Apresentação1 pronomes

4,555 views

Published on

Apresentação em sala de aula - 2a. verificação

Published in: Education, Technology, Travel
0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
4,555
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
22
Actions
Shares
0
Downloads
113
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Apresentação1 pronomes

  1. 1. Universidade Federal do Rio de Janeiro Centro de Ciências Jurídicas e Econômicas Faculdade de Administração e Ciências Contábeis Curso de Biblioteconomia e Gestão de Unidades de Informação 2011.1 PRONOMES ALUNAS: DANIELA CRANCHI JANAINA JULIANA RODRIGUES MARIA EDUARDA RAQUEL LOPES Profa. FÁTIMA BARBOSA
  2. 3. PRONOME É a palavra que representa ou acompanha o substantivo/adjetivo, relacionando-o à pessoa do discurso.
  3. 4. Espécies de pronomes <ul><li>PESSOAIS </li></ul><ul><li>POSSESSIVOS </li></ul><ul><li>DEMONSTRATIVOS </li></ul><ul><li>RELATIVOS </li></ul><ul><li>INTERROGATIVOS </li></ul><ul><li>INDEFINIDOS </li></ul>
  4. 5. PRONOMES PESSOAIS <ul><li>São aqueles que designam uma das três pessoas do discurso: a que fala, a com quem se fala e a de quem se fala. </li></ul>
  5. 6. Pronome pessoal O pronome pessoal é aquele que indica as pessoas do discurso. Dividem-se em retos e oblíquos.
  6. 7. Os pronomes pessoais retos são:
  7. 8. <ul><li>São pronomes oblíquos átonos : </li></ul><ul><ul><li>me, te, o, a, lhe, se, nos, vos, os, as, lhes. </li></ul></ul><ul><li>Os pronomes pessoais oblíquos átonos, com formas verbais:   A mãe esperava -o ansiosa </li></ul><ul><li>São pronomes oblíquos tônicos : </li></ul><ul><ul><li>mim, ti, ele, ela, si, nós, vós, eles, elas.   Os pronomes pessoais oblíquos tônicos são usados com preposição : </li></ul></ul><ul><li>A mãe ansiosa esperava por mim . </li></ul>
  8. 9. » Os pronomes oblíquos átonos o , a , os , as exercem a função de objeto direto:   A enfermeira examinou -o .   » Os pronomes oblíquos átonos lhe , lhes exercem a função de objeto indireto.   O garçom oferece -lhe bebida.   » Antes de verbo no infinitivo só usamos eu e tu , jamais mim e ti .   Fizeram de tudo para eu me emocionar.   Fizeram de tudo para tu comprares a casa.
  9. 10. <ul><li>Se a preposição é com , dizemos comigo, contigo, consigo, conosco, convosco, e não: com mi, com ti, com si, com nós, com vós. Emprega-se, entretanto, com nós e com vós , ao lado de conosco e convosco , quando estes pronomes tônicos vem seguidos ou precedidos de mesmos, próprios, todos, outros, ambos, numeral ou oração adjetiva, a fim de evidenciar o antecedente: </li></ul><ul><li>“ Há um céu para nós outros na imortalidade das nossas obras terrenas” [JR.2,185] </li></ul>
  10. 11. Pronome possessivo São aqueles que indicam a posse de algo, estabelecendo uma relação entre o possuidor e a coisa possuída.   Minha casa está sendo reformada.    
  11. 12. Pronome Demonstrativo
  12. 13. Pronomes demonstrativos O pronome demonstrativo é aquele que indica a posição de um ser em relação às pessoas do discurso, situando-o no tempo ou no espaço.   São os seguintes:   Os demonstrativos combinam-se com as preposições de ou em , dando as formas deste , desse , disso , naquele , naquela , naquilo .  
  13. 14. Emprego dos pronomes demonstrativos » Usamos os demonstrativos esse , essa , isso em referência a coisa ou seres que estejam perto da segunda pessoa (o ouvinte).   Esse caderno que está na sua mesa é meu.   » Também empregamos esse , essa , isso para mencionar algo já dito no discurso.   Todos achavam que ele não havia se arrependido. Achavam isso porque ele não agia como tal.  
  14. 15. » Usamos este , esta , isto em referência a coisas ou seres que se encontram perto da primeira pessoa (o falante).   Sempre que vejo esta carta lembro-me de você.   » Também empregamos este , esta , isto no discurso para mencionar coisas que ainda não foram ditas.   Só posso dizer isto : odeio você.   » Aquele , aquela , aquilo são usados quando as coisas ou seres estão longe do falante e do ouvinte.   Aquela obra não apresenta boa segurança.  
  15. 16. Pronome de Tratamento
  16. 17. Pronomes pessoais de tratamento   Os pronomes de tratamento são aqueles que indicam um trato cortês ou informal, sempre concordam com o verbo na terceira pessoa.   Quando falamos diretamente com a pessoa, usamos o pronome de tratamento na forma Vossa .   Vossa Alteza precisa descansar.   Quando falamos sobre a pessoa, usamos o pronome de tratamento na forma Sua .   Sua Alteza retornará em breve.  
  17. 19. Pronome Relativo
  18. 20. Pronomes relativos Pronomes relativos são aqueles que se referem a um termo anterior.   Veja o exemplo:   O perdão de todos, o qual agradeço, é importante pra mim.   Os pronomes relativos são variáveis ou invariáveis:  
  19. 21. Pronome Interrogativo
  20. 22. Pronomes interrogativos <ul><li>São aqueles usados na formulação de perguntas diretas ou indiretas, referindo-se à 3° pessoa do discurso.   Qual é seu nome? </li></ul><ul><li>Os principais pronomes interrogativos são: </li></ul><ul><li>invariáveis: quem, que </li></ul><ul><li>variáveis: qual, quais, quanto, quantos, quanta, quantas. </li></ul>
  21. 23. Pergunta direta:   A mãe perguntou: ― quem fez isso?   Pergunta indireta:   A mãe perguntou quem havia feito aquilo.   Nos dois casos o pronome interrogativo quem desempenha o mesmo papel.  
  22. 24. Pronome Indefinido
  23. 25. Pronomes indefinidos Pronome indefinido é aquele que se refere à terceira pessoa do discurso de modo impreciso, indeterminado, genérico:   Alguém bateu à porta.   Todos cumpriram suas tarefas.  
  24. 26. Os pronomes indefinidos podem ser variáveis e invariáveis.
  25. 27. Algumas frases com pronomes indefinidos: Todas as pessoas assistiram o filme.   Durante meia hora não vi pessoa alguma te procurar.   Escolheu qualquer roupa.   Um gosta de filme, outro de livros.   Há vários países o procurando.  
  26. 28. <ul><li>Em muitas situações temos não um pronome indefinido, mas um grupo de palavras com o valor de um pronome indefinido. São as locuções pronominais indefinidas : </li></ul><ul><ul><li>q uem quer que, </li></ul></ul><ul><ul><li>cada qual, </li></ul></ul><ul><ul><li>todo aquele, </li></ul></ul><ul><ul><li>seja quem for, </li></ul></ul><ul><ul><li>qualquer um, </li></ul></ul><ul><ul><li>tal e qual, </li></ul></ul><ul><ul><li>etc.   </li></ul></ul>
  27. 29. REFERÊNCIAS <ul><li>ABAURRE, Maria Luiza. Português, língua, literatura, produção de textos: volume </li></ul><ul><li>único . 2 ed. São Paulo: Moderna, 2004. p. 216- 220. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>BECHARA, Evanildo.Moderna gramática portuguesa. – 32.ed.rev.e ampl. 14ª.reimp. – Rio de Janeiro : Lucerna, 2004. p. 162 – 201. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>http://www.infoescola.com/portugues/pronomes/ </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>http://www.soportugues.com.br/secoes/morf/morf42.php </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>http://kplus.cosmo.com.br/materia.asp?co=28&rv=Gramatica </li></ul><ul><li>  </li></ul>
  28. 30. Universidade Federal do Rio de Janeiro Centro de Ciências Jurídicas e Econômicas Faculdade de Administração e Ciências Contábeis Curso de Biblioteconomia e Gestão de Unidades de Informação 2011.1 AGRADECEMOS A SUA ATENÇÃO ALUNAS: DANIELA CRANCHI JANAINA JULIANA RODRIGUES MARIA EDUARDA RAQUEL LOPES Profa. FÁTIMA BARBOSA

×