Your SlideShare is downloading. ×
Como a tecnologia altera o comportamento humano - e o Jornalismo
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×

Thanks for flagging this SlideShare!

Oops! An error has occurred.

×

Introducing the official SlideShare app

Stunning, full-screen experience for iPhone and Android

Text the download link to your phone

Standard text messaging rates apply

Como a tecnologia altera o comportamento humano - e o Jornalismo

2,127
views

Published on


0 Comments
1 Like
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total Views
2,127
On Slideshare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
3
Actions
Shares
0
Downloads
11
Comments
0
Likes
1
Embeds 0
No embeds

Report content
Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
No notes for slide

Transcript

  • 1. Como a tecnologia altera o comportamento humano – e o Jornalismo @rafaelsbarai Novembro/2010
  • 2. Jornalista? Jornalismo? @rafaelsbarai Novembro/2010
  • 3. • “Todas as formas nas quais e pelas quais as notícias e seus comentários chegam ao público” (BOND, 1959). • “Uma batalha geralmente sutil e que usa um rumo de aparência extremamente inofensiva: a palavra” (ROSSI, 1994). • Chavões e expressões que são aplicadas ao Jornalismo de hoje, mas falta ainda uma adaptação acadêmica ao produto Jornalismo na era Digital. • Atribui-se ao Jornalismo digital “toda a produção dos eventos cotidianos estruturada segundo princípios específicos ao ambiente das redes telemáticas por onde circularão os conteúdos veiculados a partir de diferentes formatos e com atualização contínua, através da WWW, das intranets (as redes internas das empresas), das aplicações baseadas em WAP (Wireless Application Protocol) e de outros dispositivos tecnológicos integrantes do chamado ciberespaço” (BARBOSA, 2002, p. 11). O que é Jornalismo? @rafaelsbarai Novembro/2010
  • 4. • O ambiente seleciona o melhor adaptado. • Portanto, não pense que exercer a função é saber apenas escrever, ler, fazer pautas, apurar e produzir reportagens. Transcende essas características – que são imprescindíveis, claro. • É necessário conhecer APIs, CMS, Colaboração, Creative Commons, Data Visualization, Facebook, plataformas Apple, Mashups, Peer- to-peer, SEO, “Mídia Social”, Twitter e Wordpress. “Darwinismo Jornalístico” @rafaelsbarai Novembro/2010
  • 5. Pensar em rede @rafaelsbarai Novembro/2010
  • 6. Facebook • Rede social de maior popularidade no mundo: mais de 500 milhões de cadastrados • Jornalistas devem ter a consciência que as fontes de tráfego de uma publicação se multiplicaram com as redes sociais • Em rede, uma publicação é apenas um nó em rede • Pensar menos centralizado e mais distribuído. O Jornalismo se desloca às redes sociais @rafaelsbarai Novembro/2010
  • 7. Facebook: “social plugins” • Pensar em novas funcionalidades, recursos das próprias redes • F8 – conferência de desenvolvedores do Facebook: VEJA alinhou parceria com FB com o plugin Atividade Recente @rafaelsbarai Novembro/2010
  • 8. A novela Justin Bieber • Matéria: “Sete razões para odiar Justin Bieber” • Exemplo de conteúdo que percorreu muitos caminhos: impresso, on-line e redes (público) • Número de retweets ultrapassou a barreira dos 2.500 • “Seu cabelo é uma febre mundial. Ah, e ele ensina a secá-lo corretamente em um vídeo no YouTube” • Crítica humorada @rafaelsbarai Novembro/2010
  • 9. O tormento Justin Bieber @rafaelsbarai Novembro/2010
  • 10. A vez do leitor • Não existem 07 motivos para odiar Justin Bieber? Prove o contrário. • Resultado – até o momento @rafaelsbarai Novembro/2010
  • 11. Mapas e Dados são Jornalismo? @rafaelsbarai Novembro/2010
  • 12. • “Dados e mapas sozinhos não são mesmo jornalismo. A diferença é o tratamento que damos a eles.” • O que falta ao Jornalista: fugir de fotos, textos e vídeos. Saber usar – e abusar – dos ricos recursos presentes em rede. Mapas e Jornalismo @rafaelsbarai Novembro/2010
  • 13. • Prova concreta de como é possível unir Colaboração + Jornalismo + “Dados escondidos e soltos na web” • Mapa “geotaggeado” que mostra registros de homícidios desde 2003 e recorre a dados oficiais do departamento da polícia da cidade • É possível visualizar os registros por horário, data, dia, filtrar por idade e sexo das vítimas, etnia e qual arma foi utilizada na eventual fatalidade. New York Times Homicides Map @rafaelsbarai Novembro/2010
  • 14. • Economia é um sistema complexo – às vezes até incompreensível -, mas recheado de informações úteis a qualquer cidadão: Budget Puzzle: You Fix the Budget, do The New York Times Economia mastigada em infográfico @rafaelsbarai Novembro/2010
  • 15. Esqueçam plataformas e pensem em conceitos! • Não reinventem a roda • Não produzam modelos de negócios mirabolantes. Antes de tudo, esqueça a plataforma que será criada ou usada e pense no conceito • Motivação, estímulos: palavras-chave para criar o sentimento de pertencer a uma marca do Jornalismo. Compreender por que as pessoas colaboram é essencial. O ser humano é um ser social e precisa obrigatoriamente de um processo de interação diário • Falta “inteligência de software” ao Jornalismo. Quando isso ocorrer, o Jornalismo dará passos para crescer novamente @rafaelsbarai Novembro/2010
  • 16. Obrigado! @rafaelsbarai http://derepente.com.br http://flavors.me/rafa http://slideshare.com/rafaelsbarai @rafaelsbarai Novembro/2010