Seminário PERT\CPM
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Seminário PERT\CPM

on

  • 2,381 views

Introdução aos conceitos de PERT\CPM

Introdução aos conceitos de PERT\CPM

Statistics

Views

Total Views
2,381
Views on SlideShare
2,381
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
53
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Seminário PERT\CPM Seminário PERT\CPM Presentation Transcript

    • Seminário Pesquisa Operacional II PERT/CPM Jorge Yuji Sato Leandro Ramos Ferraz Leandro Zambianco Rafael Guerra Renato Bafi
    • RESUMO • Definições • Definindo o Caminho Crítico • Estimativas • Modelo PERT • Microsoft Project
    • Definições Técnicas desenvolvidas em 1950 para Planejamento e Controle de Projetos Utilização de rede (grafos) para planejar e visualizar a coordenação de um projeto. PERT – Program Evaluation and Review Technique CPM – Critical Path Method
    • Definições Técnicas complementares frequentemente consideradas uma única técnica – PERT/CPM (Similaridade). Previsão Programação Coordenação Execução Controle
    • Aplicações Construção Civil Pesquisa e Desenvolvimento de Produtos Construções metal mecânicas (navios, aeronaves, maquinário industrial) Projetos de Tecnologia da Informação (Desenvolvimento e Implantação de Sistemas) Qualquer projeto baseado em atividades sequenciadas para atingir um objetivo
    • CPM – Definindo o Caminho Crítico Lista de Atividades e Grafos Descrição Precedentes Duração A Escavação 2 B Fundação A 4 C Paredes B 10 D Telhado C 6 E Encanamento Interior C 4 F Encanamento Exterior E 5 G Muros D 7 H Pintura Exterior E,G 9 I Instalação Elétrica C 7 J Divisórias F,I 8 K Piso J 4 L Pintura Interior J 5 M Acabamento Exterior H 2 N Acabamento Interior K,L 6
    • CPM – Definindo o Caminho Crítico Calculando a duração dos caminhos Caminho Comprimento A-B-C-D-G-H-M 2+4+10+6+7+9+2=40
    • CPM – Definindo o Caminho Crítico Calculando a duração dos caminhos Caminho Comprimento A-B-C-D-G-H-M 2+4+10+6+7+9+2=40 A-B-C-E-H-M 2+4+10+4+9+2=31
    • CPM – Definindo o Caminho Crítico Calculando a duração dos caminhos Caminho Comprimento A-B-C-D-G-H-M 2+4+10+6+7+9+2=40 A-B-C-E-H-M 2+4+10+4+9+2=31 A-B-C-E-F-J-K-N 2+4+10+4+5+8+4+6=43
    • CPM – Definindo o Caminho Crítico Calculando a duração dos caminhos Caminho Comprimento A-B-C-D-G-H-M 2+4+10+6+7+9+2=40 A-B-C-E-H-M 2+4+10+4+9+2=31 A-B-C-E-F-J-K-N 2+4+10+4+5+8+4+6=43 A-B-C-E-F-J-L-N 2+4+10+4+5+8+5+6=44
    • CPM – Definindo o Caminho Crítico Calculando a duração dos caminhos Caminho Comprimento A-B-C-D-G-H-M 2+4+10+6+7+9+2=40 A-B-C-E-H-M 2+4+10+4+9+2=31 A-B-C-E-F-J-K-N 2+4+10+4+5+8+4+6=43 A-B-C-E-F-J-L-N 2+4+10+4+5+8+5+6=44 A-B-C-I-J-K-N 2+4+10+7+8+4+6=41
    • CPM – Definindo o Caminho Crítico Calculando a duração dos caminhos Caminho Comprimento A-B-C-D-G-H-M 2+4+10+6+7+9+2=40 A-B-C-E-H-M 2+4+10+4+9+2=31 A-B-C-E-F-J-K-N 2+4+10+4+5+8+4+6=43 A-B-C-E-F-J-L-N 2+4+10+4+5+8+5+6=44 A-B-C-I-J-K-N 2+4+10+7+8+4+6=41 A-B-C-I-J-L-N 2+4+10+7+8+5+6=42
    • CPM – Definindo o Caminho Crítico Calculando a duração dos caminhos Caminho Comprimento A-B-C-D-G-H-M 2+4+10+6+7+9+2=40 A-B-C-E-H-M 2+4+10+4+9+2=31 A-B-C-E-F-J-K-N 2+4+10+4+5+8+4+6=43 A-B-C-E-F-J-L-N 2+4+10+4+5+8+5+6=44 A-B-C-I-J-K-N 2+4+10+7+8+4+6=41 A-B-C-I-J-L-N 2+4+10+7+8+5+6=42 Caminho com maior tempo entre o início e fim Todos os demais caminhos alcançarão o fim primeiro Qualquer atraso no caminho crítico causará atraso no projeto
    • ES (Earliest Start) – Tempo Inicial mais Cedo EF (Earliest Finish) – Tempo Final mais Cedo LS (Last Start) – Tempo Inicial mais Tarde LF (Last Finish) – Tempo Final mais Tarde PERT Programação de Atividades Determinar em que tempo uma atividade deve iniciar e terminar Tempo Inicial Tempo Final
    • PERT Incerteza na duração das atividades Na prática, a duração das atividades pode ser diferente da estimativa inicial para o projeto O modelo PERT considera um modelo de incertezas sobre a duração de cada atividade m – estimativa mais provável da duração de uma atividade o – estimativa otimista da duração de uma atividade p – estimativa pessimista da duração de uma atividade O modelo PERT considera 3 variáveis para determinação da distribuição da probabilidade
    • PERT Incerteza na duração das atividades Estabelecendo estimativas para as variáveis de duração das atividades
    • PERT Incerteza na duração das atividades Assumindo uma distribuição normal calcular a probabilidade do projeto ser concluído dentro do cronograma pessimista
    • PERT Incerteza na duração das atividades Assumindo uma distribuição normal calcular a probabilidade do projeto ser concluído dentro do cronograma otimista
    • PERT/CPM Estudo de Caso com Microsoft Project Utilizando o exemplo da Construção Civil foi elaborado um estudo de caso da utilização do software Microsoft Project
    • Seminário Pesquisa Operacional II PERT/CPM Jorge Yuji Sato Leandro Ramos Ferraz Leandro Zambianco Rafael Guerra Renato Bafi Obrigado pela Atenção !