Gestão pública x privada semelhanças e diferenças

22,150 views

Published on

0 Comments
14 Likes
Statistics
Notes
  • Be the first to comment

No Downloads
Views
Total views
22,150
On SlideShare
0
From Embeds
0
Number of Embeds
29
Actions
Shares
0
Downloads
382
Comments
0
Likes
14
Embeds 0
No embeds

No notes for slide

Gestão pública x privada semelhanças e diferenças

  1. 1. GESTÕESGESTÕES PÚBLICASPÚBLICAS EE PRIVADASPRIVADAS DIFERENÇAS E SIMILARIDADESDIFERENÇAS E SIMILARIDADES PEDRO PARENTE ©iStockphoto.com/fpm
  2. 2. DIFERENÇA ENTRE GESTÃO PÚBLICA E PRIVADA HÁ LUZ NO FIM DO TÚNEL? VISÃO REALISTA DA POLÍTICA VISÕES IDEALIZADAS DA POLÍTICA
  3. 3. VISÕESVISÕES IDEALIZADASIDEALIZADAS DA POLÍTICADA POLÍTICA ©iStockphoto.com/PhotographerOlympus
  4. 4. ““ O homem é um animal político.O homem é um animal político. ”” ARISTÓTELES VISÕES IDEALIZADAS DA POLÍTICA ©iStockphoto.com/Dhoxax
  5. 5. ““ O objetivo do desenvolvimentoO objetivo do desenvolvimento não é a riqueza, mas a liberdade.não é a riqueza, mas a liberdade. ”” AMARTYA SEN VISÕES IDEALIZADAS DA POLÍTICA
  6. 6. ““ Fazer política é praticar e defenderFazer política é praticar e defender a liberdade, é honrar nosso mandato,a liberdade, é honrar nosso mandato, sustentar nosso trabalho e enobrecersustentar nosso trabalho e enobrecer a memória do nosso tempo.a memória do nosso tempo. ”” VISÕES IDEALIZADAS DA POLÍTICA AFONSO ARINOS DE MELO FRANCO
  7. 7. VISÃOVISÃO REALISTAREALISTA DA POLÍTICADA POLÍTICA ©iStockphoto.com/Brasil2
  8. 8. VISÃO REALISTA DA POLÍTICA ““ Não se pode escolher ter ou não ter governo,Não se pode escolher ter ou não ter governo, porque a alternativa seria um estadoporque a alternativa seria um estado de anarquia que destruiria a sociedade.de anarquia que destruiria a sociedade. ”” GEORGE F. KENNAN
  9. 9. VISÃO REALISTA DA POLÍTICA ““ São funções indispensáveis (as dos governos),São funções indispensáveis (as dos governos), mas de lamentável origem, porque em geral derivammas de lamentável origem, porque em geral derivam da inabilidade dos homens em governarem a si própriosda inabilidade dos homens em governarem a si próprios de forma compatível com os interesses da comunidade.de forma compatível com os interesses da comunidade. ”” GEORGE F. KENNAN
  10. 10. VISÃO REALISTA DA POLÍTICA ““ Os governos existem para que os menos inspiradoresOs governos existem para que os menos inspiradores impulsos do ser humano sejam mantidos sob restrições. Osimpulsos do ser humano sejam mantidos sob restrições. Os governos e, conseqüentemente,governos e, conseqüentemente, a política não devem ser idealizados.a política não devem ser idealizados. ”” GEORGE F. KENNAN
  11. 11. GEORGE F. KENNAN VISÃO REALISTA DA POLÍTICA ““ Poder engendra um excitamento que, comoPoder engendra um excitamento que, como um campo radioativo, contamina toda a atmosferaum campo radioativo, contamina toda a atmosfera dentro e em volta de onde ele é exercido.dentro e em volta de onde ele é exercido. ”” Política sempre envolvePolítica sempre envolve PODERPODER
  12. 12. GEORGE F. KENNAN VISÃO REALISTA DA POLÍTICA ““ A competição pelo poder, em geral, não é conduzidaA competição pelo poder, em geral, não é conduzida isoladamente, mas sim por um grupo de políticos queisoladamente, mas sim por um grupo de políticos que combinam seus esforços, ainda que momentaneamente, com ocombinam seus esforços, ainda que momentaneamente, com o objetivo de conquistar o poder.objetivo de conquistar o poder. ”” AA PANELINHAPANELINHA políticapolítica
  13. 13. GEORGE F. KENNAN VISÃO REALISTA DA POLÍTICA ““ Todos os governos atraem para si próprios, e funcionam dentroTodos os governos atraem para si próprios, e funcionam dentro de uma atmosfera de inflamadas ambições, rivalidades,de uma atmosfera de inflamadas ambições, rivalidades, sensibilidades, ansiedades, suspeitas, pressões indevidas esensibilidades, ansiedades, suspeitas, pressões indevidas e ressentimentos, na qual nunca emerge o melhor daqueles que oressentimentos, na qual nunca emerge o melhor daqueles que o exercem e, muitas vezes, o pior vem à tona.exercem e, muitas vezes, o pior vem à tona. ”” CONCLUSÃO ICONCLUSÃO I
  14. 14. Daí porque governosDaí porque governos realmenterealmente precisam de sistemas de controleprecisam de sistemas de controle VISÃO REALISTA DA POLÍTICA A questão-chave é:A questão-chave é: que tipo de controle?que tipo de controle? CONCLUSÃO IICONCLUSÃO II ©shutterstock/gualtieroboffi
  15. 15. DIFERENÇA ENTRE GESTÃODIFERENÇA ENTRE GESTÃO PÚBLICA X PRIVADA © iStockphoto.com/Serp77
  16. 16. DIFERENÇA ENTRE GESTÃO PÚBLICA X PRIVADA MAXIMIZAR A RELAÇÃOMAXIMIZAR A RELAÇÃO CUSTO-BENEFÍCIOCUSTO-BENEFÍCIO BUSCA DO LUCROBUSCA DO LUCRO GESTÃO PRIVADA: GESTÃO PÚBLICA E PRIVADA: © shutterstock /Jasenka Lukša
  17. 17. DIFERENÇA ENTRE GESTÃO PÚBLICA X PRIVADA PRINCÍPIO JURÍDICO FUNDAMENTAL  SETOR PRIVADO: SETOR PÚBLICO: Tudo pode ser feito,Tudo pode ser feito, exceto se proibido por leiexceto se proibido por lei Nada pode ser feito que não esteja previamente determinado por lei © iStockphoto.com/Lammeyer
  18. 18. DIFERENÇA ENTRE GESTÃO PÚBLICA X PRIVADA PLANEJAMENTO NO SETOR PÚBLICO: DESCONTINUIDADEDESCONTINUIDADE
  19. 19. DIFERENÇA ENTRE GESTÃO PÚBLICA X PRIVADA PLANEJAMENTO NO SETOR PRIVADO: FORMULAÇÃO ESTRATÉGICA ©iStockphoto.com/TommL METODOLOGIASMETODOLOGIAS ADERÊNCIAADERÊNCIA DISSEMINAÇÃODISSEMINAÇÃO
  20. 20. DIFERENÇA ENTRE GESTÃO PÚBLICA X PRIVADA EXECUÇÃO NO SETOR PÚBLICO: Processo decisório diluídoProcesso decisório diluído Responsabilidades pouco definidasResponsabilidades pouco definidas EXECUÇÃO NO SETOR PÚBLICO: © iStockphoto.com/DNY59
  21. 21. DIFERENÇA ENTRE GESTÃO PÚBLICA X PRIVADA Elevado grau de formalidade Propensão à inatividade Decisão da autoridade não é suficiente EXECUÇÃO NO SETOR PÚBLICO:EXECUÇÃO NO SETOR PÚBLICO:
  22. 22. DIFERENÇA ENTRE GESTÃO PÚBLICA X PRIVADA Metodologias modernas de gestão Processo decisório bem definido EXECUÇÃO NO SETOR PRIVADO: © iStockphoto.com/lisegagne
  23. 23. DIFERENÇA ENTRE GESTÃO PÚBLICA X PRIVADA Responsabilidades claramente distribuídas Grau de formalidade variável Decisão da autoridade é suficiente ©iStockphoto.com/blackred EXECUÇÃO NO SETOR PRIVADO:
  24. 24. DIFERENÇA ENTRE GESTÃO PÚBLICA X PRIVADA CONTROLE E AÇÃO CORRETIVA NO SETOR PRIVADO:  Instâncias de controle variáveis Ênfase no resultado © iStockphoto.com/Sveta
  25. 25. DIFERENÇA ENTRE GESTÃO PÚBLICA X PRIVADA CONTROLE E AÇÃO CORRETIVA NO SETOR PRIVADO: Objetividade e eficiência Foco nas ações corretivas Gestão de riscos
  26. 26. DIFERENÇA ENTRE GESTÃO PÚBLICA X PRIVADA CONTROLE E AÇÃO CORRETIVA NO SETOR PÚBLICO: Ênfase no processo Burocracia e lentidão Foco na ação punitiva © iStockphoto.com/SvetGlobalP
  27. 27. DIFERENÇA ENTRE GESTÃO PÚBLICA X PRIVADA CONCLUSÃO NÃONÃO garante o menor custogarante o menor custo NÃONÃO garante a melhor qualidadegarante a melhor qualidade NÃONÃO acabou com a corrupçãoacabou com a corrupção O atual sistema de controle da gestão pública é totalmente inadequado: ©iStockphoto.com/archives
  28. 28. HÁ LUZ NO FIM DO TÚNEL?HÁ LUZ NO FIM DO TÚNEL? © iStockphoto.com/joshblake
  29. 29. HÁ LUZ NO FIM DO TÚNEL? Enfim, podemos ter nós, a sociedade como um todo, aEnfim, podemos ter nós, a sociedade como um todo, a esperançaesperança de que este quadro possa serde que este quadro possa ser mudadomudado?? Podemos corrigir as deficiências dos serviços públicos? Podemos melhorar a qualidade e ampliar a infra-estrutura do país? Podemos reduzir os elevados custos adicionais que pagamos?
  30. 30. HÁ LUZ NO FIM DO TÚNEL? Já existem condições, especialmenteJá existem condições, especialmente culturais, para que o sistema de gestão doculturais, para que o sistema de gestão do setor públicosetor público seja modificado, na direçãoseja modificado, na direção de conceder maiorde conceder maior autonomiaautonomia ee responsabilidade por resultadosresponsabilidade por resultados para opara o gestor?gestor? © shutterstock /Christopher Meder - Photography
  31. 31. HÁ LUZ NO FIM DO TÚNEL? AA classe políticaclasse política estariaestaria preparada para uma maiorpreparada para uma maior profissionalizaçãoprofissionalização dodo serviço público?serviço público?
  32. 32. HÁ LUZ NO FIM DO TÚNEL? AsAs instituições de controleinstituições de controle, neles incluída, neles incluída aa imprensaimprensa, estariam preparados para, estariam preparados para enfocar a questão de uma maneiraenfocar a questão de uma maneira completamente distinta daquele que écompletamente distinta daquele que é uniforme e geral?uniforme e geral? ©iStockphoto.com/Paha_L
  33. 33. HÁ LUZ NO FIM DO TÚNEL? Em última instância, aEm última instância, a sociedadesociedade aceitaria estaaceitaria esta mudança?mudança? ©iStockphoto.com/Sparky2000
  34. 34. HÁ LUZ NO FIM DO TÚNEL? Infelizmente sou pessimista emInfelizmente sou pessimista em relação a essas perguntas.relação a essas perguntas. Para todas elas a resposta é, emPara todas elas a resposta é, em minha opinião...minha opinião...
  35. 35. HÁ LUZ NO FIM DO TÚNEL? Para não terminar com umaPara não terminar com uma visão pessimista, o que sevisão pessimista, o que se poderia fazer para melhorarpoderia fazer para melhorar umauma gestão públicagestão pública??
  36. 36. HÁ LUZ NO FIM DO TÚNEL? CONTINUIDADE (e não CONTINUISMO) Processos de Gestão pela Qualidade Total Foco (também) em resultados © shutterstock / Yellowj
  37. 37. GESTÕESGESTÕES PÚBLICASPÚBLICAS EE PRIVADASPRIVADAS DIFERENÇAS E SIMILARIDADESDIFERENÇAS E SIMILARIDADES PEDRO PARENTE ©iStockphoto.com/fpm

×