• Like
Nota à imprensa 13º salário  em pernambuco 2013
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

Nota à imprensa 13º salário em pernambuco 2013

  • 265 views
Published

Dieese estima que R$ 4,3 bilhões serão movimentados no Estado em 2013 com o benefício.

Dieese estima que R$ 4,3 bilhões serão movimentados no Estado em 2013 com o benefício.

Published in Economy & Finance
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Be the first to comment
    Be the first to like this
No Downloads

Views

Total Views
265
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
2

Actions

Shares
Downloads
0
Comments
0
Likes
0

Embeds 0

No embeds

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
    No notes for slide

Transcript

  • 1. Recife, 28 de outubro de 2013. NOTA À IMPRENSA 13º Salário deverá injetar R$ 4,3 bilhões na economia Pernambucana em 2013 O DIEESE estima que deverão ingressar cerca de R$ 4,3 bilhões na economia pernambucana ao longo de 2013, a título de 13º salário, representando 3,6% do PIB estadual. O valor estimado será pago ao conjunto dos trabalhadores do mercado formal (público e privado), trabalhadores domésticos, beneficiários da previdência social (INSS e Regimes Próprios), somando um total de 3.186.894 indivíduos. Este montante significa uma elevação (nominal) de 11,1% em relação a 2012, superior à média do NE (10,5%) e semelhante à média nacional (11,5%). Comparativamente aos demais estados do NE, Pernambuco obteve a 4º maior elevação do montante pago a título de 13º salário, abaixo do Piauí (15,5%), Maranhão (12,3%) e Sergipe (12,2%). A Bahia, maior estado nordestino obteve uma elevação de 9,7%. No comparativo intra-regional, o 13º que será pago em Pernambuco representará cerca de 3% do total verificado para o Brasil e 19,5% em relação ao NE, inferior apenas à participação da Bahia (27,2%) na região. Tal elevação no estado, decorreu do aumento de 3,1% no total de pessoas que se beneficiarão da gratificação natalina e de 7,2% (nominais) no rendimento/benefício médio. Dos que receberão o 13º salário em 2013 em Pernambuco, 55,8% (aproximadamente 1,779 milhões de pessoas) estão inseridos no mercado formal (setor público, privado e emprego doméstico) e respondem por 67,7% do total de recursos oriundos do 13º. Os outros 44,2% são beneficiários do Regime Geral da Previdência – em torno de 1,408 milhões de pessoas, e contabilizam 32,3% do valor estimado. Dentre os segmentos considerados para esta estimativa, foram os empregados domésticos que obtiveram maior aumento em sua renda média, 14%, seguido dos aposentados e pensionistas, 10%. Os assalariados registraram uma elevação de 6,7% no período em análise. O rendimento médio dos que devem receber o 13º será de R$ 1.275,66 (exclusive o pessoal do regime próprio do estado), o que representa uma elevação de 7,2% em relação a 2012, sendo o maior valor médio previsto para os assalariados do setor formal - público e privado - (R$ 1.672,34), e o menor para o emprego doméstico (R$ 724,45). Os benefícios da previdência (Regime Geral e Próprio do Estado) giram em torno de R$ 986,76. DEPARTAMENTO INTERSINDICAL DE ESTATÍSTICA E ESTUDOS SÓCIOECONÔMICOS ESCRITÓRIO REGIONAL DE PERNAMBUCO REGIONAL Edifício Círculo Católico - Rua do Riachuelo, 105, salas 1021/1023 – Boa Vista – Recife – PE – CEP 50.050 -400 www.dieese.org.br - erpe@dieese.org.br -
  • 2. No contexto regional, Sergipe apresenta o maior rendimento médio (R$ 1.415,12), seguido de Pernambuco (R$ 1.275,66) e Rio Grande do Norte (R$ 1.274,15). A menor renda média registrada na região foi no Piauí (R$ 1.092,34). O Ceará aparece como a 5º maior renda média do Nordeste, embora represente o terceiro maior ingresso de recursos na região. Estimativa de Recursos com Pagamento do 13o. Salário - 2013 Pernambuco Beneficiários Discriminação No. 1. Trabalhadores no Mercado Formal 2. Aposentados e Pensionistas 2.1 Regime Geral - Beneficiários do INSS 2.3 Regime Próprio do Estado (%) 1.778.673 55,8% 2.910.142.047 (%) 67,7% Valor Médio (R$) 1.636,13 % PIB 2,4% 1.710.721 53,7% 2.860.914.073 66,5% 1.672,34 2,4% 2,1% 49.227.974 1,1% 724,45 0,0% 1.408.221 44,2% 1.408.221 44,2% n.d 1.389.570.398 32,3% 986,76 1,2% 1.155.249.745 26,9% 820,36 1,0% 234.320.653 5,4% n.d 0,2% 4.299.712.445 100,0% 1.275,66 * 3,6% n.d 3.186.894 100,0% Total R$ 67.952 1 1. Assalariados do Setores Público e Privado 1.2 Empregados Domésticos com Carteira Total do 13o. Salário Fontes: MTE- RAIS e Caged; PNAD/2009-IBGE; Ministério da Previdência (Boletim Estatistico); STN -Secretaria do Tesouro Nacional (Execução Orçamentária do Estados) e Ministério do Planejamento (Boletim Estatístico de Pessoal) Elaboração: DIEESE * exclusive o pessoal do regime próprio do estado DEPARTAMENTO INTERSINDICAL DE ESTATÍSTICA E ESTUDOS SÓCIOECONÔMICOS ESCRITÓRIO REGIONAL DE PERNAMBUCO REGIONAL Edifício Círculo Católico - Rua do Riachuelo, 105, salas 1021/1023 – Boa Vista – Recife – PE – CEP 50.050 -400 www.dieese.org.br - erpe@dieese.org.br -