• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Tpi
 

Tpi

on

  • 2,716 views

Slides do Painel sobre TPI - Test Process Improvement) apresentado no encontro do GUTS com com André Farina e Eduardo Pretz.

Slides do Painel sobre TPI - Test Process Improvement) apresentado no encontro do GUTS com com André Farina e Eduardo Pretz.

Statistics

Views

Total Views
2,716
Views on SlideShare
1,281
Embed Views
1,435

Actions

Likes
0
Downloads
47
Comments
0

3 Embeds 1,435

http://guts-rs.blogspot.com 988
http://guts-rs.blogspot.com.br 437
http://www.guts-rs.blogspot.com 10

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Tpi Tpi Presentation Transcript

    • Painel sobre Test Process Improvement – TPI SUCESU – RS Outubro de 2010 André Gobbi Farina Eduardo Pretz
    • Testing Process Improvement - TPI O TPI foi proposto por Tim Koomen e Martin Pol e representa um modelo de aumento de maturidade no processo de teste baseado em 3 níveis: Controlado Eficiente Em otimização 2
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo de Áreas-chave Áreas- Descrição: Tecnologia O modelo é organizado considerando o total de 20 áreas-chave, estruturadas áreas- em 4 grupos. Os grupos correspondem às diversas Ciclo de Vida dimensões com as quais devemos nos preocupar durante o planejamento e execução dos Infraestrutura Organização testes. 3
    • Testing Process Improvement - TPI Avaliação Gerenciamento Estratégia do processo de teste de Teste Gerenciamento Modelo do de testware Ciclo de Vida Gerenciamento Momento do de defeito Envolvimento Estimativa e Relato Planejamento Comunicações Áreas-chave do Técnicas de Especificação Escopo da processo de teste Técnicas de Metodologia Teste Estático Funções e Métricas Treinamento Comprometimento Ferramentas e Motivação de Teste Ambiente de Ambiente de Escritório Teste Teste de Baixo-Nível 4
    • Testing Process Improvement - TPI Níveis de evolução O processo de teste evolui conforme as áreas-chave são complementadas áreas- com a implementação de novas características. Estas características são definidas através de checkpoints. Os checkpoints são avaliados a partir de checklists. checklists. 5
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo: Ciclo de Vida Descrição: O grupo Ciclo de Vida é responsável por identificar o planejamento dos testes no seu nível mais alto, incluindo as atividades a serem executadas e a relação entre o ciclo de vida de teste e o ciclo de desenvolvimento. Este grupo considera três áreas: Estratégia de Teste Modelo de Ciclo de Vida Momento do envolvimento 6
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo: Ciclo de Vida Área: Estratégia de teste A estratégia de teste precisa ser focada na detecção dos defeitos mais importantes o mais cedo e com menor custo possível. A estratégia de teste define que requisitos e riscos serão cobertos por quais testes. Cada nível de teste (unidade, integração, sistema, aceitação) define (unidade, aceitação) sua estratégia que será ajustada às estratégias dos demais níveis. 7
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo: Ciclo de Vida Área: Estratégia de teste Níveis de evolução Nível A - Estratégia apenas para o teste de alto nível Nível B - Estratégia combinada para o testes de alto nível Nível C - Estratégia combinada para o testes de alto nível, baixo nível e avaliações (revisões) Nível D - Estratégia combinada para todos níveis de teste e revisão 8
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo: Ciclo de Vida Área: Modelo do Ciclo de vida No processo de teste, várias fases podem ser definidas, tais como: Planejamento Preparação Controle Especificação Execução Encerramento 9
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo: Ciclo de Vida Área: Modelo do Ciclo de vida Em cada fase, várias atividades são executadas. Para cada atividade, os seguintes aspectos devem ser definidos: Proposta, Proposta, entrada, processo, saída, dependências, entrada, processo, saída, dependências, papéis envolvidos, envolvidos, templates e modelos. modelos. A importância de usar um modelo de ciclo de vida é melhorar a previsibilidade e controlabilidade do processo de teste, já que, definidas, as diferentes atividades podem ser planejadas e monitoradas de modo coeso. 10
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo: Ciclo de Vida Área: Modelo do Ciclo de vida Níveis de evolução Nível A – Planejamento, Especificação e Execução Nível B – Planejamento, Preparação, Especificação, Execução e Encerramento. 11
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo: Ciclo de Vida Área: Momento do Envolvimento Ainda que a execução atual do teste normalmente inicie após a teste, geral, realização do software, o processo de teste, em geral, pode iniciar muito antes. antes. O envolvimento precoce do teste no desenvolvimento do sistema auxilia na detecção de defeitos o mais cedo possível e até mesmo previne os defeitos. defeitos. Um melhor ajuste entre diferentes testes pode ser feito e o período entre a realização dos testes deve ser o mais curto possível. possível. 12
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo: Ciclo de Vida Área: Momento do Envolvimento Planejamento dos testes e estimativa indica quais atividades devem ser realizadas e os recursos necessários para executá-las. executá-las. Uma boa estimativa e planejamento são muito importantes, já que são a base para a alocação de recursos para um determinado período. 13
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo: Ciclo de Vida Área: Momento do Envolvimento Níveis de evolução Nível A – Conclusão das bases de teste Nível B – Início das bases de teste Nível C – Início da definição de requisitos Nível D – Início do projeto 14
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo: Técnicas Descrição: O grupo Técnicas define quais técnicas serão utilizadas, para planejamento, especificação, execução e medição dos testes Este grupo considera quatro áreas: Estimativa e Planejamento Técnicas de Especificação de Teste Técnicas de Teste Estático Métricas 15
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo: Técnicas Área: Estimativa e Planejamento O planejamento e estimativa indicam quais atividades devem ser realizadas, quando e quais os recursos necessários. Uma boa estimativa e planejamento são muito importantes, já que são a base para a alocação de recursos em um determinado período. 16
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo: Técnicas Área: Estimativa e Planejamento Níveis de evolução Nível A – Estimativa e planejamento substanciado Nível B – Estimativa e planejamento estatisticamente substanciado 17
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo: Técnicas Área: Técnicas de Especificação de Teste A definição das técnicas de especificação de teste é uma forma padronizada para derivação de casos de testes partir de informações de origem. origem. A aplicação das técnicas permite mostrar a qualidade e profundidade dos testes e aumentar a reusabilidade dos testes. 18
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo: Técnicas Área: Técnicas de Especificação de Teste Níveis de evolução Nível A – Técnicas informais Nível B – Técnicas formais 19
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo: Técnicas Área: Técnicas de Teste Estático Nem tudo pode e deve ser testado dinamicamente, através da dinamicamente, execução dos programas. programas. A inspeção de produtos sem a execução dos programas, ou a programas, avaliação de medições que indicam o nível de qualidade é chamada de Teste Estático. Estático. Checklists são muito úteis para este tipo de avaliação. avaliação. 20
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo: Técnicas Área: Técnicas de Teste Estático Níveis de evolução Nível A – Inspeção das bases de teste Nível B – Checklists 21
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo: Técnicas Área: Métricas Métricas são observações quantificadas das características de um produto ou processo. processo. Para o processo de teste, métricas do progresso do processo e da teste, qualidade do sistema testado são muito importantes. importantes. Elas são usadas para controlar o processo de teste, para dar teste, substância às recomendações do teste, e também para tornar teste, possível comparar sistemas ou processos. processos. 22
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo: Técnicas Área: Métricas Níveis de evolução Nível A – Métricas de projeto (produto) Nível B –Métricas de projeto (processo) Nível C –Métricas de sistema Nível D –Métricas de organização 23
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo: Infraestrutura Descrição: O grupo Infraestrutura determina as características ambientais onde os testes serão executados, incluindo hardware, software, serviços necessários e estrutura física. Este grupo considera três áreas: Ferramentas de Teste Ambiente de Teste Ambiente de Escritório 24
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo: Infraestrutura Área: Ferramentas de Teste Ferramentas de Teste são apoios automatizados ao processo de teste. A automação dentro do processo de teste pode ocorrer em de diversas formas e possui em geral um ou mais objetivos: Necessidade de redução do número de horas de teste; Necessidade de redução do tempo de condução dos testes; Aumentar a profundidade dos testes; Aumentar a flexibilidade dos testes; Aumentar ou agilizar a percepção sobre o processo de teste; Aumentar a motivação dos testadores. 25
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo: Infraestrutura Área: Ferramentas de Teste Níveis de Evolução Nível A – Ferramentas de planejamento e controle Nível B –Ferramentas de Execução e análise Nível C –Automação extensiva do processo de teste 26
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo: Infraestrutura Área: Ambiente de Teste A execução dos testes ocorre no chamado ambiente de teste. Este teste. componentes: ambiente compreende os seguintes componentes: Hardware; Software; comuncação; Meios de comuncação; Facilidades para construção e utilização das bases de dados e arquivos; arquivos; Procedimentos. Procedimentos. 27
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo: Infraestrutura Área: Ambiente de Teste O ambiente deve ser composto e configurado de modo que, por que, meio dos resultados dos testes, ele possa ser otimamente determinado para a extensão dos testes a serem executados, de executados, acordo com os requisitos. requisitos. O ambiente possui grande influência na qualidade, tempo de qualidade, condução e custo do processo de teste. Importantes aspectos do teste. ambiente são: Responsabilidades, gerenciamento do sistema, são: Responsabilidades, sistema, disponibilidade no momento e pelo tempo necessários, necessários, representatividade e flexibilidade. flexibilidade. 28
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo: Infraestrutura Área: Ambiente de Teste Níveis de Evolução Nível A – Ambiente de teste gerenciado e controlado Nível B – Teste no ambiente melhor adaptado Nível C – Ambiente amplo de teste 29
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo: Infraestrutura Área: Ambiente de Escritório A equipe de teste necessita de cadeiras, mesas, cmputadores, cadeiras, cmputadores, processadores de texto, impressoras, telefones etc. texto, impressoras, Uma organização boa e disponibilizada na hora certa possui influência positiva na motivação da equipe de teste, na teste, comunicação interna e interna da equipe a na eficiência do trabalho. trabalho. 30
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo: Infraestrutura Área: Ambiente de Escritório Níveis de Evolução Nível A – Ambiente de escritório adaptado e eficiente 31
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo: Organização Descrição: O grupo Organização considera as questões gerais da organização de um processo de teste, incluindo questões relacionadas aos papéis exercidos, abrangência da metodologia de teste e gerenciamento de diversos aspectos do ambiente de teste. Este grupo considera oito áreas-chave: áreas- Comprometimento e motivação Relato Funções de teste e treinamento Gerenciamento de defeitos Escopo da metodologia Gerenciamento de testware Comunicação Gerenciamento do processo de teste 32
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo: Organização Área: Comprometimento e motivação O comprometimento e motivação do pessoal envolvido no teste é um pré-requisito importante para a fácil execução do processo de pré- teste. teste. As pessoas envolvidas não são apenas os testadores, mas testadores, também, também, por exemplo, o gerente do projeto. exemplo, projeto. Também importante é a sensação de se ter boas condições. O condições. processo de teste deve possuir tempo, dinheiro e recursos tempo, (quantitativos e qualitativos) suficientes para executar um bom qualitativos) teste, no qual a cooperação e boa comunicação com o resto do teste, projeto resulta num processo com ótima eficiência. eficiência. 33
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo: Organização Área: Comprometimento e motivação Níveis de evolução Nível A – Disponibilização de recursos e tempo Nível B – Teste integrado à organização do projeto Nível C – Engenharia de teste 34
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo: Organização Área: Funções e treinamento Num processo de teste, a composição correta da equipe de teste é teste, muito importante. importante. Uma mistura de diferentes disciplinas, funções, conhecimentos e disciplinas, funções, habilidades são requeridas. requeridas. Além de experiência específica em teste, conhecimento sobre o teste, assunto, assunto, sobre a organização e conhecimento geral sobre TI é necessário. Para adquirir esta mistura, treinamento é essencial. necessário. mistura, essencial. 35
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo: Organização Área: Funções e treinamento Níveis de evolução Nível A – Gerente de teste e testadores Nível B –Gerente de testes, analista de teste, arquiteto de teste e testadores. Nível C –Engenharia da qualidade 36
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo: Organização Área: Escopo da Metodologia Para cada processo de teste na organização, certa metodologia ou organização, método de trabalho é usado, compreendendo atividades, usado, atividades, procedimentos, regulações, procedimentos, regulações, técnicas etc. Quando estas metodologias são diferentes toda vez ou quando são tão genéricas que muitas partes necessitam ser desenhadas novamente toda vez que usadas, isto tem um efeito negativo no usadas, resto da eficiência do processo. processo. O objetivo é que a organização use metodologias que são suficientemente genéricas para serem aplicadas am todas as situações, situações, mas que contenham detalhamento suficiente para que não seja necessário repensar os mesmos itens toda vez. vez. 37
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo: Organização Área: Escopo da Metodologia Níveis de evolução Nível A –Específica para o projeto Nível B –Organizacional Nível C –Otimização da organização 38
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo: Organização Área: Comunicação No processo de teste, comunicação com as pessoas envolvidas teste, ocorre de diversas formas, tanto dentro da própria equipe de teste formas, quanto com outras partes, como desenvolvedores, usuário, cliente partes, desenvolvedores, usuário, etc. Estas formas de comunicação são importantes para a execução tranquila do processo de teste, não apenas para criar boas teste, condições e otimizar a estratégia de teste, mas também para teste, comunicar o progresso e a qualidade. qualidade. 39
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo: Organização Área: Comunicação Níveis de evolução Nível A – Comunicação interna Nível B –Comunicação de projeto Nível C – Comunicação organizacional sobre a qualidade do processo de teste 40
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo: Organização Área: Relato Teste não é apenas ´detecção de defeitos´ mas também o defeitos´ fornecimento de uma percepção sobre o nível de qualidade dos produtos. produtos. O relato deve objetivar fornecer um aconselhamento bem fundamentado ao cliente referente ao produto e ao processo de desenvolvimento de sistemas. sistemas. 41
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo: Organização Área: Relato Níveis de evolução Nível A – Defeitos Nível B – Progresso, atividades e defeitos prioritários Nível C – Riscos e recomendações, substanciados por métricas Nível D – Recomendações possuem um caráter de melhoria de processo de software 42
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo: Organização Área: Gerenciamento de Defeitos Embora gerenciar defeitos seja um assunto relacionado ao projeto e não apenas ao teste, os testadores geralmente estão envolvidos teste, com isso. isso. Um bom gerenciamento pode permitir rastrear o ciclo de vida de um defeito e dar suporte à análise da tendência de qualidade nos defeitos detectados. detectados. Tais análises são usadas para, por exemplo, fornecer um para, exemplo, aconselhamento bem fundamentado referente à qualidade. qualidade. 43
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo: Organização Área: Gerenciamento de Defeitos Níveis de evolução Nível A – Gerenciamento de defeitos internos Nível B –Gerenciamento extensivo de defeitos Nível C –Gerenciamento dos defeitos do projeto 44
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo: Organização Área: Gerenciamento de Testware Os produtos dos testes devem ser manuteníveis e reusáveis para isto precisam ser gerenciados. gerenciados. Além dos próprios produtos de teste, como Plano de Teste, teste, Teste, Especificações, Especificações, Bases de dados e arquivos, é importante que arquivos, produtos de processos prévios, como o Projeto funcional, sejam prévios, funcional, bem gerenciados, já que o processo de teste pode ser rompido se gerenciados, uma versão errada de programa for entregue. entregue. Se o testador reivindicar o gerenciamento de versões dos produtos, produtos, ele exerce uma influência positiva e a testabilidade do programa é melhorada. melhorada. 45
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo: Organização Área: Gerenciamento de Testware Níveis de evolução Nível A – Gerenciamento interno de testware Nível B –Gerenciamento externo das bases de teste e objetos sob teste Nível C –Testware reusável Nível D –Sistema de rastreamento de requisitos para casos de teste 46
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo: Organização Área: Gerenciamento do processo de teste Para gerenciar cada processo e atividade, os quatro passos do ciclo atividade, PDCA de Deming são essenciais: essenciais: Planejar (Plan) Executar (Do) Verificar (Check) Agir (Act) ou algum dos modelos derivados dele … O gerenciamento do processo é de vital importância para a realização de um teste ótimo num processo de teste frequentemente turbulento. turbulento. 47
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo: Organização Área: Gerenciamento do processo de teste Níveis de evolução Nível A – Planejamento e execução Nível B – Planejamento, execução, monitoramento e ajuste Nível C – Monitoramento e ajuste em toda organização 48
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo: Todos Área: Avaliação Avaliar significa inspecionar os produtos, como requisitos e projeto produtos, funcional. A importência da avaliação é que defeitos são funcional. encontrados o mais cedo possível no processo de desenvolvimento. desenvolvimento. Isto faz com que o retrabalho custe muito menos. menos. A avaliação pode ser executada mais facilmente, já que ela não facilmente, necessita executar programas ou configurar um ambiente. ambiente. 49
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo: Todos Área: Avaliação Níveis de evolução Nível A – Técnicas de Avaliação Nível B – Estratégias de avaliação 50
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo: Todos Área: Teste de baixo nível Os testes de baixo nível são, geralmente, executados pelos são, geralmente, desenvolvedores. desenvolvedores. Fazem parte destes testes o teste de unidade e o teste de integração. integração. O teste de baixo nível é eficiente porque requer pouca comunicação e porque quem identifica o defeito é também quem o corrige. corrige. 51
    • Testing Process Improvement - TPI Grupo: Todos Área: Teste de baixo nível Níveis de evolução Nível A – Teste de baixo nível para o modelo de ciclo de vida Nível B – Técnicas de caixa-branca Nível C – Estratégia de teste de baicxo nível 52
    • Testing Process Improvement - TPI Controlado Eficiente Otimizado Escala 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 Áreas-chave 1 Estratégia dos Testes A B C D 2 Matriz Modelo de Ciclo de Vida A B 3 Momento do Envolvimento no Teste A B C D 4 Estimativa e Planejamento A B 5 Técnicas de Especificação dos Testes A B 6 Técnicas de Teste Estático A B 7 Métricas A B C D 8 Automação de Testes A B C 9 Ambiente de Teste A B C 10 Local de Trabalho dos Testadores A 11 Comprometimento e Motivação A B C 12 Funções de Teste e Treinamento A B C 13 Escopo da Metodologia A B C 14 Comunicação A B C 15 Reporte A B C D 16 Gerenciamento de Falhas A B C 17 Gerenciamento do Testware (Artefatos do teste) A B C D 18 Gerenciamento do Processo de Teste A B C 19 Avaliação dos Produtos Intermediários do Desenvolvimento A B 20 Testes "Low-level" (testes realizados pelos desenvolvedores) A B C 53
    • Testing Process Improvement - TPI TPI Next Áreas- Áreas-chave 1. Comprometimento dos Stakeholders 2. Grau de envolvimento 3. Estratégia de Teste 4. Organização dos Testes 5. Comunicação 6. Relato 7. Gerenciamento do processo de teste 8. Estimativa e planejamento 9. Métricas 10. Gerenciamento dos defeitos 11. Gerenciamento de testware 12. Metodologia 13. Profissionalismo do testador 14. Projeto do caso de teste 15. Ferramentas de teste 16. Ambiente de Teste 54