Biblioteca Ativa. Projeto para biblioteca escolar

10,258 views

Published on

Biblioteca Ativa. Projeto para biblioteca escolar

Published in: Education
2 Comments
4 Likes
Statistics
Notes
No Downloads
Views
Total views
10,258
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
798
Actions
Shares
0
Downloads
113
Comments
2
Likes
4
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Biblioteca Ativa. Projeto para biblioteca escolar

  1. 1. ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO ASSESSORIA DE GESTÃO EDUCACIONAL DE RONDONÓPOLIS ESCOLA ESTADUAL PROFª. EUNICE SOUZA DOS SANTOS PROJETO BIBLIOTECA ESCOLAR Raimundo Soares de Andrade INTRODUÇÃO A Escola Estadual Profª Eunice Souza dos Santos foi criada pelo decreto nº 2531, publicado no Diário Oficial do Estado de 31 de março de 1987, pelo Excelentíssimo Senhor Governador do Estado, Vilmar Peres de Faria, o Secretário de Estado de Educação, Sr. Rubens da Cruz Pereira e outras autoridades civis, militares e eclesiásticas, onde solenemente foi inaugurada. Localiza-se na rua Dom Pedro II num 4154, no bairro Monte Líbano, município de Rondonópolis, Estado de Mato Grosso. Telefone: 3426-6256. Etapas/Modalidades de Ensino: Ensino Fundamental de 1º ao 9º Ano. A Lei da Biblioteca Escolar nº 12.244 de 24 de maio de 2010; O PRESIDENTE DA REPÚBLICA. Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei: Art. 1o As instituições de ensino públicas e privadas de todos os sistemas de ensino do País contarão com bibliotecas, nos termos desta Lei. Art. 2o Para os fins desta Lei, considera-se biblioteca escolar a coleção de livros, materiais videográficos e documentos registrados em qualquer suporte destinados a consulta, pesquisa, estudo ou leitura. Parágrafo único. Será obrigatório um acervo de livros na biblioteca de, no mínimo, um título para cada aluno matriculado, cabendo ao respectivo sistema de ensino determinar a ampliação deste acervo conforme sua realidade, bem como divulgar orientações de guarda, preservação, organização e funcionamento das bibliotecas escolares. Art. 3o Os sistemas de ensino do País deverão desenvolver esforços progressivos para que a universalização das bibliotecas escolares, nos termos previstos nesta Lei, seja efetivada num prazo máximo de dez anos, respeitada a profissão de Bibliotecário, disciplinada pelas Leis nos 4.084, de 30 de junho de 1962, e 9.674, de 25 de junho de 1998. Art. 4o Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação. Brasília, 24 de maio de 2010; 189o da Independência e 122o da República. LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA Fernando Haddad Carlos Lupi ( Lei da Biblioteca Escola: Disponível em: http://presrepublica.jusbrasil.com.br/legislacao/823116/lei-da-biblioteca-escolar-lei) A Escola Eunice, não possui um bibliotecário (a) nem uma sala específica para biblioteca, entretanto, este ano por não haver articuladores, estará utilizando a sala de articulação para tal função. Vale ressaltar que a escola possui um acervo literário com aproximadamente 3,200 exemplares disponíveis para pesquisa e empréstimo, na modalidade
  2. 2. infantil e infanto-juvenil. Dentre o acervo encontram-se: Livros, gibis, revistas, jornais e materiais de mídias eletrônicas. Num espeço de 36m a Biblioteca contém três estantes com encosto, uma estante simples sem encosto, uma estante dupla com encosto, um armário de madeira, um armário de metal, 10 mesinhas para pesquisa com dez carteiras novas e duas mesas para estudo e pesquisa. A sala é climatizada e possui um ventilador de teto, ajudando assim na conservação dos materiais. OBJETIVO GERAL Na certeza de que a leitura abre espeço para novos caminhos do saber e da aprendizagem, este projeto tem como objetivo principal formar alunos e professores pesquisadores estimulando assim os estudantes a frequentarem a biblioteca escolar, buscando o entretenimento, informação e a construção do conhecimento bem como estimulando o estudo e o hábito de ler por prazer. OBJETIVOS ESPECÍFICOS  Promover o interesse pela leitura de diversas obras literárias.  Formar alunos e professores pesquisadores  Estimular o empréstimo do livro como forma der estudo e pesquisa.  Estimular a busca de informações em diferentes tipos de livros tais como: enciclopédias, dicionários e livros didáticos.  Proporcionar aos alunos/professores um espaço de múltiplas leituras através da arte da cultura escrita e visual. METODOLOGIA A escola trabalhará de forma conjunta, onde todos possam ser colaboradores no projeto Biblioteca Escolar. Isso se dá pelo fato da unidade escolar não possuir em seu quadro de profissionais um bibliotecário (a) para tal função. Assim, gestão, coordenação, professores, técnicos e alunos devem se organizar para que as práticas de leitura e pesquisa possam ser desenvolvidas com ações direcionadas atendendo todas as idades nos períodos matutino e vespertino. Nesse sentido, a escola continuará com os cadernos registro onde alunos e professores podem fazer seus empréstimos conforme regras expostas no espaço de leitura. As turmas poderão realizar práticas coletivas, reservando assim o espaço numa hora marcada. Os professores poderão levar os livros para a sala de aula através do Carrinho da Leitura. Caberá, portanto ao professor (a) que usar o espaço, a função de também fechar a sala da biblioteca,
  3. 3. evitando assim, a entrada de alunos sem acompanhamento e evitando a perda ou extravio de matérias que nela se encontram. AVALIAÇÃO A cada bimestre, os cadernos de empréstimos serão analisados, turma por turma, observando assim as turmas que mais leram como também os alunos destaques em empréstimos de livros, levando em consideração também os registros pessoais de leitura de no caderno de campo de cada professor. Poderá ainda ser levantada uma estatística de todos os dados sendo expostos no mural da escola. PROJETOS DESENVOLVIDOS NA ESCOLA 1-Palanquinho da Leitura Os alunos escolhem um livro, sobem em cima do Palanquinho da Leitura e lê pausadamente para a turma, conforme orientações da professora (o). Tal ação ajuda o aluno a perder o medo do público, desenvolver a prática do ler de forma coletiva, respirar na hora certa, usar a pontuação correta e melhorar sua presença de palco. Essa prática pode ser executada tanto na sala de aula como na própria biblioteca, isso dependerá do planejamento do professor. 2- Carrinho da Leitura O professor (a) leva os livros escolhidos antecipadamente por ele até a sala de aula ou outro espaço da escola no “Carrinho da leitura” e assim, distribui os livros conforme proposta feita no caderno de planejamento de aula. Vale ressaltar que mesmo que os livros sejam lidos na sala de aula, deverá ser anotado no caderno de empréstimos para dados de leitura de turmas e aluno. Após o termino da atividade, os livros devem ser devolvidos no mesmo lugar, haja vista não haver um bibliotecário na escola. O professor poderá pedir a ajuda de alunos para essa ação e assim trabalhar também a cooperatividade com o grupo.
  4. 4. 3- Maleta da Leitura A Maleta da leitura é uma ação que incentiva a prática da leitura também no ambiente familiar. O professor escolhe um livro que será levado para casa por um aluno . Em casa, com a família, o aluno estuda e lê o livro e recria a história que será apresentada em sala de aula da melhor forma que ele achar. Com desenho, ilustração, colagens, montagens, etc. Esta ação prática aproxima o aluno à leitura e interage a família na arte de contar histórias. 4- Leitores e apresentadores em Ação O professor levará à sala de aula, através da biblioteca ambulante, um bom acervo de livros para os alunos fazerem suas escolhas. Estes levarão os livros às suas casas, para que façam a leitura no ambiente familiar. Uma vez por semana, o professor disponibilizará uma aula para as apresentações dos leitores. Um aluno anotará no quadro-negro os nomes dos participantes e cada um irá contar ao professor e demais colegas da sala a história do livro que leu ou declamar a poesia que memorizou, utilizando um microfone. O professor deverá anotar na lousa o título e o nome do autor de cada livro a ser apresentado. Espera-se que o número de leitores aumente consideravelmente, motivados pela narração de histórias interessantes ou pela emoção das poesias declamadas. 5- Leitura de Gibis e Revistas Segundo estudiosos e psicólogos, o gênero literário chamado GIBI, colorido, ilustrado e cheio de recursos gráficos incentiva os pequenos de pré-escola e demais alunos a desenvolver o gosto pela leitura como também a criar o hábito de ler. Com esse pensamento, acabou-se o tempo em que os gibis eram tidos como proibidos na sala de aula e vistos como mal exemplo de literatura. Nesse sentido, toda escola precisa ter boas práticas de leituras com este gênero. Na escola Eunice, existe um grande acervo de gibis e os mesmos são usados de forma a entreter os alunos e trabalhar temas diversos como saúde, álcool e drogas. Tantos os gibis quanto as revistas são levados em uma pequena caixa para a sala de aula onde os alunos podem ler e trocar experiências, como também estão disponíveis na biblioteca à disposição de todos.
  5. 5. PROJETOS A SEREM DESENVOLVIDOS NA ESCOLA PARA O ANO DE 2014 6-Fantoches Divertidos. Os alunos em dupla ou trio estudam o mesmo livro ( conto, fábula, poesia, etc) Após a leitura, escrevem uma pequena apresentação que será feita utilizando fantoches onde será apresentado em sala de aula para os demais colegas. Com essa prática os alunos podem desenvolver a construção de pequenos textos, improvisação e criatividade. 7- Concurso Cultural de desenho. Dentre os livros escolhidos e lidos pelo aluno, o mesmo terá como objetivo desenhar algo relacionado ao tema na folha específica do concurso de desenho. O aluno só poderá escrever nesta folha o título do livro lido e nome do autor. Cabe ao professor colocar nesta folha apenas o número de identificação do aluno no SigEduca e a turma em que estuda . A premiação será realizada com medalhas e ou chocolates. Cada aluno poderá participar com até dois desenhos, mas somente um dele poderá ser escolhido. A folha poderá ser retirada na coordenação e deverá ser acompanhada por um professor. Os 10 melhores desenhos serão postados no blog da Escola. 8- Livro Falante. O livro falante é um material feito de EVA com papel, tipo uma máscara em forma de livro. O aluno lê um livro escolhido e no dia marcado, na sala de aula se torna o próprio livro que conta a sua própria história. Para isto é importante conhecer o contexto e todo o enredo do livro para que assim, com dinamismo, consiga envolver toda a turma nesta ação. 9- Biblioteca Ativa. A palavra Biblioteca vem do termo grego biblion ( Livro) e Theka ( caixa) significando assim, um lugar ou um móvel onde se guardam livros. Neste sentido, esta proposta visa criar a consciência e despertar a valorização da conservação do acervo e da importância da Biblioteca na unidade escolar. Serão realizadas brincadeiras, contações de histórias entre outras atividades falando acerca dos livros e das propostas de trabalho. 10- Leituras ao ar livre. Para esta atividade direcionada, o professor leva certa quantidade de livros escolhidos previamente até um dos espaços da escola (corredor salão, pátio, etc) e distribui entre os alunos. Os mesmos podem ler a vontade e conversar com os colegas como também trocar o livro lido com os outros e discutir os temas estudados. Dica: Use um pano bem grande ou TNT e coloque no chão onde os alunos podem se sentir mais a vontade.
  6. 6. CRONOGRAMA Pelo fato da escola não possuir um profissional específico para cuidar da biblioteca, faz-se necessário que todos possam colaborar na organização e conservação da mesma. Os professores podem acompanhar seus alunos com dia marcado durante a semana para visitar a biblioteca, como também levar os livros até a sala de aula e acompanhar os registros feitos nos cadernos de empréstimo. Aos professores, principalmente os da área da linguagem do 1º ao 5° ano, pede-se que haja um acompanhamento específico com seus alunos, para isso, devem colocar no caderno de campo um dia específico para visitar a biblioteca e desenvolver as suas atividades de leitura . Cronograma - Período Matutino SEG TER QUA QUI SEX 7h ás 8h 8h ás 9h 9h ás 10h 10h ás 11h Cronograma - Período Vespertino SEG TER QUA QUI SEX 13h ás 14h 14h ás 15h 1º Ano 2º Ano 3º Ano 4º Ano 5º Ano 15h ás 16h 16h ás 17h
  7. 7. REFERÊNCIAS A BIBLIOTECA ESCOLAR - Desafios e metas - Ana Paula Rodrigues, 2007. Disponível em: http://pt.slideshare.net/paula.rodrigues/biblioteca-escolar-desafios-e-metas. Acesso em 08/04/2014 BIBLIOTECA ESCOLAR; Brasília 2007. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/profunc/biblio_esc.pdf. Acessos em: 08/04/2014 PROGRAMA DE BIBLIOTECAS da rede municipal de ensino de Belo Horizonte, MG. Disponível em: http://pt.slideshare.net/elianabannach/biblioteca-13176561. Acesso em 05/04/2014 PROJETO DE BIBLIOTECA ESCOLAR. Disponível em: http://pt.slideshare.net/sissycb/projeto-biblioteca. Acesso em: 06/04/2014 O USOS DE GIBIS em sala de aula. Disponível em: http://revistaescola.abril.com.br/lingua- portuguesa/alfabetizacao-inicial/eu-ja-sei-ler-gibi-423486.shtml. Acesso em 07/04/2014 Diretor: Benedito Santana da Silva Coordenadores Pedagógicos: João Gonçalves de Araújo Neto Raimundo Soares de Andrade Rondonópolis MT, 09/04/2014

×