Casos do Zé - Oxente Rails 2009
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Casos do Zé - Oxente Rails 2009

on

  • 1,418 views

Palestra realizada na desconferência do primeiro dia do Oxente Rails 2009

Palestra realizada na desconferência do primeiro dia do Oxente Rails 2009
A palestra foi sobre a importância do entendimento do business no desenvolvimento de produtos.

Statistics

Views

Total Views
1,418
Views on SlideShare
1,244
Embed Views
174

Actions

Likes
0
Downloads
5
Comments
0

3 Embeds 174

http://rafael.adm.br 145
http://localhost 28
http://66.102.1.132 1

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Adobe PDF

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Casos do Zé - Oxente Rails 2009 Casos do Zé - Oxente Rails 2009 Presentation Transcript

  • @rafaelp
  • Desenvolvimento de Produto • Conhecimento do negócio e do mercado; • TDD/BDD testam código e não negócio; • O sistema de tickets não dá suporte sozinho; • Billing é um custo alto no processo; • O código representa 30% do seu negócio; • Você pode fazer “tudo certo” e o projeto falhar.
  • CASOS DO ZÉ Enquanto a mulher acaba de sair do banho e está se enxugando a campainha da porta toca. Depois de alguns segundos de discussão com o marido, para ver quem iria atender a porta, a mulher se enrola na toalha e desce as escadas. Quando ela abre a porta, vê o vizinho Zezão em pé na soleira. Antes que ela possa dizer qualquer coisa, Zezão diz: - Eu lhe dou agora mesmo 3.000 reais se você deixar cair esta toalha! Depois de pensar por alguns segundos, a mulher deixa a toalha cair e fica nua. Zezão então entrega a ela os 3.000 reais prometidos e vai embora. Confusa, mas contente com sua sorte, a mulher se enrola de novo na toalha e volta para o quarto. Quando ela entra no quarto, o marido grita do chuveiro: - Quem era? meu bem. - Era o Zezão, o vizinho , diz ela ao marido. - Ótimo! Ele entregou os 3.000 reais que ele estava me devendo?
  • CONCLUSÃO Se você compartilha informações a tempo, pode prevenir exposições desnecessárias.
  • CASOS DO ZÉ Na África, todas as manhãs, o veadinho acorda sabendo que deverá conseguir correr mais do que o leão, se quiser se manter vivo. Todas as manhãs o leão acorda sabendo que deverá correr mais do que o veadinho, se não quiser morrer de fome.
  • CONCLUSÃO Não faz diferença se você é veadinho ou leão, quando o sol nascer, você tem que começar a correr.
  • CASOS DO ZÉ Um corvo está sentado numa árvore o dia inteiro sem fazer nada. Um pequeno coelho vê o corvo sem fazer nada, e com inveja, pergunta: - "Eu posso sentar como você e não fazer nada o dia inteiro?" O corvo responde, sorrindo: - "Claro, porque não?" O coelho senta no chão embaixo da árvore, relaxa e fica de conversa com o corvo. De repente uma raposa aparece e come o coelho .
  • CONCLUSÃO Para ficar sentado sem fazer nada, você deve estar no topo.
  • CASOS DO ZÉ Um padre está dirigindo por uma estrada quando vê uma freira em pé, no acostamento. Ele para e oferece carona. A freira aceita. Ela entra no carro, cruza as pernas revelando suas lindas coxas. O padre se descontrola e quase bate com o carro. Depois de conseguir controlar o carro e evitar o acidente, ele não resiste e coloca a mão na perna da freira. A freira olha para ele e diz: - Padre, lembre-se do Salmo 129! O padre, sem graça, fala: - Desculpe Irmã, a carne é fraca... E tira a mão da perna da freira. Mais uma vez a freira diz: - Padre, lembre-se do Salmo 129! Chegando ao seu destino a freira agradece e, com um sorriso enigmático, desce do carro e entra no convento. Assim que chega à igreja o padre pega as Escrituras, para ler o Salmo 129, que diz: "Vá em frente, persista, mais acima encontrarás a glória do paraíso".
  • CONCLUSÃO Se você não está bem informado sobre o seu produto, pode perder excelentes oportunidades.
  • Sozinho é difícil, vamos nos unir?
  • Obrigado.