Exercicios resolvidos impulso
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Exercicios resolvidos impulso

on

  • 17,143 views

 

Statistics

Views

Total Views
17,143
Views on SlideShare
17,143
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
125
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Exercicios resolvidos impulso Exercicios resolvidos impulso Document Transcript

  • FÍSICA IMPULSO E QUANTIDADE DE MOVIMENTO 1. IMPULSO (I) Vo t V Consideremos um ponto material sob a ação de r uma força F constante, durante um intervalo de tem- F po ∆t. Impulso é uma grandeza vetorial definida co- Fr = ma r r mo I = F.∆t . A unidade SI do impulso é N.s. O vetor impulso apresenta a mesma direção e sentido da força ∆v F=m que o origina. ∆t mv − mv o F= t ∆t F F. ∆t = mv - m v0 r I = ∆Q 5. CONSERVAÇÃO DA QUANTIDADE DE 2. GRÁFICO MOVIMENTO r r r No caso da força F constante, o gráfico da in- Q final = Qinicial tensidade da força em função do tempo se apresenta Em um sistema isolado, a quantidade de mo- de acordo com o gráfico abaixo. vimento do sistema é constante. A área A é numericamente igual à intensidade Um sistema é dito isolado quando a força re- do impulso I no intervalo de tempo ∆t. sultante externa é nula, ou seja, participam somente O exposto acima também é válido com a inten- forças internas. sidade da força variável. 6. CHOQUE MECÂNICO F Para que possamos aplicar o princípio da con- servação da quantidade de movimento aos choques, precisamos de um sistema isolado, ou seja, de um sis- A tema no qual não haja interações relevantes com for- t ças externas a ele. N Para um choque entre dois corpos A e B, num Área = I sistema isolado, teremos: r 3. QUANTIDADE DE MOVIMENTO ( Q ) r r r r Q A + Q B = Q 'A + Q B ' Quantidade de movimento, ou momento linear, Sendo os choques na mesma direção e adotan- ou simplesmente momento, é uma grandeza vetorial do-se um sentido positivo, podemos escrever: definida como o produto da massa do corpo por sua r Q A + QB = Q ' A + Q 'B velocidade. Sendo m a massa e V a velocidade, r r temos Q = m V . ou A unidade SI da quantidade de movimento é mA v A + mB vB = mA v 'A + mB vB ' kg . m/s. Classificação dos choques: 4. TEOREMA DO IMPULSO 6.1. Perfeitamente elástico O impulso da força resultante sobre um corpo Conserva energia cinética durante um determinado intervalo de tempo é igual à EcA = EcD (Antes → A; Depois → D) variação da quantidade de movimento do corpo no mesmo intervalo de tempo. Conserva quantidade de movimento r Sendo I o impulso da força resultante entre os r r QA = QD instantes t1 e t2, e Q1 e Q 2 , as respectivas quantidades r r r de movimento, temos I = Q2 − Q1 . Coeficiente de restituição (e) Note que 1 N . s = 1 kg . m/s. e=1 Editora Exato 32
  • 6.2. Parcialmente elástico ou parcial- I=10.3 → I=30N.s mente inelástico Não conserva energia cinética 2 Calcule a quantidade de movimento de uma bola ECA > ECD de massa 3kg que possui velocidade de 5m/s. Conserva quantidade de movimento Resolução: aplicando a equação QA = QD r r Q = mv Coeficiente de restituição (e) Q = 3.5 0<e<1 Q = 15kgm / s 6.3. Inelástico ou anelástico Não conserva energia cinética ECA > ECD 3 Uma força de 20N atua durante 6s sobre uma pe- quena bola. Qual a variação da quantidade de Conserva quantidade de movimento movimento da bola? QA = QD Resolução: r r Lembrando que I = ∆Q , basta aplicar a equação: Coeficiente de restituição I = ∆Q e=0 F ∆t = ∆Q ∆Q = 20.6 Após um choque inelástico, os corpos perma- necem unidos. ∆Q = 120kgm / s 7. COEFICIENTE DE RESTITUIÇÃO 4 Uma massa de modelar rola com velocidade 1m/s Consideremos duas esferas, A e B, realizando quando colide com outra massa idêntica que es- um choque direto. tava em repouso. Qual a velocidade de ambas a- As propriedades elásticas dos corpos envolvi- pós a colisão, sabendo que agora elas se dos em choques são caracterizadas por uma grandeza movimentam juntas? chamada coeficiente de restituição. Resolução: O coeficiente de restituição e é definido como A quantidade de movimento antes e depois da o quociente entre o módulo da velocidade relativa de colisão é a mesma (conservação); portanto,podemos afastamento dos corpos imediatamente após o choque escrever: e o módulo da velocidade relativa de aproximação Q antes Q depois imediatamente antes do choque. mv 1 + m2v 2 1 (m1 + m2 )v |velocidade relativa depois do choque| m.1+ m.o (m + m )v e= |velocidade relativa antes do choque| Q ANTES = QDEPOIS O coeficiente de restituição é adimensional e 1.m + 0 = 2mV . varia de 0 a 1. Quando o valor é 1, temos um choque 1 / = 2mV m /. perfeitamente elástico. 1 v = m /s 2 ESTUDO DIRIGIDO 1 Escreva as equações de impulso e quantidade de movimento. EXERCÍCIOS 1 Uma força constante F = 34,0 N atua sobre um 2 Defina sistema isolado. corpo, inicialmente em repouso, por 6 s. Calcule, em Ns, o impulso exercido por esta força no cor- po. 3 Classifique os tipos de choque, comentando quais são conservativos. 2 Um jogador de futebol, ao bater uma falta, con- segue chutar a bola a uma velocidade de 30 m/s. EXERCÍCIOS RESOLVIDOS Se a bola tem 400g de massa e o contato do pé do jogador com a bola durou 0,04s, calcule a força, 1 Um garoto faz uma força constante de 10N sobre suposta constante, que o jogador exerceu na bola. um carrinho durante 3s, calcule o impulso sofrido pelo carrinho. Resolução: r r Aplicando a equação I=F∆t Editora Exato 33
  • 3 Julgue os itens: 1 Um sistema físico isolado de forças externas conserva sua energia e sua quantidade de mo- vimento. 2 Numa colisão totalmente elástica e na ausên- cia de forças externas, há conservação de ener- gia. 3 Numa colisão inelástica e na ausência de for- ças externas, há conservação da quantidade de movimento. 4 O vetor quantidade de movimento de um cor- po é proporcional ao seu vetor velocidade. 4 Um átomo de Hélio, com velocidade inicial de 1000 m/s colide com outro átomo de Hélio, inici- almente em repouso. Considerando que o choque foi perfeitamente elástico e que a velocidade de ambos tem sempre mesma direção e sentido, cal- cule a velocidade dos dois átomos após o choque. 5 Dois patinadores de mesma massa deslocam-se numa trajetória retilínea com velocidades respec- tivamente iguais a 8m/s e 6 m/s. O patinador mais rápido persegue o outro. Ao alcançá-lo, salta ver- ticalmente e agarra-se às suas costas, passando os dois a se deslocarem com a mesma velocidade V. Calcule V. GABARITO Estudo dirigido r r r r 1 I = F .∆t , Q = mv 2 Um sistema é dito isolado quando a força resul- tante externa é nula, ou seja, participam somente forças internas. 3 Perfeitamente elástico, conserva a energia cinéti- ca, enquanto o parcialmente elástico e o inelásti- co não conservam. Exercícios 1 204 Ns 2 300N 3 E, C, C, E 4 0 e 1000m/s. 5 7 m/s Editora Exato 34