• Like
  • Save
Tabela Av Externa Modelo Auto Av. Be
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Tabela Av Externa Modelo Auto Av. Be

on

  • 542 views

 

Statistics

Views

Total Views
542
Views on SlideShare
542
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft Word

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Tabela Av Externa Modelo Auto Av. Be Tabela Av Externa Modelo Auto Av. Be Document Transcript

    • AVALIAÇÃO EXTERNA DA ESCOLA/ AUTO-AVALIAÇÃO DA BIBLIOTECA ESCOLAR “A auto-avaliação da biblioteca deve ainda ser incorporada no processo de auto- avaliação da própria escola, dada a sua relação estreita com a sua missão e objectivos”. (in, Modelo de Auto-Avaliação da Biblioteca Escolar, Introdução 1. A avaliação da Biblioteca Escolar: pressupostos). Introdução: Da leitura realizada aos dois Modelos de Avaliação propostos, tanto pelo Ministério da Educação, Avaliação Externa da Escola, como pela Rede de Bibliotecas Escolares, Auto-Avaliação da BE, encontra-se um lastro comum, uma vez que qualquer uma das avaliações propostas pressupõe a Recolha de Evidências, a definição de Pontos Fortes e Fracos e a delineação de um Plano de Acção como vista à melhoria de desempenho De forma a cruzar a informação resultante da aplicação do Modelo da Auto- Avaliação da Biblioteca Escolar, nos seus diferentes Domínios, com os Campos e Tópicos estabelecidos pela IGE, com vista à Avaliação Externa da Escola, procederemos à elaboração de uma tabela. Esta tem como objectivo facilitar aos professores bibliotecários a selecção da informação relevante, referente aos resultados da biblioteca, a integrar no relatório de avaliação externa. Na coluna da esquerda serão apresentados os Campos de Análise da Avaliação Externa e na coluna da direita, apresentados os Domínios e respectivos Indicadores onde os Professores bibliotecários podem ir retirar os resultados, já apresentados no Relatório de Auto-Avaliação da BE, discutido e aprovado em Conselho Pedagógico. Quadro: TÓPICOS DESCRITORES DOS INDICADORES DOS DOMÍNIOS/ CAMPOS DE ANÁLISE SUBDOMÍNIOS (com vista à avaliação externa) (do Modelo de Auto-Avaliação das BE’s) 1. - Contexto e Caracterização Geral da D.2- Condições Humanas e materiais Escola. para a prestação de serviços. 1.2. As instalações da escola apresentam D.2.2 - Adequação da BE em termos de um nível de qualidade e segurança espaço às necessidades da adequado? escola/agrupamento. D.2.4 -Adequação do Computadores e equipamentos tecnológicos ao trabalho da BE e dos utilizadores na escola/agrupamento. 1.4 – Pessoal docente D.2.1 – Liderança do professor bibliotecário na escola/agrupamento.
    • D.2.2 – Adequação dos recursos humanos às necessidades de funcionamento da BE na escola/agrupamento 1.6 - Recursos Financeiros D.1.2. Valorização da BE pelos órgãos de direcção, administração e gestão da escola/agrupamento. 2. O Projecto educativo 2.1. Prioridades e objectivos A.1.1. Cooperação da BE com as estruturas de coordenação educativa e supervisão pedagógica da escola/agrupamento. D.1.1.Integração/acção da BE na escola/agrupamento 2.2. Estratégias e Planos de Acção A.1. Articulação Curricular da BE com as estruturas de coordenação Educativa e Supervisão Pedagógica e os docentes. A.2. Promoção das literacias da Informação, Tecnológica e Digital. 3. A Organização e Gestão da Escola 3.1. Estrutura de Gestão A.1.1. Cooperação da BE com as estruturas de coordenação educativa e supervisão pedagógica da escola/agrupamento. D.1.1 – Integração/acção da BE na escola/ agrupamento. 3.2.Gestão Pedagógica D.1.4.Avaliaçõa da BE na escola/agrupamento. 4. Ligação à Comunidade 4.1.Articulação e participação dos Pais e C.2.4.Estímulo à participação e encarregados de educação na vida da mobilização dos pais/encarregados de escola educação no domínio da promoção da leitura e do desenvolvimento de competências das crianças e jovens que frequentam a escola/agrupamento. 4.2.Articulação e participação das C.2.3. Participação com outras Autarquias escolas/agrupamentos e, eventualmente com outras entidades (RBE, DRE, CFAE) em reuniões da BM/SABE ou outro grupo de trabalho a nível concelhio ou interconcelhio. 4.3.Articulação e participação das C2.5. Abertura da BE à comunidade local. instituições locais – empresas, instituições sociais e culturais. 5. Clima e Ambiente Educativos 5.1. Disciplina e comportamento cívico. A.2.5.Impacto da BE no desenvolvimento de valores e atitudes indispensáveis à formação da cidadania ao longo da vida. 5.2.Motivação e empenho C.1.1. Apoio à aquisição e desenvolvimento de métodos de trabalho e
    • de estudo autónomos 6. Resultados 6.1. Resultados Académicos A.2.2. Promoção do ensino em contexto de competências de informação da escola/ agrupamento. A.2.4. Impacto da BE nas competências tecnológicas, digitais e de informação dos alunos na escola/agrupamento. Impacto do trabalho da BE nas atitudes e competências dos alunos, no âmbito da leitura e da literacia. 6.2.Resultados sociais da educação A.2.5. Impacto da BE no desenvolvimento de valores e atitudes indispensáveis à formação da cidadania ao longo da vida.