Pré modernismo
Upcoming SlideShare
Loading in...5
×
 

Pré modernismo

on

  • 880 views

 

Statistics

Views

Total Views
880
Views on SlideShare
791
Embed Views
89

Actions

Likes
0
Downloads
27
Comments
1

2 Embeds 89

http://rafabebum.blogspot.com.br 83
http://www.rafabebum.blogspot.com.br 6

Accessibility

Categories

Upload Details

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Usage Rights

© All Rights Reserved

Report content

Flagged as inappropriate Flag as inappropriate
Flag as inappropriate

Select your reason for flagging this presentation as inappropriate.

Cancel
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
  • olá, gostaria de saber sobre o pre modernismo (1900 - 1920) a literatura descobre um novo brasil??? me ajudem ... por favor.. ja procurei, mas nao tem falando 'quase nada'..
    Are you sure you want to
    Your message goes here
    Processing…
Post Comment
Edit your comment

Pré modernismo Pré modernismo Presentation Transcript

  • Pré-Modernismo (Brasil, 1902-1922) Início: Canaã, de Graça Aranha; Os Sertões, de Euclides da Cunha Término: Semana da Arte Moderna Época marcada por um hibridismo artístico rafabebum.blogspot.com
  • Euclides da Cunha Os Sertões (obra inclassificável; tese determinista: 3 partes)  A Terra: estudo geológico e topográfico da região de Canudos (sertão da BA) São José do Rio Pardo rafabebum.blogspot.com
  • Euclides da Cunha Os Sertões (obra inclassificável; tese determinista: 3 partes) A Terra  O Homem:  sertanejo X litorâneo rafabebum.blogspot.com
  • O Homem: ─ Antônio Conselheiro: líder místico; figura carismática; dizia-se o profeta da salvação E surgia na Bahia o anacoreta sombrio, cabelos crescidos até aos ombros, barba inculta e longa; face escaveirada;olhar fulgurante; monstruoso, dentro de um hábito azul de brim americano; abordoado ao clássico bastão em que se apoia o passo tardo dos peregrinos. rafabebum.blogspot.com
  • Euclides da Cunha Os Sertões (obra inclassificável; tese determinista: 3 partes) A Terra  O Homem  A Luta: Revolução de Canudos (1896-97)  4 expedições (polícia e exército) X população civil rafabebum.blogspot.com
  • Euclides da Cunha Os Sertões Linguagem: erudita; Barroco científico rafabebum.blogspot.com
  • Lima Barreto Triste Fim de Policarpo Quaresma (romance, 3.ª pessoa; 3 partes) Policarpo: Quixote nacional rafabebum.blogspot.com
  • Lima Barreto Triste Fim de Policarpo Quaresma (romance, 3.ª pessoa; 3 partes)  Projeto de resgate cultural rafabebum.blogspot.com
  • Lima Barreto Triste Fim de Policarpo Quaresma (romance, 3.ª pessoa; 3 partes)   Projeto de resgate cultural Sonho do País agrícola rafabebum.blogspot.com
  • Triste Fim de Policarpo Quaresma (romance, 3.ª pessoa; 3 partes) Projeto de resgate cultural  Sonho do País agrícola  Comando de uma tropa na Revolta da Armada  (1893-94) rafabebum.blogspot.com
  • Linguagem: coloquial, espontânea rafabebum.blogspot.com
  • Monteiro Lobato Urupês  Cidades Mortas  Negrinha  (livros de contos) rafabebum.blogspot.com
  • ─ tematiza a decadência do vale do Paraíba paulista ─ personagem Jeca Tatu: doente, preguiçoso, marginalizado ─ linguagem: coloquial, com requintes de ironia rafabebum.blogspot.com
  • Artigo (1917, no “Estadão”) Paranoia ou Mistificação? : crítica a Anita Malfatti (estopim da Semana da Arte Moderna) rafabebum.blogspot.com
  • Augusto dos Anjos Eu (1912)  Eu e Outras Poesias (obra  póstuma) rafabebum.blogspot.com
  • Fusão de elementos artísticos: Parnasianismo: perfeição formal  Expressionismo: descrições nervosas  Naturalismo: enfatiza o grotesco; vocabulário científico; focaliza a animalidade humana  poesia abusivamente pessimista  rafabebum.blogspot.com
  • Psicologia de um Vencido Eu, filho do carbono e do amoníaco, Monstro de escuridão e rutilância, Sofro, desde a epigênesis da infância, A influência má dos signos do zodíaco. Profundissimamente hipocondríaco, Este ambiente me causa repugnância... Sobe-me à boca uma ânsia análoga à ânsia Que se escapa da boca de um cardíaco. Já o verme - este operário das ruínas Que o sangue podre das carnificinas Come, e á vida em geral declara guerra, Anda a espreitar meus olhos para roê-los, E há de deixar-me apenas os cabelos, Na frialdade inorgânica da terra! rafabebum.blogspot.com
  • Versos Íntimos Vês! Ninguém assistiu ao formidável Enterro de tua última quimera. Somente a Ingratidão - esta pantera Foi tua companheira inseparável! Acostuma-te à lama que te espera! O Homem, que, nesta terra miserável, Mora, entre feras, sente inevitável Necessidade de também ser fera. Toma um fósforo. Acende teu cigarro! O beijo, amigo, é a véspera do escarro, A mão que afaga é a mesma que apedreja. Se a alguém causa inda pena a tua chaga, Apedreja essa mão vil que te afaga, Escarra nessa boca que te beija! rafabebum.blogspot.com
  • Canaã, de Graça Aranha (romance, 1902) rafabebum.blogspot.com
  • Em Porto do Cachoeiro, o confronto de dois alemães:  Milkau  O mundo é uma expressão da harmonia e do amor universal. Lentz Essa civilização que é o sonho da democracia, da fraternidade, é uma triste negação -Universalismo (...) - “Racismo” - “Lei do Amor” - “Lei da Força” rafabebum.blogspot.com