Apresentação ônibus turístico
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Apresentação ônibus turístico

on

  • 589 views

 

Statistics

Views

Total Views
589
Views on SlideShare
295
Embed Views
294

Actions

Likes
1
Downloads
3
Comments
0

3 Embeds 294

http://jconline.ne10.uol.com.br 234
http://m.jconline.ne10.uol.com.br 59
https://www.google.com 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Apresentação ônibus turístico Apresentação ônibus turístico Presentation Transcript

  • Relatório de Pesquisa de Mercado - Projeto Ônibus Turístico em Recife e Olinda-PE - Novembro de 2012.
  • - Metodologia • Qualitativa: 16 entrevistas em profundidade - EP • 10 entrevistas com Turistas de Negócios, de Eventos e Passeio em Recife • 6 entrevistas com Moradores de Recife • Quantitativa: 1.214 entrevistas diretas • 400 entrevistas com Moradores de Recife e Olinda realizadas em 8 pontos de fluxo distribuídos na cidade do Recife • 814 entrevistas com turistas realizadas no Aeroporto Internacional dos Guararapes, Terminal Integrado de Passageiros – TIP e Rodovias de saída da cidade • Período: 16 a 20 de novembro de 2012
  • I – Pesquisa qualitativa
  • Entrevistas com os turistas Entre os que apontaram o ônibus como veículo de locomoção em Recife, nota-se a satisfação com a qualidade do serviço, quando comparado ao serviço de outras capitais. “... em relação ao conforto, ele é bem mais confortável que os ônibus de Aracaju, a qualidade é bem melhor”...(TE, M, 35a, SE) “...Achei normal, porque já morei em São Paulo e comparando com os ônibus de lá os daqui tem qualidade bem superior aos de lá, bem melhor!” (TP, M, 52a, PE) “... Achei muito bom comparado com outras cidades, achei muito eficiente, tem muitos ônibus e tem uma boa frequência. Também achei confortável!” (TP, M, 24a, PR) Apontaram como ponto negativo a frequência dos ônibus e os valores pagos. “...Agora o preço eu acho um absurdo, acho o valor muito alto aqui em Recife, lá é uns R$2,50 aqui é R$3,10 muito alto”!(TE, M, 35a, SE) “... Demora muito a passar, pelo menos das vezes que eu utilizei. Um exemplo é o ônibus de Porto de Galinhas, que demorou muito ...”(TP, M, 35a, RJ) “ ... você sai a noite quer pegar um ônibus e fica ai sem outra opção esperando, chega até a ser perigoso, correndo mais riscos. Se você tivesse mais ônibus não esperava tanto”! (TP, M, 52a, PE)
  • Entrevistas com os turistas Os entrevistados se mostraram interessados com o novo serviço a ser oferecido para o turista, e afirmam que seria algo importante para o comércio. “Em Brasília tem esse serviço e se for nas mesmas características eu avalio como uma implementação bastante positiva’!(TN, H, 42a, DF) “Muito proveitoso, vai trazer algo novo para a cidade”!(TN, H, 31a, RN) A maioria dos participantes nunca havia utilizado o serviço. Os que responderam que já conheciam o serviço citaram as cidade de Curitiba e Brasília no Brasil. Os que utilizaram no exterior citaram as citadas de Buenos Aires, Dublin, Escócia e Londres. “Já usei em Brasília”!(TN, H, 42a, DF) “Usei em Curitiba no Paraná”!(TP, M, 52a, PE) “ ... já utilizei em Curitiba e em Buenos Aires”!(TN, H, 31a, RN) “Usei na Europa. Em Dublin, na Escócia e em Londres”!(TP, M, 24a, PR)
  • Entrevistas com os turistas A experiência vivenciada foi pontuada como de excelente qualidade, traz segurança para quem utiliza, tendo a certeza de que irão conhecer os principais pontos turísticos da cidade sem precisar estar trocando de ônibus ou dependendo de guias, taxistas ou amigos. O serviço proporciona, para quem utiliza, mais uma opção de deslocamento com maior liberdade de escolha. “Ótimo, pois você tem uma liberdade de parar de descer nos locais que quer ver, e fica tranqüilo, pois depois retorna para a parada de ônibus e continua o passeio”! (TN, H, 42a, DF) “Excelente, pois levava para todos os pontos que a pessoa queria conhecer, é um passeio bom, bastante agradável’!(TN, H, 31a, RN)
  • Entrevistas com os turistas Todos os entrevistados afirmam que se este serviço vir de fato a ser implementado na cidade do Recife, terão interesse em utilizar, pois será algo novo que proporcionará uma nova experiência. Alguns deles apontaram a segurança como principal motivo para utilizar o serviço. “ ... sim, com certeza, seria algo novo, me sentiria mais seguro em andar rever os pontos turísticos e conhecer os que ainda não pude visitar!”(TN, H, 42a, DF) “ ... sim, pois é algo inovador. Uma coisa nova que vai levar a pessoa ter uma outra visão além de facilitar a vida”.(TP, M, 52a, PE) “ ... porque como a gente não é da cidade e se a gente não pegar um guia ou não tiver algum amigo a gente fica perdido...Acaba visitando algumas coisas e deixa passar algum ponto turístico que a gente não sabia ou que fosse muito longe. (TP, M, 24a, PR)
  • Entrevistas com os turistas Alguns entrevistados citaram a possível participação da população na utilização do novo veículo, identificando que o ônibus não seria válido apenas para os turistas da cidade, mas a população também poderia ser beneficiada. “... até mesmo o morador usa para acompanhar um familiar que está visitando a cidade ou até mesmo para conhecer a própria cidade”!(TN, H, 42a, DF) “ ... eu conheço pessoas aqui que não conhecem Porto de Galinhas ou que falam que é muito longe como se fosse algo bem difícil e isso pode ser justamente pela falta dessa opção de ter como conhecer os lugares’!(TP, M, 35a, RJ) “ ... tem muita gente que mora em Recife e não conhece os lugares, também seria um ponto positivo para o morador”!(TE, M, 35a, SE) Os entrevistados levantaram mais benefícios do que malefícios na implementação desse novo serviço turístico. “... seria algo bom para o comércio, algo novo para a capital e mais conforto para o turista . Uma melhoria é sempre muito bom”!(TP, M, 52a, PE) “Posso lhe dizer que vai mostrar mais a cidade, tem muitos pontos turísticos bonitos. Seria bastante positivo.”(TN, H, 42a, DF) “Ele traria mais informações, seria mais uma opção de deslocamento”! (TP, M, 35a, RJ)
  • Entrevistas com os turistas Foram apresentados pelos entrevistados alguns pontos negativos, dentre eles a preocupação com a fluidez do trânsito e prejuízos para as categorias que já trabalham com passeios turísticos (taxistas, empresas de receptivo e agências de viagens). “... ruim para o turista não tem, mas de repente para alguém da cidade que já trabalhe com os turistas...ao invés de utilizar o taxi a pessoa vai pegar o Ônibus... Até porque para o turista, possa ser que seja mais barato fazer os passeios entre os pontos com o ônibus ao invés de usar uma van de alguma agência ou um táxi que geralmente são mais caros”!(TP, M, 35a, RJ) “(como pontos negativos) ... talvez traga para outros setores... os taxistas e para algumas outras linhas que circulam neste locais.Acredito que negativo seria isso para eles, para essas categorias”!(TP, M, 52a, PE) “... uma dificuldade que avalio neste momento é o próprio trânsito, pois poderiam verificar a questão dos horários. Então, na minha opinião, esse trânsito seria um ponto negativo”! (TN, H, 42a, DF)
  • Entrevistas com os turistas Os turistas de evento ou de negócios estão dispostos a pagar valores mais altos do que os turistas de lazer para a utilização do mesmo serviço. Para a estimativa de valor, muitos tiveram como parâmetro o preço praticado em serviços semelhantes vistos em outras cidades, ou nos valores investidos em táxi. “ ... R$ 30,00 ou R$ 40,00, acho que isso se paga por um táxi’!(TE, M, 22a, MG) “ ... acredito que em torno de R$ 20,00 a R$ 25,00 levando em consideração o que já sei que se gasta com táxi. Mas do que isso não pagaria”!(TE, M, 35a, SE) “... de R$ 20,00 a R$ 25,00 seria uma ótima média”!(TN, H, 42a, DF) “ ... eu não me recordo muito bem, dos valores, mas era algo em torno de R$ 20,00 e R$ 25,00 você tinha direito a 5 paradas”!(TN, H, 31a, RN) “ ... até uns R$ 40,00 no máximo. Porque não pode ser um valor muito mais alto que um táxi, porque assim não iria compensar”!(TP, M, 24a, PR)
  • Entrevistas com os turistas O funcionamento do serviço seria ideal que operasse nos moldes do que acontece em outras cidades. Com relação à estrutura física dos ônibus, algumas pessoas indicam preferência por veículos mais abertos, sem coberta, pois acreditam que assim irão aproveitar mais as paisagens e o sol. A grande maioria citou o ar condicionado como item fundamental no primeiro andar do ônibus. “Deveria ter ar condicionado na parte de baixo e na parte de cima, por causa do calor, deveria ter uma coberta”!(TE, M, 35a, SE) “Poderia ser aberto, mas caso tivesse chovendo, era bom ter algo que cobrisse que fizesse uma cobertura”!(TP, H, 30a, RJ) “ ... mapa deveria ter sim, panfletos indicando nomes de lugares para visitar, seria bem interessante...”(TE, M, 35a, SE) “ ... tinha mapa e tinha um guia que ia falando sobre os pontos. Aqui deveria ter também”!(TN, H, 31a, RN)
  • Entrevistas com os turistas Também se abordou na entrevista, além do deslocamento, o que o ônibus deveria oferecer de diferencial em serviços. “ ... mas aqui deveria ter um diferencial. Recife é uma cidade tão cultural, poderiam trabalhar mais essa questão da cultura... pode ser um vídeo, um curta que fique passando e as pessoas conheçam um pouco mais...” (TN, H, 42a, DF) “...deve ter algum vídeo para explicar os pontos que estão sendo levados, o que é aquele lugar contando a história. E poderia ter alguma música da cidade, algo mais regional para que o pessoal conheça um pouco mais da cultura. E ter um guia!” (TP, M, 24a, PR) Apontaram o centro do Recife, a Praça do Marco Zero, a Casa da Cultura, a Orla de Boa Viagem e a parte histórica de Olinda, como pontos primordiais para a rota turística. Alguns citaram pontos que não conheciam e caso o ônibus viesse a passar por este local, utilizaram como meio de transporte para conhecê-lo. “ Desde a questão da orla, o centro da cidade, o Recife Antigo e também Olinda no Sítio Histórico, pois é uma cidade muito procurada”! (TN, H, 42a, DF) “Orla de Boa Viagem, a parte do Recife Antigo. Tem que passar pelos principais pontos para conhecer um pouco da cidade”! (TP, M, 24a, PR)
  • Entrevistas com os turistas Foi percebido, no perfil dos entrevistados, que já existe a concepção de que o turismo acontece todos os dias, e que por isso o serviço deveria ser oferecido todos os dias da semana, salvo algumas exceções, que acreditam que a maior frequência das visitas seja nos finais de semana. “ ... é muito relativo, pois se tratando de uma cidade turística, tem turista o tempo todo. Acho que deveria ser a semana toda, de domingo a domingo”! (TN, H, 31a, RN) “Todos os dias, porque têm turista todos os dias. Não tem segunda ou domingo, acho que todo dia tem turista na cidade”! (TP, M, 35a, RJ) “Deveria ser algo durante o dia, pois turista começa a andar cedo. Acho que deveria ser das 8h às 17h, pois tem que ser com o dia cedo ainda, pois aqui começa a escurecer bem cedo ...” (TP, M, 35a, RJ)
  • Entrevistas com Residentes Para os residentes no Recife, o trânsito na cidade do Recife, atualmente, é visto como caótico. “Um verdadeiro caos, principalmente por conta das reformas!” (M, 54a, C, M) “Caótico!” Péssimo, muito engarrafamento principalmente em horários de pique, de manhã, meio dia, de tardezinha...” (H, 46a, C, M) O carro é meio de transporte mais utilizado entre os entrevistados, com uso nos dias úteis e finais de semana. Na opinião dos mesmos, ônibus é utilizado, somente, quando torna-se uma alternativa mais viável, o que é raro na visão deles. “... normalmente vou de carro, mas em alguns trechos para o centro, às vezes vou de ônibus, aquele... Candeias, que chamam de geladinho...por conta do conforto, da rapidez do trajeto, ele não é um ônibus de linha convencional, não para em todas as paradas, ele só para onde é pedido pelo passageiro, tem mais mobilidade, tem capacidade máxima...” (M, 34a, B, M) “Eu escolho um dia na semana pra ir de ônibus pro trabalho....eu tenho um curso a tarde e como o trânsito depois das 16:30h da tarde é caótico, de ônibus por incrível que pareça agente chega mais rápido do que indo de carro, ai nesse dia eu vou trabalhar de ônibus...” (M, 51a, A, M)
  • Entrevistas com Residentes Para os entrevistados um ônibus para ser atrativo, precisa primeiramente, oferecer segurança, lugar suficientes e confortáveis para todos os passageiros, ter ar condicionado e uma linha exclusiva para que se tenha mais mobilidade no trânsito. “... que tivesse um local só dos ônibus nas vias. Deveria colocar mais ônibus para gente não andar tão em pé, tão apertado. Lotado! Lotadão! Voltasse a ter aqueles ônibus com ar condicionado que tinha, geladinho/...l” (M, 54a, C, M) “Se tivesse um ar condicionado..., como tinha antigamente o geladinho.” (H, 46a, C, M) “Se tivesse mais segurança. Segurança e Ar condicionado, em cada ônibus tivesse um segurança sem ser fardada, assim, a paisana, deveria ter câmeras...” (M, 46a, B, M) " .... mobilidade, pontualidade, segurança e qualidade do serviço, nada implica na questão da climatização, poltronas confortáveis, o próprio atendimento do motorista né? e segurança...” (H, 50a, A, M)
  • Entrevistas com Residentes A aceitação do novo serviço para Recife foi unânime. “...utilizaria, já ouvi falar que tem em Londres e já vi pela televisão, achei um negócio de primeiro mundo, mais nunca usei...” (H, 46a, C, M) “... é interessante esse ônibus, porque nós gostamos de passear, vai pra Boa Viagem, a gente sai daqui para caminhar no parque Dona Lindu.... (M, 46a, B, M)” “...eu acho que seria uma alternativa para que se desse uma amenizada no trânsito e as pessoas pudesse sair de casa com mais conforto...Ah seria ótimo! Em Fortaleza tem um, uma linha que faz isso, que sai do Shopping Iguatemi, vai pela beira mar...” (M, 34a, B, M) “Já utilizei em Curitiba, bem estruturado, com relativa segurança, só que na questão do período de frio a parte de cima não era boa, ... aqui seria o sol, né? Já utilizei 2 vezes, não utilizei na terceira viagem porque estava muito frio há 2 graus”. (H, 50a, A, M) “Eu acho super interessante, para quem vem de fora pra conhecer a cidade ...O único lugar que no momento não usei ele, e acredito que nem tenha foi na Rússia, eu não vi. Já usei em Paris, Roma, Barcelona, Europa quase todo tem. Aqui no Brasil, em São Paulo eu não vi, se tem eu não utilizei, mas aqui no Brasil não lembro...” (M, 51a, A, M)
  • Entrevistas com Residentes Continua. A aceitação do novo serviço para Recife foi unânime. “...porque é atraente, é bem mais barato do que você pagar um taxi, né? E é divertido, você nunca vai andar sozinha, tem sempre gente aí, companhia...” (M, 54a, C, M) “Utilizaria. Pra visitar tanto parentes como pontos turísticos.” (H, 46a, C, M) “Eu achei super interessante a proposta se ele realmente atender ao que ele está se propondo com certeza. Preferia deixar o carro em casa né e ir de ônibus.” (M, 34a, B, M) “Eu utilizaria para mostrar a quem vem de fora ou de forma inaugural, talvez sem tanta freqüência porque já conheço todos os pontos(turísticos)....” (H, 50a, A, M) “Bom eu acho que esse Ônibus, ele é especificamente pra turista, até porque a tarifa dele e bem diferenciada.... o problema é colocar um ônibus desse aqui, e manter porque tudo aqui se começa e nada dá certo. Por curiosidade eu usaria, mas pro dia a dia não, porque não seria viável economicamente pra ninguém o ônibus desse pro dia a dia....”(M, 51a, A, M)
  • Entrevistas com Residentes Os valores indicados para desembolsar com o serviço são bem diversificados, além da condição social das pessoas, outras variáveis são ponderadas no momento de pensar no valor, por conveniência ou para lazer, os benefícios que o transporte possa oferecer. Por isso fica difícil para população precificar o serviço. Então, o importante é criar o conceito do serviço, focar o público alvo e oferecer um valor equiparado com o mesmo serviço oferecido em outras capitais brasileiras. “Não tenho ideia não, que a passagem é R$ 2,15, nos finais de semana é mais barato...só se no final de semana voltasse ao preço normal, mas seria barato ainda pra ele né... R$ 10,00 era bom” (M, 54a, C, M) “No caso seria uma tarifa única pra fazer esse percurso todo, uns R$ 5,00” (H, 46a, C, M) “Pra fazer um passeio assim, turismo pela cidade, acho que R$ 15,00 é um preço bom” (M, 46a, B, M) “Uns R$ 4,00 R$ 4,50 uma média de preço assim, pela questão do conforto.... da diferenciação do produto...” (M, 34a, B, M) “Cerca de R$ 15,00, mas dependeria do serviço que seria dado nesse ônibus...” (H, 50a, A, M) “Olhe pelo que a gente paga lá fora de 10 dólares a 15 euros. Aqui eu não tenho ideia nenhuma.” (M, 51a, A, M)
  • Entrevistas com Residentes Guia de Turismo , TV com DVD, barzinho/lanchonete servindo comidas regionais, sistema de som, ligado a um GPS, para falar sobre os pontos turísticos que forem passando, várias sugestões foram dadas. “Um guia turístico que com certeza deve ter... ir interagindo, cadeiras confortáveis, ar condicionado, ter um sistema de som, uma televisão, um DVD, com uns clipes da cidade falando sobre a cidade...” (H, 46a, C, M) “... banheiro, pia para lavar a mão, sei lá... um mini barzinho, não para bebida alcoólica, mas pra sucos, servir assim comida regional...” (M, 46a, B, M) “...eles tem a parte de cima aberta,... aquele guia que vai falando, vai mostrando... você está num serviço diferenciado, numa linha de ônibus que você tem uma visualização diferenciada da cidade, você percebe a cidade com outros olhos.” (M, 34a, B, M) “... sempre com garras de segurança, locais para pessoas idosas que tem a locomoção com dificuldade, preferencial, eles poderiam ter também fone de alto instrução de cada área sincronizado com GPS, tipo quando o ônibus passasse ele receberia uma sinal para aquela área em várias línguas, no mínimo em espanhol e inglês, você botaria o fone e escutaria aquela área ali, sincronizada com o tempo de permanência que o ônibus tivesse passando, a partir de 10 metros antes, 10 metros depois esse iria aparecer nas fotos e a pessoa escolheria se queria descer ou não.” (H, 50a, A, M)
  • Entrevistas com Residentes Sobre os pontos turísticos que deveriam ser incluídos no roteiro do ônibus, citaram os pontos que já conhecem na cidade. Porém, mostraram a importância de incluir os pontos mais procurados pelos turistas. “Vou citar os que gosto: Recife Antigo, Olinda,... Brennand ...” (M, 54a, C, M) “Do Alto da Sé ao Marco Zero, o Alto da Sé ele é muito visitado, o Marco Zero nesse trajeto agente vai passa pela rua Bom Jesus, pela aquelas rua ali no Recife Antigo...”(H, 46a, C, M) “O arsenal tá muito lindo, o Parque Dona Lindu tá maravilhoso, as praias né, a beira mar de Boa Viagem que é linda né, depois passar pelo Pina ainda ali pela Agamenon Magalhães, não pela Agamenon inteira, só se tivesse dois ônibus (rotas) um percurso pela Agamenon e outra pelo Arsenal, por que tá muito bonito aquela área da Ilha do Leite, tem os estádios né embora não estão muito bem conservados e os museus, aqui tem muitos museus, só no bairro do Recife tem uma imensidão, museus, galerias de arte ali no Alto da Sé né, no Sítio Histórico, subindo ali pelo Varadouro...O Centro Cultural da Caixa está muito bonito, é outro ponto que deveria ser visto...tá lindo” (M, 46a, B, M)
  • Entrevistas com Residentes Continuação. Sobre os pontos turísticos que deveriam ser incluídos no roteiro do ônibus, citaram os pontos que já conhecem na cidade. Porém, mostraram a importância de incluir os pontos que, na visão deles, são os mais procurados pelos turistas. “É na Câmara, Casa da Cultura, Paço Alfândega, não sei como está o acesso, mas dá uma volta no Recife Antigo né naquela parte ali do Forte, acho interessante e às vezes a gente não tem oportunidade por que é complicado o acesso, o estacionamento né e as vezes é tão corrido. Atenderia apenas a cidade de Recife? Seria Recife e Olinda. Legal daria uma volta ali pelo Sítio Histórico de Olinda né dá uma volta também, não sei se seria possível, uma volta pelo Alto da Sé , mas passar assim pelo principais pontos.” (M, 34a, B, M) “Tem vários eu já conheço todos” (H, 50a, A, M) “A princípio o centro da cidade né, como tem muitos que não podem nem para, como no centro mesmo no pátio de São Pedro que aquilo ali e belíssimo, mais esse ônibus vai para aonde, não dá nem pra você mostra aos turistas de longe onde é. O Recife antigo são coisas belíssimas, mais pra que isso aconteça também eu acho que o governo deva olhar e dar um certo incentivo a melhorar esses pontos turísticos que muitos deles vivem abandonados, tem a praia de Boa Viagem pelo menos pra passear na orla, Olinda tem a parte antiga tem a parte bonita.” (M, 51a, A, M)
  • Entrevistas com Residentes Em relação aos dias e horários para a utilização a opinião dos moradores ficou dividida. Alguns acreditam que só nos finais de semana ou nas férias. “Durante a semana a partir das 7 horas, final de semana de 10h...gosto de tudo bem cedo.” (M, 54a, C, M) “Sábado, domingo e feriado, entre as 14 e 18 horas. No Alto da Sé, pra ver a paisagem de lá Olinda que ver o Recife todinho, e um horário tranquilo.” (H, 46a, C, M) “Nas férias, nos finais de semana, sexta, sábado e domingo...depende do tempo, quando tem tempo a gente saí, não tem horário certo não, quer sair vamos, tanto de dia quanto de noite a gente não tem isso não...” (M, 46a, B, M) “Pela manhã ou finalzinho da tarde entre 4 5h ou logo de manhã né.. eu acho Recife bonito muito cedo logo quando amanhece mais o final da tarde é muito bonito quando o sol tá se pondo é muito bonito naquela região do Recife Antigo, em Olinda...”(M, 34a, B, M) “Eu vejo a questão de horário a diurno e noturno, diurno assim talvez antes do sol ficar quente que você pode ter uma locomoção melhor, pela manhã observando os pontos turísticos diurnos e faria outro noturno já pensando terminar em um evento festivo...como cabloquinho, ciranda...” (H, 50a, A, M) “O ideal seria se fosse entra 9 e 10 horas da manhã mesmo com todo calor com todo sol, seria pela manhã no final de semana por conta do trânsito mais tranquilo.” (M, 51a, A, M)
  • II – Pesquisa quantitativa
  • Dados gerais População: • Recife: 1.537.704 habitantes • Olinda: 377.779 habitantes Fonte: IBGE/2010 Turistas: • Em 2011: 2.647.835 turistas Fonte: EMPETUR
  • Local de residência dos turistas Outros Estados exceto NE 53,0% Exterior 4,1% Pernambuco 14,1% NE exceto PE 28,9%
  • Perfil dos entrevistados
  • Sexo 61,8% 54,5% 45,5% 38,2% Turista Masculino Morador Feminino 56,4% 43,6% Geral
  • Faixa etária 34,4% 30,3% 28,3% 27,9% 33,0% 27,0% 25,3% 19,2% 19,2% 14,7% 17,6% 14,5% 3,8% Turista De 18 a 25 anos De 51 a 65 anos 3,1% 1,8% Morador De 26 a 35 anos Acima de 65 anos Geral De 36 a 50 anos
  • Estado civil 53,8% 51,8% 41,8% 40,3% 7,9% Morador Casado 6,8% 4,5% Turista Solteiro 48,5% 44,7% Outro Geral
  • Escolaridade 48,2% 53,0% 42,0% 36,9% 29,5% 29,0% 15,0% 4,8% 2,6% 0,4% Turista Sem instrução formal Médio (1º ao 3º / Técnico) 7,5% 1,3% 0,3% 8,5% Morador Fundamental I (1º a 4º) Superior 12,9% 5,7% 2,1% 0,3% Geral Fundamental II (5º a 8º) Pós-graduação
  • Ocupação 41% 40% 39% 17% 14% 16% 15% 12% 8% 6%5% 4% 1%2%2% Turista Assalariado com Registro Estudante Aposentado/pensionista Desempregado 4%5%4% 2%2% 1% Morador Autônomo Profissional liberal Dona de casa 17% 14% 6%6%6%5% 2%2%2% Geral Funcionário Público Empresário Assalariado sem registro
  • Renda 50% 34% 25% 24%24% 18% 15% 10% 5% 1% 3% 15% 12% Turista Morador 1 a 3 salários mínimos 3 a 5 salários mínimos 5 a 10 salários mínimos + de 20 salários mínimos Sem rendimento Não respondeu Renda média dos turistas: Brasil – R$ 6.393,39 Exterior – R$ 13.101,73 Renda média dos moradores : R$ 2.243,88 22% 19% 11% 8% 5% 1% Geral 10 a 20 salários mínimos
  • Característica da viagem dos turistas
  • Motivo da viagem 38,6% 23,5% 20,9% 11,7% 2,7% Passeio Visitar parentes/ amigos Saúde Outro 1,5% 1,0% 0,3% Negócio/Trabalho Evento (congresso, feiras, etc) Intercâmbio/Estudo Religião
  • Influência da viagem dos turistas que viajaram a passeio 48,4% 37,9% 8,3% 1,9% Comentário de parentes/amigos Internet Propaganda 1,9% Já Conhecia o local Agência de viagem Outro 1,6%
  • Meio de transporte utilizado para chegar ao Recife 70,8% 20,6% 7,0% Avião (voo regular) Ônibus de linha 1,6% Automóvel Outro
  • Meio de transporte utilizado para locomoção dentro da cidade 39,2% 23,1% 19,7% 11,2% 5,5% 1,4% Táxi Automóvel particular Ônibus de linha Automóvel alugado Receptivo turístico Outro
  • Gasto e Permanência na cidade GMID - Gasto médio individual diário com locomoção R$ 33,89 GMID - Gasto médio individual diário R$ 191,75 PM - Permanência na cidade 7,6 dias
  • Meio de hospedagem 41,4% 41,2% 7,5% 2,8% 2,7% 1,2% 1,1% 0,9% 0,6% 0,6% Hotel Casa/apt aluguel Resort Pensão/Hospedaria Casa parentes/amigos Outro Albergue Pousada Casa Própria Flat/Apart
  • Demanda turística
  • Ranking dos 10 pontos turísticos mais visitados ou que gostariam de ter visitado os turistas e moradores nas cidades de Recife e Olinda 79,7% 75,5% 60,5% 34,8% 30,8% Praia de Boa Viagem Alto da Sé Marco Zero do Recife Parque Dona Lindu Igreja do Carmo 29,8% Mercado de São José 29,8% Orla de Olinda 23,6% 20,4% 19,9% *Os entrevistados podiam citar mais de um ponto turístico Convento de São Francisco Rua do Amparo Mercado da Ribeira
  • Principais pontos turísticos visitados ou que gostaria de visitar em Recife Turistas 89,7% 54,6% 31,7% 29,8% Marco Zero do Recife Praia de Boa Viagem Moradores 76,4% Parque Dona Lindu 66,2% 43,6% Mercado de São José 32,1%
  • Principais pontos turísticos visitados ou que gostaria de visitar em Olinda Turistas 89,5% 44,0% 39,0% 38,2% Alto da Sé Orla de Olinda Moradores Igreja do Carmo 93,6% 31,8% Convento de São Francisco (Turistas) e Mosteiro de São Bento (Morador) 24,9% 15,5%
  • Utilização de linha de ônibus turístico em outra cidade/país Utilizou Não utilizou 83,0% 73,4% 68,7% 31,3% 26,6% 17,0% Turista Morador Geral
  • Principais cidades do Brasil ou países em que utilizou-se o ônibus turístico utilizou25,1% 19,5% Inglaterra 18,0% Estados Unidos 16,1% Curitiba França 13,6% 11,2% Espanha Argentina
  • Grau de interesse em utilizar uma linha de ônibus turístico em Recife/Olinda 54,6% 51,0% 49,3% 39,5% 38,8% 33,9% 7,3% 2,7% 1,6% Turista Muito interessado Nem interessado, nem desinteressado Sem interesse 6,8% 2,8% 0,8% Morador 5,1% 4,0% 2,0% Geral Interessado Pouco Interessado
  • Melhores dias e horários para utilização do ônibus turístico em Recife/Olinda 84,9% 83,8% 85,5% 85,0% 85,1% 84,2% 69,2% 57,4% 50,6% 44,6% 46,3% 44,4% 35,9% 37,1% 35,6% 39,8% 33,7% 18,4% 17,8% 18,1% 18,7% Turista Domingo Morador Segunda Terça Quarta • Turistas: Início às 8 h e término às 19 h • Morador: Início às 9 h e término às 19 h Geral Quinta Sexta Sábado
  • Pontos turísticos em que o morador levaria um visitante 57,0% 54,0% 30,8% 10,8% Alto da Sé Parque Dona Lindu Marco Zero do Recife Casa da Cultura 9,3% 8,3% Praia de Boa Viagem Ricardo Brennand
  • Obrigada! Jacqueline Freire Fones: 81 33250028 / 85010028 E-mail: jac@dipestrategia.com.br