Biocombustíveis: o que você precisa saber sobre este novo mercado

1,446 views
1,311 views

Published on

Perguntas e respostas sobre biocombustíveis. 2a edição. Material produzido pela Newsday Consultoria para a Petrobras, em 2008.

Published in: Environment
0 Comments
3 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
1,446
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
1
Actions
Shares
0
Downloads
78
Comments
0
Likes
3
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Biocombustíveis: o que você precisa saber sobre este novo mercado

  1. 1. Ministério das Minas e Energia BIOCOMBUSTÍVEIS O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE ESTE NOVO MERCADO 2a ªªªEDIÇÃO ATUALIZADA E AMPLIADA O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE ESTE NOVO MERCADO BIOCOMBUSTÍVEIS
  2. 2. BIOCOMBUSTÍVEIS 2a ªªªEDIÇÃO ATUALIZADA E AMPLIADA O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE ESTE NOVO MERCADO
  3. 3. A história dos biocombustíveis no Brasil teve início a partir de testes pioneiros realizados, entre os anos de 1905 e 1925, com o álcool combustível. Em 1931, o governo brasileiro estabeleceu um decreto que obrigava a mistura de 5% de álcool na gasolina importada pelo país; sete anos depois, o decreto-lei no 737 estendeu a obriga- toriedade da mistura de 5% de álcool também à gasolina produzida por aqui. Na década de 60, a descoberta de extensas reservas petrolíferas no Oriente Médio diminui um possível interesse mundial por biocombustíveis. Porém, com a primeira crise mundial do petróleo, em 1973, a procura por novas fontes de energia ressurge. Em 1975, o Brasil lançou o Programa Nacional do Álcool (Proálcool) – maior programa comercial de uso de biomassa para fins energéticos no mundo. Dois anos depois, o professor Expedito Parente, da Universidade Federal do Ceará, descobriu o biodiesel a partir do óleo de algodão e, em 1980, ele registrou a primeira patente mundial de biodiesel, hoje de domínio público. No mundo inteiro, com o passar dos anos e as inter- mitentes crises de energia, associadas à maior deman- da por combustíveis fósseis, surgiram novos e fortes estímulos para o desenvolvimento de tecnologias de produção tanto do etanol quanto do biodiesel. E estes dois produtos passaram a ter um papel de destaque na matriz energética mundial e no mercado internacional de combustíveis. Graças ao seu clima, à sua geografia, a vastas terras disponíveis para o cultivo de grãos e cana-de-açúcar Apresentação
  4. 4. e, ainda, à alta tecnologia desenvolvida pela Petrobras, o Brasil se transformou nos últimos anos num dos maiores produtores de biocombustíveis em termos globais, com um potencial de crescimento invejável. Hoje, nove em cada dez carros vendidos no país têm motores flex fuel, ou seja, são movidos a gasolina e álcool. Já há em circu- lação frotas de ônibus, trens e caminhões movidos a biodiesel – e a tendência, indiscutível, é que este merca- do se amplie muito nos próximos anos. E é justamente para explicar a importância dos biocombustíveis, seus mercados e numerosas vantagens, que a Petrobras tomou a iniciativa de produzir um material informativo específico sobre o assunto. A cartilha “BIOCOMBUSTÍVEIS: O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE ESTE NOVO MERCADO” procura descrever os principais temas deste novo mercado, mas sem a pretensão de esgotá-los. Trata-se de uma publicação – tal como o próprio mer- cado de biocombustíveis – dinâmica, e que exigirá atuali- zações periódicas, seja na forma impressa, com esta segun- da edição, seja na versão eletrônica, acessível através do portal da Petrobras na internet (www.petrobras.com.br). Com a cartilha, a Petrobras espera multiplicar os canais de comunicação e torná-los cada vez mais úteis aos seus diversos públicos, de professores a autoridades, dos profissionais da mídia aos técnicos do setor. A p r e s e n t a ç ã o
  5. 5. S u m á r i o SOBRE OS BIOCOMBUSTÍVEIS . capítulo um 1. O que são biocombustíveis? ................................................................................................................................ 9 2. O que é energia renovável? .................................................................................................................................. 9 3. Biocombustíveis e biomassa são a mesma coisa?................................................................................ 10 4. Quais são os tipos de biocombustíveis produzidos no Brasil para uso em transportes?.......................................................................................................................................................... 11 5. Qual é o papel dos biocombustíveis, atualmente, na matriz energética mundial?...... 11 6. Qual é a participação das fontes renováveis de energia, atualmente, na matriz energética do Brasil e do mundo? ................................................................................................................ 12 7. Qual é o consumo mundial de combustíveis em litros? ................................................................ 13 8. Deste volume, qual é a fatia de consumo dos biocombustíveis? ............................................ 13 9. Qual é a parcela do etanol dentro do consumo mundial de biocombustíveis? ............ 13 10. Os biocombustíveis representam quase a metade da matriz energética brasileira? ...................................................................................................................................................................... 14 11. Qual é a participação da Petrobras na produção e distribuição dos biocombustíveis? ......................................................................................................................................................15 12. Qual a importância do Cenpes no processo de produção dos biocombustíveis? .......... 16 13. Quais as vantagens dos biocombustíveis (para o consumidor, para o meio ambiente, para a economia do país e para os veículos)?.................................................. 17 14. O uso de biocombustíveis também oferece alguma vantagem específica para os veículos automotores? .......................................................................................................................................... 19 15. Quantos veículos automotivos são movidos a biocombustíveis no Brasil? ...................... 20
  6. 6. S u m á r i o SOBRE O BIODIESEL . capítulo dois 16. O que é biodiesel? ...................................................................................................................... 22 17. O biodiesel tem as mesmas características do diesel oriundo do petróleo? .................. 22 18. Quais são os componentes utilizados na produção do biodiesel? .................................. 22 19. Quais são as matérias-primas utilizadas na produção do biodiesel? .............................. 23 20. Como são denominadas as misturas de biodiesel ao óleo diesel? .................................. 24 21. Há diferença de desempenho nos veículos que usam biodiesel? .................................... 24 22. Quanto custará o biodiesel para o consumidor?.................................................................. 25 23. Qualquer veículo poderá usar o biodiesel? .......................................................................... 25 24. O aumento do uso do biodiesel afetará o diesel produzido e consumido no Brasil?.. 25 25. Qual é a expectativa de demanda de biodiesel no Brasil a curto, médio e longo prazos? .......................................................................................................................................... 26 26. Como o biodiesel é distribuído no país? ................................................................................ 27 27. Quais são as projeções para produção de biodiesel nos próximos anos? ...................... 27 28. O que são os leilões de biodiesel, como são feitos e por quê? ........................................ 28 SOBRE O HBIO . capítulo três 29. O que é HBio? .............................................................................................................................. 30 30. Qual é a diferença entre HBio e biodiesel? Eles são concorrentes? ................................ 30 31. O HBio já está sendo utilizado na produção de óleo diesel nas refinarias da Petrobras? 31
  7. 7. S u m á r i o 32. O HBio já está disponível no mercado internacional?........................................................ 31 33. Qual é a capacidade de produção do HBio pela Petrobras?.............................................. 32 34. Qual é a projeção da Petrobras para a produção de HBio nos próximos anos? .......... 32 SOBRE O ETANOL . capítulo quatro 35. O que é etanol? .......................................................................................................................... 34 36. Etanol e metanol são a mesma coisa? .................................................................................. 34 37. A produção de etanol está crescendo no Brasil? ................................................................ 35 38. Como é produzido o etanol no Brasil e no mundo? .......................................................... 35 39. Quais são os países que mais produzem etanol no mundo? ............................................ 36 40. Qual dos dois tipos de cultivo tem maior produtividade: o do etanol de milho ou o de cana-de-açúcar?.......................................................................................................... 36 41. O preço do etanol brasileiro é competitivo no mercado internacional?........................ 37 42. Como o etanol é distribuído no país?.................................................................................... 38 43. Quantos litros de etanol são consumidos no país e quantos litros são exportados para as demais regiões? ............................................................................................................ 38 44. Quais são as projeções oficiais para a produção de etanol nos próximos anos? ........ 39 45. Quanto se pretende investir na produção de etanol a médio e longo prazos?............ 40 46. Quantas usinas de álcool estão em operação no país? ...................................................... 40 47. É possível produzir etanol a partir de outra fonte?............................................................ 41 48. É possível aproveitar totalmente os rejeitos da produção de cana-de-açúcar? .......... 41 49. A ocupação de terras agricultáveis pela cana-de-açúcar é uma ameaça para as terras na região da Amazônia?.......................................................................................... 42 50. Qual é, atualmente, a área total de cultivo da cana-de-açúcar no Brasil? .................. 42
  8. 8. S u m á r i o 51. Esta é a maior área de cultivo do país, mesmo se comparada à da soja e à do milho? 43 52. O plantio da cana-de-açúcar exige algum tipo de cuidado especial em relação à conservação do solo?.............................................................................................................. 43 53. Quais são as perspectivas de exportação do etanol brasileiro?........................................ 44 ASPECTOS SOCIAIS, AMBIENTAIS, ECONÔMICOS E REGULATÓRIOS . capítulo cinco 54. Quais órgãos regulam e fiscalizam o mercado de biocombustíveis no país?................ 46 55. Quais são as metas da Petrobras para o mercado de biocombustíveis nos próximos anos?.................................................................................................................... 47 56. Os biocombustíveis são concorrentes dos combustíveis fósseis? .................................... 48 57. Como os biocombustíveis contribuem para a redução do aquecimento global? ........ 48 58. Além de gerarem energia, os biocombustíveis podem ser utilizados na produção de outros materiais?................................................................................................ 49 59. Como os biocombustíveis contribuem para a geração de empregos e distribuição de renda no Brasil? .................................................................................................................... 50 60. O que gera mais empregos: a indústria de petróleo ou a de etanol? ............................ 51 61. Com a construção de novas usinas e o aumento da produção de álcool, a tendência é de aumento de geração de empregos no setor?.............................................................. 51 62. A dura rotina do trabalhador nos canaviais mudou nos últimos anos? ........................ 52 63. O programa de biocombustíveis prejudica a oferta de alimentos quando utiliza terras de cultivo voltadas para a produção do etanol e do biodiesel?.............. 53 64. Há algum risco de que a produção brasileira específica de etanol prejudique a oferta de alimentos no mercado interno? ........................................................................ 54 65. Como a exportação de biocombustíveis pode estimular a economia brasileira? ........ 55 FONTES ...................................................................................................................................... 56
  9. 9. Sobre os BIOCOMBUSTÍVEIS [ c a p í t u l o u m ]
  10. 10. 1 [ 9 ] S ão combustíveis produzidos a partir da biomassa (matéria orgânica), isto é, de fontes renováveis – produtos vegetais ou compostos de origem animal. As fontes mais conhecidas no mundo são cana-de-açúcar, milho, soja, semente de girassol, madeira e celulose. A partir destas fontes é possível produzir biocombustíveis, como álcool, etanol e biodiesel. Os biocombustíveis são biodegradáveis – por isso provocam menor impacto à natureza. [OQUEVOCÊPRECISASABERSOBREESTENOVOMERCADO ] É a energia obtida a partir de fontes renováveis, ou seja, fontes que podem se recompor num ritmo capaz de suportar sua utilização sem restrições ou risco de esgotamento. O que são biocombustíveis? Soja: matéria-prima para o biodiesel 2O que é energia renovável?
  11. 11. 3 [ 10 ] N ão. Biomassa é um material vegetal orgânico que armazenou a energia do sol na forma de energia química. É, ainda, a quantidade de material vivo existente numa determinada área, em determinado momento, em geral expressa em unidades de energia ou no peso seco de matéria orgânica não-fóssil. Sua origem são as plantas (aquáticas e terrestres), os resíduos florestais e da agropecuária (bagaço de cana-de- açúcar, esterco), os óleos vegetais (buriti, babaçu, mamona, dendê, etc), os resíduos urbanos (aterro sanitário, lodo de esgoto) e alguns resíduos industriais (da indústria madeireira, de alimentos e bebidas, de papel e celulose, e beneficiamento de grãos). A biomassa voltada para fins energéticos abrange a utilização desses vários resíduos para a geração de fontes alternativas de energia. O Brasil é um grande produtor de insumos agrícolas, que por sua vez geram uma enorme – e contínua – quantidade de biomassa. No Brasil e em vários países do mundo, converte-se essa energia química armazenada em combustíveis líquidos em processos industriais. Por exemplo, é possível fermentar os açúcares de plantações de milho, trigo ou beterraba e convertê-los em etanol. Ou então, beneficiar o óleo de vegetais como pupunha, soja, mamona, dendê, babaçu, canola e amendoim para substituir o óleo diesel como fonte de energia. Biocombustíveis e biomassa são a mesma coisa? [BIOCOMBUSTÍVEIS ] Cultivo de mamona: biomassa voltada para fins energéticos
  12. 12. 4 [ 11 ] Á lcool hidratado, álcool anidro, biodiesel e o diesel produzido pelo processo HBio. Quais são os tipos de biocombustíveis produzidos no Brasil para uso em transportes? Qual é o papel dos biocombustíveis, atualmente, na matriz energética mundial? O s biocombustíveis são fontes de energia que não contribuem para o acúmulo de gases do efeito estufa na atmosfera. Este é o seu principal papel na matriz energética. Como os gases gerados na sua queima são reabsorvidos no crescimento da safra seguinte, há um equilíbrio entre a emissão e a absorção de poluentes. Além disso, os biocombustíveis que contêm oxigênio em sua composição, como o etanol e o biodiesel, ajudam a reduzir as emissões de monóxido de carbono (CO) quando adicionados aos combustíveis fósseis. E reduzir essas emissões representa menos poluição atmosférica local, principalmente nas grandes cidades. Detalhe do laboratório de biodiesel da Petrobras 5 [OQUEVOCÊPRECISASABERSOBREESTENOVOMERCADO ]
  13. 13. [ 12 ] D e acordo com os dados da Empresa de Pesquisa Energética (órgão ligado ao Ministério de Minas e Energia), do Ministério de Ciência e Tecnologia e da International Energy Agency (Key World Energy Statistics/ 2006), as fontes de energia de origem renovável – hidráulica, biomassa, solar, eólica e geotérmica – somam uma participação de pouco mais de 14% da matriz energética mundial. Entre os países que compõem a OCDE – Organização para a Coopera- ção e o Desenvolvimento Econômico (Estados Unidos, Japão, Alemanha, França, Itália, Reino Unido, Canadá, além de Austrália, Áustria, Bélgica, Espanha, Noruega, Países Baixos, Portugal, Suécia e Suíça), a participação é de 6,2%. No Brasil, contudo, a energia renovável tem uma presença bem maior: 45,8% da matriz energética do país. Ainda não há estatísticas precisas sobre a participação dos biocombustíveis na matriz energética brasileira ou mundial. Qual é a participação das fontes renováveis de energia, atualmente, na matriz energética do Brasil e do mundo? Energia eólica [BIOCOMBUSTÍVEIS ] 6
  14. 14. 7 [ 13 ] [OQUEVOCÊPRECISASABERSOBREESTENOVOMERCADO ] Em litros, qual é o consumo mundial de combustíveis? 9 E qual é a parcela do etanol dentro do consumo mundial de biocombustíveis? E m 2007, foram consumidos 54 bilhões de litros de etanol em todo o mundo. S ão utilizados 600 bilhões de litros de combustível por ano no mundo. O consumo de biocombustíveis (etanol de cana, etanol de milho e biodiesel) é de 10% desse volume total, ou algo em torno de 60 bilhões de litros. Os biocombustíveis representam 10% do consumo mundial de combustíveis 8 Deste volume, qual é a fatia de consumo dos biocombustíveis?
  15. 15. 10 [ 14 ] [BIOCOMBUSTÍVEIS ] N ão, porque além dos biocombustíveis há outras fontes de energia renovável em uso no Brasil. É o caso da eletricidade gerada pelas centrais hidrelétricas, que tem participação expressiva na matriz energética do país. Fonte: Ministério de Minas e Energia MATRIZ ENERGÉTICA BRASILEIRA [ 2006/2007 ] Madeira e outras Biomassas 12,7% Cana-de-Açúcar 14,5% Outras Renováveis 2,9% Petróleo 37,8% Nuclear 1,6% Carvão Mineral 6,0% Gás Natural 9,6% Hidroeletricidade 14,8% MATRIZ ENERGÉTICA MUNDIAL [ 2005/2006] Hidroeletricidade 2,2% Nuclear 6,5% Biomassa Tradicional 9,5% Óleo 35,3% Gás Natural 21,1% Carvão Mineral 23,2% Renováveis 2,2%Renováveis 2,2% Os biocombustíveis representam quase a metade da matriz energética brasileira?
  16. 16. [ 15 ] [OQUEVOCÊPRECISASABERSOBREESTENOVOMERCADO ] 11 Qual é a participação da Petrobras na produção e distribuição dos biocombustíveis? A tualmente, a Petrobras produz biodiesel em duas plantas-piloto em Guararema, no Rio Grande do Norte. Ao longo do segundo semestre de 2008 serão inaugu- radas as três primeiras plantas em escala industrial da Companhia, com capacidade de produção de 50 milhões de litros por ano cada uma. A Petrobras também pode produzir em suas refinarias óleo diesel parcialmente originado de óleos vegetais através do processo HBio, e estuda a possibilidade de participar de projetos de pro- dução do etanol combustível voltados para a exportação. Na distribuição nacional, a Petrobras atua por intermédio de sua subsidiária Petrobras Distribuidora (BR). A subsidiária Transpetro encarrega-se da logística dutoviária e marítima. Tanques e dutos de etanol da Petrobras: produção também voltada para a exportação
  17. 17. [ 16 ] [BIOCOMBUSTÍVEIS ] Qual a importância do Cenpes no processo de produção dos biocombustíveis? 12 Cenpes: linha de pesquisa e testes com biocombustíveis M aior centro de tecnologia em energia da América Latina, há vários anos o Cenpes desenvolve de modo permanente, diversas linhas de pesquisa e testes com biocombustíveis. Entre as pesquisas em andamento, destaca-se, por exemplo, o HBio, uma nova tecnologia para incluir óleos vegetais na produção de diesel e um processo inovador para a produção de biodiesel. Além disso, há uma pesquisa para a produção de etanol a partir de celulose, testes veiculares com novas formulações de combustíveis contendo biocombustíveis em sua composição, e experiências para estudar os efeitos – e as possíveis soluções – para derrames destes mesmos biocombustíveis no solo.
  18. 18. 13 [ 17 ] Quais os benefícios e vantagens dos biocombustíveis (para o consumidor, para o meio ambiente, para a economia do país e para os veículos)? [OQUEVOCÊPRECISASABERSOBREESTENOVOMERCADO ] A o contrário do petróleo e do gás natural, o biodiesel e o etanol são combustíveis produzidos a partir de fontes renováveis. Ou seja, sua produção pode ser controlada: planta-se mais, em caso de maior demanda, ou menos, em momentos de sobreoferta. O petróleo – existente em depósitos sob o solo e no fundo do mar – torna-se cada vez mais raro e seus preços tendem a subir; este fator, entre outros, fará com que os biocombustíveis sejam mais competitivos no mercado global de energia. Cadeia de produção do biodiesel gera novos empregos no campo
  19. 19. [ 18 ] De acordo com diversas pesquisas científicas, as plantas que dão origem aos biocombustíveis absorvem gás carbônico do ar, de modo a reduzir o efeito estufa e, também, compensar o gás carbônico que será emitido na queima do combustível. Em relação ao biodiesel, o produto vai gerar uma expressiva economia nas importações de petróleo e, conseqüen- temente, para a balança comercial do país. Em termos de logística e infra- estrutura, o biodiesel pode substituir o óleo diesel tradicional na geração e abastecimento de energia elétrica em comunidades isoladas, que hoje são dependentes de ge- radores movidos a óleo diesel de origem mineral. Para a população, a cadeia de produção do biodiesel proporciona a geração de um número expressivo de novos empregos no campo – a partir do plantio das matérias- primas – e, assim, ajuda a promover a inclusão social. O uso comercial do biodiesel ainda impulsiona o aprimoramento de novas tecnologias, e isto acelera a curva de aprendizado e fortalece a indústria e a agricultura nacionais. Para o meio ambiente, a vantagem traduz-se pela redução da emissão dos gases que provocam o efeito estufa: o biodiesel preserva o meio ambiente e contribui para melhorar a qualidade do ar nos grandes centros urbanos. [BIOCOMBUSTÍVEIS ] A cadeia de produção do biodiesel gera novos empregos no campo
  20. 20. S em dúvida. O biodiesel apresenta maior lubricidade e, com isso, ele aumenta a vida útil dos motores de automóveis de passeio, ônibus e caminhões. Com ponto de fulgor e número de cetano elevados, o combustível também amplia a vida útil do catalisador do sistema de escapamento. Além disso, é importante destacar que o biodiesel é: Uma fonte de energia renovável; um combustível ecológico, com diversidade de matérias-primas. Um produto natural e biodegradável, que gera menor emissão de monóxido de carbono, particulados e outros poluentes. 14 [ 19 ] [OQUEVOCÊPRECISASABERSOBREESTENOVOMERCADO ]Maior capacidade de lubrificação e vida útil mais longa dos motores: vantagens para o consumidor O uso de biocombustíveis também oferece alguma vantagem específica para os veículos automotores?
  21. 21. 15 [ 20 ] [BIOCOMBUSTÍVEIS ] Posto de abastecimento: frota flex fuel pode chegar a 15 milhões de unidades em 2013 S egundo a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), desde de março de 2003, 5 milhões de automóveis no Brasil são equipados com motores flex fuel. Em 2013, a frota de automóveis movidos a biocombustíveis deverá chegar a 15 milhões de unidades. Quantos veículos automotivos são movidos a biocombustíveis no Brasil?
  22. 22. Sobre o BIODIESEL [ c a p í t u l o d o i s ]
  23. 23. 16 [ 22 ] B iodiesel é um combustível biodegradável derivado de fontes renováveis, que substitui total ou parcialmente o óleo diesel de fonte mineral nos motores de combustão interna de ciclo movidos a diesel, como os de caminhões, tratores, ônibus e outros veículos, ou em motores estacionários, como os utilizados para geração de energia elétrica. O que é biodiesel? O biodiesel tem as mesmas características do diesel oriundo do petróleo? N ão. O biodiesel é um éster, produto da reação de um ácido, geralmente orgânico, com um álcool. Já o diesel é uma n-parafina, ou Normal-Parafina, sub- produto do petróleo processado nas refinarias. 17 Quais são os componentes utilizados na produção do biodiesel? Ó leos vegetais ou gorduras animais, etanol ou metanol e catalisadores. 18 [BIOCOMBUSTÍVEIS ]
  24. 24. [ 23 ] [OQUEVOCÊPRECISASABERSOBREESTENOVOMERCADO ] Quais são as matérias-primas utilizadas na produção do biodiesel? ALGODÃO AMENDOIM BABAÇU BURITI CANOLA DENDÊ GERGELIM GIRASSOL JOJOBA LINHAÇA MAMONA NABO FORRAGEIRO ÓLEOS DE FRITURA PALMISTE PEQUI PINHÃO-MANSO SOJA TUCUMÃ RESÍDUO INDUSTRIAL SEBO OU GORDURA ANIMAL Girassol Mamona Pinhão-Manso Soja Amendoim 19
  25. 25. 20 [ 24 ] [BIOCOMBUSTÍVEIS ] P ara a mistura de 2%, a denominação é B2 (2% biodiesel e 98% de óleo diesel); a mistura de 25% chama-se B25 (25% de biodiesel e 75% de óleo diesel); a mistura de 36% tem o nome de B36 (36% de biodiesel e 64% de óleo diesel); e assim por diante, até chegar ao B100 (100% de biodiesel). B2 2% B25 25% B36 36% B100 100% Como são denominadas as misturas de biodiesel ao óleo diesel? Há diferença de desempenho nos veículos que usam biodiesel? N o caso do B5 (5% de biodiesel e 95% de óleo diesel), por exemplo, pesquisas do Cenpes comprovaram que é praticamente impossível notar as diferenças de desempenho do motor em relação ao uso do óleo diesel puro. 21 MISTURAS DE BIODIESEL
  26. 26. [ 25 ] C omo a produção do biodiesel ainda é pequena, atualmente seu custo é alto. Para ter o mesmo preço do óleo diesel, precisará de incentivos do governo, maior escala de produ- ção e aperfeiçoamento do processo. [OQUEVOCÊPRECISASABERSOBREESTENOVOMERCADO ] Quanto custará o biodiesel para o consumidor? A regulamentação estabelece obrigatoriedades de mistura criando um “mercado cativo” de biodiesel, deslocando parte do diesel consumido no Brasil. É impor- tante lembrar que o consumo de diesel é crescente, mas o país ainda é importador desse produto. Portanto, o biodiesel ajudará na diminuição de remessa de divisas brasileiras para o exterior. O aumento do uso do biodiesel afetará o diesel produzido e consumido no Brasil? 24 Qualquer veículo poderá usar o biodiesel? N ão, somente veículos com motores a diesel. 23 22
  27. 27. [ 26 ] [BIOCOMBUSTÍVEIS ] 25 D esde janeiro de 2005 até o término de 2007, o país consumiu mais de 850 milhões de litros de biodiesel. Prevê-se para até o final de 2008 um mercado firme de 1,3 bilhão de litros de biodiesel. A partir de 2010, quando está prevista a entrada em vigor da obrigatoriedade da mistura de 5% de biodiesel (B5) ao óleo diesel mineral, a demanda deverá subir para 2,3 bilhões de litros anuais. Qual é a expectativa de demanda de biodiesel no Brasil a curto, médio e longo prazos? EXPECTATIVA DE DEMANDA * 2007 2008 2009 2010 MILHÕESDELITROS 2300 2000 1800 1500 1300 856 500 * As projeções acima poderão sofrer eventuais alterações caso ocorram novas antecipações para a entrada em vigor da obrigatoriedade de misturas com maior percentual de biodiesel.
  28. 28. [ 27 ] [OQUEVOCÊPRECISASABERSOBREESTENOVOMERCADO ] Como o biodiesel é distribuído no país? O biodiesel chega a todos os estados do Brasil através de uma extensa cadeia de distribuição. A Petrobras Distribuidora, por exemplo, já oferece o produto em todos os seus cerca de 5.500 postos de abastecimento instalados em território nacional. A Petrobras Distribuidora conta com cerca de 5.500 postos em todo o país Quais são as projeções para produção de biodiesel nos próximos anos? O Plano Estratégico da Petrobras estabelece, para 2011, a meta de produção anual de 885 mil metros cúbicos de biodiesel. 27 26
  29. 29. [BIOCOMBUSTÍVEIS ] O que são os leilões de biodiesel, como são feitos e por quê? [ 28 ] 28 O s Leilões Públicos da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) foram criados pelo Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) como instrumento para estimular a produção de biodiesel em todo o país. Os leilões são realizados pela própria ANP, que arremata as melhores propostas para venda de volumes do combustível. Nos cinco primeiros leilões realizados, coube compulsoriamente à Petrobras a compra de 93% do biodiesel arrematado, destinando-se os 7% restantes à Refinaria Alberto Pasqualini (Refap).
  30. 30. Sobre o H B I O [ c a p í t u l o t r ê s ]
  31. 31. 29 [ 30 ] [BIOCOMBUSTÍVEIS ] Planta da Petrobras para o processo HBio O HBio é um processo para a produção de óleo diesel a partir de óleos vegetais. Consiste na hidrogenação de uma corrente de gasóleo misturada a óleo vegetal por uma unidade de hidrotratamento (HDT). O que é HBio? Qual é a diferença entre HBio e biodiesel? Eles são concorrentes? H Bio é um processo para produção de óleo diesel (n-parafinas), enquanto o biodiesel é um produto em si mesmo (éster). Como a regulamentação tornará obrigatória a adição de biodiesel ao óleo diesel comercializado em todo o Brasil, e como o produto final do HBio é o próprio óleo diesel, não haverá competição entre eles, mas complementaridade. 30
  32. 32. 31 [ 31 ] [OQUEVOCÊPRECISASABERSOBREESTENOVOMERCADO ] O HBio já está sendo utilizado na produção de óleo diesel nas refinarias da Petrobras? O processo HBio é utilizado na produção de óleo diesel de acordo com os critérios de oportunidade de refino estabelecidos pela Petrobras. Cinco refinarias já estão adaptadas para utilizar este processo, e a produção dos primeiros testes foi toda comercializada no mercado nacional. O HBio já está disponível no mercado internacional? HBio: Petrobras conta com cinco refinarias já adaptadas A inda não. Mas existe interesse de outras empresas em importar a tecnologia HBio da Petrobras. 32
  33. 33. 33 [ 32 ] [BIOCOMBUSTÍVEIS ] Qual é a capacidade de produção do HBio pela Petrobras? A previsão de produção do HBio para 2008 é de 425 mil metros cúbicos, já que testes industrias serão feitos em mais três refinarias: Reduc, Revap e RPBC. A distribuição se faz como qualquer outro diesel pro- duzido nas suas unidades. Qual é a projeção da Petrobras para a produção de HBio nos próximos anos? As previsões para 2012 são animadoras A empresa prevê que, até 2012, terá capacidade para processar 1,05 milhão de metros cúbicos de óleo diesel por ano, pela tecnologia HBio. 34
  34. 34. Sobre o E T A N O L [ capítulo quatro ]
  35. 35. 35 [ 34 ] O etanol é um álcool, um composto orgânico oxigenado, também denominado álcool etílico, e sua fórmula química é o C2H5OH. No Brasil o etanol é utilizado como combustível automotivo de duas formas: álcool hidratado, para carros a álcool ou flex fuel, e álcool anidro, que é adicionado a gasolina, atualmente na proporção de 25%. A diferença entre os dois é o teor de água presente no produto: o álcool hidratado possui cerca de 7% de água, enquanto o álcool anidro possui apenas 0,7%, no máximo. O que é etanol? N ão. O metanol também é um álcool, um composto orgânico oxigenado, só que denominado álcool metílico e com uma fórmula química diferente: CH3OH. Contudo, ambos podem ser obtidos de fontes fósseis (gás natural) ou renováveis (biomassa). O metanol tem maior poder calorífico que o etanol, mas é mais reativo e, portanto, mais tóxico ao ser humano – o que exige cuidados maiores na sua manipulação. Outra diferença relevante: o uso do metanol como combustível no mundo esta sendo descontinuado, enquanto o do etanol está em franco crescimento. Etanol e metanol são a mesma coisa? [BIOCOMBUSTÍVEIS ] Álcool: puro e adicionado à gasolina 36
  36. 36. 37 [ 35 ] A produção de etanol está crescendo no Brasil? S im. Em 2007, o crescimento foi de 11,5%. A União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica) estima que a produção de etanol no Brasil atingirá 22 bilhões de litros na safra 2008/2009, com um crescimento de 23% em relação à safra anterior. Como é produzido o etanol no Brasil e no mundo? [OQUEVOCÊPRECISASABERSOBREESTENOVOMERCADO ] 38 N o Brasil, o etanol é produzido pela fermentação, por leveduras, do caldo extraído da cana-de-açúcar. Em outras partes do mundo também se usa como matérias-primas, o milho, a mandioca e a beterraba, por exemplo. Nestes casos, entretanto, é necessário transfor- mar o amido presente nestes alimentos em açúcar, antes da fermentação. Esta etapa adicional aumenta os custos ereduzo rendimento do processo, quando comparado à fermentação direta do caldo da cana. Após a fermen- tação, o produto passa por várias etapas, culminando com a sua destilação para retirar o excesso de água e adequá-lo ao uso combustível. A América Latina, parte da África, a Índia e o sudeste asiático produzem etanol a partir da cana-de-açúcar. A produção dos Estados Unidos e da China vem, princi- palmente, do milho. Na Europa, a matéria-prima mais usual é a beterraba, mas em alguns casos também se utiliza a uva.
  37. 37. 39 [ 36 ] [BIOCOMBUSTÍVEIS ] B rasil e Estados Unidos produzem 85% do etanol mundial. Na última safra, o Brasil produziu 21,5 bilhões de litros e os EUA, 24,5 bilhões de litros. O terceiro maior produtor é a China, com 2,7% de participação nesse mercado. Em quarto lugar está a União Européia, com 2,5%. Quais são os países que mais produzem etanol no mundo? Qual dos dois tipos de cultivo tem maior produtividade: o do etanol de milho ou o de cana-de-açúcar? A cultura da cana-de-açúcar produz quase o dobro de etanol que a do milho. No Brasil, são produzidos 7.500 litros de etanol por hectare plantado de cana. Nos Estados Unidos, a produção de etanol a partir do milho não ultrapassa os 3.800 litros por hectare. Brasil e EUA lideram a produção de Etanol 40
  38. 38. 41 [ 37 ] P rovavelmente, um dos mais competitivos. É até 50% mais baixo do que o do etanol de milho, e isso explica o fato de o Brasil deter hoje cerca de 40% da produção global do produto. [OQUEVOCÊPRECISASABERSOBREESTENOVOMERCADO ] Máquina faz colheita de cana-de-açúcar O preço do etanol brasileiro é competitivo no mercado internacional?
  39. 39. 42 [ 38 ] [BIOCOMBUSTÍVEIS ] Como o etanol é distribuído no país? D os 22,5 bilhões de litros de álcool - hidratado e anidro - produzidos na safra passada (2007/2008), a maior parte (73,6%, ou 16,6 bilhões de litros) foi direcionada para consumo interno e efetivamente utilizada como combustível automotivo; apenas 15% da produção foi exportada. 43 Quantos litros de etanol são consumidos no país e quantos litros são exportados? Tanques de etanol da Petrobras O etanol produzido pelas usinas é adquirido pelas dis- tribuidoras de combustível e levado para suas bases de distribuição, de onde é comercializado puro para os postos (álcool hidratado) ou misturado à gasolina (álcool anidro). O transporte normalmente é rodoviário, embora em alguns casos se use ferrovia ou dutos.
  40. 40. 44 [ 39 ] [OQUEVOCÊPRECISASABERSOBREESTENOVOMERCADO ] Quais são as projeções oficiais para a produção de etanol nos próximos anos? S egundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abas- tecimento, o Brasil deverá atingir uma produção de cerca de 37 milhões de metros cúbicos de etanol em 2015, mais do que duplicando a atual produção. A estimativa é de que em 2010/2011 sejam produ- zidos 29,7 bilhões de litros, dos quais 23,2 bilhões de litros para o mercado interno e 6,5 bilhões de litros para exportação. O Brasil deverá duplicar sua produção de etanol até 2015
  41. 41. [ 40 ] [BIOCOMBUSTÍVEIS ] Existem cerca de 350 usinas de etanol no Brasil atualmente A tualmente existem cerca de 350 unidades, algumas delas em fase de construção. Prevê-se que até a safra 2012/2013 serão mais de 410 usinas já em operação. Hoje, uma centena delas dedicam-se à produção do etanol. 46 Quanto se pretende investir na produção de etanol a médio e longo prazos? D e acordo com a União da Indústria de Cana-de- Açúcar (Unica), os investimentos em novas plantas e ampliação de usinas de álcool nos próximos cinco anos somarão mais de R$ 17 bilhões. 45 Quantas usinas de álcool estão em operação no país?
  42. 42. [ 41 ] É possível produzir etanol a partir de outra fonte? S im. Já é tecnicamente possível produzir etanol de celulose em escala industrial. O principal entrave é o seu custo, ainda alto, mas os países desenvolvidos têm investido grandes somas em novas tecnologias para reduzi-lo. 47 É possível aproveitar totalmente os rejeitos da produção de cana-de-açúcar? [OQUEVOCÊPRECISASABERSOBREESTENOVOMERCADO ] 48 Etanol: ocupação de apenas 3,3% da área agricultável do país C ertamente. A vinhaça, por exemplo, é utilizada na fertilização do solo. Já o bagaço tem dupla desti- nação: parte dele é empregada nas caldeiras - para gerar energia - e o que sobra é vendido para as indústrias. No Brasil, praticamente toda a indústria de suco de laranja usa o bagaço de cana como fonte de energia. A palha (folhas secas) é usada também nas caldeiras. O que sobra fica no campo, como adubo.
  43. 43. 49 [ 42 ] [BIOCOMBUSTÍVEIS ] A s regiões da Floresta Amazônica não são as mais recomendadas para o cultivo da cana, visto que fatores como clima, solo com aptidão agropecuária e logística provocam reais limitações. Sob o ponto de vista sócio-econômico e ambiental, tais limitações compro- metem o sucesso na implantação da cultura canavieira e instalação da indústria sucroalcooleira naquela região. A região Centro-Sul, onde atualmente ocorre a ex- pansão da cultura, apresenta melhores condições, por ter disponibilidade de áreas subutilizadas com grande ap- tidão agrícola. Isto permite o manejo racional e eficiente do solo – com a prática de rotação de culturas, visando melhorar as características físico-químicas e o controle fitossanitário –, uma agricultura com menor aplicação de insumos e redução de custos. Assim, é possível gerar maior receita por unidade de área. O cultivo de cana-de-açúcar pode provocar desmatamento na Amazônia? Qual é, hoje, a área total de cultivo da cana-de-açúcar no Brasil? 50 D os 340 milhões de hectares disponíveis para plantio (terras aráveis) no país, 90 milhões são comprova- damente adequados à cultura de cana-de-açúcar e, atualmente, o seu cultivo ocupa apenas 7 milhões de hectares – metade deles para a produção de açúcar.
  44. 44. 51 N ão. A cultura de soja ocupa hoje 22 milhões de hectares de solos brasileiros e o milho, 13 milhões de hectares. Esta é a maior área de cultivo do país, mesmo se comparada à da soja e do milho? A cultura da cana está se expan- dindo no Centro-Sul, em solos de topografia plana e/ou levemente suave, em áreas degradadas e pas- tagens mal aproveitadas. Por outro lado, a cultura da cana melhora as características físico-químicas do solo e as perdas por erosão são bem menores que a maioria das culturas. O plantio da cana-de-açúcar exige algum tipo de cuidado especial em relação à conservação do solo? [ 43 ] [OQUEVOCÊPRECISASABERSOBREESTENOVOMERCADO ] 52
  45. 45. [ 44 ] [BIOCOMBUSTÍVEIS ] Quais são as perspectivas de exportação do etanol brasileiro? 53 D e forma geral, as perspectivas de exportação do etanol são muito positivas – embora dependam da velocidade com que o mercado internacional irá se desenvolver. Em 2010, segundo estimativas do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio, o Brasil deverá exportar cerca de 7 bilhões de litros do combustível. Estimativas apontam para um volume de exportação de 7 bilhões de litros de etanol em 2010
  46. 46. Aspectos sociais, ambientais, econômicos e regulatórios [ c a p í t u l o c i n c o ]
  47. 47. 54 [ 46 ] O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) é responsável pelo acompanhamento da produção agrícola e pela regulamentação da produção industrial, com o registro das usinas e destilarias. Aque- las que estão cadastradas junto à Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) podem vender o combustível para as distribuidoras – que por sua vez são regulamentadas pela própria ANP. Quais são os órgãos que regulam e fiscalizam o mercado de biocombustíveis no país? [BIOCOMBUSTÍVEIS ] Usina de álcool: regulação a cargo do Mapa e da ANP
  48. 48. 55 [ 47 ] [OQUEVOCÊPRECISASABERSOBREESTENOVOMERCADO ] Quais são as metas da Petrobras para o mercado de biocombustíveis nos próximos anos? E m seu Plano Estratégico, a empresa tem a meta de ser a maior produtora de biodiesel do Brasil em 2011, e pretende atuar seletivamente na cadeia de valor do etanol e incrementar as exportações deste produto para 3,5 bilhões de litros anuais. De acordo com o Plano Estratégico da Petrobras, exportações de etanol podem chegar a 3,5 bilhões de litros por ano em 2011
  49. 49. [ 48 ] [BIOCOMBUSTÍVEIS ] N ão. A vocação dos biocombustíveis é a de serem usados como aditivos e como complemento dos combustíveis fósseis. Alguns países, como o Brasil, já utilizam a adição do etanol à sua gasolina, e o biodiesel ao diesel, não apenas como forma de minimizar a poluição do ar, como também melhorar a qualidade do combustível. Os biocombustíveis são concorrentes dos combustíveis fósseis? Como os biocombustíveis contribuem para a redução do aquecimento global? 56 57 C omo os biocombustíveis represen- tam fontes renováveis de energia, os gases gerados na sua queima são reabsorvidos no crescimento da safra seguinte, equilibrando deste modo a emissão e a absorção de gases do efeito estufa para a atmosfera. Além disso, os biocombustíveis que contêm oxigênio em sua composição, como o etanol e o biodiesel, ajudam a reduzir as emissões de CO2 quando adicionados aos combustíveis fósseis.
  50. 50. [ 49 ] [OQUEVOCÊPRECISASABERSOBREESTENOVOMERCADO ] 58 Pode-se produzir plásticos a partir do etanol, embora o custo ainda seja elevado. J á existe uma tecnologia alcoolquímica bastante desenvolvida para a produção de substitutos aos produtos petroquímicos – como no caso do eteno de álcool e plásticos biodegradáveis, entre outros. A mais forte barreira existente para sua adoção em larga escala ainda é o preço, em geral mais alto que o dos derivados do petróleo. Além de gerarem energia, os biocombustíveis podem ser utilizados na produção de outros materiais?
  51. 51. [ 50 ] [BIOCOMBUSTÍVEIS ] A construção de novas usinas de cana-de-açúcar e biodiesel gera empregos diretos e indiretos e contribui para a fixação do trabalhador rural no campo. Ele passa a encontrar na agricultura a possibilidade do seu sustento, reduzindo o êxodo rural. 59 Como os biocombustíveis contribuem para a geração de empregos e distribuição de renda no Brasil? Trabalhador numa plantação de amendoim: a crescente indústria de biocombustíveis gera empregos em todo o país e reduz o êxodo rural
  52. 52. 60 O que gera mais empregos: a indústria de petróleo ou a de etanol? A indústria do etanol emprega 20 vezes mais mão-de- obra por litro produzido do que a do combustível fóssil e alternativas energéticas, como o hidrogênio e a eletricidade. S ó o Estado de São Paulo empre- ga cerca de 400 mil pessoas na produção de açúcar e de etanol. A instalação de novas usinas vem ocorrendo em regiões em que as oportunidades de trabalho são escassas. Dessa forma, novas opor- tunidades de trabalho irão garantir o emprego da população nessas regiões e em áreas abrangentes. 61 [OQUEVOCÊPRECISASABERSOBREESTENOVOMERCADO ] [ 51 ] Com a construção de novas usinas e o aumento da produção de álcool, a tendência é de aumento de geração de empregos no setor?
  53. 53. [ 52 ] [BIOCOMBUSTÍVEIS ] Trabalhador no canavial: remuneração mais justa e redução das jornadas 62 A dura rotina do trabalhador nos canaviais mudou nos últimos anos? A s condições de trabalho têm melhorado para o traba- lhador do canavial, através, por exemplo, de uma re- muneração mais justa e da redução das jornadas de tra- balho. O trabalho que envolve maior polêmica é o corte de cana queimada. Mas as áreas da fronteira agrícola em expansão permitem a mecanização das operações da lavoura, em conformidade com o Decreto Federal 2.661, de 1998, que exige a redução da queima da cana, e com a Lei Estadual SP nº 11.241/2002, que prevê a eliminação total da prática da queima em áreas mecanizáveis nos próximos anos.
  54. 54. [ 53 ] N ão procede o argumento de que haja escassez de alimentos no mundo ou, em particular, no Brasil; o que falta é renda para a população mais carente comprar o alimento que, muitas vezes, é destruído pelo produtor ou deixado no campo sem ser colhido, devido ao baixo preço no mercado. Com a expansão da indústria dos biocombustíveis, criam- se, naturalmente, novos postos de trabalho e, conseqüentemente, gera- se renda para o trabalhador manter o sustento de sua família. No Brasil, áreas antes não utilizadas pela agricultura, ou não adequadas ao cultivo de alimentos devido ao baixo índice de precipitação pluviométrica, são as mais utilizadas para o processo de expansão do cultivo de matérias-primas para a produção de biocombustíveis. É o caso de grandes regiões da seca nordestina, nas quais, apesar da falta de chuvas, algumas oleaginosas conseguem produzir seus frutos. O programa de biocombustíveis prejudica a oferta de alimentos quando utiliza terras de cultivo voltadas para a produção do etanol e do biodiesel? Indústria dos biocombustíveis gera mais renda para o trabalhador e sua família 63 [OQUEVOCÊPRECISASABERSOBREESTENOVOMERCADO ]
  55. 55. [ 54 ] [BIOCOMBUSTÍVEIS ] A produção de etanol não prejudica a oferta interna de alimentos 64 Há algum risco de que a produção brasileira específica de etanol prejudique a oferta de alimentos no mercado interno? O Brasil tem 850 milhões de hectares e condições de sustentar economicamente a produção agrícola, sendo que muitas dessas áreas são mal utilizadas ou nem mesmo são utilizadas – o mesmo ocorrendo na África. Hoje, apenas 7% do total das terras do país são cultivadas com soja, milho, arroz, feijão, cana-de- açúcar e outras. As pastagens ocupam mais de 20% da área total e as florestas, quase 50%. Há uma estimativa de que cerca de 100 milhões de hectares de terras bra- sileiras estejam aptas à expansão da agricultura – além da expectativa de um grande aumento de produtivi- dade, proveniente da elevação do nível tecnológico. Portanto, no Brasil não há risco de que o cultivo da cana prejudique a oferta de alimentos.
  56. 56. [ 55 ] [OQUEVOCÊPRECISASABERSOBREESTENOVOMERCADO ] 65 O agronegócio tem contribuído de forma muito positiva para o expressivo saldo da balança comercial brasileira. Este mercado traz divisas para o país e, particularmente no caso dos biocombustíveis, atrai investimentos diretos de longo prazo para o interior do país. Com isso, promove-se a fixação do homem no campo e o desenvolvimento econômico e social das áreas urbanas, além de geração de milhares de empregos nas indústrias de base que suportam esta atividade no Brasil e, cada vez mais, também no exterior. Como a exportação de biocombustíveis pode estimular a economia brasileira? Cultivo de oleaginosas, como a da mamona, promove a fixação do homem no campo
  57. 57. Petróleo Brasileiro S.A. – Petrobras Ministério de Minas e Energia (MME) Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) Ministério de Ciência e Tecnologia (MCT) Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (MDIC) Empresa de Pesquisa Energética (EPE/MME) Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica) Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Combustíveis e de Lubrificantes (Sindicom) F.O. Licht IDB-OMC Icone The Economist Toepfer Institute International Energy Agency [Key World Energy Statistics/2006] Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) Este livreto é uma produção da Comunicação Institucional do Abastecimento da Petrobras PROJETO EDITORIAL, PESQUISA E REDAÇÃO: Newsday Consultoria de Comunicação e Marketing PROJETO GRÁFICO: Mello & Mayer Design FOTOS: Banco de Imagens da Petrobras Página 51: Grupo Keystone Página 52: Ricardo Azoury / Agência Tyba IMPRESSÃO: Setprint Gráfica e Editora Impresso em papel reciclado Fechamento desta edição: 31/07/08 F o n t e s E x p e d i e n t e
  58. 58. Ministério das Minas e Energia BIOCOMBUSTÍVEIS O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE ESTE NOVO MERCADO 2a ªªªEDIÇÃO ATUALIZADA E AMPLIADA O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE ESTE NOVO MERCADO BIOCOMBUSTÍVEIS

×