A ALIMENTAÇÃO, A JEJUNOTERAPIA,             A URINOTERAPIA E A HOMEOPATIA              HARMONIZANDO O SER HUMANO. Aliment...
procuram reconhecer e enfatizar os pontos comuns entre as diversas tendências. Assim,este Guia Prático expressa uma visão ...
se podem encontrar tais produtos nos supermercados comuns, sob a fiscalização deórgãos do governo. E graças ao desenvolvim...
Crudivorismo                                 Frugivorismo          Os     adeptos     desta   dieta              Esta moda...
 Leguminosas ( ervilha seca, lentilha, feijões, favas, etc.). Têm alto teor decarboidratos e fibras, com baixo teor de go...
aromatizantes e demais aditivos alimentares artificiais. Muitos dos aditivos que  hoje figuram na lista dos perigosos ou p...
Lembre-se que todas as folhas, legumes, raízes e cereais integrais fornecemfibras. Existem, no entanto, alimentos que não ...
e estudos recentes acabam de confirmar.       Mesmo recebendo mais atenção dos adeptos da alimentação natural do que dospr...
amêndoas            cebola              missô                shoyoaspargo             cenoura             mostarda        ...
caqui             melancia                  açúcar em geral        óleos e gordurascreme de leite    melão                ...
Antes de apontar alguns tipos de monodieta e suas indicações é importanteesclarecer que qualquer alimento dotado de poder ...
Esta dieta é de apenas 1 dia, mas deve ser repetida com intervalos regulares, emgeral de 1 semana, até que seus objetivos ...
Açúcar branco        O açúcar refinado resulta da concentração industrial da sacarose da cana-de-açúcar. O uso constante n...
Há pouco menos de um século a humanidade só consumia farinha de trigointegral, que, além das vitaminas do complexo B, cont...
Vitamina B2       75,0                   Niacina                81,7                  Você vive para comer ou come para vi...
melhores cozinheiros do mundo.   Apesar de serem muitos práticos, os utensílios de metal ou alumínio desprendem    partíc...
Alface – Tem efeito diurético, calmante e depurativo. Abre o apetite e estimula asfunções digestivas e excretoras.Alho – C...
estômago, fígado e rins, além de possuir ação vermífuga e anti-séptica. Tem fama deconferir longevidade e força física.Cen...
Limão – Tem efeito semelhante ao da laranja, porém marcadamente mais acentuadoenquanto depurativo. É um excelente recurso ...
cistos de ovários, inflamações da vagina, útero, trompas, ovários, prostatismo, tumoresda próstata, hemorróidas, pólipos, ...
Fundamentada na filosofia do Princípio Único e na Ordem do Universo, amacrobiótica é um sistema alimentar cuja base é o co...
gorduras, sais minerais, etc. É o estágio que busca o balanceamento quantitativo naalimentação.Estágio intelectual: Transc...
Na tabela de alimentos apresentada a seguir, os primeiros alimentos de cadagrupo têm carga Yin ou Yang mais forte que os s...
 Creme de leite         Coelho              Lagosta               Cerveja Creme                  Pato               ...
Ban-chá – Usado como digestivo após         Dentie – Trata-se de um dentifrícioas refeições, este chá suaviza as partes   ...
ser consumida com moderação. Essarestrição não cabe aos subprodutos,         Missô – Molho feito à base de sojacomo o leit...
comum. Excelente fonte de proteínas            Trigo mourisco (ou sarraceno) – É umvegetais e um remédio eficaz para a    ...
ÁCIDO/ ADSTRINGENTE YIN                                                                PICANTE TRISTEZA                   ...
O excesso de açúcar prejudica o intestino delgado (provoca a fermentação) e ocoração (viscosidade sangüínea) e é perigoso ...
Para compreender o sistema de alimentação do Ayurveda é necessário retomarde modo resumido alguns conceitos básicos, como ...
física, mas por pouco tempo; determinam desgaste orgânico, prejudicando a saúde e aqualidade da vida; induzem à impulsivid...
Alimentação
Alimentação
Alimentação
Alimentação
Alimentação
Alimentação
Alimentação
Alimentação
Alimentação
Alimentação
Alimentação
Alimentação
Alimentação
Alimentação
Alimentação
Alimentação
Alimentação
Alimentação
Alimentação
Alimentação
Alimentação
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Alimentação

6,229

Published on

Published in: Health & Medicine
0 Comments
0 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

  • Be the first to like this

No Downloads
Views
Total Views
6,229
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
0
Actions
Shares
0
Downloads
42
Comments
0
Likes
0
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Alimentação

  1. 1. A ALIMENTAÇÃO, A JEJUNOTERAPIA, A URINOTERAPIA E A HOMEOPATIA HARMONIZANDO O SER HUMANO. Alimentação: “Fazei do alimento vosso remédio” (Hipócrates) Em busca por um modo de vida saudável e harmonioso, o homem modernotorna-se cada vez mais consciente de sua alimentação, cuja importância sempre foiapontada por todas as técnicas e recursos terapêuticos da Medicina Natural. Assim, namedicina védica, por exemplo, a dieta apropriada a cada tipo de constituição física é oprimeiro passo para seguir um tratamento; já na medicina chinesa – para a qual omédico especialista em nutrição é o elemento mais respeitado na comunidade – todosos alimentos são empregados como remédio. A dietética era uma das importantes disciplinas que constavam dosensinamentos da Escola de Cós – ilha grega que abrigava o Templo de Asclépio,considerado o pai mitológico da Medicina. Nascido na ilha, aluno e posteriormenteprofessor desse centro de estudos, que veio a ser a primeira escola de medicinacientífica da Antiguidade, Hipócrates via na alimentação bem balanceada o melhorcaminho para que seus discípulos se tornassem médicos saudáveis e equilibrados. Estaera também uma das regras básicas da escola tibetana, onde os médicos se submetiam adietas rigorosas quando não se consideravam aptos a clinicar. A medicina natural atual apresenta várias filosofias e técnicas alimentaresdistintas, como a macrobiótica, o vegetarianismo, as monodietas, etc. Visando oferecerao leitor as informações mais úteis e necessárias para a prática de uma alimentaçãosaudável e harmônica, optamos pela orientação de especialistas não radicais, que 1
  2. 2. procuram reconhecer e enfatizar os pontos comuns entre as diversas tendências. Assim,este Guia Prático expressa uma visão holística, desvinculada de doutrinas e ideologias,sintonizada apenas com a filosofia da Ordem do Universo e suas leis intrínsecas eimutáveis. Alimentação: o pilar da medicina natural Se o alimento é puro, a mente também será pura; se a mente é pura, o espírito será também. (Antiga máxima da sabedoria hindu) Tudo o que usamos como alimento passa a fazer parte do nosso organismo –dos ossos, do sangue, dos tecidos, da essência mais sutil de nosso metabolismobioquímico. Alimentação tem ação direta sobre o nosso humor, temperamento, impulsose pensamentos. É por esse motivo que devemos nos preocupar com os alimentos que ingerimosdiariamente: eles determinam a qualidade de nossa vida como um todo e da nossa saúdeem particular. Existem diversos sistemas de alimentação e cada um deles exerce um tipode influência sobre o organismo. Neste trabalho, apontaremos os mais comuns adotadospor aqueles que se preocupam em ter um modo de vida mais naturalista. Uma dieta saudável Cresce em todo o mundo o interesse por uma alimentação equilibrada, saudável,mas muita gente ainda se sente um tanto confusa em relação ao assunto: quais osalimentos que devem fazer parte dessa dieta? Na verdade, trata-se simplesmente de preferir os alimentos integrais produzidosde modo natural, aos quais nada foi acrescentado (sob a forma de aditivos) e dos quaisnada foi retirado ( como acontece com os produtos “refinados” ). Fazem parte dessesalimentos os cereais integrais, os frutos secos (nozes, amêndoas, amendoim, etc.) esementes ( de gergelim, abóbora, etc.), as frutas e hortaliças frescas, e, ainda, a carne eos laticínios provenientes de animais criados o mais naturalmente possível. Osalimentos naturais e integrais também incluem produtos derivados que não contêmaditivos, como o pão integral, por exemplo. Se a pessoa não consegue abolir o uso da carne ela pode diminui-la de suaalimentação, pouco a pouco. Porém em determinados adoecimentos, como o câncer, por exemplo, fica difíciltratar a pessoa sem retirar a carne de sua alimentação. O mais natural possível Idealmente, os alimentos integrais devem ser aqueles cultivados ou criados deforma orgânica, isto é, livres de fertilizantes químicos, antibióticos, hormônios ou outrasdrogas usadas comumente pela indústria de produção de alimentos. Essa condição,fundamental para a qualidade e pureza dos alimentos, é uma preocupação semprepresente na medicina natural, que está voltada basicamente para a alimentação orgânica. Em muitos países, e nos Estados Unidos em particular, a opinião pública temsido cada vez mais mobilizada a esse respeito. Nos últimos anos tem crescido bastante aquantidade de lojas e entrepostos de alimentos orgânicos na América e na Europa, e já 2
  3. 3. se podem encontrar tais produtos nos supermercados comuns, sob a fiscalização deórgãos do governo. E graças ao desenvolvimento da agricultura biológica ou natural,que evita a aplicação de adubos sintéticos e de defensivos agrícolas no combate àspragas, também cresceu, obviamente, a produção de alimentos orgânicos. No Brasil, onde essa consciência é ainda incipiente, é quase impossível a práticade uma alimentação totalmente orgânica. Com o movimento iniciado pela macrobióticahá algumas décadas, e posteriormente com a criação das comunidades rurais, houve odespertar, tímido ainda, para a questão dos aditivos e dos agrotóxicos e para o perigodos mesmos para a saúde (mesmo em doses ditas “aceitáveis”, determinadas pelospróprios fabricantes). Atualmente vem se alargando o mercado consumidor preocupadocom o assunto, e vários produtos orgânicos já são encontrados no comércioespecializado – os entrepostos e restaurantes naturais. Sistemas de alimentação Da absoluta proibição aos produtos animais e seus derivados às dietas de alimentos crus ou apenas de frutas, um rápido painel dos exemplos de vegetarianismo. No Ocidente, a medicina natural desenvolveu ao longo do tempo uma fortetendência vegetariana, por considerar que os alimentos vegetais, selecionados de acordocom critérios filosóficos e segundo seus efeitos medicinais, são os mais adequadospara a nutrição do homem, enquanto o consumo de carnes e produtos industrializadospode trazer os mais diversos problemas para a saúde. Dentro do sistema vegetarianista, existem modalidades mais ou menos radicais,como veremos a seguir. Vegetarianismo exclusivo Ovo-lacto-vegetarianismo Considerada a mais autêntica, É a modalidade mais liberal, não admite o consumo de nenhum que admite o consumo de alimentos de produto de origem animal, nem origem animal com exceção da carne. mesmo os ovos ou o leite e seus São permitidos os ovos, todos os derivados. Pode, contudo, ser de dois laticínios e, obviamente, todas as tipos: o vegetarianismo exclusivo verduras, as raízes, as leguminosas, os comum, que aceita os alimentos tubérculos e os cereais. Os alimentos industrializados, e o orgânico/integral, vegetais industrializados, o açúcar que utiliza apenas os cereais integrais branco, as farinhas brancas não e, na medida do possível, busca os integrais, o sal refinado etc. podem ser alimentos naturais, livres de produtos usados normalmente. químicos, como aditivos sintéticos e agrotóxicos. 3
  4. 4. Crudivorismo Frugivorismo Os adeptos desta dieta Esta modalidade é adotada consomem apenas alimentos pelos vegetarianos mais radicais, que absolutamente crus, pois acreditam se alimentam apenas de frutas. Eles se que o verdadeiro alimento é aquele baseiam no princípio de que as frutas que se apresenta conforme a natureza são uma dádiva da natureza e o oferece. Desse modo, consomem constituem o mais perfeito tipo de principalmente frutas, verduras, brotos alimento para o homem. Criticam o de leguminosas, algumas raízes, vegetarianismo comum alegando que tubérculos e cereais que podem ser mesmo o consumo de verduras, raízes comidos crus, como o trigo integral e a e legumes exige a morte de uma aveia. planta, o que não acontece quando se Alguns crudivoristas aceitam o colhe uma fruta. Alguns admitem o uso do leite e seus derivados, mas não cozimento eventual de certas frutas, os ovos e outros subprodutos animais. mas de modo geral são crudivoristas também. Cerealismo Este tipo de vegetarianismo é considerado o mais perfeito em termos filosóficos. Parte de um conceito próximo ao dos frugivoristas, porém considera os cereais integrais pequenos frutos energéticos e mais concentrados que as frutas e, portanto, mais nutritivos. Neste caso, o fogo(ou o cozimento) e o sal são vistos como recursos do homem, portador de inteligência, que se elevou da condição de hominídeo da floresta e foi capaz de transformar os alimentos, tornando-os mais digestivos, mais assimiláveis e adaptados ao organismo humano em franco aperfeiçoamento. O consumo exclusivo de cereais é muito raro; em geral o que ocorre é que os cereais são consumidos em maior quantidade que os demais alimentos, como no caso da macrobiótica, sistema de alimentação apresentando em detalhe nesta monografia. Elementos básicos da alimentação O segredo de uma dieta saudável, segundo os nutricionistas tradicionais, está na variedade e no equilíbrio dos alimentos. Cereais integrais (arroz integral, centeio, trigo integral, soja, etc.) e seus derivados(farinhas, macarrão, etc.). Ricos em carboidratos e fibras, os cereais integrais têm baixoteor de gordura e, quando combinados com leguminosas, fornecem valiosas proteínas.Os pratos feitos com eles satisfazem mais e têm menos calorias que as comidas queutilizam os cereais refinados, como a farinha branca, o arroz branco, etc. 4
  5. 5.  Leguminosas ( ervilha seca, lentilha, feijões, favas, etc.). Têm alto teor decarboidratos e fibras, com baixo teor de gordura. Boa fonte de vitamina B e minerais,podem ser usadas em sopas, saladas e para acompanhar cereais, substituindo a carne. Gorduras. Uma dieta saudável deve incluir óleos monoinsaturados epoliinsaturados, como azeite de oliva, óleo de sementes de girassol e de milho. Óleoextraidos a frio são preferíveis porque geralmente são usados produtos químicos nocaso dos óleos processados a quente. Óleos vegetais contêm vitamina E e ácidosgraxos(vitamina F), e devem ser usados em lugar de margarina, manteiga, banha egordura animais saturadas.  Frutas e hortaliças frescas. Contêm fibras e são nossa principal fonte de vitaminaC; ricas também em minerais, muitas têm ainda caroteno, que o organismo transformaem vitamina A. Produtos de origem animal (frango e ovo “caipira”, ou seja, não de granja, onde osanimais são muitas vezes alimentados com hormônios; carne, peixe, leite e laticíniosprovenientes de animais criados em solo sem fertilizantes químicos). Os produtosanimais contêm proteínas e fornecem vitaminas do complexo B; carne e leite integraltêm mais gorduras que aves, peixes e leite desnatado. Carne, peixes e ovos fornecemferro; leite e seus derivados, como queijos e iogurte, fornecem cálcio. Frutos secos e sementes (amendoim, castanha de caju, nozes, sementes de gergelim,girassol, papoula, etc.). Contêm fibras e óleos poliinsaturados; boa fonte de proteínasquando combinados com leguminosas, fornecem vitaminas do complexo B, vitamina E,além de minerais. Adoçantes. Adoçantes naturais incluem frutas secas, extrato de malte, mel, melado,açúcar mascavo. As frutas secas fornecem vitaminas A e C, além de minerais; mel emelado podem substituir o açúcar refinado, mas devem ser usados com moderação,como as frutas secas, pois têm muitas calorias. Dicas e conselhos Para uma alimentação mais saudável, independente de qualquer filosofia alimentar, recomenda-se o seguinte: - Evite comer frutas, legumes e tubérculos fora de estação – geralmente têm maior quantidade de agrotóxicos. As Secretarias de Saúde e os órgãos de defesa do consumidor costumam divulgar listas de alimentos da época. - Evite comprar legumes, cereais e principalmente frutas em supermercados ou grandes cooperativas, preferindo as feiras livres e os pequenos produtores. - Evite os alimentos enlatados, conservados quimicamente, defumados, condicionados e industrializados em geral. Ainda não se conhecem todos os efeitos possíveis no organismo provocados pelos corantes, conservantes, 5
  6. 6. aromatizantes e demais aditivos alimentares artificiais. Muitos dos aditivos que hoje figuram na lista dos perigosos ou proibidos foram antes aplicados aos alimentos industrializados no mundo inteiro e até considerados inócuos ou incapazes de produzir danos. Daí o cuidado necessário quanto aos sorvetes, aos chocolates, chicletes, balas e doces industrializados. A ciência moderna ainda não tem condições de prever os efeitos de tais produtos a médio e a longo prazo, mas sabe-se que, devido ao baixo peso molecular dos aditivos, eles conseguem penetrar no interior da célula com muita facilidade, interferindo significativamente no sutil metabolismo das células mais nobres. Os resultados disso podem ser imprevisíveis, mas já existem estudos sérios que apontam uma relação entre produtos artificiais, agrotóxicos e o câncer, a leucemia, as mutações genéticas e a redução da resistência imunológica. - Ao escolher os legumes, as verduras e as frutas, prefira as menores, menos perfeitas, menos lustrosas, sem selos e, de preferência, que apresentam pintinhas, manchas e eventualmente bichinhos, uma clara indicação da ausência de agrotóxicos. - Procure sempre sentir o cheiro das frutas; se apresentarem odor de remédio, rejeite-as. - É aconselhável o desenvolvimento de hortas domésticas (que podem ser coletivas...) em espaços não aproveitados de terreno e até mesmo dentro de casas e de apartamentos. - Na compra de pescados, siga a orientação das autoridades sanitárias quanto aos critérios de seleção qualitativa desses alimentos. Evite aqueles que apresentarem cheiro de amônia ou mau aspecto. Existem hoje algumas cooperativas de produção e distribuição de alimentos orgânicos nos centros urbanos mais importantes. Informações podem ser obtidas nas lojas naturais e nos entrepostos de alimentação alternativa. A importância das fibras Presentes nas cascas, sementes, películas e estruturas celulares dos vegetais queconsumimos, as fibras são essenciais para a motilidade intestinal e para a remoção dosresíduos alimentares do tubo digestivo. Constituem a parte não completamente digeríveldos vegetais e ajudam a compor o bolo fecal. Sem elas, a assimilação dos ingredientes émuito prejudicada pela fermentação e por acúmulos tóxicos que ocorrem nos intestinos.Prisão de ventre ou diarréia crônicas, colites, diverticulite, etc. são alguns dosproblemas mais freqüentes que uma dieta pobre em fibras pode acarretar. Essa é uma característica marcante na alimentação moderna, que inclui muitosprodutos pastosos, cremes, açúcar refinado, carnes e gorduras. Já as dietas baseadas naalimentação natural integral apresentam a quantidade necessária de fibras para amanutenção da boa saúde. A tabela a seguir relaciona alimentos ricos em fibras;procure incluir alguns deles diariamente em sua alimentação. 6
  7. 7. Lembre-se que todas as folhas, legumes, raízes e cereais integrais fornecemfibras. Existem, no entanto, alimentos que não contêm fibras, como as carnes, oslaticínios, ovos, óleos e gorduras. gramas de fibra/100g de alimento Cereais Leguminosas Frutas secas Pão integral 8,5 Feijão roxo cozido 7,0 Tâmara 8,7 Pão branco 4,1 Lentilha cozida 3,7 Damasco 24,0 Arroz integral cru 4,2 Figo 18,5 Arroz branco cru 2,4 Ameixa-preta 16,1 Farelo de arroz 11, Uva passa 7,0 5 Frutas Frutos Hortaliças secos/sementes Maça com casca 2,9 Amêndoa 14, Brócolos 3,6 3 Banana 3,4 Castanha-do-pará 9,0 Ervilha 5,2 Franboesa 3,0 Amendoim 8,1 Batata cozida 2,5 Amora 4,1 Sementes de 2,4 Milho verde 4,7 gergelim Goiaba 5,6 Sementes de girassol 2,8 Alcachofra 2,4 Coco 13, Cebola desidratada 4,4 6 As fibras e a saúde Sangue a pectina das frutas interfere na reabsorção ajuda a prevenir problemas do colesterol pela corrente sanguínea cardíacosEstômago alimentos ricos em celulose precisam ser ajuda no controle do peso bem mastigados e obrigam a pessoa a comer – é bom para regimes de mais devagar. A mastigação aumenta a emagrecimento. secreção dos sucos gástricos e pode dar uma sensação de plenitude. Faz também o estômago esvaziar mais devagar. Intestino os dejetos tornam-se pastosos e mais evita a prisão de ventre; Grosso volumosos, com maior quantidade de água, pode prevenir problemas sendo expelidos mais facilmente. Aumenta a intestinais e o câncer do velocidade da passagem da bile, evitando cólon. que seja atacada pelas bactérias.Intestino diminui o tempo de digestão dos poder ter um efeitodelgado carboidratos e de sua transformação em benéfico para os diabéticos açúcar. A combinação bioquímica dos alimentos Manga não combina com leite. A sabedoria popular sempre afirmou, 7
  8. 8. e estudos recentes acabam de confirmar. Mesmo recebendo mais atenção dos adeptos da alimentação natural do que dospróprios nutricionistas de formação convencional, esta matéria é hoje muito difundida etem merecido estudos cada vez mais aprofundados. Assim que são ingeridos, os alimentos entram em contato entre si, realizandorelações bioquímicas e reagindo com as secreções digestivas segundo a natureza ou acomposição química de cada pessoa. Existem os alimentos que se combinam bem eaqueles que não. Quando a combinação é perfeita, a digestão se faz harmoniosamente,a assimilação das proteínas, das vitaminas e dos minerais é ideal, a formação domaterial a ser excretado é adequada e a deposição de gorduras e de elementos tóxicos émínima ou nenhuma. Quando não se combinam Exatamente o contrário ocorre com a ingestão de alimentos que não secombinam bem. A lista que vem a seguir é útil como diretriz quando se deseja adotaruma dieta bioquimicamente ajustada, indicada em especial para os casos de obesidadede difícil tratamento e para todos os casos de má digestão, azia, doenças gastrintestinaisem geral, colites ulcerativas, fermentações intestinais flatulência, cólicas digestivas,digestão muito lenta, intolerância alimentar, idiossincrasias alimentares, pertubaçõesenzimáticas, distúrbios digestivos de fundo nervoso ou psicossomático, etc. Basicamente, esses problemas podem ser resolvidos observando-se o equilíbriobioquímico dos alimentos. Uma alimentação que respeite esses padrões é recomendadaa todas as pessoas, independente de sua filosofia alimentar, como fator de promoção emanutenção da saúde. Nos casos de obesidade, e se for bem elaborada, permite umemagrecimento lento; no entanto, não se trata de uma dieta para emagrecer, pois pode edeve ser realizada por todas as pessoas, as magras inclusive, uma vez que favorece oequilíbrio geral, evitando o envelhecimento precoce e o desgaste orgânico acentuadoresultante dos abusos ou excessos alimentares. Nesta tabela não se levou em consideração a quantidade de alimento a seringerida, o que deve receber uma atenção particularizada, de acordo com cadaorganismo ou mesmo segundo os critérios do bom senso. Tabela de combinação bioquímica dos alimentosGrupo I alimentos que combinam entre si e com os do Grupo IIabacate azeitonas cogumelo orégãoabóbora bardana couve ovosabobrinha berinjela couve-flor palmito frescoacelga bertalha erva-doce pepinoagrião beterraba ervilha fresca pimentãoaipo brócolos espinafre pinhãoalcachofra cacau feijão verde quiaboalface cardo frutos do mar rabanetealgas marinhas carnes gergelim raiz de lótusalho caruru jiló repolhoalho-poró castanha de caju manteiga salsaalmeirão castanha-do-pará milho verde serralha 8
  9. 9. amêndoas cebola missô shoyoaspargo cenoura mostarda taiobaavelãs chicória nabiça tomate cruazedinha chuchu nabo umeboshiazeite coco seco nozes vagemGrupo II alimentos que não combinam entre siaipim cará farinha de milho mandioquinhaararuta castanha-portuguesa feijão seco milho secoarroz integral centeio fruta-pão queijo de sojaaveia integral cevada grão-de-bico soja secabatata-doce cevadinha lentilhas tahinebatata-inglesa ervilha seca macarrão integral trigo e derivadoscafé de cevada farinha de mandioca mandioca trigo sarracenoGrupo III alimentos que combinam entre si e com os do Grupo II (desde que não sejam preparados em gordura ou similares)abricó caqui lima-da-pérsia queijo pratoaçúcar em geral coco verde maçã queijo-de-minasameixa figo fresco mamão queijos frescosbanana cozida fruta-do-conde mel de abelhas requeijãobanana seca goiaba melado ricotabroto de feijão ingá melancia sapoticafé jaca melão tâmaracafé de cevada laranja-lima pêra uva moscatelGrupo IV alimentos que não combinam entre si e nem com outros alimentosabacaxi coalhada laranja ácida nêsperaameixa ácida damasco limão pêra ácidaaraçá framboesa maçã ácida pêssegocajá grapefruit manga pitangacaju graviola mangaba romãcarambola jabuticaba maracujá tamarindocereja jambo marmelo tangerinacidra jenipapo morango uva ácidaGrupo V Banana crua Combina com: Incompatível com:ameixa mamão abacate melado 9
  10. 10. caqui melancia açúcar em geral óleos e gordurascreme de leite melão azeite em geralfigo pêra caldo de cana todos os alimentoslaranja-lima queijos frutas oleaginosas do grupo IIleite sapoti frutas secaslima-da-pérsia todas as frutas doces manteigamaçã uva moscatel mel de abelhaGrupo VI Leite Combina com: Incompatível com:banana crua ou todos os alimentos do grupo i frutas cítricasamassada alimentos do carne frutas oleaginosascreme de leite grupo II clara de ovo iogurtegema de ovo cozida coalhada óleos e gordurasqueijosGrupo VII Creme de leite Combina com: Incompatível com:abacate frutas oleaginosas carnes frutas secasabóbora verdes clara de ovo manteigaalimentos do Grupo II gema de ovo frutas doces óleos e gordurasbanana assada ou crua leite e derivados frutas oleaginosas suco de maçã maçã crua ou secas verduras assadaObservações:  Por serem considerados neutros, gema de ovo, crua ou cozida, coco verde, lêvedo de cerveja, café e várias qualidades de chá se compatibilizam com todos os outros alimentos.  Todo alimento frito, carregado em óleo, é incompatível com qualquer outro.  O pão, para se tornar menos fermentável, deve ser feito com farinha pura ou integral e ingerindo 24 horas após sua fabricação, em torradas ou aquecido no forno.  Não se deve comer frutas após as 18 horas  Para que os alimentos não entrem em conflito bioquímico, é rigorosamente necessário que se mantenha um espaço mínimo de 4 horas e meia entre as refeições. Monodieta: a cura pelo alimento único Comer um só tipo de alimento durante um certo tempo provoca transformações bioquímicas no organismo, modificando o metabolismo, corrigindo distúrbios e promovendo a cura. 10
  11. 11. Antes de apontar alguns tipos de monodieta e suas indicações é importanteesclarecer que qualquer alimento dotado de poder medicinal age beneficamente emnosso organismo, mesmo quando ingerido juntamente com outros, numa refeiçãonormal. Em geral, as monodietas são indicadas apenas porque reforçam e concentram aação dos alimentos terapêuticos. Dieta do arroz integral Indicada para a desintoxicação, esta dieta promove a renovação do equilíbriometabólico e a restauração das funções orgânicas prejudicadas pela alimentaçãoindustrializada. Pode ser aplicada no tratamento do câncer, do diabetes, da obesidade, doreumatismo, das gripes freqüentes e da sinusite. Para aqueles que praticam jejunsprolongados, é útil como fase preparatória. O período ideal para essa dieta é de 10 dias seguidos, e o arroz integral deve sersimplesmente cozido na água, sem sal ou tempero de qualquer espécie. Pela manhã,recomenda-se um mingau de farinha de arroz integral tostada, que pode ser encontradanas lojas especializadas em produtos naturais. Antes de iniciar a dieta, é importante diminuir gradualmente o consumo deaçúcar branco, de carne animal, condimentos fortes, frituras e laticínios. Depois,durante uns 10 dias, a alimentação deve ser amena, composta de arroz integral, cereaisintegrais, legumes, raízes, tubérculos, verduras cozidas e algumas frutas suaves. Normalmente essa dieta provoca algumas reações, como dor de cabeça,fraqueza, indisposição, irritabilidade, fezes com odor forte (devido ao processo delimpeza do organismo) e uma eventual prisão de ventre no princípio. Tais sintomasserão mais intensos quanto mais o organismo estiver comprometido e intoxicado, mastendem a desaparecer em poucos dias dando lugar a uma incrível sensação de bem-estar, leveza, equilíbrio e tranqüilidade emocional. Dieta do inhame O inhame é um tubérculo com propriedades depurativas, desintoxicantes ereguladoras. Seu uso terapêutico deve se estender por no máximo 7 dias, dependendodas condições do doente. O tubérculo deve ser cozido com a casca e, depois de descascá-lo, recomenda-seamassá-la com um garfo e acrescentar temperos naturais leves, como salsinha,cebolinha, sal marinho ou missô (pasta de soja fermentada) e um pouco de azeite deoliva. Essa dieta é utilizada no tratamento de infecções agudas ou crônicas de qualquertipo, em especial as amigdalites, os abscessos, as pneumonias, inflamações dentárias,osteomielites, tuberculose óssea, reumatismo agudo, crises de gota, otites purulentas,inflamações das unhas, sinusites, deficiências imunológicas em geral, doençasarticulares, inflamações e infecções renais ou urinárias, doenças inflamatórias dosintestinos. Como o inhame possui propriedades que combatem a formação de célulasmalignas, a dieta também é indicada para os casos de tumores (benignos ou malignos). Dieta do abacaxi 11
  12. 12. Esta dieta é de apenas 1 dia, mas deve ser repetida com intervalos regulares, emgeral de 1 semana, até que seus objetivos sejam atingidos. A quantidade ingerida emcada refeição fica a critério do doente. É indicada tanto para a fase aguda da litíase renal (cálculos), como para prevenira recorrência dos cálculos. Tem grande eficácia no tratamento da obesidade resistente,da pressão alta, na prevenção das crises de gota e no reumatismo crônico. Sua açãodiurética é muita boa, servindo também como recurso auxiliar no tratamento dasinfecções urinárias em geral, nos casos de blenorragia crônica e uretrites inespecíficas. Dieta do melão Como a do abacaxi, esta dieta deve ser feita por 1 dia, a intervalos semanais. Aquantidade de melão é livre, e a fruta deve estar bem madura e suculenta. Indicada para os distúrbios da menopausa ou do climatério, principalmente noscalores insuportáveis, e para os vários tipos de desequilíbrio hormonais femininos. É um tratamento que deixa a pele sedosa e combate as rugas. Os antigoscostumavam dizer que esta era uma das dietas do rejuvenescimento. Dieta da uva Nesta dieta bastante radical, que constitui um famoso tratamento contra o câncer,a uva rosada comum é o único alimento durante 15 dias. Dieta do mamão Uma dieta de 3 dias consecutivos para a qual o tipo ideal de mamão é o amarelocaipira e, na sua falta, o vermelho “Bahia” grande. Não se recomenda o mamão papaia,devido ao excesso de agrotóxicos e aos hormônios vegetais que ele contém, prejudiciaisà saúde. Recomenda-se também ingerir, a cada dia, 1 ou 2 colheres de sopa de sementesde mamão, sem mastigá-las. É um tratamento muito eficaz no combate à prisão de ventre aguda ou crônica,nas gastrites, nos casos de digestão lenta, má digestão, falta de apetite, vermesintestinais, colites, excesso de colesterol e triglicídeos, cálculos da vesícula e hepatitesagudas. Dieta do jiló Com a duração de 1 dia apenas, esta dieta pode ser repetida quando necessário.Os jilós devem ser cozidos, de preferência no vapor, e comidos com a casca. Útil contra a vesícula preguiçosa, a hepatite aguda ou crônica, a cirrose hepática,vermes intestinais, úlceras gástricas, falta de tônus digestivo, distúrbios enzimáticos dadigestão, maus efeitos do alcoolismo na mucosa dos órgãos digestivos, tumoresintestinais, cálculos biliares. Também apresenta ótimos resultados no combate àsinflamações da bexiga, do estômago, do esôfago e, principalmente, das amígdalas. Alimentos desaconselhados A medicina natural recomenda evitar o consumo de alimentos que, devido ao acréscimo de artifícios, são considerados nocivos ao organismo. 12
  13. 13. Açúcar branco O açúcar refinado resulta da concentração industrial da sacarose da cana-de-açúcar. O uso constante na alimentação provoca a diminuição de magnésio noorganismo, elemento importante na manutenção da resistência às infecções e aosgermes. Além disso, por exigir quantidades consideráveis de vitaminas do complexo Bpara sua metabolização, o açúcar é considerado um fator desvitaminizante; comotambém absorve boa quantidade de cálcio, atua como desmineralizante do organismo. Seu consumo favorece a ocorrência de cáries dentárias, da osteoporose e dodiabetes; incentiva os estados depressivos e, em casos extremos, da melancolia (ousugar blues). O excesso de açúcar provoca ansiedade, reduz a acuidade visual e é umforte coadjuvante nos processos de arteriosclerose e das doenças cardiovasculares,como o enfarte, a hipertensão arterial e a aterosclerose coronariana. Dezenas de livros publicados no mundo inteiro alertam para os prejuízoscausados ao organismo pelo açúcar e pelo consumo exagerado de doces, refrigerantes,balas, etc.Carne animal Independentemente de uma postura ou argumentação vegetariana, a carneanimal, em especial a vermelha, não é um alimento saudável devido aos produtosquímicos empregados em seu tratamento. O sulfito de sódio (que confere a coravermelhada à carne congelada), o nitrato de potássio ou salitre (usado para ampliar seuprazo de conservação e dar um aspecto mais apetitoso à carne bovina) e odietietilbestrol (hormônio sintético ministrado aos animais para que ganhem mais pesonos meses que antecedem o abate) são produtos químicos comprovadamente ligados àocorrência de diversos problemas, como alterações hormonais, perturbações menstruais,miomas uterinos, nódulos mamários, impotência sexual masculina, esterilidade,problemas da próstata e tumores em geral. Assim, além de já não ser um alimento benéfico ao ser humano em seu estadonatural e fresco, a carne foi transformada num produto de qualidade muito duvidosa.Carnes embutidas Os frios em geral e as carnes acondicionadas em membranas (como salsicha,lingüiça, mortadela, presunto, patês, etc.) são ainda mais prejudiciais ao organismo.Além de todos os produtos químicos já enumerados, este grupo de carnes ainda recebesubstâncias conservantes, como antibióticos e aditivos. Também fazem parte destegrupo as carnes brancas industrializadas, como o frango de granja, o peru temperado, ochester, o pato, etc.Farinhas brancas São constituídas quase exclusivamente pela parte calórica e pelo amido decereais descortiçados (ou “beneficiados”), ou seja, que perderam a película vitamínica eo germe nutritivo. As mais usadas são a farinha de trigo, com a qual são produzidospães, biscoitos, bolos, tortas, etc., e a farinha de arroz, empregada na alimentaçãoinfantil. 13
  14. 14. Há pouco menos de um século a humanidade só consumia farinha de trigointegral, que, além das vitaminas do complexo B, contém quantidades razoáveis deácido glutâmico, um elemento que favorece o desenvolvimento cerebral e é importantepara o metabolismo das células nervosas. Uma dieta pobre em ácido glutâmico reduz acapacidade de raciocínio e de reter informações e, como conseqüência, atuanegativamente no desenvolvimento do Q.I. infantil. O mesmo raciocínio pode ser aplicado ao arroz branco em relação ao arrozintegral, no que se refere às vitaminas e ao ácido glutâmico, além da perda de algunsaminoácidos e de minerais importantes durante o processo industrial de descorticação epolimento.Pão Tudo o que dissemos sobre as farinhas brancas se estende, naturalmente, ao pão.Assim, os pães preparados com cereais integrais, como trigo, centeio e similares, sãosempre mais nutritivos e benéficos ao organismo do que o pão branco comum.Sal refinado Também chamado de sal de cozinha, este produto passa por um processo deindustrialização que, em seu início, já lhe retira cerca de 80 elementos importantes,deixando-o reduzido ao cloreto de sódio concentrado. Na etapa seguinte, sua umidadenatural vai sendo eliminada com a adição de produtos químicos, e o cloreto de sódiotende a se tornar líquido. Depois disso, são adicionados os estabilizantes e o iodeto depotássio, pois o refinamento elimina as microalgas que fixam o iodo natural do salmarinho, exigindo sua substituição por um produto artificial. Ao fim desse processo, osal refinado transforma-se num ingrediente prejudicial à saúde: seu excesso na dietafavorece a retenção de líquidos, comprometendo o funcionamento dos rins, do coração eda circulação, além de acentuar os inchaços e a síndrome pré-menstrual; osantiumectantes que recebe podem ser responsáveis pelo aparecimento dos cálculosrenais ou biliares; o iodeto altera a função da tireóide, levando a desequilíbrioshormonais e à formação de nódulos tireoidianos. A alternativa ideal para esse elemento indispensável à nossa alimentação é autilização moderada do sal marinho, que não tem a elevada concentração em sódio dosal refinado e reconstitui, remineraliza e tonifica o organismo, fornecendo taxas normaisde iodo natural.  Quais os benefícios do beneficiamento ?  No processo de beneficiamento de cereais – descorticação e polimento – , ocorrem as mais variadas perdas nutricionais. Observe o gráfico e avalie os resultados. Elementos % perdida Elementos % perdida Calorias 0,0 Proteínas 30,0 Gordura 41,0 Fibras 92,7 Cálcio 49,4 Fósforo 79,0 Ferro 84,9 Cobre 50,0 Manganês 92,5 Vitamina B1 86,0 14
  15. 15. Vitamina B2 75,0 Niacina 81,7 Você vive para comer ou come para viver ? São muitas as tentações da alimentação moderna, mas vale a pena apelar para obom senso e seguir algumas regras básicas para aproveitar melhor os alimentos.Naturalmente, todas essas sugestões devem ser adaptadas às possibilidades, ao modo devida e às preferências de cada um. Tente fazer três refeições por dia e evite comer a toda hora. Escolha alimentos frescos e de boa qualidade. Coma apenas enquanto sentir fome. Não se force a ingerir alimentos. Em qualquer circunstância, mastigue prolongadamente cada porção de alimento. Evite os líquidos durante as refeições: eles diluem os sucos gástricos, prejudicando a digestão. Se sentir muito sede, tome um pouco de chá sem açúcar após a refeição. Não tome bebidas muito geladas, mesmo fora das refeições. Temperaturas muito baixas interferem na digestão, enfraquecendo os processos estomacais. Prefira sempre os alimentos crus, cozidos, grelhados ou assados. As frituras agridem o estômago e acidificam o sangue. A medicina védica aconselha a não adicionar mel a alimentos quentes, pois essa combinação não é benéfica ao organismo. Alimentos muito salgados também são prejudiciais, mesmo quando se usa sal marinho. Prefira os alimentos naturais aos industrializados. Um enlatado tem sempre 30% a menos em vitaminas e poder nutritivo que o mesmo alimento fresco. Não se preocupe demais com a taxa de proteínas que está ingerindo, pois uma boa variedade de alimentos naturais e de cereais integrais reúne tudo o que o organismo precisa. A carne animal é uma fonte de proteínas que pode ser radicalmente evitada sem causar problemas: apesar de não comerem carne, o gorila, o cavalo, o touro, o búfalo e o elefante são conhecidos pela força e vivem mais do que muitos animais carnívoros. Tente seguir uma conduta de alimentação flexível e bem balanceada, sem fixar-se em dietas muito rígidas, dando atenção às necessidades de seu organismo. Acima de tudo, procure manter um clima de serenidade durante as refeições. Evite as preocupações, as conversas sérias e as discussões – comer tenso ou contrariado dificulta a digestão. Conselhos e informações para quem cozinha Quem prepara os alimentos influi diretamente na saúde das pessoas.Cozinhar com harmonia e equilíbrio faz de você um verdadeiro alquimista,responsável pelo bem-estar daqueles a quem vai alimentar. Trabalhe com atenção e carinho: amor e alegria tornam inesquecíveis os pratos mais simples. Prefira temperos e condimentos naturais e use-os sem exagero. Ao preparar uma receita, oriente-se também pela sua intuição, como fazem os 15
  16. 16. melhores cozinheiros do mundo. Apesar de serem muitos práticos, os utensílios de metal ou alumínio desprendem partículas invisíveis que são prejudiciais à saúde. Procure substituí-la por vasilhas de ágata, vidro, madeira, etc. Como o congelamento elimina a energia vital dos alimentos, evite consumir pratos congelados. Pratos temperados demais, massas de textura pesada, suflês gordurosos e misturas complicadas podem agradar num primeiro momento, mas prejudicam o organismo logo depois. Os cardápios mais saudáveis são os que reúnem pratos simples e saborosos. O estado de espírito de quem cozinha influencia profundamente os alimentos. Por isso, evite os pratos preparados por pessoas tensas ou desequilibradas. Cozinhe após uma ligeira meditação, respirando harmoniosamente, com uma música suave ao fundo e usando um incenso apropriado. Esses são recursos que favorecem seu desempenho na cozinha. Cozinhar com amor e com a intenção carinhosa de favorecer ou de melhorar a saúde das pessoas é sempre sinal de elevação espiritual. Alimentos que curam Além de fornecer energia e nutrientes para o organismo, vários alimentos têm propriedades terapêuticas valiosas e devem ser incluídos nas dietas.Abacate – Facilita a digestão e o seu consumo constante e prolongado combate oreumatismo e o ácido úrico. A monodieta do abacate por 2 a 3 dias é útil no combateaos cálculos da vesícula biliar e às úlceras gastroduodenais.Abacaxi – Tem ação depurativa e diurética. Usado fora das refeições diminui o excessode acidez no estômago. A monodieta semanal de abacaxi é de grande utilidade nocombate a qualquer tipo de pedra nos rins, contra o catarro nos brônquios e contra aobesidade (quando existe muita retenção de líquidos).Abóbora – Atua controlando o nível de glicose no diabetes, o colesterol e a gordura nosangue. Ajuda na evacuação e as sementes são eficazes contra a solitária. Aplicadasobre a pele, a abóbora tem ação emoliente e é útil no tratamento de queimaduras.Acelga – Crua é útil contra a anemia e combate a asma, o diabetes, a diarréia e oacúmulo de bile na vesícula biliar. Cozida, serve para a cistite aguda. Em cataplasmaquente sobre a pele é analgésica, antiinflamatória nos casos de contusões, abscessos equeimaduras agudas (neste caso, aplicar já fria).Agrião – Cru tem efeito tônico nos brônquios e pulmões, além de ser útil contrafaringite e processos infecciosos da boca e garganta. Cozido tem ação estomacal tônicae depurativa. O sumo do agrião é útil contra a anemia, o escorbuto, a tuberculose, apneumonia e as bronquites em geral, inclusive a dos fumantes; também é indicado paraa febre persistente e a icterícia.Alcachofra – Estimulante do fígado e dos rins, é depurativa do sangue e combate oreumatismo, o ácido úrico e a arteriosclerose. 16
  17. 17. Alface – Tem efeito diurético, calmante e depurativo. Abre o apetite e estimula asfunções digestivas e excretoras.Alho – Comido como alimento, tem ação depurativa, diurética e digestiva. É umantibiótico natural (alicina), vermífugo e anticoagulante. Previne as tromboses, purificaas mucosas e evita a formação de catarro. Também tem efeito contra o excesso de ácidoúrico, o reumatismo, a pressão alta e a arterisclerose. Esses efeitos são obtidos com oconsumo de dois a três dentes de alho diariamente.Ameixa fresca – Comida em abundância, é útil no resfriado, nas afecções dosbrônquios e na asma.Amendoim – Tem ação tônica e afrodisíaca.Amora – Tem ação diurética, laxativa e expectorante. Também é emoliente eadstrigente.Arroz integral – Um dos importantes alimentos da medicina natural. Tem açãodepurativa dada a presença de albuminas desintoxicantes. Seu uso constante naalimentação torna o organismo mais purificado e saudável. É útil para as carênciasvitamínicas do complexo B, dada a sua grande quantidade de vitamina B1, B2, B6. Ocaldo do arroz integral cru é útil contra a diarréia.Aveia – É um alimento tônico devido à presença de manganês e tem ação medicinalcontra o reumatismo, a gota e problemas inflamatórios das vias urinárias.Azeitona - A azeitona preta tem efeito laxante, e a verde é adstringente, com tendênciaa prender os intestinos. Ambas têm leve efeito contra a mucosidade excessiva dospulmões e brônquios. o azeite de oliva é laxativo e útil em queimaduras.Banana – Útil para regular os intestinos nos casos de diarréia.Batata – O cataplasma de batata crua ralada é bom para as picadas de insetos eirritações cutâneas.Berinjela – O suco fresco é útil como diurético e desobstruente das vias biliares.Beterraba – O sumo cru é antianêmico e fortificante. Por ser muito rica em magnésio, éútil em casos de infecções crônicas. Contêm uma substância chamada betaína, quepossui ação eficaz contra tumores. Tem boa aplicação no câncer (sumo puro debeterraba crua quatro a cinco vezes ao dia).Brócolos – Indicados contra infecções localizadas; laxativos, emolientes, tônicos eajudam a combater a anemia.Caju – Devido a sua ação adstringente, combate as diarréias crônicas e agudas. Étonificante e tem ação eficaz no diabetes e em todos os tipos de catarro. É tido tambémcomo afrodisíaco.Caqui – Combate a anemia, falta de vitaminas A e B, obesidade, diabetes e gota. Apolpa tem efeito laxante.Cebola – É considerada um poderoso remédio, cuja ação depurativa permite aoorganismo manter-se forte e saudável. Seu uso constante, de preferência crua, nasalada, combate a anemia, tosse, doenças catarrais das vias respiratórias, problemas do 17
  18. 18. estômago, fígado e rins, além de possuir ação vermífuga e anti-séptica. Tem fama deconferir longevidade e força física.Cenoura – Crua, é útil no combate a problemas dos olhos, pele, cabelos, ossos, fígadoe bexiga.Coco – A polpa do coco verde ou seco tem ação vermífuga e antidiarréica. A água dococo verde é reguladora dos intestinos, vermífuga e é usada para tratar e prevenir adesidratação.Confrei – Tem excelentes efeitos medicinais como chá e como alimento. Em muitospaíses orientais é usado habitualmente como salada. Combate a asma, a alergia,icterícia, prisão de ventre, a úlcera gástrica e duodenal, o excesso de ácido do estômago,a anemia, várias doenças de pele e desnutrição. A melhor forma de uso é como saladacrua.Couve – O consumo combate a anemia, o escorbuto e o bócio (papeira) devido a seuelevado teor de ferro, vitamina C e iodo. Combate as úlceras gástricas e duodenais porsua ação cicatrizante de contato e, também, as úlceras externas (neste caso, aplicando osumo ou as folhas batidas). Tem efeito sobre o mau funcionamento da vesícula biliar,cálculos renais e hemorróidas. De preferência deve-se usar o sumo, ou comê-la crua emsalada. O mesmo sumo aplicado nos cabelos, diariamente, em fricções vigorosas, é útilno combate à queda do cabelo e seborréia.Damasco – Fortalece os dentes, as unhas e os cabelos. Também é útil na anemia porfalta de ferro e na cirrose do fígadoDente-de-Leão – Tem ação semelhante ao confrei. No Brasil, apenas em algumasregiões e em certos grupos indígenas é usado como alimento. No entanto, goza de boafama quanto ao seu uso medicinal como chá. Tem ação principalmente tônica e é útil nocombate à anemia e às fraquezas em geral.Ervilha – Bom auxiliar no tratamento do diabetes e nos problemas digestivos ligadosao pâncreas.Espinafre – Tem efeito regulador sobre o aparelho digestivo e evita a prisão de ventre.Ajuda a combater a obesidade e é muito útil contra a anemia.Figo – Cozido com leite é um bom remédio para úlceras gástricas, inflamações da bocae da laringe, tosse e bronquite. É um laxante, e comido cru, em jejum, tem açãovermífuga.Goiaba – Como alimento, é indicado para tratar as úlceras duodenais e as diarréias.Laranja – Sua ação é depurativa. Limpa o organismo e o desintoxica, favorecendo adigestão de alimentos gordurosos. Muito usada na forma de suco, a laranja combategengivite, reumatismo, ácido úrico, gota, diabetes, obesidade, pressão alta, fraquezaorgânica e febre, além de ser cicatrizante.Lentilha – É rica em cálcio e combate a anemia. Recomendada para as gestantes. 18
  19. 19. Limão – Tem efeito semelhante ao da laranja, porém marcadamente mais acentuadoenquanto depurativo. É um excelente recurso em medicina natural. O uso de certaquantidade diária do sumo puro do limão em jejum ou quantidades crescentes (somandoum limão diariamente, até chegar a dez, e diminuindo depois um por dia) tem açãoeficaz no tratamento de doenças graves, nas quais, por falta de energia, o paciente nãotem mais forças para sair do leito. É adstringente, antiséptico, antiinflamatório,sudorífero e antifebril. Combate arteriosclerose, diabetes, pressão alta, obesidade,reumatismo em geral, catarro respiratório, asma, bronquite, amidalites, rinites, febres einflamações dos olhos.Maça – É um alimento tônico. Ajuda a digestão, combate a anemia e a formação deúlceras do estômago. Combate a diarréia, principalmente infantil, devido à sua açãoadstringente. O sumo da maça tem ação antifebril.Mamão – É um poderoso regulador das funções intestinais. A presença da papaínagarante a boa digestão das proteínas e das gorduras. O uso constante combate aarteriosclerose. A monodieta mensal de 3 dias é útil para tratar e evitar a formação depedras na vesícula. Deve-se, no entanto, evitar o mamão papaia, e usar o mamãoamarelo ou o mamão Bahia, vermelho e grande. As sementes de mamão têm açãovermífuga se forem comidas na quantidade de 1 colher (de sopa) por dia, sem mastigar.Mandioca – A farinha tem efeito sobre a diarréia e o cataplasma quente aplicado sobreabscessos ajuda a dissolvê-los. É contra-indicada na prisão de ventre, gases e nos casosde bócio.Melancia – Trata-se de um grande diurético quando usado como alimento ou na formade chá, feito com a polpa. É útil nos casos de doenças da próstata, gonorréia e sífilis efaz bem para o fígado e intestinos. Por ser indigesta, deve-se evitar engolir a sobra finalda mastigação da polpa. O sumo coado tem ação mais eficaz.Manga – Tem ação diurética e é estimulante da produção de leite. Também é útil contrabronquites, tosses e catarros. A amêndoa do caroço tem ação vermífuga.Milho – Tem ação tônica e fortificante.Melão – É diurético e ajuda a eliminar excesso de líquidos orgânicos. Como monodietade 1 dia por semana ajuda a regular os hormônios e, portanto, serve como tratamentopara desequilíbrios menstruais, tendência ao aborto e diversos problemas ligados aosdistúrbios hormonais. Possui também ação depurativo e estimulante e é empregado nocombate a problemas do fígado, rins e na eliminação de cálculos renais.Morango – É um bom mineralizante, empregado em casos de convalescenças, doençasdegenerativas, reumatismo, cálculos renais, bronquite, pressão alta, anemia, ácido úricoe colesterol. É também diurético e vermífugo.Nabo comprido – Muito usado pelos povos orientais, é considerado um alimento quemantém a saúde e o vigor do corpo, conferindo longevidade. Sua ação medicinal ébasicamente diurética, tônica e mineralizante. É útil no tratamento da obesidade,problemas dos olhos, colesterol, reumatismo, pressão alta, pressão baixa e anemia. Ochá é o banho de assento, das folhas, são excelentes para os problemas genitais, comocorrimentos vaginais, cólicas menstruais, menstruação irregular, fibromas uterinos, 19
  20. 20. cistos de ovários, inflamações da vagina, útero, trompas, ovários, prostatismo, tumoresda próstata, hemorróidas, pólipos, fístulas e a maioria das doenças do períneo.Nozes – É um alimento tônico e fortificante, útil no reumatismo e no excesso de ácidoúrico.Pepino – É diurético e tonificante do fígado e dos rins. Fortalece os cabelos, unhas epele, e combate a inflamação dos olhos. É um bom estimulante do apetite quando usadoantes das refeições.Pêra – É indicada como alimento para pessoas convalescentes. Possui ação depurativa ediurética moderada.Pêssego – É um bom purificante dos rins e da bexiga. É também estimulante, laxativo ediurético.Quiabo – Por ser rico em ferro, é indicado para gestantes. Seu uso é recomendado nasinflamações intestinais e problemas dos rins e bexiga.Rabanete – É diurético e ajuda a normalizar as funções dos rins e a digestão, além depurificar o sangue e eliminar o catarro das vias respiratórias.Repolho – Empregado nas doenças neurológicas e nevralgias. Muito útil contra asnáuseas da gravidez e a distrofia muscular. O sumo fresco aplicado nos cabelos é bompara eliminar a seborréia.Romã – É uma fruta com efeitos adstringentes. Age também como diurético edepurativo, e é indicada nos casos de diarréia.Salsa – Devido à grande quantidade de magnésio, é muito eficaz para todos os casos deinfecções e inflamações causadas por bactérias, vírus ou fungos. Também tem açãodiurética, depurativa e tônica. Ajuda a tratar problemas do fígado, disfunções uterinas eimpotência. O sumo fresco tem ação cicatrizante e é famoso seu emprego nashemorragias nasais.Uva – A uva comum tem fama de ser diurética e purificante do sangue, ajudando aeliminar o excesso de toxinas, ácido úrico, colesterol, etc. É um bom alcalinizante dosangue, ajudando a restabelecer o equilíbrio do pH sanguíneo. Também é útil nocombate à acidez estomacal.Vagem – É um alimento tonificante, usado nas convalescenças e nos estados defraqueza. Macrobiótica a arte de prolongar a vida Segundo a medicina chinesa, a causa das doenças está no desequilíbrio Yin/Yang do organismo. A macrobiótica é um sistema alimentar que harmoniza essas forças energéticas no homem. 20
  21. 21. Fundamentada na filosofia do Princípio Único e na Ordem do Universo, amacrobiótica é um sistema alimentar cuja base é o consumo de cereais integrais,legumes e frutas frescas. A palavra vem do grego (macro: grande bios: vida) e significa“vida longa” , “grande vida” ou, ainda, “vida perfeita”. Suas origens se encontram nasantigas artes curativas dos povos orientais e esse tipo de alimentação era utilizado pelossábios e mestres para a manutenção da saúde e do equilíbrio do homem – a base para aascensão da consciência. O japonês Georges Ohsawa foi o responsável pela difusão da macrobiótica nomundo inteiro, e o principal codificador dos antigos métodos alimentaresfundamentados na doutrina do Yin/Yang. Ele afirmava que criou o termo“macrobiótica” apenas para designar a ciência milenar, sem nome, da alimentaçãodialética. O interesse de Ohsawa pelo assunto surgiu após a Segunda Guerra Mundial,quando ele foi acometido por uma doença incurável para a medicina de sua época.Desenganado, resolveu terminar os seus dias no interior do Japão, na casa de uma velhatia tida pela família como uma pessoa muito sábia, adepta dos métodos tradicionais dealimentação. Depois de alguns meses no interior Ohsawa recuperou-se por completo, obtendouma cura surpreendente. A partir de então, sua vida foi inteiramente dedicada aosestudos dos antigos sistemas alimentares. Com mais de 100 livros publicados, esse homem brilhante ensinava o retorno `asimplicidade na alimentação, à seleção dos alimentos segundo as leis naturais comobase para o aperfeiçoamento da vida e a elevação do discernimento do indivíduo. Omestre chamou a atenção do mundo inteiro para os perigos da alimentação moderna,principalmente para os efeitos maléficos do açúcar branco, do álcool, dos agrotóxicos,dos aditivos (aromatizantes, corantes, conservantes sintéticos etc.) das carnes emconserva. Os sete estágios na escolha dos alimentos Em um de seus ensinamentos mais preciosos, Ohsawa relaciona sete estágios de discernimento na escolha dos alimentos.Estágio inferior: Os alimentos são escolhidos mecânica e indiscriminadamente, semnenhum critério seletivo.Estágio emocional: É o estágio em que a maioria das pessoas se encontra. O alimentonão é escolhido por sua capacidade nutritiva, mas pelo sabor e prazer que podeproporcionar.Estágio religioso: Este nível de consciência baseia-se em padrões religiosos ou ditadospor um dogma ou doutrina em que o julgamento individual não participa da seleção doalimento. Existem religiões que proíbem o consumo de carne.Estágio racional: Neste estágio a alimentação é escolhida com base num padrãoracional de seleção. Procura-se conhecer as necessidades quantitativas alimentares doorganismo e prioriza-se os alimentos capazes de fornecer proteínas, vitaminas, açúcares, 21
  22. 22. gorduras, sais minerais, etc. É o estágio que busca o balanceamento quantitativo naalimentação.Estágio intelectual: Transcende o estágio racional, levando em conta a qualidade devida, a pureza dos alimentos, sua origem, sua combinação bioquímica e outrasparticularidades da alimentação.Estágio filosófico: É o estágio em que o indivíduo ultrapassa a compreensão analíticadualista e admite uma abordagem mais unificante ou dialética quanto à seleção dosalimentos. Inclui aspectos importantes, como a recusa ao sacrifício animal e a buscados alimentos em obediência às leis cósmicas.Estágio supremo: Este é o nível superior de consciência, julgamento e discernimento,quando o indivíduo se alimenta com perfeição, em harmonia espontânea com a Ordemdo Universo, sem nenhuma dependência dos instintos, desejos ou tabus alimentares. A prática da macrobiótica Segundo Ohsawa, uma alimentação perfeita é aquela baseada na ingestão deprodutos equilibrados segundo os seus componentes Yin ou Yang, em relação diretacom a qualificação Yin ou Yang de um indivíduo. No volume de Medicina Oriental deste Guia, apresentamos uma síntese dosatributos Yin/Yang, capaz de orientar o estudioso deste método. Os alimentos tambémpossuem um gabarito Yin ou Yang, que determina o tipo de influência que exercem noorganismo. Assim por exemplo, o açúcar branco (extremamente Yin, como o álcool, ascomidas enlatadas, as bebidas adocicadas etc.) é capaz de gerar doenças de caráter Yin,como o câncer. Por outro lado, produtos extremamente Yang, como a carne bovina, osal e os conservantes, são capazes de gerar doenças também de caráter Yang (como oreumatismo, a artrite, a ansiedade, a arteriosclerose etc.) Para a macrobiótica, os alimentos ideais são aqueles classificados como osmenos desequilibrados, ou seja, os que possuem pouca carga Yin ou Yang, como oarroz integral, as leguminosas, as frutas alcalinas pequenas, os grãos em geral. Existe uma tabela classificatória dos alimentos elaborada a partir de umacomparação com o arroz integral. Essa comparação deve-se à observação das leis doUniverso, que ensinam que não existe nenhum elemento no Universo absolutamenteYin ou Yang, pois tudo encerra uma polaridade relativa. Assim, um produto apontado na tabela como Yin ou Yang só o é em comparaçãocom o arroz integral, considerado um dos produtos mais equilibrados (da mesma formaque outros cereais integrais, como o trigo, o centeio, a aveia, o milho etc.). De acordo com certas características de um alimento, como tamanho, cor, sabore outras, pode-se classificá-lo como mais Yin ou menos Yang ( ou mais Yang oumenos Yin). Assim, produtos como a maça e a melancia, por exemplo, as frutasconsideradas mais próximas do equilíbrio, são diferentes entre si: a primeira éclassificada como mais Yang(ou menos Yin) que a segunda, por ser menor e contermenos água(elemento Yin). De qualquer forma, as frutas, quando comparadas aos cereais, são mais Yin (oumenos Yang) em seu conjunto, assim como as carnes em seu conjunto são mais Yang(ou menos Yin) que os cereais ou as frutas. 22
  23. 23. Na tabela de alimentos apresentada a seguir, os primeiros alimentos de cadagrupo têm carga Yin ou Yang mais forte que os seguintes.A alquimia da culináriaComo já vimos, os alimentos “repassam” para o nosso organismo sua característica Yin ouYang. Já que o alimento ideal é o mais balanceado em termos dessas cargas energéticas, muitasvezes é preciso modificar a característica de um alimento, tornando, por exemplo, um produtomuito Yin em menos Yin (ou mais Yang).Segundo a técnica macrobiótica, para “yanguizar” um alimento deve-se aplicar durante o seupreparo agentes Yang, como o fogo, o sal, a pressão e o tempo(conservas). Para “Yinizar” umalimento, lança-se mão de fatores como a hidratação, a adocicação, o congelamento e aacidificação.OBSERVAÇÃO: Os produtos de origem animal são classificados dentro de um grandegrupo Yang, e os produtos de origem vegetal dentro de um vasto grupo Yin. TABELA DE CLASSIFICAÇÃO YIN / YANG DOS ALIMENTOS  YIN YANGCereais moranga  Inhame  TâmaraIntegrais  Cenoura  Cará  Jaca Trigo mourisco  Rabanete  Batata-doce  Manga (sarraceno)  Nabo  Batata-inglesa  Coco Trigo comum redondo  Grapefruit Raízes Centeio  Abóbora  Banana-ouro  Bardana Cevada comum  Banana-prata  Lótus Arroz  Abobrinha  Laranja ácida  Dente-de-leãointegral  Aspargo  Laranja doce  Mandioquinha Aveia  Pimenta  Banana-nanica  Aipim Milho  alcachofra  Banana-da- Frutas eLeguminosas  Pepino terra frutos secos Gergelim  Tomate  Abacaxi  Pinhão Feijão azuki  Pimentão Laticínios  Damasco Linhaça  Berinjela  Queijo de  Maça Lentilha, cabra  Melancia ervilha seca  Queijo curado Verduras  Azeitona Grão-de-bico  Leite de cabra  Dente-de-leão  Castanha-do- Feijão-  Queijo  Agrião pará mulatinho camembert  Alho-poró  Castanha de Vagem  Queijo caju Feijão-preto  Rúcula roquefort  Cereja Feijão-branco  Salsa  Queijo  Morango Ervilha-torta  Chicória gorgonzola  AvelãLegumes  Escarola  Queijo gouda  Amêndoa Alho  Couve  Requeijão  Noz Abóbora  Aipo  Coalhada  Lima-da- japonesa  Couve chinesa  Leite de vaca pérsia (hokaido)  Couve-flor  Iogurte  Pêssego Nabo  Espinafre  Manteiga semcomprido  Amendoim Tubérculos  Pêra sal Cebola  Gengibre  Queijo fresco Abóbora-  Figo 23
  24. 24.  Creme de leite  Coelho  Lagosta  Cerveja Creme  Pato  Camarão  Vinho chantilly  Galinha  Carpa  CaféAnimais de  Porco  Truta  Refrigerantecarne vermelha Frutos do mar  Salmão  Sucose aves e de água doce  Sardinha artificiais Carne de  Ovas de  Ernguiabúfalo esturjão  Mexilhão Diversos Carne de vaca (caviar)  Polvo  Sal marinho Vísceras de  Bacalhau  Lula  Vinagre vaca salgado  Ostras  Mel de abelha Ovos  Iriko (peixe  Melado Rã japonês) Bebidas  Açúcar branco Vísceras de  Arenque  Chá Mu aves  Atum  Água de fonte Os principais alimentos macrobióticos Com a difusão da macrobiótica pelo Ocidente, muitos alimentos usados pelos povos antigos foram reintegrados à nossa cultura. Conheça os mais importantes, muitos deles provenientes da culinária tradicional japonesa.Abóbora-moranga – Menor que a cereais cozidos, em forma de pasta ouabóbora comum, a moranga tem sua chá tradicional.energia mais concentrada. Deve sercomida com casca, assim como amaioria dos legumes da alimentação Ameixa salgada(umeboshi) – Umaorgânica. conserva muito usada no Japão, de onde é importada. As ameixas são acondicionadas num barril de madeira,Açúcar mascavo – É o açúcar natural, com sal marinho natural, por 3 anos ouque não passa pelo processo industrial mais.de refinamento. Marrom claro ouescuro, tem aspecto de rapadura moída.juntamente com o melado, é a melhor Arroz integral – Base da alimentaçãoopção para substituir o açúcar branco, macrobiótica, este cereal promove atratado quimicamente. renovação do organismo e fornece diversos tipos de proteínas e vitaminas, entre outros elementos. Existem váriosAlgas marinhas – Por assimilar da tipos nas casas de produtos naturais,água do mar grande quantidade de mas o que se aconselha é o de grão maisminerais (como iodo, cloreto de sódio, arredondado, com características maiscobre, ferro e zinco), as algas marinhas Yang que os outros, portanto dotado depossuem várias propriedades maior quantidade de energia.alimentícias e medicinais. São indicadasprincipalmente para a obesidadeprovocada pela retenção de líquidos, no Aveia – A aveia usada na alimentaçãotratamento da anemia e na recuperação integral é semelhante à que se encontrade pacientes portadores de leucemia. nos supermercados, mas nela os adubosPodem ser ingeridas cruas, cozidas ou químicos e inseticidas não estãofritas, adicionadas a pães, bolos, tortas, presentes. 24
  25. 25. Ban-chá – Usado como digestivo após Dentie – Trata-se de um dentifrícioas refeições, este chá suaviza as partes natural feito à base de berinjela torradairritadas do aparelho digestivo e e sal marinho.proporciona leveza para os organismosinflamados. Deve ser tomado semaçúcar ou outro aditivo, como todos os Fécula de araruta – Extraída da ararutachás macrobióticos. A quantidade ideal pura, serve para dar consistência ano preparo é 1 colher de sopa da erva pudins, gelatinas, mingaus e cremes.levemente torrada para 1 litro de água. Misturada com shoyu (molho de soja), éMeio copo após as refeições é o um grande remédio contra gripe esuficiente. infecções da garganta.Bardana – Esta raiz é muito utilizada Feijão azuki – Estes grãos pequenos epelos macrobióticos como alimento e vermelhos, têm um grau de fermentaçãocomo remédio. Não é preciso descascá- bem inferior ao dos outros feijões. Éla para cozinhar. Seu chá, feito com 300 rico em energia, e devido às suasgramas de folha para 1 litro de água, é qualidades diuréticas é muito indicadobastante indicado no tratamento das para os diabéticos. O modo de prepararcólicas hepáticas, enfermidades é igual ao de qualquer feijão. Com oscardíacas, furúnculos, bronquite, cálculo grãos torrados, prepara-se um chárenal, cálculo biliar e afecções da excelente, próprio para a maioria dasbexiga, além de funcionar como doenças metabólicas, além do diabetes.antídoto para o envenenamento por Esse chá é depurativo do sangue,mercúrio metálico e combater os efeitos elimina o excesso de ácido úrico ede agentes poluentes, como o dióxido tonifica os rins. Também funciona comode enxofre e monóxido de carbono. O calmante. Para fazer o chá bastam 2capaplasma da raiz é útil nas contusões, colheres de sopa de grãos crus, queno reumatismo, artrite, impingem, devem ser torrados numa panela.herpes e queda dos cabelos. Acrescentar 1 litro de água e ferver, até que a água adquira uma cor escura. Tomar meio copo após as refeiçõesCevada – Com cevada natural principais.preparam-se muitos pratos saborosos,que são ensinados em qualquer livro dereceitas macrobióticas. A cevada Feijão de soja – Constitui um dostorrada, por sua vez, é um ótimo alimentos mais ricos em proteínas. Meiosubstituto para o café comum. quilo de grãos equivale a 1 quilo de carne, 30 ovos ou 6 litros de leite. Sua proteína é a única que combina 10Chá de arroz integral – É preparado aminoácidos essenciais, portanto écom arroz integral torrado e folhas capaz de estimular o crescimento e atorradas de ban-chá. Útil para recuperar energia no mesmo nível que a proteínaas forças perdidas nos exercícios físicos animal. A soja também é rica em cálcio,e mentais, é nutritivo e combate a ferro e lecitina. O óleo de soja é de fácilestafa. Para 1 litro de água, usa-se 3 digestão, contendo vitaminas A, B, B2,colheres de sopa do chá. Deve-se tomar C, D, E e R. No entanto, por ser ummeio copo após as refeições principais. alimento extremamente Yin, a soja deve 25
  26. 26. ser consumida com moderação. Essarestrição não cabe aos subprodutos, Missô – Molho feito à base de sojacomo o leite, o queijo, o óleo e o shoyu, amassada, que se mistura a cereaispois nesses casos as toxinas são como o trigo, o arroz e cevada,eliminadas durante o preparo. fermentada junto com sal marinho. Como todos os alimentos orgânicos, o missô também é antitóxico. Costuma-seGengibre – O óleo extraído do rizoma utilizá-lo para temperar sopas, cereais econstitui um ótimo remédio para carnes, substituindo o vinagre e a massaproblemas respiratórios, como catarro, de tomate.rouquidão, asma e bronquite, devendoser esfregado no peito. O gengibre podeser usado também como chá. Corta-se Molho de soja (shoyu) – Feito à baseum tubérculo pequeno em fatias e de soja salgada e fermentada por 6coloca-se para ferver durante 10 meses, muito usado como condimentominutos em meio litro de água. A alimentar. Contém vários tipos dequantidade a ser tomada varia de acordo aminoácidos e vitaminas.com o gosto ou a necessidadeindividual. Tem um valor excepcionalna atonia estomacal, cólicas, infecções, Nabo branco comprido – É um dosinflamações, acne, furúnculos e remédios mais usados para combatervômitos. deficiência visuais como a miopia, o astigmatismo, etc. A macrobiótica recomenda comer 100 gramas diárias doGersal – Um condimento feito de nabo ralado, cru. Com as folhas delesementes de gergelim torradas e moídas pode-se preparar um banho de assento,com sal marinho. Combate a acidez do muito indicado no combate às infecçõesestômago e a acidose metabólica, além genitais, principalmente femininas. Éde desacidificar o sangue. Muito usado especialmente útil na recuperação pós-à mesa para temperar o arroz integral. parto.Ginseng – Esta raiz medicinal nativa da Óleo de gergelim – Trata-se de umMandchúria e da Coréia, que nasce uma excelente remédio no combate da gripevez a cada 7 anos, é um poderoso e do resfriado, bastando tomar 1 colherestimulante, aumentando a resistência de sopa pela manhã, em jejum, e outrafísica e a capacidade mental. Constitui antes de dormir. Esse óleo também étambém uma ótima proteção contra a usado no preparo de um colírio para aspoluição, o raio X e as radiações inflamações e as irritações da vista.atômicas, sendo considerado umrejuvenescedor de todo o sistemaorgânico, particularmente das glândulas. Sal marinho – É o sal natural, que não passa pelos processos industriais. Pode ser encontrado sob a forma de cristaisLeite de cereais – Esse leite é uma grossos ou finos.mistura de sete cereais bem moídos,facilmente solúvel em água. Pode serusado por adultos e crianças, puro ou no Tahine – Preparado com sementes depreparo de outros alimentos. gergelim moídas e prensadas, é um ótimo substituto para a manteiga 26
  27. 27. comum. Excelente fonte de proteínas Trigo mourisco (ou sarraceno) – É umvegetais e um remédio eficaz para a grão pequeno, esbranquiçado, macio aoanemia. mastigar, com o qual podem ser preparados todos os pratos que usamTrigo integral – Com ele são feitos outros tipos de trigo ou farinha de trigo.pães, bolos, tortas, biscoitos e macarrão. Dentre todos os cereais, conformePossui grande qualidade terapêutica, aponta a tabela de classificaçãopois fortifica a flora intestinal e auxilia Yin/Yang dos alimentos, é o mais Yang.no funcionamento dos intestinos. Os seis sabores na medicina chinesa Talvez você não se preocupe em observar se anda comendo doce demais, frutas ácidas com muita freqüência, ou alimentos muito salgados. Mas a medicina natural nos mostra por que devemos evitar os excessos. Os tratados da antiga medicina chinesa que chegaram até nossos dias nãoabordam a questão dos seis sabores (doce, salgado, ácido, amargo, adstringente epicante) com tanta profundidade como a medicina védica. Com exceção do Nei-Ching,nenhum outro livro chinês disponível apresenta maiores detalhes sobre o assunto.Contudo, uma vez que grande parte dos conhecimentos médicos chineses provém daantiga medicina hindu, acredita-se que na China milenar eram adotadas dietas especiaisbaseadas nos efeitos dos seis sabores. A medicina chinesa conhece os efeitos que os seis sabores produzem noorganismo através de sua influência sobre a característica Yin ou Yang das energias quefluem pelos meridianos. Dessa maneira, ela aponta os efeitos dos sabores sobre osórgãos, sobre as emoções, o humor e o temperamento, exaltando, equilibrando ouenfraquecendo a qualidade das energias circulantes. Tais relações podem ser entendidas pelo estudo comparado entre os sabores, asemoções, os órgãos e os meridianos, de acordo com o ciclo dos cinco elementos, e queconstitui a chave para a compreensão de todas as técnicas da medicina chinesa. SABOR AMARGO Os sabores se ENERGIA YANG relacionam com as EMOÇÃO IRA emoções, os VESÍCULA BILIAR meridianos, os MERIDIANO FÍGADO órgãos e os ÓRGÃO ÉTER elementos da ELEMENTO SALGADO DOCE YANG YIN MEDO ALEGRIA RIM INTESTINO BEXIGA DELGADO ÁGUA CORAÇÃO FOGO 27
  28. 28. ÁCIDO/ ADSTRINGENTE YIN PICANTE TRISTEZA YANG INTESTINO COMPAIXÃO GROSSO BAÇO/PÂNCREAS PULMÕES ESTÔMAGO AR TERRA Entendendo o ciclo Como já foi estudado, existem duas forças básicas na natureza que agem sobreos corpos e os fenômenos, determinando a dinâmica da vida. Uma dessas forças éconstrutiva, geradora (Yin), e a outra é destrutiva, inibidora ou dissolutiva (Yang). Na ilustração, essas forças são representadas pelo movimento circular, ougerador, e pelo movimento do pentagrama, ou inibidor. Existem diversas associações possíveis no estudo do ciclo chinês, queabordaremos a seguir. Os cinco elementos Os cinco elementos da natureza atuam como energias sutis que determinam um“gabarito” às coisas. A Água constitui um princípio purificador (a água lava, limpa); o Fogo, umprincípio também purificador (o fogo comum esteriliza); o Ar, um princípio volatizante(o ar fluidifica); a Terra, um princípio gerador (a terra comum produz e absorve); e oÉter, um princípio potencializante (o Céu determina). Os seis sabores e sua relação com os órgãos O sabor amargo é benéfico para o fígado e para a vesícula biliar; naturalmentese transforma no organismo em sabor doce e favorece o trabalho do coração e dointestino delgado, tendo também uma ação inibidora da função do estômago e dosistema baço-pâncreas. O sabor doce é benéfico para o coração e para o intestino delgado, inibe a funçãodos pulmões e do intestino grosso, mas transforma-se em sabor picante no sangue. O sabor picante é útil para o estômago, para o pâncreas e o baço, inibe a funçãodo rins e da bexiga e transforma-se em sabor ácido ou adstringente no organismo. O sabor ácido/adstringente é favorável aos pulmões e ao intestino grosso, inibe afunção do fígado e da vesícula biliar e transforma-se em sabor salgado. O sabor salgado favorece a função dos rins e da bexiga, inibe a função cardíaca edo intestino delgado e transforma-se no sabor amargo no sangue, fechando o ciclo. O excesso de comidas amargas prejudica a função do fígado e da vesícula e éperigoso para o estômago ou o pâncreas. 28
  29. 29. O excesso de açúcar prejudica o intestino delgado (provoca a fermentação) e ocoração (viscosidade sangüínea) e é perigoso para os pulmões e o intestino grosso. O excesso de sabor picante é danoso para o estômago e para o pâncreas eperigoso para os rins. O excesso de sabor ácido ou adstringente prejudica os pulmões e o intestinogrosso, sendo perigoso para o fígado e a vesícula. O excesso de alimentos salgados prejudica os rins e a bexiga e é perigoso para ocoração (provoca a retenção de líquidos e eleva a pressão arterial) e o intestino delgado. Os seis sabores e sua influência sobre as emoções O sabor amargo em excesso, atacando o fígado, promove a ira e reduz acompaixão. Em grande excesso, produz uma alegria patológica anormal (o riso estranhoe sádico do furioso). As comidas doces em excesso atacam o coração, produzem alegria e reduzem atristeza (daí o hábito de comer doces como forma de compensação). Em grande excesso,porém, estes alimentos tornam as pessoas muito deprimidas. Os alimentos ácidos em excesso, por sua vez atacam os pulmões e produzemuma sensação de tristeza. É por esse motivo que os suspiros de tristeza parecem brotarexatamente na região do peito relacionada aos pulmões; é comum as pessoas dizeremque estão sentindo uma tristeza no peito. A acidez também inibe a ira e, em grandeexcesso, gera o medo patológico anormal. O excesso de comidas salgadas ataca os rins, produz medo, inibe a alegria e, emgrande excesso, produz a ira patológica. Assim, a medicina chinesa é capaz de combater o medo excessivo por meio deuma dieta carregada em alimentos picantes; tratar uma pessoa de temperamento raivosoou um caso agudo de ira com uma dieta carregada em alimentos ácidos. Da mesmamaneira, a sabedoria oriental poderia tratar uma melancolia profunda ministrando a umpaciente depressivo uma dieta doce. Em termos práticos, a compreensão deste ciclo pode ser de grande utilidade emnosso dia-a-dia. Se quisermos equilibrar nossos órgãos e emoções, basta evitar osexcessos e os hábitos viciosos em nossa alimentação, harmonizando todos os seissabores em cada refeição. Dieta ayurvédica Segundo os princípios da antiga medicina hindu, a dieta adequada a cada tipo de constituição é a base da saúde e da harmonia do corpo e da mente. A alimentação é a base dos recursos terapêuticos do Ayurveda, o milenarsistema médico indiano, e a principal condição de sua eficácia, tanto na prevenção comono tratamento de doenças, está na elaboração de uma dieta individualizada, quando seleva em conta a constituição psicofísica de cada pessoa. 29
  30. 30. Para compreender o sistema de alimentação do Ayurveda é necessário retomarde modo resumido alguns conceitos básicos, como as três gunas, as qualidades damatéria, e os três doshas, os princípios fundamentais que ligam a mente e o corpo. Da Sustância Original, infinita e atemporal, inicia-se o processo de polarização,passando então o que estava em situação de neutralidade (ou estado absoluto) para umasituação de divisão nas duas energias primordiais, Purusha (raiz do espírito) e Pradriti(raiz da matéria). Prakriti, a energia básica que dá alento e molda a matéria, tem trêsqualidades fundamentais, ou gunas: Sattva, Rajas e Tamas. Sattva é a matéria sutil, leve e fluida; Tamas é a matéria densa, pesada; e Rajas éa matéria intermediária. Qualquer elemento material, visível ou invisível, integranecessariamente uma dessas três qualidades de Prakriti. A classificação dos alimentos segundo as três gunas representa, portanto, umaspecto extremamente importante da alimentação ayurvédica, pois a saúde, o humor, otemperamento, os impulsos e o padrão bioenergético humanos são altamenteinfluenciados pela qualidade sáttvica, rajásica ou tamásica dos alimentos, uma vez queestes se transformam na sutil essência do organismo sob forma de fluido vital. Assim, é importante identificar os alimentos de acordo com sua classificação noAyurveda, para poder escolher os mais adequados a cada tipo de constituição – essaadequação constitui exatamente a base de todo o sistema védico. Alimentos sáttvicos São geralmente alimentos leves e de fácil digestão, puros, de sabor suave eadocicados. Aumentam a resistência física, favorecendo a boa saúde e a longevidade;ativam a mente superior, os bons sentimentos, as emoções mais refinadas e elevam aconsciência:arroz integral tâmara noztrigo integral maçã cerejatrigo sarraceno melancia lima-da-pérsiaaveia gergelim laranja-lima (doce)centeio lentilha seca cocomilho ghee(manteiga leiteaspargo clarificada) manteiga sem salalface ervilha fresca creme de leiteaipo feijão-branco mel de abelhascouve-flor abóboras em geral água de fonteacelga cenoura sucos de frutas docescouve chinesa abobrinhainhame castanha de cajubatata-doce castanha-do-paráraiz de lótus amêndoamandioquinha avelã Alimentos tamásicos São alimentos “pesados” , de digestão mais difícil, impuros , condicionados,fermentados, de sabor carregado, fortes e densos. Aumentam intensamente a força 30
  31. 31. física, mas por pouco tempo; determinam desgaste orgânico, prejudicando a saúde e aqualidade da vida; induzem à impulsividade, às emoções inferiores, à lassidão, àpreguiça, ao torpor mental e embotam a consciência.carne de porco pimentas bebidas alcoólicas emcarne de vaca pimentão geralvísceras queijos fermentados vinagrecarnes industrializadas e de forte odor temperos fortesgorduras animais conservas em geralovos bacalhau salgado Alimentos rajásicos São alimentos intermediários, alguns com certa tendência a sattva, outros comtendência a tamas. Podem ser leves ou pesados, mas em sua maioria são neutros.Estimulam a energia vital e atividade mental; são geralmente excitantes e tonificantesdo fluido nervoso:café couve coalhada frescachá-mate escarola coalhada secachá-preto rúcula manteiga com salchá verde japonês espinafre queijos suavessal marinho gengibre rãmelado cará frangofeijão azuki batata-inglesa coelhofeijão-preto aipim patogrão-de-bico damasco perualho azeitonas em conservas caviarcebola morango arenquenabo redondo amendoim atumnabo comprido japonês pêra lagostarabanete figo camarãotomate jaca sardinhaberinjela manga trutaalcachofra grapefruit carpapepino laranja ácida salmãoagrião bananas em geral polvodente-de-leão abacaxi lulaalho-poró frutas ácidas e ostranirá carregadassalsinha queijos frescoscebolinha iogurte A melhor dieta para cada organismo humano 31

×