja reprovado totalmente.” A escola tem muita concorrência por vagas? “Atualmente não. Antigamente as turmas tinham cinquenta alunos em sala,houve uma evasão muito grande, por conta da nossa escola só atender o 1º e 2ºsegmentos. Os pais acabam preferindo uma escola que já tenha o ensino médio,para não ter que trocar seus filhos de escola.” Os alunos possuem quantas matérias no total? “São oito ao todo, português, matemática, história, geografia, ciências,educação física, inglês e educação artística para o 1º segmento e ainda temosum professor de música, porque nós temos uma banda na escola.” Como é o rendimento dos alunos em Língua Portuguesa e Matemática? “De uma forma geral existe uma resistência muito grande com essasdisciplinas, até porque a carga horária é maior. O grande desafio do professor de
  • 245. P á g i n a | 67português e matemática é conquistar o aluno para depois conquistá-lo paramatéria, porque eles já têm uma resistência a essas disciplinas, embora elassejam fundamentais para o aprendizado.”7.2.1.2 Entrevista com a bibliotecária Como é desenvolvia a leitura com as crianças desta escola? “No geral a leitura hoje em dia, não é um atrativo para os jovens comtanta mídia. Então, o jeito que a gente encontrou de cativar novos leitores erecuperar os antigos, foi realizar projetos de incentivo a leitura. No 1º segmentoa gente pega na base na pré-escola e na alfabetização, com atividadessemanais de contação de histórias, mas só que não é só sentar e contar história,é você os fazerem recontar a história para você, é os fazerem criar novashistórias a partir do que eles ouviram. Então a gente faz brincadeiras comfantoches, brincadeiras de começo meio e fim, que exploram o lado lúdico;partindo das brincadeiras nós entramos nos textos. Se você fala para criançatoda semana abre o livro, ela vai arrumar um jeito de ter uma dor de barriga todavez que ver aquela pessoa. Agora se começa com brincadeiras simples queestão adormecidas na nossa sociedade aí eles se entusiasmam e daí a gentepuxa para o gancho da leitura, do pegar o livro mesmo, de ficar curioso.” “Com os mais velhos a gente age em parceria com a equipe de LínguaPortuguesa. O aluno do 2º segmento é muito ligado em pontuação, se você nãotiver aquele incentivo que ele vai ser pontuado, ele diz que não se interessa porfazer. Aí a gente tem algumas surpresas, como foi agora em agosto em cima dofolclore. A gente ficou estudando textos, uma turma se interessou em fazer ‘Oalto do boi’ então nós o produzimos. No final quando a gente fez uma avaliaçãode grupo, eu escutei dos alunos o seguinte, ‘foi legal porque até quem a gentenão falava muito na turma agora a gente é amigo’, então tem esse lado dainteração, e eles já se interessaram em fazer novas atividades e assim os queficaram de fora perguntaram quando eles vão ter a oportunidade de participartambém. O primeiro grupo foi difícil da gente achar, temos cinco turmas e sóuma se interessou em participar, no meio do projeto os outros começaram a
  • 246. 68 | P á g i n apedir para serem inseridos, e terminamos com um grupão pedindo para fazerparte também.” “Outras ações que a gente faz também, e usar a mídia a nosso favor,estimulando com jogos, como trabalhar a coordenação motora com eles atravésde programas de informática educativos, que vieram do MEC. Nós temos bonsequipamentos na biblioteca do PROEM, então eles têm atividades pedagógicas.Ainda não temos acesso à internet, que é uma questão de instalação que já estásendo providenciada, enquanto isso, usamos os computadores que já vemprogramados para que o aluno execute a sua tarefa.” “Ontem eu tive um grupo visitando a biblioteca, nós começamos com umabrincadeira que era de fazer petecas, pegar jornal, tecido, barbantinho e ali elesjá começaram a não achar mais a biblioteca um lugar chato que não pode tocar,não pode mexer, muito mal respirar, e quando eles relaxaram, nós fomos paraos jogos pedagógicos. Nessa turma nós temos uma aluna especial e ouvimosdas outras crianças - Ah, mas ela não faz nada só olha. - Aí eu pedi para umaaluna mais agitada pra ajudá-la a manusear o equipamento e ela interagiu muitobem, tanto com o equipamento quanto com a colega. Os que estavamesperando falaram: – Já que a gente está aqui a gente pode ler? - Eu nãomandei ler, porém tinha um grupo fazendo o artesanato e outro grupo estava nocomputador, e depois quando eu percebi tinha uma grande parte lendo sem queeu tivesse pedido.” “Nós não obrigamos os nossos alunos a lerem, a gente dá um espaçolimpo, bonito, confortável. Na nossa biblioteca nós temos 20 cadeiras emexcelentes condições, estofadas, temos 16 pufes e um tapetão, que é limpo comcerta frequência.” “Atualmente a gente procura manter a biblioteca aberta no horário dealmoço, porque alguns alunos têm aula extra a tarde ou de complementação eaquele horário fica ocioso, e eles começam a ir para lá porque não tem ondeficar nesse tempo, e acabam pegando um livro e por conta disso a bibliotecaacabou se tornando o cantinho.” Aqui vocês recebem doações de livros? “Gostaria de esclarecer que nós não somos receptores de lixo. O queacontece é que morre uma pessoa na família, e querem desocupar o quarto
  • 247. P á g i n a | 69dessa pessoa e mandam os livros para uma escola mais próxima, e não adiantaa gente receber um livro que é sobre anatomia em inglês, porque morreu ummédico. A princípio se torna um material obsoleto no nosso estoque, ocupandoespaço. Como é crime federal se desfazer de livros, você se livra de livros queestão ocupando espaço na sua casa. É o que eu falo, quer fazer uma doaçãopense para que público você vai doar. Então tem vezes que a pessoa chegaaqui com o carro cheio de livros, aí eu peço para dar uma olhadinha, quandovejo,não é o perfil do nosso leitor. Se você chegar aqui com um carrinho cheiode gibi eu vou amar, porque a gente trabalha com o 1º segmento.” E os livros daqui só são adquiridos por doações? “Não. Existe uma verba que vem destinada a escola para a aquisição demateriais pedagógicos, entre as sugestões que vêm, é a compra de algunstítulos. Existe uma remessa de livros para didática de literatura que são enviadospelo MEC, então a gente recebe uma grande quantidade que já vem selecionadopelo MEC, e por fim as doações, e assim que nosso acervo é composto.”7.2.1.3 Entrevista com a nutricionista Como é feito o cardápio da semana? “Ele é todo feito pela Secretaria de Educação, aqui a gente só faz mesmoa parte da fiscalização Observa se o cardápio está sendo seguido, eu vejotambém como estão sendo feitas as refeições, se no estoque está tudo navalidade.” “Nós também fazemos uma avaliação nutricional das crianças; que épesar e medir a altura, para ver se elas estão com o peso adequado, e aí agente faz a margem da escola. Se tiver alguma criança com baixo peso, acimado peso ou com risco de desnutrição a gente faz um acompanhamento comaquela criança.”
  • 248. 70 | P á g i n a7.2.2 Observações finais Mesmo sendo uma escola que enfrenta diversos problemas, o ColégioMunicipal Ernani Faria é bem organizado, com uma infraestrutura boa e comprofissionais empenhados em fazer o melhor para o aprendizado edesenvolvimento das crianças. Uma escola limpa, com coleta seletiva, projetosde incentivo à leitura e alimentação balanceada para os alunos. Consegue semanter de maneira digna e proveitosa com a pequena verba que recebe dogoverno.8. Estabelecimentos de Saúde Pública e PrivadaQuadro 4 – Estabelecimentos de Saúde Pública e Privada cadastrados no Bairrode Neves, São Gonçalo TIPO DE ESFERA NOME UNIDADE ADMINISTRATIVA USF Neves Equipe 404 Posto de Saúde Municipal USF Neves Equipe 405 Posto de Saúde Municipal Sindicato dos Metalúrgicos de São Clínica/Centro de Privada Gonçalo EspecialidadeConsultório Odontológico Ernani Faria Unidade Móvel Municipal SEMSA Terrestre Casa de Saúde Nossa Senhora das Hospital Geral Privada Neves Unidade de Apoio Laboratório Lopes LTDA Diagnose e Privada Terapia Posto de Saúde Victor Chimelli Posto de Saúde Municipal Policlínica Neves Policlínica Municipal8.1 Relatos feitos por pacientes e funcionários no Posto de Saúde “X” Do lado de fora do Posto de Saúde já era possível visualizar suasprecárias condições. Má conservação, pessoas aguardando em filas paratentarem um atendimento, entre outros. Ainda do lado de fora do Posto, perguntamos a duas senhoras queaguardavam pelo atendimento quanto tempo elas costumavam demorar paraconseguir marcar uma consulta médica, como era o atendimento e como estava
  • 249. P á g i n a | 71a quantidade de médicos e medicamentos. A resposta já esperada é que é muitodifícil conseguir marcar uma consulta alí, o atendimento é demorado e às vezesnem é realizado – já havia cerca de duas horas que elas aguardavam. “Às vezesa gente consegue marcar uma consulta, vem aqui, mas não é atendido.” Disseram também que faltam médicos e às vezes também medicamentos– nesse caso elas têm que comprar na farmácia. Além disso, ressaltaram que ainfraestrutura é ruim. “Falta luz e ventilação. Nesse calor ficam todos respirandoo mesmo ar lá dentro.” O posto de saúde está em obras, as quais podemos presenciar. Destaforma, o local atualmente utilizado encontra-se de maneira improvisada eacreditamos que grande parte do transtorno observado deve-se a tal motivo. Noentanto, isso não justifica o fato de os corredores estarem cheios nem aimprevisão do atendimento das pessoas que aguardavam sua vez. Dentro do Posto, há duas salas destinadas as farmácias (local onde ospacientes vão solicitar o remédio gratuito após serem atendidos). Na primeiraque entramos conversamos com o farmacêutico que dizia trabalhar alí há 8anos. Ele nos informou que essa farmácia é destinada exclusivamente aotratamento de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST’s), e nela ospacientes têm acesso aos coquiteis gratuitamente, além de receberemacompanhamento no tratamento. Além disso, obtivemos a informação de queesta farmácia é o único departamento de DST’s de São Gonçalo, ou seja, oúnico lugar que distribui esse tipo de medicamento para todo o Município. Ofarmacêutico ressaltou que os remédios nunca faltam e que o índice de pessoasque realizam esse tratamento é alto. “Toda São Gonçalo vem pegar essesremédios aqui, e o índice de pessoas portadoras do vírus do HIV é bem alto.” A segunda farmácia é destinada aos remédios de uso geral. Ofarmacêutico que encontramos desta vez disse estar lá há 3 anos e que nãofaltam remédios. Os que têm muita demanda acabam rápido, mas há um diacerto todos os meses em que a farmácia recebe novamente os medicamentos.No momento em que realizávamos a entrevistas, algumas pessoas estiverampor lá em busca de remédios que já tinham acabado.
  • 250. 72 | P á g i n a Infelizmente não fomos autorizadas a fazer registros fotográficos do local.Segundo a Diretora do Posto, para isso precisaríamos pedir autorização naSecretaria de Saúde, e nesse período eleitoral seria muito difícil conseguirmos.Havia uma fotografia da atual prefeita na sala da Diretora.9. Estabelecimentos de Comércio, Serviços e Indústria e EconomiaInformal Neves é um Bairro grande, porém pouco desenvolvido. Possui umhipermercado e algumas lojinhas que mal suprem as necessidades dosmoradores no dia-a-dia.9.1 Relatos feitos por comerciantes locais Perguntamos a alguns comerciantes locais como era a segurança nobairro de Neves. Um deles que também é morador do bairro há muitos anos,disse que em sua visão é muito tranquilo, mas ressaltou que é conhecido portodos naquela região e também conhece muitas pessoas que moram, trabalhamou transitam por ali, e talvez por isso não tenha problemas relacionados àsegurança, ou falta dela. Outra comerciante que apenas trabalha em Nevestambém disse que nunca teve problemas com assaltos.10. Organizações Religiosas, de Defesa de Direitos Humanos,Comunitários, Sociais e do Meio Ambiente É muito comum encontrar diversas Igrejas em um mesmo local, e emNeves não é diferente. Porém pouquíssimas são cadastradas, são elas: Igreja Batista de Neves Igreja Evangélica Apostólica Independente Igreja Evangélica Assembleia de Deus em Neves Igreja Evangélica Cristo é a Única Esperança Igreja Pentecostal Deus é Amor
  • 251. P á g i n a | 73 Igreja Pentecostal Missionária da Fé Igreja Presbiteriana de Neves Em Neves há também a Associação de Moradores para oDesenvolvimento de Neves – AMONEVES. Tal Associação foi o ponto crucial naescolha desse Bairro para o desenvolvimento de nosso projeto. A princípio, adescobrimos por acaso na rede social Facebook, e criamos grandesexpectativas com os trabalhos que acreditávamos que fossem realizados pelaAssociação, devido as constantes denúncias de descaso e vandalismos feitasatravés da rede social. O Vice-Presidente da Associação foi bastante atencioso conosco nocontato feito via internet, se prontificando a nos receber e nos mostrar todo otrabalho realizado; o mesmo era também candidato a Vereador, que por falta devotos não foi eleito. Infelizmente não conseguimos marcar uma data e horário exatos para oencontro com esse senhor. Porém, no dia 10 de Outubro de 2012, data esta quefoi realizada a visita ao bairro de Neves, fomos esperançosas a fim de encontrá-lo na Associação, ou ao menos alguém que pudesse representar a mesma. Foi uma enorme decepção chegar ao endereço onde deveria funcionar aAssociação e encontrá-la em completo abandono, de portas fechadas, sem omínimo sinal de funcionários e preocupação com a comunidade (Figura 11). Aúltima tentativa de contato com o membro da Associação foi no dia 4 de Outubrode 2012, sem resposta alguma até a presente data.
  • 252. 74 | P á g i n a Figura 11 – Associação de Moradores de Neves11. Síntese do Perfil do Bairro Neves é um bairro pobre, que sofre com o descaso das autoridades, porfalta de investimentos no local. A segurança é precária, mesmo possuindo uma Polinter no Centro doBairro. O local está sendo invadido descontroladamente pelo tráfico, devido àsinstalações de Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) no Rio de Janeiro.“Bandidos do Rio de Janeiro, com as UPPs sendo instaladas nas comunidadesde lá, muitos estão migrando para Neves, aumentando ainda mais o tráfico nanossa comunidade.” Tal fato dificultou nossa pesquisa. A insegurança eratamanha que optamos por não ir a determinados lugares. Outro fato determinante para o crescimento da violência e do número deassaltos é a falta de iluminação pública. As ruas ficam escuras, tornando-selocais propícios para os delitos. “Não podemos chegar um pouco mais tarde dotrabalho com medo de sermos assaltados.”
  • 253. P á g i n a | 75 A pavimentação das ruas do bairro está em péssimo estado deconservação. Somente no Centro possuem asfalto, as localizadas no interior dacomunidade são repletas de buracos. “Em algumas ruas na Prefeitura constaque são asfaltadas, só que na realidade não são.” O comércio, o mercado de trabalho e a assistência médica existentes nobairro não suprem as necessidades dos moradores, que precisam se deslocarpara Niterói ou para o Centro da Cidade do Rio de Janeiro, em busca deempregos e atendimentos especializados. Em nosso projeto realizamos uma pesquisa de rua, na qual somamos dezpessoas entrevistadas. Segue abaixo o resultado da pesquisa (Figura 12). 90% 80% 70% 60% 50% 40% Muito bom 30% 20% Bom 10% Razoável 0% Ruim Péssimo Figura 12 – Gráfico da pesquisa de rua A fim de reservar a privacidade e integridade das pessoas entrevistas,não divulgamos seus nomes, mas elas não são simplesmente anônimas. Sãocidadãos que pagam seus impostos e nos forneceram suas opiniões. Sãopessoas que lutam diariamente por uma vida mais digna, para terem seusdireitos assegurados, e isso inclui receber um atendimento de qualidade noposto de saúde, poder ir e vir sem cair num buraco no meio da calçada, podersair de casa sem medo de ser assaltado, esperar que seu filho tenha umaeducação de qualidade na escola pública. E em muitas ocasiões encontramosna realidade dessas pessoas as nossas também.
  • 254. 76 | P á g i n a 28 CONCLUSÃO Ao realizar a pesquisa para o Projeto Estudo da Qualidade Urbana eLocal, foi possível observar as diversas dificuldades enfrentadas pelosmoradores do Bairro de Neves, em São Gonçalo, Rio de Janeiro. Falta de áreas públicas de lazer, má preservação das poucas existentes;má distribuição de água; esgoto a céu aberto; deficiência na coleta de lixo; faltade investimentos e incentivos nos estabelecimentos de educação pública;deficiência no atendimento médico público; infraestrutura precária das ruas esegurança do Município; entre outros. Contudo, tais problemas são muitos comuns em vários Municípios do Riode Janeiro, quiçá do Brasil.
  • 255. P á g i n a | 77 29 REFERÊNCIASInstituto Brasileiro de Geografia e Estatística, disponível em <http://ibge.gov.br/cidadesat/topwindow.htm?1 > acessado em: 04 de Outubro de2012Prefeitura de São Gonçalo, disponível em <http://www.saogoncalo.rj.gov.br/secretaria.php >, acessado em: 04 de Outubrode 2012Prefeitura de São Gonçalo, disponível em <http://www.saogoncalo.rj.gov.br/historia.php > acessdo em 11 de maio de 2012Ministério da Educação, disponível em < http://emec.mec.gov.br/ >, acessadoem: 04 de Outubro de 2012Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira,disponível em <http://www.dataescolabrasil.inep.gov.br/dataEscolaBrasil/home.seam >,acessado em: 04 de Outubro de 2012Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde, disponível em <http://cnes.datasus.gov.br/Lista_Es_Nome_Por_Estado_Municipio.asp?Navegacao=Proxima&Vbusca= >, acessado em: 04 de Outubro de 2012JFMG - Comunidade de Empresas no Brasil, disponível em <http://www.jfmg.com.br/rj/sao-goncalo/neves/igrejas-e-templos >, acessado em:04 de Outubro de 2012Associação Brasileira de Normas Técnicas, NBR 14724/2011, disponível em< https://mail.google.com/mail/?shva=1#inbox/13a0d34daaa6ef26 > acessadoem: 05 de Outubro de 2012
  • 256. 78 | P á g i n aAssociação Brasileira de Normas Técnicas, NBR 6028/2003, disponível em <https://mail.google.com/mail/?shva=1#inbox/13a0d34daaa6ef26 > acessado em:05 de Outubro de 2012Associação Brasileira de Normas Técnicas, NBR 6027/2003, disponível em <https://mail.google.com/mail/?shva=1#inbox/13a0d34daaa6ef26 > acessado em:05 de Outubro de 2012 30Associação Brasileira de Normas Técnicas, NBR 10719/1989, disponível em< https://mail.google.com/mail/?shva=1#inbox/13a0d34daaa6ef26 > acessadoem: 05 de Outubro de 2012Associação Brasileira de Normas Técnicas, NBR 6023/2002, disponível em <https://mail.google.com/mail/?shva=1#inbox/13a0d34daaa6ef26 > acessado em:05 de Outubro de 2012Associação Brasileira de Normas Técnicas, NBR 10520/2002, disponível em< https://mail.google.com/mail/?shva=1#inbox/13a0d34daaa6ef26 > acessadoem: 05 de Outubro de 2012Jornal O Fluminense, 12 de Outubro de 2012, disponível em <http://jornal.ofluminense.com.br/editorias/policia/acoes-da-pm-dificultam-refugio-de-criminosos-na-coruja > acessado em: 20 de Outubro de 2012
  • 257. P á g i n a | 79Instituto de GeociênciasCurso de Bacharelado em Ciência AmbientalUnidade Curricular: Crítica Consciência e CidadaniaSocioambiental IProfa: Patricia Almeida Ashley PROJETO ESTUDO DE QUALIDADE URBANA LOCAL MÉIER EQUIPE: Amanda Paiva 112095038 Marianna Amorim 112095018 Monique Willeman 112095035 Pamela Miranda 112095020 Raphael Chermont 112095023 Thainara Martins 112095027 Niterói, RJ Outubro de 2012
  • 258. 80 | P á g i n a UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE DEPARTAMENTO DE GEOCIÊNCIAIS TRABALHO DA UNIDADE CURRICULAR CRÍTICA, CONSCIÊNCIA E CIDADANIA SOCIOAMBIENTAL IAmanda Paiva 112095038Marianna Amorim 112095018Monique Willeman 112095035Pamela Miranda 112095020Raphael Chermont 112095023Thainara Martins 112095027 Estudo de Qualidade Urbana do Méier Trabalho de aprovação na disciplina Crítica, Consciência e Cidadania Socioambiental I na Universidade Federal Fluminense. Professora: Patrícia Almeida Ashley Niterói, RJ Outubro de 2012
  • 259. P á g i n a | 81 Sumário:INTRODUÇÃO......................................................................................................4 Objetivo Geral..................................................................................................4 Equipe do Projeto..............................................................................................4 Histórico do Bairro............................................................................................5 Associação Moradores.....................................................................................6MÉTODO...............................................................................................................7 Fontes Secundárias..........................................................................................7 Fontes Primárias...............................................................................................8RESULTADOS......................................................................................................9 Fontes Secundárias.......................................................................................................9 Caracterização físico-geográfica.......................................................................9 Áreas de lazer.................................................................................................9 Alternativas de transporte público......................................................................9 Unidades de órgãos públicos do Méier............................................................11 Saneamento, Coleta de Lixo e Tratamento de Agua......................................12 Estabelecimentos de educação pública e privada.....................................12 Estabelecimentos de saúde público e privado................................................13 Estabelecimentos de Comércio, Serviços, Indústrias e Economia Informal............................................................................................................14 Centros religiosos............................................................................................15 Centros Comunitários, Sociais e do Meio Ambiente..................................................15 Curiosidades....................................................................................................15 Fontes Primárias.............................................................................................16 Questionários com agrupações......................................................................19 Sugestões para o Bairro................................................................................22CONCLUSÃO......................................................................................................23FONTES CONSULTADAS.................................................................................24ANEXOS..............................................................................................................25Anexo I - Mapas
  • 260. 82 | P á g i n aIntrodução:Objetivo Geral:Com o objetivo de avaliar a qualidade urbana da localidade do Méier,elaboramos determinadas perguntas inseridas no cenário do bairro. Fomos àsruas e buscamos respostas tendo como publico alvo diversos seguimentos dasociedade do Méier: moradores, comerciantes, responsáveis do governo,representantes de ONGs, entre outros. Com a finalidade de tomar conhecimentoe registrar a opinião de cada pessoa sobre os aspectos positivos, negativos erazoáveis do bairro, de forma que depois pudéssemos consolidar taisinformações e aplicar ao objetivo principal do trabalho.Com a coleta de informações feita através de fontes secundárias e primáriaconseguimos, ao juntá-las, chegar a uma conclusão no que diz respeito àqualidade urbana do bairro do Méier. Conclusão essa que será apresentada aolongo do trabalho a seguir.Histórico do BairroA ocupação da Região Grande Méier começou quando Estácio de Sá doou aosjesuítas a extensa Sesmaria de Iguaçu. Esta Sesmaria englobava uma vastaextensão de terras que incluía os atuais bairros do Grande Méier e de outrasRegiões, como Catumbi, Tijuca, Benfica e São Cristóvão. No entorno do atualbairro do Méier, os padres instalaram três engenhos de açúcar: Engenho Velho,Engenho Novo e São Cristóvão. Os jesuítas utilizavam grande número deescravos em seus empreendimentos, o que impulsionou a ocupação territorial ea expansão demográfica da área. A colonização teve início nos territórios doEngenho Velho e do Engenho Novo, estendendo-se posteriormente aos núcleosque se formavam no entorno dos templos construídos pelos religiosos, como aIgreja de São Francisco Xavier.A construção, em 1720, da capela dedicada a São Miguel e N. Senhora daConceição, no Engenho Novo, impulsionou o crescimento da área que ia doEngenho Novo e Benfica até o atual bairro Engenho de Dentro. Em 1759,quando o Marquês de Pombal expulsou os jesuítas, as terras passaram às mãosde Manuel Gomes, Manuel da Silva e Manuel Teixeira. Com o objetivo deexplorar a madeira e, posteriormente, para o cultivo de frutas e hortaliças, os trêsdevastaram as matas ainda existentes, formando os grandes espaços vaziosque atraíram posseiros e foreiros e permitiram a ocupação do solo.Com seus extensos campos, a Região tornara-se importante para o crescimentoda Cidade, no início por atender ao transporte coletivo (carruagens e bondes àtração animal) e mais tarde, por abastecer as tropas na Guerra do Paraguai.Marco definitivo da expansão do Méier, a estação só foi criada em 1888, emterrenos doados pelos filhos do camarista, que morreu em 1882. A partir daí, asterras foram loteadas e as ruas pantanosas foram sendo saneadas. Os bairrossurgiam agora com uma feição mais urbana: Lins, Engenho Novo, Engenho deDentro e Piedade, entre outros. Os nomes muitas vezes eram homenagens aimportantes proprietários de chácaras na Região. A Linha Auxiliar (E. F. Rio
  • 261. P á g i n a | 83Douro) incrementou a ocupação em outro sentido e de forma mais irregular,permitindo o aparecimento dos atuais bairros do Cachambi, Maria da Graça eDel Castilho, os dois últimos integrados atualmente à vizinha Região Leopoldina.ASSOCIAÇÃO DE MORADORESFundada em: 15/02/81. A AMME (Associação de moradores do Méier) é umasociedade civil sem fins lucrativos e como pessoa jurídica de direito privado,regulamenta-se pelo seu Estatuto e pelas normas de direito que lhe foremaplicáveis.O endereço para correspondência é Rua Dias da Cruz 561- Méier e os telefonespara contato são: 2595 - 5396 e 9634 - 1975. Outro contato é o bloghttp://informesamme.blogspot.com.br/.
  • 262. 84 | P á g i n aMÉTODOFonte SecundáriaFoi utilizado como fonte secundária sites da internet, contendo informaçõessobre o bairro.
  • 263. P á g i n a | 85Fonte PrimáriaTipos de pessoas que foram aplicadas um questionário sobre a qualidade dobairro. Comunidade 6 moradores que moram porém não trabalham lá 3 pessoas que vão ao Méier apenas realizar alguma atividade Empresa 2 vendedores que trabalham nas ruas ou lojas Colégio Particular Hélio Alonso Curso de Idiomas Fisk Clube Mackenzie Governo 2 pessoas no Posto de Saúde Hospital Sociedade Civil 2 Pessoas da Casa de Lázaro Educandário Social de Assistência e Amparo da Criança Casa Comunitária Nossa Senhora da Aparecida Associação de Moradores Trabalhadores 4 trabalhadores que não moram lá 1 trabalhador que mora lá
  • 264. 86 | P á g i n a RESULTADOSFontes SecundáriasCaracterização físico-geográfica:Localizado na Zona Norte da cidade do Rio de Janeiro. A Região AdministrativaMéier compreende os bairros de: Abolição, Água Santa, Cachambi, Encantado,Engenho de Dentro, Engenho Novo, Jacaré, Lins de Vasconcelos, Méier,Piedade, Pilares, Riachuelo, Rocha, Sampaio, São Francisco Xavier e Todos osSantos.A Região Administrativa Méier possui uma extensão territorial de 29,4 Km²,correspondente a 2,49 % da área da Cidade do Rio de Janeiro.Verifica-se uma concentração de 13.663,7 habitantes por km², na RegiãoAdministrativa Méier.População: 49.828 (em 2010), correspondente a 6,29 % do total da Populaçãoda Cidade do Rio de Janeiro.Domicílios: 21.023 (em 2010)Áreas de Lazer:No bairro do Méier podemos encontrar variadas opções de áreas publicas delazer. Como por exemplo, a porção do Méier conhecida como Baixo Méier, umlocal boêmio, que conta com diversos bares, para todos os gostos. É uma ótimaoportunidade para ver gente, já que existe um intenso fluxo de pessoas entre osbares. A região, com cara de cidade de interior, possui opções para todos osgostos. Dos amantes de sinuca aos fãs de música ao vivo, do petisco aochurrasco, de boates a descontraídos bares de happy hour.Há também a opção do passeio ao Shopping do Méier, que tem em seu interiorlojas de roupas e de conveniência, alem dos restaurantes, que se tornaram oponto de encontro nas horas de almoço das lojas ao redor, devido a sua grandevariedade gastronômica.Para um passeio mais família, a rua Dias da Cruz, é uma ótima opção aosdomingos feriados, pois um trecho da rua é fechada para o transito de veículos,o que a torna um perfeito playground para as crianças correrem, andarem debicicleta e participarem das atividades realizadas no local, como por exemplo,pula-pula, palhaços, brincadeiras entre outras.Contudo, no Méier não há apenas entretenimento para jovens e adultos.Integrantes da terceira idade, que gostam de praticar exercícios físicos, podemcontar com o Jardim do Méier. Uma área verde com equipamentos de ginásticainstalados e gratuitos para uso dos moradores e um coreto que nos da umvislumbre dos anos passados, do começo do bairro. Uma curiosidade sobre
  • 265. P á g i n a | 87esse local é a presença de algumas obras, como os bustos do Barão do RioBranco (1926) e de Aristides Caire (um benfeitor do bairro) e, um busto deVênus em um canto isolado da praça e além do coreto de madeira, revitalizado,sendo um dos únicos 3 do gênero no Rio.Alem dessas três opções, o bairro conta agora tambem, com o reinauguradoImperator, a maior sala de cinema da America Latina com 2.400 lugares, queteve seu nome mudado para Centro Cultural João Nogueira. Despois de 16 anosfechados, o novo Centro Cultural João Nogueira, oferece ao publico diversasatividades como shows, areas de convivencia e teatro.Alternativas de Transporte Público:Linhas de ônibus que passam no Méier:S09 - Lins / Leme.S036 - Cachambi / Méier.214 - Abolição / Castelo.232 - Praça XV / Lins.232 - Praça XV / Lins (via rua Aquidabã).238 - Água Santa / Praça XV.239 - Água Santa / Castelo (via Av. 24 de maio).247 - Camarista Méier / Passeio.249 - Água Santa / Carioca.254 - Praça XV / Madureira.254 - Quintino / Praça XV.254 - Abolição / Praça XV.363 - Praça XV / Vila Valqueire.SV363 - Praça XV / Vila Valqueire (expresso).353 - Rodoviária / Cidade de Deus.346 - Praça XV / Gardênia Azul.475 - Méier / Prado Júnior (via São Cristóvão).277 - Rocha Miranda / Praça XV (via São Cristóvão).277 - Cavalcante / Praça XV (via Itália D Iicau).383 - Tiradentes / Realengo (via Sulacap).383 - Magalhães Bastos / Tiradentes (via Sulacap).383 - Jardim Novo (Realengo) / Tiradentes.383 - Tiradentes / Realengo (via av. Marechal Fontenelle).391 - Praça da República / Padre Miguel.455 - Méier / Copacabana (via Parque do Flamengo).455 - Méier / Copacabana (expresso).455 - Copacabana / Méier (via Dona Romana).
  • 266. 88 | P á g i n a456 - Norte Shopping / General Osório (via túnel Santa Bárbara).457 - Abolição / General Osório (via túnel Santa Bárbara).476 - Méier / Leblon (via túnel Rebouças).503A - Cachambi / Leblon.503A - Morro do Alemão / Leblon.533 - Méier/ Alcântra.606 - Rodoviária / Engenho de Dentro.SV606 - Rodoviária / Engenho de Dentro (via Boca do Mato).607 - Cascadura / Rio Comprido.621 - Penha / Saens Peña (via Mangueira).622 - Penha / Saens Peña (via Grajaú).623 - Penha / Saens Peña (via túnel Noel Rosa).625 - Olaria / Saens Peña.627 - Saens Peña / Inhaúma.636 - Saens Peña / Gardênia Azul.638 - Saens Peña / Marechal Hermes.639 - Saens Peña / Jardim América (via Rocha Miranda).650 - Marechal Hermes / Engenho Novo.651 - Méier / Cascadura (via Arquias Cordeiro).652 - Méier / Cascadura (via Lins).653 - Marechal Hermes / Méier.661 - Méier / Maria da Graça (via Álvares Cabral e Norte Shopping).662 - Méier / Maria da Graça (via Del Castilho).663 - Méier / Fundão.667 - Madureira / Méier.669 - Méier / Pavuna.669 - Méier / Pavuna (via Camboata).673 - Lucas / Méier (via Del Castilho).676 - Penha / Méier (via Cascadura).678 - Méier / Valqueire.679 - Grotão / Méier.680 - Penha (IAPI) / Méier.684 - Padre Miguel / Méier.685 - Irajá / Méier.685 - Irajá / Méier (via Embaú).687 - Méier / Pavuna.688 - Méier / Pavuna.
  • 267. P á g i n a | 89688 - Méier / Pavuna (via rua José dos Reis).689 - Méier / Campo Grande.689 - Méier / Cosmos.689 - Santíssimo / Méier.689 - Oliverio Kraemer / Méier.692 - Méier / Alvorada (via Linha Amarela).690 - Méier / Alvorada.691 - Méier x Alvorada.693 - Méier x Alvorada (via Linha Amarela).696 - Méier x Praia do Dendê.696 - Méier x Jardim Guanabara.696 - Dende x Méier (via Aeroporto Internacional).2251 - Castelo x Engenho de Dentro (expresso).543L - Nova Iguaçu - Méier.544L - Nova Iguaçu - Méier (via Norte Shopping).560L - Duque de Caxias - Méier (via Norte Shopping).564L - Duque de Caxias - Méier (via Vicente de Carvalho).Linha de Trem:O ramal Deodoro passa pela estação de trem do Méier, operando em sistema deintervalos de 14 minutos.Endereço: Rua Arquias Cordeiro, s/n – Méier.Horário de Funcionamento: Dias úteis: 04:30 às 23:20 Sábados: 06:00 às 20:55Domingos: 06:40 às 21:45 Feriados: 06:20 às 18:50.Unidades de Órgãos Públicos do Méier:Justiça:Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro - Fórum Regional do MéierAdministração Federal.Receita Federal - Centro de Atendimento ao Contribuinte - Rua Dias da Cruz,421.Correios:Agência de Correio Méier - Rua Dias da Cruz, 182-B (conta com Banco Postal).Agência de Correio Franqueada Carolina Méier - Rua Carolina Méier, 70.Administração Estadual:23ª Delegacia de Polícia Civil (Delegacia Legal) - Rua Aristides Caire, 80.
  • 268. 90 | P á g i n a3º Batalhão de Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro - Rua Lucídio Lago,181.2º Grupamento de Bombeiro Militar - Rua Aristides Caire, 56.Farmácia Popular Vital Brazil - Rua Dias da Cruz, 638.Superintendência de Desenvolvimento Regional - Rua Dias da Cruz, 638.Coordenadoria Regional de Educação - Metropolitana III - Rua Dias da Cruz, 638(3º andar).DETRAN:Posto de habilitação - Rua Dias da Cruz, 638.Postos de Identificação Civil:Rua Dias da Cruz, 203 loja seis (Clube do paraplégico).Rua Dias da Cruz, 638.Clínicas de Avaliação Médico-Psicológica:Rua Barão de São Borja, 11.Rua Bueno de Paiva, 28.Rua Dias da Cruz, 421 grupos 508/509/510.Rua Dias da Cruz, 445 salas 506 e 507.Administração Municipal:Hospital Municipal Salgado Filho.Saneamento, Coleta de Lixo e Tratamento da Agua:Existe saneamento básico, coleta de lixo e tratamento de água. A água etratamento de esgoto são feitos pela Cedae. A coleta de lixo é feita pelaComlurb; as terças-feiras, quintas-feiras e aos sábados.Existem empresas credenciadas pela Comlurb para remoção de resíduos sólidosextraordinários, resíduos biológicos e resíduos sólidos inertes:Entulho/Basculante.A M Terraplanagem Maracanã Ltda.Terraplanagem Maracanã.Rua Manole Barbosa, 39 apt. 407 Meier – Rio de Janeiro.Lixo Infectante:AMBSERV SUL SERVIÇOS AMBIENTAIS LTDA.
  • 269. P á g i n a | 91Rua Hermengarda, 60 Sala 401 - Meier - RJ.Estabelecimentos de Educação Pública e Privada:Colégios Particulares:Colégio Imaculado Coração de Maria.Colégio Pensi.Colégio Miguel Couto - Rua Dias da Cruz, 79 - 2º andar.Colégio Bahiense - Rua Venceslau, 224.Colégio Wakigawa - Rua Venceslau, 225.Colégio Hélio Alonso- Rua Lucídio Lago, 427.Colégio Qi - Rua Vinte e Quatro de Maio, 1181.Colégio Metropolitanto - Rua Lopes da Cruz, 72 e 176.Colégio Cobra.Instituto Francisca Paula de Jesus - Rua Tenente Costa, 76.Colégio GPI.Colégio Imaculado Coração de Maria - Rua Aristides Caire, 141 (antiga RuaImperial).Colégio e Curso Intellectus - Rua Oliveira, 9.Colégio e Curso Martins - rua Dr. Pache de Faria, 68.Colégios Públicos:Administração Estadual:Colégio Estadual Antônio Houaiss - Rua Maranhão, 530.Colégio Estadual Bento Ribeiro - Rua Cônego Tobias, 112.Colégio Estadual Central do Brasil - Rua Rio Grande Sul, 49.Colégio Estadual República do Peru - Rua Arquias Cordeiro, 508.Colégio Estadual Visconde de Cairú - Rua Soares, 95.Escola Estadual Isabel Mendes - Rua Joaquim Méier, 297.Escola Estadual Maurício de Medeiros - Rua Cônego Tobias, 116.Administração Municipal:Classe em Cooperação Casa São Roque - Rua Visconde de Tocantis, 34.Escola Municipal Afonso Taunay- Rua Vilela Tavares, 211.Escola Municipal Benevenuta Ribeiro - Rua Felipo Cavalcanti, 10.Escola Municipal Bento Ribeiro - Rua Cônego Tobias, 112.Escola Municipal Francisco Jobim - Rua Adriano, 310.
  • 270. 92 | P á g i n aEscola Municipal Isabel Mendes - Rua Joaquim Méier, 297.Escola Municipal Professor Augusto Paulino Filho - Rua Cônego Tobias, 116.Escola Municipal República do Peru - Rua Arquias Cordeiro, 508.Faculdade:Universidade Estácio de Sá- Campus Millôr Fernandes - Shopping do Méier (3ºpiso).Universidade Candido Mendes - Unidade Méier - Méier Off-Shopping (3º piso).Univercidade - Rua Arquias Cordeiro, 566.Cursos de idiomas:Possui 12 cursos de idiomas, entre eles: CNA e CCAA.Estabelecimentos de Saúde Pública e Privada:Já na área da saúde, o Méier conta com o Hospital Municipal Salgado Filho, umdos hospitais de emergência da rede de saúde da Prefeitura do Rio de Janeiro.O hospital iniciou suas atividades em 12 de outubro de 1920 sob a denominaçãoServiço Auxiliar do Pronto Socorro do Méier. Somente em 27 de março de 1963é finalmente inaugurado com a denominação de Hospital Estadual SalgadoFilho. Em 17 de março de 1977, o novo Hospital Municipal Salgado Filho, comum bloco principal, possuindo dois anexos é inaugurado pelo Prefeito MarcosTamoio e seu Secretário de Saúde. Além disso, há ainda, na Rua Ana Barbosa,o Posto de Atendimento Municipal César Pernetta. Está situado também oHospital Particular Pasteur, inaugurado em 2005. Com atendimento 24 horas,possui emergência, clínica médica e cirurgia geral. Além desses principaisestabelecimentos de saúde, o Méier também contém uma variedade enorme declinicas médicas, consultórios médicos e clinicas para a realização de exames.Estabelecimentos de Comércio, Serviços, Indústrias e Economia Informal:
  • 271. P á g i n a | 93Fonte: INFORMAÇÕES SOCIOECONÔMICASDA REGIÃO ADMINISTRATIVAMÉIER, SEBRAE RJ.Economia Informal:Existe no Meier uma grande variedade de comercios. Alem das lojas no interiordo Shopping do Meier, há uma infinidade de lojas ao longo do bairro,principalmente no trecho da Rua Dias da Cruz. Lojas de Fast Food, artigos parao lar, artigos religiosos, papelarias, sapatarias, padarias, confeitarias e ate deserviços fotograficos (impressão de fotos, porta retratos, fotos 3x4 etc.). Somadaa essa grande quantidade de comercios, em determinados dias, ocorre algumasFeiras Livres. A seguir se encontram os horarios das mesmas.Feiras Livres:Todas as terças-feiras na RUA GALDINO PIMENTEL.Todas as quartas-feiras na RUA SALVADOR PIRES.Todas as quintas feiras na RUA SILVA RABELO.Todas as sextas-feiras na RUA VÁS DE CAMINHA.Com relação aos camelôs, devido a antigas confusões, algumas medidas foramtomadas para melhor organização e oportunidade a todos os comerciantes. Uma
  • 272. 94 | P á g i n adessas medidas foi a criação da Unidade de Ordem Pública no Méier, o quediminuiu a ocorrência de ambulantes nas ruas. Contudo, ainda podemos contarcom um numero bem reduzido deles. Vendedores de DVD’s e CD’s piratas eréplicas falsas de camisas famosas podem ser observados na Rua Dias da Cruz.Centros Religiosos:O Méier têm aproximadamente 40 centros religiosos; entre eles igrejas batistas,igrejas católicas, centros espíritas, igrejas evangélicas, igrejas missionárias,igrejas metodistas, igrejas universais e igrejas presbiterianas. Dentre as igrejascatólicas, a chamada Igreja Imaculado Coração de Maria, que fica na RuaCoração de Maria, 56; possui um colégio que leva o mesmo nome, que fica naRua Aristides Caire, 141 – Méier.Centros Comunitários, Sociais e do Meio Ambiente:Centros Comunitários e Sociais são importantes locais voltados principalmente àpessoas e famílias carentes, onde há atividades de lazer, aprendizado, outambém cuidados para crianças, adultos ou idosos.Casa de Lázaro Educandário Social de Assistência e Amparo da Criança - RuaTorres Sobrinho nº57.Centro Comunitário Nossa Senhora Aparecida – Creche Rua Aristides Caire, nº349. Cachambi – Méier.Creche Social Ternurinha - Ação Comunitária Sal da Terra - Rua da Colher nº1.Creche Chameguinho – Ação Comunitária Sal da Terra - Rua São Francisco deAssis nº15.Centro Social Sebastião Ferraz - Rua Maranhão 1057 – Méier.Curiosidades:O Méier é habitado, na sua maioria, por famílias de classe média e média-alta. Éo 17º bairro carioca com maior IDH, de 0,931, sendo um dos mais valorizadosda zona norte.É no bairro que se localiza o primeiro shopping Center do Brasil, o Shopping doMéier, inaugurado em 1963.O bairro conta com o Centro Dança Rio, fundado em 1973, que teve entre suasalunas a atriz Adriana Esteves e a apresentadora Fátima Bernardes.É um dos principais polos comerciais da cidade e um dos bairros cariocas quemais vem se desenvolvendo. O início deste novo ciclo de progresso começoucom a concretização da linha Amarela. É possível observar o surgimento deconstruções de grandes condomínios e prédios de alto padrão. Em maior parte,nas ruas transversais à Rua Dias da Cruz. A construção do estádio JoãoHavelange, no bairro vizinho de Engenho de Dentro, também é um fatorimportante para o desenvolvimento do grande Méier.
  • 273. P á g i n a | 95Fontes PrimáriasQuestionários aplicados com as respostas da população. Categoria de Respondentes Palavras-Chave ou Expressões do que está Muito Bom ou Bom (Entrevistados) Diversidade de comércio e serviços Comércio Comunidade Pessoas que residem Nada Proximidade dos principais bairros do Rio de Janeiro Residências boas Condução e serviços Nada Colégios Comércios da Rua Dias da Cruz Nada Empresa Comércio e facilidade de mobilidade Transporte (quantidade de ônibus) Nada As pessoas que residem na região Comércio Governo Transporte Lazer (Jardim do Méier) Comércio da Rua Dias da Cruz Sociedade Civil Imperator (Centro Cultural João Nogueira) e comércio O ponto de Táxi da Rua Engenheiro Julião Castelo Trabalhadores Nada Transporte Boa localização Facilidade de transporte
  • 274. 96 | P á g i n a Categoria de Respondentes Palavras-Chave ou Expressões do que está Razoável (Entrevistados) Opções de Transporte Comércio Comunidade Limpeza Comércio Comércio Opções de divertimento/Lazer Transporte para diversos lugares Parquinhos Parque Transporte Transporte Segurança Empresa Transporte As pessoas Shopping do Méier Lazer Governo Transporte Lazer Transito Área de Lazer Sociedade Civil Jardim do Méier Lazer Moradores de rua Trabalhadores Segurança Comércio
  • 275. P á g i n a | 97Categoria de Respondentes Palavras-Chave ou Expressões do que está Ruim ou Péssimo (Entrevistados) Qualidade das Ruas Segurança e Saúde Comunidade Calçada e Segurança Segurança Saúde Trânsito Falta de Opções de Lazer Área de Lazer Excesso de Lixo Moradores de Rua Saneamento / Tratamento de Esgoto Empresa Carro nas Calçadas Lazer e Segurança Segurança Transporte Lazer Segurança Governo Segurança Comércio Sociedade Civil Saúde Trânsito Segurança Trabalhadores Restaurantes Segurança
  • 276. 98 | P á g i n aQuestionário com agrupações: Categoria de Respondentes Palavras-Chave ou Expressões do que está Ruim ou Péssimo (Entrevistados) Qualidade das Ruas Segurança Comunidade Saúde Segurança Trânsito Falta de Opções de Lazer Excesso de Lixo Moradores de Rua Saneamento / Tratamento de Esgoto Empresa Carro nas Calçadas Lazer Segurança Transporte Lazer Segurança Governo Segurança Comércio Sociedade Civil Saúde Trânsito Segurança Trabalhadores Restaurantes
  • 277. P á g i n a | 99Categoria de Respondentes Palavras-Chave ou Expressões do que está Muito Bom ou Bom (Entrevistados) Comércio Pessoas que residem Comunidade Nada Proximidade dos principais bairros do Rio de Janeiro Residências boas Condução e serviços Colégios Comércio Nada Empresa Transporte (quantidade de ônibus) As pessoas que residem na região Comércio Governo Transporte Lazer Comércio Sociedade Civil Nada Transporte Trabalhadores Boa localização
  • 278. 100 | P á g i n a Categoria de Respondentes Palavras-Chave ou Expressões do que está Razoável (Entrevistados) Opções de Transporte Limpeza Comunidade Comércio Lazer Transporte Segurança Empresa As pessoas Lazer Transporte Governo Transito Área de Lazer Sociedade Civil Lazer Moradores de rua Trabalhadores Segurança Comércio
  • 279. P á g i n a | 101Sugestões:Sugestões dadas pela comunidade na entrevista para a melhoria na qualidadedo bairro. 1. ‘‘ Deus me livre, o Salgado Filho? ’’ 2. “Que o terceiro batalhão pare de dar restos de comidas para os moradores de rua (crackudos)”. 3. ‘‘Melhorar segurança, saúde é uma merda’’. 4. Maior manutenção de saneamento. 5. Melhorar o trânsito. 6. Reorganizar os Lixos. 7. Melhorias na educação. 8. Faixas de pedestres bem localizadas, pois as atuais estão obrigando os taxis a usarem parte do seu ponto em cima da faixa de pedestre. 9. Segurança do lado do Corpo de Bombeiros. 10. Investir mais do lado contrário ao da Dias da Cruz. 11. Aumentar a segurança.
  • 280. 102 | P á g i n aConclusão:Concluímos com o trabalho sobre qualidade urbana do Méier, que o bairro é umótimo lugar pra se morar. Possui assistência médica de um PAM e um hospitalPúblico, apesar de haver reclamação sobre eles, que precisam de melhoria.Possui uma gama de comércio grande, com uma variedade enorme de serviços,principalmente de comércio, colégios, cursos e consultórios médicos, dessemodo acabam tendo muitos empregos no Méier. O transporte como foi citado amaioria das vezes como uma coisa boa, é diverso, possui diversas linhas paradiversos lugares mais a estação de trem. Em relação ao lazer, o Méier possuium shopping, uma rua de lazer e diversos bares aonde se podem relaxar e sedivertir, no parque do Méier também possui atividades para idosos e brinquedospara as crianças. A segurança no bairro que é o assunto mais precário, mesmotendo um batalhão, eles não conseguem dá conta do bairro e suas adjacências.Os moradores vêm sofrendo muito com assaltos, pessoas de rua e essas foramas maiores reclamações. O transito também é um assunto que os moradores dobairro reclamam, pois como ele serve de acesso para a Tijuca, Centro e outroslocais, na hora do rush acaba ficando complicado pros moradores circularem decarro pelo bairro.Os bairros adjacentes ao Méier acabam dependendo muito dele em questão deserviços e transporte.A associação de moradores poderia sim ajudar na melhora do bairro,conscientizando a população em relação ao lixo, para manter o bairro maislimpo, já que a coleta é realizada terça, quinta e sábado. Porém nos outros diasda semana as pessoas põem o lixo na rua e não conservam o trabalho dos garisna limpeza das calçadas.A pesquisa foi muito boa para o bairro, pois fez os moradores perceberem quaismudanças eles queriam e o que dê bom o bairro oferece para eles. Elesgostaram dê dar sugestões e se sentiram fazendo parte de uma comunidadeopinando sobre o que deveria melhorar e como. A pesquisa também poderia seraplicada nos bairros adjacentes, pois complementaria o estudo de qualidade devida do bairro Méier.
  • 281. P á g i n a | 103Fontes Consultadas:Imperator: http://www.imperator.art.br/ - acessado em 05/10/2012 às 21:25.Organizações Religiosas:http://www.euacheifacil.com.br/igrejas/cat1231/meier/bairro11061/rio-de-janeiro/cidade63118/estado19/pag1. - acessado em 09/10/2012 às 11:38Centros Comunitários, Sociais e do Meio Ambiente:http://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=1&ved=0CCUQFjAA&url=http%3A%2F%2F200.141.78.79%2Fdlstatic%2F10112%2F936227%2FDLFE-200107.pdf%2FLISTADECRECHESCONVENIADASCOMASME.pdf&ei=BN1xUJ6JBImi9QS5pIDgCw&usg=AFQjCNGY814Pljap4fJ82ZfE3QCoSSNy9g. -acessado em 06/10/2012 às 14:13.Unidade de Ordem Pública (reportagem):http://odia.ig.com.br/portal/rio/m%C3%A9ier-receber%C3%A1-unidade-de-ordem-p%C3%BAblica-na-segunda-feira-1.450075.- acessado em 10/10/2012às 18:46Informações socioeconômicas da região administrativa Méier:http://www.google.com.br/url?sa=t&rct=j&q=&esrc=s&source=web&cd=1&ved=0CCIQFjAA&url=http%3A%2F%2Fwww.biblioteca.sebrae.com.br%2Fbds%2FBDS.nsf%2FAA6A3B70DBD37D788325795700692742%2F%24File%2FM%25C3%25A9ier.pdf&ei=1bZ8UIG-HZDA9gSLg4D4DQ&usg=AFQjCNHXlZ3rczlo8ssghMO5coQ7hCkx8A&sig2=OhMGdZdvWTM5WykVr7o-KA - acessado em 06/10/2012 às 15:20Guia prático do Rio de Janeiro: http://www.wikirio.com.br - acessado em11/10/2012 às 19:32
  • 282. 104 | P á g i n aTransporte: www.supervia.com.br - acessado em 09/10/2012 às 12:01Méier: http://pt.wikipedia.org/wiki/M%C3%A9ierhttp://historiadomeier2.blogspot.com.br/ - acessado em 07/10/2012 às 20:05Escolas: http://www.apontador.com.br/em/rj_rio-de-janeiro/escolas/escolas-particulares/em_meier - acessado em 05/10/2012 às 20:29Saúde: http://www.apontador.com.br/em/rj_rio-de-janeiro/hospitais-e-postos-de-saude/em_meier http://www.hospitalpasteur.com.br/ - acessado em 12/10/2012às 18:00Unidades de Órgãos Públicos:http://pt.wikipedia.org/wiki/Anexo:Lista_de_empresas_e_%C3%B3rg%C3%A3os_p%C3%BAblicos_no_M%C3%A9ier - acessado em 10/10/2012 às 10:30
  • 283. P á g i n a | 105ANEXOS:Anexo I – MapasFonte: Google MapsFonte: Informações socioeconômicas da região administrativa Méier, SEBRAERJ.
  • 284. 106 | P á g i n a Instituto de Geociências Curso de Bacharelado em Ciência Ambiental Unidade Curricular: Crítica Consciência e Cidadania Socioambiental I Profa: Patrícia Almeida Ashley PROJETO ESTUDO DE QUALIDADE URBANA LOCAL Bairro: Trindade- Município: São Gonçalo - RJ Equipe:Érica Pipas Morgado....................................1120950Beatriz de Carvalho Souza Cunha.................1120950Juliana da Rocha Silva...................................112095016Shayanne Gomes Pessanha...........................112095025Thaiane Prado de Almeida.............................112095004 Niterói, 25 de outubro de 2012
  • 285. P á g i n a | 107SumárioINTRODUÇÃO ............................................................................................................ 3 HISTÓRICO DO MUNICÍPIO SÃO GONÇALO .................................................................... 4 Fazenda Santíssima Trindade ............................................................................. 6 Dados para a localização ..................................................................................... 7 Associação de moradores .................................................................................... 7MÉTODO .................................................................................................................... 9 FONTES PRIMÁRIAS .................................................................................................... 9 FONTES SECUNDÁRIAS ............................................................................................. 12RESULTADOS ......................................................................................................... 12 FONTES PRIMÁRIAS .................................................................................................... 9 O que está bom e muito bom no bairro ................................................................ 9 O que está razoável no bairro .............................................................................. 9 O que está ruim ou péssimo no bairro ............................................................... 10 Outros Tópicos das Entrevistas ......................................................................... 10 Síntese sobre resultados do estudo em fontes primárias .................................. 12 FONTES SECUNDÁRIAS ............................................................................................. 13 Caracterização Físico-Geográfica ...................................................................... 13 População e Domicílios/Habitações ................................................................... 13 Alternativas de transporte Público...................................................................... 13 Unidade de órgão da Prefeitura ......................................................................... 13 Áreas Públicas de lazer ..................................................................................... 13 Saneamento ....................................................................................................... 13 Estabelecimento de Educação ........................................................................... 13 Estabelecimento de comercio ............................................................................ 13 Estabelecimento de saúde ................................................................................. 13 Organização religiosa ........................................................................................ 13 Síntese sobre resultados do estudo em fontes secundárias .............................. 14 Conclusão .......................................................................................................... 15FONTES CONSULTADAS ....................................................................................... 16ANEXOS ................................................................................................................... 17 ANEXO I – FOTOS E/OU VÍDEOS ................................................................................. 17 ANEXO II – DOCUMENTOS ......................................................................................... 17
  • 286. 108 | P á g i n a ANEXO III - MAPAS ................................................................................................... 17 ANEXO IV - MODELO DE QUESTIONÁRIO E/OU DE ENTREVISTA ..................................... 17
  • 287. P á g i n a | 109 INTRODUÇÃOObjetivo Geral:Estudar a qualidade urbana local em estudo de caso do bairro Trindade, nomunicípio de São Gonçalo, a partir de dados em fontes secundárias e primárias,considerando uma perspectiva de realismo crítico, multiatores e dialógica entreos que residem, trabalham ou circulam no território estudado e entorno.Equipe do Projeto:Érica Pipas MorgadoBeatriz de Carvalho Souza CunhaJuliana da Rocha SilvaShayanne Pessanha GomesThaiane Prado de Almeida
  • 288. 110 | P á g i n aHistórico do Município: São Gonçalo – Bairro: Trindade21 São Gonçalo é um município com 426 anos de existência e 115 anos deemancipação política completados nos anos de 2005. Suas cores oficiais são oazul escuro e o branco, e seu adjetivo gentílico é gonçalense. O município deSão Gonçalo possui 91 bairros divididos em cinco grandes distritos. Assim começou São Gonçalo... Em 6 de abril de 1579, o fidalgo Gonçalo Gonçalves, natural de Amarante,na cidade do Minho, em Portugal, e morador na cidade do Rio de Janeiro,recebeu a doação de uma sesmaria do lado oriental da Baía de Guanabara,medindo 1.000 braças (2.200.000m aprox.) de frente para o mar e por 1.500braças( 3.300.000m aprox.) de fundo para o interior numa região rica de pau-brasil denominada Birapitanga. Ainda no final do século XVI, tem início à construção da capela dedicadaa São Gonçalo DAmarante, próxima à margem direita do rio Imboaçu. Começouassim a surgir o povoado de São Gonçalo. Com o fim da distribuição das terras pelo sistema de Sesmarias e oaumento populacional, essas terras passaram a ser subdivididas. Herdadas, doadas ou vendidas e algumas abandonadas ou invadidas,assim surgiram as Grandes Fazendas, que marcam presença, com seusEngenhos e suas Capelas, no desenvolvimento do município, nos períodosáureos da cana-de-açúcar e do café. Passado este período, oram essaspropriedades transformadas em pequenas fazendas, sítios e chácaras. Dasfazendas que resistiram ao tempo e ao progresso, muitas entraram para ahistória e muito pouco delas resta, hoje, como prova de sua existência nopassado, e tantas ouras foram loteadas. Daquelas que resistiram foram ou estãosendo invadidas, em desconhecimento do valor histórico que elas representam eo desinteresse, também, de se preservar o passado em nome do progresso. Emtodo o Brasil esta é a realidade, e em São Gonçalo não poderia ser diferente.21 Esta seção baseia-se nas fontes a seguir, com extratos de textos intercalados com trechos de redação própria das estudantes dogrupo. Fontes:Livro: O município de São Gonçalo e sua história. Maria Nelma Carvalho Braga- Terceira Edição, 2006. Totalmente Revisada eAmpliada.-Site acessado em 06/05/2012: http://pt.wikipedia.org/wiki/Trindade_%28S%C3%A3o_Gon%C3%A7alo%29
  • 289. P á g i n a | 111Fazenda Santíssima Trindade² Localizada no atual bairro da Trindade, distante da Matriz meia légua(3.300m). Inicialmente a Fazenda e Engenho pertenceram a Domingos Rabelo enela havia uma capela dedicada à Santíssima Trindade. Após sua morte, seus herdeiros deram continuidade à fazenda, porémcom a morte de José Rabelo Leite, um dos herdeiros e principal responsávelpelo prosseguimento da fazenda, passou esta a pertencer ao capitão CláudioJosé Pereira da Silva e mais tarde á família do Cônego Goulart.Após a compra feita à família Cônego Goulart, em 19 de julho de 1877, porFrancisco José Ramos, a fazenda Trindade teve uma só família comoproprietária. Com a morte do seu proprietário, sua esposa, D. Thereza MariaMoreaux Ramos, ficou à frente da administração da fazenda. Após a sua morte,fica á frente da fazenda sua filha, D. Leonor Ramos Corrêa, que a conservou atéo falecimento do seu esposo, Sr. Lauro Augusto Corrêa. Depois de 75 anoscomo proprietária da fazenda, a família Corrêa resolveu lotear suas terras que seestendiam até a localidade denominada Ponte Seca. Esses lotes transformaram-se mais tarde no bairro que leva nome da Fazenda em homenagem aos seusproprietários. Em 11 de dezembro de 1951, através da família Corrêa - sua proprietária,transformou a fazenda em bairro, a partir de um plano de loteamento idealizadopelo agrimensor Maria Guia e do mentor Dr. Humberto Soeiro de Carvalho,genro de Dr. Leonor Correia. Realizado através da Imobiliária Trindade, quepertencia a seus herdeiros, sua idealização seguiu alguns princípios aos quaisDr. Leonor fez questão de que fossem seguidos. Não poderiam faltar uma praça,uma escola e uma Igreja Católica no mesmo lugar onde existia a antiga capelada fazenda. A Imobiliária Trindade, da família Corrêa, reservou alguns lotes econstruiu a Praça da Trindade (1958) e a Escola Leonor Corrêa (entregue àPrefeitura em 1960). Em 1967, no lugar da capela da fazenda, construiu aParóquia Santíssima Trindade. Outros lotes de terra também foram doados àPrefeitura que construiu, em 1965, o Grupo Escolar Lauro Corrêa (hoje sobreponsabilidade do governo estadual). Ruas e avenidas ganharam nomes de cidades e estados. Atualmente umadas principais avenidas que corta o bairro, Av: São Paulo recebeu o nome de Av:Dr. Humberto Soeiro de Carvalho, em homenagem a este homem, que estevepresente no processo de idealização do bairro. Hoje um dos mais expressivos da cidade e com uma localizaçãoprivilegiada , contando com comércios, escolas, restaurantes, centros esportivos
  • 290. 112 | P á g i n ae uma universidade ( Universidade Salgado de Oliveira), além de uma rede detransportes razoável, bem razoável mesmo.
  • 291. P á g i n a | 113 Associação de Moradores22AMOJAG: Associação de Moradores do Loteamento de Jardim Catarina.Endereço: Rua Waldomiro Alcântara, nº 86, Trindade- São Gonçalo - RJPresidenta: Andreia.Contatos: O contato que obtemos para a comunicação com a presidenta, épessoal, portanto não podemos disponibilizar em nossa pesquisa. A única a associação que o bairro possui não abrange todo o seuterritório, se resumindo apenas a algumas ruas, um dos fatos interessantes éque a associação possui o nome de outro bairro, que não é nem vizinho deTrindade. A associação funciona dentro de um posto de saúde, numa sala,tentamos contato por duas vezes com a associação. No primeiro contato, ficamos sabendo da existência da associação (queainda hoje é desconhecida por um grande número de moradores) e da sualocalização e não conseguimos falar com a presidenta, apenas por telefone.Num segundo momento, por motivos políticos – época de eleição, a presidentatambém estava afastada, quem nos recebeu foi o contador da associação.Quem nos recebeu foi o contador da associação. Essa foi a única associação que encontramos no bairro Trindade, peloque podemos perceber o bairro precisa de uma associação mais ativa e quemelhor abranja suas necessidades e todo o seu território.22 Em anexo, Imagem de fotografia do documento da Associação que exibe a diretoria atual.
  • 292. 114 | P á g i n a MÉTODOPesquisa exploratória e descritiva, seguindo metodologia fenomenológica paraconhecer um fenômeno social a partir da subjetividade e intersubjetividade depessoas exercendo papéis sociais complementares em um espaço e tempourbano em âmbito local (bairro) no contexto e cotidiano de moradia doestudante. Uso de fontes documentais disponíveis na internet sobrecaracterização de dados censitários e histórico sobre bairro, complementada porpesquisa de campo com amostragem por acessibilidade em segmentos dogoverno, empresas, trabalhadores, comunidade e sociedade civil situados nobairro objeto de estudo de caso. Adotou-se técnica de entrevista estruturada esemi-estruturada para conhecer perspectivas sobre aspectos da qualidadeurbana graduados em muito bom e bom, razoável e ruim e péssimo, além deoutros comentários espontâneos sugestivos de ações e propostas para melhoriada qualidade urbana do bairro. Tratamento qualitativo das entrevistas por análisede conteúdo (veja seção resultados, subseção fontes primárias), adotando-setécnica de categorias temáticas para os conteúdos expressos pelosrespondentesFontes SecundáriasFontes RecomendadasDe acordo com orientação comum pela professora e orientadora do estudo,seguem as fontes secundárias recomendadas para consulta. Na seçãoResultados, apresentamos os resultados das fontes que efetivamente adotamosno caso estudado.Conjuntos de Informação Fontes Secundárias e Primárias: Do Município – IBGEa) Caracterização Físico- Do Bairro: Imagem do Google Earth e breve descritivoGeográfica pelos alunos Do Município – IBGEb) População e Do Bairro: Possíveis fotos de interesse e umaDomicílios/Habitações descrição geral, pelos alunos, sobre esse aspecto no perfil do bairro Do Município – IBGEc) Áreas Públicas de Lazer Do Bairro: Possíveis fotos de interesse e uma descrição geral, pelos alunos, sobre esse aspecto no
  • 293. P á g i n a | 115 perfil do bairro Do Município –d) Alternativas de Do Bairro: Possíveis fotos de interesse e umaTransporte Público descrição geral, pelos alunos, sobre esse aspecto no perfil do bairro Do Município: IBGE Perfil dos Municípios Brasileiros –e) Unidades de Órgãos da Gestão Pública Municipal 2009Prefeitura Do Bairro: site da prefeitura para identificar se há órgãos no bairro Do Município: IBGE e site da Prefeituraf) Saneamento (Água, Do Bairro: se encontrarem alertas ou situaçõesEsgoto, Coleta de Lixo) críticas no bairro em questões de saneamento, tirar fotos e breve descriçãog) Estabelecimentos de Do Município: IBGE, INEP e site da PrefeituraEducação Pública e Privada Do Bairro: INEP e site da prefeitura Do Município: IBGE e Ministério da Saúdeh) Estabelecimentos Do Bairro: Observação e registro fotográfico pelosde Saúde Pública e Privada alunosi) Estabelecimentos de Do Município: IBGE - @cidadesComércio, Serviços eIndústria e EconomiaInformalj) Organizações religiosas, Informações do bairro em pesquisa via internet oude defesa de direitos local pelos alunoshumanos, comunitários,sociais e do meio ambiente Fontes Secundárias recomendadas: 1. IBGE: www.ibge.gov.br a. @ CIDADES - http://ibge.gov.br/cidadesat b. Indicadores (Mapa do Site) - www.ibge.gov.br/home/mapa_site/mapa_site.php c. Banco de Dados Agregados - Sistema IBGE de Recuperação Automática – SIDRA http://www.sidra.ibge.gov.br/bda/ d. Perfil dos Municípios Brasileiros – Gestão Pública Municipal 2009 – http://www.ibge.gov.br/munic2009/ e. Mapas - http://www.ibge.gov.br/mapas_ibge/ f. Indicadores de Desenvolvimento Sustentavel do IBGE - http://www.sidra.ibge.gov.br/bda/pesquisas/ids/default.asp?o=13&i=P 2. INEP – www.inep.gov.br a. Cadastro de Escolas da Educação Básica no Brasil http://www.dataescolabrasil.inep.gov.br/dataEscolaBrasil/home.seam b. Cadastro de Instituições de Educação Superior do Brasil http://emec.mec.gov.br/ 3. Ministério da Saúde a. Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde http://cnes.datasus.gov.br/Lista_Tot_Es_Estado.asp - Totalização http://cnes.datasus.gov.br/Lista_Es_Nome_Por_Estado_Municipio.asp ?VEstado=00&VMun=0 - Por endereço (estado, município e endereço com bairros)
  • 294. 116 | P á g i n aFontes Consultadas:A seguir, as fontes efetivamente consultadas pelos alunos nesse estudo sobre aIlha do Governador:Conjunto de Fontes SecundáriasInformaçãoCaracterização Físico- Fontes primáriasGeográficaPopulação e IBGE. Município de São Gonçalo. Disponível em:<Domicílios/Habitações http://www.ibge.gov.br/cidadesat/xtras/SINTESE.php?nomemun= S%E3o%20Gon%E7alo&codmun=330490&tema=sintese&desc= S%EDntese%20das%20Informa%E7%F5es&legenda=Fonte%3A IBGE%20- %20Instituto%20Brasileiro%20de%20Geografia%20e%20Estat% EDstica&uf=rj&r=2 > Acesso em:3/10/2012.Alternativas de Através de coleta de dados.transporte PúblicoUnidade de órgão da Prefeitura de São Gonçalo. Catálogo de Endereços. DisponívelPrefeitura em:<.http://www.saogoncalo.rj.gov.br/secretaria.php>.Acesso em: 3/10/2012.Áreas Públicas de Prefeitura de São Gonçalo. Slides, fotos. Disponívellazer em:<Disponível em:<http://www.saogoncalo.rj.gov.br/sao_goncalo.php>.Acesso em: 3/10/2012. Prefeitura de São Gonçalo. Praça, fotos. Disponível em:<Disponível em:<http://www.saogoncalo.rj.gov.br/noticiaCompleta.php?cod=33 86&tipoNoticia=Secretaria%20de%20Administra%EF%BF%BD% C3%A3o> Acesso em: 3/10/2012.Saneamento Prefeitura de São Gonçalo. Vigilância Sanitária. Disponível em: <http://www.saogoncalo.rj.gov.br/vigilancia/info.php>Acesso em: 3/10/2012. Prefeitura de São Gonçalo. Coleta municipal de lixo. Disponível em: <http://www.diadacoleta.com.br/index.php?option=com_content& view=article&id=88:trindade2> Acesso em: 3/10/2012.
  • 295. P á g i n a | 117 Prefeitura de São Gonçalo. Coleta municipal de lixo. Disponível em: <http://www.diadacoleta.com.br/index.php?option=com_content& view=article&id=55:trindade1> Acesso em: 3/10/2012.Estabelecimento de http://portal.mec.gov.br/EducaçãoEstabelecimento de Através de coleta de dados, em campo.comercioEstabelecimento de DATA SUS. Estabelecimento de Saúde do Município de Sãosaúde Gonçalo. Disponível em: <http://cnes.datasus.gov.br/Lista_Es_Municipio.asp?VEstado=33 &VCodMunicipio=330490&NomeEstado=> Acesso em: 3/10/2012.Organização religiosa INFO is INFO. Templos em São Gonçalo. Igrejas. Disponível em:e Meio Ambiente <http://sao-goncalo.infoisinfo.com.br/busca/templo >.Acesso em: 3/10/2012. Governo do Rio de Janeiro. Secretaria de Estado de Assistência Social. Direitos humanos. Disponível em: <http://www.rj.gov.br/web/seasdh/exibeconteudo?article- id=1213706; >.Acesso em: 3/10/2012. O São Gonçalo online. Meio Ambiente. Disponível em: < http://osaogoncalo.com.br/site/geral/2012/5/28/2089/s%C3% A1bado+%C3%A9+dia+de+limpeza+em+s%C3%A3o+gon%C 3%A7alo>.Acesso em: 16/09/2012. Informativo do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro - Disponível em:<http://www.comperj.com.br/Util/pdf/informativo_comperj _33.pdf> Comperj Nº 33 - Ano III - Julho de 2012 Ong Terra Verde. Meio Ambiente. - Disponível em:<http://terraverde-rj.org/terraverde.html> Acesso em: 30/09/2012. Prefeitura de São Gonçalo. Diário Oficial. Disponível em:<http://www.pmsg.rj.gov.br/diario/2012_04_09.pdf> Acesso em: 30/09/2012.
  • 296. 118 | P á g i n aFontes Primárias Foi entrevistado um total de 10 pessoas, nos seguintes segmentosadotados no método das entrevistas:- Associação de Moradores (AMOJAG): Contador da Associação- Posto de Saúde: 2 funcionárias.- Vendedor Ambulante: Também é morador do bairro. -Ciep Brizolão 408- Sérgio Cardozo: 2 funcionárias( moradoras do bairro) e 1aluno( ex morador).- 2 Comerciantes: Dono de bar, salão de beleza.-1 Comerciante (auto- escola): também é moradora do bairro.
  • 297. P á g i n a | 119 RESULTADOSSíntese sobre resultados do estudo em fontes primárias Para realização e coleta das fontes primárias, utilizamos uma pequenaentrevista, semi-estruturada, onde os entrevistados davam suas opiniões e aequipe anotava. Todas as entrevistas ocorreram no bairro Trindade emdiferentes localidades, foram feitas presencialmente no dia 28 de setembro de2012. Pessoas e organizações entrevistadas:Fontes Primárias:O que está bom e muito bom no bairro Categoria de Idade Palavras-Chave ou Respondentes Expressões do que estáEntrevistados Muito Bom ou BomJaqueline Moradora/ 47 anos Água, Asfalto e Comércio. Funcionária publicaGilberto Contador da 59 anos Faculdade (UNIVERSO). AssociaçãoRaimundo Morador/ 58 anos O bairro em si. Vendedor AmbulanteRegina Secretária/ 59 anos Moradia e Comércio Zeladora do CIEP.Renata/ 31 anos Asfalto e Transporte (paraAlexandro Empresários o exterior do bairro)Vitor Estudante da 4ª 12 anos A praça série / moradorIsabel Empresária / 53 anos Comercio moradoraNeilde/Maria das servidora publica não Comercio, localização eGraças quiseram asfalto recente falarO que está razoável no bairro
  • 298. 120 | P á g i n a Entrevistados Categoria de Idade Palavras-Chave ou Respondentes Expressões do que está Razoável Jaqueline Moradora/ 47 anos Condução. Funcionária Gilberto Contador da 59 anos Coleta de lixo, limpeza Associação urbana Raimundo Morador/ 58 anos Coleta de lixo. Vendedor Ambulante Regina Secretária/ 59 anos Abastecimento de Água e Zeladora do CIEP. Falta de Luz Renata/Alexandro 31 anos Agencias Bancárias e Empresários Policiamento Vitor Estudante da 4ª 12 anos Condução série / morador Isabel Empresária / 53 anos Condução e água moradora Neilde/Maria das servidora publica não cano estourado, Graças quiseram drenagem(falta), falar escoação da água e iluminaçãoO que está ruim ou péssimo no bairro Entrevistados Categoria de Idade Palavras-Chave ou Respondentes Expressões do que está Ruim ou Péssimo Jaqueline Moradora/ 47 anos Coleta de Lixo. Funcionária Gilberto Contador da 59 anos Segurança, baixo Associação policiamento. Raimundo Morador/ 58 anos Condução, Venda/Aluguel Vendedor dos imóveis, Violência das Ambulante pessoas que vieram de outras favelas do Rio de Janeiro Regina moradora/ 59 anos Condução.
  • 299. P á g i n a | 121 Zeladora do CIEP.Renata/ Empresários 31 anos Coleta de Lixo e SaneamentoAlexandroVitor Estudante da 4ª 12 anos Moradores de rua, Violência, série / morador Sujeira.Isabel Empresária / 53 anos Moradores sem consciência moradora para preservar e conservar o bairroNeilde/Maria servidora publica não Assalto( violência) edas Graças quiseram condução falarSíntese do que está bom e muito bom no bairro: Água, Comércio, Faculdade(UNIVERSO), o bairro em si ,Moradia, Transporte , Praça , Localização e AsfaltoSíntese do que está razoável: Condução, Coleta de lixo, Água, Luz,Policiamento.Síntese do que está ruim ou péssimo no bairro: Lixo, Segurança, Condução,Asfalto, Preço de imóveis, Policiamento.Outros Tópicos das EntrevistasCategoria deRespondentes O que pode ser feito para melhorar a qualidade urbana do bairro Pela população Pela Pelos donos Pela Por outros.. que mora, prefeitura e de empresas e Associação circula ou vereadores trabalhadores de trabalha no no bairro Moradores bairroJaqueline Respeitar o dia Visitar o Colocando Divulgação Área de lazer da coleta não bairro para preços mais maior para a nas escolas, jogando lixos ficar ciente justos para a Associação já Guarda em rios/ruas das reais população. O existente Municipal e necessidades preço costuma mais opções de ser 3x mais alto brinquedos na que nos demais praça locais fora do Bairro
  • 300. 122 | P á g i n a Gilberto Moradores se União para Se unir para Ter uma sede Criar Sindicatos preocuparem criar de fato resolver a própria e o e união para com a uma Ass. de questão da apoio do que as manutenção do Moradores Associação de governo propostas que existe de ou apoiar a Moradores municipal. A ganhem mais bom e interditar Ass. já Associação forças as ruas que existente, teria que ser estão sem cedendo um mais saneamento e espaço para abrangente em péssimas que a mesma ao bairro ou condições, não seja instalada criar uma asfaltadas de forma nova definitiva Associação Raimundo Uma Adicionar Mercearias com Criação de Conscientização Associação uma valor alto uma da população para ajudar no Rodoviária e Associação em relação ao bairro Fiscalização que funcione problema do lixo da prefeitura de fato quanto aos lixos Regina. Conscientização Candidatos Evolução do Fazer com União de todos sobre os lixos não Comércio no que a para a jogados nas qualificados e bairro Associação colaboração da ruas/calçadas e Compra de que funcione melhora do terrenos baldios Votos de fato para a bairro melhora do bairro Renata/ Educação, Saneamento, Empregos Voltar a Cobrar mais do Alexandro Cidadania Projetos funcionar Prefeito e Sociais e para Vereadores Cursos. resultado na sobre as melhora das condições do condições bairro sociais Vitor Campo de Melhorar o Diminuir o preço Divulgação Centro de lazer Futebol sistema de para as coleta de pessoas lixos tomarem conhecimento Isabel Conscientização Urbanização Conscientização A associação Coleta e para não jogar recente quanto a lixos. precisa existir tratamento de os lixos em esgoto valões, ruas, etc. Neilde/Maria Criação de uma Mais postos Tomar conta do Criação de Levantamentos das Graças associação de de saúde, bairro, vistoriar, uma (vindo da moradores falta remédio/ fiscalizar e zelar associação, prefeitura) para falta a fundação de saber o que construção associação. está de um posto , acontecendo e para ajudar e manutenção melhorar as no sentido de condições do melhoria bairro
  • 301. P á g i n a | 123Fontes Secundárias:Caracterização Físico-Geográfica:Dados para localização: O município de São Gonçalo localiza-se na região metropolitana doEstado do Rio de Janeiro no lado oriental da Baía de Guanabara (Lei EstadualComplementar 064 de 21 de setembro de 1970). Trindade é um bairro doprimeiro distrito sede de São Gonçalo, no estado do Rio de Janeiro. TemAlcântara, Mutondo, Luiz Caçador e Jardim Catarina como bairros limítrofes.É cortado pelas rodovias BR 101, RJ 104 E RJ106.Área: 249 Km2(IBGE-2005)Altitude: 13m (na sede)Coordenadas Geográficas: 22º 49 30 de latitude sul e 43º 02 30 delongitude.Limites:Norte: Itaboraí e Baía de GuanabaraSul: Niterói e MaricáLeste: Maricá e ItaboraíOeste: Baía de Guanabara.
  • 302. 124 | P á g i n aPopulação e Domicílio/Habitação:Do município:Domicílios particulares permanentes: 325.882 247,709 Km²Área da unidade territorialEstabelecimentos de Saúde SUS 194 EstabelecimentosMatrícula - Ensino fundamental - 2009 120.617 MatrículasMatrícula - Ensino médio - 2009 27.257 MatrículasNúmero de unidades locais 12.614 UnidadesPessoal ocupado total 118.592 PessoasPIB per capita a preços correntes 9.699,16 ReaisPopulação residente 999.728 pessoasPopulação residente - Homens 475.264 pessoasPopulação residente - Mulheres 524.464 pessoasPopulação residente alfabetizada 897.674 pessoasPopulação residente, religião católica apostólica 417.577 pessoasromanaPopulação residente, religião espírita 27.450 pessoasPopulação residente, religião evangélicas 325.310 pessoasValor do rendimento nominal médio mensal dos 917,23 Reaisdomicílios particulares permanentes comrendimento domiciliar, por situação do domicílio- Rural
  • 303. P á g i n a | 125Valor do rendimento nominal médio mensal dos 2.078,59 Reaisdomicílios particulares permanentes comrendimento domiciliar, por situação do domicílio- UrbanaAlternativa de transporte público Trindade conta com algumas linhas de ônibus, transporte alternativo devans, e mototaxi, em alguns lugares.As linhas de ônibus, que passam por Trindade são:  55: Viação Icaraí-Liga Alcântara a Luiz Caçador, via Trindade.(Linha Municipal)  409: Viação ABC-Liga Alcântara a Niterói, via Trindade (Linha Intermunicipal)  409 br (BR101)- UNIVERSO: Viação ABC-Liga Niterói a Universo (Faculdade Universo) via Trindade (Linha Intermunicipal)  403: Viação Rio Ita-Liga Trindade a Niterói, via Trindade (Linha Intermunicipal)  403 br (BR 101): Viação Rio Ita-Liga Trindade a Niterói, via Trindade (Linha Intermunicipal)Linhas de transporte alternativo, vans:  Seria a mesma linha do ônibus 55. Ligando Alcântara a Luiz Caçador, via Trindade. (Linha Municipal)
  • 304. 126 | P á g i n aUnidade de órgão da Prefeitura:Endereço da Prefeitura de São GonçaloRua Feliciano Sodré, 100 Centro, São Gonçalo RJ, Brasil 24.440-440RJ, Brasil 24.440-440Prefeito (a)Maria Aparecida PanissetChefe de Gabinete: Eugênio José da Silva AbreuVice-Prefeito (a)Jorge Aranha
  • 305. P á g i n a | 127Áreas Públicas de Lazer:Do município:Principais atrações turísticas da região  Fazenda Itaitindiba- construída em 1687.  Alto do Guaiá -(Pedra do Guaiá)  Praia da Luz  Praia da Beira  Praia de São João  Ilha de Jaturnaiba  Ilha de Itaoca  Ilha do Tavares (conhecidamente popularmente como ilha do Pontal)  Fazenda do Columbandê- construída em 1620.  Capela de Nossa Senhora da Luz - construída no século 17.  Gruta Azul  APA de Guapimirim  Serra de Itaúna  Piscinão de São Gonçalo.  Praça Esthefânia de Carvalho (conhecida popularmente como Praça do Zé Garoto).Saneamento:  Departamento de Vigilância Sanitária e Controle de Zoonoses de São GonçaloTel.: 2712-0720E-mail: svisasg@yahoo.com.br
  • 306. 128 | P á g i n aColeta de Lixo:A coleta de lixo do bairro da Trindade é feita separadamente, terças, quintas esábados a coleta é feita nas Ruas Domingos Damasceno Duarte, Coritiba,Vitória, José Maria Magalhães Bastos, Av. Beira Rio no horário diurno (de 7h as16h). Já na chamada Trindade 2, a coleta é feita nos mesmos dias, porém nohorário noturno (18h à 0h) limitando com as Ruas Domingos Damasceno Duarte,Curitiba, Porto Alegre, Av. Beira Rio, José Maria Magalhães Bastos, Vitória,Recife, Estrada da Trindade, Jequitinhonha, Sapopemba, Teresópolis,Campinas, Viçosa, Pastor Valdemar Zarro, Av. Presidente Kennedy.
  • 307. P á g i n a | 129 Estabelecimento de Educação: Situação de Dependência Localização/ZonaEstado Municipio Código Escola funcionamento administrativa da escola ASSOCIACAORIO DE SAO EVANGELICA 33143641 EM ATIVIDADE PRIVADA URBANAJANEIRO GONCALO EDIFICANDO VIDASRIO DE SAO CENTRO EDUC DE 33118140 EM ATIVIDADE PRIVADA URBANAJANEIRO GONCALO TRINDADERIO DE SAO CENTRO EDUC 33104107 EM ATIVIDADE PRIVADA URBANAJANEIRO GONCALO SOARES HERDY CENTRO EDUCACIONALRIO DE SAO 33160112 CRESCENDO E EM ATIVIDADE PRIVADA URBANAJANEIRO GONCALO APARECENDO LTDA ME CENTRORIO DE SAO 33474222 EDUCACIONAL EM ATIVIDADE PRIVADA URBANAJANEIRO GONCALO ROSICLEA LTDA CIEP BRIZOLAORIO DE SAO 33103887 408 SERGIO EM ATIVIDADE ESTADUAL URBANAJANEIRO GONCALO CARDOSO COL DERIO DE SAO 33089035 APLICACAO DOM EM ATIVIDADE PRIVADA URBANAJANEIRO GONCALO HELDER CAMARARIO DE SAO 33103852 COL LECLA EM ATIVIDADE PRIVADA URBANAJANEIRO GONCALORIO DE SAO EDUCANDARIO 33115150 EM ATIVIDADE PRIVADA URBANAJANEIRO GONCALO OSWALDO GOMES ESCOLARIO DE SAO 33089639 MUNICIPAL EM ATIVIDADE MUNICIPAL URBANAJANEIRO GONCALO LEONOR CORREA ESCOLARIO DE SAO 33157936 MUNICIPAL PADRE EM ATIVIDADE MUNICIPAL URBANAJANEIRO GONCALO CIPRIANO DOUMA ESCOLA MUNICIPALRIO DE SAO 33120110 PROFESSORA EM ATIVIDADE MUNICIPAL URBANAJANEIRO GONCALO MARLUCY SALLES DE ALMEIDARIO DE SAO 33089817 EXTERNATO EM ATIVIDADE PRIVADA URBANA
  • 308. 130 | P á g i n aJANEIRO GONCALO SANTO ANTONIORIO DE SAO INST BATISTA EM 33100535 PRIVADA URBANAJANEIRO GONCALO GONCALENSE ATIVIDADE JARDIM DERIO DE SAO EM 33089957 INFANCIA PRIVADA URBANAJANEIRO GONCALO ATIVIDADE PIPO E POCA
  • 309. P á g i n a | 131Estabelecimento de Comércio:Trindade conta com uma ampla rede de comérciosSupermercado:PublixRede EconomiaE alguns outros mercadinhos/ mercearias, espalhados pelo bairro.Farmarcias:Apolo XRede Chic FarmaEntre outras, onde também encontramos farmárcias populares inseridas aalguma dessas farmácias.UniversidadeUniversidade Salgada de Oliveira. ( primeira sede da Universidade foi no bairrode Trindade onde funciona também o Colégio de Aplicação Dom HélderCâmara)Outros O bairro conta com outros estabelecimentos de comércio como: restaurantes,sorveterias, escolas, curso de línguas, bares, bazar (es) , papelarias, posto degasolina, etc..Estabelecimento de Saúde:Do bairro da Trindade:Posto de Saúde Irmã DulceEndereço: Rua Domingos Damasceno, s/nºTelefone: (21) 2601-7833
  • 310. 132 | P á g i n aOrganizações:Organizações Religiosas:Paróquia da Santíssima TrindadeAv Cidade de Campos, s/n - Trindade - São Gonçalo - RJPrimeira Igreja Batista em TrindadeTrindade - São Gonçalo - RJIgreja Batista Central de TrindadeAv. São Paulo- Trindade –São Gonçalo- RJComunidade da Bênção de DeusEstrada da Trindade- Trindade- São Gonçalo - RJ
  • 311. P á g i n a | 133Organizações em defesa dos direitos humanos:No município:http://www.movimentomulheressg.com.br/Organizações em defesa do meio ambiente:http://osaogoncalo.com.br/site/geral/2012/5/28/2089/s%C3%A1bado+%C3%A9+dia+de+limpeza+em+s%C3%A3o+gon%C3%A7alohttp://www.comperj.com.br/Util/pdf/informativo_comperj_33.pdfhttp://terraverde-rj.org/terraverde.htmlhttp://www.pmsg.rj.gov.br/diario/2012_04_09.pdf
  • 312. 134 | P á g i n aSíntese sobre resultados do estudo em fontes secundárias No caso Estabelecimentos de comércio e igrejas, verificamos que há maisna vivencia e visita ao bairro do que as que estão divulgadas nas fontessecundárias. Para coletarmos informações sobre linhas de ônibus, foram feitaspesquisas de campo, visto que esses dados não foram encontrados empesquisa de fontes secundárias. Aprendemos também, os horários e dias dasemana da coleta de lixo de cada rua do bairro de Trindade. Apontamosalgumas áreas de lazer do município de São Gonçalo (além da famosa Praça daTrindade), assim como algumas das diversas instituições de educação.
  • 313. P á g i n a | 135Conclusão A partir da elaboração do projeto, Estudo de Qualidade Urbana Local, ecom o acesso a fontes secundárias e primárias consultadas,podemos concluirque o bairro Trindade é um bairro que conta com uma boa localização,estruturação , comércio, sendo uns dos melhores bairros do seu entorno. Muitos dos dados coletas para a elaboração do trabalho não foramencontrados em fontes secundárias, sendo necessária a observação e coleta pormeio de fontes primárias-através de visita a campo no bairro. Para que o trabalho pudesse contar com uma visão mais ampla dobairro, as entrevistas foram coletadas em diferentes localidades, ondeobservamos fatores que dependendo da localização foram opostos como otransporte: No interior do município, houve muita reclamação do transporte e donúmero de linhas, o que não ocorreu quando as entrevistas foram feitas maispara o limite do bairro, pois nesses lugares há um maior fluxo de ônibus porconta da proximidade com outros bairros. Durante a coleta de dados de fontes primárias, a equipe foi parabenizadapelo trabalho desenvolvido, através de uma das pessoas entrevistas. Onde elaressaltou que nunca antes tinha parado para pensar sobre o seu “bairro”, eestaria fazendo isso pela primeira vez através da “nossa” pesquisa. Ressaltandotambém o quanto interessante seria se a prefeitura fizesse pesquisas similaresde opinião/ observação dos fatores de bairros/ municípios. Nasce aqui umaproposta para mais estudo, já que se observa carência nessa área. Embora se encontre muita reclamação em relação, ao saneamento, asaúde, ao transporte, a coleta de lixos, fica claro que a conscientização dosmoradores para buscar melhores condições e zelar pelo bairro também é umfator que influencia muito no andamento, manutenção e conservação do bairro. Uma boa iniciativa seria uma parceria entre a prefeitura e demais órgãosdo governo, oferecendo mini cursos e palestras para capacitar mais pessoas.Pois quando a sociedade esta consciente o desenvolvimento ocorre, e com issoacontecem melhorias no bairro e município. A criação de uma associação de moradores que melhor abranja o bairro eseu entorno também seria uma boa maneira de intensificar e melhorar a açãocidadã, pois quando existe uma participação de todos na gestão pública ficamais fácil ver o que é mais importante para o bairro e assim lutar pelos direitos!O controle social é uma grande ferramenta para se exigir e fazer cumprir asnecessidades do bairro, município, estado, e país na gestão dos recursospúblicos, pois assim podemos saber como os recursos estão sendodisponibilizados e de que maneira estão sendo gastos. A sociedade deve semanter atenta nas questões públicas, para que os resultados sejam alcançados.
  • 314. 136 | P á g i n aFontes ConsultadasDATA SUS. Estabelecimento de Saúde do Município de São Gonçalo.Disponívelem:<http://cnes.datasus.gov.br/Lista_Es_Municipio.asp?VEstado=33&VCodMunicipio=330490&NomeEstado=> Acesso em: 3/10/2012.Governo do Rio de Janeiro. Secretaria de Estado de Assistência Social. Direitoshumanos. Disponível em:<http://www.rj.gov.br/web/seasdh/exibeconteudo?article-id=1213706;>.Acesso em: 3/10/2012.IBGE. Município de São Gonçalo. Disponível em:<http://www.ibge.gov.br/cidadesat/xtras/SINTESE.php?nomemun=S%E3o%20Gon%E7alo&codmun=330490&tema=sintese&desc=S%EDntese%20das%20Informa%E7%F5es&legenda=Fonte%3AIBGE%20-%20Instituto%20Brasileiro%20de%20Geografia%20e%20Estat%EDstica&uf=rj&r=2 > Acesso em:3/10/2012.INFO is INFO. Templos em São Gonçalo. Igrejas. Disponível em: <http://sao-goncalo.infoisinfo.com.br/busca/templo >.Acesso em: 3/10/2012.Informativo do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro - Disponívelem:<http://www.comperj.com.br/Util/pdf/informativo_comperj_33.pdf>Comperj Nº 33 - Ano III - Julho de 2012.O São Gonçalo on Line. Meio Ambiente. Disponível em:< http://osaogoncalo.com.br/site/geral/2012/5/28/2089/s%C3%A1bado+%C3%A9+dia+de+limpeza+em+s%C3%A3o+gon%C3%A7alo>.Acesso em:16/09/2012.Ong Terra Verde. Meio Ambiente. - Disponível em:<http://terraverde-rj.org/terraverde.html> Acesso em: 30/09/2012.Prefeitura de São Gonçalo. Diário Oficial. Disponívelem:<http://www.pmsg.rj.gov.br/diario/2012_04_09.pdf> Acesso em:30/09/2012.
  • 315. P á g i n a | 137Prefeitura de São Gonçalo. Catálogo de Endereços. Disponívelem:<.http://www.saogoncalo.rj.gov.br/secretaria.php>.Acesso em: 3/10/2012._______________.Slides, fotos. Disponível em:<Disponívelem:<http://www.saogoncalo.rj.gov.br/sao_goncalo.php>.Acesso em: 3/10/2012._______________.Praça, fotos. Disponível em:<Disponívelem:<http://www.saogoncalo.rj.gov.br/noticiaCompleta.php?cod=3386&tipoNoticia=Secretaria%20de%20Administra%EF%BF%BD%C3%A3o> Acesso em:3/10/2012._______________.Vigilância Sanitária. Disponível em:<http://www.saogoncalo.rj.gov.br/vigilancia/info.php>Acesso em: 3/10/2012.________________________. Coleta municipal de lixo. Disponível em:<http://www.diadacoleta.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=88:trindade2> Acesso em: 3/10/2012._______________.. Coleta municipal de lixo. Disponível em:<http://www.diadacoleta.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=55:trindade1> Acesso em: 3/10/2012.
  • 316. 138 | P á g i n aAnexosAnexo I : Fotos e Vídeos Figura 1: Praça da Trindade Figura 2: Buraco na rua
  • 317. P á g i n a | 139 Figura3: Ruas recém asfaltadas.Já na mídia: Vídeo Lixão de Itaoca:http://www.youtube.com/watch?v=3BXGxduwim8Vídeo Pedindo ajuda ao Wagner Montes (Alagamento)http://www.youtube.com/watch?v=_S9XCFHL4ow
  • 318. 140 | P á g i n aAnexo II: DocumentoDocumento 1: Imagem fotográfica do documento da associação.
  • 319. P á g i n a | 141Anexo III: Mapas Mapa1: Mapa do estado do Rio de Janeiro.Mapa 2: Mapa do Município de São Gonçalo. Trindade se localiza no 1ºdistrito sede, junto com outros bairros.
  • 320. 142 | P á g i n aAnexo IV: Modelo do questionário e/ou entrevista UFF - Universidade Federal Fluminense Unidade Curricular: Crítica, Consciência e Cidadania Socioambiental I Projeto:Estudo de Qualidade Urbana Local – Bairro: Trindade- SG/ RJ Entrevistas com Organizações e Pessoas sobre a Qualidade UrbanaLocal 1- O que o bairro Trindade apresenta como situações: i. muito boas ii. regulares iii. ruins ou péssimas2- Das situações que precisam melhorar no bairro, que ações de melhorias poderiam ser promovidas: i. Pela população que mora, circula ou trabalha no bairro ii. Pela prefeitura e vereadoresiii. Pelos donos de empresas e trabalhadores no bairro iv. Pela associação de moradores v. Por outros A entrevista esta sendo realizada como um estudo, uma proposta sobre aqualidade urbana local, as informações coletas estaram presentes no trabalho. Obrigada pela colaboração!!!Entrevista 1: A entrevista acima foi utilizada como fonte de coleta dedados.
  • 321. P á g i n a | 143Anexo V :Contatos das PrefeiturasProcurador GeralMarcelo Paar SantiagoSecretaria Municipal de AdministraçãoSecretário(a): Sérgio Gomes NovoEndereço: Rua Feliciano Sodré, 100 - Centro - SG. CEP: 24440-440E-mail: administracao@pmsg.rj.gov.brTelefone: 2199-6338Secretaria Municipal de FazendaSecretário(a): Antonio Domingues Moreno FilhoEndereço: Rua Feliciano Sodré, 100 - Centro - SG. CEP: 24440-440E-mail: fazenda@pmsg.rj.gov.brTelefone: 2199-6342(Atendimento)Secretaria Municipal de GovernoSecretário(a): Elizabeth dos SantosEndereço: Rua Feliciano Sodré, 100 - Centro - SG. CEP: 24440-440E-mail: governo@pmsg.rj.gov.brTelefone: 2199-6313 / 6497Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Ciência e TecnologiaSecretário(a): João de Castilho FilhoEndereço: Rua Feliciano Sodré, 100 - Centro - SG. CEP: 24440-440E-mail: desenvolvimentoeconomico@pmsg.rj.gov.brSecretaria Municipal de TransportesSecretário(a): Mauro Assad CoutoEndereço: Rua Uriscina Vargas, 36 - Alcântara- SGE-mail: transporte@pmsg.rj.gov.brTelefone: 3262-3573 / 3578Secretaria Municipal de EducaçãoSecretário(a): Janaina Silva Nogueira
  • 322. 144 | P á g i n aEndereço: Av. Pres. Kennedy, 721 - Estrela do Norte - SG. CEP: 24.455-000E-mail: educacao@pmsg.rj.gov.brTelefone: 2199-6500/2199-6506Fundação de Artes São GonçaloSecretário(a): Carlos Ney Pinho RibeiroEndereço: Rua Uriscina Vargas, 36 - Alcântara - SG.Telefone: 3262-3623Secretaria Municipal de SaúdeSecretário(a): Márcio PanissetEndereço: Rua Dr. Nilo Peçanha, 110/ 13º - Centro - SG. CEP: 24445-360E-mail: saude@pmsg.rj.gov.brTelefone: 2199-6800Secretaria Municipal de Desenvolvimento SocialSecretário(a): Pedro Mayrink Veiga de Castro e SilvaEndereço: Rua Uriscina Vargas, 36 - AlcântaraTelefone: 3262-3601Fundação Municipal de Apoio a Infância e Adolescência de São GonçaloSecretário(a): Claudio LemosEndereço: Rua João Caetano, 52 - Alcantara - SG.Telefone: 2603-1959Secretaria Municipal de Infra-Estrutura e UrbanismoSecretário(a): Valmir BarrosEndereço: Rua Feliciano Sodré, 100 - Centro - SG. CEP: 24440-440E-mail: semiurme@pmsg.rj.gov.brTelefone: 2199-6348/6369Secretaria Municipal de PlanejamentoSecretário(a): Suely Amaral Santos SilvaEndereço: Rua Feliciano Sodré, 100- Centro- SG. Cep.24.440-440E-mail: semplan-sg@ig.com.brTelefone: 2199-6313
  • 323. P á g i n a | 145Secretaria Municipal de PescaSecretário(a): Anderson Ferreira PintoEndereço: Rua Feliciano Sodré, 100 - Centro - SG. CEP: 24440-440E-mail: secpesca@pmsg.rj.gov.brSecretaria de HabitaçãoSecretário(a): Miguel Rodrigues SobrinhoEndereço: Rua Feliciano Sodré, 100 - CentroTelefone: 2199-6338 / 6472 /6337Secretaria Municipal de Turismo e CulturaSecretário(a): Carlos Ney Pinho RibeiroEndereço: Av. Presidente Kennedy, 721 - Estrela do Norte - SG - CentroCultural Joaquim LavouraE-mail: turismo@pmsg.rj.gov.br / cultura@pmsg.rj.gov.brTelefone: 2199-6512 / 6521Chefe de Gabinete da PrefeitaSecretário(a): Eugênio José da Silva AbreuEndereço: Rua Feliciano Sodré, 100- Centro- SG. Cep.24.440-440E-mail: gabinete@pmsg.rj.gov.brTelefone: 2199-6303 / 6333Gabinete do Vice-PrefeitoSecretário(a): Vice-Prefeito Jorge AranhaEndereço: Rua Uriscina Vargas, 36 - 2º piso - Alcântara - SGTelefone: 3262-3558 / 3262-3557Cerimonial do Gabinete da PrefeitaSecretário(a): Maria Aparecida Furlani do ValleEndereço: Rua Feliciano Sodre,100- Centro-SG Cep.24.440-440E-mail: cerimonial@pmsg.rj.gov.brTelefone: 2199-6453Secretaria Municipal de Esporte e Lazer
  • 324. 146 | P á g i n aSecretário(a): Joaquim de OliveiraEndereço: Rua:Uricina Vargas,36 - Alcântara- SGTelefone: 3262-3590Instituto de Previdência e Assistência dos Servidores Municipais de São GonçaloSecretário(a): Jorge Paulo Magdaleno FilhoEndereço: Rua Cel.Serrado,1064- Zé Garoto-SGE-mail: ipasg@pmsg.rj.gov.brTelefone: 2605-4330Procuradoria GeralSecretário(a): Dr. Marcelo Paar Santiago(Procurador)Endereço: Rua Feliciano Sodré,100 - Centro -SG Cep.:24.440-440Telefone: 2199-6347Secretaria de Comunicação SocialSecretário(a): Adriana Aranha TeixeiraEndereço: Rua . Feliciano Sodré,100 - Centro - Cep.: 24.440-440E-mail: ascom@pmsg.rj.gov.brTelefone: 2199-6354 / 2199-6312Ouvidoria Geral do Gabinete da PrefeitaSecretário(a): Ailton Barreto (Superintendente)Endereço: Rua: Feliciano Sodré,100- Centro-SG. Cep.24.440-440E-mail: ouvidoriageral@pmsg.rj.gov.brTelefone: 2199-6464Secretaria Municipal de Integração e Políticas Públicas para MulheresSecretário(a): Regina Célia Leal Marques VieiraEndereço: Rua Uriscina Vargas, 36 - Alcântara- SGE-mail: semindecon@pmsg.rj.gov.brTelefone: 3262-3646 / 3262-3648Guarda MunicipalSecretário(a): Mário José dos Santos Filho (Comandante)Endereço: Rua Salvatori,1460- Rocha-SG.
  • 325. P á g i n a | 147E-mail: guardamunicipal@pmsg.rj.gov.brTelefone: 2606-8001/ 8002Coordenadoria Municipal de Defesa CivilSecretário(a): Claudio Antonio Lucena Pereira(Coordenador Geral)Endereço: Rua Uriscina Vargas, 36 - Alcântara - SGE-mail: defesacivil@pmsg.rj.gov.brTelefone: 199 / 3262-3556Prefeitura Municipal de São GonçaloSecretário(a): Prefeita Aparecida PanissetEndereço: Rua Feliciano Sodre, 100 - Centro – SGE-mail: gabinete@pmsg.rj.gov.brTelefone: 2199-6300Secretaria de Seguridade SocialSecretário(a): Jorge Paulo Magdaleno FilhoEndereço: Rua Cel. Serrado, 1000 - Gr.520/522 - Zé Garoto – SGTelefone: 2605-1231 / 2605-4330 / 2604-2771Secretaria de Segurança PúblicaSecretário(a): Mauro Assad CoutoEndereço: Rua Uriscina Vargas, 36 - Alcântara – SGTelefone: 3262-3640 / 3641Secretaria de Meio AmbienteSecretário(a): Luiz Vanderley da Silva DiasEndereço: Av. Pres. Kennedy, 721 - Estrela do Norte - SG. CEP: 24.455-000Telefone: 2199-6511Secretaria Municipal de Políticas EstratégicasSecretário(a): Marilena Panisset da CostaEndereço: Rua Feliciano Sodré, 100 – CentroTelefone: 2199-6312Empresa Municipal de Desenvolvimento Urbano e Saneamento AmbientalSecretário(a): Aécio Nery de Almeida Soares

×