ESCÓCIA Obra de Engenharia que permite a navegabilidade de costa a costa, através de rios e canais de navegação
 
 
Inicialmente existiam 2 canais: - o  Canal Forth and Clyde  construído em 1777 entre os portos de Grangemouth e Falkirk,  ...
Em 1963 começou a construção desta magnífica obra, que mais não é que um carrossel de água enorme. Esta ideia extraordinár...
Vista panorâmica do “carrossel”
Vista próxima do “carrossel”
Este é o único transportador rotacional de barcos em todo o mundo. Tem dois braços e cada braço forma um tipo de tina enor...
Canal inferior
Entrada no canal inferior
Barco estacionando na tina superior do “carrossel”
Barco estacionado na tina superior do “carrossel”
2 5 m
Início da rotação com 2 barcos estacionados na tina superior
Barcos já em transporte nos braços rotativos
Carrossel quase nos 90º de rotação
90º de rotação...
 
Rotação quase completa
Rotação de 180º completa
 
 
 
 
Cada tina tem 24 metros de comprimento e permite a movimentação de barcos com um peso até 300 toneladas. Ambas as tinas, s...
Upcoming SlideShare
Loading in …5
×

Eclusa

2,111 views

Published on

Uma obra de arte da engenharia

0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total views
2,111
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
90
Actions
Shares
0
Downloads
32
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Eclusa

  1. 1. ESCÓCIA Obra de Engenharia que permite a navegabilidade de costa a costa, através de rios e canais de navegação
  2. 4. Inicialmente existiam 2 canais: - o Canal Forth and Clyde construído em 1777 entre os portos de Grangemouth e Falkirk, ligando Glasgow com a costa ocidental da Escócia. - o Canal Union construído em 1822 entre os portos de Falkirk e Edinburgh. Devido às condicionantes orográficas do terreno, no nó de Falkirk existia um desnível de 25 metros entre os 2 canais, tendo sido feitas obras espectaculares de engenharia para interligar estes dois canais através de um sistema de11 comportas e 1 torre rotacional.
  3. 5. Em 1963 começou a construção desta magnífica obra, que mais não é que um carrossel de água enorme. Esta ideia extraordinária ficou concluída em 2002 e tornou-se um símbolo da Escócia, permitindo a navegabilidade entre a costa ocidental e a costa oriental deste país, interligando as suas duas principais cidades, Glasgow e Edinburgh.
  4. 6. Vista panorâmica do “carrossel”
  5. 7. Vista próxima do “carrossel”
  6. 8. Este é o único transportador rotacional de barcos em todo o mundo. Tem dois braços e cada braço forma um tipo de tina enorme cheia de água. Os barcos entram nas tinas (superior e inferior), e então o carrossel inicia o movimento de rotação de 180º.
  7. 9. Canal inferior
  8. 10. Entrada no canal inferior
  9. 11. Barco estacionando na tina superior do “carrossel”
  10. 12. Barco estacionado na tina superior do “carrossel”
  11. 13. 2 5 m
  12. 14. Início da rotação com 2 barcos estacionados na tina superior
  13. 15. Barcos já em transporte nos braços rotativos
  14. 16. Carrossel quase nos 90º de rotação
  15. 17. 90º de rotação...
  16. 19. Rotação quase completa
  17. 20. Rotação de 180º completa
  18. 25. Cada tina tem 24 metros de comprimento e permite a movimentação de barcos com um peso até 300 toneladas. Ambas as tinas, superior e inferior, são cheias de acordo com o Princípio de Arquimedes, portanto o seu peso está sempre equilibrado. Para manobrar a abertura e fecho das portas de selagem e accionar todo o sistema de rotação, existe um motor eléctrico de 22,5 KW que apenas consume uma potência de1,5 kWh em cada manobra completa . O tempo de duração de cada manobra, desde a entrada dos barcos, rotação e saída dos barcos, é de 15 minutos.

×