E-Mail Marketing

2,620 views

Published on

Aula sobre e-mail marketing ministrada na faculdade IMED na turma de Marketing Digital.

Published in: Business
0 Comments
2 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
2,620
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
6
Actions
Shares
0
Downloads
100
Comments
0
Likes
2
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

E-Mail Marketing

  1. 1. EMAIL MARKETING
  2. 2. RAFAELCOMIN.COM.BRProfessor, Consultor, Palestrante e Blogueiroem Marketing e Comunicação Digital. @rafaelcomin
  3. 3. O QUE É E-MAIL MARKETING? É a utilização do e-mail como ferramenta de marketing direto.”Fonte: Wikipédia
  4. 4. O QUE É MARKETING DIRETO? De acordo com a DMA – Direct Marketing Association Marketing Direto é um sistema interativo de marketing que usa uma ou mais mídias de propaganda para obter uma resposta mensurável e/ou uma transação em qualquer localização (Marketing de Ser viços – Conceitos e Estratégias, Marcos Cobra/Flávio Zwarg – 1986).Fonte: Wikipédia
  5. 5. MARKETING PRODUTO PREÇO DISTRIBUIÇÃO COMUNICAÇÃORelações Públicas Jornalismo Rádio e TV Publicidade e Propaganda Cinema e Vídeo MARKETING DIRETOE-mail Marketing SMS e MMS Mala Direta Telemarketing TV Interativa
  6. 6. OBJETIVOS DO MARKETING DIRETO PESQUISA MERCADO IDENTIFICAÇÃO DE CLIENTES POTENCIAIS CONQUISTAR NOVOS CLIENTES FIDELIZAÇÃO DE CLIENTES DIVULGAÇÃO DA MARCA/PRODUTOS AO PÚBLICO ALVO DEFINIDO RENTABILIZAÇÃO DA FORÇA DE VENDAS OBTENÇÃO DE RESULTADOS MENSURÁVEIS MAXIMIZAÇÃO DO LUCRO
  7. 7. MALA DIRETA
  8. 8. eMAIL MARKETING
  9. 9. FUNÇÃO DO E-MAIL MARKETINGGarantir que o maior número de pessoaspossível leia seu email e tenha acesso àmensagem.
  10. 10. NEWSLETTERBoletim informativo (newsletter em inglês)é um tipo comunicação empresarial ou pessoalvisando a distribuição regular de conteúdos, sobredeterminado assunto, para assinantes que aceitaramreceber mensagens eletrônicas, através docadastramento em algum site.
  11. 11. SPAM Envio em massa de e-mails não solicitados Não deve ser usado pelas empresas É mal visto pelo consumidor Resultado, menos de 0,005%
  12. 12. TAXA DE RETORNOPercentual de pessoas que responderãoefetivamente a sua respostaRetorno: Emails lidosRetorno: Comercial dos emails enviados
  13. 13. Deliverability Segmentation MarketingFUNCIONAMENTO GoalsE-MAIL MARKETING List Email Branding Creation & + MGMT marketing look & Feel Analysis & Reporting
  14. 14. COMPORTAMENTO DO USUÁRIO $
  15. 15. QUANDO ENVIAR E-MAIL MARKETING?Seu cliente é um executivo de uma grande empresa, é provávelque ele veja os e-mails de manhã cedo quando chega ao escritório,ou no final do dia, quando as coisas estão mais tranqüilas e dá tempode ler com calma os e-mails.Nesse caso, se você enviar o e-mail no final de semana, seu e-mailaparecerá junto com todo o lixo de spams que foi enviado de sextaà noite até segunda pela manhã.
  16. 16. QUANDO ENVIAR E-MAIL MARKETING?O executivo já está acostumado com a enxurrada de bobagens e tem atendência a apagar mais rápido os e-mails. Além disso, segunda-feirapela manhã todos chegam afobados para iniciar o dia e resolver osproblemas antes que a semana realmente comece.Agora, imagine, enviar seu e-mail na terça, no final do dia, em tornodas 17:30. A maioria dos e-mails chatos já foi descartada, o executivoainda ficará algumas horas no escritório, e ninguém resiste a uma últimaolhada na caixa de entrada antes de ir para casa.
  17. 17. CÓDIGO DE AUTOREGULAMENTAÇÃO PARAPRÁTICA DE E-MAIL MARKETINGIniciativa de algumas entidades (ABMED, anunciantes, agências digitaisde comunicação, provedores de Internet, consumidor final) para delinearas práticas corretas e eticamente aceitas em ações de e-mail marketing.Modelo soft opt-inOpção de descadastramentoE-mail de remetente com domínio próprioDisponível em: http://migre.me/Cb0J
  18. 18. COMO OBTER RESULTADOS POSITIVOS?Como você adquire os endereços de e-mailAdequação da sua lista à mensagemEstrutura do e-mail enviadoTipo de oferta ou mensagem enviadaPeriodicidade de envio
  19. 19. COMO OBTER RESULTADOS POSITIVOS?Qual a origem do seu banco de emails?Qual o ciclo de identificação?Qual a idade dos emails?
  20. 20. ESTRUTURAS DE E-MAILS DE SUCESSOMáxima atenção ao campo assuntoDeve refletir sua mensagem e o que você querque gere interesse no consumidorO campo assunto deve ter entre 6 e 10 palavrase ser de fácil leituraPensam como consumidor, você abriria essee-mail somente lendo o campo assunto?
  21. 21. ESTRUTURAS DE E-MAILS DE SUCESSO1. Tamanho e dimensão do e-mail marketingHTML no máximo: 20kb (preferencialmente 10kb)Imagens no máximo: 45kb (preferencialmente 20kb)HTML + Imagens: 50kb (preferencialmente 25kb)Largura da peça: 450px a 550px (preferencialmente 500px)Deixe a altura o menor possível para evitara rolagem
  22. 22. ESTRUTURAS DE E-MAILS DE SUCESSO2. ImagensDevem vir em links absolutos e estar hospedadasem um servidorUsar tag ALT. Garanta para quem não visualizaimagens tenha uma idéia do que estaria ali
  23. 23. ESTRUTURAS DE E-MAILS DE SUCESSO3. LinksUrls pequenas e intuitivas.É Melhor:www.dominio.com.br/campanhado quewww.dominio.com.br/f452005/clientecorp/mpr/123Use o target = "_blank"Uso moderado de links.Quanto menos, melhor
  24. 24. ESTRUTURAS DE E-MAILS DE SUCESSO4. Tem que terLink de "caso não visualize"(Cuidado com fonte branca, pois na ausência dobackground, o seu texto pode dar a impressão que sumiu)Link de opt-out(possibilitar o descadastro também por reply)E-mail de resposta válido. Se você envia o e-maildeve possibilitar que a pessoa responda este e-mail
  25. 25. ESTRUTURAS DE E-MAILS DE SUCESSO5. Não pode terFlashJavaScriptiframe, ilayer, divs absolutasVídeoAnexos
  26. 26. ESTRUTURAS DE E-MAILS DE SUCESSO6. FormuláriosNão utilize formulários em um e-mail,prefira um link para ele preencher no seusite o formulário
  27. 27. ESTRUTURAS DE E-MAILS DE SUCESSO7. Conteúdo pertinenteSaiba o motivo que leva o cliente a comprarseu produtoFale diretamente com o clienteCumpra a promessa. Assunto (Subject) honestoNão arrisque, o nome de uma empresa está em jogo
  28. 28. MAPEANDO O PÚBLICO-ALVO potencial cliente ELE 30 ANOS – ELA 28 AMBOS TRABALHAM NÃO POSSUEM FILHOS CLASSE B POSSUEM VÁRIOS AMIGOS AMBOS USAM A INTERNET COM FREQÜÊNCIA PARTICIPAM DE REDES SOCIAIS USAM O TWITTER FREQÜENTEMENTE
  29. 29. PÚBLICO-ALVO DA SUA MENSAGEMÉ melhor ter uma lista de mil e-mails, com acerteza que cada e-mail pertence a uma pessoade seu público-alvo, do que ter cem mil e-mailsdos quais você não sabe nada
  30. 30. ESTRATÉGIAS PARA LISTAS DE E-MAILSAdquira uma listaUse as informações que você já temTenha uma página de cadastroEstimule a indicação de amigosDesenvolva estratégias integradasCrie ações promocionais
  31. 31. ANALISANDO RESULTADOSEmails enviados: 16.614Emails lidos: 3.410Cliques: 259Página por visita: 5,59Tempo médio: 00:04:27Taxa de rejeição: 28,57%Rejeições: 74Conversão (contato através do formulário de fale conosco): 3Vendas: 1Receita: R$ 500,00
  32. 32. ANALISANDO RESULTADOSTaxa de Abertura21% das pessoas da base abriram o emailTaxa de Cliques8% das pessoas que abriram o email, acessaram o site(clicaram no link)Taxa de Conversão0,09% dos usuários que acessaram o site, realizaram oobjetivo propostoTaxa Comercial0,03% dos usuários que acessaram o site, realizaram a compra
  33. 33. ANALISANDO RESULTADOSTaxa de AberturaE-Mails abertos/E-Mails enviadosTaxa de CliquesCliques/E-Mails abertosTaxa de ConversãoContatos/E-Mails enviadosTaxa ComercialVendas/E-Mails enviados
  34. 34. CASE LOJAS MARISALojas MarisaReconhecida como a maior rede varejista de moda feminina no país,as Lojas Marisa possui mais de 200 estabelecimentos em todo o Brasil.Sobre as Lojas MarisaPara acompanhar as tendências do mundo web e ganhar ainda maisvantagem competitiva no mercado, foi a primeira do segmento ainvestir na implantação da tecnologia de e-commerce. A iniciativaaconteceu há oito anos e a marca também se consolidou diantedo cenário online.
  35. 35. CASE LOJAS MARISANecessidadesA loja online da Rede precisava segmentar a comunicação com seupúblico e criar campanhas personalizadas de acordo com o perfilcomportamental de sua base. Pela sua forte presença também nocomércio eletrônico há muitos anos, sua base ganhou mais cadastrose a necessidade de customizar seu marketing digital veio ao encontroda busca pela Virtual Target.
  36. 36. CASE LOJAS MARISAEstratégiaConstruir bases segmentadas para envio de 10 campanhaspromocionais por mês com foco na análise dos resultados emensuração detalhada de acessibilidade dos emails pelo público-alvopara ações estratégicas no pós clique.
  37. 37. CASE LOJAS MARISAResultadosOs 80 relatórios de visibilidade das mensagens fornecidos pelaVirtual Target permitem à Rede acompanhar os retornos dascampanhas desenvolvidas e elaborar ações de email marketing deacordo com o que o cliente quer receber. O processo de conversãode vendas por meio das campanhas também trouxe uma análiseminuciosa da eficiência do email.
  38. 38. FERRAMENTAS DE E-MAIL MARKETING
  39. 39. DÚVIDAS? TWITTER.COM/RAFAELCOMINFORMSPRING.ME/RAFAELCOMIN
  40. 40. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

×