• Share
  • Email
  • Embed
  • Like
  • Save
  • Private Content
Palestra sobre Marketing Digital realizada no evento do SEBRAE e Assespro em 22 nov 2011
 

Palestra sobre Marketing Digital realizada no evento do SEBRAE e Assespro em 22 nov 2011

on

  • 1,157 views

Sebrae-SP e Assespro-SP promovem evento sobre marketing para empresas de TI ...

Sebrae-SP e Assespro-SP promovem evento sobre marketing para empresas de TI

No dia 22 de novembro, a Assespro-SP e o Sebra-SP realizaram o seminário TIC – Marketing e Mídias Digitais para empresas de Tecnologia da Informação. O objetivo foi informar e debater sobre a importância e os cuidados necessários com ações de marketing para empresas do setor.

A primeira palestra foi ministrada pelo diretor da Web Estratégica, Rafael Rez Oliveira. Na apresentação, Oliveira abordou o conceito de Marketing digital. Especialista no assunto, Oliveira comentou sobre o marketing na Internet e como as pequenas empresas podem utilizar os meios eletrônicos para promover os seus negócios.

Entre as dicas, um dos pontos ressaltados foi a otimização dos mecanismos de busca na Internet. O objetivo é incluir a empresa ou o serviço entre os primeiros nos sites de busca. Segundo Oliveira, 90% dos internautas utilizam sites de busca e 68% não passam da primeira página de resultados.

A segunda apresentação foi ministrada pela jornalista e diretora da Note! Assessoria de Comunicação, Fernanda Pancheri.

A palestra teve como foco a assessoria de imprensa como ferramenta de marketing. Durante a apresentação, Fernanda explicou o papel do assessor e os objetivos deste trabalho. Segundo ela, o objetivo principal é a construção de imagem e o ganho de credibilidade.

Statistics

Views

Total Views
1,157
Views on SlideShare
1,056
Embed Views
101

Actions

Likes
1
Downloads
0
Comments
0

1 Embed 101

http://www.rafaelrezoliveira.com 101

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

CC Attribution-ShareAlike LicenseCC Attribution-ShareAlike License

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

    Palestra sobre Marketing Digital realizada no evento do SEBRAE e Assespro em 22 nov 2011 Palestra sobre Marketing Digital realizada no evento do SEBRAE e Assespro em 22 nov 2011 Presentation Transcript

    • Serviços(30%)Serviços de informáticaAluguel de veículos, máquinas e objetos pessoaisServiços de transporte terrestreAtividades auxiliares da intermediação financeiraAtividades imobiliáriasAgências de viagensAtividades recreativas, culturais e desportivasComércio(56%)Material e equipamentos para escritório e informáticaVarejo de eletrodomésticos (cine-foto-som)Comércio de veículos automotoresComércio de autopeçasLivrarias, papelarias e bancas de jornalQuitandas, avícolas, peixarias e sacolõesIndústria(14%)Máquinas e equipamentos (implementos, ferramentas, reparação)Edição e gráficaConfecções de artigos de vestuárioObservatório das MPEs – SEBRAE – SP – nov/2006
    • • Pouca verba de mídia: precisam de mídias bemdirecionadas, pontuais e mensuráveis• Anunciar em mídia tradicional (jornal, revista, outdoor) écada vez mais caro e com o excesso de mídiasdisponíveis, traz menos retorno• Dificuldade de diferenciação• Redução da fidelidade à marca• Orientação para o curto prazo (incertezas quanto aofuturo)• Alta rotatividade de funcionários (+ gastos comtreinamento e menor uniformidade no atendimento)
    • “Pode-se considerar que sempre haverá anecessidade de vender. Mas o objetivo do marketingé tornar supérfluo o esforço de venda.O objetivo do marketing é conhecer e entendertão bem o cliente que o produto ou serviço sejaadequado a ele e se venda sozinho.Idealmente, o marketing deveria resultar em umcliente disposto a comprar.”Peter Drucker
    • Fonte: Yankelowich, 2006, apud I am the media, Future Lab – www.slideshare.net/futurelabYankelowich, 2006
    • Fonte: Ricardo Jordão Magalhães
    • Dor de cabeça doclienteTipo deconteúdoDescrição Alvo DataDúvidas sobre oserviçoFAQ Área de perguntas erespostas no siteConsumidor 01/05 /2011Educar o mercado Podcast Podcast no site Influenciador,Decisor02/05/2011Aprender sobre umtemaArtigo Divulgar em portal eno site, com linkToda a cadeia 15/05/2011Relacionamento diretoe rápidoTwitter Conta no Twitter Analistas, clientes 08/05/2011Diminuir o ciclo dasvendasPPT PPT para usointernoVendedores 25/05/2011Treinar novosvendedoresWhite Paper PDF Influenciador,Decisor29/05/2011Material com dados domercadoPPT PPT para download,SlideShareEstudantes, clientes,analistas, Gerentes30/05/2011Fonte: Biz Revolution – Ricardo Jordão Magalhães
    • Iniciativas/ObjetivosConteúdodentro do seusiteFacebook,Blogs,Twitters,Linkedin Ebooks,WhitePapers,Casos deSucessoNewsletter Videos Web SemináriosProspecção X X X X X XQualificação X X X XEducação X X X X X X XMudança dePercepçãoX X X X X XRetenção deClientesX X X X XSuporte paraVendasX X X X X XPercepção deLiderança daMarcaX X X X X X XComunicaçõesInternasX X X XFonte: Biz Revolution – Ricardo Jordão Magalhães
    • Fonte: Mario Amaya – http:// marioav.blogspot.com
    • =
    • http://www.flickr.com/photos/will-lion
    • 30 ~ 40%45 ~ 55%20 ~ 30%
    • Promessa Experiência Avaliação
    • Antes da buscaConversão nainterface de buscaPós-clique?
    • 113 bilhões depesquisas por mêsPara quem estas perguntaseram feitas antes do Google?
    • Uma vez um Dragão olhou para Chuck Norris.Uma vez.Uma vez Chuck Norris levou uma facada no olho.A faca ficou cega.Chuck Norris já foi homem bomba. 13 vezes.Chuck Norris e Superman apostaram uma quedade braço. O combinado foi que quem perdesseusaria a cueca por cima da calça o resto da vida.Uma vez o amor encarou Chuck Norris. Desde então o amor é cego.Eram cinco os Cavaleiros do Apocalipse, até que Chuck Norris resolveuseguir carreira solo..Lembra dos Chuck Norris Facts?
    • Search EngineMarketingA marca colocada no lugar certono momento em que o cliente resolveinteragir com o produto ou o serviço.Capacidade de explorar o “momento de compra”.
    • ResultadosOrgânicos são:Baseados narelevância epopularidade de umwebsite para cadapalavra-chave.
    • LinksPatrocinados são:Anúncios em sites de busca,pagos apenas quando umusuário clica no anúncio. Essevalor é chamado de custo porclique (CPC).
    • Estudo iProspect: Comportamento deUsuários em Mecanismos de BuscaiProspect Search Engine User Behavior Study 2006
    • utilizam sites de buscados internautas
    • dos internautas não passam da 1ª página deresultados68%92%não passam da 3ª
    • 39%acreditam que os primeiros nasbuscas são os líderes de mercado
    • De que adianta ter um bomsite se ninguém consegueencontrá-lo?
    • Mídias Sociais:3 frases-conceitopara entendê-las
    • THE TRUTH ISOUT THERE.(a verdade está lá fora)
    • Descentralização/Disseminaçãodo conteúdo
    • O que importa sobre umaempresa não é o que estádentro do site, é o que estáfora dele.Importa mais o que os outrosdizem sobre você do que oque você diz sobre si mesmo.
    • Se o seu sitedesaparecessehoje, alguémsentiria falta dele?
    • (você é aquilo que você compartilha)YOU ARE WHATYOU SHARE.
    • Antes de entrar nas Redes Sociais epensar em Mídia Social, é bom refletirsobre o custo “pequeno príncipe”.Você é responsável por aquilo quecativa:• Não entre na conversa se não forparticipar.• Tenha tempo para conversar.• Responda às perguntas.• Não corra do público quando eleinteragir.“Custo pequeno príncipe” via @rcassano | www.cassano.com.br
    • (se não se espalha, está morto)IF IT DOESN’TSPREAD,IT’S DEAD.Fonte: Convergence Culture, 2006
    • Fonte: http://www.flickr.com/photos/yourdon/2973403186/
    • Fonte: Gil Giardelli – http://gilgiardelli.wordpress.com/• Descobrir que o mais importante da web não é umaempresa falar a milhões.• Mas milhões falarem uns aos outros.• Não adianta gritar para que muitos ouçam.• Conversar com quem quer ouvir.• Criar advogados da marca.O que mais importa neste mundo moderno,complexo e contemporâneo: