• Save
Claro Digital - Beneficios Flexiveis - na revista Cases Studies
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Claro Digital - Beneficios Flexiveis - na revista Cases Studies

on

  • 1,264 views

Uma trabalho que foi inovador no início dos anos 2000. Uma forma diferenciada de oferecer benefícios para os funcionários. ...

Uma trabalho que foi inovador no início dos anos 2000. Uma forma diferenciada de oferecer benefícios para os funcionários.
Case escrito por Angela Araújo Santos e Paulo Ratinecas da MaxiMarket Gestão do Reconhecimento.

Statistics

Views

Total Views
1,264
Views on SlideShare
1,264
Embed Views
0

Actions

Likes
0
Downloads
0
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Claro Digital - Beneficios Flexiveis - na revista Cases Studies Claro Digital - Beneficios Flexiveis - na revista Cases Studies Document Transcript

  • Nov.Dez/2000Nov.Dez/2000Acomposição acionária é de 51% de capitalnacional formado por grandes grupos brasi-leiros de investimento – Banco Opportunity,Grupo La Fonte, Banco do Brasil e oito fun-dos de pensão (Previ, Petros, Funcep, Sistel, Telos,Fachest,ValiaeFapes).OsdemaisacionistasdaTeletsão organizações com experiência internacional nasáreas de telecomunicações e finanças TelesystemInternational Wireless (TIW), Bell CanadaInternational (BCI) e Citibank representando 49%do capital da empresa. A TIW e a Bell Canada,ambas de origem canadense, também são acionistasde outras operações de telefonia em várias regiões doBrasil Telemig Celular (Minas Gerais), Americel(Centro-Oeste) e Amazônia Celular (Norte) servindo13 estados brasileiros.A Telet nasceu com um objetivo concreto: ser amelhor escolha em serviços de comunicação móvelno Rio Grande do Sul, melhorando a qualidade devida de seus clientes.Foramnecessáriosinvestimentossubstanciaisparaestruturar e instrumentalizar a operadora em um rá-pido espaço de tempo. Mais de 930 milhões de reaisforam investidos para chegar a uma cobertura geo-gráfica capaz de atender a 80% da população gaú-cha, 90% do PIB do Rio Grande do Sul.TELETUM SISTEMA DE COMPENSAÇÃOE BENEFÍCIOS INÉDITOTelet é a empresa que venceu a licitação do Governo Federalpara a exploração do serviço de telefonia celular na banda Bno Rio Grande do Sul. O contrato foi assinado em abril de1998 e envolveu 400 milhões de reais, um investimento quetraduz o nível de confiança da organização no Rio Grande doSul, nas telecomunicações e nas suas potencialidades.MMARCOSARCOS TTORRESORRES75TELEFONIA
  • CASE STUDIESCASE STUDIESA Telet, frente aos desafios do mercado,implementou uma estrutura organizacional susten-tada por diferenciada capacitação técnica, cultural eempresarial, envolvendo uma Presidência e cincoDiretorias, entre elas a de Recursos Humanos e Ad-ministração.A qualificação dos Recursos Humanos é o segre-do do sucesso de uma empresa de serviços. Logo, osetor de RH torna-se vital para a conquista dos obje-tivos de negócios da Telet. Com uma visão sistêmicade curto, médio e longo prazos, a área está direcionadapara incrementar desde o fortalecimento da imagemda organização na comunidade até o desenvolvimentode inovadoras tecnologias em RH.Com cinco subsistemas – Tecnologia, Emoções,Suporte Administrativo, Treinamento e Desenvolvi-mento e Proteção e Risco – seu principal foco estána compatibilização dos objetivos organizacionaiscom os individuais, construindo uma cultura ino-vadora, flexível, competitiva e ética, além de contem-plar a interação da Companhia com a comunidade.Com a intenção de atrair e motivar os melhorestalentos humanos, a empresa desenvolveu alguns sig-nificativos diferenciais e entre eles destaca-se o Siste-ma de Compensação Telet. Esta estratégia foi con-cebida entendendo-se que não deveria somente esta-belecer os sistemas de cargos e salários, mas, tam-bém, estar voltado às necessidades, aos valores e àsmotivações das pessoas como indivíduos.O Sistema é composto pelo salário fixo, primeiraação tomada, pelos benefícios e pela remuneraçãovariável. Seguindo essa ordem, como o salário fixoera pressuposto para iniciar as atividades, foiimplementado baseando-se no mercado, iniciando-se logo após, o estudo dos benefícios.Aprimorando este Sistema surgiu o conceito debenefícios flexíveis, demonstrando uma posturaempresarial em que não somente quantificar os in-vestimentos era relevante, mas também voltar-se paraos anseios, valores e desejos dos profissionais e seusfamiliares. Uma ação em que foi priorizada a com-posição pessoal de cada um dos colaboradores, suaformação, sua origem, seus princípios, sua situaçãoatual, seja financeira, seja familiar e, principalmen-te, sua relação com a comunidade, onde diferentessituações são vivenciadas.Atualmente, estão disponíveis no mercado brasi-leiro excelentes pacotes de benefícios, mas eles, emgeral, não possibilitam escolhas individuais, não per-mitem combinações diversificadas, portanto, nãoatendem às necessidades específicas dos colaborado-res. A sistemática de benefícios flexíveis surgiu paraoportunizar a integração da empresa, do colabora-dor e de sua família, oferecendo possibilidades queproporcionem a cada um a partir da apresentaçãode múltiplas alternativas, contemplar suas necessi-dades.Uma série de variáveis foi considerada na criaçãoda sistemática Telet. O ponto de partida foi a defini-ção de um pacote básico, ao qual todos os colabora-dores tiveram acesso, independentemente do númerode dependentes. Isso pressupunha que, ao receber ospontos para efetuar suas opções, caso esses não fos-sem suficientes para adquirir o referido pacote, eramaumentados para fornecer tal garantia. A definiçãoda sistemática Telet utilizou-se de dados merca-dológicos, como benchmarking, e com foco nos ob-jetivos estratégicos da organização.A divulgação foi realizada detalhadamente paratodos os colaboradores, tendo sido concedido tempopara que eles efetuassem suas opções, juntamentecom seus familiares, utilizando-se de um sistemaauto-explicativo ede fácil manu-seio. Imple-mentada a siste-mática Telet, foidesenvolvidauma pesquisa deopinião a fim deque se pudessenão só avaliar oimpacto juntoaoscolaboradorescomo, também,iniciar ações demelhoria efetiva.O presente trabalho está estruturado de forma atransmitir uma visão sistêmica sobre o mercado detelecomunicações, o entendimento do contexto em-presarial da Telet, a participação estratégica da Ges-tão de Recursos Humanos e a Sistemática de Benefí-cios Flexíveis como importante instrumento de ad-ministração moderna e inovadora.TELET: CARACTERIZAÇÃO DA EMPRESATELET: CARACTERIZAÇÃO DA EMPRESAAs operações começaram em fevereiro de 1999. Aassinatura do contrato de concessão foi realizada em14 de abril de 1998. Trezentos dias, este foi o tempodisponibilizado para estruturar a complexa opera-ção de implementação de uma nova CompanhiaA definição dasistemática Teletutilizou-se de dadosmercadológicos,como benchmarking,e com foco nosobjetivosestratégicos daorganizaçãoTELET76
  • Nov.Dez/2000Nov.Dez/2000(infra-estrutura técnica e operacional, estratégias demarketing, logística, montagem e treinamento daequipe). No lançamento do serviço já tinha sido con-quistada uma cobertura de 58% do estado. A Agên-cia Nacional de Telecomunicações (Anatel) haviaestabelecido uma série de metas para seremalcançadas em cinco anos, e a Telet atingiu todas asmetas contratadas em apenas um ano e meio. Umtempo muito curto para compromissos tão grandescom um mercado tão exigente por qualidade.A Telet instalou sua base em Porto Alegre e, emreduzido espaço de tempo, passou a contar com umgrupo de mais de 850 colaboradores, abrangendounidades em Santa Maria, Pelotas, Caxias do Sul,Canoas e Novo Hamburgo.As privatizações do setor das telecomunicaçõescomeçaram em 1996, sendo a CompanhiaRiograndense de Telecomunicações (CRT) a primei-ra empresa nacional do setor a ter participação pri-vada. O governo do Estado do Rio Grande do Sulcontinuou com 65% de participação, mas repassouo controle das operações para um grupo de acionis-tas privados.A CRT comercializou em 1992 suas primeirasFigura 1Figura 1Organização e atuação da área de Recursos HumanosOrganização e atuação da área de Recursos Humanos77TELEFONIAUM SISTEMA DE COMPENSAÇÃO E BENEFÍCIOS INÉDITOUM SISTEMA DE COMPENSAÇÃO E BENEFÍCIOS INÉDITO
  • CASE STUDIESCASE STUDIESlinhas de telefonia celular. Somente em 1999, seteanos depois, entrou em operação uma segunda ope-radora dos serviços de telefonia celular no Rio Gran-de. Iniciava-se um novo momento no cenário gaú-cho, o fim do monopólio nas telecomunicações. ACRT, com seus 39 anos de experiência, e a CRTCelular/Telefônica, após sete anos sozinhas no mer-cado, estavam finalmente tendo uma empresa paradisputar qualificação no serviço de telefonia celular:a Telet. Os gaúchos começaram um novo ciclo emque a concorrência geraria benefícios diretos. O mer-cado passaria a ter o poder da escolha. A tendênciaera de disponibilizar serviços melhores, conseqüen-temente, aumentando o número de clientes. A con-corrência proporcionaria o crescimento do mercado,tanto em qualidade como em quantidade.Procurando dotar a companhia de visão e de atu-ação direcionadas às demandas do mercado, susten-tadas por diferenciada capacitação técnica e culturaempresarial a ser internalizada em suas equipes, aTelet implantou sua estrutura organizacional:A definição do perfil dos colaboradores Telet foiextremamente importante para configurar a Orga-nização e a atuação da área de Recursos Humanos,estando esse perfil definido com os pressupostos in-dicados na figura 1.Imediatamente após o início de suas atividades, aDiretoria de RH, baseada na estratégia corporativa,definiu a estrutura da área.A razão de ser dessa estrutura (conforme figuraao lado) está no alcance dos objetivos dos negóciosTelet. Com uma visão sistêmica, de curto, médio elongos prazos, abrange o fortalecimento da imagemda empresa na comunidade, a captação de profissio-nais no mercado e o desenvolvimento de tecnologiasemRH.BENEFÍCIOS FLEXÍVEIS: DESCRIÇÃO DO CASOBENEFÍCIOS FLEXÍVEIS: DESCRIÇÃO DO CASODefinição do problemaDefinição do problemaAs pesquisas realizadas – antes do lançamentoda Telet – mostravam um descontentamento frenteaos serviços até então prestados no mercado gaúcho.Críticas quanto à qualidade do atendimento e da ope-ração. As pessoas reclamavam que o monopólio es-tatal fora substituído por um monopólio privado,não mudando o seu comportamento. A expectativada concorrência animava a sociedade, que almejavamelhores serviços e melhor tratamento.O consumidor manifestava que gostaria de dei-xar de ser meramente um usuário ou assinante, queriapassar a ser tratado como cliente. A Telet sabia queteria de superar as expectativas da população, umgrande desafio para uma nova empresa e uma novaequipe. Seria necessária uma qualidade superior deserviços. A companhia iniciou, preparando com for-ça e determinação uma talentosa equipe.A estrutura de Recursos Humanos da Telet estáenfocada na prestação de serviços diferenciados aosclientes internos. Eles são a Organização, seus repre-sentantes no cotidiano e precisam ser estimulados equalificados constantemente, mas com ações e pro-jetos alinhados às estratégias de negócio da Compa-nhia.Com a intenção de atrair e motivar os melhorestalentos humanos, a Empresa desenvolveu algunssignificativos diferenciais, e entre eles destaca-se oSistema de Compensação Telet. Dentro da propostaestratégica desenvolvida pela Diretoria de RH, umdos subsistemas que demandou significativo empe-nho na sua estruturação foi o de compensação, en-tendendo-se como tal um sistema que deveria nãosomente estabelecer as estruturas de cargos e salári-os, mas também estar voltado às necessidades, aosvalores e às motivações das pessoas, como indivídu-os e como famílias.Tendo-se claramente o foco estratégico da orga-nização retratado através da própria estruturação daDiretoria de Recursos Humanos e Administração,bem como o planejamento e o direcionamento doSistema de Compensação, iniciou-se a construçãoda sistemática denominada Benefícios Flexíveis.O Sistema de Compensação é composto pelo sa-lário fixo, primeira ação tomada, pelos benefícios epela remuneração variável. Seguindo essa ordem,como o salário fixo era pressuposto para iniciar asatividades, foi implementado baseando-se no mer-cado, iniciando-se, logo após, o estudo dos benefíci-os. Dada a composição pessoal de cada um dos co-Figura 2Figura 2Definição da sistemática TeletDefinição da sistemática TeletTELET78
  • Nov.Dez/2000Nov.Dez/2000laboradores, sua formação, sua origem, seus princí-pios, sua situação atual, seja financeira, seja famili-ar e, principalmente, sua relação com a comunida-de, estes têm certamente diferentes necessidades. Exis-tem, atualmente, no mercado brasileiro excelentespacotes de benefícios, mas, por encontrarem-se “jáprontos”, são impostos aos colaboradores sem quehaja a interatividade, a possibilidade de escolha,desconsiderando as necessidades específicas dessesprofissionais.Os benefícios flexíveis surgem para integrar aEmpresa, o colaborador e sua família, oferecendouma sistemática que proporciona a cada um a par-tir da apresentação de múltiplas alternativas, con-templar as necessidades de forma ímpar.A definição da sistemática Telet utilizou-se de da-dos mercadológicos, como benchmarking, e com foconos objetivos estratégicos da organização. Na figura,os pontos que envolveram o desenvolvimento e suaimplementação.Objetivos estabelecidosObjetivos estabelecidosOs benefícios flexíveis significam dar ao ser hu-mano a condição de refletir sobre seus valores, suacultura, suas necessidades; dar-lhe a condição de de-cidir com seus familiares sobre a melhor alternativaa ser considerada e, por fim, permitir-lhe espelharisso num sistema competitivo que possa cada vezmais traduzir o conceito de bilateralidade nas rela-ções de trabalho.O objetivo da siste-mática Telet, apresen-tado e aprovado pelaadministração, é teruma política competi-tiva, considerando asalternativas oferecidas eos custos envolvidos,disponibilizando umprocesso onde a satis-fação dos empregadosseja maximizada. Ofe-recendo a opção de ummenu com os itensusuais no mercado, tor-na-se possível que oscolaboradores definama melhor composição,de acordo com suas pri-oridades e motivações,individuais e familia-res.Como referendo desses objetivos, em reportagemna revista Exame “Os benefícios estão cada vez maisflexíveis”, publicada em janeiro de 1999, lê-se:Segundo o consultor Marcelo Ferrari, da MercerMW, uma consultoria internacional na área de be-nefícios, de nada adianta implementar o sistema fle-xível, sem levar em conta o setor de atuação da em-presa, as necessidades dos funcionários e a formacomo a remuneração vai estar atrelada aos objetivosestratégicos.IMPLANTAÇÃO DO SISTEMAIMPLANTAÇÃO DO SISTEMADE BENEFÍCIOS FLEXÍVEISDE BENEFÍCIOS FLEXÍVEISInformações básicasInformações básicasSendo sistemática nova no mercado brasileiro,ainda que muito debatida positivamente, osbenchmarkings não puderam ser realizados e a bi-bliografia utilizada, em grande parte, foi de outrospaíses.Partindo-se desses pressupostos, a metodologia eas regras que a norteiam foram desenvolvidas base-adas na realidade de nosso país, da cultura e da ex-pectativa das pessoas, nos objetivos estratégicosorganizacionais, e, mais especificamente,na experi-ência e capacidade técnica dosprofissionais envolvi-dos.Para determinarmos quais os benefícios que seri-Figura 3Figura 3Implantação dos benefíciosImplantação dos benefícios79TELEFONIAUM SISTEMA DE COMPENSAÇÃO E BENEFÍCIOS INÉDITOUM SISTEMA DE COMPENSAÇÃO E BENEFÍCIOS INÉDITO
  • CASE STUDIESCASE STUDIESam oferecidos no menu, que compusessem um gru-po que retratasse as diversas necessidades individu-ais e familiares, foi solicitada à Mercer MW, pesqui-sa junto a mais de 200 empresas nacionais emultinacionais localizadas no Brasil.Essa pesquisaapresentou o resultado referente às práticas, que podeser observado na figura 3.Após a constatação acima evidenciada, foi efetu-ada pela Mercer MW nova pesquisa, junto a 12 em-presas do ramo de telecomunicações no Brasil, paraque fosse possível verificar qual o percentual do to-tal de salários nominais que essas empresas desig-navam, em média, para ser investido em benefícios.Na mesma ocasião, foi verificada qual a participa-ção dos colaboradores no investimento total dos be-nefícios.O percentual designado do total de salários nomi-nais ficou em torno de 18%, ou seja, em média esse éo percentual que as empresas estão investindo embenefícios. Nesse momento, duas informações essen-ciais passaram a se evidenciar e tornaram-separâmetros no desenvolvimento da sistemática Telet.(Ver figura 4)Definições preliminaresDefinições preliminaresA partir das informações básicas – percentualdesignado da folha de salários nominais, percentualde subsídios por parte das empresas, benefícios maispraticados e características regionais – iniciou-se oprocesso de definição dos benefícios que seriam uti-lizados.Tendo em vista as dificuldades que os colabora-dores têm em função da localização de nossas sedes,seja em Porto Alegre (matriz) ou no interior, foi in-cluído o benefício estacionamento. Da mesma for-ma, levando-se em conta o ramo de atuação da com-panhia (telecomunicações), foram incluídos os ser-viços Telet, e, considerando-se o clima da Região Sul,o item vacinação contra a gripe.O tema educação não foi incluído no rol de bene-fícios, já que para a empresa trata-se de uma açãoestratégica. Estão sendo desenvolvidos, paralelamen-te, programas específicos para a cobertura da educa-ção, como, por exemplo, o programa de inglês, quepaga as aulas assistidas por aqueles que, na realiza-ção de suas atividades, tenham como exigência falarou ler nessa língua.Da mesma forma, estão sendo implementadasmetodologias que abrangerão o subsídio de forma-ção acadêmica, como graduação, especialização emestrado.Pacote básico de benefíciosPacote básico de benefíciosConhecidos os dados de mercado, segundo a pes-quisa efetuada pela Mercer MW, e sabido que assis-tência médico-hospitalar, assistência odontológica,seguro de vida e alimentação (refeição) estão presen-tes em mais de 90% das empresas, foi estabelecidoum parâmetro que traduziu esses benefícios comoimprescindíveis.Assim, foram definidos os tópicos abaixo citadoscomo sendo o pacote básico:O número de pontos para cada colaborador foidefinido com referência na posição relativa de seucargo na estrutura da organização, ou seja, cargos demesmo valor relativo têm um igual número de pon-tos. Esse preceito respeita a legislação de nosso paísno que tange à isonomia salarial. Agregada a essadefinição, ressalta-se a decisão de seguir o percentualmédio de 18% sobre o total de salários nominais pra-ticados pelo mercado como valor a ser investido nasistemática e o subsídio, para cada colaborador, de80% de qualquer benefício escolhido.Porém, com a consciência de que as pessoas têmgrupos familiares diferentes, essa variável tambémfoi considerada na definição dos pontos individuais.Na prática, significa que, independente da for-mulação estabelecida pela metodologia para desig-nar os pontos aos colaboradores, todos terão garanti-da a aquisição do pacote básico, tanto para si mes-mos como para todos os seus dependentes legais.Pontos e itens compulsóriosPontos e itens compulsóriosComo proteção à metodologia, sempre que o co-laborador receber pontos adicionais para a garantiade aquisição do pacote básico e não for adquiri-lo,seja por diferencial de valores, seja por já estar cober-to por planos externos, ele passa à condição normal,recebendo os pontos definidos para o seu cargo.Figura 4Figura 4Implantação dos benefíciosImplantação dos benefíciosTELET80
  • Nov.Dez/2000Nov.Dez/2000Dois itens são considerados compulsórios: assis-tência médico-hospitalar e seguro de vida em grupo,em suas configurações mínimas. Isso implica afir-mar que, caso o colaborador não tenha essas cober-turas para si e seus familiares, por parte de órgãosexternos, deve necessariamente optar por esses itensna Telet.Com isso, há uma certa “proteção” para os cola-boradores e seus familiares, no sentido de não serem“arrasados” por surpresas financeiras altamente sig-nificativas, impossibilitando o pagamento dos com-promissos.Padronização da sistemáticaPadronização da sistemáticaDe posse dos 12 diferentes benefícios, cada umtendo até cinco (5) diferentes opções com pontua-ções específicas, e da sistemática de distribuição dospontos individuais/familiares, foi elaborado o padrãode processo, com o intuito de direcionar as opções decada colaborador e esclarecer a respeito dametodologia.Como o conjunto de opções possibilita combina-ções diversas, foi elaborado um sistema de lingua-gem simples e objetiva, em Microsoft Excell, em queos colaboradores, a partir da digitação do salário, dogrupo familiar e do número de pon-tos, pudessem “testar hipóteses” dequal composição se adaptava a seusvalores, necessidades e motivações,incluindo sua família. O sistema, apartir da colocação de um “X” naopção escolhida, fornece automati-camente dados sobre o número depontos restantes e o valor total queserá pago, considerando-se as esco-lhas efetuadas.O mesmo sistema é utilizadocomo autorização para desconto emfolha de pagamento, seguindo ospreceitos da legislação vigente, sen-do impresso, assinado e entregue naárea de RH após efetuadas as opções.É relevante destacar que o conceito que permeouesse sistema tinha a premissa de ser um facilitadorpara o colaborador, com computador em sua casa,possibilitando que efetuasse as opções juntamentecom sua família. Caso não tivesse o equipamento,poderia fazê-lo na própria empresa, já que todos têmcomputador na Telet, ou então em casa, sem equi-pamento.Essas ações foram tomadas visando a garantir osobjetivos estratégicos definidos para a gestão de RHna Telet, na integração entre a organização, o cola-borador e a comunidade.Os fornecedoresOs fornecedoresParalelamente, foram executados os processos denegociação com fornecedores, que totalizaram 12,tendo de ser rompidos paradigmas existentes no mer-cado, pois esse praticava somente um tipo de siste-ma para cada benefício, não tendo antes pensado nahipótese de oferecer opções. Dessas negociações deci-diu-se que as revisões nos benefícios escolhidos so-mente poderiam ser efetuadas anualmente, haja vis-ta a impossibilidade de aceitação de mudanças emperíodos menores, principalmente na assistênciamédica e odontológica.Ressalvando-se que mercado não estava prepara-do para receber mudanças inovadoras nas práticasexistentes e não possuía sua orientação diretamenteaos valores e às necessidades das pessoas.A divulgaçãoA divulgaçãoPara um melhor entendimento da metodologia epara que todos pudessem efetuar suas opções demaneira clara e transparente, foram adotadas medi-das específicas, visando a atingir to-dos os níveis da organização, poisvale ressaltar que a sistemática temessa abrangência, além do caráter deinovação.O processo de divulgação teve iní-cio com a elaboração de material emPowerpoint contendo uma visão ge-nérica do mercado e o porquê dametodologia flexível, o objetivo, aabrangência e demais informações,culminando com o cronograma deimplementação.Para estabelecer uma linearidadeno atendimento de possíveis dúvidasdos colaboradores, foi efetuada umaprimeira reunião com todos os profissionais de Re-cursos Humanos, para apresentação do material pre-parado e discussão de possíveis dúvidas. Nessa mes-ma reunião, foi apresentado o sistema de simulaçãoem multimídia, tendo sido possibilitado a todos queefetuassem suas escolhas, apenas a título de teste.Concomitantemente, houve uma completa atua-lização do banco de informações dos colaboradorese o desenvolvimento de um relatório para que as in-formações principais, para uso da sistemática Telet,Foram executadosos processos denegociação comfornecedores, quetotalizaram 12,tendo de serrompidosparadigmasexistentes nomercado81TELEFONIAUM SISTEMA DE COMPENSAÇÃO E BENEFÍCIOS INÉDITOUM SISTEMA DE COMPENSAÇÃO E BENEFÍCIOS INÉDITO
  • CASE STUDIESCASE STUDIESpudessem ser facilmente entendidas e manipuladas.Esse relatório continha o nome do colaborador,seu salário nominal, seu grupo familiar, sua matrí-cula e o número de pontos designado.Com os profissionais de Recursos Humanosmunidos de todas as informações necessárias paradar suporte aos colaboradores, foi elaborada a agen-da de reuniões com os gestores da Empresa (direto-res, gerentes e supervisores), para o repasse destas in-formações.Nas reuniões, foram apresentados a sistemáticaTelet e o sistema de simulação, quando então, fo-ram esgotadas as possíveis informações adicionais.Após cada reunião, as cartas de comunicação aoscolaboradores foram entregues aos gestores, orientan-do-os a repassá-las da mesma forma que as recebe-ram.O sistema de simulação foi enviado através de e-mail para cada gestor, após as reuniões. Tal proce-dimento foi adotado buscando obter 100% de parti-cipação dos gestores e a certificação de que todos es-tariam presentes.Os encontros com os gestores ocorreram no prazode dois dias e em horários alternados, nos turnos damanhã, tarde e noite, para que fossem respeitadostanto os horários de trabalho como as necessidadesespecíficas dos participantes.O mesmo período (dois dias) foi designado paraFigura 5Figura 5Matriz de benefíciosMatriz de benefíciosTELET82
  • Nov.Dez/2000Nov.Dez/2000que os gestores repassassem as informações a seuscolaboradores, sendo o último dia uma sexta-feira.O motivo principal para que se finalizassem asreuniões em uma sexta-feira foi estimular a parti-cipação da família na escolha das alternativas paraa sistemática Telet, colocando à disposição, na se-mana subseqüente, a fim de que os colaboradoresnão se precipitassem ou mesmo deixassem de dis-cutir exaustivamente o assunto.No último dia dos encontros para explanação,foi enviado para as residências dos colaboradores operiódico É Bom Saber.A publicação continha todas as informações acer-ca do assunto, em linguagem acessível e de fácil en-tendimento, buscando, mais uma vez, a integraçãoentre a empresa, o colaborador e os familiares.Complementando, os dados sobre o sistema fo-ram disponibilizados na rede interna de computa-dores, em local chamado “Templates”.Os profissionais de Recursos Humanos, a exem-plo do período de apresentação, ficaram à disposi-ção dos colaboradoresdurante a semana deopção, tendo visitado pe-riodicamente os diversosdepartamentos da com-panhia, a fim de escla-recer dúvidas ou mesmoauxiliar nas opções.Os murais da empre-sa foram utilizados nes-ses seis dias, com a fi-xação de “chamadas”para os colaboradores,para que fossem estimulados a exercer seu livre-arbítrio, em conjunto com os familiares. Ao longodo período de opções houve necessidade de corrigiruma inconformidade surgida. A opção 1 para as-sistência odontológica tratava de atendimento emclínica 24h na cidade de Porto Alegre e essa opçãofora incluída no pacote básico.Ocorreu que nas unidades do interior alguns co-laboradores não puderam adquirir o referido paco-te, pois optavam pela alternativa 2, haja visto que a1 não existia em sua cidade. Imediatamente foi efe-tuado o ajuste, incluindo como mínima alternati-va, naquele item, a opção 2.IMPLEMENTAÇÃO OPERACIONALIMPLEMENTAÇÃO OPERACIONALJuntamente com as opções e já tendo começadocom 30 dias de antecedência, haviam sido inicia-das as discussões com a empresa terceirizada paraa administração da folha de pagamento. A preocu-pação não era tanto com o lançamento dos descon-tos na folha em si, atividade considerada de poucarelevância e de fácil implementação, mas sim coma forma de demonstrar esses descontos aos colabo-radores.Foi definido, então, que os valores descontadosseriam demonstrados abertos por rubrica, ou seja, ovalor da assistência médica, logo após assistênciaodontológica e outros. Mais uma vez, a intençãofoi proporcionar uma visão genérica e detalhadados valores individuais despendidos em cada alter-nativa escolhida , como se fosse um extrato bancá-rio.RESULTADOS ATINGIDOSRESULTADOS ATINGIDOSLOGO APÓS A IMPLEMENTAÇÃOLOGO APÓS A IMPLEMENTAÇÃOEfetuadas as opções e o cadastramento das infor-mações no banco de dados, foram obtidos os resul-tados expressos na figura 6.Para agregar à análise de resultado, foi verificadoo parecer da diretoria pós-implementação do projeto,para que fosse possível ter conhecer o ponto de vistada Empresa sobre a sistemática aplicada.De uma forma genérica, as avaliações foramsatisfatórias. A grande maioria dos colaboradores en-tendeu o conceito que permeia a sistemática Telet,mas, como estava sendo focado o rompimento deparadigmas, estava dentro do previsível um períodopara a maturação das tecnologias inovadorasimplementadas.Abaixo, estão reproduzidas algumas frases queexpressaram as opiniões na pesquisa interativa,quando são destacados alguns pontos positivose negativos:“...Em relação aos benefícios, fiquei muito surpresoquando me foi apresentada a relação dos mesmos, fatoque jamais me ocorreu. Em tempos de crise, o aspecto épositivo em todos os termos, dos quais irei desfrutarcom alegria e satisfação. Surpreso e agradecido pelaTelet...”CARLOS MARQUES - VENDEDOR CANOAS“...O principal aspecto positivo é justamente a fle-xibilidade. Soma-se a isto o rol de itens e níveis...”PAULO HOPF - SUPERVISOR DE TESOURARIA“...OscolaboradoresquepossuemdependentesficamAs avaliaçõesforamsatisfatórias. Agrande maioriadoscolaboradoresentendeu oconceito83TELEFONIAUM SISTEMA DE COMPENSAÇÃO E BENEFÍCIOS INÉDITOUM SISTEMA DE COMPENSAÇÃO E BENEFÍCIOS INÉDITO
  • CASE STUDIESCASE STUDIESprejudicados em número de pontos. A pontuação des-sas pessoas deveria ser maior...”GILIANE FINCATO - ANALISTA JÚNIOR DE TARIFAÇÃOPelas três afirmações acima, conclui-se que oscolaboradores reconhecem a sistemática Telet comoadequada, ao mesmo tempo que surgem paradigmasindividuais e familiares, pois, com a implementaçãodo pacote básico, aqueles colaboradores com maiornúmero de dependentes tiveram normalmente umaumento de pontos para adquiri-lo, porém, perma-neceu ainda o sentimento de inconformidade, semuma análise relativa do que se estava oferecendo.Essas reações são extremamente naturais, levan-do-se em conta que estamos lidando com sentimen-tos das pessoas, da organização como um todo atéos familiares de cada indivíduo.Cabe ressaltar, ainda, algumas afirmações a res-peito do resultado:“...Como uma empresa de grande porte, os benefíci-os de vale-transporte e vale-refeição deveriam ter me-nos desconto ou nem serem descontados, como aconteceem outras empresas...”GISELE SILVA - ATENDENTE AO CLIENTE“...Acho que deveríamos escolher o que quiséssemose pagar a diferença, caso ultrapassássemos os pontos...”ADRIANA RODRIGUES - ATENDENTE AO CLIENTE“...Os benefícios flexíveis foram uma grande sacada.Minha garagem ficou longe...”LUIZ MADRUGA - CONSULTOR DE TRANSMISSÃOAs afirmações apresentadas confirmam o que jáfoi mencionado a respeito dos paradigmas existen-tes, tanto de mercado quanto de aspectos culturais eregionais, devendo estabelecer como desafio um pro-cesso sério de mudança e de maturação cultural, nabusca de um entendimento mais abrangente do fu-turo.O investimento decorrente das opções individuaisdos colaboradores representou em torno de 17% dafolha de salários nominais da empresa, constatan-do-se que, sendo mantida a média praticada no mer-cado existente, pôde-se implementar uma sistemáti-ca adequada à realidade da companhia e às necessi-dades dos colaboradores.CLIMA ORGANIZACIONAL:CLIMA ORGANIZACIONAL:A TELET COMO REFERÊNCIA DE MERCADOA TELET COMO REFERÊNCIA DE MERCADOO investimento da Telet no sistema de benefíciosflexíveis foi muito importante para a conquista dealtos índices de favorabilidade de seus colaborado-res na pesquisa de clima organizacional realizadapela Hay do Brasil. A pesquisa dividiu os colabo-radores em dois grupos (colaboradores que desen-volvem atividades operacionais e administrativas eos que desenvolvem atividades mais técnicas e degestão), sendo realizada entre os dias 6 e 8 de de-zembro de 1999, quando 560 colaboradores respon-deram aos questionários. Seu resultado mostra que87% do quadro funcional naquele momento res-pondeu à pesquisa de clima, um índice de partici-pação que, se comparado a outras empresas quecontrataram a Hay do Brasil, coloca a Telet numpatamar de elevado destaque, pela adesão espontâ-nea de seus colaboradores.É interessante ressaltar que a Hay do Brasil –empresa de pesquisa escolhida pela Telet – por pos-suir comprovada experiência neste segmento, reali-Figura 6Figura 6Benefícios flexíveisBenefícios flexíveisTELET84
  • Nov.Dez/2000Nov.Dez/2000zou um comparativo dos resultados obtidos pela pes-quisa, com os de outras empresas brasileiras. Nesteranking, a Telet atingiu um dos seis melhores cli-mas registrados no país.Depois de tabulados, os resultados foram apre-sentados de duas formas, acompanhados do índicede favorabilidade do mercado e do benchmarks.O de favorabilidade de mercado é um índice mé-dio relativo ao grupo de empresas que realizarampesquisa de clima interno nos últimos dois anos efazem parte do banco de dados da Hay do Brasil (68empresas).Os de benchmarks representam um índice médiodo grupo de cinco empresas que obtiveram os me-lhores resultados nas pesquisas realizadas pela Haydo Brasil nos últimos dois anos. Elas são as empre-sas que possuem as melhores práticas organiza-cionais na percepção de seus colaboradores.Depois de tabulados os dados da pesquisa de cli-ma da Telet, chegou-se aos resultados demonstradosabaixo.Colaboradores que desenvolvem atividadesoperacionais e administrativas:O índice de favorabilidade ficou em 64%. Um re-sultado muito positivo, considerando-se que o índicemédio de favorabilidade do mercado é de 61% e o debenchmarks, de 69%. Esse índice coloca a Telet entreo grupo de empresas com as melhores práticasorganizacionais do banco de dados da Hay do Brasil.Grupo que desenvolve atividades mais técnicas ede gestão:Índice de favorabilidade de 77% colocando aTELET como Empresa integrante e líder do grupode benchmarks, visto que o índice médio de mercadoé de 57% e o de benchmarks é de 62%.Ambos os resultados mostram uma alta qualida-de de clima interno, em boa parte proporcionado pelosistema de benefícios flexíveis, um dos grandes dife-renciais da empresa em relação ao mercado.A companhia acredita que pessoas felizes trans-mitem energia ao seu trabalho. Quando isso ocorre,cria-se uma cadeia positiva que envolve toda a co-munidade ao seu redor e, conseqüentemente, traz aprosperidade e o crescimento esperados para a Em-presa, os colaboradores, os fornecedores e os clientes.O Sistema de Benefícios Flexíveis da Telet passoua ser um referencial para várias empresas brasileirasque têm visitado a organização e participado de even-tos onde o caso foi apresentado. A conquista do Prê-mio Top Ser Humano da ABRH-RS, em 1999, foium importante reconhecimento do trabalho realiza-do. Para a Telet, o maior reconhecimento é o de seuscolaboradores e de seus clientes. Sua equipe está moti-vada, satisfeita e com altos níveis de produtividade.Como conseqüência o serviço realizado está sen-do de maior qualidade e seus clientes percebem isto.O nível de satisfação dos clientes da Telet é alto –84% entre ótimo e muito bom.A companhia sabe que a satisfação de seus clien-tes internos está diretamente ligada à de seus clientesexternos e investe cada vez mais em seus públicos.O que faz a diferença são as pessoas. Assim, o capi-tal humano da Telet é seu maior ativo e para ieleestão voltadas suas forças e seu talento. Talento degente que faz o dia-a-dia de uma empresa compro-metida com a satisfação de todos os seus públicos.Marcos TorresMarcos Torres é presidente da Telet.85TELEFONIAUM SISTEMA DE COMPENSAÇÃO E BENEFÍCIOS INÉDITOUM SISTEMA DE COMPENSAÇÃO E BENEFÍCIOS INÉDITO