Videojogos e Web 2.0: desafios para a formação dos bibliotecários (programa e resumo das comunicações)
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Videojogos e Web 2.0: desafios para a formação dos bibliotecários (programa e resumo das comunicações)

on

  • 1,046 views

Resumos das comunicações da conferência "Videojogos e Web 2.0: desafios para a formação dos bibliotecários". Goethe-Institut Portugal, 20 de Maio de 2010

Resumos das comunicações da conferência "Videojogos e Web 2.0: desafios para a formação dos bibliotecários". Goethe-Institut Portugal, 20 de Maio de 2010

Statistics

Views

Total Views
1,046
Views on SlideShare
1,043
Embed Views
3

Actions

Likes
0
Downloads
7
Comments
0

1 Embed 3

http://virtual-realidade.jogos.sapo.pt 3

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

CC Attribution-NonCommercial LicenseCC Attribution-NonCommercial License

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Videojogos e Web 2.0: desafios para a formação dos bibliotecários (programa e resumo das comunicações) Videojogos e Web 2.0: desafios para a formação dos bibliotecários (programa e resumo das comunicações) Document Transcript

    • VIDEOJOGOS E WEB 2.0: DESAFIOS PARA A FORMAÇÃO DOS BIBLIOTECÁRIOS Com a transformação da internet numa ferramenta de comunicação e informação à escala global, a validação e legitimação da profissão dos bibliotecários torna-se cada vez mais uma necessidade. Conseguirão os bibliotecários acompanhar as evoluções tecnológicas de ponta? Como se alterou a aprendizagem e, em consequência, o utilizador? O que significam os novos media como os videojogos e a Web 2.0 para o trabalho futuro do bibliotecário e como é que isso irá influenciar a sua formação profissional? No âmbito do projecto “Realidades Virtuais”, o Goethe-Institut Portugal, em colaboração com a APBAD, o Instituto Cervantes, o Instituto Ibero-Americano da Finlândia e o Instituto Italiano de Cultura organiza a conferência europeia “Videojogos e Web 2.0: desafios para a formação dos bibliotecários”, que irá contar com a presença de especialistas de Portugal, da Alemanha, de Espanha, de Itália e da Finlândia. Oradores: Christoph Deeg | Julia Bergmann | Kim Holmberg | Maria Cristina Misiti Natalia Arroyo Vásquez | Paulo Leitão Realidades Virtuais | 17.05 - 02.06.2010 | http://virtual-realidade.jogos.sapo.pt/ Goethe-Institut Portugal | APBAD | Instituto Cervantes | Instituto Ibero-Americano da Finlândia | Instituto Italiano de Cultura
    • PROGRAMA 20 de Maio de 2010, 09h30-18h00  Conferência em inglês, com tradução simultânea para português Moderação: José António Calixto (manhã), Pedro Príncipe (tarde) 09:30 Recepção aos participantes 10:00 Sessão inaugural Joachim Bernauer, Director do Goethe-Institut Portugal; Rosa Barreto, Representante da BAD 10:15 I am a conservative - I preserve the progress. Libraries discovering Web 2.0  Christoph Deeg Gestor de cultura e marketing, co-fundador do projecto "Zukunftswerkstatt" 11:00 PAUSA 11:30 This great Italian Theater: shifting from the document to the monument Maria Cristina Misiti Directora da Biblioteca de Arqueologia e História de Arte do Ministério da Cultura italiano 12:15 The social web in spanish libraries Natalia Arroyo Vásquez Documentalista no Departamento de Análise e Estudos da Fundação Germán Sánchez Ruipérez 13:00 ALMOÇO 14:30 From tradition to innovation Julia Bergmann Formadora em web 2.0 e pesquisa na internet, co-fundadora do projecto "Zukunftswerkstatt" 15:15 Do librarians need new skills for the web 2.0? Paulo Leitão Responsável pelo sector de Gestão de Sistemas de Informação da Biblioteca de Arte da Fundação Calouste Gulbenkian 16:00 PAUSA 16:15 From Library 2.0 to Library 3D - Opportunities and challenges for future librarians  Kim Holmberg Investigador no Departamento de Ciências de Informação da Universidade Åbo Akademi 17:00 Debate 18:00 Encerramento Realidades Virtuais | 17.05 - 02.06.2010 | http://virtual-realidade.jogos.sapo.pt/ Goethe-Institut Portugal | APBAD | Instituto Cervantes | Instituto Ibero-Americano da Finlândia | Instituto Italiano de Cultura
    • I am a conservative - I preserve the progress. Libraries discovering Web 2.0 Christoph Deeg 20 de Maio, 10h15 In the last few years the media and communication world has suffered a sustainable change, with the web 2.0 and computer games gaining ground on the way information is procured and disseminated in cultural and scientific life. What does it all mean for our future? Which changes will arise for the libraries and what must be done today to ensure their important role in the future forms of information dissemination? Christoph Deeg reveals in his presentation why the discussion should focus not on technologies but on cultures as well as the risks, chances and opportunities created by this new world. Web 2.0 and the world of computer games are the biggest challenges for libraries since the invention of book print. Thus, Christoph Deeg will try to show that dealing with these new offers is not only important, but can also be a lot of fun. Christoph Deeg trabalha, há vários anos, na área da transmissão do conhecimento e da cultura. Gestor cultural e de marketing, Christoph Deeg estudou jazz em Leipzig. Depois de terminado o curso mudou de rumo dentro da indústria musical e virou-se para o marketing e a gestão de artistas. Ao longo dos anos trabalhou, entre outros, para a Yamaha Music e para a The Walt Disney Company (na área dos videojogos). Com Julia Bergmann e Jin Tan fundou o projecto "Zukunftswerkstatt", que procura ajudar as empresas e as instituições a fortalecer a sua presença na Web 2.0 e a trabalhar com os videojogos. Realidades Virtuais | 17.05 - 02.06.2010 | http://virtual-realidade.jogos.sapo.pt/ Goethe-Institut Portugal | APBAD | Instituto Cervantes | Instituto Ibero-Americano da Finlândia | Instituto Italiano de Cultura
    • This great italian theater: shifting from the document to the monument Maria Cristina Misiti 20 de Maio, 11h30 We are witnessing the rapid development of digital library collections. An important objective of these efforts is allowing users to have instant access to information resources regardless of where they are physically located. Users often do not even need to go to a library to use them. This might lead to an enhanced regard for libraries, especially monumental and ancient libraries. Consequently, an increased estimation of the value of historical collection and their architectural context is becoming a fascinating challenge for librarians in the third millennium. The point is not to belabour the advantages of information in electronic form but rather to focus our attention on the ancient shelved collections, either to preserve them or to offer them to a larger public, thus stimulating such activities as browsing and adequately appreciating the physical artefacts of the past. An example of these efforts is the policy of the National Library of Archaeology and Arts in Rome, which is performing new functions not only on a communication level, but also in order to preserve its peculiar identity while maintaining a high scholarly level. Entre 1996 e 2007, Maria Cristina Misiti trabalhou como investigadora na área de Bibliografia e Biblioteconomia na Faculdade de Conservação da Herança Cultural da Universidade Tuscia em Viterbo, onde leccionou também Bibliografia Analítica, História do Livro e Livro Impresso. É actualmente Directora da Biblioteca de Arqueologia e História da Arte do Ministério da Cultura Italiano. Entre outros, é membro da comissão “Indici e Cataloghi delle Biblioteche Italiane”, e efectua palestras sobre Gestão de Bibliotecas na Universidade de Macerata. Realidades Virtuais | 17.05 - 02.06.2010 | http://virtual-realidade.jogos.sapo.pt/ Goethe-Institut Portugal | APBAD | Instituto Cervantes | Instituto Ibero-Americano da Finlândia | Instituto Italiano de Cultura
    • The social web in spanish libraries Natalia Arroyo Vásquez 20 de Maio, 12h15 2006 was the start up point for the discussion on the concept of Library 2.0 and the use of the different tools and services of the social web in spanish libraries. Four years later, some of those services are now an integral part of the life of librarians: the philosophy of sharing and participation has become ingrained; there is a bigger reflection on the role of librarians, whose profession has become more communication-oriented; libraries now have a bigger presence on the web and new communication channels with the user were oppened. Still, and keeping in mind the beta-mode of the web 2.0, a few roads remain unexplored and new challenges must be met. Licenciada em Documentação pela Universidade de Salamanca, Natalia Arroyo Vásquez trabalha desde 1995 como documentalista no Departamento de Análise e Estudos da Fundação Germán Sánchez Ruipérez, com sede em Peñaranda de Bracamonte (Salamanca). Para além do trabalho regular na biblioteca, administra cursos de formação para pessoal bibliotecário, especialmente sobre as implicações da web social e da internet móvel para as bibliotecas. Sobre ambos temas, publicou vários artigos em revistas especializadas e fez diversas comunicações em encontros profissionais espanhóis. Trabalha actualmente na tese de doutoramento sobre o site social em bibliotecas públicas espanholas. Escreve regularmente no blog "Biblioblog" e é membro do Grupo Web 2.0 do SEDIC, do Grupo ThinkEPI e da equipa de redacção do El Profesional de la Información. Actualmente colabora como coordenadora e orientadora na comunidade de práticas sobre utilidades da internet móvel para profissionais da informação, uma experiência de autoformação em linha. Realidades Virtuais | 17.05 - 02.06.2010 | http://virtual-realidade.jogos.sapo.pt/ Goethe-Institut Portugal | APBAD | Instituto Cervantes | Instituto Ibero-Americano da Finlândia | Instituto Italiano de Cultura
    • From tradition to innovation Julia Bergmann 20 de Maio, 14h30 The duties and structures of libraries will change dramatically in the next few years, and librarians will have to change along with it.  Who will the future librarians be and which skills will be required of them? Will there still be ONE type of librarian? What does this all mean for the training institutions? Will the "older" generation of librarians be able to teach its future generation? Julia Bergmann trabalha, desde 2003, como formadora em Web 2.0 e pesquisa na internet. Depois do curso de Ciências da Informação em Hamburgo, trabalhou no projecto de gestão do conhecimento na Fundação Bertelsmann, onde efectuou pesquisas para diversos projectos enquanto parte da equipa da biblioteca. De seguida trabalhou como "Access Services Librarian" na Biblioteca da Universidade Jacobs (anteriormente conhecida como International University Bremen) onde aprofundou os seus conhecimentos nos serviços de apoio ao utilizador. A elevada procura das suas acções de formação levou a que passasse a trabalhar exclusivamente como formadora. Com Christoph Deeg e Jin Tag fundou, em Junho de 2008, o projecto "Zukunftswerkstatt", que actua na área da transmissão do conhecimento e da cultura. Realidades Virtuais | 17.05 - 02.06.2010 | http://virtual-realidade.jogos.sapo.pt/ Goethe-Institut Portugal | APBAD | Instituto Cervantes | Instituto Ibero-Americano da Finlândia | Instituto Italiano de Cultura
    • Do librarians need new skills for the web 2.0? Paulo Leitão 20 de Maio, 15h15 The use of Web 2.0 by libraries requires a new attitude from librarians towards the technology and its users. Firstly, because the former has become increasingly ubiquitous and pervades every field of activity; second, because the role of users and their ways of relating to libraries are constantly changing. To meet these new challenges, will librarians need new skills or will the change occur in the attitude and vision? From the analysis of "Euroguide ID" and the recent LITA (Library information Technology Association) Guide entitled "Core Technology Competencies for Librarians and Library Staff", this address will attempt to answer the question: “Do Librarians need new skills for the Web 2.0?” Paulo Leitão. Licenciado em História pela Faculdade de Letras de Lisboa (1983). Curso de Especialização em Ciências Documentais pela Faculdade de Letras de Lisboa (1990). Mestre em Estudos de Informação e Bibliotecas Digitais pelo ISCTE (2000). Doutorando no Programa de Doutoramento em Ciências da Informação da Universidade de Évora (2009-2011). Director da Biblioteca Municipal Marquesa de Cadaval. Chefe de Divisão da Cultura da Câmara Municipal de Almeirim. Colaborador da empresa EFACEC, Sistemas de Informação. Chefe de Divisão de Bibliotecas da Câmara Municipal de Almada. Director de Serviços de Inovação e Desenvolvimento da Biblioteca Nacional de Portugal. Actualmente, responsável pelo Sector de Gestão de Sistemas de Informação da Biblioteca de Arte da Fundação Calouste Gulbenkian. Participação em vários congressos e encontros em Portugal e no estrangeiro. Elaboração de várias comunicações, nomeadamente sobre as temáticas das Bibliotecas Públicas e das Tecnologias da Informação e da Comunicação. Realidades Virtuais | 17.05 - 02.06.2010 | http://virtual-realidade.jogos.sapo.pt/ Goethe-Institut Portugal | APBAD | Instituto Cervantes | Instituto Ibero-Americano da Finlândia | Instituto Italiano de Cultura
    • From Library 2.0 to Library 3D: Opportunities and challenges for future librarians Kim Holmberg 20 de Maio, 16h15 The Library 2.0 research group at Åbo Akademi University has defined the Library 2.0 phenomenon as "the change in interaction between customers and libraries in a new culture of participation that has been catalysed by new web technologies". Based on this definition, Holmberg present both the opportunities and the challenges created by the Library 2.0 phenomenon and the use of the social web in general. He will also present a possible view of the future of libraries: Library 3D. O investigador Kim Holmberg trabalha no Departamento de Ciências de Informação da Universidade Åbo Akademi. É especialista em social media, webometrics, Web 2.0, Bibliotecas 2.0 e Second Life. Realizou palestras e apresentações e organizou cursos e workshops diversos sobre estes temas para universidades, bibliotecas e outras organizações. Realidades Virtuais | 17.05 - 02.06.2010 | http://virtual-realidade.jogos.sapo.pt/ Goethe-Institut Portugal | APBAD | Instituto Cervantes | Instituto Ibero-Americano da Finlândia | Instituto Italiano de Cultura