Your SlideShare is downloading. ×
0
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Hematologia 2010
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×
Saving this for later? Get the SlideShare app to save on your phone or tablet. Read anywhere, anytime – even offline.
Text the download link to your phone
Standard text messaging rates apply

Hematologia 2010

58,765

Published on

Aula Pratica Laboratorial …

Aula Pratica Laboratorial
Profa Dra Vera Lúcia Ângelo Andrade

Published in: Education
0 Comments
11 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
58,765
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
17
Actions
Shares
0
Downloads
908
Comments
0
Likes
11
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. UNIFENAS Profa. Vera Ângelo 2010 2006 Hemograma
  • 2. <ul><li>Hemograma inclui: </li></ul><ul><li>ERITROGRAMA </li></ul><ul><li>- contagem global de eritrócitos - hematócrito </li></ul><ul><li>hemoglobina </li></ul><ul><li>cálculo dos índices hematimétricos </li></ul><ul><li>histogramas de eritrócitos (analisador Coulter ) </li></ul><ul><li>análise do esfregaço sanguíneo </li></ul><ul><li>LEUCOGRAMA </li></ul><ul><li>contagem global de leucócitos - contagem diferencial de leucócitos </li></ul><ul><li>Contagem global de plaquetas </li></ul>
  • 3. <ul><li>Orientações para a coleta: </li></ul><ul><li>Jejum (Ideal). Não é necessário. </li></ul><ul><li>Em caso de emergência: 3 h após as principais refeições </li></ul><ul><li>Não realizar após grandes esforços físicos. </li></ul><ul><li>Colocar identificação do paciente, indicação diagnóstica e breve história clínica. Indicar uso de medicamentos. </li></ul><ul><li>- Colher em frasco com anticoagulante EDTA. </li></ul>Hemograma
  • 4. Hemograma
  • 5.  
  • 6. <ul><li>Hemograma inclui: </li></ul><ul><li>ERITROGRAMA </li></ul><ul><li>- contagem global de eritrócitos - hematócrito </li></ul><ul><li>hemoglobina </li></ul><ul><li>cálculo dos índices hematimétricos </li></ul><ul><li>histogramas de eritrócitos (analisador Coulter ) </li></ul><ul><li>análise do esfregaço sanguíneo </li></ul><ul><li>LEUCOGRAMA </li></ul><ul><li>contagem global de leucócitos - contagem diferencial de leucócitos (neutro, eosino, baso, mono, linfo) </li></ul><ul><li>Contagem global de plaquetas </li></ul>
  • 7. Eritrograma inclui: <ul><li>Contagem de hemácias: </li></ul><ul><li>São bicôncovas. </li></ul><ul><li>Anucleadas. </li></ul><ul><li>coloração acidófila, mais pálida no centro e coloração um pouco mais escura na periferia. </li></ul><ul><li>Valores variam com sexo e idade. </li></ul><ul><li>Valores normais: 4,5-5,1 x 10 6  L (mulheres). </li></ul><ul><li>4,5-5,9 x 10 6  L (homens). </li></ul>
  • 8.  
  • 9. Eritrograma : <ul><li>Hematócrito: índice definido pelo volume de todas as hemácias de uma amostra sobre o volume total desta amostra. </li></ul><ul><li>Valores variam com o sexo e idade </li></ul><ul><li>Valores de referência: </li></ul><ul><li>35,9-44,6%(mulheres) </li></ul><ul><li>41,5-50,4% (homens). </li></ul>
  • 10. Eritrograma inclui: A HEMOGLOBINA (Hb) é uma metaloproteína que contém ferro e que permite o transporte de O 2. <ul><li>TIPOS: </li></ul><ul><li>Fetal: Hemoglobina F (α2γ2) </li></ul><ul><li>Adultos: </li></ul><ul><ul><li>Hemoglobina A (α2β2) - O tipo mais comum. </li></ul></ul><ul><ul><li>Hemaglobina A2 (α2δ2) - cadeias δ são sintetizadas no último trimestre após o parto, seu nível normal é 2.5% </li></ul></ul><ul><ul><li>Hemoglobina F (α2γ2) - No adultos a Hemoglobina S </li></ul></ul>
  • 11. CHCM ( Concentração de Hemoglobina Corpuscular média) é a concentração média de hemoglobina. CHCM baixo (< 32): Anemia hipocrômicas. CHCM alto (> 36): Anemia hipercrômicas (???) CHCM no intervalo de normalidade. As hemácias são consideradas normocrômicas . . Eritrograma inclui:
  • 12. VCM (Volume Corpuscular Médio): índice que orienta na observação do tamanho das hemácias e no diagnóstico da anemia. VCM baixo: anemia microcítica (< 80fl, para adultos). EX: anemia ferropriva e as síndromes talassêmicas. VCM alto: macrocíticas (> 96fl, para adultos). Ex: anemia megaloblásticas e perniciosa.. VCM normal. (80 - 96fl, para adultos). Não há anemia. Hemácias normocíticas Eritrograma inclui:
  • 13. Esfregaço sanguíneo : corado por May-Grünwald-Giemsa
  • 14. ANÁLISE DO ESFREGAÇO: Alterações da cor das hemácias Diminuição da concentração de hemoglobina e conseqüente redução da cor: hemácias hipocrômicas ; Presença de hemácias com diferentes concentrações de hemoglobina chamada de anisocromia ; Presença de grande número de reticulócitos, que caracteristicamente têm uma cor azulada, e que junto com a cor normal, produz a chamada policromasia .
  • 15. Hipocromia
  • 16. Policromasia : hemácias jovens. (reticulócitos)
  • 17. ESFREGAÇO: Alterações no tamanho das hemácias Hemácias de pequeno tamanho: hemácias microcíticas ; Aumento do tamanho das hemácias: hemácias macrocíticas ; ou megaloblásticas. Hemácias de diferentes tamanhos: anisocitose ;
  • 18. MICROCITOSE Alterações no tamanho das hemácias
  • 19. MACROCITOSE Alterações no tamanho das hemácias
  • 20. MEGALOCITOSE Alterações no tamanho das hemácias
  • 21. Anemia microcitica e hipocromica
  • 22. POIQUILOCITOSE :   é a denominação da variação das formas das hemácias. Exemplos: Drepanócitos Esferócitos Eliptócitos Hemácias em alvo Esquisócitos Acantócitos Crenadas Etc. ESFREGAÇO: Alteração na morfologia das hemácias
  • 23. Tipos: 1- Drepanócitos : . <ul><li>Forma de foice . </li></ul><ul><li>Drepanocitose. Anemia falciforme </li></ul>
  • 24. 2 - Esferócitos <ul><li>Hemácias pequenas de forma esférica e hiper corada. </li></ul><ul><li>Esferocitose hereditária e anemia hemolíticas auto-imune . </li></ul>                            
  • 25. <ul><li>  Hemácias elípticas e ovaladas. </li></ul><ul><li>Ovolacitose hereditária ou eliptocitose, anemias carenciais   e mais raramente nas talassemias </li></ul>3- Eliptócitosovalócitos                             
  • 26. 4- Esquisócitos <ul><li>  Fragmentos de hemácias de tamanhos diferentes e com formas bizarras. </li></ul><ul><li>Aparece em casos de próteses valvulares e vasculares, microangiopatias, síndrome hemolítica-urêmica e na coagulação intravascular disseminada. </li></ul>                            
  • 27. 5- Dacriócitos <ul><li>Hemácias em forma de lágrima, que correm provavelmente por retardo da saída da medula óssea. </li></ul><ul><li>Aparece na metaplasia mielóide, esplenomegalia, na anemia megaloblástica, na talassemia em grande quantidade na mielofibrose . </li></ul>                            
  • 28. 5- Estomatócitos    <ul><li>Células em forma de “  boca” </li></ul><ul><li>Estomatocitose hereditária Alcoolismo, cirrose, doenças hepáticas obstrutivas Eritrócitos com alterações na bomba de Na/ </li></ul>
  • 29. 6- Hemácias em alvo (codócitos) <ul><li>células cujas membranas são grandes havendo uma palidez e um alvo central mais corado): aparece em hemoglobinopatias C, E ou S, nas talassemias e em pacientes com doença hepática </li></ul>
  • 30. <ul><li>  Hemácias pequenas com projeções irregulares. </li></ul><ul><li>Célula peculiar abeta lipoproteinemia hereditária, presente também em outras dislipidemias, na cirrose hepática, na hepatite do recém-nascido, na anemia hemolítica, após esplenectomia . </li></ul>7- Acantócitos
  • 31.  
  • 32. rouleaux
  • 33. Caso clínico 1
  • 34. <ul><li>Hemograma inclui: </li></ul><ul><li>ERITROGRAMA </li></ul><ul><li>- contagem global de eritrócitos - hematócrito </li></ul><ul><li>hemoglobina </li></ul><ul><li>cálculo dos índices hemantimétricos </li></ul><ul><li>histogramas de eritrócitos (analisador Coulter ) </li></ul><ul><li>análise do esfregaço sanguíneo </li></ul><ul><li>LEUCOGRAMA </li></ul><ul><li>contagem global de leucócitos - contagem diferencial de leucócitos (neutro, eosino, baso, mono, linfo) </li></ul><ul><li>Contagem global de plaquetas </li></ul>
  • 35. <ul><li>- contagem global e diferencial de leucócitos e suas alterações quantitativas e qualitativas. </li></ul><ul><li>- os leucócitos totais são expressos em mil/mm3. </li></ul><ul><li>a contagem diferencial é de grande importância, podendo definir perfis patológicos </li></ul><ul><li>Os leucócitos podem ser divididos em granulócitos (mielócito, metamielócito, bastão, neutrófilos, eosinófilos e basófilos), monócitos e linfócitos </li></ul>LEUCOGRAMA
  • 36. <ul><li>- contagem global e diferencial de leucócitos e suas alterações quantitativas e qualitativas. </li></ul><ul><li>a contagem diferencial é de grande importância, podendo definir perfis patológicos. Os leucócitos podem ser divididos em granulócitos (mielócito, metamielócito, bastão, neutrófilos, eosinófilos e basófilos), monócitos e linfócitos. </li></ul><ul><li>Leucócitos totais: 4,4-11,0 x 103  L. </li></ul><ul><li>Diferencial de leucócitos (valores médios): neutrófilos segmentados (56% de 1800 a 7800), bastonestes (3% de 0 a 700), eosinófilos (2,7% de 0 a 450), basófilos (0,3 de 0 a 200) linfócitos (34% de 1000 a 4800) e monócitos (4% de 0 a 800). LUC(Large unstained cell, que podem representar linfócitos reativos, blastos, precursores linfáticos): 0-5% </li></ul>LEUCOGRAMA
  • 37. LEUCOGRAMA: <ul><li>Granulócitos leucócitos mais comuns no sangue (55-70%). </li></ul><ul><li>têm núcleo segmentado, com 2 a 5 lobos conectados entre si através de finas fitas de cromatina. </li></ul><ul><li>Pode parecer ser multinucleado. </li></ul><ul><li>O aumento do seu número está relacionado com processos agudos. </li></ul>NEUTRÓFILOS
  • 38. LEUCOGRAMA: <ul><li>Correspondem a 2-5% do total de leucócitos, e são distinguíveis pelos seus grânulos acidofílicos (vermelho/laranja). </li></ul><ul><li>O núcleo tem usualmente apenas 2 lobos. </li></ul><ul><li>Funções: respostas alérgicas e defesa contra parasitas. </li></ul>EOSINÓFILOS
  • 39. LEUCOGRAMA: <ul><li>Compreendem menos de 1% do total de leucócitos,e são distinguidos pelos grânulos azul escuro específicos proeminentes que contém histamina, e heparina. </li></ul><ul><li>O núcleo está usualmente obscurecido pelo densidade dos grânulos. </li></ul><ul><li>Estão associados com a resposta imune inata a antígenos externos, assim como na ocorrência de asma e anafilaxias. </li></ul>BASÓFILOS
  • 40. LEUCOGRAMA <ul><li>São as maiores células vistas no esfregaço sangüíneo e constituem 5 a 8% dos leucócitos. </li></ul><ul><li>Seu núcleo pode ser em forma de “U” com cromatina aparentemente reticular. </li></ul><ul><li>O citoplasma dos monócitos contém numerosos grânulos lisossomais, os quais dão uma aparência acinzentada de vidro fosco. </li></ul><ul><li>Podem sair da corrente sangüínea e se tornar macrófagos tissulares </li></ul>MONÓCITOS
  • 41. LEUCOGRAMA: <ul><li>É uma célula arredondada ou ovalada com núcleo que ocupa a maior parte da célula. O nucléolo pode estar presente, mas a cromatina densa impede a distinção. </li></ul><ul><li>Em geral, são menores que os monócitos. </li></ul><ul><li>Participam da resposta imune adquirida. </li></ul>LINFOCITOS
  • 42.  
  • 43.  
  • 44.  
  • 45.  
  • 46. <ul><li>Hemograma inclui: </li></ul><ul><li>ERITROGRAMA </li></ul><ul><li>- contagem global de eritrócitos - hematócrito </li></ul><ul><li>hemoglobina </li></ul><ul><li>cálculo dos índices hemantimétricos </li></ul><ul><li>histogramas de eritrócitos (analisador Coulter ) </li></ul><ul><li>análise do esfregaço sanguíneo </li></ul><ul><li>LEUCOGRAMA </li></ul><ul><li>contagem global de leucócitos - contagem diferencial de leucócitos (neutro, eosino, baso, mono, linfo) </li></ul><ul><li>Contagem global de plaquetas </li></ul>
  • 47. Plaquetas A avaliação das plaquetas pode ser feita de forma quantitativa, expressa em mm 3 , e de modo qualitativo, pela avaliação das características analisadas no esfregaço corado. As alterações quantitativas podem ser tanto o aumento da quantidade de plaquetas, chamada trombocitose , quanto a diminuição, denominada plaquetopenia .
  • 48.  
  • 49.  
  • 50. <ul><li>Policitemia: aumento do número de hemácias no sangue. </li></ul><ul><li>Anemia: diminuição do número de hemácias no sangue </li></ul><ul><li>Leucocitose: aumento no número total de leucócitos. </li></ul><ul><li>Leucopenia: diminuição do número total de leucócitos </li></ul><ul><li>Trombocitopenia: diminuição do número normal de plaquetas. </li></ul><ul><li>Pancitopenia: diminuição em número das três populações celulares. </li></ul>Definições
  • 51. Linfocitose: aumento do número de linfócitos. Linfopenia: diminuição do número de linfócitos. Neutrofilia: aumento do número de neutrófilos. Neutropenia: diminuição do número de neutrófilos. Eosinofilia: aumento do número de eosinófilos. Monocitose: aumento do número de monócitos. Desvio à esquerda: aumento do número de bastões acima de 5/mm³, ou presença de formas mais imaturas como mielócitos e metamielócitos. Definições
  • 52. neutrofilia
  • 53. Valores de referência (Checar valores com o laboratório de referência). ( Diagnósticos Clínicos e tratamento por Métodos laboratoriais . Henry JB, 19ª ed Manole LTDA, 1999. pg1459-1460).   Hemácias: 4,5-5,1 x 10 6  L(mulheres), 4,5-5,9 x 10 6  L (homens). Hemoglobina: 12,0-15,6 g/dl (mulheres), 13,5-17,5 g/dl (homens). Hematócrito: 35,9-44,6%(mulheres), 41,5-50,4% (homens). VCM= 80 a 96  m 3 HCM= 27,5 a 33,2 pg CHCM= 33,4 a 35,5 g/dl   Plaquetas: 150 000 a 450 000/ mm 3 Leucócitos totais: 4,4-11,0 x 10 3  L. Diferencial de leucócitos (valores médios): neutrófilos segmentados (56% de 1800 a 7800), bastonestes (3% de 0 a 700), eosinófilos (2,7% de 0 a 450), basófilos (0,3 de 0 a 200) linfócitos (34% de 1000 a 4800) e monócitos (4% de 0 a 800). LUC(Large unstained cell, que podem representar linfócitos reativos, blastos, precursores linfáticos): 0-5%
  • 54. Considerações finais

×