• Save
Cpa 20 apostila
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Cpa 20 apostila

on

  • 20,346 views

Apostila para ANBID

Apostila para ANBID

Statistics

Views

Total Views
20,346
Views on SlideShare
20,346
Embed Views
0

Actions

Likes
6
Downloads
0
Comments
0

0 Embeds 0

No embeds

Accessibility

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Cpa 20 apostila Cpa 20 apostila Document Transcript

  • CPA - 20 CERTIFICAÇÃO PROFISSIONAL ANBIMA – SÉRIE 20     http://www.edgarabreu.com.br    AUTOR: PROF. EDGAR ABREU (edgarabreu@yahoo.com.br)  ULTIMA ATUALIZAÇÃO: 02 de MARÇO de 2011  PRÓXIMA ATUALIZAÇÃO: 15 de JUNHO de 2011 (A APOSTILA É ATUALIZADA CONFORME MEUS ALUNOS PRESTAM A PROVA E  ME ENVIAM INFORMAÇÕES SOBRE QUESTÕES QUE CONSEGUEM LEMBRAR) 
  •   RECOMENDAÇÕES    Esta apostila foi elaborada pelo professor Edgar Abreu.   A  instituição  ANBIMA  não  tem  algum  envolvimento  ou  responsabilidade  com  a  elaboração e publicação deste material.   Este material é o mesmo utilizado em nossos cursos preparatórios para certificação CPA  20. Caso tenha interesse em fazer algum dos nossos cursos, entre em contato com o   Autor   Esta apostila foi elaborada com auxílio de alguns profissionais que prestaram a prova do  CPA ‐ 20.    É o material mais focado para prova de Certificação da CPA 20 e o UNÍCO material de   qualidade disponibilizado GRATUITAMENTE no Brasil.     Porque um material tão bom assim de graça?    1. Quem estuda por uma apostila, possui tempo e disciplina para estudo, assim não  necessita fazer um curso presencial.    2. Esta  é  a  minha  forma  de  ajudar   as  pessoas  para  contribuir  com  um  mundo  melhor.       O  custo  deste  material  é  o  pedido  que  faço  para  você  profissional  do  mercado  em    ajudar  o  próximo  com  o  que  estiver  ao  seu  alcance.  Assim,  certamente  viveremos  em   um mundo melhor.      Qualquer  Dúvida  que  tenham,  pode  tirar  direto  com  o  autor  pelo  e‐mail:   edgarabreu@yahoo.com.br   Muito sucesso em seus estudos!  OBS:  Antes  de  começar  os  seus  estudos,  verifique  se  esta versão da apostila é a mais atualizada. Este material encontra‐se  disponível  para  download  no  meu  site: www.edgarabreu.com.br   
  •   SOBRE O AUTOR    Edgar Abreu   Edgar Abreu é mestrando em Economia pela UNISINOS – RS, graduado   em  Matemática  Licenciatura  pela  PUC‐RS,  com  especialização  em   Educação a Distância pelo SENAC‐RS e especialização em Finanças pela  UFRGS. Possui as certificações da Anbid CPA‐10 e CPA‐20 e também a   certificação  de  Agente  Autônomo  de  Investimento,  concedida  pela   ANCOR.  Ex.  funcionário  do  Banco  do  Estado  do  Rio  Grande  do  Sul,  atualmente trabalha como consultor de finanças pessoais e leciona em   cursos de preparação para certificação CPA 10, CPA 20, CEA, ANCOR e   preparatório  para  concursos  públicos.  Mais  informações  no  site:  www.edgarabreu.com.br       Este material está de acordo com o Edital da ANBIMA para certificação CPA ‐20 versão 9.5        PUBLICAÇÕES                 
  •  As melhores apostilas s do merca ado de gra aça para d download d e agora t também c com opção o de comprar “ “impressaa”.  Apostila a On nline (Grá átis) P&B Colorida C CPA 10 Clique Aq C qui R$ 20,0 00 R$ 29,00 CPA 20 Clique Aq C qui R$ 26,0 00 R$ 37,00 ANCORR Clique Aq C qui R$ 19,0 00 R$ 26,00 CEA Clique Aq C qui R$ 30,0 00 R$ 43,00MA FINA AT ANCEIRA - Concu A urso Clique Aq C qui R$ 14,0 00 R$ 20,00 CONHC. B C BANCÁR RIOS BB - B Clique Aq C qui R$ 33,0 00 R$ 45,00 Concurso o PQO EM E BREV   VE . VÍDEO A AULAS E SIMULADOS ONLINE E   Tenha todas as qquestões que disponibilizamos nas apostilas de form online n ma  Nossos simulados possuem feedback da maioria das ques s s m a stões, assim você enc m contra a respost de cada questão m ta a mais facilita ada  Oferece emos a poossibilidade que você teste esta ferrament de forma gratúita e ta  Curso c completo e vídeo a em aulas expliccativas, gra avadas com foco na prova. m  Ao com mprar um s simulado vo poderá resolver as questõe quantas vezes quiser dentro de ocê á es s um perríodo de 45 dias. 5 CER RTIFICAÇÕ ÕES SIMU ULADO VÍDEEO ONLINE AULAAS CPA – 10 R$ 80,00 8 R$ 150 0,00 CPA – 20 R$ 120,00 1 R$ 290 0,00 ANCOR Em breve Em br reve CEA Em breve Em br reve PQO Em breve Em br reve Conhec cimentos Bancário Em breve Em br reve Matem mática Financeira Em breve Em br reve Accesse: ht ttp://ed dgarabre eu.com. .br  
  •    Sumário     MÓDULO 1 – PRINCÍPIOS BÁSICOS DE ECONOMIA, FINANÇAS E ESTATÍSTICA ........................................................ 01  MÓDULO 2 – FUNDOS DE INVESTIMENTO ............................................................................................................. 18  MÓDULO 3 – DEMAIS PRODUTOS DE INVESTIMENTO ............................................................................................ 35  MÓDULO 4 – TRIBUTAÇÃO .................................................................................................................................... 61  MÓDULO 5 – ÓRGÃOS REGULAÇÃO, AUTO‐REGULAÇÃO, FISCALIZAÇÃO E PARTIPANTES DO MERCADO ............... 67  MÓDULO 6 – COMPLIANCE LEGAL, ÉTICA E ANÁLISE DO PERFIL DO INVESTIDOR ................................................... 75  MÓDULO 7 – MENSURAÇÃO, GESTÃO DE PERFORMANCE E RISCO ........................................................................ 86  RESUMOS  ............................................................................................................................................................. 97  .    SIMULADOS  ....................................................................................................................................................... 100  SIMULADO 1  .............................................................................................................................. 101  SIMULADO 2  .............................................................................................................................. 109  SIMULADO 3  .............................................................................................................................. 120  SIMULADO 4  .............................................................................................................................. 132  SIMULADO EXTRA  ...................................................................................................................... 143  GABARITO  .................................................................................................................................. 158  ESQUEMAS DE AULA  .................................................................................................................. 160   
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    MÓDULO 1. PRINCÍPIOS BÁSICOS DE ECONOMIA, FINANÇAS E  ESTATÍSTICA (PROPORÇÃO: DE 5% A 10%)  O que esperar do MÓDULO 1 ? Neste capitulo teremos no mínimo 3 questões de prova e no máximo 6 questões de prova. Em geral teremos 1 questão de matemática financeira e 1 questão de estatística. Por isso não perca muito tempo nestes conteúdos se tiver dificuldades. As questões de matemática e estatística não necessitam de cálculos para sua resolução, apenas o conceito é cobrado. 1.1. CONCEITOS BÁSICOS DE ECONOMIA – 3 A 4 QUESTÕES PIB (PRODUTO INTERNO BRUTO)O PIB (Produto Interno Bruto) é a soma de todos os bens e serviços produzidos em um paísdurante certo período. Isso inclui do pãozinho até um avião produzido pela Embraer, por exemplo.O índice só considera os bens e serviços finais, de modo a não calcular a mesma coisa duasvezes. A matéria-prima usada na fabricação não é levada em conta. No caso de um pão, a farinhade trigo usada não entra na contabilidade.O PIB é obtido pela equação:PIB = Consumo + Investimentos + Gastos do Governo + Saldo da Balança Comercial(Exportação – Importação) COPOM Criado em Junho de 1996; Junho de 1999 o Brasil passou a adotar as “Metas de Inflação” (definida pelo C.M.N) Índice utilizado na meta: IPCA É composto atualmente é diretoria colegiada do BACEN – (7 Diretores + 1 Diretor Presidente) É o Copom quem define a taxa de juros “Selic – Meta” e também a existência ou não do Viés. Uma vez definido o viés, compete ao presidente do BACEN a tarefa de executar Reunião em dois dias (terças e quartas), Sendo o primeiro dia reservado para apresentação de dados e discussões e no segundo dia acontece a votação e definição da taxa de juros. Calendário de reuniões (8 vezes ao ano) divulgado em até o fim de Outubro, podendo reunir- se extraordinariamente, desde que convocado pelo Presidente do Banco Central. Divulgação da ATA de reunião em 6 dias úteis em português e 7 em Inglês;www.edgarabreu.com.br  Página 1  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   Caso a Inflação (medida pelo IPCA) ultrapasse a meta estipulada pelo C.M.N (somado o intervalode tolerância), o Presidente do Banco Central deve explicar os motivos do não cumprimento dameta através de uma Carta Aberta ao Ministro da Fazenda; SELIC META X SELIC OVERA taxa Selic Over taxa apurada no Selic, obtida mediante o cálculo da taxa média ponderada eajustada das operações de financiamento por um dia, lastreadas em títulos públicos federais ecursadas no referido Sistema na forma de operações compromissadas.A taxa Selic Meta é Definida pelo Copom, com base na Meta de Inflação. É a Selic – Meta queregula a taxa selic over assim como todas as outras taxas do Brasil.Comentário: A selic over pode ser alterada diariamente (dias úteis), pois se trata de uma médiadas taxas de negociação dos TPF, enquanto a Selic Meta só é alterada pelo Copom, através dereuniões ordinárias ou Extraordinárias CDI (CERTIFICADO DE DEPÓSITO INTERFINANCEIRO) Os Certificados de Depósito Interbancário são os títulos de emissão das instituições financeiras, que lastreiam as operações do mercado interbancário. Suas características são idênticas às de um CDB, mas sua negociação é restrita ao mercado interbancário. Sua função é, portanto, transferir recursos de uma instituição financeira para outra. Em outras palavras, para que o sistema seja mais fluido, quem tem dinheiro sobrando empresta para quem não tem A taxa média diária do CDI é utilizada como parâmetro para avaliar a rentabilidade de fundos, como os DI, por exemplo. O CDI é utilizado para avaliar o custo do dinheiro negociado entre os bancos, no setor privado e, como o CDB (Certificado de Depósito Bancário), essa modalidade de aplicação pode render taxa de prefixada ou pós-fixada CDI X SELICwww.edgarabreu.com.br  Página 2  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    TR (TAXA REFERÊNCIAL)A TR representa a Taxa Básica Financeira (TBF), que e calculada em função da taxa mediados CDB, deduzida de um redutor (R), da seguinte forma:  1  TBF   TR    1  R A TR e utilizada na remuneração dos títulos da divida agrária (TDA), dos recursos das cadernetasde poupança e do FGTS.É competência do BACEN calcular e divulgar a TR IPCA (ÍNDICE NACIONAL DE PREÇOS AO CONSUMIDOR AMPLO) A ponderação das despesas das pessoaspara se verificar a variação dos custos foi definida do seguinte modo  Índice Oficial de inflação do Brasil Tipo de Gasto Peso % do Gasto  Calculado pelo IBGE.Alimentação 25,21  Divulgado mensalmenteTransportes e 18,77  Utilizado como referência para META de inflação definida pelocomunicação CMN para o COPOMDespesas pessoais 15,68Vestuário 12,49Habitação 10,91  População-objetivo do IPCA abrange as famílias com rendimentosSaúde e cuidados 8,85 mensais compreendidos entre 1 (hum) e 40 (quarenta) salários-pessoais mínimos, qualquer que seja a fonte de rendimentos, e residentesArtigos de residência 8,09 nas áreas urbanas das regiões metropolitanas de Belém, Total 100,00 Fortaleza, Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba e Porto Alegre, Brasília e município de Goiânia: IGP-M (ÍNDICE GERAL DE PREÇOS DO MERCADO) Calculado pela FGV. Divulgado mensalmente IGP-M/FGV é composto pelos índices:  60% do Índice de Preços por Atacado (IPA),  30% Índice de Preços ao Consumidor (IPC)  10% Índice Nacional de Custo de Construção (INCC)O índice que mais afeta o IGP-M é o IPAComentário: O que difere o IGP-M/FGV e o IGP-DI/FGV é que as variações de preçosconsideradas pelo IGP-M/FGV referem ao período do dia vinte e um do mês anterior ao dia vintewww.edgarabreu.com.br  Página 3  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   do mês de referência e o IGP-DI/FGV refere-se a período do dia um ao dia trinta do mês emreferência TAXA DE CÂMBIOTaxa de câmbio é o preço de uma unidade monetária de uma moeda em unidades monetárias deoutra moedaPTAX é a taxa que expressa à média das taxas de câmbio praticada no mercado interbancário.Divulgada pelo BACEN.TODAS as operações devem ter registro OBRIGATÓRIO no SISBACEN pelas instituiçõesautorizadas por ele a atuar POLÍTICA MONETÁRIAConjunto de medidas adotadas pelo Governo visando adequar os meios de pagamento disponíveisàs necessidades da economia do país, bem como, controlar da quantidade de dinheiro emcirculação no mercado e que permite definir as taxas de juros.Instrumentos: Depósito compulsório Operações de Redesconto Open market (operações de mercado aberto) DEPÓSITO COMPULSÓRIO Representa uma parcela dos recursos depositados nos bancos que não pode ser aplicado, devendo ser depositadas no banco central; Limita a criação de moedas feita pelas instituições monetárias; Atualmente existe 3 tipos de compulsórios: Compulsório sobre depósito á vista, depósito à prazo e poupanças; IMPORTANTE:  O CMN determina as taxas de recolhimento compulsório das instituições financeiras;O BACEN recebe os depósitos compulsórios das instituições financeiras OPERAÇÃO DE REDESCONTO É a taxa de juros cobrada pelo Banco Central pelos empréstimos concedidos aos bancos; IMPORTANTE: o O CMN Regulamenta as operações de redesconto;O BACEN Realiza operações de redesconto às instituições financeiras OPEN MARKET (MERCADO ABERTO) É a compra e ou venda de T.P.F (Título Público Federal) executada pelo BACEN;www.edgarabreu.com.br  Página 4  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    É o instrumento mais ágil e eficaz que o governo dispões para fazer política monetária; IMPORTANTE: o O CMN Estabelece Normas (Normatiza) para a compra e venda de T.P.F; o O BACEN efetua a compra e venda de T.P.F;Comentário: É sem dúvida o melhor e, mas eficaz instrumento para fazer política monetária doBACEN, por ter um resultado imediato e confiável CONSEQÜÊNCIAS DA POLÍTICA MONETÁRIA M1 INFLAÇÃO PIB AUMENTAR ( ) Compulsório e Redesconto ou REDUZ REDUZ REDUZ VENDER T.P.F REDUZIR ( ) Compulsório e Redesconto ou COMPRAR T.P.F AUMENTA AUMENTA AUMENTA POLÍTICA FISCALConjunto de medidas adotadas pelo Governo, dentro do orçamento do Estado, que visam obter asrendas indispensáveis à satisfação das despesas públicasChamamos de política fiscal as decisões do governo sobre como e quanto irá arrecadar de tributos(impostos, taxas e contribuições) e sobre quanto e de que forma irá gastar os recursos disponíveisContas do Setor Público: Despesas Superávit/ Receita não Déficit Impostos financeiras Primário Pagamento de juros sobre a dívida pública Superávit Déficit Nominal POLÍTICA CAMBIALwww.edgarabreu.com.br  Página 5  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   Política federal que orienta o comportamento do mercado de câmbio e da taxa de câmbio O Brasil adota um regime de Política Cambial Flutuante SUJA sem Banda Cambial. Em um regime de taxas perfeitamente flutuantes o Bacen não intervém no mercado, permanecendo inalterado as reservas internacionais. RESERVAS INTERNACIONAISAs Reservas Internacionais de um país são formadas por ativos em moedas estrangeiras, comotítulos depósitos bancários, ouro, etc., que podem ser usados para pagamentos de dívidasinternacionais. BALANÇO DE PAGAMENTOSÉ o registro das transações de um país com o resto do mundo. No Brasil, os valores sãoexpressos em dólares americanos, mesmo quando são efetuados com outros países que não osEUA. Duas grandes contas formam o balanço de pagamentos de um país:a) Conta Corrente:  engloba os registros de três outras contas: a balança comercial, a conta de serviços e rendas e as transferências unilateraisBalança comercial: Registra o comércio de bens, na forma de exportações e importações.Quando as exportações são maiores que as importações temos um superávit na BalançaComercial. Um déficit ocorre quando as importações são maiores que as exportações.Conta de Serviços e Rendas: inclui os pagamentos/recebimentos relacionados com o comérciode bens, como fretes e seguros, as receitas/despesas com viagens internacionais, o aluguel deequipamentos, os serviços governamentais, a exportação e importação de serviços e opagamento/recebimento de juros e de lucros e dividendos.Transferências Unilaterais: contabilizam o saldo líquido das remessas de recursos ou doaçõesfeitos entre residentes no Brasil e residentes em outros paísesb) Conta de Capitais: registra o saldo líquido entre as compras de ativos estrangeiros porresidentes no Brasil e a venda de ativos brasileiros a estrangeiros Balança de  Exportação Importação Comercial Balança  Conta de Serviços  Transferências  Conta Corrente Comercial e Rendas unilateraiswww.edgarabreu.com.br  Página 6  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    Balança de  Conta  Contas de  Pagamentos Corrente Capitais 1.2. CONCEITOS BÁSICOS DE FINANÇAS – 1 A 2 QUESTÕES  TAXA DE JUROS NOMINAL E TAXA DE JUROS REALSe considerarmos que um valor aplicado em certo fundo de investimento, obteve 15% de lucro noano de 2007. Se considerarmos também, que a inflação acumulada no ano de 2007 foi de 4,5%,assim o ganho REAL deste cliente foi inferior ao lucro NOMINAL (APARENTE).Taxa nominal: 15%Inflação: 4,5%Para o calculo da taxa Real, não podemos apenas subtrair a inflação e sim utilizar a fórmula deFisher.  (1  Taxa No min al )  Taxa REAL     1 x100  (1  Inflação)  Logo: 1,15Taxa real:  1,1004  10, 04% 1, 045Pergunta: Em uma aplicação financeira o ganho nominal pode ser igual ao ganho real?Resposta: Sim, quando a inflação for igual a zeroPergunta: Em uma aplicação financeira o ganho real pode ser superior ao ganho nominal?Resposta: Sim, quando a inflação for inferior a zero, ou seja, houver deflação CAPITALIZAÇÃO SIMPLES VERSUS CAPITALIZAÇÃO COMPOSTADefinições:o Capitalização Simples: Juros incide apenas sobre o capital. Não possui “juros sobre juros”.o Capitalização composta: O juros incide sobre o capital acrescido os juros de período anterior. Existe a cobrança de “juros sobre juros”.www.edgarabreu.com.br  Página 7  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   Fórmulas para calcular o montanteJUROS SIMPLES:FV  PV (1  i x n)Onde: o FV = Valor Futuro (Montante) o PV = Valor Presente (Capital) o i = taxa de juros o n = período que a taxa será capitalizadaExemplo 1:Qual o montante produzido por um investimento de R$ 10.000,00 aplicados a uma taxa de 1% aomês após 10 meses?FV  10.000(1  0, 01 x 10)FV  11.000, 00Exemplo 2:Qual o montante produzido por um investimento de R$ 10.000,00 aplicados a uma taxa de 12%ao ano após 6 meses? 6FV  10.000(1  0,12 x ) 12FV  10.600, 00JUROS COMPOSTO:FV  PV (1  i ) nOnde: o FV = Valor Futuro (Montante) o PV = Valor Presente (Capital) o i = taxa de juros o n = período que a taxa será capitalizadaExemplo:Qual o montante produzido por um investimento de R$ 10.000,00 aplicados a uma taxa de 1% aomês após 10 meses?www.edgarabreu.com.br  Página 8  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   FV  10.000(1  0, 01) 10FV  11.046, 22Exemplo 2:Qual o montante produzido por um investimento de R$ 10.000,00 aplicados a uma taxa de 12%ao ano após 6 meses? 6FV  10.000(1  0,12) 12FV  10.583, 00Comentário:Compare o exemplo 1 de juros simples com o exemplo 1 de juros composto.Conclusão: Quando estamos capitalizando a taxa de juros, juros composto é superior a jurossimples.Compare agora o exemplo 2 de juros simples com o exemplo 2 de juros composto.Conclusão: Quando estamos descapitalizado a taxa de juros, juros composto é inferior aosjuros simples. TAXA LIVRE DE RISCOOs diversos ativos onde o investidor pode aplicar seu dinheiro possuem risco. Isso significa que opreço e as taxas de todos os ativos possuem volatilidade.Alguns ativos possuem alta volatilidade outros possuem baixa volatilidade, portanto são de altorisco ou de baixo risco respectivamenteNo Brasil, os participantes do mercado aproximam a taxa DI ou a taxa SELIC como sendo a taxalivre de riscos, apesar de sua volatilidade não ser desprezível CUSTO PONDERADO DE CAPITAL (WACC)Uma empresa capta recursos financeiros basicamente através de dois mecanismos: emissão dedívida (capital de terceiros) ou emissão de ações (Capital próprio).Os acionistas, a princípio, correm os maiores riscos dentro da empresa porque os detentores dostítulos e contratos de dívida possuem preferência no recebimento de seus créditos contra aempresa. Desta forma podemos esperar que a rentabilidade exigida pelo acionista seja maior doque a rentabilidade paga aos outros credores.www.edgarabreu.com.br  Página 9  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   Porém, por outro lado, quanto mais dívida emitida mais arriscada fica a empresa, pois a dívidacria a obrigação forte de pagamento de juros e principal, o que pode levar a empresa à falênciacaso esses compromissos não sejam honrados.O custo médio ponderado de capital, conhecido também por WACC (weighted-average cost ofcapital) é:WACC = custo médio ponderado de capitalCP = capital próprio avaliado a preços de mercadoCT = capital de terceiros avaliado a preços de mercadoiCP = custo do capital próprio (remuneração do acionista)iCT = custo do capital de terceiros (remuneração dos credores)T = alíquota de imposto de renda ALAVANCAGEM FINANCEIRAA empresa que não possui capital de terceiros, apenas capital próprio, é uma empresa que possuium alto WACC. Isso se deve ao fato do custo do capital próprio ser mais alto do que o custo docapital de terceirosPara poder crescer mais rápido do que a geração de capital que o negócio proporciona e baixar oWACC, a empresa começa a contrair dívidas. Isso significa que a empresa está alavancando osrecursos próprios com o uso de recursos de terceiros.O endividamento possibilita mais crescimento e menor WACC, porém aumenta o risco deinadimplência e por conseqüência de falência da empresa. Quanto mais alavancada, maisarriscada fica a empresa 1.3. PRINCÍPIOS BÁSICOS DE ESTATÍSTICA – 1 QUESTÃO MÉDIAA principal vantagem do cálculo da média é o cálculo do retorno médio de um investimento.Considerando que uma ação teve as seguintes oscilações nos primeiros 5 dias de um determinadomês:www.edgarabreu.com.br  Página 10  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    1º  + 3% 2º  + 4% 3º  − 2% 4º  − 1% 5º  + 1% Assim podemos calcular o “retorno médio” deste ativo, calculando a média destes valores. 3  4  (2)  ( 1)  1 5 X   1% 5 5 O que acontece com a média se somou “X” em cada um dos retornos? Vamos somar 3% em cada um dos retornos acima e tentar identificar o que vai acontecer com a média. 1º  + 3% + 3% = 6% 2º  + 4% + 3% = 7% 3º  − 2% + 3% = 1% 4º  − 1% + 3% = 2% 5º  + 1% + 3% = 4% Assim podemos calcular o novo “retorno médio” deste ativo, calculando a nova média: 6  7  1  2  4 20 X   4% 5 5 Ou seja, notamos que a média é de 4%, exatamente 3% maior que a média anterior. Coincidência? Não, como somamos o mesmo valor em TODOS os retornos, é de se esperar que a média sofra o mesmo ajuste. MODA É o valor que ocorre com maior freqüência em uma série de valores. Exemplo: Considerando que uma ação teve as seguintes oscilações nos primeiros 5 dias de um determinado mês: 1º  + 3% 2º  + 4% 3º  − 2% 4º  − 2% 5º  + 1% A Moda é −2%. Um conjunto de resultado pode apresentar um moda ou mais, sendo classificado como: 1 moda = unimodal 2 modas = bimodal www.edgarabreu.com.br  Página 11   
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br     3 ou mais =multimodal MEDIANAÉ o valor que divide o conjunto em dois subconjuntos, onde estes subconjuntos formados terãoexatamente a mesma quantidade de elementos.Exemplo para amostra ImparConsiderando que uma ação teve as seguintes oscilações nos primeiros 5 dias de um determinadomês:1º  + 3%2º  + 4%3º  − 2%4º  − 3%5º  + 1%OBS: Para encontrar a mediana é necessário colocar as oscilações em ordem:−3%; −2%; +1%; 3%; 4%Assim a Mediana = +1%Exemplo para amostra ParConsiderando que uma ação teve as seguintes oscilações nos primeiros 5 dias de um determinadomês:1º  + 3%2º  + 4%3º  + 2%4º  + 6%Colocando as oscilações em ordem:+2%; +3%; +4%; +6%Mediana será a média entre os valores centrais: 3 4mediana   3,5% 2 VARIÂNCIAMede o grau de dispersão de um conjunto de dados é dado pelos desvios em relação a médiadesse conjunto.Cálculo da variância:Considerando que uma ação teve as seguintes oscilações nos primeiros 5 dias de um determinadomês:www.edgarabreu.com.br  Página 12  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   1º  + 3%2º  + 5%3º  + 7%4º  − 2%5º  + 2%Primeiro efetuar o cálculo da média: 3  5  7  (2)  2 15X   3% 5 5Calcular agora a variância n(X i 1 i  X )2 (n  1) (3  3) 2  (5  3) 2  (7  3) 2  (2  3) 2  (2  3) 2X  2 4 0  4  16  25  1 46X  2   11,5% 4 4Assim a Variância é de 11,5% DESVIO PADRÃOA variância possui um problema de construção como medida de dispersão de dados: elaapresenta uma unidade de medida igual ao quadrado da unidade de medida dos dados originais.Esse problema é resolvido extraindo-se a raiz quadrada da variância, o que chamamos de desvio-padrão.No mercado financeiro, em geral é esse o valor que é chamado de VOLATILIDADE de um ativo eutilizado como principal medida de risco de se investir em determinado ativo.Quais dos dois ativos abaixo possuem maior risco? Data PETR4 VALE5 Cálculo da média para PETR4:07/07 − 4% − 2% X PETR 4  ( 4)  (3)  1  6  ( 5) 5   1%   5 508/07 − 3% − 1%  09/07 + 1% +1% Cálculo da média para VALE5: 10/07 + 6% − 2% (2)  (1)  1  (2)  (1) 5 X VALE 5    1%  11/07 − 5% − 1% 5 5www.edgarabreu.com.br  Página 13  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   Ou seja, o retorno esperado nas duas carteiras são os mesmos. Qual ação escolher então?Um investidor racional, diante de dois ativos similares com mesmo retorno, irá escolher o demenor risco, para isso devemos calcular o Desvio Padrão de cada ativo.Calculo do Desvio padrão para PETR4 (4  (1))2  (3  (1))2  (1  (1))2  (6  (1))2  (5  (1))2X  2 4 9  4  4  49  16 82X  2   20,5  4,52% 4 4Calculo do Desvio padrão para VALE5 (2  (1))2  (1 (1))2  (1 (1))2  (2  (1))2  (1 (1))2X  2 4 1  0  4 1  0 6X  2   1,5%  1,22% 4 4Assim podemos afirmar que a ação da PETR4 possui um RISCO MAIOR para o investidor, porapresentar um desvio-padrão maior.Neste caso o investidor racional irá optar em comprar ações da VALE5 COVARIÂNCIAEm geral, observa-se que quando os juros sobem, os preços das ações caem. Estecomportamento sugere que há uma covariância negativa entre as variáveis taxa de juros e preçosde ações.A covariância é uma medida que avalia como as variáveis X e Y se inter-relacionam de formalinear, ou seja, como Y varia em relação a uma determinada variação de X.Quando a covariância é positiva, duas variáveis tendem a variar na mesma direção; isto é, seuma sobe, a outra tende a subir e vice-versa. Quando a covariância é negativa, duas variáveistendem a variar em direções opostas; isto é, se uma sobe a outra tende a cair e vice-versa.Quanto mais próxima de zero for a covariância, menor a possibilidade de se identificar umcomportamento interdependente entre as variáveis CORRELAÇÃOA covariância busca mostrar se há um comportamento de interdependência linear entre Duasvariáveis. Porém a covariância é uma medida dimensional, sendo afetada pelas unidades demedida das séries X e Y. Para corrigir esse problema da covariância, chegou-se a medida decorrelação que é um número adimensional que varia entre -1 e 1 (inclusive).www.edgarabreu.com.br  Página 14  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   A correlação (ou coeficiente de correlação linear de Pearson) é dada pela fórmula. COVXY  X ,Y   X  YO coeficiente de correlação mostra se há relação linear entre duas séries de dados X e Y. Se ocoeficiente de correlação for igual a 1, significa que existe relação linear perfeita entre X e Y, detal forma que se X aumenta, Y aumenta na mesma proporção também.Se o coeficiente de correlação for igual a -1 significa que existe relação linear perfeita entre X e Y,de tal forma que se X aumenta, Y diminui na mesma proporção tambémQuando a correlação é zero, não existe relação de linearidade entre as variáveis X e Y.     COEFICIENTE DE DETERMINAÇÃOO coeficiente de determinação (R2) mostra quanto da variação de Y é explicada pelavariação de X e quanto da variação de Y é devida a fatores aleatórios.O coeficiente de determinação (R2) está relacionado com o coeficiente de correlação, pois acorrelação mostra se os pontos estão alinhados sobre a reta ou se estão dispersos. A fórmula docoeficiente de determinação é:Portando o coeficiente de determinação é o quadrado do coeficiente de correlação DISTRIBUIÇÃO NORMALA Distribuição Normal explica a probabilidade de um evento ocorrer.A importância de se saber a média e o desvio-padrão, está em conhecer aprobabilidade dos eventos ocorrerem. As probabilidades de se afastar da média uma certaquantidade de desvios-padrão já estão calculadas pelos estatísticos.www.edgarabreu.com.br  Página 15  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   Aplicação da distribuição normal em um investimento:Considere que um fundo de investimento em ações tenha média dos retornos igual a 4% e umrisco (desvio padrão) de 3%, então é de se esperar que os futuros retornos deste ativos estejamentre:Calculo para um desvio padrão  4% (média) – 3% (um desvio padrão) = 1%  4% (média) + 3% (um desvio padrão) = 7%Assim é de se esperar que os retornos deste fundo estejam entre:1% a 7%  Com aproximado 68% de confiança.Calculo para dois desvio padrão  4% (média) – 6% (dois desvio padrão) = -2%  4% (média) + 6% (dois desvio padrão) = 10%Assim é de se esperar que os retornos deste fundo estejam entre:-2% a 10%  Com aproximado 95% de confiança.Calculo para três desvio padrão  4% (média) – 9% (três desvio padrão) = -5%  4% (média) + 9% (três desvio padrão) = 13%Assim é de se esperar que os retornos deste fundo estejam entre:-5% a 13%  Com aproximado 99% de confiança. 1.4. NEGOCIAÇÃO, LIQUIDAÇÃO E CUSTÓDIA – 0 A 1 QUESTÃOPrincipal objetivo de uma clearing house: Mitigar o risco de liquidezwww.edgarabreu.com.br  Página 16  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   Principais clearing house:SELIC: Títulos Públicos Federal (LFT, LTN e NTN-B, NTN-C, NTN-D e NTN-F)CETIP: Títulos Privados (CDB, LH, CRI e SWAP)CBLC: Ações e Derivativos (Opções, Futuro e Termo) 1.5 CONCEITO E FINALIDADE DE BENCHMARKS E ÍNDICES DE REFERÊNCIA – 0 A 1 QUESTÃOPrincipais benchmark para aplicações em Renda Variável:  Índice Bovespa (IBOVESPA)  Índice Brasil (IBrX)  Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE)OBS: Ver Módulo 3 – páginas 40 e 41Principais benchmark para aplicações em Renda Fixa:  taxa DI (página 2)  taxa Selic (página 2)  taxa de Câmbio (página 4)  IGP-M (página 3)  IPCA (página 3)www.edgarabreu.com.br  Página 17  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    MÓDULO 2. FUNDOS DE INVESTIMENTO (PROPORÇÃO: DE  16% A 25%)  O que esperar do MÓDULO 2 ? Neste capitulo teremos no mínimo 9 questões de prova e no máximo 15 questões de prova. Espere algo em torno de 12 questões sobre fundos de investimento em sua prova. É um dos itens mais importante e também mais fácil da prova. O assunto fundos de investimento é cansativo, necessita de muita “decoreba”. Mas um pouco de dedicação e esforço é o suficiente para conseguir ir bem neste capítulo 2.1. ASPECTOS GERAIS – 4 A 6 QUESTÕES FUNDO DE INVESTIMENTO E FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTASA principal diferença entre fundos de investimento e fundos de investimento em cotas, está napolítica de investimento. (Ver página 29)Fundos de Investimento: compram ativos como títulos públicos, CDB’s, ações, debêntures eetc.Fundos de Investimento em cotas: compram cotas de fundos. São uma espécie de investidor(cotista) de fundos de investimento. LFTDEBÊNTURES  DEBÊNTURES CDB AÇÕES  LTN   FUNDOS DE  INVESTIMENTO  FUNDOS DE  EM COTAS  INVESTIMENTO CONDOMÍNIOwww.edgarabreu.com.br  Página 18  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   Fundo de Investimento = CondomínioComunhão de recursos sob a forma de condomínio onde os cotistas têm o mesmo interesse eobjetivos ao investir no mercado financeiro e de capitaisA base legal dos fundos de investimento é o condomínio, e é desta base que emerge o seusucesso, pois, o capital investido por cada um dos investidores cotistas, é somado aos recursos deoutros cotistas para, em conjunto e coletivamente, ser investido no mercado, com todos osbenefícios dos ganhos de escala, da diversificação de risco e da liquidez das aplicações. COTAAs cotas do fundo correspondem a frações ideais de seu patrimônio, e sempre são escriturais enominativas. A cota, portanto, é menor fração do Patrimônio Líquido do fundo.Como é calculado o valor da cota?Valor da cota = Patrimônio Liquido/Número de cotas PROPRIEDADE DOS ATIVOS DE FUNDOS DE INVESTIMENTOS – EXCLUINDO FUNDOS IMOBILIÁRIOSA propriedade dos ativos de um fundo de investimento é do condomínio e a cada um cabe afração ideal representada pelas cotas. SEGREGAÇÃO ENTRE GESTÃO DE RECURSOS PRÓPRIOS E DE TERCEIROS (CHINESE WALL)As instituições financeiras devem ter suas atividades de administração de recursos próprios erecursos de terceiros (Fundos), totalmente separadas e independentes de forma a prevenirpotenciais conflitos de interesses.www.edgarabreu.com.br  Página 19  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    ASSEMBLÉIA GERAL DE COTISTAS (COMPETÊNCIAS E DELIBERAÇÕES)É a reunião dos cotistas para deliberarem sobre certos assuntos referentes ao Fundo.Compete privativamente à Assembléia Geral de cotistas deliberar sobre: as demonstrações contábeis apresentadas pelo administrador; a substituição do administrador, do gestor ou do custodiante do Fundo; a fusão, a incorporação, a cisão, a transformação ou a liquidação do Fundo; o aumento da taxa de administração; (a redução de taxa de administração não necessita de assembléia) a alteração da política de investimento do Fundo; a emissão de novas cotas, no Fundo fechado; a amortização de cotas, caso não esteja prevista no regulamento; e a alteração do regulamento. ConvocaçãoA convocação da Assembléia Geral deve ser feita por correspondência encaminhada a cadacotista, com pelo menos 10 dias de antecedência em relação à data de realização.A presença da totalidade dos cotistas supre a falta de convocação.Podem convocar a Assembléia Geral administrador do fundo, cotista ou grupo decotista que detenham no mínimo 5% das cotas emitidas do fundo.A Assembléia Geral é instalada com a presença de qualquer número de cotistas. Assembléia geral ordinária (ago) e assembléia geral extraordinária (age)AGO é a Assembléia convocada anualmente para deliberar sobre as demonstrações contábeisdo Fundo. Deve ocorrer em até 120 dias após o término do exercício social. Esta AssembléiaGeral somente pode ser realizada no mínimo 30 dias após estarem disponíveis aos cotistas asdemonstrações contábeis auditadas relativas ao exercício encerrado.Quaisquer outras Assembléias são chamadas de AGE DIREITOS E OBRIGAÇÕES DOS CONDÔMINOS O cotista deve ser informado: Do objetivo do fundo. Da política de investimento do fundo e dos riscos associados a essa política de investimentos. Das taxas de administração e de desempenho cobradas, ou critérios para sua fixação, bem como das demais taxas e despesas cobradas. Das condições de emissão e resgate de cotas do fundo e quando for o caso, da referência de prazo de carência ou de atualização da cota. Dos critérios de divulgação de informação e em qual jornal são divulgadas as informações do fundo. Quando for o caso, da referência a contratação de terceiros como gestor dos recursos. De que as aplicações realizadas no fundo não contam com a proteção do Fundo Garantidor de Credito. A rentabilidade obtida no passado não representa garantia de rentabilidade futura.www.edgarabreu.com.br  Página 20  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    Para avaliação da performance do fundo de investimento, é recomendável uma análise de período de, no mínimo, 12 meses O cotista deve ter acesso: Ao Regulamento e ao prospecto do fundo. Ao valor do patrimônio líquido, valor da cota e a rentabilidade no mês e no ano civil. A composição da carteira do fundo (o administrador deve colocá-la disposição dos cotistas). O cotista deve receber: Mensalmente extrato dos investimentos. Anualmente demonstrativo para Imposto de Renda com os rendimentos obtidos no ano civil, número de cotas possuídas e o valor da cota. Obrigações dos cotistasO cotista deve ser informado e estar ciente de suas obrigações, tais como: O cotista poderá ser chamado a aportar recursos ao fundo nas situações em que o PL do fundo se tornar negativo. O cotista pagará taxa de administração, de acordo com o percentual e critério do fundo. Observar as recomendações de prazo mínimo de investimento e os riscos que o fundo pode incorrer. Comparecer nas assembléias gerais. Manter seus dados cadastrais atualizados para que o administrador possa lhe enviar os documentos. Assinar o TERMO DE ADESÃO, atestando que recebeu o prospecto e o regulamento do fundo e está ciente da política de investimento do fundo bem como todos os riscos envolvidos. INFORMAÇÕES RELEVANTES (DISCLAIMERS)Divulgar, diariamente o valor do patrimônio líquido e da cota.Mensalmente, remeter aos cotistas um extrato com as seguintes informações: nome do Fundo e o número de seu registro no CNPJ; nome, endereço e número de registro do administrador no CNPJ; nome do cotista; saldo e valor das cotas no início e no final do período e a movimentação ocorrida ao longo do mesmo; rentabilidade do Fundo auferida entre o último dia útil do mês anterior e o última dia útil do mês de referência do extrato; data de emissão do extrato da conta; e o telefone, o correio eletrônico e o siteAnualmente, colocar as demonstrações financeiras do Fundo, incluindo o Balanço, àdisposição de qualquer interessado que as solicitar.www.edgarabreu.com.br  Página 21  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    SEGREGAÇÃO DE FUNÇÕES E RESPONSABILIDADES: ADMINISTRADOR: Responsável legal pelo funcionamento do fundo. Controla todos os prestadores de serviço, e defende os interesses dos cotistas. Responsável por comunicação com o cotista. CUSTODIANTE: Responsável pela “guarda” dos ativos do fundo. Responde pelos dados e envio de informações dos fundos para os gestores e administradores. Responsável também pela “marcação a mercado” dos ativos da carteira. DISTRIBUIDOR: Responsável pela venda das cotas do fundo. Pode ser o próprio administrador ou terceiros contratados por ele. GESTOR: Responsável pela compra e venda dos ativos do fundo (gestão) segundo política de investimento estabelecida em regulamento. Quando há aplicação no fundo, cabe ao gestor comprar ativos para a carteira. Quando houver resgate o gestor terá que vender ativos da carteira. AUDITOR INDEPENDENTE: Todo Fundo deve contratar um auditor independente que audite as contas do Fundo pelo menos uma vez por ano TIPOS DE FUNDOS OS FUNDOS ABERTOS: Nestes, os cotistas podem solicitar o resgate de suas cotas a qualquer tempo. O número de cotas do Fundo é variável, ou seja: quando um cotista aplica, novas cotas são geradas e o administrador compra ativos para o Fundo; quando um cotista resgata, suas cotas desaparecem, e o administrador é obrigado a vender ativos para pagar o resgate. Por este motivo, os Fundos abertos são recomendados para abrigar ativos com liquidez mais alta. FUNDOS FECHADOS O cotista só pode resgatar suas cotas ao término do prazo de duração do Fundo ou em virtude de sua eventual liquidação. Ainda há a possibilidade de resgate destas cotas caso haja deliberação neste sentido por parte da assembléia geral dos cotistas ou haja esta previsão no regulamento do Fundo. Estes Fundos têm um prazo de vida pré-definido e o cotista, somente, recebe sua aplicação de volta após haver decorrido este prazo, quando então o Fundo é liquidado. Se o cotista quiser seus recursos antes, ele deverá vender suas cotas para algum outro investidor interessado em ingressar no Fundowww.edgarabreu.com.br  Página 22  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    FUNDOS RESTRITOS Já os Fundos classificados como “Restritos” são aqueles constituídos para receber investimentos de um grupo restrito de cotistas, normalmente os membros de uma única família, ou empresas de um mesmo grupo econômico. INVESTIDORES QUALIFICADOSInvestidores Qualificados são aqueles que, segundo o órgão regulador, tem mais condições doque o investidor comum de entender o mercado financeiro.São considerados Investidores Qualificados: Instituições financeiras; Companhias seguradoras e sociedades de capitalização; Entidades abertas e fechadas de previdência complementar; Pessoas físicas ou jurídicas que possuam investimentos financeiros em valor superior a R$ 300.000 e que, adicionalmente, atestem por escrito sua condição de investidor qualificado mediante termo próprio; Administradores de carteira e consultores de valores mobiliários autorizados pela CVM em relação a seus recursos próprios. FUNDOS EXCLUSIVOSOs Fundos classificados como "Exclusivos" são aqueles constituídos para receber aplicaçõesexclusivamente de um único cotista. Somente investidores qualificados podem sercotistas de Fundos exclusivos.Prospecto e marcação a mercado é facultativa. FUNDOS DE INVESTIMENTO COM CARÊNCIAO regulamento do fundo pode estabelecer prazo de carência para resgate, com ou semrendimento. Os fundos com Carência têm resgate após o término da carência. FUNDOS DE INVESTIMENTO SEM CARÊNCIAresgates a qualquer momento, isto é, liquidez diáriaMARCAÇÃO A MERCADO: este conceito diz que o Fundo deve reconhecer todos os dias, o valorde mercado de seus ativos. A marcação a mercado faz com que o valor das cotas de cada Fundoreflita, de forma atualizada, a que preço o administrador dos recursos venderia cada ativo a cadamomento (mesmo que ele o mantenha na carteira). Ainda de acordo com a legislação (instruçãoCVM 409), devem ser observados os preços do fim do dia, após o fechamento dos mercados. Jápara a renda variável, a legislação determina que observe o preço médio dos ativos durante o dia.O Objetivo de marcar a mercado é evitar transferência de riqueza entre cotistasOs ativos que fazem parte da carteira de responsabilidade do administrador devem ter um preçoúnico.www.edgarabreu.com.br  Página 23  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   O administrador deve divulgar no mínimo uma versão simplificada da marcação a mercado Marcação a mercado x Marcação pela curva de juros (curva do papel)Na MaM, os preços dos papéis que compõem a carteira do fundo e que, portanto, irão definir ovalor da cota, são estipulados com base no valor a mercado desses títulos a cada instante. Essaavaliação diária é importante mesmo para os títulos de renda fixa pré-fixada, ou seja, aqueles quetêm a taxa pré-determinada no momento da aplicação, pois esses títulos também sofremoscilações de preço até a sua data de vencimento.Porém, no passado, muitas instituições costumavam estabelecer os preços dos títulos de acordocom os juros que seriam pagos, a chamada marcação pela curva de juros do papel. Essaalternativa geralmente conferia maiores ganhos aos cotistas, porém, não refletia o realpatrimônio do fundo. Isso ocorre porque, caso houvesse uma corrida aos bancos e muitosinvestidores quisessem resgatar seus recursos, os gestores não conseguiriam vender os títulos deacordo com os juros prometidos, acabando por prejudicar os cotistas COTA DE ABERTURAChamamos de cota de abertura aquela que já é conhecida no início do dia. O seu cálculo éfeito com base no valor do PL do Fundo no dia anterior, acrescido de um CDI. A cota deabertura é permitida apenas para os Fundos Curto Prazo, Referenciados e Renda Fixa NãoLongo Prazo (segundo a classificação CVM), e é indicada apenas para Fundos pouco voláteis,como os Fundos DI.A cota de abertura apresenta a vantagem de permitir que o investidor planeje de forma melhor assuas movimentações, pois já se sabe o valor da cota no início do dia. COTA DE FECHAMENTOA cota de fechamento é calculada com base no valor do PL do próprio dia. A cota defechamento tem a vantagem de refletir mais fielmente o PL do Fundo, evitando distorções naaplicação/resgate do Fundo. A desvantagem está em que o investidor somente vai saber oresultado de sua aplicação/resgate no dia seguinte PRINCIPAIS CARACTERÍSTICASAs grandes vantagens para o investidor de fundos de investimento em relação aos investimentosfeitos de forma individual são:  Possibilidade de diversificação da carteira, mesmo dispondo de pouco recurso financeiro  Acesso a papeis disponíveis no mercado financeiro, mas que exigem maior volume para aplicaçãowww.edgarabreu.com.br  Página 24  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br     Alta liquidezDOCUMENTOS DOS FUNDOS Regulamento: Documento que estabelece as regras de funcionamento e operacionalização de um fundo de investimento, segundo legislação vigente. Prospecto: Documento que contém as informações relevantes para o investidor relativas à política de investimento do fundo e os riscos envolvidos. Termo de Adesão: investir todo cotista assina um termo confirmando que:  Recebeu o regulamento e o prospecto do fundo.  Tomou ciência dos riscos envolvidos e da política de investimento.O investidor deve receber os documentos acima sempre ANTES da primeira aplicação no fundo.OBS: A elaboração de prospecto é facultativa para os fundos exclusivos, por decisão do cotista 2.2 PRINCIPAIS ESTRATÉGIAS DE GESTÃO – 1 A 2 QUESTÕES FUNDOS PASSIVOS (FUNDO INDEXADO)Os fundos passivos são aqueles que buscam acompanhar um determinado “benchmark” e poressa razão seus gestores têm menos liberdade na seleção de Ativos FUNDOS ATIVOSSão considerados ativos aqueles em que o gestor atua buscando obter melhor desempenho,assumindo posições que julgue propícias para superar o seu “benchmark” FUNDO ALAVANCADOUm fundo é considerado alavancado sempre que existir possibilidade (diferente de zero) de perdasuperior ao patrimônio do fundo, desconsiderando-se casos de default nos ativos do fundo.www.edgarabreu.com.br  Página 25  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    2.3 PRINCIPAIS MODALIDADES DE FUNDO DE INVESTIMENTO – 2 A 3 QUESTÕES FUNDO DE CURTO PRAZOSão Fundos que têm por objetivo proporcionar a menor volatilidade possível dentre osFundos disponíveis no mercado brasileiro.Os fundos classificados como "Curto Prazo" deverão aplicar seus recursos exclusivamente emtítulos públicos federais pré-fixados ou indexados à taxa SELIC, ou títulos indexados a índices depreços, com prazo máximo a decorrer de 375 (trezentos e setenta e cinco) dias, e o prazomédio da carteira do fundo deve ser inferior a 60 (sessenta) dias, sendo permitida autilização de derivativos somente para proteção da carteira e a realização de operaçõescompromissadas lastreadas em títulos públicos federais.É vedada a cobrança de taxa de performance, salvo quando se tratar de Fundodestinado a investidor qualificado.Alíquota mínima de IR: 20% FUNDOS REFERENCIADOSOs Fundos classificados como "Referenciados" devem conter expressamente em sua denominaçãoe o seu indicador de desempenho. A idéia é que o investidor, ao ver o nome do Fundo, não tenhadúvida com relação à sua política de investimentos, que é buscar acompanhar determinado índice,em termos de performanceObrigações dos fundos referenciados: tenham 80% (oitenta por cento), no mínimo, de seu patrimônio líquido representado, isolada ou cumulativamente, por: a) títulos de emissão do Tesouro Nacional e/ou do Banco Central do Brasil; b) títulos e valores mobiliários de renda fixa cujo emissor esteja classificado na categoria baixo risco de crédito ou equivalente, com certificação por agência de classificação de risco localizada no País; estipulem que 95% (noventa e cinco por cento), no mínimo, da carteira seja composta por ativos financeiros de forma a acompanhar, direta ou indiretamente, a variação do indicador de desempenho ("benchmark") escolhido; restrinjam a respectiva atuação nos mercados de derivativos a realização de operações com o objetivo de proteger posições detidas à vista, até o limite dessas.É vedada a cobrança de taxa de performance, salvo quando se tratar de Fundodestinado a investidor qualificadowww.edgarabreu.com.br  Página 26  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    FUNDOS DE RENDA FIXAInvestem no mínimo 80% de seu Patrimônio Líquido em ativos de renda fixa expostos avariação da taxa de juros doméstica ou a um índice de preços, ou ambos.Sua carteira é composta por títulos que rendem uma taxa previamente acordada. Estes fundos sebeneficiam em um cenário de queda de juros, mas tem risco de taxa de juros e eventualmentecréditoEstes Fundos podem ser adicionalmente classificados como “Longo Prazo”, quando o prazomédio de sua carteira superar 365 dias. Neste caso, não poderá ser utilizada a “Cota deAbertura”.É vedada a cobrança de taxa de performance, salvo quando se tratar de Fundo destinado ainvestidor qualificado, ou for classificado como FUNDO CAMBIALInveste no mínimo 80% de seu PL em ativos que busquem acompanhar a variação de preçosde moedas estrangeiras.Os Fundos Cambiais Dólar são os mais conhecidos. A aplicação é feita em R$ (reais), e suacarteira é composta por papéis que buscam acompanhar a variação da moeda norte americanaComentário: ATENÇÃO, ele não acompanha a cotação do dólarPodem cobrar taxa de performance FUNDO DE AÇÕESInveste no mínimo 67% do seu Patrimônio Líquido em ações negociadas no mercado à vista debolsa de valores.A performance destes fundos está sujeita à variação de preço das ações que compõem suacarteira. Por isso, são mais indicados para quem tem objetivos de investimento de longo prazo.FUNDO DE AÇÕES ATIVO Market timing: alguns Fundos de ações permitem o aumento ou diminuição da exposição à bolsa. Este movimento, quando acertado, é um poderoso instrumento para bater o benchmark. Assim, se o gestor avaliar que a bolsa tem perspectivas ruins, ele pode expor o Fundo em, por exemplo, 80% do seu PL à variação da bolsa. Stock picking: aposta em ações com maior potencial de retorno. Esta aposta se dá, geralmente, em relação às ações que fazem parte do benchmark. Por exemplo, se Petrobrás representa 20% da carteira do Ibovespa, e o administrador acredita que seja uma boa alternativa de investimento, pode comprar 25% para a carteira do Fundo. Se o administrador estiver correto, estes 5% extras ajudarão a ultrapassar o benchmark.www.edgarabreu.com.br  Página 27  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    Arbitragem: comprar e vender o mesmo ativo, com características ligeiramente diferentes, ganhando o diferencial do preço. Por exemplo, compra de uma ação ON e venda de uma ação PN do mesmo emissor. Nesse caso, o administrador não está fazendo aposta com relação à direção da bolsa, mas apenas com relação ao diferencial de preços entre esses dois ativos.Podem cobrar taxa de performance FUNDOS DE DIVIDA EXTERNAInveste no mínimo 80% do seu Patrimônio Líquido em títulos do Brasil negociados no mercadointernacional.Forma mais fácil de investir em papéis brasileiros negociados no mercado internacional.Somente Fundos de Dívida Externa podem adquirir títulos representativos da dívida externa deresponsabilidade da UniãoPodem cobrar taxa de performance FUNDOS MULTIMERCADOSOs Fundos classificados como "Multimercado" devem possuir políticas de investimento queenvolvam vários fatores de risco, sem o compromisso de concentração em nenhumfator em especial ou em fatores diferentes das demais classes previstas na instrução.Ou seja, este tipo de Fundo pode aplicar em DI/SELIC, índices de preços, taxas de juros, câmbio,dívida externa e ações.Podem usar derivativos para alavancagemPodem aplicar até 20% de seu patrimônio em ativos no exteriorPodem cobrar taxa de performance NORMAS RELATIVAS À CONCENTRAÇÃO EM CRÉDITOS PRIVADOS O fundo de investimento que realizar aplicações em quaisquer ativos ou modalidadesoperacionais de responsabilidade de pessoas físicas ou jurídicas de direito privado ou deemissores públicos outros que não a União Federal que, em seu conjunto, exceda o percentualde 50% (cinqüenta por cento) de seu patrimônio líquido, deverá observar as seguintes regras,cumulativamente àquelas previstas para sua classe:I – na denominação do fundo deverá constar a expressão “Crédito Privado”;II – o regulamento, o prospecto e o material de venda do fundo deverão conter, com destaque,alerta de que o fundo está sujeito a risco de perda substancial de seu patrimônio líquido em casode eventos que acarretem o não pagamento dos ativos integrantes de sua carteira, inclusive porwww.edgarabreu.com.br  Página 28  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   força de intervenção, liquidação, regime de administração temporária, falência, recuperaçãojudicial ou extrajudicial dos emissores responsáveis pelos ativos do fundo FUNDO DE INVESTIMENTO EM COTAS DE FUNDOS DE INVESTIMENTOO fundo de investimento em cotas de fundos de investimento deverá manter, no mínimo, 95%(noventa e cinco por cento) de seu patrimônio investido em cotas de fundos deinvestimento de uma mesma classe, exceto os fundos de investimento em cotasclassificados como "Multimercado", que podem investir em cotas de fundos de classesdistintas.Os restantes 5% (cinco por cento) do patrimônio do fundo poderão ser mantidos em depósitos àvista ou aplicados em: I. títulos públicos federais; II. títulos de renda fixa de emissão de instituição financeira;III. operações compromissadas (Operação envolvendo títulos de renda fixa.) , de acordo com a regulação específica do Conselho Monetário Nacional - CMN.Deverá constar da denominação do fundo a expressão "Fundo de Investimento em Cotas deFundos de Investimento" acrescida da classe dos fundos investidos de acordo comregulamentação específica FUNDOS DE INVESTIMENTO EM ÍNDICE DE MERCADO - FUNDOS DE ÍNDICEO fundo é uma comunhão de recursos destinado à aplicação em carteira de títulos e valoresmobiliários que vise refletir as variações e rentabilidade de um índice de referência, porprazo indeterminado.Da denominação do fundo deve constar a expressão “Fundo de Índice” e a identificação do índicede referênciaO fundo é regido por esta Instrução e pelas disposições constantes do seu regulamento, sendoseu principal meio de divulgação de informações a sua página na rede mundial de computadores.fundo deve manter 95% (noventa e cinco por cento), no mínimo, de seu patrimônioaplicado em valores mobiliários ou outros ativos de renda variável autorizados pela CVM, naproporção em que estes integram o índice de referência, ou em posições compradas nomercado futuro do índice de referência, de forma a refletir a variação e rentabilidade de talíndice FUNDOS DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO (FII)Os Fundos de Investimento Imobiliário (FII) destinam-se ao desenvolvimento deempreendimentos imobiliários, tais como construção de imóveis, aquisição de imóveiswww.edgarabreu.com.br  Página 29  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   prontos, ou investimentos em projetos visando viabilizar o acesso à habitação e serviços urbanos,inclusive em áreas rurais, para posterior alienação, locação ou arrendamento.Estes Fundos destinam-se a investidores que procuram imóveis como uma forma de diversificaçãode sua carteira de investimentos, e esperam ganho de capital moderado e rendimentos em formade aluguelOs Fundos imobiliários são comercializados na forma de Fundos fechados, que podem terduração determinada ou indeterminadaEstes Fundos devem distribuir, no mínimo, 95% do lucro auferido, apurados segundo oregime de caixa.Uma vez constituído e autorizado o funcionamento do Fundo, admite-se que 25% de seupatrimônio, no máximo e temporariamente, seja investida em cotas de FI e/ou emTítulos de Renda Fixa.Esta parcela pode ser maior se expressamente autorizado pela CVM, mediante justificativa doadministrador do Fundo.É vedado ao Fundo operar em mercados futuros ou de opções FUNDOS DE INVESTIMENTO EM DIREITOS CREDITÓRIOS (FIDC E FIC-FIDC)São Fundos constituídos por títulos de crédito originários de operações realizadas nas instituiçõesfinanceiras, na indústria, arrendamento mercantil, hipotecas, prestação de serviços e outros títulosque possam ser admitidos como direito de crédito pela CVM.Desta forma, as operações de crédito originalmente feitas podem ser cedidas aosFundos que assumem estes direitos creditórios. Esta operação permite aos bancos, porexemplo, que cedam (vendam) seus empréstimos aos FIDC, liberando espaço para novasoperações, e aumentando a liquidez deste mercadoEstes Fundos podem ser: Abertos: quando os cotistas podem solicitar resgate das cotas, de acordo com o estatuto do Fundo. Fechados: quando as cotas podem ser resgatadas somente ao término do prazo de duração do Fundo, ou no caso de sua liquidação.Benefícios dos FIDC:• Para quem cede os direitos creditórios: diminuição dos riscos de crédito e “liberação deespaço no balanço”.• Para as empresas: mais liquidez no mercado de crédito.• Para os investidores: uma alternativa de investimento que tende a oferecer uma rentabilidademaior do que a renda fixa tradicional.Riscos:www.edgarabreu.com.br  Página 30  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   O principal risco para o investidor em FIDC é o crédito da carteira de recebíveis. Ouseja, o retorno está diretamente ligado ao nível de inadimplência dos recebíveis que formam olastro da carteira.Os FIDC podem operar no mercado de derivativos (bolsas e balcão com sistema de registro)somente para proteger suas posições à vista.No caso de Fundo aberto, o Fundo será liquidado ou incorporado a outro se mantiver PL médioinferior a R$500.000 durante 3 meses consecutivos, ou 3 meses após a autorização da CVM.  Os cotistas dos FIDC somente podem ser investidores qualificados  O valor mínimo para aplicação deve ser de R$25.000  O FIDC deve ter, no mínimo, 50% de seu patrimônio em direitos creditórios FUNDOS OFF-SHOREÉ considerado fundo off-shore aquele constituído fora do território brasileiro , mas que aplica emativos dentro do país. 2.4. Código Anbima de Regulação e Melhores Práticas para Fundos de Investimentos – 1 a 2 questõesOBJETIVO: Estabelecer parâmetros pelos quais as atividades das Instituições Participantes,relacionadas à constituição e funcionamento de fundos de investimento (“Fundos deInvestimento”), devem se orientar, visando, principalmente, a estabelecer: I. a concorrência leal; II. a padronização de seus procedimentos; III. a maior qualidade e disponibilidade de informações sobre Fundos de Investimento, especialmente por meio do envio de dados pelas Instituições Participantes à ANBID; IV. a elevação dos padrões fiduciários e a promoção das melhores práticas do mercado.O presente Código não se sobrepõe à legislação e regulamentação vigentes, ainda quevenham a ser editadas normas, após o início de sua vigência, que sejam contrárias às disposiçõesora trazidas. Caso haja contradição entre regras estabelecidas neste Código e normas legais ouregulamentares, a respectiva disposição deste Código deverá ser desconsiderada, sem prejuízodas demais regras neste contidasPara o registro dos Fundos de Investimento na ANBIMA, deve ser encaminhado pedidoespecífico acompanhado dos seguintes documentos: I. prospecto do Fundo de Investimento, quando for o caso (“Prospecto”); II. regulamento do Fundo de Investimento (“Regulamento”); III. comprovante de pagamento da taxa de registro; IV. formulário de cadastro.www.edgarabreu.com.br  Página 31  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    PROSPECTOAs Instituições Participantes devem tomar providências para que sejam disponibilizados aosinvestidores, quando de seu ingresso nos Fundos de Investimento, Prospectosatualizados e compatíveis com o Regulamento dos Fundos de InvestimentoO Prospecto deve conter as principais características do Fundo de Investimento, dentre as quaisas informações relevantes ao investidor sobre políticas de investimento, riscos envolvidos, bemcomo direitos e responsabilidades dos cotistas.Na capa dos Prospectos dos Fundos de Investimento administrados pelas InstituiçõesParticipantes, que sejam elaborados em conformidade com todos os requisitos estabelecidos nesteCódigo, devem ser impressa a logomarca da ANBIMA, acompanhada de textos obrigatórios:ESTE PROSPECTO FOI PREPARADO COM AS INFORMAÇÕES NECESSÁRIAS AO ATENDIMENTODAS DISPOSIÇÕES DO CÓDIGO ANBIMA DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS PARA OSFUNDOS DE INVESTIMENTO, BEM COMO DAS NORMAS EMANADAS DA COMISSÃO DE VALORESMOBILIÁRIOS. A AUTORIZAÇÃO PARA FUNCIONAMENTO E/OU VENDA DAS COTAS DESTEFUNDO DE INVESTIMENTO NÃO IMPLICA, POR PARTE DA COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOSOU DA ANBIMA, GARANTIA DE VERACIDADE DAS INFORMAÇÕES PRESTADAS, OU JULGAMENTOSOBRE A QUALIDADE DO FUNDO, DE SEU ADMINISTRADOR OU DAS DEMAIS INSTITUIÇÕESPRESTADORAS DE SERVIÇOS.Quando for o caso, dependendo dos fatores de risco do fundo:ESTE FUNDO DE INVESTIMENTO UTILIZA ESTRATÉGIAS COM DERIVATIVOS COMO PARTEINTEGRANTE DA SUA POLÍTICA DE INVESTIMENTO. TAIS ESTRATÉGIAS, DA FORMA COMO SÃOADOTADAS, PODEM RESULTAR EM SIGNIFICATIVAS PERDAS PATRIMONIAIS PARA SEUSCOTISTAS, PODENDO INCLUSIVE ACARRETAR PERDAS SUPERIORES AO CAPITAL APLICADO E ACONSEQUENTE OBRIGAÇÃO DO COTISTA DE APORTAR RECURSOS ADICIONAISDevem ainda ser impressos, com destaque na capa, na contracapa ou na primeira páginado Prospecto, os seguintes avisos ou avisos semelhantes com o mesmo teor:O INVESTIMENTO DO FUNDO DE INVESTIMENTO DE QUE TRATA ESTE PROSPECTO APRESENTARISCOS PARA O INVESTIDOR. AINDA QUE O GESTOR DA CARTEIRA MANTENHA SISTEMA DEGERENCIAMENTO DE RISCOS, NÃO HÁ GARANTIA DE COMPLETA ELIMINAÇÃO DAPOSSIBILIDADE DE PERDAS PARA O FUNDO DE INVESTIMENTO E PARA O INVESTIDOR;O FUNDO DE INVESTIMENTO DE QUE TRATA ESTE PROSPECTO NÃO CONTA COM GARANTIA DOADMINISTRADOR DO FUNDO, DO GESTOR DA CARTEIRA, DE QUALQUER MECANISMO DESEGURO OU, AINDA, DO FUNDO GARANTIDOR DE CRÉDITOS – FGC;www.edgarabreu.com.br  Página 32  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   A RENTABILIDADE OBTIDA NO PASSADO NÃO REPRESENTA GARANTIA DE RENTABILIDADEFUTURA;AS INFORMAÇÕES CONTIDAS NESSE PROSPECTO ESTÃO EM CONSONÂNCIA COM OREGULAMENTO DO FUNDO DE INVESTIMENTO, MAS NÃO O SUBSTITUEM. É RECOMENDADA ALEITURA CUIDADOSA TANTO DESTE PROSPECTO QUANTO DO REGULAMENTO, COM ESPECIALATENÇÃO PARA AS CLÁUSULAS RELATIVAS AO OBJETIVO E À POLÍTICA DE INVESTIMENTO DOFUNDO DE INVESTIMENTO, BEM COMO ÀS DISPOSIÇÕES DO PROSPECTO E DO REGULAMENTOQUE TRATAM DOS FATORES DE RISCO A QUE O FUNDO ESTÁ EXPOSTO. MARCAÇÃO A MERCADOA MaM consiste em registrar todos os ativos, para efeito de valorização e cálculo de cotas dosFundos de Investimento, pelos respectivos preços negociados no mercado em casos de ativoslíquidos ou, quando este preço não é observável, por uma estimativa adequada de preço que oativo teria em uma eventual negociação feita no mercado.A MaM tem como principal objetivo evitar a transferência de riqueza entre os cotistasdos Fundos de Investimento, além de dar maior transparência aos riscos embutidos nas posições,uma vez que as oscilações de mercado dos preços dos ativos, ou dos fatores determinantesdestes, estarão refletidas nas cotas, melhorando assim a comparabilidade entre suasperformancesÉ expressamente vedada: o divulgação, em qualquer meio, de qualificação, premiação, título ou análise que utilize dados de menos de 12 (doze) meses; o divulgação de rentabilidade do fundo com menos de 6 meses de registro na CVM.divulgação de comparação entre Fundos que tenham classificação ANBIMA diferentes, semqualificá-los e sem apresentar justificativa consistente para a comparação 2.5 TAXAS, TIPOS E FORMAS DE COBRANÇA – 1 A 2 QUESTÕES TAXA DE ADMINISTRAÇÃOPercentual pago pelos cotistas de um fundo para remunerar todos os prestadores de serviço. Éuma taxa expressa ao ano calculada e deduzida diariamente.A cobrança de taxa de administração afeta o valor da cota.A rentabilidade divulgada pelos fundos de investimento é sempre liquida de taxa deadministração.www.edgarabreu.com.br  Página 33  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    TAXA DE PERFORMANCEPercentual cobrado do cotista quando a rentabilidade do fundo supera a de um indicador dereferência. Nem todos os fundos cobram taxa de performance.Cobrança após a dedução de todas as despesas, inclusive da taxa de administração.Linha d’agua: Metodologia utilizada para cobrança de taxa de performance.Periodicidade: Semestral DESPESASDe acordo com a Instrução CVM 409 são encargos do Fundo de Investimento, além da Taxade Administração, os impostos e contribuições que incidam sobre os bens, direitos e obrigaçõesdo fundo, as despesas com impressão expedição e publicação de relatórios, formuláriose informações periódicas, previstas no regulamento, as despesas de comunicação aoscondôminos, os honorários e despesas do auditor, os emolumentos e comissões nasoperações do fundo, despesas de fechamento de câmbio vinculadas as suas operações, oshonorários de advogados e despesas feitas em defesa dos interesses do fundo, quaisquerdespesas inerentes a constituição ou liquidação do fundo ou a realização de assembléia geral decondôminos, e as taxas de custodia de valores do fundowww.edgarabreu.com.br  Página 34  
  • CER RTIFICAÇ ÇÃO ANBI IMA CPA   ­ 20  edgarab breu@yahoo o.com.br    MÓ ÓDULO O 3. DEM MAIS PRODUTTOS DE E INVES STIMEN NTO  (PROPORÇÃÃO: DE 17% A 25%)  O que espe erar do MÓDULO 3 ? M Neste capitu teremos no mínimo 9 questõe de prov e no máximo 15 questões de N ulo es va q prova. p xtenso e os assuntos não são simples como f Este capítulo é muito ex E o s n fundo de investimento. Em E geral os candidatos encontram muitas difi m iculdades no assunto d derivativo vale o de os, le embrar que na maioria das provas caem apenas 3 quest a s tões sobre o mercado de derivativ d vo. Não N perca o foco! 3.1. INST TRUMENT TOS DE R RENDA VA ARIÁVEL – 4 a 5 qu uestõesRennda Variáável: São classificado como in os nstrumento de rend variável aqueles produtos cujos os da pren ndimentos não sã conhe s ão ecidos, ou não po u odem ser previamen nte determ minados, poisdep pendem de eventos futuros, ta como o fatores conjuntur e ais os rais. Possib bilitam ma aiores ganhos,porém o risco de eventu o uais perdas é bem maior. O exe s emplo mais comum s as açõ são ões AÇÕESDeffinição:ação represen a meno "fração do capi nta or o" ital social de uma e l empresa, ou seja, a unidade do , ecap pital nas ssociedade anônim es mas. Quem adquire estas "fraçõ m e amado de acionista que ões" é cha avai ter uma ce erta partici ipação na e empresa, c corresponddente a quantas dest "frações" ele detiv tas ver. OP PERAÇÃO DE UNDE ERWRITINGwww w.edgarabr reu.com.br r  Página 35  
  • CER RTIFICAÇ ÇÃO ANBI IMA CPA   ­ 20  edgarab breu@yahoo o.com.br   AGENTES U UNDERWR RITER: B Bancos de Investim e mento, Banncos Múlt tiplos com carteira de m estimento, Sociedad DistribuInve , de uidora de Títulos e Valores M Mobiliários (SDTVM) e Socied ) dadeCor rretora de T Títulos e V Valores Mob biliários.MERCADO P PRIMÁRIO Colocaçã de título resultan O: ão os ntes de no ovas emisssões. Emppresas utilizamom mercado pri imário para captar os recursos necessário ao finan a s os nciamento de suas at tividades.MERCADO S SECUNDÁ ÁRIO: Neg gociação d ativos, títulos e valores m de mobiliários em merca adosorganizados, onde inve estidores ccompram e vendem em busc de lucr m ca ratividade e liquid e dez,tran nsferindo, entre si, os títulos an s nteriormen adquirid no mer nte dos rcado prim mário. NEG GOCIAÇÃ DE AÇÕ ÃO ÕES (MER RCADO SE ECUNDÁR RIO)    Commentário: A liquidaç ção na com mpra e ve enda de aç ções acont tecem em DD+3. S ABERT X S.A FECHADA S.A TA AAbe ertas: Negociaçã em bols de valo ão sas ores ou meercado de balcão; b Divisão do capital entre muito sócios (p o os pulverizaçã ão); Cumprime ento de várias norma exigidas pelo agen regulad (bolsas de Valore e CVM). as s nte dor s es chadas:Fec Negociaçã no balcã das empresas, sem garantia ão ão a; Concentra apital na mão de pouc acionis ação do ca cos stas.Commentário: Uma emp : presa quan abre o capital es também abrindo a sua cont ndo stá m tabilidade p parao m mercado, d devendo assim poss suir uma g gestão tra ansparent publican te ndo balanç periód ços dicosentre outras e exigências feitas pela CVM. a TIP DE AÇÕ PO ÕES Ordinária (ON): G as Garante o d direito a vo nas ass oto sembléias aos acionis stas; Preferennciais (PN N):  Tem preferência no receb a bimento de dividendo em relaç as ordi e os ção inárias.  Não tem direito a voto.  Recebbem 10% a mais de dividendo em relaç a ordin e os ção nárias.www w.edgarabr reu.com.br r  Página 36  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br     Caso a companhia fique 3 anos sem distribuir dividendos passa a ter direito a voto.OBS: Empresas que abrem seu capital deverão ter no mínimo 50% de suas ações sendo dotipo ordinária. (½ e ½) CUSTO DA OPERAÇÃO  Corretagem: Custo pago para corretoras pelas operações executadas. Financeiro no dia Valor Fixo % volume De R$ 0,01 a R$ 135,07 R$ 2,70 0,00 % De R$ 135,08 a R$ 498,62 R$ 0,00 2,00 % De R$ 498,63 a R$ 1.514,69 R$ 2,49 1,50 % De R$ 1.514,70 a R$ 3.029,38 R$ 10,06 1,00 % A partir de R$ 3.029,39 R$ 25,21 0,50 % Informação adicional, na prova não é cobrada estes valores  Emolumentos: Os emolumentos são cobrados pelas Bolsas por pregão em que tenham ocorrido negócios por ordem do investidor. A taxa cobrada pela Bolsa é de 0,035% do valor financeiro da operação  Custódia: Uma espécie de tarifa de manutenção de conta, cobrada por algumas corretoras. DIREITOS E PROVENTOS DE UMA AÇÃODividendos: Distribuição de parte do lucro aos seus acionistas. Por lei as empresas devem dividirno mínimo 25% do seu lucro liquido. IMPORTANTE: O valor distribuído em forma de dividendos é descontado do preço da ação.Juros sobre o Capital Próprio: São proventos pagos em dinheiro como os dividendos, sendo,porém dedutíveis do lucro tributável da empresa.Bonificações: Correspondem à distribuição de novas ações para os atuais acionistas, em funçãodo aumento do capital. Excepcionalmente pode ocorrer a distribuição de bonificação em dinheiroSubscrição: Direito aos acionistas de aquisição de ações por aumento de capital, com preço eprazos determinados. Garante a possibilidade do acionista manter a mesma participação no capitaltotal.OBS: O direito de subscrição assemelha-se ao direito de um titular de uma opção de compra(call), ou seja, ambos possuem o direito de comprar uma determinada quantidade de ações comprazos e condições pré-estabelecidos.Grupamento (Inplit): Reduzir a quantidade de ações aumentando o valor de cada ação;(Objetivo: Menor risco)www.edgarabreu.com.br  Página 37  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   Desdobramento (Split): Aumenta a quantidade de ações reduzindo o valor da ação; (Objetivo:Maior liquidez)IMPORTANTE: Tanto no processo de split como o de inplit, o capital do investidor não sealtera. OUTRAS DEFINIÇÕESday trade: Combinação de operação de compra e de venda realizadas por um investidor com omesmo título em um mesmo dia.Circuit breaker: Sempre que acionado, interrompe o pregão. Na Bovespa é acionado sempreque o Índice Ibovespa atinge uma queda de 10% (30 minutos de paralisação) e persistindo aqueda, 15% (1 hora de paralisação).Blue chip : Em geral, ações de empresas tradicionais e de grande porte, com grande liquidez eprocura no mercado de ações.Home broker: É um moderno canal de relacionamento entre os investidores e as sociedadescorretoras, que torna ainda mais ágil e simples as negociações no mercado acionário, permitindoo envio de ordens de compra e venda de ações pela Internet, e possibilitando o acesso àscotações, o acompanhamento de carteiras de ações, entre vários outros recursos.MEGA BOLSA: Sistema de negociação eletrônica da BOVESPA, que engloba terminais remotos evisa ampliar a capacidade de registro de ofertas e realização de negócios em um ambientetecnologicamente avançado.Liquidez : Maior ou menor facilidade de se negociar um título,convertendo-o em dinheiro.Lote-padrão: Lote de títulos de características idênticas e em quantidade prefixada pelas bolsasde valores.After Market: O After Market permite a negociação de ações no período noturno, após o horárioregular, de forma eletrônica. A totalidade de ordens enviadas tem um limite de R$ 100.000,00 porinvestidor para o período After-Market e os preços das ordens enviadas nesse período nãopoderão exceder à variação máxima positiva ou negativa de 2% em relação ao preço defechamento do pregão diurnoOBS: Bovespa (10h às 17h) after market (17h às 18h:15min). ACIONISTA CONTROLADORPessoa natural ou jurídica, ou grupo de pessoas vinculadas por acordo de acionistas, que possui amaioria dos votos (Ações Ordinárias) nas deliberações da assembléia geral e o poder de elegerwww.edgarabreu.com.br  Página 38  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   a maioria dos administradores da companhia, e usa efetivamente seu poder para dirigir asatividades sociais e orientar o funcionamento da companhia. "TAG ALONG"Quando há mudança de controle de companhia aberta, os demais acionistas detentores de açõescom direito a voto devem receber uma oferta pública de compra de suas ações pelo mesmo valorpago pelas ações do controlador e os acionistas preferenciais, quando for o caso, deverão receberuma oferta de, no mínimo, 80% do valor pago por ação com direito a voto, integrante do bloco decontrole. GOVERNANÇA CORPORATIVA DA EMPRESAGovernança corporativa é o conjunto de práticas que tem por finalidade alinhar os objetivos daadministração da companhia aos interesses dos acionistas.Para tanto, estabelece um sistema pelo qual as sociedades são dirigidas e monitoradas,envolvendo os relacionamentos entre investidores (acionistas/cotistas), Conselho deAdministração, Diretoria, Auditoria Independente e Conselho Fiscal. A análise das práticas degovernança corporativa aplicada ao mercado de capitais envolve, principalmente: transparência,eqüidade de tratamento dos acionistas, prestação de contas e responsabilidade corporativa. Boaspráticas de governança corporativa logram aumentar o valor de uma companhia, facilitar seuacesso ao capital e contribuir para sua perenidade.Nível 1 e Nível 2: é um nível de governança corporativa, na qual para que as empresasparticipem é necessário cumprirem uma série de exigências. Sendo o Nível 2 mais AMPLO emrelação ao Nível 1.NÍVEL 1: Realização de reuniões públicas com analistas e investidores, ao menos uma vez por ano. Manutenção em circulação de uma parcela mínima de ações, representando 25% (vinte e cinco por cento) do capital social da companhiaNÍVEL 2: Divulgação de demonstrações financeiras de acordo com padrões internacionais IFRS ou US GAAP. Conselho de Administração com mínimo de 5 (cinco) membros e mandato unificado de até 2 (dois) anos, permitida a reeleição. No mínimo, 20% (vinte por cento) dos membros deverão ser conselheiros independentes. Extensão para todos os acionistas detentores de ações ordinárias das mesmas condições obtidas pelos controladores quando da venda do controle da companhia e de, no mínimo, 80% (oitenta por cento) deste valor para os detentores de ações preferenciais (tag along).www.edgarabreu.com.br  Página 39  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   NOVO MERCADO: Transparência maior na gestão e na publicação; 100% das ações devem ser ordinárias; 100% tag along IPO de no mínimo 10 milhões; Manter no mínimo 25% das ações em circulação;Comentário: Nem todas as empresas de capitais abertos que operam na Bovespa, encaixa emum dos níveis de governança coorporativa citada acima ANÁLISE TÉCNICA (GRÁFICA)A Análise Técnica, ou gráfica estabelece projeções para os preços das ações baseadas naobservação do comportamento passado: sua demanda e oferta e a evolução passada dosvolumes negociados e os preços das ações.Em resumo, a análise técnica estuda as movimentações nos preços passados e, a partirdaí, explica a sua evolução futura.Os instrumentos utilizados para esta análise são gráficos de acompanhamento, gráficos ponto-figura e gráficos de barras ANÁLISE FUNDAMENTALISTAAfirma que há um valor para cada ação baseado no desempenho econômico-financeiro daempresa, comparando empresas do mesmo setor, setores diferentes e análises conjunturais,considerando variáveis internas e externas à empresa e suas influências sobre o valor da ação.Portanto, a análise Fundamentalista utiliza-se de informações quanto à empresa, ao setor a queela pertence, ao mercado de ações e à conjuntura econômica. PRINCIPAIS ÍNDICES DE MERCADOIBOVESPA:Mais utilizado e mais importante índice brasileiro ;Composto pelas ações de maior liquidez da bolsa de valores dos últimos 12 meses;A carteira é revista ao final de cada quadrimestre; (jan – abril; maio – ago; set – dez).As ações para participarem do Ibovespa devem obrigatoriamente: apresentar, em termos de volume, participação superior a 0,1% do total; ter sido negociada em mais de 80% do total de pregões do período. IBrX: Assim como o Ibovespa, é composto pelas 100 empresas com o maior número de operações evolume negociado na Bovespa nos últimos 12 meses. O que diferencia do Ibovespa, é o fato do IBrX considerar apenas as ações disponíveisno mercado, desconsiderando assim as ações em posse dos controladores.www.edgarabreu.com.br  Página 40  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   IBrX - 50:Adota os mesmo critérios do Índice IBrX, mas é composto apenas pelas 50 ações de maiorliquidez;ISE - Índice de Sustentabilidade Empresarial:Ferramenta para análise comparativa de performance das empresas listadas na BM&FBovespa sobo aspecto da sustentabilidade corporativa, baseada na eficiência econômica, no equilíbrioambiental, na justiça social e na governança corporativa.metodologia do índice foi desenvolvida pela Escola de Administração de Empresas de São Pauloda Fundação Getúlio Vargas (FGV-EAESP, e reuniu inicialmente 28 empresas CLUBE DE INVESTIMENTOO Clube de Investimento é um condomínio constituído por no mínimo 3 pessoas e nomáximo 150 pessoas físicas, para aplicação de recursos em títulos e valores mobiliários, sendoadministrado por corretoras, distribuidoras e bancos de investimento. Quando se tratarde empregados de uma mesma empresa, o número de condôminos pode ser maior.A carteira é composta por 51% no mínimo em ações, sendo o restante em renda fixa ederivativos.O máximo que um único investidor pode ter de um clube de investimento é de 40% sobre opatrimônio do clube. DEPOSITARY RECEIPTS (DR’s)São títulos negociados em um país que têm como lastro ações de uma empresa que está instaladafora deste país.Do ponto de vista do Brasil, DRs são recibos de depósitos lançados por empresas brasileiras quedesejam (e podem) colocar ações no mercado internacional. Estes recibos têm como lastro asações destas mesmas empresas. AÇÕES Negociadas: EUA  Negociadas: BRASIL Emitidas: empresas  Emitidas: empresas  DR’S  não Americanas  não Brasileiras  ADR BDR BRAZILIAN AMERICAN DEPOSITARY RECEIPTS DEPOSITARY RECEIPTS    www.edgarabreu.com.br  Página 41  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    3.2. INSTRUMENTOS DE RENDA FIXA – 3 A 4 QUESTÕES RENDA FIXARenda fixa é uma obrigação cujo rendimento (taxa de juros) é determinado no momento dacompra do título. Esse rendimento pode ter sua remuneração prefixada ou pós-fixada. DEFINIÇÕESRentabilidades:  Pré-Fixada: Um título é prefixado quando o valor dos rendimentos é conhecido no início da operação.  Pós Fixada: Um título é pós-fixado quando o valor dos juros somente é conhecido no momento do resgate.PU: preço unitário do título, ou seja, o preço de negociação calculado em uma determinada data.O cálculo do PU é o valor presente dos fluxos futuros de pagamento do título TÍTULOS PÚBLICOA dívida pública federal interna e externa é composta, em sua maior parte, por títulos mobiliáriosque diferem entre si conforme o contexto e a finalidade da emissão. Para os títulos pós-fixados,por exemplo, tem-se diferentes indexadores, que variam conforme o tipo. Existem tambémaqueles que não possuem indexadores, os chamados títulos prefixados.Aplicação Inicial: R$ 200,00 (20% de um título) TITULO RENTABILIDADE LETRAS DO TESOURO NACIONAL (LTN) Pré-fixado (deságio) LETRAS FINANCEIRAS DO TESOURO (LFT) Pós-fixado (SELIC) NOTA DO TESOURO NACIONAL (NTN-B) Pós-fixado (IPCA) NOTA DO TESOURO NACIONAL (NTN-C) Pós-fixado (IGPM) NOTA DO TESOURO NACIONAL (NTN-D) Pós-fixado (DOLAR - PTAX) NOTA DO TESOURO NACIONAL (NTN-F) Pré-fixadowww.edgarabreu.com.br  Página 42  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   OBS: O BACEN não emite mais títulos públicos, desde 2002A venda de títulos públicos no Brasil pode ser realizada por meio de três modalidades:  Oferta pública com a realização de leilão;  Oferta pública sem a realização de leilão (Tesouro Direto)Tesouro Direto: Sistema de negociação de títulos públicos federais em mercado de varejo,diretamente com o investidor. A operação pode ser realizada diretamente pela Internet CDB – CERTIFICADO DE DEPÓSITO BANCÁRIOO CDB É um título privado para a captação de recursos de investidores pessoas físicas oujurídicas, por parte dos bancos.O CDB pode ser emitido por bancos comerciais, bancos de investimento e bancos múltiplos, compelo menos uma destas carteiras descritas.  Rentabilidade  Pré-Fixada  Pós-Fixada Prazos mínimos e indexadores: 1 dia: CDBs pré-fixados ou com taxa flutuante (taxa DI e taxa Selic) 1 mês: indexados a TR ou TJLP 2 meses: indexado a TBF. 1 ano: indexado a índice de preços (IGPM e IPCA). Liquidez:O CDB pode ser negociado no mercado secundário. O CDB também pode ser resgatado antes doprazo final caso o banco emissor concorde em resgatá-lo. No caso de resgate antes do prazo final,devem ser respeitados os prazos mínimos.Os CDB’s não podem ser indexados à variação cambial. Quando o investidor deseja obterum rendimento atrelado a variação cambial, é necessário fazer um contrato de swap paraleloao CDB. “CDB swapado”Garantias: Possuem garantia real e contam também com cobertura do FGC até o limitevigente, atualmente de R$ 60.000,001.1 Apesar do atual valor de cobertura do FGC ser de 70 mil Reais, a prova da ANBIDainda cobra 60 mil (Questões desatualizadas) LETRAS HIPOTECÁRIASwww.edgarabreu.com.br  Página 43  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   As Letras Hipotecárias são instrumentos de captação de recursos emitidos por InstituiçõesFinanceiras autorizadas a conceder créditos hipotecários, ou seja, Caixa Econômica Federal,Sociedade de Crédito Imobiliário, Sociedade de Poupança e Empréstimo, Banco Múltiplo comCarteira de Crédito Imobiliário. LastroAs Letras Hipotecárias são garantidas, ou seja, são lastreadas em créditos hipotecários jáconcedidos pela Instituição Financeira. Uma mesma letra poderá ser garantida por um ou maiscréditos hipotecários. A soma do principal das letras hipotecárias emitidas pela instituiçãofinanceira não deverá exceder, em hipótese alguma, o valor total dos créditos hipotecários detitularidade da instituição. Rentabilidade:O investidor de Letras Hipotecárias tem o direito de receber o valor nominal aplicado, corrigidopor um índice previamente definido acrescido da taxa de juros estipulada.A taxa de juros e a atualização monetária podem ser livremente negociadas, sendo nomínimo a mesma da caderneta de poupança.A atualização monetária pode ser fixada de acordo com um dos seguintes índices: Índice de Remuneração da Poupança; Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M), divulgado pela Fundação Getúlio Vargas; Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), divulgado pela Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE; Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI), divulgado pela Fundação Getúlio Vargas.As instituições financeiras deverão determinar no ato da emissão da Letra Hipotecáriaum único índice de atualizaçãoGarantias: Possuem garantia real e contam também com cobertura do FGC até o limitevigente, atualmente de R$ 60.000,001.1 Apesar do atual valor de cobertura do FGC ser de 70 mil reais, a prova da ANBIDainda cobra 60 mil PrazoMínimo de 180 dias, sendo que o prazo máximo não poderá ser superior ao prazo dos créditoshipotecários que lhe servem de garantia. As letras hipotecárias emitidas com base em índice depreços devem ter prazo mínimo de sessenta mesesIMPORTANTE: Pessoas física que investem em Letras Hipiotecárias (LH’s), possuem isenção deImposto de Renda (IR) DEBÊNTURES  OBJETIVOCaptação de recursos de médio e longo prazo para sociedades anônimas (S.A.) nãofinanceiras de capital aberto.www.edgarabreu.com.br  Página 44  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   Obs.: As sociedades de arrendamento mercantil e as companhias hipotecárias estão tambémautorizadas a emitir debêntures.  IMPORTANTE:Não existe padronização das características deste título. Ou seja, a debênture pode incluir: Qualquer prazo de vencimento; Amortização (pagamento do valor nominal) programada na forma anual, semestral, trimestral, mensal ou esporádica, no percentual que a emissora decidir; Remunerações através de correção monetária ou de juros; Remunerações através do prêmio (podendo ser vinculado à receita ou lucro da emissora).Direito dos debenturistas: além das três formas de remuneração, o debenturista pode gozarde outros direitos/atrativos, desde que estejam na escritura, com o propósito de tornar maisatrativo o investimento neste ativo: Conversão da debênture em ações da companhia Garantias contra o inadimplemento da emissoraComo regra geral, o valor total das emissões de debêntures de uma empresa não poderáultrapassar o seu capital social.Resgate Antecipado: as debêntures podem ter na escritura de emissão cláusula deresgate antecipado, que dá ao emissor (a empresa que está captando recursos) o direito deresgatar antecipadamente, parcial ou totalmente as debêntures em circulação.Aplicação em debêntures não estão cobertas pelo FGC. AGENTE FIDUCIÁRIOA função do agente fiduciário é proteger o interesse dos debenturistas exercendo uma fiscalizaçãopermanente e atenta, verificando se as condições estabelecidas na escritura da debênture estãosendo cumpridas.Entende-se por relação fiduciária a confiança e lealdade estabelecida entre a instituiçãoparticipante (administradora, gestora, custodiante, etc.) e os cotistasA emissão pública de debêntures exige a nomeação de um agente fiduciário. Esse agente deve serou uma pessoa natural capacitada ou uma instituição financeira autorizada pelo Banco Centralpara o exercício dessa função e que tenha como objeto social a administração ou a custódia debens de terceiros (ex.: corretora de valores).O agente fiduciário não tem a função de avalista ou garantidor da emissão.www.edgarabreu.com.br  Página 45  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   O Agente Fiduciário poderá usar de qualquer ação para proteger direitos ou defenderinteresses dos debenturistas, sendo-lhe especialmente facultado, no caso deinadimplemento da emitente: executar garantias reais, receber o produto da cobrança e aplicá-lo no pagamento, integral ou proporcional dos debenturistas; requerer falência da emitente, se não existirem garantias reais; representar os debenturistas em processos de falência, concordata, intervenção ou liquidação extrajudicial da emitente, salvo deliberação em contrário da assembléia dos debenturistas; tomar qualquer providência necessária para que os debenturistas realizem os seus créditos. GARANTIA DEBÊNTURESA debênture poderá, conforme dispuser a escritura de emissão, ter garantia real, garantiaflutuante, garantia sem preferência (quirografária), ou ter garantia subordinada aos demaiscredores da empresa. garantia real: fornecida pela emissora pressupõe a obrigação de não alienar ou onerar o bem registrado em garantia, tem preferência sobre outros credores, desde que averbada no registro. É uma garantia forte garantia flutuante: assegura à debênture privilégio geral sobre o ativo da companhia, mas não impede a negociação dos bens que compõem esse ativo. Ela marca lugar na fila dos credores, e está na preferência, após as garantias reais, dos encargos trabalhistas e dos impostos. É uma garantia fraca, e sua execução privilegiada é de difícil realização, pois caso a emissora esteja em situação financeira delicada, dificilmente haverá um ativo não comprometido pela companhia. garantia quirografária: ou sem preferência, não oferece privilégio algum sobre o ativo da emissora, concorrendo em igualdade de condições com os demais credores quirografários (sem preferência), em caso de falência da companhia. garantia subordinada: na hipótese de liquidação da companhia, oferece preferência de pagamento tão somente sobre o crédito de seus acionistas ESCRITURAÉ o documento legal que declara as condições sob as quais a debênture foi emitida.Especifica direitos dos possuidores, deveres dos emitentes, todas as condições da emissão, ospagamentos dos juros, prêmio e principal, além de conter várias cláusulas padronizadas restritivase referentes as garantias (se a debênture for garantida)www.edgarabreu.com.br  Página 46  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    NOTAS PROMISSÓRIASQuem pode emitir: SA Aberta e SA FechadaSão vedadas as ofertas públicas de notas promissórias por instituições financeiras,sociedades corretoras e distribuidoras de títulos e valores mobiliários e sociedades dearrendamento mercantil. Dessa forma, as Notas Promissórias dessas instituições não sãovalores mobiliários.A venda de nota promissória comercial necessita obrigatoriamente de uma instituição financeiraatuando como agente colocador, podendo ser uma distribuidora ou corretora. Pode ser resgatadaantecipadamente (o que implica na extinção do título) caso o prazo mínimo de 30 dias sejacumprido, e que o titular (investidor) da NP concorde.A nota promissória comercial não possui garantia real, por isso é um instrumento paraempresas com bom conceito de crédito.  PrazoO prazo mínimo da NP é de 30 dias.O prazo máximo da NP é de 180 dias para S.A. de capital fechado e 360 dias para S.A.de capital aberto.A NP possui uma data certa de vencimento.  Rentabilidade  Pré-Fixada  Pós-FixadaÍndice de Preços: Como o prazo máximo de uma NP é de 360 dias, e a remuneração de ativospor índice de preços exige prazo mínimo de um ano, uma NP não pode ser remunerada por índicede preços. Ou seja, uma NP emitida com prazo de 1 ano teria um pouco mais de 360 dias, poisteria 365 ou 366 dias DEBÊNTURES X NOTA PROMISSÓRIAS (COMERCIAL PAPERS) DEBÊNTURES NOTA PROMISSÓRIAS OBJETIVO Captação de recursos para Captação de recursos para financiamento de CAPITAL FIXO financiamento de CAPITAL DE GIRO PRAZO LONGO PRAZO CURTO PRAZOQUE PODE EMITIR SA Abertas1 SA Aberta e SA FechadaQUEM NÃO PODE Instituições Financeiras Instituições Financeiras EMITIR PRAZO MÍNIMO 360 dias 30 dias PARA RESGATE PRAZO MÁXIMO Não tem - SA Aberta: 360 dias PARA RESGATE - SA Fechada: 180 dias1 Podem emitir debêntures, além de SA Abertas não financeiras: Sociedade de Arrendamento Mercantil, Companhias Hipotecárias e o BNDES Participações.www.edgarabreu.com.br  Página 47  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    CERTIFICADOS DE RECEBÍVEIS IMOBILIÁRIO (CRI)São títulos de renda fixa de longo prazo emitidos exclusivamente por uma companhiasecuritizadora, com lastro em um empreendimento imobiliário que pagam juros ao investidor.Os lastros mais comuns de um CRI são os créditos decorrentes de contratos de compra e vendacom alienação fiduciária do Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI).Os CRIs representam uma ótima opção de investimento para pessoas físicas, bancos, fundações efundos de investimento.IMPORTANTE: Somente CRI com valor nominal mínimo de R$ 300.000,00 (trezentos milreais) pode ser objeto de distribuição públicaAlgumas das vantagens de se investir em CRIs:  Investimento de longo prazo com rentabilidade acima dos títulos públicos  Isenção de Imposto de Renda para pessoas físicas  Substitui os investimentos imobiliários, reduzindo os custos administrativos de vacância e reformasIMPORTANTE: Investimento em CRI não estão cobertos pelo FGC. CÉDULA DE CRÉDITO BANCÁRIO - CCB Título de crédito emitido por pessoa física ou jurídica em favor de instituição financeira ou de entidade a esta equiparada, credora original da CCB, representando promessa de pagamento em dinheiro, decorrente de operação de crédito, de qualquer modalidade. A instituição credora deve integrar o SFN - Sistema Financeiro Nacional, sendo admitida a emissão da Cédula de Crédito Bancário em favor de instituição domiciliada no exterior, desde que a obrigação esteja sujeita exclusivamente à lei e ao foro brasileiros. A Cédula de Crédito Bancário em favor de instituição domiciliada no exterior pode ser emitida em moeda estrangeira.Pode ser emitida com ou sem garantia, real ou fidejussória, especificada no corpo do título. CÉDULA DE PRODUTO RURAL - CPRTítulo no qual o emitente, produtor rural (pessoa física ou jurídica) ou cooperativa deprodução, vende antecipadamente uma certa quantidade de mercadoria, recebendo owww.edgarabreu.com.br  Página 48  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   valor negociado (ou insumos) no ato da venda e comprometendo-se a entregá-la na qualidade eno local acordado em uma data futura.O emitente deve procurar uma instituição (banco ou seguradora) que dê garantia à CPR, poisaumenta o universo de compradores interessados em adquirí-la. Essa instituição, após análise docadastro e garantias que o emitente oferecer, acrescenta seu aval ou agrega um seguro.Garantias: Dentre os tipos de garantia real admitidos para a CPR, o penhor rural tem sidoapontado como o mais utilizado. São destacados dentre os fatores responsáveis pela poucautilização da hipoteca e da alienação fiduciária, respectivamente, a maior dificuldade de execuçãoda garantia e a falta de prática na utilização do instrumento pelos emissoresDe posse da CPR avalizada ou segurada o emitente pode negociá-la no mercado.A CPR pode ser negociada por intermédio do mercado de balcão ou - por meio do leilão eletrônicodo Banco do Brasil, em bolsas de mercadoriasIsenção de Imposto de Renda para pessoa física LETRA DE CRÉDITO DO AGRONEGÓCIO - LCA São títulos de crédito representativos de promessa de pagamento em dinheiro, de execução extrajudicial, emitidos com base em lastro de recebíveis originados de negócios realizados com produtores rurais e cooperativas, relacionados com a produção, comercialização, beneficiamento ou industrialização de produtos ou insumos agropecuários ou de máquinas e implementos utilizados na atividade agropecuária. Título de crédito representativo de uma promessa de pagamento em dinheiro, este título só pode ser emitido por bancos e por cooperativas de crédito (instituição financeira pública ou privada). Os recebíveis vinculados ao LCA deverão ser registrados em sistemas de registro e liquidação financeira de ativos e custodiados em instituição autorizada.Tributação IOF: alíquota zero aplicável sobre as operações realizadas com LCA. IR: os rendimentos são isentos de IR, quando a LCA for emitida em favor de pessoa física e mantidos em aplicação até o vencimento do título CADERNETA DE POUPANÇA É a aplicação mais popular; Possui total liquidez, porém com perda de rentabilidade. Rentabilidade: - mensal (pessoas físicas e jurídicas imunes ou sem fins lucrativos): TR + 0,5%; - Trimestral (demais pessoas jurídicas): TR + 1,5%;www.edgarabreu.com.br  Página 49  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    Tributação: IR de 22,5% sobre o rendimento, para todas as pessoas jurídicas, exceto as imunesOBS: Apesar de já ter sido aprovado a cobrança de IR para aplicações de Pessoa Física, comvalores superiores a R$ 50.000,00, esta cobrança ainda não está em vigor.Principais Duvidas em relação a poupança:1. Como são remunerados os depósitos da poupança?Os valores depositados em poupança são remunerados com base na taxa referencial (TR),acrescida de juros de 0,5% ao mês. Os valores depositados e mantidos em depósito por prazoinferior a um mês não recebem nenhuma remuneração. A TR utilizada é aquela do dia dodepósito.2. O banco pode cobrar pela manutenção de conta de poupança?Não.3. Posso abrir caderneta de poupança nos dias 29, 30 e 31? Qual a diferença?Sim. Você pode abrir a caderneta de poupança no dia que ficar melhor para você. A diferença éque a data de aniversário dos depósitos efetuados nesses dias será o dia 1º do mês seguinte e, sóa partir daí, começa a contar o prazo para o cálculo do rendimento.4. O depósito em conta de poupança feito em cheque vale para remuneração desde adata do depósito?Sim. Os depósitos realizados por meio de cheque, desde que não devolvido, e independentementedo prazo de sua liberação, devem ser considerados a partir do dia do depósito.5. Aplicação em caderneta de poupança contam com alguma espécie de garantia?Sim. As aplicações em caderneta de poupança contam com a garantia do FGC até o limite vigente,que hoje é de R$ 60.000,001 por CPF. As aplicações em caderneta de poupança efetuadas na CEFestão 100% cobertas pelo Governo Federal1 Apesar do atual valor de cobertura do FGC ser de 70 mil Reais, a prova da ANBIDainda cobra 60 mil (Questões desatualizadas) MERCADO DE BALCÃOMercado de balcão: É dito organizado quando as instituições que o administram criam umambiente informatizado e transparente de registro ou de negociação e têm mecanismosde auto-regulamentação.Nos mercados de negociação - onde também essas instituições são autorizadas a funcionar pelaCVM e por ela são supervisionadas - cria-se um ambiente de menor risco e transparência para osinvestidores se comparado ao mercado de balcão não organizado.www.edgarabreu.com.br  Página 50  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   Mercado de balcão não organizado: é o mercado de títulos e valores mobiliários cujosnegócios não são supervisionados por entidade auto-reguladora.No mercado de balcão os valores mobiliários são negociados entre as instituições financeiras semlocal físico definido, por meios eletrônicos ou por telefone. São negociados valoresmobiliários de empresas que são companhias registradas na CVM, e prestam informações aomercado, não registradas nas bolsas de valores.Mercado de Bolsa de Valores: é um local onde se negociam ações de empresas de capitalaberto (públicas ou privadas) e outros instrumentos financeiros como opções e debêntures.Tradicionalmente os negócios aconteciam fisicamente no próprio recinto da bolsa: pregão viva-voz. Porém, atualmente, as transações são cada vez mais realizadas por meios eletrônicos emtempo real, onde são colocadas as ordens pelos compradores e vendedores: pregão ou sistemaeletrônico.Os movimentos dos preços no mercado ou em uma seção do mercado são capturados através deíndices chamados Índices de Bolsa de Valores. Mercado de Balcão Bolsa de Valores Não Organizado Organizado Sem local físico Sistema eletrônico de Pregão eletrônico determinado negociação Qualquer título pode ser Supervisão da liquidação Registra, supervisiona e divulga a negociado execução dos negócios e a liquidação 3.3. CÓDIGO ANBIMA DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS PARA OFERTAS PÚBLICAS DE DISTRIBUIÇÃO E AQUISIÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS – 0 a 1 QUESTÕESAs atividades exercidas pelas Instituições Participantes relacionadas com as operações de OfertaPública serão norteadas pelos princípios da liberdade de iniciativa e da livre concorrência.Com a finalidade de preservar e zelar pelo fiel cumprimento dos princípios estabelecidos noCódigo de Auto-Regulação, as Instituições Participantes deverão, dentro das respectivas esferaswww.edgarabreu.com.br  Página 51  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   de atuação, coibir quaisquer práticas que inflijam ou conflitem com as disposições contidas noCódigo SELO ANBIDÉ obrigatória a veiculação do Selo ANBID em todas as Publicações, divulgadas em meios decomunicação de acesso público, bem como na capa dos prospectos e na lâmina.As Instituições Participantes que realizarem Publicações relativas a Ofertas Públicas sem aveiculação do Selo ANBID ficarão sujeitas à imposição das penalidades previstas no presenteCódigo de Auto-Regulação 3.4. OFERTAS PÚBLICAS DE VALORES MOBILIÁRIOS – 2 A 3 QUESTÕESBANCO COORDENADOR:É a instituição financeira contratada pelas empresas para fazer aintermediação, nas ofertas públicas de ações, debêntures, notas promissórias comerciais e demaisvalores mobiliários. Podem ser: Corretoras ou Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários eBanco de InvestimentoNota: pode ter mais de um Banco coordenador, porém um será denominado coordenador líder. TIPOS DE COLOCAÇÃOUNDERWRITING GARANTIA FIRME (STRAIGHT)Subscrição em que a instituição financeira subscreve integralmente a emissão para revendê-laposteriormente ao público.Selecionando esta opção a empresa assegura a entrada de recursos.O risco de mercado é do intermediário financeiroUNDERWRITING DE MELHORES ESFORÇOS (BEST EFFORTS)Subscrição em que a instituição financeira se compromete a realizar os melhores esforços para acolocação junto ao mercado das sobras do lançamento.Não há comprometimento por parte do intermediário para a colocação efetiva de todas as ações.A empresa assume os riscos da aceitação ou não das ações lançadas por parte do mercadoPREÇO FIXO: Preço definido em AGE (Assembléia Geral Extraordinária) ou RCA (Reunião doConselho de Administração) da empresa EmissoraBOOKBUILDING: Mecanismo de consulta prévia para definição de remuneração de debêntureou de eventuais variações (ágio ou deságio) no preço de subscrição. Baseia-se na quantidade queinvestidores têm disposição para adquirir, em diferentes faixas de remuneração. Processo dewww.edgarabreu.com.br  Página 52  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   formação de preços, normalmente através de um leilão de oferta, que auxilia na definição daremuneração e outras características de títulos e valores mobiliários, de forma a refletir ascondições de mercado por ocasião de sua efetiva colocação à venda. PROSPECTO DE OFERTA PÚBLICAO Prospecto deverá, de maneira que não omita fatos de relevo, nem contenha informações quepossam induzir em erro os investidores, conter os dados e informações sobre: I. a oferta; II. os valores mobiliários objeto da oferta e os direitos que lhes são inerentes;III. o ofertante;IV. a companhia emissora e sua situação patrimonial, econômica e financeira; V. terceiros garantidores de obrigações relacionadas com os valores mobiliários objeto da oferta;VI. terceiros que venham a ser destinatários dos recursos captados com a oferta.É obrigatória a entrega de exemplar do Prospecto Definitivo ou Preliminar aoinvestidor, admitindo-se seu envio ou obtenção por meio eletrônico.O Prospecto Preliminar deverá estar disponível nos mesmos locais do Prospecto Definitivo para osinvestidores pelo menos 5 (cinco) dias úteis antes do prazo inicial para o recebimento de reserva. 3.5. DERIVATIVOS – 3 A 4 QUESTÕES O que são os derivativos: Ativos financeiros cujos valores e características de negociação estão amarrados aos ativos que lhes servem de referência. A palavra derivativo vem do fato que o preço do ativo é derivado de um outro. Ex.: Opção de Telebrás, o preço desta opção é derivado do ativo "ação da Telebrás". Como surgiu: Da necessidade do produtor rural garantir um preço mínimo para sua safra.  Derivativos agropecuários: têm como ativo-objeto commodities agrícolas, como café, boi, milho, soja e outros.  Derivativos financeiros: têm seu valor de mercado referenciado em alguma taxa ou índice financeiro, como taxa de juro, taxa de inflação, taxa de câmbio, índice de ações e outros.  Derivativos de energia e climáticos: têm como objeto de negociação energia elétrica, gás natural, créditos de carbono e outros.www.edgarabreu.com.br  Página 53  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    Tipos de transações no Mercado Futuro:  Mercado de Opções; (negociado na Bovespa e na BM&F)  Mercado Futuro;  Mercado a Termo;  Mercado de Swap. PARTICIPANTES: Hedger: opera nesse mercado buscando proteção contra oscilações de preços dos ativos;OBS: Possui o determinado bem ou ativo financeiro. Especulador: assumem o risco da operação com o objetivo de auferir ganhos com a oscilação dos preços;OBS: Entra e sai rapidamente no mercado fazendo “apostas” Arbitrador: obtém vantagens financeiras em função de distorções nos preços do ativo nos mercados diferentes;OBS: Monitora todos os mercados em busca de distorções a fim de lucrar sem correr riscos.Comentário: Os três agentes citados acima são de suma importância para o mercado, pois sãoeles os responsáveis por garantir liquidez e evitar distorções MERCADO DE OPÇÕES O que é um mercado de Opções? o Mercado em que são negociados direitos de compra ou venda de um lote de ações, com preços e prazos de exercício preestabelecidos. Lançador: Aquele que vende uma opção, assumindo a obrigação de, se o titular exercer, vender ou comprar o lote de ações - objeto a que se refere. Titular de opção: Aquele que tem o direito de exercer ou negociar uma opção Prêmio: Preço de negociação, por ação-objeto, de uma opção de compra ou venda pago pelo comprador de uma opção; Exercício de opções: Operação pela qual o titular de uma operação exerce seu direito de comprar o lote de ações-objeto, ao preço de exercício Pó (Virar Pó): Gíria utilizada pelos profissionais do mercado financeiro, significando título e/ou investimento que perdeu totalmente o seu valor no mercado. Ex.: "meu investimento naquela ação virou pó.www.edgarabreu.com.br  Página 54  
  • CER RTIFICAÇ ÇÃO ANBI IMA CPA   ­ 20  edgarab breu@yahoo o.com.br    Formas d exercer o direito de opção: de r o  Americana: dur rante a vigê ontrato, a qualquer m ência do co momento;  Européia: apena na data de vencim as mento do co ontrato de opções. eOpç ção de Co ompra: CA ALL Opção de Venda: PUT O PCommentário: Os contratos de op : pções pode ser ne em egociados t tanto na B Bovespa, co omo na BM M&F(con ntrato de o opções de índices). elação do preço do ativo com o preço da opção determina se a opçA re m a ção é dita como In-TThe-Mon (dentro do dinhe ney o eiro); At-Th he-Money ( dinheir (no ro), ou Out-of-The-M Money (fora do dinheiro). a o Opção de Comp (call) In-The-M o pra Money (IT TM): Preço do ativo s o subjacente é superio ao e or preço d exercício da opção de o; o Opção de Com o mpra (cal Out-of ll) f-The-Money (OTM Preço do ativo adjacent é M): o o te inferior ao preço de exercíc da opçã r cio ão. o Opção de Vend (put) I o da In-The-MMoney (IT TM): Preço do ativo adjacente é inferior ao o e r preço d exercício da opção de o; o Opção de Vend (put) O o da Out-of-The e-Money (OTM): P Preço do at tivo adjace ente é supeerior ao preç de exercício da op ço pção. o Opção de Comp (call) ou Opção de Venda (put) At-The-M o pra Money (AT TM): Preço do o ativo suubjacente é igual ao preço de e exercício da opção; dwww w.edgarabr reu.com.br r  Página 55  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    VENCIMENTOS DE UMA OPÇÃO Opção   Vencimento   Compra   Venda   A   M   Janeiro   B   N   Fevereiro   C   O   Março   D   P   Abril   E   Q   Maio   F   R   Junho   G   S   Julho   H   T   Agosto   I   U   Setembro   J   V   Outubro   K   W   Novembro   L   X   Dezembro OBS: Apenas para conhecimento, não é cobrado em provawww.edgarabreu.com.br  Página 56  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    GRÁFICOS DE UMA OPÇÃOwww.edgarabreu.com.br  Página 57  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    MERCADO A TERMONegócio com ativos, títulos e valores mobiliários que se liquida a um tempo certo de vista,normalmente 30, 60 ou 90 dias depois.Compreende as operações de compra e venda realizadas em pregão, relativas a contratosautorizados pela BM&FBovespa, para liquidação no final do prazo estabelecido nos contratos ou,antecipadamente, por solicitação do cliente comprador. Principais Características: o O vendedor: compromisso de entregar o bem negociado; o O comprador: pagamento do preço previamente ajustado; o Não há ajuste diário; o Tem negociação secundária;Direitos e Proventos:Os direitos e proventos distribuídos às ações-objeto do contrato a termo pertencem aocomprador e serão recebidos, juntamente com as ações objeto, na data de liquidação ousegundo normas específicas da CBLCNo caso de bonificações em ações, grupamentos ou desdobramentos, a quantidade de açõescontratadas será ajustada proporcionalmente, mantendo-se inalterado o compromisso financeirooriginalA liquidação de uma operação a termo, no vencimento do contrato ou antecipadamente, seassim o comprador o desejar, implica a entrega dos títulos pelo vendedor e o pagamento dopreço estipulado no contrato pelo compradorComentário: Os contratos NÃO são padronizadoswww.edgarabreu.com.br  Página 58  
  • CER RTIFICAÇ ÇÃO ANBI IMA CPA   ­ 20  edgarab breu@yahoo o.com.br    MERC CADO FUT TURO  Além de mmercadorias são nego s, ociados atiivos financ ceiros;  A liquidaçção dos co ontratos p pode ser fíísica ou fin nanceira. P Predomina a liquidação financ a ceira (apenas 2% dos con % ntratos são liquidados com a en s ntrega física do ativo negociado o);  Os contra atos são PPADRONIZ ZADOS (q quantidade peso, ve e, encimento, local de entrega). Por isso, são m menos fle exíveis que os cont tratos no mercado a termo;  Ajustes d diários: agregam maior garantia à  ,s operaçõões;  Exige uma “Margem de Gara a m antia”;  Negociaçã em Bols de Valor ão sa res;  Possibilida de liqu ade uidação antes do prazo de venc cimento;  Risco da Contra pa arte é da BOLSA DE VALORE ES   AJU USTE DIÁ ÁRIO AJUSTE DIÁRIO  3,55  Preç ço de ajuste de hoje  3,75  Preç ço de ajuste de ontem  ‐0,2 20  Dife erença  pagam 0,20 por uni idade de con ntrato  Inve estidores “co omprados”  recebem m 0,20 por un nidade de co ontrato  Inve estidores “ve endidos”    Exeemplo: Co ontrato de venda de 100 saca de milh a R$ 5 e e as ho 50,00 cada no dia 19/11/07 c a, com liqu uidação pre evista em 1 19/11/08. I Investimen de R$ 5.000,00. nto 5 Com mprador pa R$ 5.0 + R$ 1 aga 000 1.000,00 Aj justes Feito em D+1 os 1 Com mentário: Lembre- : -se que no mercado a termo pode h o o, haver a entrega física do ob bjeto neg gociado em alguns ca m asos, apesa desse tip de negó ar po ócio pouco acontecer é PERMI o r, ITIDO www w.edgarabr reu.com.br r  Página 59   
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    SWAP SWAP = troca, ferramenta de hedge; Consiste em operações que envolvem a troca de: o Moedas; o Índices; o Taxas de Juros. o Exemplo 1: Aplicação em CDB com rendimentos atrelados ao dólar ou a variação do índice da poupança. Na verdade, o cliente adquiriu um CDB Pré-fixado e trocou o índice de remuneração. Os contratos de Swap são registrados na CETIP. Os contratos de swap são liquidados em D+1 A melhor data para renovar um contrato de Swap, para que o investidor não fique nenhum dia desprotegido é um dia antes do seu vencimento (D-1)Comentário: Quem faz uma operação de swap está procurando se proteger contra surpresas domercado financeiro. RESUMO  www.edgarabreu.com.br  Página 60  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    MÓDULO 4. TRIBUTAÇÃO (PROPORÇÃO: DE 5% A 10%)  O que esperar do MÓDULO 4 ? Neste capitulo teremos no mínimo 3 questões de prova e no máximo 6 questões de prova. As provas costuma ter 5 questões sobre tributação. Apesar de ser um assunto relativamente fácil é preciso ter muita atenção para não confundir tributação em ativos de renda fixa com renda variável e com fundos de investimento. Na maioria das provas é cobrado pelo menos uma questão relacionada a IOF. 4.1. IMPOSTO DE RENDA SOBRE AS APLICAÇÕES FINANCEIRAS DE RENDA FIXA PARA PESSOA FÍSICA E PESSOA JURÍDICA EXCETO EM FUNDOS DE INVESTIMENTO – 1 a 3 QUESTÕESAplicações  CDB  Debêntures  Letras Hipotecária, CRI, CPR e LCA  Cardenetas de Poupança  Nota Promissória (comercial papers)  Títulos Públicos Federais: LFT, LTN e NTNAliquota:  22,5%  aplicações de até 180 dias  20,0%  aplicações de 181 a 360 dias  17,5%  aplicações de 361 até 720 dias  15,0%  aplicações acima de 720 dias Cobrança: no resgate Responsável pelo Recolhimento: A Instituição Financeira ou pessoa jurídica que efetuar o pagamento dos rendimentos. Exemplo: Banco, Corretora, distribuidora e etc ISENÇÕES: Aplicações em Letras Hipotecárias, CRI, CPR, LCA e Cardentas de Poupança, Pessoa Física é ISENTO da Cobrança de Imposto de Renda  www.edgarabreu.com.br  Página 61  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    4.3. IMPOSTO DE RENDA SOBRE APLICAÇÕES FINANCEIRAS EM FUNDOS DE INVESTIMENTO, EXCETO FUNDOS IMOBILIÁRIOS – 0 a 2 QUESTÕES FUNDOS DE CURTO PRAZO São fundos cujo prazo médio da carteira é igual ou inferior a 365 dias. Fator gerador do imposto: Resgate ou Semestral Semestre: ultimo dia útil dos meses de MAIO e NOVEMBRO Responsável pelo recolhimento: Administrador do fundo Alíquota semestral: 20%Alíquota no Resgate  22,5%  aplicações de até 180 dias  20,0%  aplicações com prazos igual ou superior a 181 dias. FUNDOS DE LONGO PRAZO São fundos cujo prazo médio da carteira é superior a 365 dias. Fator gerador do imposto: Resgate ou Semestral Semestre: ultimo dia útil dos meses de MAIO e NOVEMBRO Responsável pelo recolhimento: Administrador do fundo Alíquota semestral: 15%Alíquota no Resgate  22,5%  aplicações de até 180 dias  20,0%  aplicações de 181 a 360 dias  17,5%  aplicações de 361 até 720 dias  15,0%  aplicações acima de 720 diasOBS: A cobrança de imposto de renda em Fundos (come-cotas) reduz a QUANTIDADE de cotase não o VALOR da cota. FUNDOS DE AÇÕES Carteiras com no mínimo 67% aplicado no Mercado de Ações Fator Gerador do imposto: Resgate Responsável pelo recolhimento: Administrador do fundo Alíquota única de: 15% (resgate, não tem come-cotas)OBS: Nos fundos de ações não há recolhimento de Imposto de Renda Semestralmente, somenteno resgatewww.edgarabreu.com.br  Página 62  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    COMPENSAÇÃO DE PERDAS:Os ganhos nos fundos de renda fixa são compensados com as perdas realizadasanteriormente no mesmo fundo de renda fixa.Quando o investidor aplica em vários fundos do mesmo administrador, a perda realizada em umfundo pode ser utilizada para abater o rendimento que será tributado em outro fundo, desde queos fundos tenham a mesma classificação (exemplo: “Fundos de Longo Prazo” só podemcompensar prejuízos de outro “Fundo de Longo prazo”, do mesmo administrador;“Fundos de Curto Prazo” só podem compensar com “Fundos de Curto Prazo” e “Fundos de Ações”só podem compensar com “Fundos de Ações”).O administrador dos fundos não é obrigado a oferecer essa compensação, porém suacapacidade de oferecê-la ao cliente é uma vantagem competitiva. A perda de um fundo somentepode ser utilizada para compensar lucros futuros após a ocorrência do resgate do fundo comprejuízo.Caso o investidor resgate totalmente suas cotas num Fundo de renda fixa, realizando umprejuízo, este prejuízo fica guardado no Fundo até 31/12 do ano subseqüente ao resgate.Caso o investidor volte a aplicar nesse Fundo de renda fixa até essa data (31/12 do anosubseqüente), poderá compensar essas perdas em ganhos futuros 4.4. IMPOSTO DE RENDA SOBRE APLICAÇÕES FINANCEIRAS DE RENDA VARIÁVEL (AÇÕES À VISTA, DAY TRADE, SWAP) – 1 a 3 QUESTÕES  Ações  15%  20% Day Trade  As operações normais de venda passarão a ter incidência de IR na fonte, na alíquota de 0,005%. Ficam isentas vendas cujo valor do IR na fonte seja igual ou inferior a R$ 1,00  As operações de day-trade tem recolhimento de IR na fonte, na alíquota de 1%.  Cobrança: no resgate  Responsável pelo Recolhimento: O Investidor deverá pagar o Imposto de Renda devido, recolhendo através de um Documento de Arrecadação da Receita Federal (DARF)www.edgarabreu.com.br  Página 63  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    até o ultimo dia útil do mês subseqüente ao da alienação de suas ações. (Banco, Corretora, Agente Fiduciário...)  ISENÇÕES: Vendas de ações no mercado à vista de bolsas de valores em um mês com um valor igual ou inferior a R$ 20.000,00 não incorrerão em recolhimento de IR.Art. 38. São também tributados como aplicações financeiras de renda fixa os rendimentosauferidos:I - nas operações conjugadas que permitam a obtenção de rendimentos predeterminados,tais como as realizadas: a) nos mercados de opções de compra e de venda em bolsas de valores, de mercadorias e de futuros (box); b) no mercado a termo nas bolsas de que trata a alínea “a”, em operações de venda coberta e sem ajustes diários; c) no mercado de balcão; TRIBUTAÇÃO OPERAÇÕES DE SWAPALÍQUOTA: 20% (vinte por cento) sobre o resultado positivo auferido na liquidação do contratode swap.RESPONSABILIDADE/RECOLHIMENTO: O imposto será retido pela pessoa jurídica queefetuar o pagamento do rendimento, na data da liquidação ou cessão do respectivo contrato.PRAZO DE RECOLHIMENTO: Até o terceiro dia útil da semana subseqüente à da ocorrência dofato gerador. FAQ – TRIBUTAÇÃO RENDA VARIÁVEL1. É permitida a compensação de perdas com ganhos em operações de renda variável?Sim. Para fins de apuração e pagamento do imposto mensal sobre os ganhos líquidos, as perdasincorridas nas operações de renda variável nos mercados à vista, de opções, futuros, a termos eassemelhados, poderão ser compensadas com os ganhos líquidos auferidos, no próprio mês ounos meses subseqüentes, em outras operações realizadas em qualquer das modalidadesoperacionais previstas naqueles mercados, operações comuns2. O resultado negativo ou perda apurado em um mês pode ser compensado comganho auferido em meses anteriores?Não se pode compensar resultados negativos de um mês com ganhos auferidos em mesesanteriores, pois a base de cálculo do imposto é apurada mensalmentewww.edgarabreu.com.br  Página 64  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   SÃO IMUNES DO IMPOSTO DE RENDA:a) os templos de qualquer cultob) os partidos políticos, inclusive suas fundações, e as entidades sindicais de trabalhadores, semfins lucrativos 4.5. IMPOSTO DE RENDA SOBRE APLICAÇÕES FINANCEIRAS EM FUNDOS DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO – 0 a 1 QUESTÃOALIQUOTA: Inclusive pessoa jurídica isenta, sujeitam-se à incidência do imposto sobre arenda na fonte à alíquota de 20% (vinte por cento)RECOLHIMENTO: Até o último dia útil do mês subsequente ao do encerramento do período deapuração.COMPENSAÇÃO DE PERDAS: Perdas incorridas na alienação de cotas de fundo de investimentoimobiliário só podem ser compensadas com ganhos auferidos na alienação de cotas de fundo damesma espécie.RESPONSÁVEL PELO RECOLHIMENTO: Administrador do FundoISENÇÃO: Ficam isentos do imposto sobre a renda na fonte e na declaração de ajusteanual das pessoas físicas, os rendimentos distribuídos pelos fundos de investimento imobiliáriocujas cotas sejam admitidas à negociação exclusivamente em bolsas de valores ou nomercado de balcão organizado.I - será concedido somente nos casos em que o fundo de investimento imobiliário possua, nomínimo, 50 (cinquenta) cotistas;II - não será concedido ao cotista pessoa física titular de cotas que representem 10% (dez porcento) ou mais da totalidade das cotas emitidas pelo fundo de investimento imobiliário ou cujascotas lhe derem direito ao recebimento de rendimento superior a 10% (dez por cento) do total derendimentos auferidos pelo fundo.www.edgarabreu.com.br  Página 65  
  • CER RTIFICAÇ ÇÃO ANBI IMA CPA   ­ 20  edgarab breu@yahoo o.com.br    4.6. I IOF - VAL LORES MO OBILIÁRIOS – 1 A 2 QUESTÕ ÕES quota regreAlíq essiva, con nforme tabe abaixo: elaAté 29 dias, p pode incidir IOF. r30 d dias ou ma todas a aplicaçõ finance ais, as ões eiras estão isentas de IOF. eO IO é cobra sobre o RENDIM OF ado os MENTOS.Exe emplos de O Operações com Isen s nção de I. .O.F: Ações, Fuundo de aaçõesOBS: IOF inc cide semp ANTES do Imposto de Renda pre S R RESGATE AN NTECIPAD EM FU DO UNDOS DE RENDA FIXA COM CARÊNC E M CIA Os fundos de invvestimento de renda fixa estã sujeitos aà cobra o a ão s ança de IO pela tabela OFregressiva, qu é zerado com res ue o sgate de pr razo igual ou superior a 30 dias o s. Quando se tratar de um fu o r undo de inv vestimento com resg o gate, no re esgate de suas cot e tas,ant de com tes mpletado o prazo de carênc para crédito de r o cia c rendimento a alíquota aplicad é os, dade 0 0,5% ao dia, semp limitado ao rendim pre o mento do investidor.www w.edgarabr reu.com.br r  Página 66  
  • CER RTIFICAÇ ÇÃO ANBI IMA CPA   ­ 20  edgarab breu@yahoo o.com.br    MÓD DULO 55. ÓRGÃÃOS DE E REGU ULAÇÃOO, AUTOO‐REGULAÇÃ ÃO,  FISCA ALIZAÇÃ ÃO E PA ARTICIPANTEES DO MMERCA ADO  (PRO OPORÇÃÃO: DE E 5% A 10%)  O que espe erar do MÓDULO 5 ? M Neste capitu teremos no mínimo 3 questõe de prov e no máximo 6 qu N ulo es va uestões de prova. p Este capítulo é relativam E o mente fácil, apenas decorar as fun nções dos p principais ór rgãos que re egulamenta o mercado financeiro. am Atenção esp A pecial para o assuntos: CMN, BAC os CEN , CVM e Investidor não reside r ente que sempre são cobrados em prova. 5.1. ÓR RGÃOS DE REGULA E AÇÃO, AUT TO-REGU ULAÇÃO E FISCALIZ ZAÇÃO – 1 A 3 QU UESTÕES S AGENTE  INSTITUIÇÃO  AGENTE  A SUPERAVITÁRIO FINANCEIRA F DEF FICITÁRIO mentário: O objetiv do SistCom : vo tema Finan nceiro é fa acilitar a tr ransferênc de recu cia ursos entre os eage entes super ravitários e os agente deficitár es rios.Org ganogram ma CM MN BA N ACE CV VM Instituiç ções  Administra‐ Sistema a de  Demais  Financeeiras  Aux xiliares  dores dde  Liquidaç ção e  Instituições  Captador ras de  Fina anceiros Recursoss de  Custód dia Financeiras F Depósito àà Vista terceiro os  Com mentário::  1ª Linh Órgão Normativo ha:  2ª linha: Entidades Supervi isoras.  3ª linha: Operadooreswww w.edgarabr reu.com.br r  Página 67  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    CONSELHO MONETÁRIO NACIONAL - CMN Órgão Máximo do Sistema Financeiro Nacional (IMPORTANTE) Composição: Ministro da Fazenda (Presidente do conselho); Ministro do Orçamento, Planejamento e Gestão e o Presidente do Banco Central; Principais competências da CMN: o Autorizar as emissões de Papel Moeda; o Fixar as diretrizes e normas política cambial, inclusive quanto à compra e venda de ouro; o Disciplinar o Crédito em todas as modalidades; o Limitar, sempre que necessário, as taxas de juros, descontos, comissões entre outras; o Determinar o Percentual de recolhimento de compulsório; o Regulamentar as operações de redesconto; o Regular a constituição, o funcionamento e a fiscalização de todas as instituições financeiras que operam no País.Comentário: Tente gravar as palavras chaves como: Autorizar, fixar, Disciplinar, Limitar,Regular. Lembre-se que o CMN é um órgão NORMATIVO assim não executa tarefasOBS: Cuidado com o verbo AUTORIZAR e REGULAMENTAR que também pode ser utilizadopara funções do Banco Central do Brasil. BANCO CENTRAL DO BRASIL – BACEN:  Autarquia vinculada ao Ministério da Fazenda; Diretoria colegiada composta de 8 membros (Presidente + 7 Diretores), todos nomeados pelo Presidente da República. Sujeito a aprovação no Senado; Principal órgão executivo do sistema financeiro. Faz cumprir todas as determinações do CMN; É por meio do BC que o Governo intervém diretamente no sistema financeiro.Principais atribuições e competências do BACEN:  Formular as políticas monetárias e cambiais, de acordo com as diretrizes do Governo Federal;  Regular e administrar o Sistema Financeiro Nacional;  Administrar o Sistema de Pagamentos Brasileiro (SPB) e o meio circulante;  Emitir papel-moeda;  Receber os recolhimentos compulsórios dos bancos;  Autorizar e fiscalizar o funcionamento das instituições financeiras, punindo-as, se for o caso;www.edgarabreu.com.br  Página 68  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br     Controlar o fluxo de capitais estrangeiros;  Exercer o controle do crédito. ____________Comentário: Tente memorizar as palavras chaves como: formular, regular, administrar,emitir, receber, autorizar, fiscalizar, controlar e exercer. Lembre-se que o BACEN é quemfaz cumprir todas as determinações do CMN. COMISSÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS – CVM Entidade autárquica, vinculada ao governo através do Ministério da Fazenda. O presidente e seus diretores são escolhidos diretamente pelo Presidente da República. Órgão normativo voltado para o desenvolvimento do mercado de títulos e valores mobiliários; Títulos e Valores Mobiliários: ações, debêntures, bônus de subscrição, e opções de compra e venda de mercadorias.Objetivos da CVM:  Estimular investimentos no mercado acionário;  Assegurar o funcionamento das Bolsas de Valores;  Proteger os titulares contra a emissão fraudulenta, manipulação de preços e outros atos ilegais;  Fiscalizar a emissão, o registro, a distribuição e a negociação dos títulos emitidos pelas sociedades anônimas de capital aberto;  Fortalecer o Mercado de Ações.Comentário: A CVM é o BACEN do mercado mobiliário (ações, debêntures, fundos deinvestimento entre outros) RELAÇÃO CVM, BACEN E CLIENTES CVM BACEN FISCALIZA  FISCALIZA SA Aberta PROTEGE Bancos PROTEGE Acionista Clientes                                                   www.edgarabreu.com.br  Página 69  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    ANBIMAA ANBIMA - Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais é arepresentante das instituições que atuam nos mercados financeiro e de capitais. A Associaçãorepresenta mais de 340 instituições, dentre bancos comerciais, múltiplos e de investimento, assetmanagements, corretoras, distribuidoras de valores mobiliários e consultores de investimento.Atuando como agente regulador privado, a ANBIMA criou e supervisiona o cumprimentodas regras de sete Códigos de Regulação e Melhores Práticas, atuando conjunta econstrutivamente com as instituições públicas brasileiras para regular as atividades das entidadesque atuam nos mercados financeiro e de capitaisCódigos de Regulação e Melhores Práticas: Ofertas Públicas de Distribuição e Aquisição de Valores MobiliáriosEstabelece as melhores práticas a serem adotadas pelo mercado (coordenadores de ofertas),quando de uma oferta pública de valores mobiliários. Os principais documentos a seremanalisados são os prospectos da oferta; anúncios legais e publicidade; e carta de conforto(auditoria independente) Fundos de InvestimentoDelimita os princípios que a indústria de fundos de investimento (administradores e gestores)deve adotar, visando a aumentar a qualidade e a disponibilidade de informações e a elevar ospadrões fiduciários. Programa de Certificação ContinuadaDetermina os princípios e regras que devem ser observados pelas instituições participantes epelos profissionais que atuam no mercado financeiro, no que diz respeito a sua conduta nodesempenho das atividades. Serviços Qualificados ao Mercado de CapitaisDefine e regulamenta as atividades relacionadas ao serviço de custódia, contabilidade econtroladoria de ativos e passivos, determinando que as instituições observem um conjunto deexigências mínimas superiores às exigidas pela legislação. Private Banking ao Mercado DomésticoDefine as atividades que caracterizam a prestação do serviço de private banking no mercadobrasileiro e estabelece requisitos mínimos a serem respeitados pelas instituições participantes queatuam neste segmentowww.edgarabreu.com.br  Página 70  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    5.2. BANCOS MÚLTIPLOS – 0 A 1 QUESTÃO BANCOS MÚLTIPLOS Os bancos múltiplos surgiram a fim de racionalizar a administração das instituições financeiras. Carteiras de um banco múltiplo:  Comercial; (MONETÁRIA)  De Investimentos;  De Crédito Imobiliário;  De Aceite (financeiras);  De Desenvolvimento; (PUBLICO)  Leasing. Para configurar a existência do banco múltiplo, ele deve possuir pelo menos duas das carteiras mencionadas, sendo uma delas comercial ou de investimentos. Um banco múltiplo deve ser constituído com um CNPJ para cada carteira, podendo publicar um único balanço.Comentário: Os bancos múltiplos com carteira comercial são considerados instituiçõesmonetárias. BANCOS COMERCIAIS São a base do sistema monetário. São intermediários financeiros que recebem recursos de quem tem (captação) e os distribuem através do crédito seletivo a quem necessita de recursos (aplicação), criando moeda através do efeito multiplicador do crédito. O objetivo é fornecer crédito de curto e médio prazos para pessoas físicas, comércio, indústria e empresas prestadoras de serviços.  Captação de Recursos : - Depósitos à vista : conta corrente ; - Depósitos a prazo : CDB, RDB ; - Recursos de Instituições financeiras oficiais ; - recursos externos; - prestação de serviços : cobrança bancária, arrecadação e tarifas e tributos públicos, etc.  Aplicação de Recursos : - Desconto de Títulos ; - Abertura de Crédito Simples em Conta Corrente: Cheques Especiais; - Operações de Crédito Rural, Câmbio e Comércio internacional.www.edgarabreu.com.br  Página 71  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   Comentário: Para diminuir a criação de moedas feita pelos bancos comerciais, o BACEN utiliza oDepósito Compulsório BANCOS DE INVESTIMENTO São instituições criadas para conceder créditos de médio e longo prazo para as empresas. Tipos de Crédito: Podem manter contas correntes, desde que essas contas não sejam remuneradas e não movimentáveis por cheques; (resolução 2.624) Administração de fundos de investimentos; Abertura de capital e na subscrição de novas ações de uma empresa (IPO e underwriting). Capital de Giro; Capital Fixo (investimentos): sempre acompanhadas de projeto; Captam recursos através de CDB/RDB ou venda de cotas de fundos.Comentário: Com o crescimento do Mercado de Capitais, cada vez mais se torna importante apresença dos bancos de Investimento 5.3. DISTRIBUIDORAS E CORRETORAS DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS E DE FUTUROS – 0 A 2 QUESTÕES SOCIEDADES CORRETORAS DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS: PRINCIPAIS FUNÇÕES Constituídas sob a forma de S.A, dependem da autorização do CVM para funcionar; Típicas do mercado acionário, operando na compra, venda e distribuição de títulos e valores mobiliários; Operam nas bolsas de valores e de mercadorias; Os investidores não operam diretamente nas bolsas. O investidor abre uma conta corrente na corretora, que atua nas bolsas a seu pedido, mediante cobrança de comissão (também chamada de corretagem, de onde obtém seus ganhos). Uma corretora pode atuar também por conta própria; Têm a função de dar maior liquidez e segurança ao mercado acionário. Podem Administrar fundos e clubes de Investimento. Podem Intermediar operações de CâmbioComentário: Graças aos limites operacionais estabelecidos pelas corretoras e regulamentadospela CVM, os riscos de falta de solvência e de liquidez são minimizados, pois se não existissemesses limites poderiam “quebrar” o sistema mobiliário, haja vista que a liquidação financeira nomercado acionário se dá sempre em D+3www.edgarabreu.com.br  Página 72  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   SOCIEDADES DISTRIBUIDORAS DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS: PRINCIPAIS FUNÇÕESO que faz uma Distribuidora?Como instituição auxiliar do Sistema Financeiro Nacional, tem como objetivo intermediaroperações com Títulos e valores mobiliários. Por exemplo: papéis de Renda Fixa, Ações,Debêntures, certificados de incentivos fiscais e, ainda, atuar no mercado de Commodities, nacompra e venda de Ouro e intermediação em Bolsa de Mercadorias.NOVIDADE Não existe mais diferença na área de atuação entre as CTVM e as DTVM desde adecisão conjunta abaixoDECISÃO CONJUNTA (BACEN E CVM N°17) – 02/03/2009:“As sociedades distribuidoras de títulos e valores mobiliários ficam autorizadas a operardiretamente nos ambientes e sistemas de negociação dos mercados organizados de bolsa devalores.” BOLSA: BM&FBOVESPAEmpresa criada pelos acionistas da Bovespa Holding S.A. e da Bolsa de Mercadorias & Futuros-BM&F S.A., é listada no Novo Mercado depois de obtido o seu registro de companhia aberta naComissão de Valores Mobiliários (CVM), criada dia 12 de agosto de 2008.A negociação das ações de sua emissão em bolsa iniciou-se no dia 20 de agosto do mesmo ano.A bolsa opera um elenco completo de negócios com ações, derivativos, commodities, balcão eoperações estruturadas.As negociações se dão em pregão eletrônico (Bovespa) e viva voz (BM&F), e via internet, comfacilidades de homebroker.A nova companhia é líder na América Latina nos segmentos de ações e derivativos, comparticipação de aproximadamente 80% do volume médio diário negociado com ações e mais deUS$ 67 bilhões de negócios diários no mercado futuro 5.4. INVESTIDORES QUALIFICADOS E INVESTIDORES NÃO-RESIDENTES – 1 A 2 QUESTÕES INVESTIDOR QUALIFICADOVer Módulo 2 – Página 23www.edgarabreu.com.br  Página 73  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    INVESTIDOR NÃO-RESIDENTEÉ a pessoa física ou jurídica, os fundos e outras entidades de investimentos individuais oucoletivas, com residência, sede ou domicilio no exterior, que investem os seus recursos nopaís. 5.5 ENTIDADES FECHADAS DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR (EFPC) – 0 A 1 QUESTÃOSociedade limitada ou fundação, sem fins lucrativos, com objeto social de instituir planosprivados de concessão de pecúlios ou de rendas, de benefícios complementares ou assemelhadosaos da previdência social, mediante contribuição de seus participantes, dos respectivosempregadores ou de ambos.São acessíveis exclusivamente aos empregados de uma só empresa ou de um grupo deempresas, as quais são denominadas patrocinadoras.A constituição, organização e funcionamento dependem de prévia autorização do GovernoFederal, através da SPC - Secretaria de Previdência Complementar.os recursos garantidores dos planos debenefícios da entidade fechada de previdência complementar devem ser alocados em quaisquerdos seguintes segmentos de aplicação:I- segmento de renda fixa;II- segmento de renda variável;III- segmento de imóveis; ouIV- segmento de empréstimos e financiamentos.  É um exemplo de Investidor qualificadoPodem cobrar taxa de PerformanceOs índices de referência admitidos para as carteiras derenda fixa são a taxa Selic, a taxa DI-Cetip.Os índices de referência admitidos para as carteiras de renda variável são o Ibovespa, oIBrX, o IBrX-50, o FGV-100, o IGC, o ITAG, o ISE ou outros índices aprovados por decisãoconjunta da Secretaria de Previdência Complementar do Ministério da Previdência Social e daComissão de Valores Mobiliários www.edgarabreu.com.br  Página 74  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    MÓDULO 6. COMPLIANCE LEGAL, ÉTICA E ANÁLISE DO  PERFIL DO INVESTIDOR (PROPORÇÃO: DE 10% A 20%)  O que esperar do MÓDULO 6 ? Neste capitulo teremos no mínimo 6 questões de prova e no máximo 12 questões de prova. Este é um capítulo com questões fáceis e que possui uma boa representatividade na prova. Chamo a atenção que para as provas realizadas após o dia 13/11/2010 será cobrado o assunto de Análise de Perfil do Investidor. 6.1. RISCO DE IMAGEM (REPUTAÇÃO) E RISCO LEGAL – 1 QUESTÃO RISCO DE IMAGEMImpacto negativo da opinião pública sobre as operações/atividades da instituição. O risco deimagem pode danificar o negócio de uma instituição de muitas formas, como por exemplo: quedano valor da ação, perda do apoio da clientela e desaparecimento de oportunidades de negócios.Exemplo: Operação da Polícia Federal Toque de Midas, Empresário Eike Batista.OGX Petróleo e Gás Participações 11/07/2008 811,00 364.100 10/07/2008 906,20 218.100Queda de 10,5%MMX Mineração 11/07/2008 46,20 2.147.574 10/07/2008 51,21 382.490Queda de 10,84%MPX Energia 11/07/2008 699,99 4.200 10/07/2008 790,00 2.900Queda de 12,85%www.edgarabreu.com.br  Página 75  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    RISCO LEGALRisco de perda devido à impossibilidade de se executar os termos de um contrato, incluindo osriscos provenientes de documentação insuficiente, falta de poderes dos representantes dacontraparte para assumir o compromisso, desconhecimento de algum aspecto jurídico relevante,gerando a incapacidade de se implementar uma cobrança, por falta de amparo legalExemplo: empréstimo de recursos, a clientes que possuem garantias amplas, porém, com adocumentação da operação não calçada em instrumentos legais corretos, ou com a documentaçãoincompleta, ou com falta de assinaturas, ou as pessoas que assinaram não são os reaisrepresentantes, no caso tomador ser uma empresa. 6.2. CONTROLES INTERNOS: RESOLUÇÃO CMN – 0 A 1 QUESTÃOArt. 1º Determinar às instituições financeiras e demais instituições autorizadas a funcionar peloBanco Central do Brasil a implantação e a implementação de controles internos voltadospara as atividades por elas desenvolvidas, seus sistemas de informações financeiras, operacionaise gerenciais e o cumprimento as normas legais e regulamentares a elas aplicáveis.Parágrafo 1º Os controles internos, independentemente do porte da instituição, devem serefetivos e consistentes com a natureza, complexidade e risco das operações por ela realizadas.Parágrafo 2º São de responsabilidade da diretoria da instituição:I - a implantação e a implementação de uma estrutura de controles internos efetiva mediante adefinição de atividades de controle para todos os níveis de negócios da instituição;II - o estabelecimento dos objetivos e procedimentos pertinentes aos mesmosIII - a verificação sistemática da adoção e do cumprimento dos procedimentos definidos emfunção do disposto no inciso II SEGREGAÇÃO DE ATIVIDADES DE FORMA A EVITAR POSSÍVEIS CONFLITOS DE INTERESSES (CHINESE WALL) E DEFINIÇÃO DE RESPONSABILIDADESArt. 2º Os controles internos, cujas disposições devem ser acessíveis a todos os funcionáriosda instituição de forma a assegurar sejam conhecidas a respectiva função no processo e asresponsabilidades atribuídas aos diversos níveis da organização, devem prever:I - a definição de responsabilidades dentro da instituição;II - a segregação das atividades atribuídas aos integrantes da instituição de forma a que sejaevitado o conflito de interesses, bem como meios de minimizar e monitorar adequadamenteáreas identificadas como de potencial conflito da espécie;III - meios de identificar e avaliar fatores internos e externos que possam afetar adversamente arealização dos objetivos da instituição;www.edgarabreu.com.br  Página 76  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   IV - a existência de canais de comunicação que assegurem aos funcionários, segundo ocorrespondente nível de atuação, o acesso a confiáveis, tempestivas e compreensíveisinformações consideradas relevantes para suas tarefas e responsabilidades;V - a contínua avaliação dos diversos riscos associados às atividades da instituição;VI - o acompanhamento sistemático das atividades desenvolvidas, de forma a que se possaavaliar se os objetivos da instituição estão sendo alcançados, se os limites estabelecidos e as leis eregulamentos aplicáveis estão sendo cumpridos, bem como a assegurar que quaisquer desviospossam ser prontamente corrigidos;VII - a existência de testes periódicos de segurança para os sistemas de informações, emespecial para os mantidos em meio eletrônico.Parágrafo 1º Os controles internos devem ser periodicamente revisados e atualizados, de formaa que sejam a eles incorporadas medidas relacionadas a riscos novos ou anteriormente nãoabordados.Parágrafo 2º A atividade de auditoria interna deve fazer parte do sistema de controlesinternos.Parágrafo 3º A atividade de que trata o parágrafo 2º, quando não executada por unidadeespecífica da própria instituição ou de instituição integrante do mesmo conglomerado financeiro,poderá ser exercida:I - por auditor independente devidamente registrado na Comissão de Valores Mobiliários - CVM,desde que não aquele responsável pela auditoria das demonstrações financeiras;II - pela auditoria da entidade ou associação de classe ou de órgão central a que filiada ainstituição;III - por auditoria de entidade ou associação de classe de outras instituições autorizadas afuncionar pelo Banco Central, mediante convênio, previamente aprovado por este, firmado entre aentidade a que filiada a instituição e a entidade prestadora do serviço.Parágrafo 4º No caso de a atividade de auditoria interna ser exercida por unidade própria, deveráessa estar diretamente subordinada ao conselho de administração ou, na falta desse, à diretoriada instituição.Parágrafo 5º No caso de a atividade de auditoria interna ser exercida segundo uma dasfaculdades estabelecidas no parágrafo 3º, deverá o responsável por sua execução reportar-sediretamente ao conselho de administração ou, na falta desse, à diretoria da instituição.Parágrafo 6º As faculdades estabelecidas no parágrafo 3º, incisos II e III, somente poderão serexercidas por cooperativas de crédito e por sociedades corretoras de títulos e valores mobiliários,sociedades corretoras de câmbio e sociedades distribuidoras de títulos e valores mobiliários nãointegrantes de conglomerados financeiros. POLÍTICA DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO: ARTIGO 2° INCISO IV E VIIIV - a existência de canais de comunicação que assegurem aos funcionários, segundo ocorrespondente nível de atuação, o acesso a confiáveis, tempestivas e compreensíveisinformações consideradas relevantes para suas tarefas e responsabilidades;www.edgarabreu.com.br  Página 77  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   VII - a existência de testes periódicos de segurança para os sistemas de informações, em especialpara os mantidos em meio eletrônico. 6.3. PREVENÇÃO E COMBATE A LAVAGEM DE DINHEIRO OU OCULTAÇÃO DE BENS, DIREITOS E VALORES – 2 A 3 QUESTÕESLavagem de dinheiro é o processo pelo qual o criminoso transforma, recursos obtidosatravés de atividades ilegais, em ativos com uma origem aparentemente legal.Para disfarçar os lucros ilícitos sem comprometer os envolvidos, a lavagem de dinheiro realiza-sepor meio de um processo dinâmico que requer: primeiro, o distanciamento dos fundos de suaorigem, evitando uma associação direta deles com o crime; segundo, o disfarce de suas váriasmovimentações para dificultar o rastreamento desses recursos; e terceiro, a disponibilização dodinheiro novamente para os criminosos depois de ter sido suficientemente movimentado no ciclode lavagem e poder ser considerado "limpo".Os mecanismos mais utilizados no processo de lavagem de dinheiro envolvem teoricamente essastrês etapas independentes que, com freqüência, ocorrem simultaneamente. CRIMES ANTECEDENTES DE LAVAGEM DE DINHEIROOcultar ou dissimular a natureza, origem, localização, disposição, movimentação ou propriedadede bens, direitos ou valores provenientes, direta ou indiretamente, de crime: I - de tráfico ilícito de substâncias entorpecentes ou drogas afins; II – de terrorismo e seu financiamento; III - de contrabando ou tráfico de armas, munições ou material destinado à sua produção; IV - de extorsão mediante seqüestro; V - contra a Administração Pública, inclusive a exigência, para si ou para outrem, direta ouindiretamente, de qualquer vantagem, como condição ou preço para a prática ou omissão de atosadministrativos; VI - contra o sistema financeiro nacional; VII - praticado por organização criminosa. VIII – praticado por particular contra a administração pública estrangeira PENA  reclusão de três a dez anos e multa Incorre na mesma pena quem, para ocultar ou dissimular a utilização de bens, direitos ou valoresprovenientes de qualquer dos crimes antecedentes referidos neste artigo: I - os converte em ativos lícitos; II - os adquire, recebe, troca, negocia, dá ou recebe em garantia, guarda, tem em depósito,movimenta ou transfere; III - importa ou exporta bens com valores não correspondentes aos verdadeiros.www.edgarabreu.com.br  Página 78  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    IMPORTANTE: pena será reduzida de um a dois terços e começará a ser cumprida em regime aberto, podendo o juiz deixar de aplicá-la ou substituí-la por pena restritiva de direitos, se o autor, co-autor ou partícipe colaborar espontaneamente com as autoridades, prestando esclarecimentos que conduzam à apuração das infrações penais e de sua autoria ou à localização dos bens, direitos ou valores objeto do crime PRINCIPAIS OPERAÇÕES QUE SÃO INDÍCIOS DE CRIMES DE LAVAGEM DE DINHEIRO I. aumentos substanciais no volume de depósitos de qualquer pessoa física ou jurídica, sem causa aparente, em especial se tais depósitos são posteriormente transferidos, dentro de curto período de tempo, a destino anteriormente não relacionado com o cliente II. troca de grandes quantidades de notas de pequeno valor por notas de grande valor III. proposta de troca de grandes quantias em moeda nacional por moeda estrangeira e vice- versa IV. compras de cheques de viagem e cheques administrativos, ordens de pagamento ou outros instrumentos em grande quantidade - isoladamente ou em conjunto -, independentemente dos valores envolvidos, sem evidencias de propósito claro V. movimentação de recursos em praças localizadas em fronteiras VI. movimentação de recursos incompatível com o patrimônio, a atividade econômica ou a ocupação profissional e a capacidade financeira presumida do clienteVII. numerosas contas com vistas ao acolhimento de depósitos em nome de um mesmo cliente, cujos valores, somados,resultem em quantia significativaVIII. abertura de conta em agencia bancaria localizada em estação de passageiros - aeroporto, rodoviária ou porto - internacional ou pontos de atração turística, salvo se por proprietário, sócio ou empregado de empresa regularmente instalada nesses locais IX. utilização de cartão de credito em valor não compatível com a capacidade financeira do usuário FASES DA LAVAGEM DO DINHEIRO 1. Colocação – a primeira etapa do processo é a colocação do dinheiro no sistema econômico. Objetivando ocultar sua origem, o criminoso procura movimentar o dinheiro em países com regras mais permissivas e naqueles que possuem um sistema financeiro liberal. A colocação se efetua por meio de:  depósitos,  compra de instrumentos negociáveis  compra de bens www.edgarabreu.com.br  Página 79   
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   Para dificultar a identificação da procedência do dinheiro, os criminosos aplicam técnicassofisticadas e cada vez mais dinâmicas, tais como: fracionamento dos valores que transitam pelo sistema financeiro utilização de estabelecimentos comerciais que usualmente trabalham com dinheiro em espécie.Para dificultar a identificação da procedência do dinheiro, os criminosos aplicam técnicassofisticadas e cada vez mais dinâmicas, tais como: fracionamento dos valores que transitam pelo sistema financeiroutilização de estabelecimentos comerciais que usualmente trabalham com dinheiro em espécie2. Ocultação – a segunda etapa do processo consiste em dificultar o rastreamento contábil dosrecursos ilícitos. O objetivo é quebrar a cadeia de evidências ante a possibilidade da realização deinvestigações sobre a origem do dinheiro. Os criminosos buscam movimentá-lo de formaeletrônica, transferindo os ativos para contas anônimas – preferencialmente, em paísesamparados por lei de sigilo bancário – ou realizando depósitos em contas "fantasmas"3. Integração – nesta última etapa, os ativos são incorporados formalmente ao sistemaeconômico. As organizações criminosas buscam investir em empreendimentos que facilitem suasatividades – podendo tais sociedades prestarem serviços entre si. Uma vez formada a cadeia,torna-se cada vez mais fácil legitimar o dinheiro ilegal EXEMPLO REAL“O caso de Franklin Jurado (EUA, 1990-1996) ilustra o que seria um ciclo clássico de lavagem dedinheiro. Economista colombiano formado em Harvard, Jurado coordenou a lavagem de cerca deUS$ 36 milhões em lucros obtidos por José Santacruz Londono com o comércio ilegal de drogas. O depósito inicial (colocação) - o estágio mais arriscado, pois o dinheiro ainda está próximo de suas origens - foi feito no Panamá. Durante um período de três anos, Jurado transferiu dólares de bancos panamenhos para mais de 100 contas diferentes em 68 bancos de nove países, mantendo os saldos abaixo de US$10 mil para evitar investigações. Os fundos foram novamente transferidos, dessa vez para contas na Europa, de maneira a obscurecer a nacionalidade dos correntistas originais, e, então,   transferidos para empresas de fachada (ocultação).www.edgarabreu.com.br  Página 80  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   Finalmente, os fundos votaram à Colômbia por meio de investimentos feitos por companhiaseuropéias em negócios legítimos, como restaurantes, construtoras e laboratórios farmacêuticos,que não levantariam suspeitas (integração).O esquema foi interrompido com a falência de um banco em Mônaco, quando várias contasligadas a Jurado foram expostas. Fortalecida por leis anti-lavagem, a polícia começou a investigaro caso e Jurado foi preso.Além do comércio ilegal de drogas, a lavagem de dinheiro pode servir para a legalização de bensoriundos de outros crimes antecedentes, como seqüestro e corrupção, entre outros. IDENTIFICAÇÃO DOS CLIENTESA lei sobre crimes de “lavagem” de dinheiro, exige que as instituições financeiras entre outros: identifiquem seus clientes mantendo cadastro atualizado; inclusive dos proprietários e representantes das empresas clientes. mantenham registro das transações em moeda nacional ou estrangeira, títulos e valores mobiliários, títulos de crédito, metais, ou qualquer ativo passível de ser convertido em dinheiro, que ultrapassar limite fixado pela autoridade competente e nos termos de instruções por esta expedidas; atendam no prazo fixado pelo órgão judicial competente, as requisições formuladas pelo COAF, que se processarão em segredo de justiça.Arquivem por cinco anos os cadastros e os registros das transaçõeswww.edgarabreu.com.br  Página 81  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    COMUNICAÇÃO AO BACENDe acordo com a Circular 2852/98, Carta-Circular 2826/98 e a complementação da Carta-Circular3098/03, as instituições financeiras deverão comunicar ao Banco Central:  as operações suspeitas envolvendo moeda nacional ou estrangeira, títulos e valores mobiliários, metais ou qualquer outro ativo passível de ser convertido em dinheiro de valor acima de R$ 10.000,00;  as operações suspeitas que, realizadas com uma mesma pessoa, conglomerado ou grupo, em um mesmo mês calendário, superem, por instituição ou entidade, em seu conjunto, o valor de R$ 10.000,00;  depósito em espécie, retirada em espécie ou pedido de provisionamento para saque, de valor igual ou superior a R$100.000,00, independentemente de serem suspeitas ou não.Toda a operação realizada por uma instituição financeira acima de R$ 10 mil deve ficar registradano banco. A operação que for igual ou acima de R$ 10 mil e SUSPEITA deve ser reportada aoBacen, através do SisbacenOBS: as informações e os registros de operações relacionadas a Lavagem de Dinheiro estãosendo migradas do sistema Sisbacen para um novo sistema criado exclusivamente para o controlede lavagem de dinheiro com nome de SISCOAF. COAF - CONSELHO DE CONTROLE DE ATIVIDADES FINANCEIRASO COAF está vinculado ao Ministério da Fazenda e tem como finalidade disciplinar, aplicarpenas administrativas, receber, examinar e identificar as ocorrências suspeitas deatividades ilícitas previstas na Lei, sem prejuízo da competência de outros órgãos e entidades.Porém, para que as atividades do COAF sejam bem sucedidas, é importante que, todas asinstituições visadas, no que diz respeito à lavagem de dinheiro, proveniente do crime, mantenhamem registro, todas as informações de relevância sobre seus clientes e suas operações 6.4. NORMAS E PADRÕES ÉTICOS – 1 A 2 QUESTÕES INFORMAÇÃO PRIVILEGIADARepresenta toda e qualquer informação relevante, fora do domínio público, que se venha a obterno exercício das funções diárias de qualquer profissional “INSIDER TRADER”O Insider Trader é o indivíduo que, tendo acesso a informações privilegiadas, as usam em seupróprio benefício ou em benefício de terceiros.www.edgarabreu.com.br  Página 82  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    “FRONT RUNNER”O Front Runner é o indivíduo ou instituição que se utiliza de ordens de clientes para o seu própriobenefício, realizando antes para si próprio a operação ordenada pelo cliente CONFIDENCIALIDADEA confidencialidade está relacionada às informações sobre operações realizadas pelos clientes,bem como a informações cadastrais e movimentações financeiras.O dever de sigilo está associado a observância de uma postura ética pelos participantes domercado e também está relacionado com exigências de caráter legal, previstas na lei que trata dosigilo bancário. Porém há também situações em que é possível quebrar a confidencialidade,normalmente sob pedido judicial ou do próprio investidor. CONFLITO DE INTERESSESPode ser definido como um conflito na execução de ordens de compra ou venda de produtos deinvestimento para clientes e para a carteira própria da instituição administradora de fundos.Também está relacionado com a necessidade de segregação de atividades (chinese wall) de formaa assegurar a independência na tomada de decisões.Veja um exemplo: uma instituição financeira concede crédito a uma cliente e, tempos depois,imediatamente após o cliente se tornar inadimplente, transforma o crédito em um valor mobiliárioque é vendido para os fundos administrados pela própria instituição financeira credora. Destaforma a “dívida” seria assumida pelo fundo, não ficando assim com a instituição financeira, mascom os investidores do fundo. Esta prática é proibida, pois há claramente um conflito de interesseentre os clientes investidores e a instituição financeira 6.5. ANÁLISE DO PERFIL DO INVESTIDOR – 1 QUESTÃO Segundo a ANBIMA as instituições Participantes administradoras de Fundos de Investimentodeverão adotar procedimentos formais, estabelecidos de acordo com critérios próprios, quepossibilitem verificar que as instituições responsáveis pela distribuição de Fundos de Investimentotenham procedimentos que verifiquem a adequação dos investimentos pretendidos pelo investidora seu perfil de investimentos.www.edgarabreu.com.br  Página 83  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   Na distribuição de Fundos de Investimento, deverá ser adotado processo de coleta de informaçõesdos investidores, que permita a aferição apropriada da situação financeira do investidor, suaexperiência em matéria de investimentos e seus objetivos de investimento. o A coleta de informações deverá fornecer informações suficientes para permitir a definição de um perfil de investimento para cada cliente (“Perfil”). o O Perfil deverá possibilitar a verificação da adequação dos objetivos de investimento dos clientes à composição das carteiras por eles pretendidas/detidas em cada Instituição ParticipanteCaso seja verificada divergência entre o Perfil identificado e a efetiva composição da carteirapretendida/detida pelo cliente, deverão ser estabelecidos procedimentos, junto ao cliente,para tratamento de tal divergênciaIMPORTANTE: Quando se tratar da distribuição de Fundos de Investimento via agências, novarejo, deverão ser adotados os procedimentos mencionados acima apenas para os cotistas dosFundos de Investimento pertencentes às categorias Ações, Multimercado, e, no caso decotistas de Fundos de Investimento pertencentes à categoria Renda Fixa, apenas para aquelescom o atributo Crédito Privado.1. O que é a API?É uma metodologia desenvolvida para obter o perfil de investidor do cliente pessoa física everificar a adequação dos investimentos pretendidos a esse perfil.2. Como será obtido o perfil do investidor?Será utilizado um questionário, cujas respostas apresentadas darão subsídios para obtenção doperfil do investidor, tais como objetivo de investimento e tolerância a riscos.3. Qual o objetivo da API?Auxiliar o cliente na tomada de decisão de investimentos e proporcionar mais transparência nomomento do investimento.4. Em que situação será solicitado o preenchimento do questionário?Quando o cliente desejar aplicar em fundos de ações, renda fixa crédito privado oumultimercados. As respostas apresentadas no questionário terão validade de 360 dias, sendonecessário novo preenchimento quando ocorrer nova aplicação, subseqüente a esse prazo.5. O cliente poderá recusar-se a preencher o questionário?Sim, mas deverá declarar por escrito ou eletronicamente que optou por não responder oquestionário.6. Quais são os perfis definidos na API?www.edgarabreu.com.br  Página 84  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br     Perfil Conservador: Cliente que busca segurança acima de tudo em seus investimentos. Perfil voltado para aplicações em renda fixa.  Perfil Moderado: Cliente disposto a correr um pouco de risco para obter ganhos maiores que a inflação. Este perfil sugere aplicações em fundos de renda fixa, multimercados, podendo aplicar uma pequena parte em fundos de ações.  Perfil Agressivo: Cliente disposto a correr risco para obter ganhos no médio e longo prazo. Este perfil sugere que o cliente pode disponibilizar a maior parte de seus recursos em fundos multimercados e fundos de ações.7. Como será utilizada a informação do perfil do investidor, após preenchido oquestionário?Será sugerida, ao cliente, uma carteira de investimentos adequada ao seu perfil de investidor.Dessa forma, o Banco estará verificando a coerência entre o perfil do investidor e a sua carteirade investimentos.8. Que tratamento será dado ao cliente com Perfil Conservador e que deseja aplicarem fundo de ações?O cliente será alertado pelo Banco das implicações de sua decisão, através de notificação porescrito, a fim de possibilitar ao investidor uma melhor avaliação da composição de sua carteira deaplicações mantida no Banco face ao seu perfil indicado.9. De que maneira o cliente poderá preencher o questionário?O questionário estará disponível para preenchimento nas agências bancárias e nos meiosEletrônico (Internet Banking), quando da solicitação de aplicação em um dos fundos consideradosna API (fundos de ações, renda fixa crédito privado ou multimercados).10. Que providência será tomada em relação ao cliente que possui saldo aplicado,antes da vigência da API, em um dos fundos contemplados pela API?O Banco realizará a convocação dos clientes nesta situação para preenchimento do questionárioem uma de suas agências ou por meio Eletrônico (Internet Banking).www.edgarabreu.com.br  Página 85  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    MÓDULO 7. MENSURAÇÃO, GESTÃO DE PERFORMANCE E  RISCO (PROPORÇÃO: DE 17% A 25%)  O que esperar do MÓDULO 7 ? Neste capitulo teremos no mínimo 10 questões de prova e no máximo 15 questões de prova. Este é um capítulo é o mais importante da prova. Além de ser um dos mais cobrados, aproximadamente 12 questões por prova, é aqui que os candidatos encontram maior dificuldades. Estas questões serão as ultimas da prova, onde a tensão e a ansiedade pode   ter tomado conta do seu estado emocional. Recomendo uma atenção detalhada para os assuntos: Índice Beta, Índice Sharpe e Duration. 7.1. RISCO, RETORNO E DIVERSIFICAÇÃO – 5 A 7 QUESTÕES  RENTABILIDADE ABSOLUTA VERSUS RENTABILIDADE RELATIVA (BENCHMARK)Exemplos: o Rentabilidade Absoluta: O fundo de renda fixa do banco X rendeu 0,80% no ultimo mês. o Rentabilidade Relativa: O fundo de renda fixa do banco X teve um rendimento de 97% do CDI no ultimo mês. RENTABILIDADE ESPERADA VERSUS RENTABILIDADE OBSERVADA o Rentabilidade Observada: está relacionada com o conceito de passado. É a rentabilidade divulgada pelos fundos de investimento, por exemplo. o Rentabilidade Esperada: É calculada como a média da rentabilidade observada. Representa uma expectativa (esperança) de retorno do investidor. LIQUIDEZMaior ou menor facilidade de se negociar um ativo, convertendo-o em dinheiro.Exemplo: Investimentos em CDB possuem maior liquidez que os investimento em imóveis.www.edgarabreu.com.br  Página 86  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    RISCORisco pode ser definido como a probabilidade de perda ou ganho numa decisão de investimento.Grau de incerteza do retorno de um investimento. Normalmente, o risco tem relação direta com onível de renda do investimento: quanto maior o risco, maior o potencial de renda do investimento RISCO VERSUS RETORNOConsiderando que os investidores são racionais, concluímos que os mesmos só estarão dispostosa correrem maior risco em uma aplicação financeira para ir em busca de maiores retorno.Segundo o princípio da dominância, entre dois investimento de mesmo retorno, o investidorprefere o de menor risco e entre dois investimento de mesmo risco, o investidor prefere o demaior rentabilidade. PRAZO MÉDIO RISCO RETORNO (VOLATILIDADE) DIVERSIFICAÇÃO: VANTAGENS E LIMITES DE REDUÇÃO DO RISCO INCORRIDO Risco sistemático: é a parte da volatilidade do ativo que tem sua origem em fatores comuns a todos os ativos do mercado. o Por exemplo, determinado resultado das eleições presidenciais afeta, em maior ou menor grau, todos os ativos do mercado.  Risco não sistemático ou específico: é a parte da volatilidade do ativo que tem sua origem em características específicas do ativo. o Por exemplo, se uma plataforma da Petrobrás sofre um acidente, a princípio somente as ações desta empresa recebem um impacto negativo A diversificação, no mundo dos investimentos, é como o investidor dividewww.edgarabreu.com.br  Página 87  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   sua poupança nos diversos ativos financeiros e reais, como: colocar 10% de seu dinheiro napoupança, 50% em fundos de renda fixa, 20% em fundo imobiliário e 20% em ações.A diversificação ajuda a reduzir os riscos de perdas. É o velho ditado: “não coloque todos os ovosnuma única cesta”. Desta forma, quando um investimento não estiver indo muito bem, os outrospodem compensar, de forma que na média não tenha perdas mais expressivasA diversificação consegue reduzir APENAS o risco NÃO SISTEMÁTICO (específico). O riscosistemático não pode ser reduzido, nem mesmo com uma excelente diversificação. MEDIDAS DE RISCO Variância Desvio PadrãoSinônimo de volatilidade. Quanto maior o valor maior o risco. Mede a oscilação dos ativos.Símbolos:- Variância (σ²)- Desvio Padrão (σ)Exemplos: Considerando as rentabilidades dos fundos abaixoFundo A: 0,5% 2,3% -4% -2,9%Fundo B: -0,9 1,2% 0,45 -0,25%Fundo A possui maior risco, volatilidade, variância e desvio padrão do que o Fundo BOBS: O desvio padrão é a raiz quadrada da variância e a variância é o quadrado do desviopadrão. COMPORTAMENTO ENTRE DUAS VARIÁVEIS Covariância Correlação Coeficiente de DeterminaçãoQuantifica o grau de diversificação de uma carteira. Mensura a inter-relação entre duasvariáveis. Como uma variável explica a outra. COVARIÂNCIA E CORRELAÇÃOPositivo: Indica que as duas variáveis oscilam no mesmo sentidoNegativo: indica que as duas variáveis oscilam em direções opostasZero: indica que não é possível determinar o grau de diversificação entre os ativoswww.edgarabreu.com.br  Página 88  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   Correlação: Oscila de -1 a 1Quanto menor o índice, maior o grau de diversificaçãoCoeficiente de determinaçãoIndica o quanto o comportamento de uma variável explica os resultados de outra variável empercentual. Calculado como o quadrado da correlaçãoEstudar módulo 1 página 12 até 16 TRACKING ERRORO Tracking Error é dado pela seguinte equaçãoTE =σ (Rfundo - Rbench)Ou seja, o tracking error é dado pelo desvio-padrão das diferenças entre os retornos de um fundoe os retornos do seu benchmark em um determinado período. Quanto mais “volátil” forem estasdiferenças, maior será o tracking error ERRO QUADRÁTICOO Erro Quadrático Médio, por sua vez, é dado pela seguinte equação:Ou seja, o erro quadrático médio é calculado pela média das diferenças ao quadrado entre osretornos de um fundo e os retornos de seu benchmark. TRACKING ERROR X ERRO QUADRÁTICO MÉDIOTracking Error e Erro Quadrático Médio são duas medidas do descolamento dos retornos deum fundo em relação a um benchmark ou parâmetro de performance.Mensuram o comportamento de um fundo, por exemplo, em relação a um índice de referência(benchmark)Quanto menor o índice, maior aderência do fundo em relação ao seu benchmarkFundos passivos tendem a apresentar menor tracking error e erro quadrático médio em relaçãoaos fundos ativos.www.edgarabreu.com.br  Página 89  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    ÍNDICE DE SHARPE ORIGINALMede quanto de prêmio é recebido por risco assumido:Onde,E(Rrisco) : rentabilidade esperada de um investimento com risco maior que zero.Rsem risco: rentabilidade de um investimento sem riscoσrisco: volatilidade ou desvio-padrão do investimento com risco.Quanto maior o valor do Indice Sharpe melhor o Investimento. ÍNDICE DE SHARPE MODIFICADOPara alguns fundos, principalmente os fundos de ações, o investidor pode ter como referência obenchmark, e não o ativo livre de risco. O índice de Sharpe modificado considera o retorno acimado benchmark como o prêmio pelo risco, e a volatilidade das diferenças dos retornos do fundo edo benchmark como medida de risco RESUMO ÍNDICE SHARPE Índice Sharpe Índice Sharpe ModificadoCalcula a rentabilidade de um ativo, considerando o seu risco.Quanto maior o Índice Sharpe, melhor a relação risco x retorno, melhor o desempenho dofundo.Quanto menor o Índice Sharpe pior é a relação risco x retorno, pior o desempenho fundo.Índice Sharpe : Considera em seus cálculos uma taxa livre de risco, exemplo: SELICÍndice Sharpe Modificado: Considera em seus cálculo o benchmark do fundo ao invés dataxa livre de risco. BETA (  )Em relação ao coeficiente Beta (b), este tornou-se uma medida popular de risco, pois simplifica oproblema quando relaciona a variabilidade do retorno da carteira à do retorno da carteira demercado. Beta é a volatilidade da performance média relativa ao mercado. Alguns clientes comperspectivas de investimento de longo prazo acreditam que uma volatilidade alta não énecessariamente ruim, já que pode ser recompensada, no tempo, com um excesso de retorno. Amaioria concorda, no entanto, que dados dois conjuntos de taxas de retorno idênticas, é preferívelwww.edgarabreu.com.br  Página 90  
  • CER RTIFICAÇ ÇÃO ANBI IMA CPA   ­ 20  edgarab breu@yahoo o.com.br   aqu uele que atingiu seu objetivo d forma m de mais consi istente. O Beta pode assumir vários valo e orescom mo:Se b > 1, a ccarteira de ativos os e scila mais que a ca s arteira de mercado ou seja, tem um r e o, , riscomai se comparada ao risco do m ior mercado. E Então, se o mercado está em al o retor da cart lta, rno teirade ativos é mmaior do q que o reto orno da caarteira de mercado. Se o mercado está em baixa o á a,reto orno da caarteira de ativos é menor do que o re o etorno da carteira d mercad Em ou de do. utras avras, ou o ativo “sobe mais” o “cai mai O ativo também s caracteriza por se agressivpala ou is”. o se er vo.Se b = 1, a c carteira de ativos tem o mesmo risco qu a carte m o ue eira de me ercado.Se b < 1, a carteira de ativos é menos a arriscada do que a carteira d mercado e o ativo se de o o acteriza po ser defensivocara orOc coeficient β é usado para m te medir o risco não-d diversificá ável PRINCIPIO DA DOM P MINÂNCI IAO pprincípio da dominân a ncia diz que, para inv vestimento de mesm retorno potencia o invest os mo o al, tidor ional escolherá aquele que apreraci esentar meenor risco.Em caso de investimentos com m mesmo risc o invest co tidor racion irá opt pelo inv nal tar vestimento de omai retorno ior o. Neste exe emplo o inv vestidor ra acional irá optar pelo o investime ento A em relação a B e C em relação a B r B; Justificativ va: A e B pos ssuem o mesmo retorno, porém A possui m menor ris em rela sco ação a B. B e C pos ssuem o mesmo risco porém C possui o, retorno su uperior em relação a B.  mwww w.edgarabr reu.com.br r  Página 91  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    7.2. ADMINISTRAÇÃO E GERENCIAMENTO DE RISCO – 5 A 7 QUESTÕES DURATION DE MACAULAYA duration de Macaulay é o prazo médio ponderado do título de renda fixa.O prazo médio calculado pela duration de Macaulay permite supor um título sintético que possuaapenas um cash flow no futuro com prazo de vencimento igual à própria duration.Em geral, quanto maior a duration mais cairá o preço do título, se a taxa de jurosaumentar. DURATION MODIFICADAPode-se interpretar de maneira simplificada a duration modificada como o quanto o preço dotítulo vai subir ou cair se o juros subir ou cair. COMO CALCULAR O DURATION DE UM TÍTULOOBS: não é cobrado calculo na prova do CPA 20, apenas o conceito.Como exemplo, vamos considerar um título com prazo de seis anos, preço de $1.000 e cupomanual de 10%. Tempo (N) Fluxo (VF) VP VR N x VR 1 100,00 90,90 0,0909 0,090 2 100,00 82,64 0,0826 0,165 3 100,00 75,13 0,0751 0,225 4 100,00 68,30 0,0683 0,273 5 100,00 62,09 0,0620 0,310 6 1.100,00 620,92 0,6209 3,725 TOTAL 1.000,00 1 4,788VP: Valor presente, descontado na calculadora HP – 12C a taxa de 10%VR: Valor obtido dividindo a coluna “VP” pelo valor do investimento, neste caso 1.000T x VR: Multiplicando a coluna Tempo pelo VR. O somatório desta coluna é o duration do títuloem questão.Assim o valor do Duration deste título é de 4,788 anos. CONVEXIDADEPor si só, a duration não possibilita a estimativa precisa por não modelar precisamente a curvaturaexistente entre a variação percentual do valor da carteira e a variação percentual da taxa de jurosde mercado.www.edgarabreu.com.br  Página 92  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    Quanto maior a convexidade de um título, menor será seu efeito de mudanças em seu preço decorrente de variações da taxa de juros e vice-versa. RISCO DE LIQUIDEZTrata-se da impossibilidade de vender um determinado ativo pelo preço e no momentodesejado. A realização da operação, se ela for possível, implica numa alteração substancial nospreços do mercado.Caracteriza-se quando o ativo possui muitos vendedores e poucos compradores.Investimento em imóveis é um exemplo de uma aplicação com alto risco de liquidez. RISCO DE CRÉDITORisco de crédito está associado a possíveis perdas que um credor possa ter pelo não pagamentopor parte do devedor dos compromissos assumidos em uma data acertada. Há vários tipos derisco de crédito: um investidor, ao comprar um título, sempre estará incorrendo em um ou maisdestes tipos de risco de crédito.As empresas contratam as agências especializadas como Standard & Poor’s e Moody’s para queelas classifiquem o risco de crédito referente às obrigações que vão lançar no mercado (e queserão adquiridas por investidores), como debêntures (bonds), commercial papers, securitizações,etcO rating depende da probabilidade de inadimplência da empresa devedora, assim como dascaracterísticas da dívida emitidaQuando uma empresa emite debêntures e não consegue honrar seus pagamentos, seusinvestidores estão sujeitos a terem perdas financeiras devidas o risco de crédito existente.IMPORTANTE: Aplicação em ações NÃO possuem RISCO DE CRÉDITO. RISCO PAISO risco país tem sua origem na possibilidade de um país não honrar seuscompromissos, ou seja, não ter capacidade de gerar recursos para o pagamento de suasobrigações com credores externos.www.edgarabreu.com.br  Página 93  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    O risco país também pode ser gerado pelo risco político ou soberano quando se criam restrições ao livre fluxo de capitais, impondo controles cambiais que Impossibilitam a remuneração dos investidores externos. Golpes militares, políticas econômicas, resultado de novas eleições entre outros podem trazer este tipo de restrição. RISCO DE CONTRAPARTEÉ o risco de que alguém como Banco, empresa ou indivíduo com a qual se fez uma transaçãofinanceira não honre suas obrigações, ou seja, o risco de inadimplência da parte que contrai aobrigação.Esse risco pode ser mitigado (amenizado) utilizando-se de:  Aprovação de linhas de crédito para contrapartes;  Procurando utilizar sistemas de liquidação ou clearings;  Acompanhamento das avaliações de créditos da contraparte RISCO DE MERCADORisco de mercado é a potencial oscilação dos valores de um ativo durante um período de tempo.O preço dos ativos oscila por natureza. Uns mais, outros menos. A isso chamamos de volatilidade,que é uma medida dessa oscilação. Assim, os preços das ações são mais voláteis (oscilam mais)que os preços dos títulos de renda fixa. O Risco de Mercado é representado pelos desvios (ouvolatilidade) em relação ao resultado esperado.Risco de mercado, Volatilidade e Desvio-Padrão, na prática, podem ser utilizados comosinônimos.Exemplo: se esperarmos que um determinado fundo de investimento apresente um retorno de25% ao ano, temos a expectativa de que ao aplicarmos R$ 100, obteremos um retorno de R$ 25.Quaisquer rentabilidades observadas acima ou abaixo são consideradas risco de mercado. VALUE AT RISKO cálculo do Valor em Risco (ou VAR) é um método de se obter o valor esperado da máximaperda (ou pior perda) dentro de um horizonte de tempo com um intervalo de confiançawww.edgarabreu.com.br  Página 94  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    STOP LOSSO Stop Loss é a ferramenta utilizada quando os limites de VAR são ultrapassados. Por exemplo,seja um Fundo que tenha um limite, definido em estatuto, de VAR de 1% em um dia, com 95%de confiança. Ou seja, o gestor deste Fundo não pode posicionar sua carteira de modo que possaperder mais que 1% do seu valor em um dia, com 95% de chances.Digamos que, em determinado momento, a volatilidade dos mercados aumente de maneirageneralizada. Utilizando esta nova volatilidade, o gerente de risco descobre que o Fundo estácorrendo o risco de perder 2% em um dia, com 95% de chances.Neste momento, o gestor é obrigado a se desfazer de posições, de modo que o risco deperdas diminua para 1% em um dia, com 95% de chances. A este movimento dereversão de posições para diminuição do risco chamamos Stop Loss.Portanto, no contexto do VAR, o stop loss não necessariamente “corta” um prejuízo, mas apenasdiminui posições de risco STRESS TESTO VAR estará correto 95% do tempo, e errado 5% das vezes (outros graus de confiança sãopossíveis). Como podemos avaliar qual a perda máxima que uma instituição financeira ou umfundo de investimento pode sofrer?O VAR não fornece a informação de quanto pode chegar a perda máxima. Por exemplo, quandodizemos que o VAR é de 1%, não conseguimos imaginar se a perda máxima, que pode acontecercom probabilidade menor do que de 5% , será 2%, 10% ou 50%.Para saber até onde a perda de valor de uma carteira pode chegar temos que usar a técnicachamada de stress test.O stress test mede quanto um Portfolio pode perder em uma situação hipotética de Stressmacroeconômico, chamado Cenário de Stress.O Stress Test normalmente é utilizado como um complemento do VAR, com o objetivo de mediras perdas quando o grau de confiança (normalmente 95%) é ultrapassado. São, em geral,situações de stress de mercado, conhecidas como fat tail (cauda grossa), que é uma referênciaà "ponta" da distribuição normal dos retornos, e que pode assumir valores muito altos,imprevisíveis se apenas o VAR for utilizado. BACK TESTINGQualquer modelo de VAR deve ser testado para aferir a sua precisão. O Back Testing é umaferramenta utilizada para este teste. Ou seja, o modelo é alimentado com dados históricos, e onúmero de violações (ocorridas no passado) do limite de VAR é medido, de modo a verificar seestão dentro do nível de confiança estabelecido.Normalmente o Back Testing é utilizado para testar modelos derivados através de simulações.www.edgarabreu.com.br  Página 95  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    RESUMO DE GESTÃO DE RISCO DE UMA CARTEIRAVaR: Perda máxima de uma carteira dentro de um intervalo de confiança.Back Testing: Testa a veracidade do modelo de VaR com dados históricos.Stop Loss: Movimento feito pelo gestor para reduzir as perdas e restabelecer os parâmetros doVaR.Stress Test: Simula cenário de estresse no mercado financeiro a fim de mensurar o risco dacarteira em casos extremos.www.edgarabreu.com.br  Página 96  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    RESUMO  CMN - Normatizar, Regulamentar, Fixar diretrizes, Zelar, Determinar, Coordenar, Estabelecer e Disciplinar. BACEN - Executar, Autorizar, Fiscalizar, Punir, Efetuar, Emitir CVM - Valores Mobiliários, ações, debêntures, mercado de capitais, fundos de investimento, notas promissórias, derivativos, S.A aberta e bolsas de valores. FGC Garante até R$ 70.000,00 por CPF em cada I.F. Contas conjuntas tituladas por cônjuge ou dependentes R$ 70.000,00 para cada, demais contas limitado a R$ 70.000,00 dividido entre os titulares. Não garante depósito em Fundos de Investimento e Depósito Judicial Poupança da Caixa Econômica está 100% garantida pelo governo federal, indiferente do valor aplicado. Supervisores:  registro de companhias abertas; CVM  registro de distribuições de valores mobiliários;  credenciamento de auditores independentes e administradores de carteiras de valores mobiliários;  organização, funcionamento e operações das bolsas de valores;  negociação e intermediação no mercado de valores mobiliários;  administração de carteiras e a custódia de valores mobiliários;  suspensão ou cancelamento de registros, credenciamentos ou autorizações;  suspensão de emissão, distribuição ou negociação de determinado valor mobiliário ou decretar recesso de bolsa de valores; EconomiaMERCADO DE  PTAX: Taxa média de moeda estrangeira praticada pelo mercado à vista CÂMBIO  TAXAS PERFEITAMENTE FLUTUANTE: Definidas pelo mercado sem intervenção do Banco Central   Comercial Paper Debêntures (Nota Promissória) O que é? Titulo de Divida Quem pode emitir? SA Aberta e SA SA Aberta Fechada OBS: NÃO pode ser Instituição Financeira OBS: NÃO pode ser Exceção: Leasing, Companhias Instituição Financeira Hipotecárias e BNDES participações Limite Mínimo 30 dias 1 ano Limite Máximo SA Fechada:180 dias Não Tem SA Aberta: 360 dias OBS Não incide IOF Algumas debêntures podem ser conversiveis em ações www.edgarabreu.com.br  Página 97   
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    Mercado de Ações Ações - Preferência em recebimento de dividendos preferenciais - 10% a mais de dividendos em relação as ordinárias - podem adquirir direito a voto após 3 exercícios consultivos de prejuízo - emissão de no máximo 2/3 do valor das ordináriasAções Ordinárias - Dão direito a voto em assembléia Dividendo - Parte do lucro que é dividido para os acionistas - deve ser no mínimo de 25% - O valor pago em dividendos é descontado do preço da ação Inplit - Diminui a quantidade de ações aumentando o valor da ação - NÃO ALTERA o valor da aplicação dos investidores, apenas a quantidade de ações. - Objetivo: Diminuir Risco Split - Aumenta a quantidade de ações diminuindo o valor da ação - NÃO ALTERA o valor da aplicação dos investidores, apenas a quantidade de ações. - Objetivo: Aumentar a Liquidez Home broker - Principal canal de comunicação entre cliente e corretora - é o home banking do mercado de ações. Bonificação -ações distribuídas de graça para os acionistas de uma empresa Juros sobre o - Remuneração ao acionista devido a incorporação de reservas. Incidência de imposto deCapital Próprio imposto de renda Banco Múltiplo - No mínimo 2 carteiras - Carteiras que pode ter: comercial, investimento, desenvolvimento, aceite (financeira), Sociedade de Crédito imobiliário (SCI) e leasing - Deve conter obrigatoriamente a carteira Comercial ou a de Investimento. - Um banco múltiplo deverá ter um CNPJ para cada carteira, podendo divulgar um único balanço Mercado de Derivativos Swap - Troca de indexador, objetivo proteção - Liquidados e custodiados no CETIP - Melhor data para renovação dos contratos é D - 1Mercado Futuro - Contratos padronizados; Margem de Garantia; Ajuste Diário; Possibilidade de liquidação antecipada assumindo posição contrária. - Risco de contra parte é da Bolsa de Valores Mercado a - Compromisso de compra e venda de certa quantidade de ações por certo valor; Termo contratos não padronizados Mercado de - Lançador: Recebe o prêmio, possui obrigação de comprar ou vender opções - Titular da opção: paga pelo prêmio, possui o direito de comprar ou vender - Coberto: possui as ações, descoberto não - Americana: exerce até a data de vencimento, européia somente na data - Européia: Pode ser exercida somente em seu vencimento. - Prêmio: Valor pago pelo titular ao lançador pela compra da opção. É a perda máxima do titular de uma opção. www.edgarabreu.com.br  Página 98   
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    Títulos de Renda Fixa Economia Letras - Prazo mínimo: 180 dias; Máximo: o prazo dos créditos imobiliários Hipotecárias - Garantia Real - Isenção de Imposto de Renda para Pessoa Física CRI - Isenção de IR para pessoa física - Valor mínimo para oferta de R$ 300.000,00 Clearing - SELIC: Títulos Públicos Federais (LFT, LTN, NTN) - CETIP: Títulos Privados (CDB, Debêntures, Nota Promissória, Swap..)   Lavagem de Dinheiro 1. Colocação: Fazer com que o dinheiro sujo entre no sistema financeiro 2. Ocultação: Esconder o dinheiro com transferências para paraíso fiscais Fases 3. Integração: Integrar o dinheiro sujo ao capital, por meio de aquisições de bens. - Operações em espécie superiores a R$ 10.000,00 e forem suspeitas - TODAS as operações superiores a R$ 100.000,00Comunicação ao - Arquivo das operações por 5 anos Bacen - Comunicação ao Banco Central pelo sistema SISBACEN (hoje o SISCOAF) em até 24 horas após a identificação da suspeita - Reclusão e Multa PENA - Reclusão de 3 a 10 anos www.edgarabreu.com.br  Página 99   
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    SIMULADOSwww.edgarabreu.com.br  Página 100  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    SIMULADO 11. Como instrumento de a política monetária o Copom define:a) O PIBb) A Taxa de Inflaçãoc) A Taxa Selic e seu eventual viésd) A Taxa dos depósito compulsório2. O Valor Presente em um fluxo de pagamento é:a) Proporcional a taxa de descontob) Proporcional ao prazoc) Inversamente proporcional a taxa de descontod) Inversamente proporcional ao prazo3. A média aritmética de “n” números é a soma de todos os números dividida por:a) N-1b) Nc) N+1d) N+24. Cetip é o órgão responsável pela liquidação e custódia dos:a) Títulos públicos federaisb) Títulos Publicos federais e privadosc) Títulos Privadosd) Ações5. A taxa PTAX reflete:a) A média das operações realizadas no mercado interbancário de câmbiob) A média das operações de cambio realizadas nas exportações.c) A média das operações de cambio realizadas nas importações.d) A média das operações realizadas com o cambio futuro.6. O Fundo exclusivo caracteriza-se por:a) É um tipo de fundo ativob) Só pode cobrar taxa de Administraçãoc) Só pode participar apenas Investidores Qualificadosd) É um tipo de fundo Alavancado.7. A marcação a mercado tem como objetivo atualizar os preços dos ativos:a) Pelo preço de compra acrescido dos rendimentoswww.edgarabreu.com.br  Página 101  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   b) Pelo preço futuro de negociação dos títulosc) Pelo preço em que os ativos podem ser vendidosd) Pelo preço de venda dos ativos descontado a inflação.8. Qual das alterações em fundos de investimento NÃO pode ser efetuada sem aaprovação em uma assembléiaa) Venda de Ativosb) Compra de Ativosc) Aumento da taxa de Administraçãod) Redução na taxa de Administração9. Um fundo Indexado ao IBRX possui sua carteira basicamente de:a) Ações mais negociadas na Bolsa de Valoresb) Títulos públicos Federaisc) Títulos de Baixo risco de mercadod) CDB’s10. Um cliente desistiu de aplicar em um fundo Referenciado ao ler em seuprospecto que este fundo poderia aplicar seus recursos em derivativos. O Gerente dobanco o convenceu a aplicar no fundo alegando que os fundos passivos não podeminvestir em derivativos e que esta informação só estava escrita no prospecto por umaexigência da ANBID. A afirmação do Gerente do banco está:a) Correta, pois fundos Referenciados não podem investir em derivativosb) Correta, pois fundos Referenciados podem investir em derivativos sem restriçõesc) Errada, pois somente os fundos alavancados podem investir em açõesd) Errada, pois fundos referenciados podem investir em derivativos, desde que seja parafazer hedge.11. O fundo de ações deve investir em sua carteira de ativosa) No mínimo 67% em açõesb) No máximo 67% em açõesc) No mínimo 80% em açõesd) No mínimo 95% em ações12. Qual o mínimo do patrimônio Liquido de um Fundo de Direitos Creditórios quedeve ser aplicado em Direitos Creditóriosa) 95%b) 80%c) 67%d) 50%www.edgarabreu.com.br  Página 102  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   13. O prazo de carência que um fundo deve observar para divulgar as suasrentabilidades é dea) 2 mesesb) 6 mesesc) 12 mesesd) 1 mês14. O conceito de linha d’agua esta relacionado coma) Metodologia utilizada para cobrança de taxa de performance considerando um Benchmarkb) Limite de Risco que um fundo pode assumirc) O imposto de renda retido na fonte nos fundos de investimentod) Metodologia utilizada para cobrança de taxa de administração considerando um Benchmark15. A expressão “uma ação, 1 voto” está relacionado aa) Ações Preferenciaisb) Ações Nominaisc) Ações Escrituraisd) Ações Ordinárias16. A liquidação financeira na compra em venda de ações acontece ema) D+0b) D+1c) D+3d) D+417. A remuneração paga por uma Letra Financeira do Tesouro éa) Selicb) IGP-Mc) IPCAd) Pré-Fixado18. Quanto ao prazo máximo de emissão de uma nota promissória é de:a) Pode ser emitida sem prazo máximob) 30 dias para S.A Fechadas e 180 dias para S.A Abertasc) 180 dias para S.A Fechadas e 360 dias para S.A Abertasd) 360 dias para S.A Fechadas e 180 dias para S.A Abertas19. As letras hipotecárias caracterizam-se por apresentarema) Prazo mínimo de 30 dias para aplicaçãob) Garantia Realc) Tributação de Imposto de Renda para pessoa física de 22,5% até 15%www.edgarabreu.com.br  Página 103  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   d) Prazo máximo de 360 dias20. As operações feitas no mercado futuro possuema) Ajuste diáriob) Pagamento de prêmioc) Contratos sem padrõesd) São garantidas pelo Fundo Garantidor de Crédito21. Uma empresa tomou emprestado 1 milhão de Dólares. Para se proteger depossíveis oscilações da moeda estrangeira, a alternativa éa) Comprar uma opção de compra de Dólarb) Vender uma opção de compra de Dólarc) Comprar uma opção de venda de Dólard) Vender uma opção de venda de Dólar22. Em um contrato de mercado futuro o preço de ajuste em D+1 é menor que opreço de ajuste em D+0. Assim podemos concluir que.a) Quem estiver comprado receberá um créditob) Quem estiver vendido receberá um créditoc) Não possui ajuste diáriod) Quem estiver vendido e quem estiver comprado receberão um crédito23. A tributação sobre letras hipotecárias é dea) 22,5% a 15%, dependendo do tempo de aplicação, retido na fonteb) 22,5% a 15%, dependendo do tempo de aplicação, recolhido pelo investidor através deDARFc) Sempre de 15%d) Pessoas Físicas estão isentas24. A tributação semestral nos fundos de investimento ocorrem nos meses dea) Janeiro e Julhob) Maio e Abrilc) Fevereiro e Agostod) Maio e Novembro25. Em um fundo de investimento de longo prazo, a alíquota do come-cotas é dea) 22,5%b) 20%c) 17,5%d) 15%www.edgarabreu.com.br  Página 104  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   26. O investidor pessoa física fez as seguintes vendas de ações que seguem abaixo.Nov 2007 Dez 2007 Jan 2008 Fev 200818.456,76 19.990,45 21.345,65 22.456,56Estão Isentos de IR os ganhos com as alienações nos meses dea) Somente nos meses de novembro e dezembro de 2007.b) Em nenhum dos meses, vista que o investidor pessoa física que investe em ações nãopossui isenção de Imposto de Renda.c) Somente nos meses de janeiro e fevereiro de 2008.d) Em todos os meses relacionados acima, visto que o investidor teve ganho com a venda dasações.27. A responsabilidade pelo recolhimento de IOF em um fundo de investimento éa) Do administrador do fundob) Do Cotistac) Do Gestord) Do Custodiante28. A alíquota de IOF para aplicações em Fundos de Investimento será igual a zeroquando o prazo de aplicação for superior a:a) 20 diasb) 29 diasc) 180 diasd) 360 dias29. A quem compete receber depósitos compulsóriosa) Banco do Brasilb) Comissão de Valores Mobiliáriosc) Comitê de Política Monetáriad) Banco Central do Brasil30. Compete ao Conselho de Valores Mobiliáriosa) Proteger as empresas S.A de Capital Abertob) Fixar limites de comissões e emolumentosc) Fiscalizar os Bancosd) Realizar operações de redesconto31. Quando a Instituição Financeira que está coordenando o processo deunderwriting de uma emissão de Debêntures e assume o risco caso não consigavender todas debêntures. Esta operação dá-se o nome dewww.edgarabreu.com.br  Página 105  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   a) Block-Tradeb) Garantia Firmec) Melhores Esforçosd) Risco-Zero32. Uma Sociedade de Crédito Imobiliário, uma financeira e Banco de Investimentose unirão formando um Banco Múltiplo. Este banco deveráa) Operar com um único CNPJ e publicar um balaço para cada carteirab) Operar com um CNPJ para cada carteira, mas podendo publicar um único balançoc) Operar com um único CNPJ, mas podendo publicar um único balançod) Operar com um CNPJ para cada carteira devendo publicar um balanço para cada carteira33. É permitido as Corretoras de Títulos e Valores Mobiliáriosa) Intermediar operações de câmbiob) Fiscalizar Fundos de Investimentoc) Criar moeda através do efeito multiplicador de créditod) Cobrar a corretagem que lhe convêm34. É exemplo de Investidor qualificadoa) Instituição Financeira, empresas de grande porteb) Instituição Financeira, Entidades de Previdência Privada e Seguradorasc) Todo investidor Pessoa Física e Pessoa Jurídica que possuem mais de 300 mil Reaisd) Toda Pessoa Física que possui mais de R$ 300 mil aplicados35. Entende-se por investidor não residentea) Somente pessoa física que reside fora do Brasilb) Pessoa Física ou Jurídica que reside fora do Brasilc) Pessoa Física e Jurídica que residem fora do Brasil ou Fundo de Investimento que forconstituído em outro Paísd) Pessoa Física ou Jurídica que reside no Brasil36. O risco de Imagem está associado aa) Volatilidade do Mercadob) Risco de uma empresa não honrar seus pagamentosc) Má reputação da empresad) Falta de comprador para um determinado ativo37. Em caso de suspeita de crime de lavagem de dinheiro, o funcionário deveráa) Comunicar as autoridades competentes dentro do prazo estabelecidob) Comunicar as autoridades competentes dentro do prazo estabelecido após informar oclientewww.edgarabreu.com.br  Página 106  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   c) Informar o cliente e após comunicar as autoridades competentes dentro do prazoestabelecidod) Não fazer nada, pois não compete a ele combater o crime de lavagem de dinheiro38. Qual das medidas abaixo serve para determinar o grau de diversificação de umacarteiraa) Médiab) Desvio padrãoc) Correlaçãod) VAR39. O Risco de uma carteira de ações, pode ser calculado com basea) Na média histórica dos retornos da carteirab) Na correlação histórica dos retornosc) No desvio padrão da ação de menor risco da carteirad) No desvio padrão da carteira40. O Tracking error é uma medida que daráa) O risco de uma carteirab) A rentabilidade esperada de uma carteirac) O deslocamento de uma carteira em relação a um Benchmarkd) A máxima perda esperada de uma carteira41. A correlação entre um fundo indexado Bovespa e o Índice Ibovespa seráa) Próxima de 1b) Próxima de -1c) Igual a 0d) Maior que 142. Sabendo que a duration de uma carteira X é superior a duration de uma carteiraY, podemos concluir quea) X é mais sensível a mudanças de taxasb) Y é mais sensível a mudanças de taxasc) X possui menor riscod) Y provavelmente é uma carteira de ações43. Considerando dois ativos de mesmo emissor e mesma característica, o de menorliquidez provavelmente seráa) Mais carob) Mais baratoc) De mesmo preçowww.edgarabreu.com.br  Página 107  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   d) Mais negociado44. O Back Test serve paraa) Determinar a perda máxima de uma carteirab) Testar a eficiência do modelo de VARc) Mecanismo de defesa acionado sempre que os limites do VAR são ultrapassadosd) Mensura o grau de sensibilidade de um ativo45. O índice Sharpe serve para medira) O retorno em função do risco assumido de uma carteirab) O Risco de uma carteirac) A média de uma carteirad) O Retorno máximo de uma carteirawww.edgarabreu.com.br  Página 108  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    SIMULADO 21. A alíquota de recolhimento de compulsório sobre depósito à vista aumenta, e não há qualquer ação compensatória por parte da autoridade monetária. Com relação a liquidez do mercado financeiro e as taxas de juros, ocorrem, respectivamentea) Elevação e elevaçãob) Redução e reduçãoc) Redução e elevaçãod) Elevação e redução2. A taxa de câmbio (PTAX) divulgada pelo BACEN – Banco Central do Brasil – é apurada a partir da média apurada das operaçõesa) Realizadas no mercado futuro de dólar comercialb) Relativas às exportações de mercadoriasc) Realizadas no mercado interbancários de câmbiod) Relativas às importações de mercadorias3. O Comitê de Política Monetária – COPOM reúne-se com o objetivo de fixar e divulgar a taxa básica de juros. Uma vez definido o viés, este poderá ser exercidoa) Pelo Comitê de Política Monetáriab) Pela mesa de operação do Banco Centralc) Pelo presidente do Banco Centrald) Pelo diretor de política monetária4. Um investidor efetuou uma aplicação em títulos de renda fixa, que lhe proporcionou um rendimento de 3%. Nesse mesmo período, a taxa de inflação registrou deflação de 2%. A taxa real de juros dessa aplicação foia) Negativab) Superior a nominalc) Inferior a nominald) Igual a nominal5. Se a cada elemento de um dado de conjunto de números forem adicionadas duas unidades, então, a médiaa) E o desvio padrão aumentarão em duas unidadeb) Aumentará em duas unidades e o desvio padrão não se alterarác) Não se alterará e o desvio padrão aumentará em duas unidade6. É do tipo zero cupom e possui o valor atualizado diariamente pela taxa Selica) Nota do Tesouro Nacional – Série Bwww.edgarabreu.com.br  Página 109  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   b) Letra do Tesouro Nacionalc) Nota do Tesouro Nacional – Série Cd) Letra Financeira do Tesouro7. Fundos de investimento é um instrumento por meio do qual um ou mais indivíduos aderem a um condomínio de investidores cujos recursos são administrados por um gestor profissional. Cabe ao gestora) Garantir que os títulos de renda fixa sejam levados até o vencimentob) Predeterminar a rentabilidade a ser auferidac) Respeitar as regras contratuais e, quando conveniente, exceder os limites de risco estabelecidosd) Respeitar as regras estabelecidas em regulamento8. A cota de um fundo é calculada a partir do somatório do valor dea) Aquisição dos ativos do fundo, mais despesas, menos receitas, dividido pelo total de cotasb) Aquisição dos ativos do fundo, menos despesas, mais receitas dividido pelo numero e cotasc) Mercado dos ativos do fundo, menos despesas, mais receitas dividido pelo numero e cotasd) Mercado do ativo do fundo, menos IR provisionado, dividido pelo numero de cotistas/investidores9. Um fundo indexado ao IBrX tem o objetivo de proporcionar aos seus cotistas uma rentabilidade que acompanhe a evoluçãoa) Da taxa de juros praticada nos títulos federaisb) Da inflação medida pelo IBGEc) Das ações mais negociadas na Bovespad) Da variação cambial indicada pela cotação PTAX de venda10. A política de investimento de um fundo de investimento de gestão passiva, normalmente, contempla estratégias que buscama) Ganhos adicionais em operações especulativas no mercado futuro de juros.b) Superar a rentabilidade mínima contratada com o investidorc) Superar o benchmark estabelecido em regulamentod) Replicar o benchmark estabelecido no regulamento11. Um investidor avesso ao risco, ao lhe ser recomendado um fundo referência do DI, questionou a informação constante no prospecto de que o fundo utiliza instrumentos de derivativos. O gerente argumentou que a frase do prospecto é padrão, exigência do código de Auto-Regulação da ANBID, e que o fundo não apresenta risco, pois não utiliza instrumento de derivativos. O esclarecimento do gerente estáa) Correto, pois é vedado o uso de derivativos em fundos referenciadoswww.edgarabreu.com.br  Página 110  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   b) Incorreto, pois fundos referenciados DI podem utilizar derivativos para alavancagem da carteirac) Incorreta, pois fundos referenciados DI podem utilizar derivativos para proteção da carteirad) Correto, pois os prospectos são padronizados pela ANBID e podem não refletir a realidade de cada fundo12. Um fundo de investimento referenciado no CDI tem objetivo de obter a rentabilidadea) Igual o CDI, no mínimob) Próximo ao CDIc) Igual à da renda fixad) Superior a do CDI13. Ter pelo menos 80% do seu patrimônio liquido representado em títulos públicos federais e/ou títulos de renda fixa; estar o emissor classificado na categoria de baixo risco de crédito e conter em sua denominação o indicador de desempenho. Os fundos que apresentam as características acima descritas são classificados comoa) Exclusivosb) Referenciadosc) De renda fixad) De curto prazo14. Um investidor extremamente conservador decidiu aplicar R$ 10.000,00 em um Fundo de Renda Fixa que está apresentando excelente rendimento neste ano. Esse investidora) Tomou uma decisão correta visto que esse tipo de fundo não apresenta riscob) Decidiu corretamente porque observou a rentabilidade passada do fundoc) Deverá ser informado que o tipo de fundo não possui FGC e que qualquer fundo possui risco, por mais conservador que seja.d) Não correrá risco pois esse tipo de fundo tem a garantia do FGC – Fundo Garantidor de Crédito15. A linha dágua pode ser entendida como umaa) fórmula matemática que aumenta os ganhos do administrador e a rentabilidade dos fundos.b) metodologia utilizada para o cálculo e limitação da cobrança de taxa de performance de um fundo, considerando-se seu benchmark.c) metodologia utilizada no cálculo da taxa fixa de um fundo de investimento.d) fórmula matemática utilizada no cálculo da taxa limite de ganho do administrador de um fundo.16. O administrador deve exercer as atribuições que a lei e o estatuto lhe conferem para lograr os fins e interesseswww.edgarabreu.com.br  Página 111  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   a) Da companhia, satisfeita as exigências do bem público e de sua função socialb) Dos acionistas controladoresc) Dos signatários do acordo de acionistasd) Do grupo ou casse de acionista que o elegeu17. A liquidação financeira de aquisições de ações realizadas no mercado à vista, em D (D=data de negociação no mercado), ocorrea) D+1b) D+2c) D+3d) D+418. A Letra Financeira do Tesouro – LFT é um titulo indexadoa) À taxa SELIC e negociado ao par, com ágil ou deságiob) À taxa CETIP e negociado ao par, com ágil ou deságioc) Ao IPCA e negociado com deságiod) Ao IGP-M e negociado com ágio19. É uma característica das Letras do Tesouro Nacionala) Serem indexadas a variação do dólar norte-americanob) Pagarem juros calculados com base na Selic overc) Pagarem juros de 6% ao ano acrescidos da variação da TRd) Terem rentabilidade prefixadas20. Na composição de uma carteira diversificada de renda fixa para um investidor pessoa física, que exige parte do rendimento com isenção de imposto de renda retido na fonte, recomenda-se aplicação ema) Letras de câmbiob) Letras hipotecáriasc) Recibo de depósito bancáriod) Fundos de investimento imobiliário21. Os CDB’s – Certificados de Depósitos Bancários são títulosa) Que lastreiam as operações do mercado financeirob) De renda fixa emitido pelos bancos comerciaisc) De renda variável emitido pelos bancos de investimentod) Que financiam operações compromissadas do sistema bancário22. Segundo o código de Auto-Regulação para ofertas públicas de títulos e valores mobiliários, o prospecto NÃO deve conter a descriçãoa) Dos negócios da emissora ou do ofertante com os coordenadores da oferta públicawww.edgarabreu.com.br  Página 112  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   b) Detalhada dos processos judiciais e administrativos relevantes envolvendo a emissora ou o ofertantec) Dos negócios com empresas ou pessoas relacionadas com a emissora ou o ofertanted) Abrandada dos fatores de risco que possam afetar a decisão de investimento23. O direito de compra de um ativo, a qualquer tempo, pelo respectivo preço preestabelecido, caracteriza uma opçãoa) Européia de vendab) Européia de comprac) Americana de vendad) Americana de compra24. A compra de uma opção de compra caracteriza estratégia de alavancagem, poisa) Expõe o titular as chamadas margens em dinheirob) Obriga o titular a permanecer no mercado até o vencimentoc) Exige o depósito de garantia em títulos ou em dinheirod) Possibilita investimento no ativo objeto por uma fração de seu preço no mercado à vista25. Nos mercados futuros, o arbitrador é o agente econômico que tem por objetivoa) Efetuar a liquidação física do contratob) Assumir posição contrária a quem tem no mercado à vistac) Se proteger contra oscilações bruscas dos preços dos ativos-objetosd) Obter ganhos proporcionais oriundos de diferença de preços existentes no mercado26. O imposto de renda retido na fonte sobre os rendimentos de aplicações financeiras de renda fixa auferidos por pessoa física seráa) Deduzido do apurado na declaração de ajuste anualb) Deduzido do imposto devido nas próximas aplicaçõesc) Definitivo ou, opcionalmente, deduzido do pagamento mensal do Carne-Leãod) Definitivo27. O responsável pela retenção e recolhimento de imposto de renda na fonte incidente sobre os rendimentos auferidos nas aplicações em fundos de investimentos é oa) Gestorb) Administradorc) Custodiante, quando pessoa jurídicad) Próprio beneficiário, quando pessoa jurídicawww.edgarabreu.com.br  Página 113  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   28. Considere s afirmações abaixo I. De acordo com a legislação de imposto de renda, os fundos de investimento de curto prazo, de longo prazo e de ações são diferenciados em função da composição de suas carteiras II. Os fundos de investimento em ações não estão sujeitos a sistemática de retenção de imposto de renda denominada come-cotasIII. As alíquotas de imposto de renda incidentes no resgate de recursos aplicados em fundos de investimento variam com o prazo de aplicação e são idênticas para fundos de curto e longo prazoa) I, II e IIIb) I e III apenasc) I e II apenasd) II e III apenas29. É responsável pelo recolhimento de IR incidente sobre os rendimentos auferidos na compra e venda de ações na Bovespaa) A Câmara Brasileira de Liquidação e Custódia – CBLCb) A instituição que intermediou a operaçãoc) A corretora que intermediou a vendad) O próprio investidor30. Dos cotistas de fundo de renda variável, cobra-se o imposto de rendaa) No final de cada mês, se a rentabilidade mensal superar a variação do Ibovespa no mêsb) Apenas nos resgate, se a rentabilidade acumulada superar a variação do Ibovespac) No final de cada mês, se a rentabilidade mensal for positivad) Apenas no resgate, se a rentabilidade acumulada for positiva31. Em fundos de investimento, conforme a legislação do imposto de renda, o IOF – Imposto sobre Operação Financeiraa) Incide à alíquota de 1%, no resgate em cotas de fundos de investimento em açõesb) Tem alíquota diferenciadas, conforme a aplicação de renda fixa seja prefixada ou pós-fixadac) Tem alíquota reduzida a zero, no caso do resgate de cotas de fundos de renda fixa, desde que o resgate ocorra mais de 30 dias após a aplicação.d) Incide a alíquota 0,5% independentemente do prazo transcorrido entre a aplicação e o resgate de cotas dos fundos de renda fixa32. É o órgão executor das diretrizes e normas do CMN – Conselho Monetário Nacional – e supervisor das Instituição Financeirasa) CMN – Conselho Monetário Nacionalb) Banco Central do Brasilc) Banco do Brasilwww.edgarabreu.com.br  Página 114  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   d) CVM – Comissão de Valores Mobiliários33. São valores mobiliários regulamentados pela CVM:a) Ações e NTN-Bb) Debêntures e CDBc) Ações e opções de açõesd) Letras hipotecárias e LTN’s34. São considerados investidores qualificados, segundo critério da CVM, as pessoas físicas e jurídica que atestem possuir investimentos financeiros superior aa) R$ 250.000,00b) R$ 300.000,00c) R$ 500.000,00d) R$ 600.000,0035. De acordo com a CVM, uma entidade fechada de previdência privada é classificada comoa) Sociedade seguradorab) Investidor qualificadoc) Instituição financeirad) Investidor não residente36. São considerados investidores não residentes os seguintes agentes econômicos que possuam residência, sede ou domicílio no exterior: I. Pessoa física II. Pessoa jurídicaIII. Fundos e outras entidades de investimentos coletivosa) I, apenasb) I e II, apenasc) I, II e IIId) II e III apenas37. Associa a risco de imagem as instituições que possuema) Incapacidade de atuar como agente fiduciáriob) Má reputação no mercadoc) Desinteresse de atuar como banco mandatáriod) Incapacidade de cumprir a legislação e regulamentação bancária societária38. Para atender as normas de conduta conhecidas como chineses wall, uma instituição financeira devea) Evitar atuar com corretoras de títulos e valores mobiliários que apresentem risco de imagemwww.edgarabreu.com.br  Página 115  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   b) Segregar a área de compliance das demais áreas da instituiçãoc) Manter o cadastro de seus clientes segregado do cadastro de seus funcionáriosd) Segregar as atividades de administração de recursos próprios e de administração de recursos de terceiros39. A implantação e implementação de uma estrutura efetiva de controles internos, mediante a definição de atividades de controle para todos os níveis de negócios da instituição financeira, são de responsabilidadea) Do Banco Central do Brasilb) Do Conselho Fiscal da Instituição Financeirac) Da Diretoria da Instituição Financeirad) Dos gerentes financeiros da Instituição Financeira40. Uma instituição financeira quando percebe a concorrência de uma transação com o valor incompatível com a renda declarada devea) Convidar o cliente a mudar de instituiçãob) Cancelar a transação imediatamentec) Tratar a atividade como suspeita de crime de lavagem de dinheirod) Aconselhar o cliente a fazer varias operações de valores menores que não configure tal atividade41. Um funcionário do Banco XXX percebe que um dos seus clientes efetua depósitos de grandes quantias mediante a utilização de meios eletrônicos, evitando sempre o contato direto com o pessoal do banco. Neste caso o funcionário do banco XXX deve comunicar o fatoa) ao Ministério Público Estadual, tendo em vista a existência de forte indício de crime de lavagem de dinheirob) à Receita Federal, tendo em vista o forte indício de sonegação fiscalc) ao Banco Central, mantendo à disposição desta autarquia os dados referentes a tipo e valor da operação, sendo vedado ao Banco XXX disponibilizar informações pessoais do cliente por questão de sigilod) ao Banco Central, mantendo à disposição desta autarquia, no mínimo, os dados referentes a tipo, valor, data da operação e numero do CPF ou do CNPJ do cliente42. O Sr. X, envolvido em atividades de compra e venda de narcóticos, troca em uma casa de câmbio as notas de baixo valor que recebeu, fruto de sua atividade ilícita, por dólares. A atitude do Sr. X é caracterizadora da seguinte etapa do procedimento de crime de lavagem de dinheiroa) Integraçãob) Ocultaçãoc) Coberturawww.edgarabreu.com.br  Página 116  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   d) Preparação43. Pessoas com acesso a informações privilegiadas estão impedidas dea) Participar de estruturação de emissão de valores mobiliáriosb) Serem membros do comitê de crédito de empresas que possam se beneficiar de tais informaçõesc) Participar do conselho de Administração da sociedade que disponha de tais informaçõesd) Negociar com títulos e valores mobiliários cujas informações não se apresentem divulgadas ao mercado.44. Um operador percebe significativas ordens de compra de determinada ação, sinalizando uma tendência de forte valorização. Em detrimento das ordens dos clientes, começa a priorizar ordens de compras dessas ações para a carteira da corretora a que está vinculado. Essa prática é um exemplo dea) Black-out-periodb) Churningc) Front runningd) Quebra de confidencialidade45. São riscos básicos do investidor, além do risco de crédito, os dea) Mercado e liquidezb) Mercado e câmbioc) Liquidez e rentabilidaded) Liquidez e câmbio46. Considere três fundos com as características abaixo Fundo Retorno Esperado Risco (Volatilidade) (%a.m) (% a.m) A 3,0% 5,0% B 3,0% 3,0% C 2,0% 3,0%Um investidor racional, na alocação de seus recursos terá preferência pelo fundoa) A sobre B e B sobre Cb) B sobre A e C sobre Bc) B sobre A e B sobre Cd) A sobre B e C sobre B47. Na tentativa de montar uma carteira de ações, sintetizando as variações do índice Bovespa, um investidor deve observarwww.edgarabreu.com.br  Página 117  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   a) O betab) O índice Sharpec) A durationd) A moda48. A medida que indica o grau de diversificação de uma carteira, segundo a Teoria Moderna de Investimentos, é:a) a mediana dos retornos dos ativosb) o desvio padrão dos retornos dos ativosc) a média dos retornos dos ativosd) a correlação dos retornos dos ativos49. Um fundo de investimentos em ações tem como objetivo a replicação dos retornos do índice Bovespa. Para tanto, o gestor deve escolher ações que tenhama) Menor volatilidadeb) Beta próximo de 1c) Maior retornod) Índice Sharpe próximo a 050. O erro quadrático médio dos retornos de um fundo de investimentoa) É sempre maior ou igual a zerob) Deve estar entre - 1,65 e + 1,65c) Deve estar entre -1 e +1d) É sempre negativo51. O stop loss é um mecanismo utilizado em uma carteira de investimentos para limitara) sua volatilidade históricab) seu nível de concentração de um ativoc) suas perdasd) seu VaR52. Um dos parâmetros considerados na avaliação da liquidez de uma ação negociada na Bolsa éa) A diferença entre seu preço máximo e seu preço mínimo diáriob) A média da quantidade de negócios diáriosc) A variação do preço de fechamento de um dia para o preço de abertura do dia seguinted) O valor médio de dividendos pagos em relação a seu preçowww.edgarabreu.com.br  Página 118  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   53. Um título prefixado paga cupom semestral de 3% e o principal no seu vencimento. O prazo até o seu vencimento é de 3 anos. A duration de Macaulay deste título éa) Igual a 3 anosb) Inferior a 3 anosc) Igual a 3%d) Inferior a 3%54. O procedimento de back testing para os modelos de VaR é um modo dea) Calcular os parâmetros da distribuição de probabilidade utilizadab) Quantificar o risco em grande casos de grandes variações de preçosc) Medir a perda média em situações de crisesd) Aferir o modelo de risco que está sendo utilizadowww.edgarabreu.com.br  Página 119  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    SIMULADO 31. Se o banco Central promover uma elevação da taxa de depósitos compulsórios mantidos pelos bancos, é de se esperar que ocorraa) elevação da taxa de juros.b) diminuição do déficit e da divida pública.c) desvalorização da moeda nacional.d) crescimento do PIB2. A taxa de câmbio (PTAX) divulgada pelo BACEN - Banco Central do Brasil - é apurada a partir da média ponderada das operaçõesa) realizadas no mercado futuro de dólar comercial.b) relativas às exportações de mercadorias.c) realizadas no mercado interbancário de câmbio.d) relativas às importações de mercadorias3. Em um regime cambial de taxas perfeitamente flutuantes, o Banco Centrala) atua passivamente, devendo ter um montante de reservas internacionais maior do que no regime cambial de taxas fixas.b) utiliza as reservas internacionais com vistas a resguardar o pais de quaisquer variações na taxa de câmbio.c) não intervém no mercado de câmbio, permanecendo inalteradas as reservas internacionais.d) busca fazer com que a taxa de câmbio não se desvalorize frente às moedas dos países desenvolvidos.4. Um capital C aplicado por 2 anos a juros compostos e à taxa i ao mês, proporcionará um montante igual aa) C(1+2i)b) C(1+i)²c) C(1+i)²⁴d) C(1+24i)5. Numa distribuição normal, a probabilidade de que o valor observado da variável aleatória esteja no intervalo compreendido entre (M - 1,96 x DP) e (M + 1,96 x DP), onde M = média e DP = desvio-padrão, é de:a) 50%b) 68%c) 95%d) 99%6. A carteira teórica do Índice Bovespa éa) composta por todas as ações negociadas na Bovespab) alterada apenas uma vez a cada 6 mesesc) definida com base na negociabilidade das açõesd) definida a partir do valor de mercado das açõeswww.edgarabreu.com.br  Página 120  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   7. Ao ser liquidada uma operação prevista no regulamento de um fundo de investimento alavancado. É apurada uma perda que compromete todo o patrimônio do fundo, ocasionando, ainda, um prejuízo adicional. Esse prejuízo deverá ser cobertoa) pelos cotistas do fundo.b) pelo gestor da carteira.c) pelas contrapartes que realizaram a operação com o fundo.d) pelo administrador do fundo.8. Um dos direitos do administrador de fundos de investimentos, sem prévia autorização de uma assembléia de cotistas, éa) aumentar a taxa de administração.b) escolher empresas de auditoria e custódia.c) alterar a política de investimento.d) apropriar-se de parte do patrimônio do fundo.9. Segundo a CVM, os fundosa) abertos são voltados exclusivamente à venda ao público, não se incluindo os exclusivos.b) abertos têm número fixo de cotas e resgate de recursos a qualquer tempo.c) fechados permanecem temporariamente sem aceitar depósitos, sem valorização de suas cotas, podendo retomar a captação a qualquer momento.d) fechados captam recursos apenas por um período e as cotas só podem ser resgatadas quando de sua liquidação ou ao término do prazo previsto de duração.10. O percentual máximo da carteira de um fundo de investimento de renda fixa que pode ser direcionado para aplicações em títulos públicos federais é dea) 67%b) 80%c) 95%d) 100%11. A política de investimento de um fundo de renda fixa de gestão passiva normalmente, contempla estratégias que buscam ganhos por meio dea) operações que visem a proporcionar rentabilidade mais próxima possível do benchmark.b) estratégias com derivativos para posicionamento da carteira.c) apostas nas mudanças da volatilidade das taxas de juro.d) apostas na direção das taxas de juro futuras.12. Um investidor do Bando X ficou indignado com a rentabilidade negativa em seu fundo DI, por tratar-se de um fundo conservador. O gerente explicou-lhe que houve desvalorização da LFT, título público que compõe a carteira desse fundo, refletindo no valor da cota. A explicação do gerente estáa) incorreta. Fundo DI só terão desvalorização em suas cotas, em casos de negligência do gestor.b) correta. A carteira de um fundo DI, por ser obrigatoriamente 100% LFT, reflete essas oscilações na cota do fundo.www.edgarabreu.com.br  Página 121  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   c) incorreta. Por tratar-se de um título pós-fixado não poderia ser negociado com ágio ou deságio.d) correta. A LFT pode variar de preço.13. Considere as seguintes informações quanto à composição da carteira dos fundos de investimento administrados por determinada instituição financeira.Fundo 1: 75% de ações e 25% de títulos públicos federaisFundo 2: 35% de ações e 65% de títulos públicos federaisFundo 3: 55% de ações e 45% de títulos públicos federaisFundo 4: 65% de ações e 35% de títulos públicos federaisDe acordo com a legislação de imposto de renda, considera-se fundo de investimentoem ações o(s) fundo(s)a) 3 e 4b) 2 e 3c) 1 e 2d) 1, exclusivamente.14. O regulamento de um fundo de investimento estabelece que no mínimo 80% da sua carteira seja direcionada para operações vinculadas à variação da taxa de juros doméstica. Segundo a CVM, esse fundo dever ser classificado comoa) referenciado.b) multimercado.c) de curto prazo.d) de renda fixa.15. A existência do selo ANBID na capa do prospecto de um fundo de investimento indica quea) aquele fundo segue as disposições do Código de Auto-Regulamentação da ANBID independentemente das normas da CVM.b) a ANBID aprovou a divulgação do prospecto e recomenda a aplicação neste fundo.c) a ANBID garante a veracidade das informações prestadas pelo administrador a respeito do fundo.d) o prospecto foi elaborado de acordo com as disposições do Código de Auto-Regulação da ANBID e com as normas da CVM. 16. Segundo as diretrizes de Marcação a Mercado da ANBID para a Indústria de Fundo de Investimento, são princípios a serem observados: I. As metodologias devem ser públicas. II. O administrador do fundo deverá divulgar, no mínimo, a versão simplificada do manual sobre a Marcação a Mercado.III. O ativo que faça parte das carteiras de fundos de investimento cuja precificação seja de responsabilidade do próprio administrador deverá ter um único preço. a) I e II, apenas. b) I e III, apenas.www.edgarabreu.com.br  Página 122  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   c) I, II e III.d) II e III, apenas.17. A linha dágua pode ser entendida como umaa) fórmula matemática que aumenta os ganhos do administrador e a rentabilidade dos fundos.b) metodologia utilizada para o cálculo e limitação da cobrança de taxa de performance de um fundo, considerando-se seu benchmark.c) metodologia utilizada no cálculo da taxa fixa de um fundo de investimento.d) fórmula matemática utilizada no cálculo da taxa limite de ganho do administrador de um fundo.18. As ações preferências adquirem o exercício do direito de voto quandoa) a emissora deixa de pagar dividendos por três exercícios consecutivos.b) o objeto social é alterado para redução dos dividendos fixos ou mínimos.c) o conselho fiscal não conta com representantes dos acionistas minoritários.d) negociadas no Novo Mercado da Bovespa.19. A precificação de ações baseada na análise fundamentalista utilizaa) dados conjunturais, projeções de resultados e condições de oferta e demanda de bens e serviços da empresa.b) a proporção das ações na carteira teórica do Índice Bovespa.c) a interpretação de gráficos de volumes e preços negociados historicamente.d) o histórico das cotações das ações da empresa na Bolsa de Valores.20. Os BDRs representam um lote de açõesa) cotados e negociados em dólares no mercado do Brasil.b) de companhia aberta domiciliada no Brasil, negociado no exterior.c) de companhia aberta ou assemelhada com sede no exterior, negociado no Brasil.d) proveniente exclusivamente do mercado primário no Brasil, negociado no exterior.21. Para adesão ao nível 1 da Bolsa de Valores de São Paulo, a companhia, seus controladores e administradores assumem compromisso dea) disponibilizar balanço semestral seguindo as normal do US GAAP ou IAS.b) estabelecer mandato unificado de 2 anos para todo o Conselho de Administração.c) manutenção em circulação de uma parcela mínima de ações representando 25% do capital.d) realização de ofertas públicas por meio de mecanismos que favoreçam a concentração do capital.22. Dados de uma aplicação financeira em Certificado de Depósito Bancário (CDB): o Valor da aplicação: R$ 60.000,00 o Rentabilidade nominal bruta de operação no período: 3% o Imposto de renda na fonte: 20% sobre o rendimento bruto o Taxa de inflação do período: 2,8%Nessa aplicação,a) a rentabilidade real líquida foi negativa.www.edgarabreu.com.br  Página 123  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   b) o valor do resgate liquido da operação foi R$ 26.000,00.c) a rentabilidade real bruta foi negativa.d) a rentabilidade nominal bruta foi inferior à taxa de inflação.23. Commercial papers ou notas promissórias são títulos quea) possibilitam captação de recursos com a finalidade de capital de giro.b) possibilitam captação de recursos para financiar investimentos de longo prazo.c) necessitam de prazo mínimo de emissão de até 360 dias.d) necessitam de intervenção de um agente fiduciário.24. O preço unitário (PU) de um título de renda fixa é oa) quociente entre o total dos cupons e o total das amortizaçõesb) preço de resgate do título na data de vencimento, ou seja, o seu valor nominal.c) valor presente das amortizações e do principal.d) preço pelo qual o título foi originalmente emitido.25. Segundo o Código de Auto-Regulação para Ofertas Públicas de Títulos e Valores Mobiliários, o prospecto NÃO deve conter a descriçãoa) dos negócios da emissora ou do ofertante com os coordenadores da oferta pública.b) detalhada dos processos judiciais e administrativos relevantes envolvendo a emissora ou o ofertante.c) dos negócios com empresas ou pessoas relacionadas com a emissora ou o ofertante.d) abrandada dos fatores de risco que possam afetar a decisão de investimento.26. A instituição financeira intermediária de uma oferta pública de valores mobiliários que recebeu da empresa emissora a opção de distribuição de lote suplementar devea) informar à CVM - Comissão de Valores Mobiliários no pedido de registro a quantidade exata que será exercida por meio da opção.b) ajustar o preço dos títulos ofertados adicionalmente conforme a demanda verificada.c) proporcionar o acesso aos investidores aos lotes suplementar de ações, na mesma proporção de sua aquisição original.d) respeitar o montante predeterminado no prospecto, que não poderá ultrapassar a 15% da quantidade inicialmente ofertada.27. O exercício da opção de venda dependea) da vontade do titular.b) da vontade do lançador.c) de comum acordo entre lançador e titular.d) da decisão de uma câmara de arbitragem.28. Um investidor institucional ao efetuar uma operação de swap trocando a remuneração dos ativos de sua carteira de taxa prefixada para taxa pós-fixada tem como objetivoa) aproximar a rentabilidade à taxa básica de juros.b) realizar uma operação de descasamento.www.edgarabreu.com.br  Página 124  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   c) eliminar o risco de inflação.d) prefixar a taxa de retorno da carteira.29. Pode-se afirmar que uma opção de compra esta in the money quando o preço do ativo-objeto no mercado éa) maior que o preço de exercício.b) menor que o preço de exercício.c) maior que o preço a termo.d) menor que o preço a termo.30. Na aquisição de debêntures remuneradas a 105% da taxa DI com pagamento semestral de rendimentos,a) o debenturista é responsável pela retenção e recolhimento do imposto de renda.b) os rendimentos deverão ser tributados pelo imposto de renda retido na fonte de forma antecipada, quando da emissão das debêntures.c) o responsável pela retenção e recolhimento do imposto de renda é a instituição quer efetuar o pagamento dos rendimentos.d) os rendimentos semestrais estão sujeitos à incidência do imposto de renda a uma alíquota única, independente do momento em que ocorra seu pagamento.31. As perdas apuradas no resgate de cotas de fundos de investimento de curto prazo poderão sera) parcialmente compensadas com rendimentos auferidos em resgates ou incidências posteriores do mesmo fundo.b) compensadas com rendimentos auferidos em resgates ou incidências posteriores de fundos de investimento de longo prazo administrados pela mesma pessoa jurídica.c) compensadas com rendimentos auferidos em resgates ou incidências posteriores de fundos de investimento de curto prazo administrados por qualquer pessoa jurídica.d) compensadas com rendimentos auferidos em resgates ou incidências posteriores de fundos de investimentos de curto prazo administrados pela mesma pessoa jurídica.32. É responsável pelo recolhimento do IR incidente sobre os rendimentos auferidos na compra e venda de ações na Bovespa.a) a Câmara Brasileira de Liquidação e Custódia - CBLCb) a instituição que intermediou a operação.c) a corretora que intermediou a venda.d) o próprio investidor.33. Os rendimentos auferidos por pessoa jurídica tributadas com base no lucro real em operações conjugadas que permitam a obtenção de rendimentos predeterminados, tais como as realizadas nos mercados de opções em bolsas, como operações de Box,a) são tributados como aplicações financeiras de renda fixa.b) são tributados como aplicações em valores mobiliários de renda variável.c) não são tributados se as operações forem realizadas no mercado de balcão.d) não são tributados se as operações forem realizadas em pregão das bolsas.www.edgarabreu.com.br  Página 125  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   34. A incidência do imposto de renda na fonte sobre os rendimentos auferidos por qualquer beneficiário, nas aplicações em fundos de investimento sem prazo de carência, ocorrerá no resgate se ocorrido em outra data, ou no último dia útil dea) cada semestreb) dezembroc) maio e novembrod) março e junho35. Em fundos de investimento, conforme a legislação do imposto de renda, o IOF - Imposto sobre Operações Financeirasa) incide à alíquota de 1%, no resgate de cotas dos fundos de investimento em ações.b) tem alíquotas diferenciadas, conforme a aplicação de renda fixa seja prefixada ou pós-fixada.c) tem alíquotas reduzida a zero, no caso do resgate de cotas de fundos de renda fixa, desde que o resgate ocorra mais de 30 dias após a aplicação.d) incide à alíquota de 0,5%, independente do prazo transcorrido entre a palicação e o resgate de cotas dos fundos de renda fixa.36. São atribuições do Conselho Monetário Nacionala) exercer a fiscalização das instituições financeiras e aplicar as penalidades previstas.b) disciplinar e fiscalizar privativamente o mercado de futuros, opções e notas comerciais do Pais.c) efetuar, como instrumento da política monetária, as operações de compra e venda de Títulos Públicos Federais.d) fixar as diretrizes e normas da política monetária e cambial do Pais.37. Compete privativamente ao Banco Central do Brasila) aprovar os orçamentos monetários de moeda e crédito.b) fixar as diretrizes e as normas da política cambial.c) fiscalizar as instituições financeiras.d) emitir títulos públicos.38. Considere as seguintes atribuições: I. Realizar as operações de compra e venda de ações na bolsas de valores. II. Estruturar operações de debêntures.III. Conceder financiamento imobiliário.Com relação às corretoras de títulos e valores mobiliários, esta correto o que seafirma APENAS ema) I.b) II.c) I e II.d) II e III.39. De acordo com a CVM, uma entidade fechada de previdência privada é classificada comoa) sociedade seguradora.www.edgarabreu.com.br  Página 126  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   b) investidor qualificado.c) instituição financeira.d) investidor não residente.40. São considerados investidores não residentes os seguintes agentes econômicos que possuam residência, sede ou domicílio no exterior: I. pessoas físicas. II. pessoas jurídicas.III. fundos e outras entidades de investimento coletivo.a) I, apenas.b) I e II apenas.c) I, II e III.d) II e III, apenas.41. Associa-se de imagem às instituições que possuema) incapacidade de atuar como agente fiduciário.b) má reputação no mercado.c) desinteresse em atuar como banco mandatário.d) incapacidade de cumprir a legislação e a regulamentação bancária e societária.42. A implantação e implementação de uma estrutura efetiva de controles internos, mediante a definição de atividades de controle para todos os níveis de negócio da instituição financeira, são de responsabilidadea) do Banco Central do Brasilb) do Conselho Fiscal da instituição financeirac) da Diretoria da instituição financeira.d) dos Gerentes Financeiros da instituição financeira.43. Um cliente com renda mensal declarada d R$ 1.000,00 recebe em sua conta corrente um depósito de R$ 50.000,00. Neste caso, a instituição financeira deveráa) reportar o nome do cliente para o Banco Central somente após avisá-lo sobre essa ação.b) devolver o depósito e reportar o nome do cliente para o Banco Central.c) levantar mais informações sobre o cliente e a origem do dinheiro.d) reportar o nome do cliente imediatamente para a CVM.44. De acordo com a regulamentação do Banco Central, as operações atípicasa) são consideradas crimes contra o Sistema Financeiro Nacional, independente de serem indícios ou não de lavagem de dinheiro.b) deverão ser comunicadas, por escrito, ao Ministério da Justiça, no prazo de até 48 horas.c) deverão ser comunicadas ao Banco Central por meio de transação do SISBACEN.d) são tipificadoras de crime de lavagem de dinheiro.45. A identificação do cliente e manutenção de registros são medidas importantes para a prevenção do crime de lavagem de dinheiro, tendo o Banco Central editadowww.edgarabreu.com.br  Página 127  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    normativos com este propósito. De acordo com as regras previstas pelo Banco Central e pela Lei de Crimes de Lavagem de Dinheiro.a) os bancos deverão manter o registro das transações realizadas em moeda nacional durante o período de um mês-calendário, por uma pessoa física com um mesmo grupo empresarial, que em seu conjunto ultrapassem o limite de R$ 10.000,00 em espécie.b) toda ficha-proposta de abertura de depósito à vista deverá conter declaração do funcionário encarregado da abertura da conta responsabilizando-se pela exatidão das informações prestadas.c) é facultado às instituições financeiras manter registro da ocorrência relativa ao encerramento da conta de depósito à vista quando o período de atividade da conta for inferior a um ano.d) as instituições financeiras deverão manter cadastro atualizada de seus clientes pelo prazo mínimo de 3 e máximo de 5 anos.46. Caracteriza prática de insider tradinga) a obtenção de vantagem indevida com o uso de informação material relevante sigilosa e não divulgada.b) o uso de informações públicas de uma empresa de capital aberto pelos representantes de uma instituição financeira.c) aproveitar a diferença de preço de um ativo em dois mercados distintos.d) o administrador de uma empresa de capital aberto não divulgar um fato relevante, ocorrido nos negócios da companhia, que possa influir na decisão dos investidores.47. Um profissional de uma instituição financeira toma conhecimento de que a empresa YY irá investir em um promissor empreendimento hoteleiro, fato de conhecimento exclusivo do Conselho de Administração. O referido profissional, por questão ética, não comenta nem divulga a decisão de investimento com colegas e superiores, abstendo-se de emitir considerações sobre possíveis transações envolvendo ações dessa empresa. No referido caso, a CVM, caso tivesse conhecimento de algum vazamento de informação privilegiada por parte dos acionistas controladores, visando a sua utilização em benefício, poderiaa) ordenar ao Banco Central a quebra imediata do sigilo bancário dos administradores da companhia e divulgar no mercado os dados obtidos a fim de proteger o público-investidor.b) nomear inventariante para administrar os bens da companhia até que se comprovasse a ocorrência de insider trading.c) suspender a negociação das ações na Bolsa de Valores desde que obtivesse prévia autorização da empresa YY.d) abrir inquérito administrativo a fim de verificar a ocorrência de eventual infração disciplinar.48. O investidor X celebra contrato de carteira administrada com a Corretora Y. Ao desempenhar esta atividade, a Corretora Y resolve adquirir, para a referida carteira, ações de uma determinada companhia, cuja emissão pública tenha coordenado. Esta situaçãoa) é potencialmente de conflito de interesses.b) é impossível de ocorrer tendo em vista o chinese wall do Banco X.c) não é potencialmente de conflito de interesses.d) não ocorre, uma corretora jamais coordena uma emissão primária.www.edgarabreu.com.br  Página 128  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   49. São riscos básicos do investidor, além do risco de crédito, os dea) mercado e liquidez.b) mercado e câmbio.c) liquidez e rentabilidade.d) liquidez e câmbio.50. Considerando ativos com correlação diferente de 1, o gestor que deseja diminuir o risco de uma carteira deve adorar uma estratégia dea) concentração dos investimentos, para aumentar sua volatilidade.b) diversificação dos investimentos, para diminuir sua volatilidade.c) concentração dos investimentos, para diminuir sua volatilidade.d) diversificação dos investimentos, para aumentar sua volatilidade.51. Durante um período de 3 dias, observa-se o comportamento de 3 carteiras de ações negociadas na Bovespa e do Índice Bovespa (Ibovespa), conforme tabela abaixo. Dia 1 2 3 Ibovespa +0.50% -1.30% +2.50% Carteira A +0.10% -0.26% +0,50% Carteira B +0.90% -2.34% +4.50% Carteira C +0,50% -1.30% +2,50%Sobre o desvio padrão, podemos afirmara) σc > σb > σab) σa > σb > σcc) σc > σa > σbd) σb > σc> σa52. A medida estatística de relação entre os retornos de dois ativos é conhecida comoa) moda.b) esperança.c) covariância.d) desvio-padrão.53. O indicador que capta a relação entre a variação de uma carteira de ações e o seu benchmark é conhecido comoa) duration de Macaulay.b) mediana.c) beta.d) VaR.54. Um fundo de investimento em ações, cujo indicador de desempenho (benchmark) é o IBrX, tem escrito em seu prospecto que a estratégia é ativa. Oswww.edgarabreu.com.br  Página 129  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    riscos de mercado absoluto e relativo, respectivamente, desde fundo, correspondem aos riscosa) do IBrX e ao do fundo ter pior desempenho do que o da concorrência.b) do IBrX e ao do fundo ter pior desempenho do que o do IBrX.c) da taxa de juros e ao do IBrX ter pior desempenho do que o do IBOVESPA.d) da taxa de juros e ao do CDI ter desempenho superior ao do IBrX.55. Na avaliação do risco de crédito de uma empresa prioriza-sea) o cronograma de investimento.b) a capacidade de pagamento.c) a relação com os credores.d) a estrutura organizacional.56. Uma empresa que possuía rating de crédito B+ teve seu rating elevado para A na última avaliação da empresa classificadora. É esperado que o preço dos títulos emitidos por esta empresa, negociados no mercado financeiro,a) diminua.b) apresente constante oscilação.c) estabilize-se temporariamente.d) aumente.57. Quanto maior a duration de um títuloa) menor será a sensibilidade do preço deste título em função das variações da taxa de juros.b) maior será a sensibilidade do preço deste título em função das variações da taxa de juros.c) menor será o não diversificável.d) maior será o risco diversificável.58. Um título prefixado paga cupom semestral de 3% e o principal no seu vencimento. O prazo até seu vencimento é de 3 anos. A duration de Macaulay deste título éa) igual a 3 anos.b) inferior a 3 anos.c) igual a 3%.d) inferior a 3%.59. Um banco oferece para seus clientes investimentos tanto em ações como em CDBs prefixados de sua própria emissão. Os riscos incorridos nesse investimento são:a) AÇÕES: mercado, apenas. CDB: crédito, apenas.b) AÇÕES: mercado e liquidez. CDB: mercado, liquidez e crédito.c) AÇÕES: mercado, liquidez e crédito. CDB: crédito, apenas.d) AÇÕES: mercado, apenas. CDB: liquidez e crédito, apenas.www.edgarabreu.com.br  Página 130  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    SIMULADO 41. No Brasil, o índice de preço cuja taxa de variação é adotada como meta de Inflação é o:a) IPAb) IPCAc) INCCd) IGP-M2. A taxa de câmbio (PTAX) divulgada pelo BACEN – Banco Central do Brasil – é apurada a partir da média apurada das operaçõesa) Realizadas no mercado futuro de dólar comercialb) Relativas às exportações de mercadoriasc) Realizadas no mercado interbancários de câmbiod) Relativas às importações de mercadorias3. Em um regime cambial de taxas perfeitamente flutuantes, o Banco Centrala) atua passivamente, devendo ter um montante de reservas internacionais maior do que no regime cambial de taxas fixas.b) utiliza as reservas internacionais com vistas a resguardar o pais de quaisquer variações na taxa de câmbio.c) não intervém no mercado de câmbio, permanecendo inalteradas as reservas internacionais.d) busca fazer com que a taxa de câmbio não se desvalorize frente às moedas dos países desenvolvidos.4. A taxa de juros de uma aplicação, eliminando o efeito inflacionário, denomina-se taxaa) líquidab) efetivac) nominald) real5. Na análise dos rendimentos de dos títulos A e B, constata-se que a média dos rendimentos de A é R$ 1.200,00 e o desvio padrão igual a 2. Se o rendimento do título B for sempre duas vezes maior do que o de A, então o rendimento de B, tevea) Média igual a R$ 2.400,00b) Média igual a R$ 3.600,00c) Média igual a R$ 1.200,00d) Média igual a R$ 4.800,00www.edgarabreu.com.br  Página 131  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   6. É do tipo zero cupom e possui o valor atualizado diariamente pela taxa Selica) Nota do Tesouro Nacional – Série Bb) Letra do Tesouro Nacionalc) Nota do Tesouro Nacional – Série Cd) Letra Financeira do Tesouro7. A Política de investimento de um fundo somente pode ser alterada pora) Deliberação dos cotistas em assembléiab) Flutuação de preço dos ativosc) Determinação do gestor em benefício do fundod) Normas da auditoria interna da instituição financeira8. Segundo a CVM, os fundosa) abertos são voltados exclusivamente à venda ao público, não se incluindo os exclusivos.b) abertos têm número fixo de cotas e resgate de recursos a qualquer tempo.c) fechados permanecem temporariamente sem aceitar depósitos, sem valorização de suas cotas, podendo retomar a captação a qualquer momento.d) fechados captam recursos apenas por um período e as cotas só podem ser resgatadas quando de sua liquidação ou ao término do prazo previsto de duração.9. Dois fundos referenciados ao CDI, de mesma taxa de administração, obtiveram retornos conforme quadro abaixo: Retorno em % do CDI Mês I Mês II Mês III Mês IV Fundo A 98% 97% 99% 98% Fundo B 105% 95% 103% 97%Comparando-se os fundos A e B, é correto afirmar que o fundoa) A está mais aderente ao objetivo do fundob) B está mais aderente ao objetivo do fundoc) B é um fundo alavancadod) A é um fundo que não marca seus títulos a mercado10. Em um fundo de investimento, a marcação pela “curva do papel” provocaa) Diferença contábil que seria ajustada no balanço social do fundo.b) Equidade entre os cotistas, não importando a que momento cada cotista aplicou ou resgatou no fundo.c) Distorção na rentabilidade apurada, podendo ocorrer distribuição de renda entre os cotistas.www.edgarabreu.com.br  Página 132  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   d) Aumento de rendimentos, pois os títulos e valores mobiliários seriam contabilizados pelos respectivos valores de mercado.11. Se um fundo de investimento é alavancado, entãoa) Sua carteira é constituída preponderamente por títulos públicos federaisb) Seu gestor se propõe a superar pelo menos 20% o desempenho de parâmetro de referencia (benchmark).c) Busca neutralizar o risco diferentes do parâmetro de referencia.d) Existe a possibilidade de perda superior ao patrimônio liquido.12. Os mercados primários e secundários estão corretamente relacionados em: Mercado em que ocorre a Mercado em que ocorre o transferência de títulos e lançamento de novos valores mobiliários entre títulos e valores investidores mobiliáriosa) Informal Primáriob) Primário Secundárioc) Secundário Primáriod) Futuro Informal13. O regulamento de um fundo de investimento estabelece que no mínimo 80% da sua carteira seja direcionada para operações vinculadas à variação da taxa de juros doméstica. Segundo a CVM, esse fundo dever ser classificado comoa) referenciado.b) multimercado.c) de curto prazo.d) de renda fixa.14. Um investidor de um fundo cambial reclama que não obteve a totalidade da expressiva desvalorização ocorrida. O mesmo deve ser informado de que, além da taxa de administração,a) O spread existente entre as cotações de compra e venda de moeda estrangeira impacta positivamente a rentabilidade do fundo.b) As restrições impostas pela CVM, na composição das carteiras dos fundos cambiais, impedem maior aderência à desvalorização cambial.c) A existência de fusos horários nos principais mercados financeiros inibe a correta precificação de ativos denominados em moedas estrangeirasd) A elevação do cupom cambial impacta negativamente a rentabilidade do fundowww.edgarabreu.com.br  Página 133  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   15. A marcação a mercado é facultativa para os fundos de investimentoa) Que possuem inúmeros cotistas, por decisão e responsabilidade do gestorb) Exclusivos, por solicitação do cotistac) Que possuem inúmeros cotistas, por decisão de assembléia de cotistasd) Exclusivos, por decisão e responsabilidade do gestor16. Segundo as diretrizes de Marcação a Mercado da ANBID para a Indústria de Fundo de Investimento, são princípios a serem observados:l. As metodologias devem ser públicas.II. O administrador do fundo deverá divulgar, no mínimo, a versão simplificada domanual sobre a Marcação a Mercado.III. O ativo que faça parte das carteiras de fundos de investimento cuja precificaçãoseja de responsabilidade do próprio administrador deverá ter um único preço.a) I e II, apenas.b) I e III, apenas.c) I, II e III.d) II e III, apenas.17. A linha dágua pode ser entendida como umaa) fórmula matemática que aumenta os ganhos do administrador e a rentabilidade dos fundos.b) metodologia utilizada para o cálculo e limitação da cobrança de taxa de performance de um fundo, considerando-se seu benchmark.c) metodologia utilizada no cálculo da taxa fixa de um fundo de investimento.d) fórmula matemática utilizada no cálculo da taxa limite de ganho do administrador de um fundo.18. Sobre as ADRs pode-se afirmar quea) Representam um lote de ações de empresas não domiciliadas nos E.U.Ab) Representam um lote de ações de empresas domiciliadas nos E.U.Ac) São cotadas e negociadas em dólar nos mercados da Europa e Ásiad) A legislação veda a negociação em mercado de balcão19. Entende-se por ativos de renda variável aqueles cuja a remuneração ou retorno de capitala) São corrigidos por taxas pós-fixadasb) São remunerados com base em taxas flutuantesc) Não podem ser determinado no momento da aplicaçãod) São determinados pela variação da taxa de juroswww.edgarabreu.com.br  Página 134  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   20. O segmento de listagem que requer a existência de Tag Along (extensão do prêmio de controle) para 100% das ações negociadas na bolsa de valores de são Paulo é oa) Tradicionalb) Novo Mercadoc) Nível 1d) Nível 221. Os BDR’s – Brazilian Depositary Receipts – representam açõesa) De companhias brasileiras negociadas no Estados Unidosb) Com direito de conversão em ADR’s – American Depositary Receiptsc) Cotadas e transacionadas em dólar no mercado de balcãod) De empresas com sede no exterior, negociadas no Brasil22. É Característica das debênturesa) Direito a voto para seus detentores na assembléia geral da companhia.b) Participação assegurada nos lucros da sociedade emissorac) Impossibilidade de conversão em açõesd) Possibilidade de repactuação dos rendimentos entre as partes, quando prevista na escritura de emissão.23. O agente fiduciário dos debenturistasa) Não pode ser uma instituição financeirab) Tem poderes para modificar as cláusulas e condições da emissão do títuloc) Pode requerer a falecia da companhia emissora, no caso de inadimplência e inexistência de garantias reais.d) Está impedido de efetuar despesas para proteger direitos ou interesses dos debenturistas, sem prévia autorização, mesmo em caso de inadimplência.24. As debênturesa) Se destinam ao financiamento de capital de girob) São emitidas pelo prazo máximo de 360 diasc) Pode ser emitidas por bancos de investimentod) Têm suas garantias, se existirem, especificadas na escritura da emissão25. Segundo o código de Auto-Regulação para ofertas públicas de títulos e valores mobiliários, o prospecto NÃO deve conter a descriçãoa) Dos negócios da emissora ou do ofertante com os coordenadores da oferta públicab) Detalhada dos processos judiciais e administrativos relevantes envolvendo a emissora ou o ofertantec) Dos negócios com empresas ou pessoas relacionadas com a emissora ou o ofertantewww.edgarabreu.com.br  Página 135  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   d) Abrandada dos fatores de risco que possam afetar a decisão de investimento26. A instituição financeira intermediária de uma oferta pública de valores mobiliários que recebeu da empresa emissora a opção de distribuição de lote suplementar devea) informar à CVM - Comissão de Valores Mobiliários no pedido de registro a quantidade exata que será exercida por meio da opção.b) ajustar o preço dos títulos ofertados adicionalmente conforme a demanda verificada.c) proporcionar o acesso aos investidores aos lotes suplementar de ações, na mesma proporção de sua aquisição original.d) respeitar o montante predeterminado no prospecto, que não poderá ultrapassar a 15% da quantidade inicialmente ofertada.27. São contratos de ativos derivativosa) Termo, securitização e swapb) Opções, ações e futurosc) Termo, securitização e futurosd) Opções, futuros e swap28. Um Investidor deseja liquidar uma posição no mercado futuro de dólar devea) Assumir uma posição vendidab) Assumir uma posição compradac) Replicar uma posição igual à originald) Efetuar uma posição contrária à original29. Uma das principais características do mercado futuro éa) A existência do risco da contraparteb) A possibilidade de alongamento de prazosc) A possibilidade de alavancagem de resultadosd) A não-padronização dos contratos30. O responsável pela retenção do imposto de renda incidente sobre os rendimentos produzidos em aplicações de títulos e valores mobiliários de renda fixa é a pessoaa) Física que receber os rendimentosb) Jurídica que receber os rendimentosc) Física que efetuar os pagamentos dos rendimentosd) Jurídica que efetuar os pagamentos dos rendimentos31. Na tributação pelo imposto sobre a renda das aplicações financeiras em títulos de renda fixa cujos titulares sejam pessoas físicas,www.edgarabreu.com.br  Página 136  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   a) O fato gerador do imposto é aquisição do títulob) Os rendimentos estão isentos do impostoc) A pessoa física é responsável pela retenção e recolhimento do impostod) A base do calculo do imposto é a diferença positiva entre o valor de alienação e o valor de aquisição do título32. Uma aplicação feita em 20/03/2008 em um fundo de ações foi resgatada 31/07/2008 gerando um rendimento de R$ 26.000,00 no período. O imposto de renda relativo a esse rendimento foi retidoa) Apenas no dia 31/07/08, à alíquota de 15%b) No dia 31/05/08, caso uma parte do rendimento tenha sido obtida até então, e no dia 31/07/08, sempre a alíquota de 15%c) À alíquota de 20% no dia 31/05/08, caso uma parte do rendimento tenha sido obtida até então, e a alíquota de 15% no dia 31/07/08 descontando-se o valor recolhido como antecipação em 31/05/08d) À alíquota de 20% no dia 31/05/08, caso uma parte do rendimento tenha sido obtida até então, e a alíquota de 22,5% no dia 31/07/08 descontando-se o valor recolhido como antecipação em 31/05/0833. É responsável pelo recolhimento de IR incidente sobre os rendimentos auferidos na compra e venda de ações na Bovespaa) A Câmara Brasileira de Liquidação e Custódia – CBLCb) A instituição que intermediou a operaçãoc) A corretora que intermediou a vendad) O próprio investidor34. Imposto de renda sobre os ganhos líquidos auferidos por pessoas físicas em operações realizadas nas bolsas de valores, se devido, será apurado por períodoa) Anuais e pago até o ultimo dia útil do mês da entrega da Declaração de Ajuste Anual.b) Trimestrais e pago até o ultimo dia útil do mês subseqüente ao trimestre da apuraçãoc) Semestrais e pago até o ultimo dia útil do mês subseqüente ao semestre da apuraçãod) Mensais e pago até o ultimo dia útil do mês subseqüente ao da apuração35. Em fundos de investimento, conforme a legislação do imposto de renda, o IOF – Imposto sobre Operação Financeiraa) Incide à alíquota de 1%, no resgate em cotas de fundos de investimento em açõesb) Tem alíquota diferenciadas, conforme a aplicação de renda fixa seja prefixada ou pós-fixadac) Tem alíquota reduzida a zero, no caso do resgate de cotas de fundos de renda fixa, desde que o resgate ocorra mais de 30 dias após a aplicação.d) Incide a alíquota 0,5% independentemente do prazo transcorrido entre a aplicação e o resgate de cotas dos fundos de renda fixawww.edgarabreu.com.br  Página 137  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   36. A CVM – Comissão de Valores Mobiliáriosa) Fiscaliza as companhias abertas, enquanto emissoras de valores mobiliários.b) Autoriza o funcionamento das instituições financeirasc) Regula as sociedades por cotas de responsabilidade limitadad) Define os fees mínimos e máximos relativos a oxiginação e distribuição de ofertas públicas de ações.37. As ações preferências adquirem o exercício do direito de voto quandoa) a emissora deixa de pagar dividendos por três exercícios consecutivos.b) o objeto social é alterado para redução dos dividendos fixos ou mínimos.c) o conselho fiscal não conta com representantes dos acionistas minoritários.d) negociadas no Novo Mercado da Bovespa.38. A operação em que a instituição financeira ou consórcio de instituições se comprometem a subscrever a emissão total de um determinado lote de ações a um preço previamente pactuado com a emissora, encarregando-se, por sua conta e risco, de colocá-lo no mercado junto aos investidores éa) Bookbuildingb) Underwriting de garantia firmec) Underwriting residuald) Underwriting de melhores esforços 39. Considere as seguintes atribuições: I. Realizar operações de compra e venda de ações nas bolsas de valores II. Estruturar operações de debênturesIII. Conceder Financiamento ImobiliárioCom relação às corretoras de títulos e valores mobiliários, está correto o que se afirmaAPENAS ema) Ib) IIc) I e IId) II e III40. De acordo com a CVM, uma entidade fechada de previdência privada é classificada comoa) sociedade seguradora.b) investidor qualificado.c) instituição financeira.d) investidor não residentewww.edgarabreu.com.br  Página 138  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   41. São considerados investidores não residentes os seguintes agentes econômicos que possuam residência, sede ou domicílio no exterior: IV. Pessoa física V. Pessoa jurídica VI. Fundos e outras entidades de investimentos coletivosa) I, apenasb) I e II, apenasc) I, II e IIId) II e III apenas42. Associa a risco de imagem as instituições que possuema) Incapacidade de atuar como agente fiduciáriob) Má reputação no mercadoc) Desinteresse de atuar como banco mandatáriod) Incapacidade de cumprir a legislação e regulamentação bancária societária43. A implantação e implementação de uma estrutura efetiva de controles internos, mediante a definição de atividades de controle para todos os níveis de negócios da instituição financeira, são de responsabilidadea) Do Banco Central do Brasilb) Do Conselho Fiscal da Instituição Financeirac) Da Diretoria da Instituição Financeirad) Dos gerentes financeiros da Instituição Financeira44. Um banco múltiplo com carteira de arrendamento mercantil e de investimento é autorizado aa) Receber depósito à vistab) Administrar fundos de investimentoc) Executar ordem de seus clientes no pregão das bolsasd) Emitir letras de câmbio45. A afirmação “O administrador de carteira de valores mobiliários deve informar seu cliente de outras atividades que exerça no mercado” estáa) Correta, pois o administrador não pode administrar carteiras de instituições financeiras diversas devido às práticas de conduta denominada Chineses Wallb) Correta, pois poderão existir potenciais conflitos de interessesc) Incorreta, pois o administrador tem o dever de sigilo absoluto em relação aos seus demais clientesd) Incorreta, pois a CVM exige do administrador apenas a obrigação de cumprir fielmente o contrato firmado com o cliente, seguindo sua política de investimento.www.edgarabreu.com.br  Página 139  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   46. O cliente W, a mais de 3 anos, aplica mensalmente a quantia de R$ 1.000,00 sempre no mesmo fundo de investimento Y da Instituição Q. No entanto, um determinado mês, realiza uma aplicação de R$ 500.000,00, sem causa aparente nem fundamento econômico ou legal. Posteriormente, após um mês da referida aplicação, resgata o valor investido e o transfere a uma conta de depósito, localizada nas Ilhas Virgens Britânica, com a qual jamais havia se relacionado. A Instituição Q deveráa) Comunicar o fato ao Ministério Público Estadual, no prazo máximo de 24 horas.b) Requerer a instituição financeira das Ilhas Virgens Britânicas que bloqueie o depósito efetuadoc) Comunicar o fato à CVM, por se esta a responsável pela fiscalização dos fundos de investimento.d) Comunicar o fato ao Banco Central do Brasil por meio de transação do SISBACEN.47. A legislação referente ao crime de lavagem de dinheiro postula quea) A obtenção de proveito específico é exigida para caracterizar o crimeb) A simples ocultação ou dissimulação de valores é suficiente para cumprir exigência punitivac) O agente pode ser punido, ainda que a posse ou o uso dos bens não lhe tenha trazido nenhum proveitod) Os crimes são afiançáveis e permite a liberdade provisória48. O funcionário A da corretora de títulos e valores mobiliários XXX, em virtude de sua relação profissional com os administradores da empresa Y, toma conhecimento de que a empresa Y, cujas ações são negociadas na BOVESPA, irá incorpora-se a empresa W. Tal fato ainda não foi divulgado ao mercado, mas com o funcionário A tem certeza de que a referida incorporação produzirá um aumento das cotações das ações da empresa Y, passa a aconselhar seus clientes a comprar tais açõesNeste caso o funcionário Aa) Poderia ter aconselhado seus clientes somente após ampla divulgação da incorporação referida ao mercadob) Deveria ter requerido autorização da empresa Y antes de aconselhar seus clientesc) Deveria ter publicado o fato relevante da empresa Yd) Violou o direito de preferência dos demais acionistas da empresa Y49. O índice de Sharpe de um fundo de investimento é a medida da relação entrea) Retorno e riscob) Duration e convexidadec) Rating e volatilidaded) Risco absoluto e risco relativowww.edgarabreu.com.br  Página 140  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   50. A relação entre os retornos de dois ativos pode ser mensurada utilizando-sea) A médiab) A variânciac) O desvio padrãod) A correlação51. Um fundo de investimento em ações, amplamente diversificado, pode limitar apenas uma parte de seus riscos. A parte do risco que não pode ser eliminada é conhecida como riscoa) Relativob) Sistemáticoc) De alavancagemd) Específico52. O indicador que capta a relação entre a variação de uma carteira de ações e o seu benchmark é conhecido comoa) duration de Macaulay.b) mediana.c) beta.d) VaR.53. Entre dois fundos que objetivam a mesma rentabilidade, um investidor deve escolher aquele que apresente maiora) Volatilidadeb) Durationc) Betad) Índice Sharpe54. O coeficiente Beta de uma carteira é igual a 1. O retorno esperado éa) Igual a taxa de juros livre de riscob) Maior que o retorno esperado pelo mercadoc) Igual ao retorno esperado pelo mercadod) Menor que a taxa de juros livre de risco55. O risco de crédito de um título reflete aa) Variação de seu preço devido a intervenção nas taxas de juros de mercadob) Probabilidade de seu emissor não cumprir as obrigações de pagamentoc) Projeção de lucro do seu emissord) Variabilidade de seu preço em relação a um determinado índicewww.edgarabreu.com.br  Página 141  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   56. A respeito do spread bancário, é correto afirmara) Mede a diferença entre as taxas cobradas dos tomadores de crédito e as taxas pagas aos aplicadores de um Banco.b) Não considera a possibilidade de inadimplência do devedorc) Reflete apenas o prazo médio dos retornos de uma operaçãod) Mede o lucro dos bancos após a dedução de IR57. O rating de crédito de uma empresa, avaliando por empresas classificadoras, é uma forma de tentar quantificar aa) Capacidade e intenção da empresa em honrar suas dívidasb) Variação do preço das ações de uma empresa, negociadas na Bolsa de Valoresc) Exposição dos títulos de uma empresa a variação nas taxas de câmbiod) Capacidade de geração de caixa de uma empresa58. Uma complementação à metodologia de VaR, value at risk, para monitorar risco de mercado, pode-se empregar a análise dea) Performanceb) Estiloc) Stressd) Perfil de risco59. Um título prefixado paga cupom semestral de 3% e o principal no seu vencimento. O prazo até o seu vencimento é de 3 anos. A duration de Macaulay deste título éa) Igual a 3 anosb) Inferior a 3 anosc) Igual a 3%d) Inferior a 3%60. O risco de mercado de um ativo qualquer pode ser mensurado peloa) Grau de dispersão dos retornos do ativo em relação à média de seus retornosb) Cálculo da média aritmética em relação aos retornos do ativoc) Cálculo da média geométrica em relação aos retornos do ativod) Grau de dispersão dos retornos do ativo em relação ao retorno do ativo livre de risco.www.edgarabreu.com.br  Página 142  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    SIMULADO - EXTRA1. Uma pessoa investe no mercado de futuro de índice Ibovespa através da BMF&BOVESPA. De quem é o risco de contraparte? a) Corretora de Títulos e Valores Mobiliares b) BMF&BOVESPA c) Fundo Garantidor de Crédito d) Investidor2. Sabendo o valor da variância de uma série histórica, podemos descobrir o valor do(a): a) Desvio padrão b) Mediana c) Covariância d) Média3. Dada a taxa nominal de 10% e inflação de 4%, qual é o cálculo para obter a taxa real a) (((1,10/1,04)-1)x 100) b) (((1,10/1,04)x 100)- 1) c) (((1,04/1,10)-1)x 100) d) (((1,04/1,10)x 100)- 1)4. Certificados de Créditos Imobiliários (CRIs). Podemos afirmar. a) São emitido por bancos em geral b) Não possui isenção de imposto de renda para pessoa física c) Possui valor nominal mínimo de R$ 300.000,00 d) Somente podem ser emitidos com rentabilidade pré fixada5. Quando uma empresa lança suas ações no mercado primário, qual é o percentual máximo legal das ações do tipo Ordinárias (ON) e Preferenciais (PN) respectivamente? a) 1/3 ONs e 2/3 PNs b) 1/2 ONs e 1/2 PNs c) 1/3 PNs e 2/3 Nos d) 1/4 ONs e 3/4 PNs6. O direito de subscrição de uma ação assemelha-se a uma a) Compra de uma Opção de compra (call) b) Compra de uma Opção de venda (put)www.edgarabreu.com.br  Página 143  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    c) Venda de uma Opção de compra (call) d) Venda de um termo7. No dia seguinte do pagamento de dividendos de uma ação, quando ela fica “Ex.Dividendo”, espera-se que o seu valor a) Não se altere b) Seja descontado do valor pago em dividendos c) Seja acrescido do valor pago em dividendos d) Sofra alterações de acordo com a procura e oferta por este papel8. As operações de mercado de balcão não organizado acontecem geralmente a) Dentro da bolsa de valores, com utilização do telefone b) Dentro da bolsa de valores, com utilização do home broker c) Fora da bolsa de valores, por telefone d) Fora da bolsa de valores, porem em um ambiente físico definido9. Quais das instituições abaixo estão autorizadas pelo Banco Central a captarem recursos através de depósito à vista a) Banco Comercial b) Banco de Investimento c) ANBID d) Corretora de Títulos e Valores Mobiliários10. Uma das principais diferenças entre o mercado futuro e o mercado a termo é que a) No mercado a termo os contratos são padronizados b) No mercado futuro exige o pagamento do prêmio c) No mercado a termo existe ajuste diário d) No mercado futuro os contratos são padronizados11. São fatores a ser considerados na avaliação do risco de imagem de uma empresa. a) Não atender bem os idosos, ingerência política b) Incapacidade de honrar seus pagamentos, problemas de caixa c) Flutuações dos preços ocasionadas por oscilações de mercado, queda no valor da ação d) Alavancagem financeira, balanço social12. O que acontece se houver uma elevação da taxa flutuante sem intervenção banco central? a) valoriza moeda local b) desvaloriza moeda local c) aumenta as reservas internacionaiswww.edgarabreu.com.br  Página 144  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    d) diminui as reservas internacionais13. O que acontece se houver uma redução da taxa flutuante sem intervenção banco central? a) valoriza moeda local b) desvaloriza moeda local c) aumenta as reservas internacionais d) diminui as reservas internacionais14. Entre os investidores abaixo, qual não recolhe imposto na fonte? a) Empresas optantes pelo simples b) Pessoa Física c) Pessoa Jurídica Imune que declare por escrito d) Investidores não residentes15. Um cliente que movimenta quantias não compatíveis com a sua atividade, caso seja descoberto e comprovado a ocorrência de lavagem de dinheiro, estará sujeito, segundo a lei de combate a lavagem de dinheiro a) Reclusão, apenas b) Multa, apenas c) Prestar serviços comunitários. d) Reclusão e Multa16. Quando o IPCA tende a subir além das metas de inflação, qual medida deve ser tomada:a) Abaixar o compulsóriob) Reduzir taxa do redescontoc) Aumentar o créditod) Elevar a taxa de juros17. Um saldo positivo da balança de pagamentos reflete:a) Que a balança comercial foi positivab) Que a balança de serviços foi positivac) Que a poupança interna foi maior que a externad) Que o país teve um aumento nas reservas internacionais.18. Um certificado de depósito bancárioa) Só pode ser emitido por bancos comercial, investimento e múltiplob) É isento de IRc) Não conta com a cobertura do FGCd) Pode ser emitido pela Bolsa de Valores19. Um índice de correlação -1 indica a) Que os ativos não tem relaçãowww.edgarabreu.com.br  Página 145  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    b) Que se movem em direção oposta c) Que se movem na mesma direção d) Que a rentabilidade dos ativos será negativa.20. Em um investimento, será maior o valor presente se: a) O fluxo de pagamento tem de ser arriscado b) A taxa de desconto for maior c) A taxa de desconto for menor d) O fluxo de pagamento for mais previsível21. O gráfico abaixo representa o conceito de: a) Hedge b) Especulação c) Insider d) Diversificação R  I  RISCO NÃO  SISTEMÁTICO  S  C  O  RISCO SISTEMÁTICO  QUANTIDADE DE AÇÕES 22. O retorno de uma carteira e o seu risco, são demonstrado pelo(a):a) Moda e variânciab) Média e correlaçãoc) Mediana e modad) Média e desvio padrão23. Pela teoria moderna de investimento, qual o melhor indicador da diversificação de uma carteira:a) A média dos retornos dos ativos da carteirab) A mediana dos retornos dos ativos da carteirac) A correlação dos retornos dos ativos da carteirad) O desvio padrão dos retornos dos ativos da carteira24. Em um empréstimo foi feita a contratação de um seguro prestamista. Logo, para o doador, qual risco será minimizado:a) De mercadob) Cambialwww.edgarabreu.com.br  Página 146  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   c) Operacionald) De contraparte25. Uma clearing house mitiga o risco de:a) Mercadob) Créditoc) Operacionald) Liquidação26. O Back-test:a) Mede o risco de mercado de uma carteirab) Mede o risco de créditoc) Valida uma modelagem de riscod) O estresse do mercado27. Um investidor ao se informar sobre perdas de empresas com derivativos decide zerar suas posições. Dias após essa estratégia, ele verifica que o VaR de sua carteira subiu bastante. Isso acontece por que:a) O modelo de VaR necessariamente está erradob) O risco de crédito dos ativos aumentou muitoc) As posições em derivativos serviam de hedge para ativos da carteirad) Alto risco de liquidez28. Duas emissões de debêntures X e Y com as mesmas características (indexador, prazo, volume) possuem rating Aa e B. Tais rating refletem:a) O risco cambial dos ativosb) O risco das empresas honrarem o pagamento das debênturesc) O risco de crédito de Y é menor que o de Xd) O risco de mercado destas debêntures29. Quem é o responsável pela liquidação dos títulos privados:a) Selicb) CBLCc) Câmara da BVMFd) CETIP30. Um contrato de DI-Futuro:a) Ajuda na formação do Ibovespa a Vistab) É não padronizadoc) Pode ser liquidado antecipadamented) Ajuda na formação do Câmbio a Vista31. Um investidor qualificado:a) Pode interferir na gestão do fundob) Pode pedir a redução da sua taxa de administração na AGOc) Pode pedir a redução da sua taxa direto ao administrador do fundowww.edgarabreu.com.br  Página 147  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   d) Tem os mesmos direitos e deveres dos outros cotistas32. Fundos de Curto Prazo, para receita federal: a) Não tem obrigatoriedade de MTM b) Tem prazo médio menor de 365 dias c) Somente para Inv. Qualificados d) Tem prazo médio menor de 60 dias33. O CMN, dentre outra funções, deve:a) Regular os índices de inflação, a fim de evitar desequilíbrios econômicosb) Executar a política cambialc) Executar a fiscalização do mercado de créditod) Executar a fiscalização do mercado de capitais34. Com relação aos fundos de renda fixa de longo prazo, o chamado come-cotas:a. Não se aplicab. Aplica-se semestralmente a alíquota de 15%c. Aplica-se anualmente a alíquota de 15%d. Aplica-se semestralmente a alíquota de 20%35. O recolhimento do IOF, sobre os fundos de Renda Fixa, é de responsabilidade: a) Dos operadores dos fundos b) Do custodiante c) Do gestor d) Do Administrador36. Sobre o IR de ativos de Renda Fixa, a base de cálculo incide sobre:a) O rendimento nominal somenteb) O rendimento nominal, descontado a TBF.c) O rendimento nominal, descontado o IPCA.d) O rendimento nominal, descontado IOF, se houver37. Um cliente pessoa física procura o gerente querendo maximizar o retorno dos seus investimentos. O gerente indica aplicações em Letras Hipotecárias. Pode-se afirmar que tal indicação baseia-se em:a) Nos rendimentos bem superiores a Taxa Selicb) As LH não tem risco de créditoc) Trazem uma proteção cambiald) São isentas de IR38. Um cliente que quer minimizar risco de suas aplicações em ações deve:a) Compra ações que tiveram ótimo retornosb) Comprar uma única açãoc) Comprar diversas açõesd) Comprar apensas ações blue chipswww.edgarabreu.com.br  Página 148  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   39. Dentre os índices abaixo, qual que mais impacta o desempenho do IGP-M a) IPCA b) IPC c) IPA d) INCC40. Um distribuidor aplica, por conta e ordem, um recurso de um cliente em um determinado fundo de investimento. Esta operação e: a) legal, se o distribuidor informar ao administrador do fundo; b) legal, se o distribuidor informar ao gestor do fundo; c) legal, se o distribuidor informar ao CVM d) ilegal, pois o distribuidor deve agir em nome ou por ordem do cliente.41. O saldo da Balança de Pagamentos é determinado como a) Saldo das exportações menos saldo das importações b) Ao saldo da Balança Comercial somado com a conta corrente c) O saldo da Conta Corrente somado com a Conta de Capitais d) O saldo da Balança Comercial somado com a Conta de Capitais42. No mercado de cambio flexível, onde o BACEN não intervém, o saldo das contas internas e externas é superavitário, isso significa que: a) valoriza moeda local b) desvaloriza a moeda local c) Aumenta as reservas internacionais d) Reduz as reservas internacionais43. O administrador do fundo está obrigado a: I. divulgar, diariamente, o valor da cota e do patrimônio líquido do fundo aberto; II. remeter mensalmente aos cotistas extrato de conta contendo a rentabilidade do fundo auferida entre o último dia útil do mês anterior e o última dia útil do mês de referência do extrato; III. Realizar no mínimo 1 assembléia ordinária por semestre, para divulgar o balaço e os resultados do fundo Estão Corretas as afirmativas: a) Somente I b) Somente II c) I e II d) I, II e IIIwww.edgarabreu.com.br  Página 149  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   44. O material de divulgação de distribuição de cotas do fundo fechado deve conter pelo menos as seguintes informações: I. data de início e encerramento da distribuição II. nome e endereço do administrador e gestor se houver III. mercado onde as cotas do fundo são negociadas] IV. política de investimento, público alvo e principais características do fundo; Estão corretas apenas as afirmações: a) I, II e III b) I, III e IV c) II, III e IV d) I, II, III e IV45. O valor da aplicação inicial em um fundo de direitos creditórios{xe "Fundos de Investimento em Direitos creditórios"} deve ser, no mínimo: a) R$ 20 mil. b) R$ 25 mil. c) R$ 50 mil. d) Depende do administrador.46. Sobre o investimento em títulos e valores mobiliários emitidos pelo próprio administrador do fundo, podemos afirmar que a) Podem ser realizados, porém são limitados a 10% do patrimônio do fundo b) Podem ser realizados, porém são limitados a 20% do patrimônio do fundo c) Podem ser realizados, porém são limitados a 50% do patrimônio do fundo d) Um fundo de investimento jamais poderá adquirir títulos e valores mobiliários de sua própria emissão, para evitar possíveis conflitos de interesse47. Sobre os fundos de investimento classificados como “fundos de curto prazo”, segundo a instrução CVM 409 a) Podem aplicar em títulos de renda fixa pós fixados, com prazo máximo de vencimento de 365 dias. b) Podem aplicar em títulos de renda fixa pós fixados, com prazo máximo de vencimento de 385 dias. c) Permitem a cobrança de taxa de performance se o fundo for destinado a Investidor Qualificado. d) Não podem aplicar em títulos públicos federais48. A metodologia utilizada pelos fundos de investimento para calculo e cobrança de taxa de performance, recebe o nome dewww.edgarabreu.com.br  Página 150  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    a) Come-Cotas; b) Linha dagua c) Chineses wall d) Marcação a Mercado49. A taxa de Administração de um Fundo de Investimento é a) Utilizada para pagar as despesas do fundo b) Utilizada para remunerar o administrador e eventual contratação do gestor c) Utilizada para cobrir eventuais perdas do patrimônio do fundo d) Utilizadas para antecipação de Imposto de Renda (Come-Cotas)50. As aplicações realizadas em caderneta de poupança possui rentabilidade a) Pré fixadas ou pós fixadas; b) 0,5% ao mês para qualquer investidor c) 1,5 % ao trimestre apenas quando o investidor for pessoa física d) 0,5 % ao mês quando o investidor for pessoa física.51. Um das principais características do mercado futuro é: a) existência do risco de contraparte b) possibilidade de alongamento dos prazos c) possibilidade de alavancagem dos resultados d) não padronização dos contratos52. As Letras do Tesouro Nacional são títulos públicos que: a) Acompanha a variação da selic; b) Acompanha variação cambial; c) Possuem rendimento Maximo de 12%aa. d) Pode ser negociada com deságio;53. A perda máxima do titular de uma opção de compra – call a) O valor pago como prêmio b) Ilimitada c) Depende da volatilidade do mercado d) Taxa de juros Selic54. Agente fiduciário{xe "Agente fiduciário"} dos debenturistas: a) Não pode ser uma instituição financeira. b) Tem poderes para modificar as cláusulas e condições da emissão do título. c) Pode requerer a falência da companhia emissora, no caso de inadimplência e inexistência de garantias reais.www.edgarabreu.com.br  Página 151  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    d) Está impedido de efetuar despesas para proteger direitos ou interesses dos debenturistas, sem prévia autorização, mesmo em caso de inadimplência.55. Uma aplicação em um CDB obteve uma ganho nominal 3,00%. Considerando que a inflação do período foi de 2,8% e que a aliquota de Imposto de Renda foi de 20%. Nestas condições concluímos que: a) O ganho real desta aplicação foi de 0,2% b) A rentabilidade Liquida foi de 0,2% c) A rentabilidade real liquida foi negativa d) O ganho Real foi superior ao ganho nominal56. Para adequar corretamente os produtos às necessidades do cliente torna-se necessário efetuar um processo de avaliação que defina o tipo de cliente, esta prática adotada pelas instituições financeiras associadas da ANBIMA, recebem o nome de: a) API - Análise de Perfil do Investidor. b) AFRI - Análise do Fator de Risco do Investidor. c) EPI - Enquadramento do Perfil do Investidor d) CMA - Conservador, Moderado e Arrojado57. Segundo o código ANBIMA de regulação e melhores práticas de oferta pública, é dispensada a obrigatoriedade de elaboração de prospectos as ofertas Ofertas Públicas em que os valores mobiliários objeto de distribuição tenham valor nominal unitário igual ou superior a a) 1 milhão de reais. b) 5 milhões de reais. c)10 milhões de reais. d) 15 milhões de reais.58. Quando as Instituições Participantes atuarem, na qualidade de Coordenadores, em Oferta Pública de debêntures, para a qual seja contratada agência de classificação de risco, devem fazer constar a obrigação da emissora de manter atualizado o relatório de avaliação (rating) dos valores mobiliários objeto da Oferta Pública, bem como dar ampla divulgação de tal avaliação ao mercado na escritura de emissão: O prazo mínimo exigido pelo Código de melhores prática da ANBIMA para a atualização deste rating é de a) a cada 6 meses. b) uma vez por anowww.edgarabreu.com.br  Página 152  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    c)a cada 2 anos. d) a cada 5 anos.59. São caracterizados como “crime antecedente” ao crime de lavagem de dinheiro segundo a lei 9.613/98: a) Roubo de Veículos; b) Terrorismo e seu financiamento; c) Assassinato e Seqüestro d) Jogos de azar clandestinos60. Segundo a Lei de combate a Lavagem de Dinheiro, está obrigada a manter controles de combate a lavagem de dinheiros: a) Somente os Bancos b) Apenas as Instituições Financeiras c) As pessoas físicas ou jurídicas que comercializem jóias, pedras e metais preciosos, objetos de arte e antigüidades d) Toda pessoa física ou jurídica que movimenta mais de R$ 10.000,00 em espécie.61. Os controles internos, cujas disposições devem ser acessíveis a todos os funcionários da instituição de forma a assegurar sejam conhecidas a respectiva função no processo e as responsabilidades atribuídas aos diversos níveis da organização, devem prever a) A existência de testes periódicos de segurança para os sistemas de informações, em especial para os mantidos em meio eletrônico b) Promoção dos funcionários mais competentes para ocupar cargos importantes nos setores de controladoria. c) A inexistência de canais de comunicação que assegurem aos funcionários, segundo o correspondente nível de atuação, o acesso a confiáveis, tempestivas e compreensíveis informações consideradas relevantes para suas tarefas e responsabilidades d) A avaliação anual dos diversos riscos associados às atividades da instituição62. Num banco, onde existe um possível conflito de interesse entre a gestão de recursos próprios e a gestão de recursos de terceiros, qual deve ser atitude da instituição: a) suspender a atividade b) deixar de fazer as atividades por um tempo c) segregar as atividades d) não fazer nadawww.edgarabreu.com.br  Página 153  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   63. Considere a tabela abaixo: FUNDO A FUNDO BDesvio Padrão 15% 7%Tracking Error 0,5% 5,5%Podemos afirmar que o fundo A : a) Possui maior risco e maior proximidade ao benchmark que o fundo B b) Possui maior risco e menor proximidade ao benchmark que o fundo B c) Possui menor risco e maior proximidade ao benchmark que o fundo B d) Possui maior risco e menor proximidade ao benchmark que o fundo B64. O coeficiente B (beta) de uma carteira é igual a 1. Assim o retorno esperado desta carteira será de a) igual taxa de juros b) maior que o retorno esperado do mercado c) igual ao retorno esperado do mercado d) menor que a taxa de juros livre de risco65. Duas empresas X e Y emitiram debêntures com classificações de risco de C e CCC, respectivamente, emitido por uma agencia de rating de crédito. É de se esperar que a) As debêntures emitidas pela empresa X possuem maior risco e maior retorno esperado b) As debêntures emitidas pela empresa Y possuem maior risco e maior retorno esperado c) As debêntures emitidas pela empresa X possuem maior risco e menor retorno esperado d) As debêntures emitidas pela empresa Y possuem maior risco e menor retorno esperado66. Qual das segundas medidas de estatística abaixo é possível de ser definida, sem a necessidade de mais nenhum dado, se tivermos a primeira medida? a) Covariância - desvio padrão b) Variância - correlação c) Desvio padrão - covariância d) Correlação - coeficiente de determinação (R2)67. A tabela abaixo contém o risco e o retorno de dois fundos de investimento FUNDO A FUNDO B Retorno Esperado 12% 25%www.edgarabreu.com.br  Página 154  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    Risco 5% 4% Podemos afirmar que o índice Sharpe do a) Fundo A é maior que o índice Sharpe do Fundo B b) Fundo B é maior que o índice Sharpe do Fundo A c) Fundo B é igual ao índice Sharpe do Fundo A d) Não é possível fazer qualquer afirmação sobre o Índice Sharpe com apenas as informações da tabela.68. Um investidor aplica em um FUNDO DE CURTO PRAZO e vai resgatar após 380 dias. Qual é a alíquota de IR? a) 15% b) 17,5% c) 20% d) 22,5%69. Um investidor pretende aplicar em um fundo composto por títulos públicos federais e deseja que o crédito entre em sua conta em D + 2. Você, como gerente da conta indicaria aplicação em: a) fundo conservador b) fundo de direitos creditórios c) fundo de ações d) fundo referenciado70. Se o país exportou mais bens para o exterior do que importou, pode-se dizer sobre a Balança Comercial: a) foi superavitária. b) foi deficitária c) maior que balança de pagamentos d) depende da taxa de câmbio71. Quais das instituições abaixo "necessitam" autorização da AMBIMA para exercer suas atividades. a) apenas Instituições Financeiras b) Corretoras e Distribuidoras de Valores Mobiliários c) Instituições que seguem as regras do código de auto regulação da AMBIMA d) Fundos de Investimentos72. Um investidor ficou sabendo que haverá uma elevação na taxa de juros. Baseado nesta informação, esperando obter rentabilidade significativa ele deverá aplicar em:www.edgarabreu.com.br  Página 155  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    a) Letras Financeira do Tesouro b) ações c) Notas Promissórias com remuneração pré fixada d) Letra do Tesouro Nacional73. Um investidor verificou que o índice sharpe do seu fundo A é menor que o índice sharpe de um determinado fundo B, porém seu fundo (fundo A) apresentou um retorno maior. Assim pode-se afirmar que a) Houve um erro de calculo, pois um índice sharpe maior implica em maior rentabilidade do fundo b) O Fundo A possui maior risco em relação ao fundo B c) O Fundo B possui maior risco em relação ao fundo B d) O fundo B certamente será um fundo alavancado.74. Com relação aos Mercados Primário e Secundário é correto afirmar que: a) No mercado Primário existe a liquidez dos títulos e valores mobiliários b) No mercado secundário são emitidos títulos novos c) As empresas utilizam o mercado secundário, bolsa de valores, para captarem recursos. d) No mercado Secundário existe a liquidez dos títulos e valores mobiliários75. É uma característica das Letras do Tesouro Nacional: a) Terem rentabilidade pós-fixada b) Pagar cupons semestrais acrescido da variação da TR. c) Pagar juros calculados com base na Selic Over d) ter rentabilidade que é dada pela diferença entre o preço de compra do título e seu valor nominal no vencimento. (Deságio sobre o valor de face)76. Não é necessário aplicar o API nos casos de aplicações em: a) Fundos de ações b) Fundos Multimercado c) Fundos de Renda Fixa com concentração em créditos privados d) Fundos Referênciados.77. O "índice" DI-Futuro no BMF&BOVESPA permite: a) auxiliar na previsão da volatilidade do índice IBOVESPA; b) auxiliar na precificação ta taxa spot do ouro; c) auxiliar na previsão da principal taxa de juros de renda fixa. d) permitir prever o índice de inflaçãowww.edgarabreu.com.br  Página 156  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br   78. Um investidor tem em sua carteira títulos com média de 180 dias. Pensando em dminuir o risco de sua carteira e a sua Duration de Macaulay, deve adquirir: a) títulos com prazo inferior a 180 dias b) títulos com prazo de 180 dias c) títulos com prazo entre 180 dias e 360 dias d) títulos com prazo superior a 360 dias79. Os Certificados de Recebíveis Imobiliários: a) Não possuem garantia real b) Emitido apenas por empresa c) Emitido apenas por banco d) Emitido por companhias securitizadoras80. Se a cota de um fundo é resgatada durante o período de carência: a) Não haverá tributação, porque não haverá rendimento. b) Só haverá IOF se o período de aplicação for menor que 30 dias. c) Não haverá IOF, mas haverá iImposto de rRenda. d) Haverá IOF de 0,5% ao dia sobre o valor de resgate, limitado ao rendimento da operação81. É uma operação que pode ser caracterizada como exemplo da fase de colocação em um processo de lavagem de dinheiro a) compra de propriedade rural b) tráfico de entorpecentes c) contrabando d) informações bancárias e financeiras incompletas82. Sobre o risco de títulos da dívida externa, resgatáveis em dólares negociados no exterior podemos afirmar que. a) existe a possibilidade de risco soberano b) não tem risco soberano c) tem risco de crédito mitigado d) estão cobertos pelo governo dos EUA83. A relação fiduciária estabelecida entre as instituições participantes e os cotistas de fundos de investimento, por exemplo, é sinonimo de: a) confiança e lealdade b) rentabilidade e risco c) custódia e administração d) risco e confiança  www.edgarabreu.com.br  Página 157  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br      SIMULADO 1   1  C    10  D    19  B 28 B    37 A 2  C  11  A  20  A 29 D  38 C 3  B  12  D  21 A 30 B  39 D 4  C  13  B  22  B 31 B  40 C 5  A  14  A  23 D 32 B  41 A 6  C  15  D  24  D 33 A  42 A 7  C  16  C  25 D 34 B  43 A 8  C  17  A  26  A 35 C  44 B 9  A  18  C  27  A 36 C  45 A      SIMULADO 2  1  C    12  B    23  D 34 B    45 A 2  C  13  B  24 D 35 B  46 C 3  C  14  C  25  D 36 C  47 A 4  B  15  B  26 D 37 B  48 D 5  B  16  A  27  B 38 D  49 B 6  D  17  C  28  C 39 C  50 A 7  D  18  A  29 D 40 C  51 C 8  C  19  D  30  D 41 D  52 B 9  C  20  B  31 C 42 B  53 B 10  D  21  B  32  B 43 D  54 D 11 C 22 D 33 C 44 C     SIMULADO 3  1  A    13  D    25 D 37 C    49 A 2  C  14  D  26  D 38 C  50 B 3  C  15  D  27   A 39 B  51 D 4  C  16  C  28 A 40 C  52 C 5  C  17  B  29   A 41 B  53 C 6  C  18  A  30 C 42 C  54 B 7  A  19  A  31   D 43 C  55 B 8  B  20  C  32 D 44 C  56 D   9  D  21  C  33 A 45 B  57 B   10  D  22  A  34 C 46 A  58 B www.edgarabreu.com.br  11  A  23  A  35 C 47 D  Página 158  59 B   12  D  24  C  36 D 48 C   
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    SIMULADO 4  1  B    13  D   25   D 37 A    49 A  2  C  14  B 26 D 38 B  50 D 3  C  15  B 27 D 39 C  51 B  4  D  16  C 28 D 40 B  52 C 5  A  17  B 29 C 41 C  53 D  6  D  18  A 30 D 42 B  54 C 7  A  19  C 31 D 43 C  55 B  8  D  20  B 32 A 44 B  56 A  9  A  21  D 33 D 45 B  57 A 10  C  22  D 34 D 46 D  58 C   11  D  23  C 35 C 47 B  59 B 12  C  24  D 36 A 48 A  60 A SIMULADO EXTRA   1  B    20  C    39 C 58 B    77 C 2  A  21  D  40 D 59 B  78 A 3  A  22  D  41 C 60 C  79 D 4  C  23  C  42 A 61 A  80 D 5  B  24  D  43 C 62 C  81 A 6  A  25  D  44 D 63 A  82 A 7  B  26  C  45 B 64 C  83 A 8  C  27  C  46 B 65 A  9  A  28  B  47 C 66 D  10  D  29  D  48 B 67 B  11  A  30  C  49 B 68 C  12  B  31  D  50 D 69 D  13  A  32  B  51 C 70 A  14  C  33  A  52 D 71 C  15  D  34  B  53 A 72 A  16  D  35  D  54 C 73 B  17  D  36  D  55 C 74 D  18  A  37  D  56 A 75 D  19  B  38  C  57 B 76 D   www.edgarabreu.com.br  Página 159   
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    ESQUEMAS DE AULAwww.edgarabreu.com.br  Página 160  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br      NECESSIDADE DE CAPITALIZAÇÃO DAS EMPRESAS  3 Investidores (Agentes Superávitários) aplicam   1 seus recursos no Banco 1   Banco paga $ de rentabilidade para os   2 investidores   INVESTIDORES EMPRESA  3 Banco empresta este recursos aos seus   4 clientes Deficitários    $  2   $$$ 4 Empresa que pegou emprestado paga $$$ de  juros.     Investidores  aplicam  seus  recursos   5 diretamente nas empresas.  5   Empresas  pagam  benefícios  aos  investidores  6 $$  como: Juros, Dividendos entre outros.   6 INVESTIDORES EMPRESA www.edgarabreu.com.br  Página 161  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br        CAPTAÇÃO VIA:  RECURSOS DE  RECURSOS           TERCEIROS PRÓPRIOS         COMO       ACONTECE?  EMPRESA ENDIVIDADA  EMPRESA CAPITALIZADA       Valor negócio: $ 30.000,00  Valor negócio: $ 30.000,00    Professor Ed: $ 20.000,00   Professor Ed: $ 20.000,00 (66,67%)    Investidor:  $ 10.000,00 (EMPRESTADO)  Sócio Investidor:  $ 10.000,00 (33,33%)    DEBÊNTURES       TIPO DE  EMISSÕES   NOTA PROMISSÓRIA   AÇÕES      www.edgarabreu.com.br  Página 162  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br      A  empresa  necessita  de  recursos,  resolve  emitir  ações  (abrir  o  Underwriters    capital),  deixando  de  ser  uma  S.A.  fechada  para  ser  uma  S.A.   Bancos de Investimento   EMPRESA  Aberta.  Para  isso  deverá  contratar  um  agente  de  underwriter  (subscritor).   Bancos Múltiplos com Carteira de   Investimento  Corretoras de Títulos e Valores Mobiliários    Distribuidoras de Títulos e Valores Mobiliários     A operação de underwriting pode ser realizada  também, diretamente no mercado secundário.  Garantia  Firme:  Subscrição  em  que  a  instituição  financeira      Esta operação acontece quando um dos sócios  subscreve  integralmente  a  emissão  para  revendê‐la    resolve negociar um lote de suas ações (Block‐ posteriormente ao público.  Trade) no mercado.  Melhores  Esforços:  Não  há  comprometimento  por  parte  do    O dinheiro captado vai para o sócio e não para  intermediário para a colocação efetiva de todas as ações.    empresa.  Stand‐by:  Subscrição  em  que  a  instituição  financeira  se    compromete  a  colocar  as  sobras  junto  ao  público  em  determinado espaço de tempo, após o qual ela mesma subscreve    MERCADO SECUNDÁRIO  o total das ações não colocadas  Negociação de ativos, títulos evalores mobiliários em mercados  organizados (bolsa), onde  investidores compram e vendem MERCADO PRIMÁRIO   em busca de lucratividade e   Empresas utilizam o mercado primário liquidez, transferindo, entre si,os títulos anteriormente para captar os recursos necessários adquiridos no mercado primário www.edgarabreu.com.br  ao financiamento de suas atividades  Página 163   
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    MERCADO DE BALCÃO BOLSAS DE VALORES NÃO ORGANIZADO ORGANIZADO Supervisão e Fiscalização Sem local físico definido Ambiente informatizado  Pregão ou sistema eletrônico Não são supervisionados Registro ou de negociação  eletrônicos ou por telefone    1. Uma empresa pode emitir ações tanto no mercado de balcão organizado quanto no mercado de Bolsa de Valores. Em qualquer  uma das opções esta empresa será considerada uma S.A Aberta    2. Uma empresa não pode manter ações negociadas no Mercado de Balcão Organizado e na Bolsa de Valores SIMULTANEAMENTE.  3. A captação através de debêntures pode ocorrer tanto no mercado de Balcão Organizado como no mercado de Bolsa de Valores, de   forma separada ou até mesmo de forma simultânea, desde que a empresa satisfaça as exigências dos dois mercados  4. O mercado de Balcão Organizado funciona como uma espécie de “estágio” para bolsa de valores, permitindo empresas captarem   recursos de forma organizada, supervisiona e com menor custo em relação a Bolsa de Valores. Um exemplo do mercado de Balcão   Organizado é o Bovespa Mais.www.edgarabreu.com.br  Página 164  
  • CERTIFICA AÇÃO ANBIM MA CPA ­ 20    edgarabreu@yahoo.co om.br        NE EGOCIAÇÃ ÃO NO ME ERCADO SECUNDÁR RIO  CUSTOS O OPERAÇÃO                       DESDOBR RAMENTO O DE AÇÕE ES (SPLIT) )  AGRUPA AMENTO DE AÇÕES S (INPLIT) )             www.ed dgarabreu.com.b br  Pá ágina 165  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br      BONIFICAÇÃO: DAR as ações    4   Aumento    de Capital 5Incorporação de    3 SUBSCRIÇÃO: VENDER as ações    Reservas Aumento    de Capital DIVIDENDOS: Dividir    os lucros com os acionistas     JUROS  70% EMPRESA   Acionista adquire o    DIREITO DE    SUBSCRIÇÃO.    30% 25% NO MÍNIMO 6   RESERVA  LUCRO  Acionista Não paga IR     1  Caso queira, pode  negociar o seu direito    2  no Mercado  Secundário (Bolsa)    JUROS SOBRE O CAPITAL PRÓPRIO: Remuneração  dos acionistas. Limitado a TJLP. Acionista paga IR  www.edgarabreu.com.br  Página 166   
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br    DÍVIDA    2       INVESTIMENTO $$$$ DEBÊNTURES          1              EMPRESA         AVALIA E CLASSIFICA        CONTRATA  AGÊNCIA DE RATING          Empresa necessita de recursos para fazer um investimento de Financiamento de Capital Fixo (longo prazo)1              Como o valor do investimento é grande, esta dívida é fracionada em pequenos títulos que são comercializados. Este2  . títulos recebem o nome de debêntures.     www.edgarabreu.com.br  Página 167   
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br       OPÇÃO DE COMPRA ‐ CALL OPÇÃO DE VENDA ‐ PUT   LANÇADOR DA OPÇÃO  TITULAR DA OPÇÃO LANÇADOR DA OPÇÃO TITULAR DA OPÇÃO             VENDE A OPÇÃO  COMPRA A OPÇÃO  VENDE A OPÇÃO  COMPRA A OPÇÃO                        PRÊMIO             PRÊMIO                     OBRIGAÇÃO DE VENDER  DIREITO DE COMPRAR AS  OBRIGAÇÃO DE  DIREITO DE VENDER AS   AS AÇÕES  AÇÕES  COMPRAR AS AÇÕES  AÇÕES               P.M > P.E = EXERCE    P.M > P.E = NÃO EXERCE   P.M < P.E = NÃO EXERCE  P.M < P.E = EXERCE     P.M = Preço de Mercado (cotação do preço da ação na Bolsa de Valores)  P.E = Preço de Exercício. Valor acordado entre as partes (strike)    1. O Lançador sempre vende a opção e o titular sempre compra.   2. O prêmio é sempre pago do titular para o lançador.   3. O Titular sempre possui DIREITO enquanto o lançador OBRIGAÇÃO.   4. A decisão de exercer ou não uma opção é do TITULAR da opção. www.edgarabreu.com.br  Página 168  
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br     PROBLEMA SOLUÇÃO NO VENCIMENTO DO CONTRATO    Plantar 1.000 sacas de Soja Investidor  procura  a  bolsa  de  Recebe: 1.000 x 46,00 = 46.000,00   valores  e  VENDE  contratos  futuros  vendendo as sacas de soja no mercado.   $$$ ?  de  SOJA,  neste  exemplo  por  R$   Paga: 6.000,00 para a Bolsa (Contratos  40,00 a SACA.   Incerteza quanto ao preço de  Futuros, ver tabela abaixo)     Assim  ele  irá  garantir  a  o  preço  de   venda destas sojas após a  Saldo: R$ 40.000,00  venda de sua soja.   AGRICULTOR colheita    DATA  MERCADO À  MERCADO FUTURO  DATA  PREÇO DE  VENDIDO  COMPRADO   VISTA  AJUSTE  (AGRICULTOR)   D+0  37,00 40,00 ABERTURA   DO  40,00 -------- -------- CONTRATO  D+1  39,00 42,00  D+1  1.000 X - 2,00 1.000 X 2,00 = 42,00    D+2  43,00 45,00 = -2.000,00 2.000,00  D+2  1.000 X - 3,00 1.000 X 3,00 =  CONTRATOS DE    D+3  40,00 43,00 45,00       = -3.000,00 3.000,00  SOJA  D+3  1.000 X 2,00 = 1.000 X - 2,00        .  .... .... 43,00AGRICULTOR PROCURA A   2.000,00 = -2.000,00BOLSA DE VALORES COM   .  .... .... .  .... .... ....OBJETIVO DE SE PROTEGER   Vencimento  46,00 46,00 . CONTRA OSCILAÇÃO DE       .... .... ....PREÇOS   do Contrato  Vencimento  1.000 X - 3,00 1.000 X 3,00 =    COMPRAR  CONTRATOS  FUTUROS  NA  POSIÇÃO  DE  VENDIDO  POR  40,00  O  AGRICULTOR AO  46,00GARANTE ESTE PREÇO DE VENDA DE SUA SOJA. CASO O PREÇO DA SOJA CAIA ABAIXO DE 40,00  do Contrato = -3.000,00 3.000,00www.edgarabreu.com.br  ESTA  DIFERENÇA  DE  PREÇO  DOS  CONTRATOS  FUTUROS  QUE ESTE  AGRICULTOR  IRÁ  RECEBER    Página 169 MANTÉM NA BOLSA DE VALORES    TOTAL - 6.000,00 6.000,00
  • CERTIFICAÇÃO ANBIMA CPA ­ 20  edgarabreu@yahoo.com.br  CONTRATOS DE SWAP          $ $ $ $ $  $ $ $ $ $        APLICAÇÃO  5 DÓLAR    2          6   CDB   INVESTIDOR  SWAP   4   $ $ $ $ $  $ $      DINHEIRO    1 APLICAÇÃO  DÓLAR      DÓLAR 1. Investidor possui certa quantidade de dinheiro que equivale um montante em moeda estrangeira.   2. Investidor decide aplicar seu dinheiro em um CDB do banco, onde receberá um determinado rendimento acordado entre as partes. 3. Caso a moeda estrangeira valorize mais do que o retorno recebido pelo investidor no CDB conclui-se que mesmo possuindo um saldo superior ao saldo anterior a aplicação, o investidor perdeu poder de VALORIZAÇÃO  compra, se for comprar algo em dólar. JUROS  3 4. Para se proteger o investidor pode fazer um contrato de Swap.DINHEIRO  5. Caso a aplicação tenha um rendimento superior a oscilação do dólar, o contrato de swap, corrige esta diferente positivamente, no exemplo acima credita a aplicação em “$$”. DÓLAR 6. Se a aplicação financeira no CDB obter rendimentos superior a oscilação do dólar, o contrato de swap ajusta negativamente, no exemplo acima debita da aplicação $$$.   www.edgarabreu.com.br  Página 170